Archive for junho, 2018

O STF vai decidir sobre a candidatura de Lula em agosto?

Resultado de imagem para Lula
Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Após inúmeros recursos e decisões isoladas em apenas uma semana, a situação pessoal e eleitoral do ex-presidente Lula, preso há mais de 80 dias em Curitiba, ganha contornos kafkianos.

A guerra jurídica dá apenas uma certeza: em agosto, após o recesso forense, o plenário do Supremo Tribunal Federal julgará um recurso do petista. Não se sabe, porém, se os 11 ministros da corte votarão apenas contra ou a favor de sua liberdade, ou se também darão a palavra final sobre a viabilidade de sua candidatura.

Nesta sexta-feira 29, dois movimentos no xadrez do STF confirmaram que o plenário se debruçará novamente sobre o caso do ex-presidente, mesmo colegiado que lhe negou um habeas corpus contra sua prisão em abril.

Na noite desta sexta-feira 29, Alexandre de Moraes negou um recurso de Lula que pedia para seu caso ser analisado pela segunda turma da Corte, com quatro de cinco integrantes contrários às prisões em segunda instância.

O recurso tentava reverter a decisão de Edson Fachin, relator da Lava jato, de pautar o caso de Lula para o plenário. Na sessão da Corte desta sexta-feira 29, Fachin informou que liberaria o pedido de suspensão da pena do petista para a análise dos 11 ministros tão logo analisasse os embargos de declaração apresentados pela defesa do ex-presidente. Cármen Lúcia garantiu que, assim que for liberado, será julgado imediatamente.

Esse recurso, apresentado na quinta-feira 28, é decisivo para entender qual será o teor do julgamento do STF sobre Lula em agosto. Os advogados do petista recorreram contra a decisão de Fachin de colocar em pauta tanto a discussão da elegibilidade do petista como sua liberdade.

Neste momento, a defesa quer apenas um efeito suspensivo contra a prisão. Se o STF decidir barrar a candidatura em plenário, deve ter a palavra final sobre o registro da candidatura de Lula. Se negar o recurso e também se manifestar sobre a inelegibilidade, o petista pode não conseguir registrar sua candidatura, ou terá seu tempo de campanha abreviado.

A estratégia do PT era registrar o nome do petista em 15 de agosto. Previa-se que o Tribunal Superior Eleitoral poderia se manifestar sobre o caso em seguida, e só então o petista recorreria à Corte máxima para tentar viabilizar sua candidatura.

Nesta sexta 29, Fachin deu cinco dias para a defesa de Lula se explicar por que não quer a análise da viabilidade de sua candidatura pelo plenário. Por outro lado, os advogados afirmam que pediram por ora apenas a liberdade de Lula, e não a análise da sua situação eleitoral pela Corte.

Apresentado em 23 de abril deste ano ao Tribunal Federal da 4ª Região pelos defensores, o recurso extraordinário, instrumento usado para se recorrer ao STF, pedia o afastamento da situação de inelegibilidade do ex-presidente “a fim de afastar qualquer alegação de preclusão”. Os advogados mencionaram o artigo 26-C da Lei de Inelegibilidade, incluído na legislação pela Lei da Ficha Limpa, que dá direito a um candidato concorrer quando obtém um recurso favorável de um tribunal competente.

O TRF4 segurou, porém, a análise da admissibilidade deste recurso por dois meses. Antes mesmo de o tribunal da Lava Jato decidir se o recurso ao STF era válido ou não, a defesa de Lula entrou com um efeito suspensivo na Corte para libertá-lo.

Na petição, não pediu explicitamente para sua inelegibilidade ser afastada, mas mencionou o prejuízo ao processo eleitoral deste ano, “Inobstante a análise das condições de elegibilidade seja de competência da Justiça Eleitoral, mostrando-se necessário que os efeitos da condenação injusta sejam obstados”, escreveram os advogados. O objetivo do recurso era “inviabilizar a execução provisória da pena” antes do julgamento do recurso extraordinário propriamente dito pelo STF.

Foi esse pedido de efeito suspensivo que Fachin pautou para ser julgado pela segunda turma na terça-feira 26. Ele retirou o tema de pauta assim que o TRF4 negou, na sexta-feira 22, a admissibilidade do recurso extraordinário de Lula.

