Archive for setembro 29th, 2017

Polícia invade banco em Natal e encontra gerente amarrado com falsos explosivos; bandidos fugiram

Polícia Militar encontrou gerente amarrado a explosivos dentro da agência do BB em Natal (Foto: Sérgio Henrique/ Inter TV Cabugi)
Polícia Militar encontrou gerente amarrado a explosivos dentro da agência do BB em Natal (Foto: Sérgio Henrique/ Inter TV Cabugi)

O gerente do Banco do Brasil que foi feito refém na manhã desta sexta-feira (29) na Zona Norte de Natal foi encontrado dentro da agência envolto com explosivos falsos. A Polícia Militar invadiu o prédio, mas encontrou apenas a vítima. Os criminosos haviam fugido.

A família do gerente também foi encontrada e passa bem. As informações são do coronel Zacarias Mendonça, comandante do Políciamento Metropolitano da PM.

Por volta das 11h15, a PM confirmou que os explosivos eram falsos e não precisaram ser detonados.

O caso aconteceu na agência do Banco do Brasil na avenida Tomaz Landim, no bairro Igapó. O prédio foi cercado pela PM no início da manhã desta sexta-feira (29) após um chamado informando que o funcionário havia sido feito refém.

Além das equipes do 4º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento da área, foram deslocados grupos do Batalhão de Choque da PM e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

Ainda de acordo com a PM, equipes que foram até a casa do gerente, no bairro Nova Parnamirim, na Grande Natal. O imóvel foi encontrado aberto e todo revirado.

O comércio no entorno do banco foi fechado e o tráfego de veículos interrompido na avenida, que é uma das mais movimentadas da Zona Norte da capital.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/policia-invade-banco-em-natal-e-encontra-gerente-amarrado-com-explosivos-bandidos-fugiram.ghtml

Exposição da Assembleia Legislativa no Midway Mall termina neste sábado

A história do Rio Grande do Norte contada por meio dos fatos que marcaram o Poder Legislativo atraiu milhares de pessoas ao Midway Mall nas últimas semanas, onde está em exposição o Memorial do Legislativo Potiguar. Reunindo pessoas de todas as idades no 3º piso do shopping, a mostra segue até este sábado (30) e já é considerada um sucesso pelos organizadores.

“A população mais antiga se encontra nos fatos históricos, relembra os momentos em que determinados atos foram tomados pelo Legislativo e os mais novos têm a oportunidade de conhecer os momentos mais marcantes, entendendo como chegamos aos dias atuais. Tem sido uma experiência enriquecedora”, disse o antropólogo Plínio Sanderson, servidor da Assembleia que está trabalhando na exposição.

De acordo com dados repassados pela organização da exposição, mais de três mil pessoas assinaram o livro de visitas durante os 13 dias em que o acervo esteve no shopping, incluindo jovens de 46 escolas. A expectativa é de que até o sábado, quatro mil pessoas tenham viajado no tempo por meio do material exposto pelo Poder Legislativo.

O engenheiro Fred Pinheiro, espectador assíduo da TV Assembleia e interessado pela história do RN, logo após saber da existência da exposição, resolveu ir ao shopping especialmente para conhecer a mostra. “Eu estava muito curioso pra vir aqui. E o que me chamou mais a atenção foi o processo de participação histórica da mulher potiguar na política”. O engenheiro também se interessou bastante pelas atividades da Assembleia no período da ditadura.

Já os estudantes da Escola Estadual Imperial Marinheiro, que foram acompanhados pela professora de Geografia Janiere Oliveira de Mendonça, enalteceram, a oportunidade de vivenciar, em campo, o aprendizado da sala de aula. Para Janiere, a iniciativa do Memorial contribuiu para a assimilação do conteúdo por parte dos jovens.

“Esse tipo de visita é extremamente importante, porque, dentro do colégio, muitas vezes os alunos não guardam tanto o conteúdo na memória, não o visualizam. E quando se consegue um espaço desses, é muito interessante para eles”, disse a professora, que acredita que seus alunos saíram da exposição com outro olhar da sociedade em que vivem.

Um desses alunos que passou pela exposição, Anderson Augusto da Silva, de 15 anos, disse que ficou surpreso com a quantidade de informações apreendidas com a mostra da Assembleia Legislativa. O jovem destacou o espaço dedicado ao pioneirismo das potiguares na política mundial. “Tem muita gente que tem preconceito contra as mulheres, que pensa que elas não são capazes de muita coisa, mas isso não é verdade. Elas podem fazer tudo o que quiserem”, garantiu o estudante.

