Archive for dezembro, 2017

APROVADO: Ensino religioso nas escolas passa a ser obrigatório

Foto: da Internet

A nova Base Nacional Comum Curricular foi aprovada na manhã desta sexta-feira (15) em votação pelo CNE (Conselho Nacional de Educação). O documento define o que os 35,8 milhões de estudantes das redes pública e privada do Brasil deverão aprender em cada etapa de sua vida escolar na educação básica (ensinos infantil e fundamental) nos próximos anos.

O texto deve seguir agora para a homologação do ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), quando passará a ter validade. “Com a BNCC, o Brasil se alinha aos melhores e mais qualificados sistemas educacionais do mundo, que já se organizam em torno de uma base comum”, destacou o ministro, em nota.
Municípios e Estados terão um prazo de até dois anos para implementar a base em seus currículos. Todas as escolas e redes de ensino deverão, portanto, adaptar e rever seus currículos em 2018 para iniciar a implementação da base em 2019.
Principais mudanças:
Alfabetização: crianças devem saber ler e escrever aos 7 anos; hoje, elas devem estar alfabetizadas até os 8 (ou ao fim do 3º ano do ensino fundamental)
Um dos pontos que mais causaram polêmica nas discussões sobre a última versão da base apresentada pelo MEC (Ministério da Educação) foi o ensino religioso –que, segundo a lei, é de matrícula facultativa nas escolas públicas. Incluído no documento da base como uma área do conhecimento, tal como matemática ou linguagens, ele passa a ser obrigatório nas escolas.
Em setembro deste ano, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu que o ensino religioso nas escolas públicas pode ter caráter confessional, ou seja, que as aulas podem seguir os ensinamentos de uma religião específica.
Para Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, categorizar o ensino religioso como uma área no currículo é algo “extremamente preocupante”.
“Isso retira tempo da escola de trabalhar com questões mais significativas para o tripé da nossa Constituição Federal, como o preparo da pessoa para a cidadania e o mundo do trabalho. Essa é a missão da educação no Brasil”, disse Cara, que lembrou ainda o princípio da laicidade no país.
“O CNE não precisava normatizar o ensino religioso na base, poderia ter uma discussão posterior. E, ainda assim, sem implementar o ensino religioso nas escolas públicas”, ressaltou.
Fonte: http://www.rondoniaovivo.com/noticia/aprovado-ensino-religioso-nas-escolas-passa-a-ser-obrigatorio/192431

Professor é morto com facada no pescoço

João Maria Avundano Garcia foi morto dentro do apartamento onde morava (Foto: Reprodução/Facebook)
João Maria Avundano Garcia foi morto dentro do apartamento onde morava (Foto: Reprodução/Facebook)

Do G1RN

Um professor de 45 anos foi assassinado com uma facada no pescoço na madrugada desta sexta-feira (15) dentro de um condomínio no bairro Planalto, na Zona Oeste de Natal. Um jovem de 22 anos e um adolescente de 17 foram detidos. João Maria Avundano Garcia dava aulas de português. Ele morava no residencial Thisaliah, na rua Engenheiro João Hélio Alves Rocha.

Segundo a Polícia Militar, os dois detidos confessaram o crime. Eles dizem que mataram o professor porque ele estava querendo fazer sexo forçado. Então, para se defender, o mais velho teria dado uma facada no pescoço do professor. Essa situação também está sendo investigada.

Os suspeitos foram detidos somente no final da manhã, após baterem o carro do professor. Como não tinham habilitação, eles acabaram confessando que tinham saído do condomínio com o HB20 da vítima. A PM também disse que, antes do acidente, os dois admitiram ter feito assaltos na região.

O jovem e o adolescente foram levados para a delegacia.

Assembleia aprova projeto que reconhece importância econômica do sal no RN

Crédito da Foto: Eduardo Maia

Durante votação realizada esta semana na Assembleia Legislativa, foram aprovados, em plenário, dois projetos de lei da deputada Larissa Rosado (PSB). O primeiro deles reconhece a utilidade social e econômica da extração e do beneficiamento do sal no Rio Grande do Norte. O segundo declara o espetáculo teatral Natalis, encenado em Mossoró, como patrimônio cultural, imaterial e histórico do Estado.

