Archive for novembro 8th, 2017

História e projeto de inclusão da Assembleia ganham espaço no Congresso das Apaes

O Memorial do Legislativo Potiguar participa, desta quarta-feira (8) até a próxima sexta-feira (10), no Centro de Convenções de Natal, do 26º Congresso Nacional das Apaes. Por meio de um estande e com a presença de três servidores com deficiência, a Casa expõe a história do Rio Grande do Norte e apresenta o programa de inclusão, referência para legislativos de todo o Brasil.

“Teremos duas grandes oportunidades em um único momento. Primeiro, porque promoveremos a segunda exposição itinerante do Memorial, aproximando a nossa história das pessoas. Depois, pela troca de experiências e informações que o evento representa, com espaço para apresentarmos iniciativas inclusivas do legislativo estadual”, comentou o presidente da Casa, deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

O estande do Memorial no Congresso vai expor documentos, fotografias e objetos pertencentes à Assembleia e a parlamentares que já passaram pela Casa. Acervo semelhante ao disposto no shopping Midway Mall, durante o mês de setembro, quando o Memorial deixou as dependências da Assembleia indo de encontro à sociedade.

Os servidores da Assembleia, Camila de Lima, Stives Luiza da Silva e Felipe Medeiros, ambos portadores de necessidades especiais, vão recepcionar os visitantes ao longo dos três dias de exposição. As Apaes – Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais – de todo o Brasil participam do Congresso. Simultaneamente, também ocorre o 7º Fórum de Autogestão e Autodefensoria. A abertura dos eventos está marcada para as 19h.

Assessoria

Ezequiel Ferreira contempla o Trairi com solicitações de barragens submersas

Santa Cruz, Campo Redondo, Coronel Ezequiel, São José de Campestre e São Bento do Trairi são as cidades mais recentemente contempladas com os pleitos do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), para a implantação de barragens submersas para beneficiar a região Trairi do RN, preparando os municípios para a possível chegada das chuvas.

“Por causa da carência de água, 153 dos 167 municípios do estado estão em calamidade. A escassez de água no interior do Rio Grande do Norte segue como uma das principais preocupações da cadeias produtivas do Estado”, salientou Ezequiel Ferreira de Souza.

Com isto, Ezequiel Ferreira solicitou a diretora-geral do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (EMATER/RN), Cátia Lopes, a construção de barragens submersas para os municípios do Trairi, já tendo incluído as seguintes cidades nas mesma solicitação: Jardim de Piranhas, Santana do Seridó, São Fernando, Timbaúba dos Batistas, Jucurutu, Jardim do Seridó, Serra Negra do Norte, São João do Sabugi, São José do Seridó, Caicó, Ouro Branco, Acari, Bodó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Cruzeta, Florânia e Santana do Matos. No final de outubro, o deputado Ezequiel já havia solicitado a construção de barragens para Angicos, Pedro Avelino, Carnaubais, Paraú, Campo Grande, Itajá, Triunfo Potiguar e Assu.

Segundo Ezequiel Ferreira, que também preside o Comitê de Ações de Combate a Seca na Assembleia Legislativa, com a possibilidade de uma melhoria nas chuvas para o próximo ano, torna-se de fundamental importância a construção dessas barragens, capazes de captar e armazenar a água da chuva para produção de alimentos por meio da retenção da água que escoa em cima e dentro do solo, vazante artificial temporária na qual o terreno permanece úmido por um período de dois a cinco meses após a época chuvosa, permitindo a plantação mesmo em época de estiagem.

 

Asssessoria

Meirelles vai à Câmara tentar manter Previdência viva

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante conferência em Brasília, Brasil
Meirelles: entre os temas de interesse dos deputados está o panorama sobre a dívida pública do país e o peso da Previdência (Adriano Machado/Reuters)

O ministro da Fazenda Henrique Meirelles vai hoje à Câmara dos Deputados debater os panoramas para o futuro da economia no país. Ele participa de uma audiência nas comissões de Finanças e Tributação; de Fiscalização Financeira e Controle; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços.

Entre os temas de interesse dos deputados está o panorama sobre a dívida pública do país e o peso da Previdência. O tema não poderia ser mais quente – ou frio, a depender do ponto de vista.

Ontem, o presidente Michel Temer praticamente desembarcou do compromisso com fazer a reforma ainda em 2017 ao dizer que vai insistir no tema, mas que “sozinho, o governo não tem condições de aprovar a reforma da Previdência”.

O efeito foi imediato, com o Ibovespa caindo 2,55% ao longo do dia, e fazendo Temer tentar uma retratação num vídeo divulgado na noite de ontem, em que diz que toda sua “energia” está concentrada em aprovar a reforma.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/meirelles-vai-a-camara-tentar-manter-previdencia-viva/?bt_ee=UskdsTLMUGAdQrS21+vMiGAN2+U8BDCJBrZ651qRVmJ08+u2Yvf9pBpValhdKgiG&bt_ts=1510133885586

Governo do RN anuncia pagamento de outubro para policiais, bombeiros e agentes penitenciários da ativa

Secretária de Segurança do RN, Sheila Freitas, anunciou pagamento em entrevista coletiva (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)
Secretária de Segurança do RN, Sheila Freitas, anunciou pagamento em entrevista coletiva (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

O governo do Rio Grande do Norte anunciou que pagará o salário de outubro dos servidores da Segurança Pública na segunda-feira (13), incluindo, além de policiais militares, policiais civis, bombeiros militares e servidores do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), também os agentes penitenciários. Contudo, o pagamento contemplará apenas o pessoal da ativa. A medida visa a tentar evitar que os PMs e bombeiros realizem uma paralisação prevista para o próprio dia 13.