Além do ganho de conhecimento por parte da população, o próprio Memorial também ganhou com a mostra no Midway Mall. Após várias pessoas ligadas a antigos parlamentares visitarem o espaço, objetos e documentos históricos foram repassados por familiares, enriquecendo o acervo. Até o penúltimo dia de exposição, pelo menos 11 doações foram confirmadas, incluindo um livro original da Constituição do RN de 1947, doado pelo jornalista e pesquisador Carlos Morais.

“Eu tinha esse livro em casa e o usava quando precisava fazer algumas consultas, mas sei que ele ficará melhor guardado no Memorial, às vistas da população”, disse o jornalista. “Levar a história do RN para mais perto do seu povo é algo importantíssimo, porque nós só vamos ter consciência do presente e mudar o futuro, se conhecermos o nosso passado”, complementou Plínio Sanderson.

Renovação
O Memorial do Legislativo Potiguar passará, em breve, por uma nova fase. Para tanto, foi adquirida a antiga casa de Augusto Tavares de Lyra, o Solar Tavares de Lyra, que será restaurado para receber o acervo do Memorial, que será disposto de modo interativo e com mídias modernas. Outra novidade é que o espaço deixará de ser específico do Poder Legislativo para se tornar um acervo da história de todo o RN.

Ministro do STJ faz enquete polêmica no Twitter sobre intervenção militar

O ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes surpreendeu os internautas, no fim da tarde desta quinta-feira, com uma enquete em sua conta no Twitter. “Vc é o juiz: o Brasil deve sofrer intervenção militar?”, questionou o magistrado. Em pouco mais de quatro horas, o tuíte superou mil e trezentos votos. Quase 90% dos internautas votaram contra a intervenção militar. Ao constatar a polêmica, Og Fernandes se defendeu das críticas e disse que segue a Constituição.

Além de votar, muitos internautas também criticaram a mensagem do ministro. Alguns usuários fizeram outras enquetes para questionar a decisão de Fernandes. Outros usuários expressaram indignação pelo fato de um magistrado fazer tal pergunta em sua rede social.

Vc é o ministro: o sr já ouviu falar da constituição federal?

Após as críticas, o ministro se defendeu no Twitter. Por volta de 21h10m desta quinta, publicou cinco mensagens na rede social para justificar a iniciativa:

“Caros seguidores, verifico que o país está muito polarizado e com os nervos à flor da pele. Faço enquestes em torno de temas no Twitter. Ao levantar o tema que dei RT (retuíte) antes da enquente, verifiquei uma insana busca de intenções no que era um gesto de auscultar os seguidores. Querem minha opinião? Meu dever é cumprir a lei. Sou seguidor da lei, da Constituição e da democracia no Brasil. Faço isso todo dia. Acalmem-se. De mim, não verão qualquer manifestação fora da lei. Obrigado aos (que) entenderam o intuito da enquete. Estamos numa democracia. Ouvir a opinião das pessoas é regra. Como juiz, continuarei a assegurar o direito de expressão”, escreveu Og Fernandes em cinco postagens.

 

Fonte: https://oglobo.globo.com/brasil/ministro-do-stj-faz-enquete-polemica-no-twitter-sobre-intervencao-militar-21885222

Polícia identifica três dos cinco homens encontrados mortos em Macaíba, RN

Polícia encontrou cinco corpos na zona rural de Macaíba, Grande Natal (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Polícia encontrou cinco corpos na zona rural de Macaíba, Grande Natal (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A polícia identificou três dos cinco homens encontrados mortos na zona rural de Macaíba, na Grande Natal, na tarde desta quinta-feira (28). Os identificados são Jean Matias de Souza, de 23 anos, Vanderley Cardoso, de 37 anos de idade, e José da Silva de Oliveira, de 28.

Segundo informou a polícia, Jean de Souza foi levado por criminosos junto com dois amigos quando eles voltavam de uma obra em que eles trabalhavam, na terça-feira (26). O jovem estava com os colegas e a avó dentro de um carro. Vários homens armados e encapuzados se aproximaram em dois veículos e levaram os três. Os bandidos atiraram no pé da avó de Jean e a liberaram.

Familiares de Jean de Souza estiveram no local em que os corpos foram encontrados e o identificaram. Os dois amigos que estavam com ele permanecem sem identificação.

Vanderley Cardoso de José de Oliveira estavam 2,5 quilômetros distantes dos demais cadáveres, ainda de acordo com a polícia. O delegado responsável por apurar os crimes, Normando Feitosa, afirma que ainda não tem como dizer se o duplo e o triplo homicídio têm relação um com o outro.

Fonte:https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/policia-identifica-tres-dos-cinco-homens-encontrados-mortos-em-macaiba-rn.ghtml