“A aprovação do projeto referente à extração salineira é um reconhecimento à atividade e ajudará a sensibilizar os governos estadual e federal no sentido de mostrar a importância econômica e social do sal para todo o país”, argumenta Larissa.

O RN é um dos maiores polos da extração de sal marinho do país, tendo a região Oeste como principal centro de produção e beneficiamento do produto no Estado. A atividade salineira envolve uma vasta cadeia de serviços, sobretudo nas cidades do litoral norte potiguar, mais especificamente nos municípios de Mossoró, Macau, Areia Branca, Galinhos, Grossos, Porto do Mangue e Guamaré. Segundo informações do Sindicato das Industrias de Extração do Sal do Estado, são gerados cerca de 15 mil empregos diretos e 70 mil indiretos.

Dono de cobertura: Bumlai disse para ‘esquecer’ aluguel de Lula

Glaucos da Costamarques
Glaucos da Costamarques (Foto/Reprodução)

Da Veja

Dono da cobertura vizinha à do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Bernardo do Campo (SP), alugada ao petista, o empresário Glaucos da Costamarques reafirmou ao juiz federal Sergio Moro nesta sexta-feira que não recebeu os alugueis do imóvel entre fevereiro de 2011, quando o contrato de locação foi firmado, e novembro de 2015. Glaucos foi ouvido por Moro em um incidente de falsidade aberto a pedido do Ministério Público Federal (MPF) para apurar se são falsos os recibos dos pagamentos de aluguel apresentados pela defesa de Lula em um processo da Lava Jato.

Professores conseguem novas liminares contra demissões da Estácio

Estácio
Estácio: na quinta-feira passada, a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro havia concedido um parecer similar (foto/Divulgação)

Da Exame

Professores desligados pela Estácio Participações conquistaram novas liminares que suspendem temporariamente as demissões, dias após a empresa ter derrubado medida similar na justiça.

O Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro (MPT-RJ) proferiu decisão que cancela por 30 dias todas as demissões de professores pela Estácio sob pena de 400 reais diários por funcionário, informou à Reuters Fábio Conde, segundo secretário jurídico do Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio).

Procurada, a Estácio não comentou imediatamente a liminar do MPT-RJ.

Às 14:33, as ações da Estácio Participações avançavam 3,23 por cento, cotadas a 32 reais, liderando a ponta positiva do Ibovespa, que por sua vez tinha ganho de 0,43 por cento.

Na quinta-feira passada, a Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro havia concedido um parecer similar que suspendia as demissões, dando um prazo de 72 horas para a companhia se manifestar, mas a Estácio conseguiu derrubar a decisão no início da semana.

O Sinpro-Rio iniciou um processo de negociação com a empresa logo após a queda da liminar para discutir a reintegração de alguns professores, critérios e homologações, revelou Conde, acrescentando que o sindicato se reunirá com a Estácio na tarde desta sexta-feira.

Segundo ele, a lista de demissões no Rio de Janeiro entregue pela empresa no começo da semana continha 287 nomes, mas há relatos de que novos cortes teriam ocorrido após a derrubada da liminar. “Hoje eles ficaram de mandar nova listagem”, afirmou.

 

Reivindicações de Ezequiel visam beneficiar municípios de seis regiões do Estado

Por entender que saneamento básico, programas de moradia, aumento de efetivo policial, reforma de escolas e de ginásios de esporte são importantes para os municípios do interior do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) encaminhou ao governo do Estado solicitações para proporcionar esses benefícios para cidades de seis regiões Agreste, Trairi, Seridó, Central, Médio Oeste e Vale do Açu.

“O saneamento básico é um item essencial para toda a sociedade para que sejam evitadas doenças que provém dos esgotos a céu aberto. O saneamento proporciona uma situação higiênica saudável para os habitantes de uma cidade, além de ser relacionado com o abastecimento de água potável, o manejo de água pluvial, a coleta e tratamento de esgoto e a limpeza urbana”, assim justifica Ezequiel Ferreia a solicitação que fez para que a Companhia de Águas e Esgotos (CAERN) faça um estudo de viabilidade para a execução do saneamento básico em Espírito Santo, na região Agreste.

