Archive for setembro 6th, 2017

Em áudio, Joesley demonstra confiança de que não seria preso

Resultado de imagem para Joesley batista
Agora eles podem serem presos. Foto: João Castellano / Agência Istoé

Nas quatro horas da gravação divulgada hoje (6) pelo Supremo Tribunal Federal, o empresário Joesley Batista expressa confiança e tranquilidade sobre as negociações para um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República favorável a ele e aos negócios do grupo J&F, controlador da JBS. Já o executivo Ricardo Saud demonstra preocupação.

No áudio, os dois conversam sobre um possível esquema de parceria com o ex-procurador Marcelo Miller no âmbito das investigações da Operação Lava Jato.

Os executivos são investigados por envolvimento em esquema de pagamento de propina e troca de favores com integrantes dos poderes Executivo e Legislativo.

O objetivo deles no momento em que gravaram o áudio, em 17 de março – dia em que foi deflagrada a Operação Carne Fraca, que investigou unidades da J&F – , era tentar fechar um acordo de delação no qual eles passariam informações de interesse dos investigadores em troca de liberdade.

A partir dos novos áudios, procuradores suspeitam que os delatores omitiram informações da Procuradoria-Geral da República (PGR) durante as negociações das delações, o que levou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a abrir uma investigação para avaliar a possível omissão de informações, além da suspeita de envolvimento do ex-procurador Marcelo Miller nas ações dos delatores.

A PGR suspeita que Miller atuou como “agente duplo” durante o processo de delação. Ele estava na procuradoria durante o período das negociações e deixou o cargo para atuar em um escritório de advocacia em favor da JBS.

Preocupação x confiança

No áudio, Joesley repete várias vezes que pode “ler o pensamento das pessoas” e que entende o que o Ministério Público está fazendo.

Apesar de afirmar que não tem “nada acertado ainda” com o MP, Joesley afirma ter certeza que a PGR não negaria um acordo de delação que pudesse beneficiar o grupo.

Durante o diálogo, Saud menciona várias vezes o nome de Marcelo dizendo que o ex-procurador sempre o tranquiliza a respeito das operações.

Joesley o contesta, em alguns momentos até ri e ressalta que está calmo e acha “tudo normal”. “Nós não vamos ser presos, ponto”, declara Joesley.

“Eu posso estar completamente enganado, eu acho que eles não estão fazendo isso orquestradamente. Agora, eu acho que eles estão fazendo isso achando que nós não estamos entendendo, mas eu estou entendendo. Quem não está entendendo está em pânico. Como eu estou entendendo, não estou em pânico”, acrescentou Joesley.

Ele diz acreditar que será pressionado por Janot, para falar tudo o que sabe, mas que também seria protegido por ele.

“Seria a reação natural. Pensa você no lugar do Janot; senta na cadeira do Janot. Ele sabe tudo… Aí, o Janot espertão bota para f*, põe pressão [na gente] para entregar tudo. Mas [diz também] ‘não mexe com eles’. Ele diz ‘pode foder, dá pânico neles, mas não mexe com eles [delatores da JBS]’”, especulou Joesley.

Mais adiante, Saud diz desconfiar de que Marcelo tenha falado a Janot que eles teriam mais informações para entregar à PGR.

“Ele [Marcelo] já contou pro Janot que a gente tem muito mais pra entregar (…) O top [principal] era o Temer, cuidar do Temer”, diz Saud em referência às primeiras denúncias envolvendo o nome do presidente Michel Temer.

Joesley concorda que acredita que Janot já sabe das informações colhidas por Marcelo.

“Marcelo é do MPF, ponto. O Marcelo tem linha direta com Janot (….) Ricardo, nós somos joia da coroa deles. O Marcelo já descobriu e já falou pro Janot: ‘Janot nós temos o pessoal que vai dar todas as provas que nós precisamos’, ele já entendeu isso”, afirma Joesley.

Saud fala em “sufoco”, “agonia”, pressão do MPF e um certo receio de ser preso. Ele menciona que “há quatro semanas estamos apanhando” com matérias na imprensa.

Joesley tenta argumentar que eles podem obter vantagens mesmo com as operações em andamento.

