Archive for agosto, 2017

Vereadores aprovam projeto para privatizar banheiros públicos em praias

Resultado de imagem para Banheiros públicos de natal da orla marítima
Foto: Magnus Nascimento

A Câmara Municipal de Natal aprovou o Projeto de Lei nº 00135/2017, que autoriza a privatização do uso de banheiros públicos municipais localizados na orla marítima das praias de Ponta Negra e Praia do Meio.

O documento veio do Executivo Municipal e foi debatido desde a sessão da terça-feira (29) com os vereadores expondo seus argumentos a favor e contra o Projeto de Lei.

Parlamentares citaram em seus discursos motivos que seriam favoráveis ou não à aprovação do projeto.

O vereador Fernando Lucena (PT) se mostrou contrário ao projeto e argumentou que esta iniciativa, pois declarou que isto iria afastar algumas pessoas da praia. “É quase você proibir que o cidadão com menor poder aquisitivo possa ir à praia”, disse.

Já Nina Souza (PEN) expôs que, com aprovação deste projeto, os banheiros das praias podem ficar mais conservados para uso dos natalenses e turistas. “Isso vai trazer benefícios para a cidade e também para quem for usar os locais”, comentou.

A votação na sessão desta quinta-feira (31) teve 15 votos a favor, seis contra e uma abstenção.

 

Fonte:https://blogdobg.com.br/vereadores-aprovam-projeto-para-privatizar-banheiros-publicos-em-praias/

Escola da Assembleia planeja pós-graduação com o ILB, do Senado Federal

Crédito da Foto: Assessoria de Comunicação

O diretor geral da Escola da Assembleia, Carlos Russo, esteve, nesta quarta-feira (29), participando de reuniões no Instituto do Legislativo Brasileiro (ILB), do Senado Federal, em Brasília.

Proveitosa, a reunião discutiu a produção de programas em conjunto para cursos de Pós-graduação, desde a unificação dos programas atuais, até a oferta dos cursos e a certificação dupla, emitida pelo Senado Federal (MEC) e pela Escola da Assembleia (CEE-RN).

Criada e mantida pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a Escola da Assembleia é uma instituição acadêmica (formalmente de ensino) e entidade de direito público estadual e integra o sistema estadual de ensino do Rio Grande do Norte, conforme determina o diploma legal vigente (Lei 9394/96), atendendo atende à legislação em vigor.

Inicialmente, em discussão com a diretora de Ensino Superior, Valeria Ribeiro, foi destacada a qualidade do serviço prestado pela Escola da Assembleia do RN. A diretora ressaltou que acabara de retornar de viagem à outra escola do legislativo e se mostrou entusiasmada com o que a Escola da Assembleia oferece. “A Escola da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte é uma referência, vamos encaminhar esse convênio que venha a possibilitar muitos projetos em conjunto”, afirma.

A Professora, doutora em Comunicação, alinhou ainda uma parceria para a realizar os Novos Cadernos de Estudos Legislativos da ALRN, inclusive se colocando à disposição para o corpo editorial das próximas edições.

“Educação é o foco da gestão do presidente Ezequiel Ferreira, e esse modelo de parceria, mostra que a visão de futuro na Escola como referência, vem se tornando realidade”, explica Russo.

Aproveitando a ocasião, o diretor também se reuniu com a equipe de Relações Públicas do Senado Federal, discutindo o programa Parlamento Jovem, uma das ações estratégicas para o biênio 2017-2018.

Um ano depois do impeachment, Dilma está de volta

Foto: Internet

A ex-presidente Dilma Rousseff convocou para esta quinta-feira um ato em memória de sua saída, às 18 horas, no Rio de Janeiro. “Dilma Rousseff, afastada da presidência da república sem crime de responsabilidade em 31 de agosto de 2016, faz balanço de um ano do golpe e projeta o futuro”, diz o convite em sua página oficial no Facebook. Além da presença da própria ex-presidente, artistas simpáticos à causa também estarão presentes, como o cantor Chico Buarque.

A ideia é bombardear os acontecimentos do ano que passou sob a batuta de Michel Temer, às vésperas da nova denúncia que deve ser apresentada pela Procuradoria-Geral da República na semana que vem. Nestes 365 dias, Temer perdeu quase uma dezena de ministros, teve uma porção de aliados presos pela Operação Lava-Jato e quase caiu ao ser pego em um grampo com o empresário Joesley Batista, do grupo J&F, por ter sugerido um aliado para tratar de assuntos de interesse com o empresário. O aliado é Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor do presidente e ex-deputado federal, que foi flagrado com uma mala de dinheiro, contendo 500.000 reais em espécie.