A defesa de Lula insistiu para ele reconsiderar a decisão, mas o ministro preferiu levar o caso ao plenário. No mesmo despacho, ele mencionou que um dos motivos para remeter o caso aos 11 ministros era a necessidade de analisar a questão da inelegibilidade de Lula.

Os advogados do petista tinham motivos para buscar o julgamento na segunda turma, negado novamente por Moraes nesta sexta-feira 29. Responsável por analisar os casos da Lava Jato, o colegiado formado por Fachin, Celso de Mello, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski têm contemplado diversos réus e acusados com decisões favoráveis.

Na sexta-feira 26, a segunda turma barrou uma ação contra o deputado estadual tucano Fernando Capez, acusado de desviar recursos da merenda escolar em São Paulo, rejeitou uma denúncia contra o deputado federal Thiago Peixoto, do PSD, considerou ilegal uma busca e apreensão na casa da senadora Gleisi Hoffmann e de seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, e libertou o ex-ministro José Dirceu.

Com o julgamento no plenário, as chances de Lula são menores. Por esse motivo, a defesa não quer deixar a discussão de sua candidatura chegar aos 11 ministros antes de enfrentá-la na Justiça Eleitoral, onde terá mais prazo.

A decisão final sobre o teor do futuro julgamento de Lula será de Fachin. Resta apenas uma certeza: a partir de agosto, quando se encerra o recesso forense, o STF será novamente protagonista do destino do ex-presidente e, consequentemente, das eleições presidenciais.

 

Fonte: https://www.cartacapital.com.br/politica/o-stf-pode-barrar-a-candidatura-de-lula-ja-em-agosto-entenda

Ezequiel destaca empenho em defesa da nova sede para Central do Cidadão para o Seridó

A nova Central do Cidadão de Currais Novos está prestes a ser entregue à população da cidade e região Seridó. Beneficiando moradores de cidade circunvizinhas que procuram aquele órgão em busca de atendimento em vários serviços públicos oferecidos pelo Governo do Estado, que neste sábado (30), promove uma visita às obras da unidade.

Por considerar que os serviços prestados pelo órgão são essenciais para a população, o deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) foi um defensor permanente junto a administração estadual, para que essa nova sede da Central do Cidadão ficasse dentro dos padrões de conforto de atendimento aos que necessitam dos serviços ali oferecidos.

“A Central do Cidadão é de suma importância para Currais Novos, que conta com uma população em torno de 45 mil pessoas, bem como dos municípios vizinhos. Com uma sede própria e bem estruturada, a Central vai poder realizar um atendimento eficaz a uma boa parte da população do Seridó”, afirma o deputado Ezequiel Ferreira.

Além da preocupação com a sede da Central do Cidadão, o deputado Ezequiel sempre se preocupou em encaminhar os pleitos da sociedade de Currais Novos que chegam ao seu gabinete parlamentar.

Entre as ações desenvolvidas podem ser destacados Investimento superior a R$ 1,5 milhão em obras de pavimentação e drenagem para a cidade, nos dois últimos anos. Desse valor R$ 850 mil já foram executados. Além desses recursos, no orçamento desse ano foram inseridos investimentos no valor de R$ 1 milhão em emendas.

Na área de Saúde desenvolveu ações permanentes em busca de soluções para as demandas do Hospital Regional Dr. Mariano Coelho, intermediando junto a SESAP-RN e cobrando medidas efetivas para a obstetrícia, clínica médica, traumatologia, fornecimento de insumos e aumento de cota de combustíveis para os veículos da unidade hospitalar que é referência para a região Seridó.

Destinou uma ambulância UTI Móvel para o Hospital Regional para regular, juntamente com a estrutura do SAMU o atendimento aos pacientes do Seridó. O equipamento é utilizado para o atendimento da população dos municípios de Currais Novos, Santana do Mattos, Bodó, Cerro Corá, Lagoa Nova, Jucurutu, Florânia, Tenente Laurentino Cruz, São Vicente, Acari, Cruzeta, São José do Seridó, Carnaúba dos Dantas, Parelhas, Equador, Santana do Seridó, Ouro Branco e Jardim do Seridó.