“Ricardo, diante do contexto de quem nós somos, do que a gente tem pra falar, o que a gente representa, tudo, dentro do jogo, do MP com não sei o quê… É um carteado, né? Uma aposta. Eu posso tá completamente enganado, sabe? Eu duvido que esse Janot não queira nossa delação, eu aposto 100 pra um, não é 10 pra um, é 100 pra um. Pensa o que eles fizeram hoje, uma operação idiota enfiando nós, isso é de dar risada… O que eles fizeram hoje é de dar risada. Eu queria estar em frente ao Janot e dizer ‘para, isso é coisa de menino, para, uma operação idiota dessa? Você bota 1100 homens na rua em troca de nada achando que vai me amedrontar? Para, você tá louco?’”

Joesley desafia o procurador e minimiza o impacto das operações.

“Ele não sabe com quem ele tá lidando, ele tá achando que ele tá lidando com um menino amarelo. Aí eu vou chegar lá e dizer assim: ‘Janot, nessa escola sua eu sou professor, você tá tendo aula, eu fui professor. Para, o que que é isso? Que brincadeira, eu to achando até engraçado isso, é ridículo, para’. Ricardinho, na escola que eles estudam a gente é professor”, ironizou Joesley.

Saud afirma que a confiança de Joesley é parecida com a de Marcelo, que, segundo Saud, teria dito a ele que as operações seriam positivas para o grupo.

Joesley afirma que concorda com então procurador (que se desligou do MPF no início de abril para atuar em uma banca de advocacia) e que a pressão das investigações deve continuar “para a opinião pública” e pode justificar a ação dos empresários em delatar para se livrarem das penas.

“Ricardinho, confia em mim, é o seguinte, vamos conversando tudo, nós vamos tocar esse negócio, nós vamos sair lá na frente, nós vamos sair amigo de todo mundo e não vamos ser presos e vamos salvar a empresa”, declarou Joesley.

Segundo Janot, os benefícios concedidos aos delatores poderão ser anulados se confirmadas as suspeitas de omissão de informação e irregularidade na atuação de Miller.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/em-audio-joesley-demonstra-confianca-de-que-nao-seria-preso/

Souza exalta indústria salineira no RN e aborda insegurança pública no Estado

A importância da indústria salineira para a economia do Rio Grande do Norte foi destacada pelo deputado estadual Souza Neto (PHS) na manhã desta quarta-feira (6), em sessão na Assembleia Legislativa. O assunto foi debatido em audiência pública, promovida pela Câmara dos Vereadores do município de Grossos, região salineira.

“Estou aqui tratando das questões relativas à indústria salineira e defendendo a importância para nosso estado. Cerca de 95% do sal do país sai aqui do RN. É uma indústria que gera 15 mil empregos diretos, gera divisas para nosso estado e municípios da região da Costa Branca e precisa da nossa atenção”, enfatizou.

O parlamentar relembrou ação do Ibama que fiscalizou, multou, notificou e embargou cerca de 35 empresas produtoras de sal instaladas nas áreas de proteção ambiental no RN. “Não defendo a degradação do meio ambiente, mas precisamos destacar que essa é uma indústria secular e possui peculiaridades que precisam ser compreendidas”, disse.

A expectativa agora, explica Souza, é que a bancada federal una sua força para pleitear audiência com o governador, deputados e governo federal. “A indústria precisa de uma resposta dos representantes junto ao Governo Federal para que possa ser dado um tratamento diferenciado”, registrou.

A exploração do sal no litoral Norte do Rio Grande do Norte é uma atividade antiga. As primeiras salinas instaladas datam de 1802, época da colonização. O clima, sol forte, muito vento e pouca chuva fizeram da região da Costa Branca a maior produtora de sal do país. Cidades e famílias surgiram a partir das salinas.

Insegurança
Ainda em sua fala, o deputado tratou da insegurança registrada no Rio Grande do Norte. Souza abordou o tema e destacou a necessidade de realização do concurso público para contratação de policiais, o número crescente de policiais assassinados no estado, a falta de investimento na área e a estrutura precária oferecida aos profissionais. “Minha apreensão é a apreensão do povo do meu estado. Ela aumenta, porque vejo e testemunho as manifestações que vêm de dentro do governo e não apenas da sociedade, atestando que a Segurança Pública está desfigurada”, destacou.

Assessoria

Natal terá trânsito e linhas de ônibus alterados durante o 7 de Setembro; confira mudanças

Ruas dos bairros Tirol e Petrópolis são interditadas anualmente para desfile cívico em Natal (Foto: Elias Medeiros)

Várias ruas dos bairros Tirol e Petrópolis, em Natal, serão interditadas nesta quinta-feira (7) para o Desfile Cívico em comemoração à Independência do Brasil. Linhas de ônibus circularão com tarifa social (R$ 1,70) e também terão intinerário modificado para se adequar ao tráfego na região. O bloqueio começa às 06h e segue até 12h.