O interessante mesmo deve ser o que Dilma falará sobre o futuro – dela e do partido. Não há qualquer indício de que o PT pretenda fazer qualquer mea culpa sobre seus erros. Pelo contrário: a ideia é reforçar a tese de perseguição ao partido e elevar o nome de Luiz Inácio Lula da Silva como pré-candidato perseguido à Presidência em 2018. Permanece o discurso de que a missão final do “golpe” é inviabilizar a candidatura de Lula. A adesão ao evento vai mostrar se a estratégia tem alguma chance de colar fora dos redutos mais fieis do petismo.

 

Fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/um-ano-depois-do-impeachment-dilma-esta-de-volta/

Larissa Rosado reforça necessidade de revitalização da atividade petrolífera no RN

A deputada Larissa Rosado (PSB) repercutiu nesta quinta-feira (31), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, a audiência pública que debateu iniciativas para a revitalização da cadeia de Petróleo e Gás no Rio Grande do Norte. Ocupando a tribuna do plenário, a parlamentar destacou alguns números da atividade e reforçou a necessidade de investimentos no setor.

“Existe uma grande diferença entre a exploração de petróleo no RN na década de 90 e nos anos atuais. Todos sabemos a importância da atividade para a Região Oeste, mas, com a descoberta da camada pré-sal, é notória a falta de interesse da Petrobrás em explorar os chamados campos maduros, o que gerou demissão no setor”, explica Larissa Rosado.

De acordo com dados apresentados por ela, o RN possui mais de 7 mil poços perfurados, dos quais, apenas 4.161 estão funcionando. Na década de 90, a Bacia Potiguar, que engloba campos de produção de petróleo no RN e Ceará, chegou a produzir mais de 100 mil barris de petróleo por dia em sua parte terrestre. Hoje a produção oscila entre 60 e 70 mil barris diários.

Segundo Larissa, a ideia apontada e debatida durante a audiência é que esta atividade passe a ser feita por pequenos produtores a partir da venda dos campos maduros, beneficiando assim milhares de trabalhadores atualmente desempregados com a crise do setor. “Esses campos podem e devem ser explorados, e é preciso que se encontre uma solução, de forma democrática e participativa, para essa exploração”, alerta ela.

A deputada lembrou ainda a necessidade de outras medidas em favor da atividade, como a implantação de um escritório da Agência Nacional do Petróleo (AGN) em Mossoró e a reativação do Museu do Petróleo.

Vivaldo pleiteia ações e clama por união pela Barragem de Oiticica

O deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) fez uso da palavra, na manhã desta quinta-feira (31), durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa, para apresentar solicitações feitas pelo seu gabinete ao Governo do Estado em favor de municípios potiguares. O parlamentar também destacou a importância da classe política e outras autoridades se unirem pela Barragem de Oiticica.

“Parte dos nossos pleitos diz respeito a programas de segurança alimentar executados pelo Governo do Estado e que vão atender a população mais carente em municípios como Jardim do Seridó e Campo Redondo”, justificou o deputado Vivaldo Costa em sua fala.

O parlamentar ainda solicitou a implantação do programa “Café do Trabalhador”, que oferece café da manhã por R$ 0,50 em Jardim do Seridó e Campo Redondo. Para Campo Redondo, Vivaldo Costa ainda solicitou a abertura de um “Restaurante Popular” e a realização de edição do projeto “Vila Cidadã”. As solicitações foram feitas via requerimento à Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social.

Outros pleitos ao Governo do Estado também foram mencionados por Vivaldo Costa em seu pronunciamento. O deputado solicitou reparos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) nos trechos das rodovias estaduais que ligam Ceará-Mirim a Santa Maria e a Pureza.

Vivaldo Costa aproveitou o momento para reforçar a importância da classe política e de outras autoridades estaduais a se unirem em favor da celeridade da conclusão das obras na barragem de Oiticica, destacando o empenho da Igreja Católica nessa luta. “Esses seis anos de seca provaram que a estrutura hídrica do Seridó precisa ser reforçada, então é preciso um esforço conjunto para finalizarmos essa obra, que é a mais importante do Estado”, argumentou o parlamentar.