Ainda para essa região, o deputado solicitou a implantação do programa Moradia Cidadã Servidor e Cidadã Municípios e programa Cartão Reforma para beneficiar os moradores de São José de Campestre.

Para o Trairi os requerimentos foram para os municípios Tangará com a recuperação do ginásio poliesportivo vereador César Barbosa de Lima, enquanto que para a região Central o deputado Ezequiel Ferreira solicitou o programa Cartão Reforma para Pedra Preta.
Reformas das escolas professor Gerson Lopes Ferreira Pinto e professor Antônio Dantas foram requeridas para Apodi e da escola Francisco Regis Filho, em Rodolfo Fernandes na região Médio Oeste.

Para o Vale do Açu o deputado Ezequiel Ferreira reivindicou a reforma das escolas Adalgiza Emídio da Costa, em Carnaubais e João Francisco da Costa, Maria da Glória de Azevedo e Coronel Ovídio Montenegro, no município de Ipanguaçu. A solicitação para o Seridó foi o aumento do efetivo policial e melhorias das condições de trabalho para a Polícia Militar em São Vicente.

Ronaldinho Gaúcho vai se candidatar ao Senado, diz jornal

Ronaldinho Gaúcho candidato ao Senado
Ronaldinho Gaúcho (Denis Doyle/Gatty Images/Getty Images)

Da Exame

O jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho vai disputar uma vaga no Senado pelo mesmo partido de Jair Bolsonaro, o PEN (que vai mudar de nome para Patriota).

Segundo a coluna de Lauro Jardim no jornal O Globo, ele deve oficializar sua candidatura por Minas Gerais em março do ano que vem, quando o deputado Jair Bolsonaro também deve oficializar a sua.

Ainda de acordo com o jornal, o suplente da chapa será o ex-jogador Somália, que já jogou no América Mineiro e no Fluminense.

 

As relações perigosas entre Gilmar Mendes e Joesley

Último encontro – Na imagem acima, Joesley (de paletó, sem gravata) chega ao IDP, em Brasília, acompanhado por Gilmar Mendes (no fundo),… (//Reprodução)

Da Veja

O ministro Gilmar Mendes, há quinze anos no Supremo Tribunal Federal (STF), é um homem de posses muito além de seu salário de 33.700 Reais. Uma de suas principais fontes de renda é o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), do qual é sócio junto com seu filho Francisco Schertel Mendes, de 34 anos.

O IDP, além de uma fonte de receita, passou a ser uma fonte de dor de cabeça para o ministro, depois que veio a público o caso da JBS e das traficâncias dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

Isso porque, nos últimos dois anos, Gilmar e Joesley mantiveram uma parceria comercial e uma convivência amigável, a ponto de se visitarem em Brasília e São Paulo, trocarem favores, compartilharem certezas e incertezas jurídicas e tocarem projetos comuns.

De 2016 a junho deste ano, a JBS transferiu 2,1 milhões de reais para o IDP em patrocínios que nem sempre foram públicos. Os valores de patrocínios de empresas iam parar, por vezes, na conta pessoal de Gilmar Mendes. É o que revela uma das mensagens obtidas por VEJA, que na edição desta semana traz mais detalhes sobre a relação entre o juiz e o empresário.

Em entrevista na reportagem, o ministro Gilmar Mendes disse que Joesley Batista quis conhecê­-lo após um pedido de patrocínio ao seu instituto. Ele admite ter encontrado o empresário algumas vezes, mas garante que a relação nunca ultrapassou os limites éticos.

Orçamento de 2018 tem deficit menor e salário mínimo de R$ 965

notas de reais
Leão: Mais de 2,2 milhões de contribuintes serão contemplados neste lote de restituição do IR (Vinicius Tupinamba/Thinkstock)

Da Exame

Aprovada com rapidez pelo Congresso Nacional na noite desta quarta-feira (13), a proposta orçamentária de 2018 (PLN 20/2017) é a primeira sob a Emenda Constitucional 95, que instituiu um teto para os gastos públicos. O Orçamento para o ano que vem conta com um crescimento de 2,5% da economia e com um salário mínimo de R$ 965 (o atual é de R$ 937). Os gastos com a Previdência Social ficam em R$ 585 bilhões, enquanto o pagamento com juros da dívida pública alcança R$ 316 bilhões.