Como presidente do Comitê de Ações de Combate à Seca, o deputado Ezequiel desenvolveu ações para a implantação de oito cisternas para melhora o sistema simplificado de abastecimento; instalação de 35 poços e chafarizes urbanos e solicitação de aquisição de três sistemas dessalinizadores, via programa Água Doce para as comunidades Cachoeira, Namorados e São Rafael e distribuição de raquetes de palmas forrageiras.

Na área de segurança pública destinou duas viaturas para a Polícia Civil; dois novos agentes e a garantia da assinatura da reforma do prédio da Delegacia, num investimento de R$ 50 mil. Atendendo solicitação de Ezequiel, o Governo enviou duas viaturas para a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar.

Com Garibaldi Alves e Antônio Jácome PDT de Carlos Eduardo Alves fecha chapa majoritária

Foto: da Internet

Carlos Eduardo Alves, PDT, segue na pré-candidatura em busca de apoio para o governo do Rio Grande do Norte. Hoje em reunião promovida pelo deputado federal Antônio Jácame, (PODE) foi confirmada a chapa majoritária com Garibaldi Filho, MDB, e Antônio Jácome para o senado.

Presente o deputado estadual Albert Dickinon e a esposa vereadora Carla (ambos do PROS) que garantem votarem em Jácome para o senado, por causa da IEADERN, mas farão coligação com o governador Robinson Faria, PSD.

Carlos terá o apoio incondicional do prefeito de Natal, Álvaro Dias, que está em campanha para fazer também o seu filho deputado estadual.

“Reconhecimento ao senador José Agripino pelo gesto de grandeza em priorizar a luta por um RN melhor e ser pré-candidato a deputado federal”, postou Carlos Eduardo. Ele segue atacando a falta de segurança no Estado, que conta com mais de mil mortes violentas, só este ano.

O senador José Agripino é o protagonista dessa formação em torno do nome de Carlos Eduardo, pois ele desistiu de concorrer à reeleição para ser deputado federal pelo DEM.

O deputado federal Felipe Maia, DEM, poderá ser o vice de Carlos Eduardo, caso não chegue ninguém de Mossoró para completar a chapa.

Há informações de que Carlos Eduardo irá manhã a Mossoró a convite da prefeita Rosalba Ciarline, PP, para discutir política. Mas dizem que Carlos Augusto, esposo da prefeita, quer ver os projetos de Agripino derrubados, pois ele foi um dos culpados do impedimento da reeleição da Rosa para o governo na eleição de 2014.

Executiva do PSDB encaminha pré-candidatura de Geraldo Melo ao Senado e coligação com PSD e outras siglas

A Executiva Estadual do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) se reuniu na manhã desta sexta-feira (29) e decidiu por unanimidade lançar o nome do ex-senador e ex-governador Geraldo Melo, como pré-candidato ao Senado, numa composição com o Partido Social Democrático (PSD), do governador Robinson Faria e outras siglas. A convenção do partido será agendada para 28 de julho para respaldar todos os nomes que concorrerão em outubro. O PSDB irá lançar nomes para o Senado, suplência de senador, deputados federais e nove nomes à Assembleia Legislativa.

“Ouvimos os segmentos do PSDB, que hoje é um dos maiores partidos do Rio Grande do Norte e democraticamente, suas lideranças e pré-candidatos encaminharam através da Executiva Estadual, que o nome do senador Geraldo Melo irá concorrer numa aliança com o PSD do governador Robinson Faria e outras siglas”, explicou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, que presidiu a reunião.

O senador Geraldo Melo agradeceu o respaldo do PSDB ao seu nome. “Se parto com o apoio das lideranças que fazem hoje o maior partido do Rio Grande do Norte, então vamos percorrer todas as regiões e os municípios ouvindo os anseios da população e contribuindo mais uma vez com nossa experiência no Senado”, afirmou Geraldo Melo, que já foi 1º vice-presidente do Congresso Nacional, de 1995 a 2002. Geraldo Melo enfatizou que para se destacar é preciso ser diferente e exaltou que o caminho trilhado pelo partido era o melhor. “Primeiro por ser mais confortável para as eleições de nossos deputados estaduais, impulsiona a candidatura à reeleição do nosso deputado Rogério Marinho e ao ouvir todas as instâncias do partido se deliberou de modo democrático”, disse.