Após confronto e morte de suspeito, PM deflagra operação e faz prisões na Grande Natal

Quatro pessoas foram presas na Comunidade do Mosquito, em Natal (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)
Quatro pessoas foram presas na Comunidade do Mosquito, em Natal (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte deflagrou nesta quinta-feira (31) uma ação de combate à criminalidade batizada de ‘Operação Saturação’, que ocorre em várias cidades da Grande Natal. Além da capital, a busca por criminosos também acontece em Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Parnamirim e Extremoz. Na ação, 21 pessoas foram presas e sete adolescentes apreendidos. Algumas, foragidas da Justiça.

Segundo a assessoria de comunicação da PM, um dos homens detidos foi preso ainda na noite da quarta (30). Foi em meio a uma troca de tiros no bairro Planalto, na Zona Oeste de Natal. Durante o confronto, um dos bandidos morreu.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, a operação desta quinta foi desencadeada com o propósito de combater o conflito entre facções criminosas rivais, além de dar uma resposta ao tráfico de drogas na região.

Em Natal, a maioria das prisões aconteceu na chamada Favela do Mosquito, que fica no bairro das Quintas. Armas também foram apreendidas.

Fonte:http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/apos-confronto-e-morte-de-suspeito-pm-deflagra-operacao-e-faz-prisoes-na-grande-natal.ghtml

“Um ano após o afastamento de Dilma, o Brasil não avançou”, diz deputado Mineiro

Crédito da Foto: Eduardo Maia

O deputado Fernando Mineiro (PT) discursou no plenário da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (31) e fez uma avaliação do Brasil antes e depois do Impeachment da ex-presidente da República Dilma Roussef (PT). Para o parlamentar, o Brasil está pior e as denúncias contra a ex-presidente não se comprovaram.

“Hoje faz um ano do afastamento de Dilma da Presidência e eu pergunto: o país avançou? O Brasil retomou o desenvolvimento? Enfrentou as desigualdades sociais? Não. O Brasil está pior do que antes, o país está envergonhado”, disse o deputado.

Segundo o parlamentar, as denúncias que levaram ao impeachment da presidente, como as “pedaladas fiscais”, obstrução de justiça e a responsabilidade pela compra da Refinaria de Pasadena, “caíram por terra”.   Mineiro também cobrou uma ação mais efetiva da bancada federal do RN.

“São cumplices deste retrocesso em que o Brasil se encontra”, complementou, fazendo a exceção da senadora Fátima Bezerra (PT) e a deputada federal Zenaide Maia (PR).

O deputado Fernando Mineiro também registrou reunião que participará nesta sexta-feira (1), em Jucurutu, para discutir o andamento da barragem de Oiticica. Para ele, uma obra que tem um papel importante para solucionar o abastecimento de água no Seridó. “É um sonho de mais de 50 anos”, lembrou.

Na tarde de hoje, o deputado promove uma audiência pública para discutir o fechamento de bancos postais em pelo menos 109 municípios do Rio Grande do Norte. Juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, o parlamentar luta para que os vigilantes e outros servidores destas unidades não sejam demitidos.

Aplicabilidade de Lei sobre vagas de emprego para mulher é discutida em reunião

Crédito da Foto: Eduardo Maia

A aplicabilidade da Lei 10.171 de 21 de fevereiro deste ano, promulgada pela Assembleia Legislativa e que dispõe sobre a reserva de 5% das vagas de emprego em empresas terceirizadas prestadoras de serviços ao Governo do Estado, para mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, foi pauta de reunião promovida nesta quinta-feira (31) entre a deputada Márcia Maia (PSDB) com as delegadas das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs), representantes da Associação de Delegados de Polícia (ADEPOL) e Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres.

“Vamos definir uma padronização do encaminhamento e aproveitamento das mulheres que serão beneficiadas pela Lei. No dia 11 de setembro iremos realizar um novo encontro com apresentação de um formulário de atendimento das delegacias especializadas para encaminhamento à secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres. Também será discutida a minuta de uma parceria entre as delegacias e a Secretaria para as Mulheres”, destacou Márcia ao final da reunião.

Durante o encontro, as delegadas disseram que em muitas ocasiões as vítimas de violência não procuram as delegacias para formularem as denúncias, porque muitas dependem economicamente dos agressores. Essa observação será colocada no formulário a ser elaborado para identificar as vítimas que necessitam de emprego.

