Ativista argentino foi encontrado morto ontem, véspera da eleição no país

Resultado de imagem para Santiago Maldonado
Ativista Santiago Maldonado

Nesse sábado (21), véspera da eleição na Argentina, foi achado um boiando no Rio Chubut, e foi identificado como sendo de Santiago Maldonado. Ativista, com apenas 28 anos, morador de El Bolsón, pequena cidade que fica 80 quilômetros ao sul de Bariloche, na Patagônia argentina, é o primeiro desaparecido político do governo de Maurício Macri, desde 2015. Segundo os peritos, que realizaram a autopsia em Buenos Aires, não hé sinais de golpes ou ferimentos e ele pode ter morrido afogado. Mas a família divulgou um comunicado afirmando que considera a Gendarmeria (Polícia Militar de fronteira) “responsável por sua morte” e prometendo “continuar investigando”.

A repressão aos mapuche é antiga, mas este desaparecimento em tempos democráticos é inédito. Num país que teve mais de 30 mil vítimas fatais na última ditadura – algo equivalente, na época, ao assassinato de 140 mil pessoas pelo regime militar brasileiro –, a questão é traumática e entrou na agenda do debate eleitoral, embora seja censurada ou minimizada pelo grupo Clarín e demais meios alinhados ao governo.

 

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2017-10/argentinos-vao-urnas-para-renovar-parte-da-camara-e-do-senado  e http://www.socialistamorena.com.br/santiago-maldonado-o-primeiro-desaparecido-politico-da-era-macri/

Leave a Comment