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, o corredor da Av. Prudente de Morais/Nilo Peçanha será interditado a partir da Av. Governador Juvenal Lamartine (Beira Canal) até a Rua Coronel Joaquim Manoel.

Já as ruas Trairí e Potengi serão interditadas entre a Av. Floriano Peixoto e Av. Campos Sales. Enquanto isso, o corredor Av. Hermes da Fonseca/Rua Coronel Joaquim Manoel será interditado a partir da Av. Alexandrino de Alencar até a Av. Nilo Peçanha.

Pelo menos 42 agentes de mobilidade e cinco viaturas – entre motos e carros – vão orientar o tráfego na região.

Devido ao feriado, será aplicada a Tarifa Social, medida que reduz o valor da tarifa de R$ 3,35 para R$ 1,70, mas o pagamento só pode ser realizado em dinheiro.

O transporte público terá mudanças por causa das interdições na Praça Cívica.

Confira as linhas alteradas:

As linhas 05, 15/16, 17/78, 61/62, 64, 67, 81 e 84 seguem no sentido Zona Norte/Petrópolis com itinerários normais até a Rua Ulisses Caldas, onde terão acesso à Av. Deodoro da Fonseca e Rua General Gustavo Cordeiro de Farias, de onde seguem o percurso normal. No sentido Petrópolis/Zona Norte, as linhas não sofrem alterações.

A linha 21, no sentido Felipe Camarão/Areia Preta, segue normalmente até a Av. Deodoro da Fonseca, Rua Mossoró, Av. Floriano Peixoto, Rua Miramar, Av. 25 de dezembro, Av. Presidente Café Filho, Av. Governador Sílvio Pedroza, de onde retorna. Já no sentido Areia Preta/Felipe Camarão, a linha segue pela Av. Governador Sílvio Pedroza, Av. Presidente Café Filho, Praça dos Heróis, Rua Rodrigues Dias, Rua Pedro Afonso, Rua Miramar, Av. Floriano Peixoto, Rua Manoel Dantas e Av. Deodoro da Fonseca, de onde segue o itinerário normal.

Do G1RN

Kelps chama a atenção para os efeitos do fechamento das Alpargatas no RN

A economia do Rio Grande do Norte voltou a ser assunto de pronunciamento do deputado Kelps Lima (Solidariedade) durante sessão plenária na Assembleia Legislativa. Nesta quarta-feira (6), o parlamentar chamou a atenção para os efeitos do fechamento da última fábrica das Alpargatas no Rio Grande do Norte. Unidade de produção ficava na cidade de Nova Cruz, e tinha quase 400 funcionários contratados. Kelps solicita atenção do Governo do Estado para a situação.

“São quase 400 empregos que o município de Nova Cruz perde com o fechamento das Alpargatas, o que gera impactos econômico e social, além de afetar a arrecadação da prefeitura e o comércio local. Espero que o Governo veja alternativas para essa situação”, disse Kelps Lima.

Para o deputado, o Rio Grande do Norte não produz um ambiente econômico favorável e faz um apelo ao Governo para que tente remediar a situação e estude alternativas para o desemprego na região. “A economia não está em pauta no RN e nenhuma empresa fica em um ambiente sem condições de negócios. A economia do Estado não pode ser sustentada pelo dinheiro público. Discutir a economia é debater a sustentabilidade da sociedade”.

Kelps Lima destaca que se não for feito nada pelo município de Nova Cruz a violência vai aumentar por causa do desemprego.

Em aparte, a deputada Márcia Maia (PSDB) reforçou a preocupação com o aumento da violência e disse que é preciso investir nas políticas de prevenção. “Agosto foi o mês mais violento da história do Rio Grande do Norte e a população está desesperada. Temos que nos preocupar com o fortalecimento da economia para reduzir essa insegurança”.

Assessoria

Hermano Morais repercute projeto de parque tecnológico apresentado pelo Governo

O deputado Hermano Morais (PMDB), em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (06), na Assembleia Legislativa, registrou sua participação, no Centro Administrativo do Estado, da apresentação do estudo de viabilidade técnica e o plano de negócios (Masterplan) do Parque Tecnológico do Rio Grande do Norte – Potypark. O parque idealizado pelo Governo do RN será instalado no município de Extremoz e, em parceria com universidades, visa o aproveitamento das potencialidades econômicas nas áreas mineral, pesca, agropecuária, salineira, energética e turística.