Participaram da reunião as delegadas Rossana Roberta Pinheiro, Renata Costa (DEAM-Caicó), Ana Alexandrina (DEAM-Zona Norte), Luana Pessoa Faraj (DEAM-Parnamirim), Ana Paula Pinheiro (DEAM – Zona Sul; Paoulla Maués ( ADEPOL), Cláudia Saraiva (ADEPOL) e a Secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Flávia Lisboa.

Desemprego volta a cair em julho, aponta IBGE

Resultado de imagem para Desemprego
Crédito:TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/

Em mais um sinal de retomada da economia, o desemprego voltou a cair no País. No trimestre encerrado em julho, a taxa de desocupação passou de 13,6% para 12,8%. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram divulgados nesta quinta-feira (31).

Os dados revelam que o número de desempregados no Brasil atingiu 13,3 milhões de pessoas de maio a julho, contra os 14,02 milhões registrados no período de fevereiro a abril.

No caso da população ocupada, houve um crescimento de 1,6% em relação ao trimestre anterior. Na prática, isso significa que mais de 1,4 milhão de pessoas foram reposicionadas no mercado de trabalho e voltaram a ter renda.

De acordo com o levantamento, o número de empregados com carteira de trabalho ficou estável em 33,3 milhões de pessoas, enquanto o número de trabalhadores por conta própria cresceu 4,6% no trimestre (+468 mil pessoas).

Por sua vez, o nível da ocupação, indicador que mede o percentual das pessoas ocupadas, ficou em 53,8% no trimestre encerrado em julho, o que representa um aumento de 0,6 ponto percentual frente ao trimestre anterior.

Trajetória positiva

O resultado do trimestre reforça a tendência de queda no desemprego diante da retomada da economia. De janeiro a julho, por exemplo, foram criadas 102,3 vagas formais de emprego no País, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados.

 

 

Fonte: Portal Brasil, com informações do IBGE e Ministério do Trabalho /http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2017/08/desemprego-volta-a-cair-em-julho-diz-ibge

Deputados cobram melhorias em rodovias de Natal e interior do Estado

Crédito da Foto: João Gilberto

Os deputados estaduais estão, mais uma vez, cobrando melhorias em rodovias que cruzam o Rio Grande do Norte. Em quatro requerimentos apresentados, os deputados José Adécio (DEM) e Cristiane Dantas (PCdoB) encaminharam as solicitações ao Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER) e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit).

O município de Triunfo Potiguar foi alvo dos pedidos do deputado José Adécio. O parlamentar solicitou ao diretor do DER, Jorge Fraxe, que sejam tomadas providências necessárias para a recuperação da RN-226, entre Triunfo Potiguar e Jucurutu, e também da RN-223, entre Triunfo Potiguar e Assu.

“É imprescindível para o municipalismo que o Governo do Estado desenvolva ações que visem a inclusão e o suprimento de demandas básicas para a população. Assim, as solicitações têm como objetivo oferecer melhores condições de vida à população que trafega pelos trechos, além de contribuir com o comércio e escoamento de produção agrícola”, explica José Adécio.

Já a deputada Cristiane Dantas focou seus pedidos para a Grande Natal. A parlamentar solicitou também ao DER a recuperação asfáltica da avenida João Medeiros Filho, que é a RN-302. Segundo ela, o trecho encontra-se em más condições e possui um número expressivo de veículos transitando.

“A recuperação desse trecho trará muitos benefícios aos seus moradores e quem dela precisa, ajudando no escoamento de mercadorias e colaborando ainda com o turismo local”, explica a deputada.

Além da João Medeiros Filho, Cristiane Dantas também solicitou providências ao Dnit. A deputada pediu que seja providenciada a recuperação da iluminação da BR-460, nas imediações do trevo de acesso à BR-101 Norte.

“Esta é uma proposição de grande importância, pois o trecho acima mencionado encontra-se com a iluminação prejudicada, quase totalmente apagada. Vale ressaltar que a referida estrada conta com um número significativo de veículos transitando”, justifica Cristiane Dantas.

Ex-desembargador preso no RN foi procurado para atuar na defesa de Henrique Alves, diz decisão

Resultado de imagem para henrique alves
Foto: Magnus Nascimento/Tribuna do Norte

O desembargador aposentado Francisco Barros Dias, preso nesta quarta-feira (30) em Natal durante a operação Alcmeon, foi procurado em junho passado pela defesa de Henrique Eduardo Alves para atuar em favor do ex-ministro no processo da operação Manus – um desdobramento da Lava Jato. A informação está na decisão do juiz federal Mário Jambo, que autorizou os pedidos de prisão preventiva do ex-desembargador, bem como os de condução coercitiva e busca e apreensão solicitados pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal, para a deflagração da operação Alcmeon.