Apesar de saudada por parlamentares de todos os partidos pela celeridade — e pelo clima tranquilo — com que foi aprovada pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) e pelo Congresso, a peça orçamentária recebeu duras críticas dos oposicionistas em razão dos cortes nos programas sociais.

O projeto vai à sanção prevendo um deficit primário de R$ 157 bilhões para o governo federal no próximo ano. O número é um pouco menor do que os R$ 159 bilhões determinados pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO, Lei 13.473/2017) como meta fiscal para o próximo ano.

 

Apesar da pequena melhora no deficit primário, o número só será atingido se forem aprovadas as propostas do governo que elevam a arrecadação e reduzem as despesas em 2018. Entre elas estão a ampliação da alíquota previdenciária dos servidores públicos (Medida Provisória 805/2017), o aumento do imposto de renda sobre fundos de investimentos fechados (MP 806/2017) e o fim da desoneração da folha de pagamento (Projeto de Lei 8456/2017). Somente essas três medidas representam uma receita de R$ 14 bilhões. 

 

Assistência social

Na reta final da votação do parecer de Leão, houve reivindicação de parlamentares para ele elevar recursos para algumas áreas, como as dotações para pesquisas da Embrapa, que receberam mais R$ 14 milhões, totalizando R$ 240 milhões, e para ações de assistência social. Neste último caso, a pressão foi para atender integralmente uma emenda da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, que destinava R$ 1,5 bilhão para custear Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Estes centros prestam atendimento a famílias instaladas em áreas de maior vulnerabilidade e risco social. O dinheiro federal é repassado para estados e municípios. O relator-geral atendeu parte da emenda (R$ 300 milhões).

A deputada Carmen Zanotto (PPS-SC) disse que entendia a falta de recursos, mas advertiu o governo que será preciso fazer uma suplementação orçamentária ainda no primeiro semestre de 2018, pois o valor atendido não financia as despesas de todo o ano.

— Prefeito nenhum e secretário de Assistência Social nenhum vão dar conta dessa política sem mais recursos — disse.

A senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) também alertou para a falta de recursos na assistência social.

— Em um período de desemprego tão elevado, precisamos fortalecer a assistência social do país.

Emendas parlamentares

As emendas individuais de deputados e senadores ao projeto somaram R$ 8,8 bilhões. Cada um dos 594 congressistas pode apresentar R$ 14,8 milhões em emendas. Eles direcionam os recursos para obras e serviços em suas bases eleitorais. Por determinação constitucional, metade do valor das emendas deve ir para ações e serviços públicos de saúde.

Carro da PM e caminhão batem na RN-079; soldado morre e outro fica ferido

Um policial morreu e outro ficou ferido em acidente na RN-079, entre Alexandria e Pau dos Ferros, RN (Foto: PM/Divulgação)
Um policial morreu e outro ficou ferido em acidente na RN-079, entre Alexandria e Pau dos Ferros, RN (Foto: PM/Divulgação)

Do G1RN

Um policial morreu e outro ficou ferido em um acidente que aconteceu na manhã desta sexta-feira (15) na RN-079, entre os municípios de Pau dos Ferros e Alexandria, região Oeste potiguar. O carro do Grupo Tático-Operacional da PM e um caminhão-baú bateram na e a viatura capotou.

De acordo com o major Inácio Brilhante, comandante da Companhia da PM em Alexandria, o acidente aconteceu por volta das 7h30. A equipe seguia para Pau dos Ferros. O soldado Matias morreu no local do acidente. Outro colega dele foi socorrido ao hospital de Pau dos Ferros.