“É um projeto ousado que vai funcionar em Extremoz”, afirmou Hermano, ressaltando que o Rio Grande do Norte, que é pequeno em extensão tem uma “riqueza imensurável” com potenciais nos campos energéticos, fruticultura, setor salineiro e tecnológico. Segundo o deputado, as obras já serão iniciadas em outubro próximo. “Fico muito à vontade como deputado de oposição, com posturas críticas, mas isento quando algo de bom acontece em nosso Estado”, disse o parlamentar.

O deputado Hermano Morais também repercutiu na sessão ordinária, a preocupação do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, que durante a solenidade no Centro Administrativo revelou que mais uma vez o Rio Grande do Norte ficará de fora do leilão de energias renováveis. “Se a gente tem perspectivas alvissareiras com a implantação do parque tecnológico em Extremoz, por outro lado essa notícia de exclusão mais uma vez do leilão é muito preocupante”, concluiu Hermano, adiantando que irá procurar aliados da bancada federal para tentar reverter a situação.

 

Assessoria

Gás de cozinha vendido no RN deve chegar a R$ 90 até abril de 2018, diz sindicato

Gás de cozinha teve aumetno de 12,2% em todo país a partir da madrugada desta quarta (6) (Foto: Pedro ventura/Agência Brasília)

O preço do botijão de gás de cozinha vendido no Rio Grande do Norte, que atualmente custa entre R$ 50 e R$ 55, deverá subir a R$ 90 até abril de 2018. A estimativa é do Sindicato dos Revendedores de Gás do estado. Já a partir desta quarta-feira (6), quando passa a valer um aumento de 12,2% anunciado pela Petrobras, os valores poderão ficar entre R$ 58 e R$ 65.

De acordo com o presidente do Singás/RN, Francisco Correia, os reajustes para o consumidor final serão maiores que os 12% anunciados porque setembro é o mês da data-base dos trabalhadores do setor (renegociação dos salários), o que normalmente provoca aumento. Com isso, o aumento total deverá ficar em 17%.

Entretanto, de acordo com ele, a mudança ocorre principalmente por causa da atual política da Petrobras. Correia argumenta que a estatal quer igualar o preço do produto ao praticado na Europa, mas não leva em conta particularidades locais, como a produção de gás no país e a realidade dos consumidores.

Nos últimos dois meses, reajustes de 6,5% e 6,7% já tinham sido realizados. “Três meses atrás o preço médio aqui no estado era de R$ 45”, conta o empresário.

A estimativa do setor é que até abril o aumento total seja de 45%. “Não houve aumento de insumo. A Petrobras está simplesmente igualando os preços ao praticado na Europa e aumentando seu caixa”, afirmou. “Nem leva em conta que temos produção logo aqui, em Guamaré”, reforça.

“Isso é ruim para o consumidor e para nós também. O preço pode ficar até maior, porque também existe aumento dos impostos”, considerou o representante do sindicato.

Ainda segundo o sindicato, o preço só será reajustados nas revendedoras conforme o estoque for renovado – processo que já começa nesta quarta-feira (6) vai até o final da semana.

Do G1RN

Ezequiel solicita barragens submersas e programas governamentais para o interior

Municípios das regiões Salineira, Central e Seridó serão os próximos beneficiados pela ação parlamentar do deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, que esta semana encaminhou requerimentos ao Governo do Estado, solicitando benefícios que foram reivindicados por moradores das cidades de Macau, Pedra Preta e Ouro Branco e de comunidades rurais.

“Para diminuir os efeitos da seca que atinge o Estado estão sendo construídas barragens submersas, que têm tecnologia milenar aperfeiçoada pela EMBRAPA, e são capazes de diminuírem o impacto da falta de água. A zona rural de Macau está com um sério problema por causa da falta de água. É importante ressaltar que mais de sete mil pessoas moram em comunidades rurais naquele município”, justifica o deputado Ezequiel Ferreira ao solicitar estudo de viabilidade técnica para a construção de barragens submersas em Macau.

Com relação à região Central, Ezequiel sugeriu ao Governo do Estado que seja firmado convênio no sentido de apoiar e incentivar o esporte amador no município. O objetivo é influenciar, por meio da prática esportiva, no desenvolvimento saudável dos atletas.