A Operação Alcmeon busca desarticular um grupo que explorava a compra e venda de votos e sentenças junto a uma turma do Tribunal Regional Eleitoral da 5ª região. Segundo a PF, o grupo agiu, inclusive, em processos relacionados à operação Lava Jato. Em nota, a defesa de Francisco Barros “nega veementemente a participação do advogado Francisco Barros Dias em qualquer conduta desonrosa e ressalta ainda que confia na Justiça e na verdade dos fatos”.

De acordo com a decisão de Mário Jambo, um diálogo interceptado de uma ligação entre Barros Dias e o advogado de Henrique Alves em Brasília, Marcelo Leal, evidencia o crime cometido pelo ex-desembargador, apontando sua contratação para atuar na defesa do ex-ministro no Rio Grande do Norte.

Na decisão, Jambo afirma que “confirmou-se que de fato Francisco Barros Dias vem prestando serviços advocatícios ilícitos, com base na exploração de prestígio, perante o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em desrespeito à quarentena constitucional, de forma reiterada e ininterrupta”. Barros se aposentou em 2015 e, de acordo com a lei, teria que ficar três anos sem advogar.

De acordo com as investigações da PF e do MPF, Francisco Barros Dias continuou agindo na compra e venda de decisões mesmo após se aposentar. Ele passou a atuar como advogado antes da conclusão do prazo de três anos – conhecido como quarentena – exigido aos magistrados que voltam a advogar depois de deixar a toga.

Segundo os investigadores, o desembargador oferecia vantagens a possíveis clientes, como o conhecimento que tinha no TRF. Os procuradores não sabem informar quantas pessoas teriam se beneficiado do esquema.

Francisco Barros Dias participou na noite desta quarta (30) de uma audiência de custódia, na qual teve a prisão mantida. Em seguida ele foi encaminhado ao Quartel do Comando-Geral da Polícia Militar, onde permanece preso.

Diálogo mostra que Francisco Barros foi procurado para atuar na defesa de Henrique Alves (Foto: Reprodução)Diálogo mostra que Francisco Barros foi procurado para atuar na defesa de Henrique Alves (Foto: Reprodução)

Diálogo mostra que Francisco Barros foi procurado para atuar na defesa de Henrique Alves (Foto: Reprodução)

O ex-deputado federal e ex-ministro Henrique Alves foi preso no dia 6 de junho durante a Operação Manus, um desdobramento da operação Lava Jato que investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal.

.

Por Rafael Barbosa, G1 RN

Leia mais no Link: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/desembargador-aposentado-preso-no-rn-foi-procurado-para-atuar-na-defesa-de-henrique-alves.ghtml

Sua memória não é ruim: cientistas ensinam a guardar o que é importante

Resultado de imagem para Memoria

Ao acordar, você lembra quem você é. Lembra também de se arrumar, de sair para trabalhar, dos problemas para resolver, do curso que está fazendo, do plano para as próximas férias, de responder mensagens no celular. Mas quando você tenta explicar aquele tema da aula, esquece as palavras que o professor usou.

“Estou com problema de memória”. Essa costuma ser a conclusão. Mas será mesmo? “As pessoas só lembram que a memória existe quando ela falha. Aí querem melhorar a memória. Mas não percebem o quanto ela é fantástica”, diz Lilian Milnitsky Stein, professora titular do programa de pós-graduação em psicologia da PUC-RS.

Todas as tarefas imaginadas acima dependem da memória. E as falhas? São normais.“Queixas de memória advêm de expectativa irrealista e injusta de como a memória deve funcionar. Injusta porque não leva em consideração o que ela faz. E irrealista porque o esquecimento faz parte do processo normal de funcionamento”, afirma Stein.

É difícil exigir um funcionamento ideal da memória se pensarmos quão complexa ela é. “É uma enorme quantidade de neurônios colocados para funcionar, que se comunicam transmitindo informações um para o outro através das sinapses”, explica Ivan Izquierdo, do Instituto do Cérebro da PUC-RS.