Gustavo Fernandes apresenta projeto que institui Janeiro Branco no calendário do RN

O deputado estadual Gustavo Fernandes (PMDB), protocolou esta semana, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), um projeto de lei que institui o Janeiro Branco no calendário oficial de atividades do Rio Grande do Norte. O mês já é reconhecido nacionalmente pela luta da saúde mental e emocional da população.
O parlamentar destacou que o objetivo da iniciativa é promover ações de saúde mental, alertar a população para a importância do tema e provocar reflexões para identificar e combater todos os problemas de saúde mental.
“A Campanha Janeiro Branco pode ajudar o mundo a ser um lugar melhor. Trata-se de uma campanha dedicada a convidar as pessoas a pensarem sobre suas vidas, o sentido e o propósito das suas vidas, a qualidade dos seus relacionamentos e o quanto elas conhecem sobre si mesmas, suas emoções, seus pensamentos e sobre os seus comportamentos. Quem cuida da mente, cuida da vida”, alertou.
O projeto vai tramitar nas comissões de trabalho da casa e, em sendo aprovado, será encaminhado para apreciação do plenário da Casa. O parlamentar acredita que o projeto pode ser aprovado ainda em 2018.

George Soares recebe homenagem de Parlamentar do Ano de 2017

O deputado estadual George Soares (PR) recebeu, na noite desta quinta-feira (14), a homenagem do Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa pela escolha do seu nome como Parlamentar do Ano de 2017. O presidente do Comitê de Imprensa, Oliveira Wanderley e os jornalistas Aldemar de Almeida, Anna Ruth Dantas e Larisse de Souza fizeram a entrega ao homenageado.

“Estou no sétimo ano como deputado estadual e este título tem grande importância para mim. Renova o espírito público e a vontade de estar na política, principalmente pra mim, que faço parte da nova geração. Divido essa indicação com meus colegas, pois todos buscam trabalhar pelo Estado. Esta homenagem levo para o Vale do Açu”, declarou o deputado, que relembrou, no seu discurso, o início da sua trajetória política.

A eleição acontece desde 1972 e tem como votantes os jornalistas que cobrem as atividades da Assembleia.

Participaram da entrega o presidente da Casa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), e os deputados Gustavo Carvalho (PSDB), Albert Dickson (PROS), Tomba Farias (PSB), Hermano Morais (PMDB) e Cristiane Dantas (PCdoB), eleita no ano passado, além do vice-governador do Estado, Fábio Dantas (PCdoB).

Brasil: o bandido tenta prender o delegado

CPMI resolveu não inquerir Janot – Geraldo Magela /Agência Senado

O que está acontecendo com o nosso Brasil?

Onde estão os valores éticos e sociais de nosso país?

As indagações acima aqui expressas pode não ter mais resposta, já que tudo é feito com o objetivo de mudar as verdades, os fatos que estão claramente expostos para a população, quando um bandido como o senhor Rodrigo Loure, do PMDB/PR, assessor especial do presidente da República do Brasil, Michel Temer (PMDB) foi flagrado conduzindo uma mala cheia de dinheiro de propina, meio milhão de Real, dão conta de que alguns políticos, principalmente do PMDB, como também do PT, estão tentando manchar a reputação das autoridades judiciária de nosso país.

Este é caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra senhor juiz federal Sérgio Moro. Lula está em todos os pré-comícios acusando-o por tê-lo condenado; por outro lado, o Ex-Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, está sendo acusado por uma CPMI instalada com objetivo exclusivo de contradizer os fatos já acima mencionados contra o Temer (PMDB). Onde o relator é o deputado federal, Carlos Marun, também do PMDB.

Tentam camuflar as notoriedades de que eles é que deveriam está respondendo criminalmente pelos crimes elencados em favor da quadrilha que planejaram a tomada do poder, juntos ao presidente Michel Temer. Por causa do privilégio da imunidade a justiça fica minguada perante os políticos com mandato.

O artifício usado pelos peemedebistas foi à instalação de uma CPMI com objetivo de inverterem os papéis institucionais, no caso, tentado constranger a atual Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, a oferecer denuncia contra Janot.

Na ânsia de se salvar das garras da justiça, esses políticos corruptos (não são todos) estão tentando virar os fatos contra a verdade. Quer dizer: “o bandido tenta prender o delegado”.

No entanto, as últimas notícias é de que a CPMI resolveu não oferecer denúncia contra Rodrigo Janot.