Ainda para Pedra Preta foi solicitada a inclusão do município no cronograma do projeto Minha Cidade, Meu Ambiente, criado pelo IDEMA para atender os municípios que desejam receber trabalho de educação ambiental. O projeto dissemina a importância do respeito ao meio ambiente, com ênfase nas atividades e conhecimentos locais.

Já para Ouro Branco, na região Seridó, o deputado Ezequiel solicitou a inclusão no programa Caravana Ecológica, que se configura como um valioso instrumento de promoção ambiental, bem como a recuperação da caixa d água da CAERN, que foi construída na década de 1970.

“Saúde Pelo RN” e Procon do Legislativo levam Assembleia para o bairro das Quintas

Crédito da Foto: João Gilberto

Setores da Assembleia Legislativa se instalaram, na manhã desta quarta-feira (6), no bairro das Quintas, em Natal, oferecendo serviços de saúde e orientações sobre o Direito do Consumidor à população. A iniciativa, que conta com a participação do programa “Saúde Pelo RN” e da unidade móvel do Procon Legislativo, integra a Casa às comemorações dos 300 anos da comunidade, celebrados durante o mês de setembro.

“A partir deste ano, a Assembleia Legislativa iniciou uma série de ações itinerantes de promoção e acesso à saúde, por meio do ‘Saúde Pelo RN’. Hoje, estamos recebendo pessoas das Quintas que não conseguem atendimento médico no bairro ou precisam de alguma especialidade”, explica Tiago Almeida, médico da Casa que coordena o programa, instalado na Escola Estadual Graciliano Lordão.

Estão sendo oferecidas consultas de Clínica Médica, Ortopedia e Nefrologia, além de atendimentos com nutricionista e de enfermagem. Marineide Carla, de 47 anos, foi uma das beneficiadas com a iniciativa. “Aproveitei a oportunidade, pois estava precisando de uma consulta médica e sabia que hoje encontraria um especialista”, disse ela, que ficou sabendo da ação pelo filho, que estuda na escola. Carros de som também foram utilizados para informar à comunidade.

O Procon do Legislativo foi igualmente instalado no bairro das Quintas, ao lado da Escola Municipal Ferreira Itajubá. Por meio da sua unidade móvel, o setor está prestando orientações aos consumidores da comunidade sobre a resolução de conflitos provocados pela aquisição de produtos ou pela contratação de serviços.

“Também estamos resolvendo algumas questões, por telefone mesmo, para dar agilidade e o consumidor já deixar o Procon do Legislativo com o problema resolvido”, conta Dary Dantas, coordenador do setor. Segundo ele, os serviços de telefonia móvel e fixa estão liderando os atendimentos nas Quintas, seguidos de demandas relacionadas à oferta de água e de energia.

Os atendimentos do “Saúde Pelo RN” e da unidade móvel do Procon Legislativo acontecem até o início da tarde de hoje e qualquer pessoa da comunidade pode acessá-los. As duas escolas estão localizadas na Rua dos Pêgas, uma das mais tradicionais do bairro, que celebra seu tricentenário em 2017.

Janot denuncia cúpula do PT por organização criminosa na Lava Jato

Resultado de imagem para Lula e Dilma e gleisi
(Foto: André Dusek/Estadão)
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal a cúpula do Partido dos Trabalhadores por organização criminosa na Lava Jato.

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff estão entre os denunciados. Janot diz que Lula “foi o grande idealizador da constituição da presente organização criminosa” e pede que Lula tenha pena maior do que os demais por ser o líder da organização criminosa.

Rodrigo Janot pediu abertura de processo por crime de organização criminosa contra oito integrantes da cúpula do Partido dos trabalhadores. Além dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff estão na lista os ex-ministros da Fazenda Guido Mantega e Antonio Palocci, do Planejamento Paulo Bernardo, de Comunicação Social Edinho Silva, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, e a senadora Gleisi Hoffmann, que atualmente ocupa a presidência do PT

O processo segue no Supremo Tribunal Federal porque Gleisi Hoffmann como senadora tem foro privilegiado.

No pedido de abertura de processo por crime de organização criminosa Janot diz textualmente: “O segmento de organização criminosa ora denunciado (político PT) é parte de uma organização criminosa única que congrega pelo menos os partidos PT, PMDB e PP, bem como núcleos diversos (econômico administrativo e financeiro) ”.