Leitura é exercício fundamental

A leitura é uma forma excepcional de colocar a memória para funcionar. A cada letra que lemos, nosso cérebro realiza, em milésimos de segundo, uma varredura de todas as palavras que conhecemos com aquela letra. O mesmo processo vai se repetindo letra por letra, até entendermos a palavra. “É um esforço intelectual sem par. Não há nada que faça mais uso da memória”, diz Izquierdo. Segundo ele, é fundamental ler para exercitar as sinapses cerebrais. “Quanto mais ler, melhor. Boa leitura, de algo que seja interessante, é o mais indicado. Mas ler qualquer coisa já é útil”, afirma o neurologista.

Puxar na memória

Testar a memória ajuda a encontrar os caminhos da informação no cérebro. Lilian Stein dá como exemplo um estudo que começava com os participantes lendo um texto. Metade do grupo pôde reler. Para a outra metade, foi permitido apenas usar uma folha de papel em branco para que escrevessem o que tinham acabado de ler. Uma prova foi aplicada uma semana depois. Quem se saiu melhor? Foi o grupo que tinha puxado pela memória as informações para escrever no papel. O exercício consiste em lembrar informações de cabeça.

É preciso prestar atenção

Fica difícil fixar aquilo que o professor falou no curso se ao mesmo tempo você estava respondendo mensagens no WhatsApp ou divagando. Já quando nosso holofote da atenção está focado na informação que queremos guardar, usamos todos os recursos cerebrais para memorizar. “Quanto mais você presta atenção em algo, mais chance tem de lembrar da informação”, diz Lilian Stein. Segundo ela, a falta de atenção pode diminuir a capacidade de memorização. “Dependendo do grau de complexidade da informação e de quão nova ela é, fica reduzida a oportunidade de entender e memorizar.”

Fazer associações ajuda a fixar informações

Para fixar informações na memória, outra dica é fazer associações de novas informações com coisas que você já conhece ou já vivenciou. “Pegando a informação e juntando com coisas já vivenciadas se está trabalhando a informação na memória”, explica Lilian Stein. É muito mais proveitosa uma conversa em que interagimos, lembramos de fatos, fazemos comparações. “Qual a chance de trabalhar e testar uma informação que está sendo trocada numa conversa quando se está mexendo no celular e nem olhando para a interlocutor?”

Cuidado com o estresse e o cansaço

Ter um problema para resolver pode até ajudar a exercitar nosso cérebro. Pensamos bastante nele e buscamos estratégias de resolução, deixando a memória mais viva. “Mas muita angústia diminui a evocação da memória”, diz Izquierdo. Para o neurologista, a depressão, o estresse e a ansiedade intensa são grandes inimigos da memória. “A via nervosa estimulada em excesso prejudica o sistema da memória.” Da mesma forma, o cansaço mental é prejudicial. Por isso, é importante também dormir o suficiente para recuperarmos a energia que o corpo e o cérebro necessitam.

Exercícios físicos turbinam

Praticar exercícios pode ser uma forma de melhorar o funcionamento de nossas células cerebrais. “O exercício físico melhora a circulação sanguínea no resto do organismo, e no cérebro também”, diz Izquierdo. Segundo o neurologista, a ciência já sugere uma segunda função dos exercícios. “Há substâncias liberadas pelos músculos que melhoram a atividade cerebral. Para ajudar esse mecanismo todo, é importante ter uma alimentação balanceada, que reponha as substâncias fundamentais para o corpo e para os neurônios.”

Será que preciso de técnicas mnemônicas?

Existem técnicas de memorização que podem ser úteis para lembrar coisas específicas. Elas costumam funcionar a partir da associação entre sons, letras e imagens. “A repetição favorece a gravação na memória”, diz Izquierdo. “Com esses testes, se consegue uma maior capacidade de lembrar listas de palavras. Mas para que serve? Nossa memória faz coisas mais complexas do que isso”, questiona Stein. O uso dessas técnicas também exigem aprendizado. “Não sei o quanto esse esforço vale a pena”, completa a pesquisadora.

 

Fonte:http://www.jornalfloripa.com.br/agencia/noticia.php?id=22729993

Temer faz propostas de venda de bens do Brasil aos Chineses

Temer chega a China acompanhado de ministros e assessores
Temer chega a China acompanhado de ministros e assessores Foto: BBCBrasil.com

No saguão do hotel onde está hospedado, em Pequim, o presidente Temer, após se reunir com executivos de quatro grandes empresas chinesas, entre as quais estava a StateGris, a qual liderou os investimentos no setor de energia no Brasil, no ano passado, no Brasil.