O desmantelo das articulações contra Janot foi um aconselhamento da parte do deputado federal, Delegado Francischini (SD-PR) que aconselhou a Marun de não incluir no texto nada contra Janot, por causa da PL. 7596/2017, que trata do tema de abuso de autoridade de membros do Ministério Público.

— Esse projeto é destinado a punir policiais e membros do Ministério Público — disse Francischini.

Luiz Gomes é destituído da presidência do PEN e deixa o partido

O advogado Luiz Gomes oficializou a desfiliação junto ao Partido Ecológico Nacional (PEN) após a direção nacional destituir o comando estadual do partido sem qualquer diálogo.
Luiz Gomes lembrou que a atitude foi desrespeitosa, antiética e desleal diante do trabalho feito durante os cinco últimos anos no Rio Grande do Norte, em que o partido, que não tinha representatividade, passou a estar presente com diretórios em 89 municípios e elegeu dezenas de vereadores em todo o estado nas últimas eleições.
“Com profunda decepção, tristeza e indignação, pela forma desprezível com que a direção nacional do partido tratou toda a trajetória da Executiva Estadual do PEN do RN, comunicamos nossa saída. O PEN já não existe mais. Não há razão de ser. A direção nacional mudou o nome da sigla, o estatuto, o programa, os ideais, tudo. Simplesmente se esqueceram da sua história”, contou.
O jurista lembrou que continuará lutando pelo caminho da renovação e participação na política, na defesa da democracia e no combate à corrupção, mas com um futuro que ainda está sendo estudado junto aos outros ex-integrantes da legenda.

O jogo das aparências por trás da crise na reforma da Previdência

camara-deputados-rodrigo-maia-20170215-028
Rodrigo Maia: “acho que hoje a gente tem uma situação bem melhor do que tinha nas últimas semanas e ela vai continuar melhorando”

Volta hoje à Praça dos Três Poderes o lema do governo Temer: “ares de normalidade”. Depois do bate-cabeça entre o Palácio do Planalto e o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), na noite de ontem, foi montada a operação abafa para amenizar os efeitos do adiamento da votação da reforma da Previdência no mercado e valorizar o início das discussões sobre a proposta, nesta quinta-feira.

O depende de Brasília começa no hospital paulistano Sírio Libanês. Michel Temer passará por nova avaliação na manhã desta quinta-feira, depois de procedimento cirúrgico para obstrução urinária, e, se liberado, ruma à capital para reunião com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

A nota do Palácio do Planalto, divulgada ontem para desautorizar Jucá, deixa em aberto a data para que a votação seja realizada, dizendo que se espera a leitura da emenda do deputado Arthur Maia (PPS-BA), programada para hoje. Os debates começam na próxima semana. Nesse vão, haveria a possibilidade de votar até o dia 21 de dezembro, quando deputados voltam a seus estados para o recesso de fim de ano.

Tudo indica, contudo, que Jucá, desautorizado ou não, é quem está com a contabilidade mais afiada. Para colocar o texto em Plenário, líderes da base querem ter de 320 a 330 votos favoráveis. Em enquetes feitas pelos jornais sobre a disposição de aprovar a reforma, os votos negativos chegaram a 244.

Sobram apenas 269 votos dos 308 necessários para aprovação da pauta. Prometeu-se para reverter o resultado pressão nos ministros pelo fechamento de questão e a liberação ainda este ano 2 bilhões de reais em emendas para as prefeituras. Até agora, sem muito efeito.

Quatro partidos fecharam questão (PMDB, PTB, PPS e PSDB), mas não garantem todos os votos da bancada em favor da reforma.

Outro que deve entrar na conta nos próximos dias é o DEM, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ). “Acho que hoje a gente tem uma situação bem melhor do que tinha nas últimas semanas e ela vai continuar melhorando. Com esse crescimento, chega a 308 votos”, disse Maia.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/o-jogo-das-aparencias-da-reforma-da-previdencia/?bt_ee=kzDAz64BRip770tt3EWNVgZ/Psg555IKjNn/3Y47SZTVaqugKNvLhY+2fc0GQUSB&bt_ts=1513244445674