 

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/09/janot-denuncia-cupula-do-pt-por-organizacao-criminosa-na-lava-jato.html

Já são mais de R$ 51 mi o dinheiro entrado no Aptº de Geddel

Resultado de imagem para dinheiro
Foto: Internet

A Polícia Federal detalhou que o dinheiro encontrado na terça-feira (5) em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador, que seria utilizado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, foi contabilizado em R$ 42.643.500 e US$ 2.688.000 (R$ 8.387.366,40, segundo a cotação do dia de 1 dólar = 3,1203 reais). A soma dos valores em dólares e reais é de R$ 51.030.866,40.

A PF informou que a quantia localizada representa a maior apreensão de “dinheiro vivo” já feita pelo órgão. Um vídeo divulgado pela polícia mostra a contagem das cédulas (assista abaixo). Depois de contado, o valor deve ser encaminhado para uma conta judicial.

A ação de busca e apreensão que localizou a quantia, chamada de Tesouro Perdido, é um desdobramento das investigações sobre fraudes na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal, a operação Cui Bono.

Geddel cumpre prisão domiciliar há quase dois meses no apartamento dele, em Salvador, sem monitoramento eletrônico. A Secretaria de Administração Penitenciária da Bahia (Seap) não dispõe de tornozeleiras. O órgão licitou um lote dos produtos e esperava que chegasse até o final de agosto, mas até esta quarta-feira (6) não foi entregue. O prazo para que a empresa contratada entregue as tornozeleiras é 20 de setembro.

Do blog: se continuar procurando irão achar mais dinheiro em outros apartamentos que estão fechados. Essa quadrilha roubaram muito.

Fonte: http://g1.globo.com/bahia/noticia/montante-de-r-51-milhoes-achado-em-apartamento-que-seria-usado-por-geddel-tinha-dolares-somando-us-26-milhoes.ghtml

George Soares propõe comissão para regulamentação de alternativos intermunicipais

O deputado estadual George Soares (PR) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa solicitando a instalação de comissão especial temporária para elaboração de projeto de lei propondo a regulamentação do transporte alternativo intermunicipal do Rio Grande do Norte. De acordo com o documento, a atividade existe há dezenas no RN e nunca foram propostas alternativas em favor de sua regularização.

“O Estado não pode fechar os olhos para uma categoria que cresce a cada dia mas que, no entanto, é considerada clandestina e vem gerando emprego e renda para a nossa população. A criação dessa comissão é mais um passo necessário para a legalização dos transportes alternativos no Rio Grande do Norte”, explica George Soares.

A comissão proposta pelo parlamentar prevê a participação de seis deputados, sendo três titulares e três suplentes. O RN possui hoje cerca de 15 mil pessoas que dependem financeiramente dos transportes alternativos. O sistema atende aproximadamente 150 mil pessoas por mês, em todos os municípios potiguares.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vem promovendo seguidas audiências públicas para discutir o assunto. Em busca de uma solução definitiva para o problema, deputados intermedeiam o diálogo entre categoria e o Governo do Estado, responsável pela regulação do serviço.

Confira o funcionamento do comércio em Natal no feriado de 7 de setembro

Comércio de rua funciona em horário diferenciado no feriado (Foto: Jonathan Lins/G1)
Comércio de rua funciona em horário diferenciado no feriado (Foto: Jonathan Lins/G1)

Os comércios de rua e lojas principais da Natal serão fechados.

Shoppings

  • Midway Mall:
  • Praça de alimentação e Lazer: 11hs às 22hs
  • Lojas de Departamento: 13hs às 21hs
  • Demais lojas: 15hs às 21hs
  • Natal Shopping:
  • Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h
  • Quiosques Alimentação : 15 às22hs
  • Lojas âncoras/ Mega lojas : 13 às 21h
  • Demais Lojas/ Quiosques: 15 às 21h
  • Academia Formula: 09 às 15hs
  • Cinema conforme a programação
  • Praia Shopping:
  • Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h.
  • Lojas e Quiosques: 15 às 21h
  • Cinema conforme a programação
  • Shopping Cidade Jardim:
  • Praça de Alimentação: A partir das 11h
  • Lojas e Quiosques: 15 às 21hs
  • Shopping Via Direta:
  • Praça de Alimentação e Lazer: 12h às 22h.
  • Lojas e Quiosques: Abertura facultativa das 14h às 20h
  • Partage Norte Shopping Natal
  • Lojas e quiosques: 15h às 21h
  • Praça de Alimentação/Lazer: 11h às 22h
  • Cinema conforme programação
  • Supermercados: das 7 às 21h