“Eles querem investir cada vez mais, revelando uma confiança extraordinária no nosso país, no setor de energia, elétrico e mineração”, disse.

“Existe uma crença absoluta no Brasil. O Brasil está começando a crescer, depois de vários meses de dificuldades, eles (investidores) sabem disso. Vocês sabem que os investidores não investem se não conhecerem exatamente o que está acontecendo no país”, acrescentou.

 

Do Blog: O perigoso é que em meio as essas negociatas, estejam um montão de acordos de propinas. Já que o presidente brasileiro, Michel Temer, é acusado de ter negociado com a JBS para receber 500 mil reais por semana, por 25 anos. Por esta razão qualquer acordo de privatização dos bens brasileiro é arriscado para a nação.

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/brasil/e-de-uma-singeleza-impar-diz-temer-na-china-sobre-decreto-que-extingue-reserva-de-mineracao-na-amazonia,61e8740228813e9e6f73895195e7caa7pfopaxm7.html

Temer vai recorrer da decisão de Fachin por não afastar Rodrigo Janot

Resultado de imagem para Temer e Janot

O presidente da República Federativa do Brasil, Michel Temer, em viagem na China, deu declarações sobre a decisão do ministro do Superior Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, de não afastar o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, das investigações contra ele. Quando questionado sobre a decisão do ministro, Temer afirmou que seu advogado está analisando opções e pode recorrer à Corte. Segundo ele, não se pode “manter o silêncio”.

“Meu advogado está vendo. Ele me disse que talvez tenha agravo para o plenário do STF. Mas não sei. É uma questão que ele conduz”, disse.

“Não se trata de desqualificar o acusador. Você sabe que no plano jurídico quando alguém começa a agir suspeitamente, você tem de arguir a suspeição, pois quem decide é o Judiciário. É o Judiciário que vai decidir se há suspeição ou se não há suspeição. O que não se pode é manter o silêncio”.

 

Fonte:https://www.terra.com.br/noticias/brasil/e-de-uma-singeleza-impar-diz-temer-na-china-sobre-decreto-que-extingue-reserva-de-mineracao-na-amazonia,61e8740228813e9e6f73895195e7caa7pfopaxm7.html

‘É de uma singeleza ímpar’, diz Temer na China sobre decreto que extingue reserva de mineração na Amazônia

Na China, onde está em visita oficial, o presidente Michel Temer minimizou a polêmica em torno da extinção da Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) um dia depois de o ministro do STF Gilmar Mendes dar dez dias ao governo para explicar a decisão.

“É uma questão jurídica. Vamos nos pronunciar sobre isso. Vocês sabem que lá havia uma exploração clandestina ilegal do minério. Vocês verificaram pelo decreto que foi expedido que há preservação absoluta de toda e qualquer área ambiental e de área indígena”, afirmou Temer a jornalistas.

Extinção de reserva na Amazônia pegou ambientalistas e centros de pesquisa brasileiros de surpresa
Extinção de reserva na Amazônia pegou ambientalistas e centros de pesquisa brasileiros de surpresa Foto: MÁCIO FERREIRA/ AG. PARÁ/FotosPúblicas

“O que há é uma regularização da exploração que se faz naquela região. Nada mais do que isso. É de uma singeleza ímpar”, acrescentou.

Mendes foi escolhido relator no STF da ação do PSOL contra o decreto que extinguiu a reserva, que está em uma área entre os Estados do Pará e do Amapá e tem 47 mil quilômetros quadrados, o tamanho equivalente ao território da Dinamarca.

Na terça-feira, a Justiça Federal já havia suspendido a decisão do governo.

A extinção da reserva, criada em 1984, vem gerando polêmica desde que foi anunciada, na semana passada. Assinado pelo presidente Michel Temer, o decreto nº 9.142 extinguiu a Renca e liberou a região para a exploração privada de minérios.

O governo afirma que cumprirá legislações específicas sobre a preservação da área. Mas especialistas alertam para os riscos para as áreas de proteção integral e terras indígenas que estão compreendidas dentro do perímetro da Renca.

 

Fonte:https://www.terra.com.br/noticias/brasil/e-de-uma-singeleza-impar-diz-temer-na-china-sobre-decreto-que-extingue-reserva-de-mineracao-na-amazonia,61e8740228813e9e6f73895195e7caa7pfopaxm7.html