Porém, a Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN divulgou uma nota na qual informa que, mesmo diante do anúncio do pagamento, a mobilização será mantida até que dinheiro seja depositado e a regularização dos salários também contemple os policiais da reserva e pensionistas.

A secretária da Segurança Pública e da Defesa Social, delegada Sheila Freitas, disse durante entrevista coletiva realizada na tarde desta terça-feira (7) que, caso os PMs insistam em cruzas os braços, é possível acionar a Justiça para impedi-los ou, ainda, pedir ajuda do Exército Brasileiro para garantir a segurança nas ruas. “Faço um apelo para não pararem”, declarou.

Sheila Freitas reforçou que greve de militares é uma ação ilegal, e que o Executivo está se esforçando para regularizar o pagamento dos salários atrasados.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/governo-anuncia-pagamento-de-outubro-para-policiais-da-ativa.ghtml

Ricardo Motta sugere prioridade de pagamento a famílias que têm Estado como única fonte de renda

Diante da crise financeira enfrentada pelo Rio Grande do Norte e da ausência de data fixa para pagamento de servidores públicos estaduais que recebem a partir de R$ 4 mil, o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) apresentou requerimento sugerindo à Secretaria Estadual da Administração e dos Recursos Humanos (SEARH) antecipar o pagamento de um dos cônjuges membros de famílias que possuem como única fonte de renda o Executivo Estadual.

“A sugestão tem como objetivo assegurar as condições mínimas para a manutenção das despesas das famílias nas quais a única fonte de renda seja oriunda do Governo do Estado, nos casos em que ambos os cônjuges percebam acima de R$ 4 mil, e que têm, ao longo dos últimos meses, sido os últimos a serem pagos por esta Secretaria, na medida do recebimento de recursos pelo Executivo”, argumenta Ricardo Motta.

O requerimento dirigido ao titular da SEARH, Cristiano Feitosa Mendes, foi lido e aprovado na sessão plenária desta terça-feira (07), e sugere a concessão de prioridade de pagamento a um dos cônjuges servidores públicos efetivos do Governo do Estado, ativo ou inativo, nos casos nos quais a renda do casal seja oriunda exclusivamente do Executivo e que ambos percebam mais do que R$ 4 mil, podendo optar por um dos servidores para recebimento em data anterior à prevista pelo cronograma financeiro de pagamento da referida pasta normalmente designada para os referidos trabalhadores.

Câncer de pâncreas: os sintomas que podem passar despercebidos

Câncer de pâncreas
Uma em cada dez pessoas com o câncer sobrevive mais do que cinco anos – e poucas, entre a população geral, têm conhecimento dos sintomas. (IStock/Getty Images)

Dores no abdômen e nas costas, indigestão, perda de peso e cansaço podem ser comuns e parecer inofensivos à primeira vista, mas em alguns casos podem indicar um problema grave: o câncer de pâncreas. Esses sintomas podem demorar a surgir, dificultando o diagnóstico precoce e, consequentemente, seu tratamento.

De acordo com informações da BBC, um em cada três adultos com o câncer de pâncreas acabam ignorando esses sinais. Isso é preocupante pois quando o câncer é diagnosticado tardiamente as opções de tratamento são reduzidas. Ainda, segundo pesquisas da ONG britânica Pancreatic Cancer UK, uma em cada dez pessoas sobrevive mais do que cinco anos – e poucas, entre a população geral, têm conhecimento dos sintomas da doença.

 

Fonte: http://veja.abril.com.br/saude/sinais-do-cancer-de-pancreas-marcelo-rezende/#

Temer admitiu aprovar só idade mínima, diz Raimundo Lira

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB)
Raimundo Lira: segundo o senador, Temer defendeu idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres (Jefferson Rudy/ Agência Senado/Agência Senado)

Brasília – O líder do PMDB no Senado, Raimundo Lira (PB), contou que o presidente Michel Temer defendeu a aprovação de pelo menos uma idade mínima para aposentadoria durante reunião com líderes partidários do Senado, nesta terça-feira, 7. Outros pontos da reforma da Previdência proposta inicialmente pelo governo ficariam para a próxima gestão.

“O presidente acha que a reforma da Previdência, principalmente no que se refere à idade mínima, é importante para o País, e a reforma propriamente dita ficaria para o próximo governo eleito em 2018”, declarou o senador paraibano à imprensa. Ainda de acordo com Lira, o presidente da República defendeu idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Para o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), Temer “perdeu as condições” para aprovar a reforma, mesmo que em um formato mais enxuto.

“Acho que essa coisa de se tratar de idade mínima é tardia. Isso deveria ter sido colocado em um cenário lá atrás, com critérios de transição”, comentou Calheiros ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Nesta terça-feira, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo não vai recuar na reforma da Previdência e acredita que há a possibilidade de aprovação do texto ainda neste ano.

Na segunda-feira, Temer admitiu pela primeira vez a possibilidade de uma derrota do governo ao tentar aprovar a proposta. “Se não quiserem aprová-la, paciência, mas eu continuarei a lutar por ela”, afirmou o peemedebista.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/temer-admitiu-aprovar-so-idade-minima-diz-raimundo-lira/