O deputado federal e candidato a reeleição, Rogério Marinho enfatizou a união partidária. “Estamos juntos e prontos para fazer do PSDB um partido sempre disposto a promover melhorias para o país e nosso Rio Grande do Norte”, salientou durante a reunião da Executiva Estadual.

Também compareceram a reunião da Executiva os deputados estaduais José Dias, Gustavo Carvalho, Márcia Maia, Tomba Farias e Larissa Rosado. Os deputados Raimundo Fernandes e Gustavo Fernandes justificaram as ausências, já que cumprem agendas no interior. Os prefeitos Daniel Marinho (Nísia Floresta), Luís Eduardo (Maxaranguape), Robson Araújo (Caicó), Fernando Teixeira (Espírito Santo), Neto Mafra (Barcelona), Clécio Azevedo (Bom Jesus) e Serginho Fernandes (Serra Negra do Norte). O vice-prefeito de Touros, Flávio Teixeira e o vice-prefeito de Macau, Rodrigo Aladim, que é Secretário Geral do PSDB. O empresário Haroldo Azevedo, nome que pode se indicado para uma das suplências de Senado também prestigiou o evento.

 

 

No Rio Grande do Norte, o PSDB conta com 33 prefeitos e vice-prefeitos, 109 vereadores, inclusive com representação em Natal, Mossoró, Parnamirim, Ceará-Mirim, Maxaranguape, Nísia Floresta e colégios eleitorais importantes como Currais Novos, Nova Cruz, Touros, Apodi, São Miguel, Angicos, Lajes e São Tomé, no Potengi. Os Diretórios Municipais e as Comissões Provisórias do PSDB estão presentes em todas as regiões reforçadas recentemente no Agreste, Trairi, Alto, Médio e Oeste Potiguar, além das regiões Potengi, Seridó, Salineira e Mato Grande.

PF apreende 277 kg de cocaína e prende 4 homens suspeitos de tráfico na Grande Natal

Polícia Federal apreendeu os 277 quilos de cocaína em Monte Alegre, na Grande Natal (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Polícia Federal apreendeu os 277 quilos de cocaína em Monte Alegre, na Grande Natal (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

G1RN  – A Polícia Federal apreendeu 277 quilos de cocaína em um caminhão, e prendeu quatro homens em Monte Alegre, Grande Natal, nesta sexta-feira (29). A apreensão foi a maior já feita pela PF no Rio Grande do Norte.

De acordo com a Polícia Federal, a ação foi originada do desdobramento de uma prisão realizada no último dia 5 de junho, pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope). Na ocasião, um mossoroense, foragido do Sistema Prisional do Acre, foi preso junto com outras 9 pessoas.

Com o aprofundamento de dados passados pelo Bope, a PF conseguiu informações de que uma dupla de acreanos que estava em um hotel em Ponta Negra, na Zona Sul de Natal, articulava uma grande remessa de cocaína para a capital.

Os policiais, então, passaram a acompanhar os passos dos suspeitos, assim como os possíveis locais em que a droga seria entregue.

Nesta manhã, na estrada de Monte Alegre, já adentrando em um sítio, foi identificado um caminhão suspeito de ter sido adaptado para o transporte do entorpecente. O veículo foi abordado e levado para a sede da PF. Por lá, os policiais federais encontraram em um compartimento falso na boleia os quase 300 quilos de droga.

Os presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Um deles, o responsável por levar a carreta para o sítio, estava utilizando uma tornozeleira eletrônica, ou seja, cumpria pena em regime de prisão domiciliar. Já um dos donos da carga fazia uso de documentos falsos.

Carlos Eduardo pode desistir de ser candidato ao governo

Resultado de imagem para Carlos Eduardo Natal

Está circulando nos blogs que o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, PDT, pode desistir de sair candidato ao governo do Estado. Segundo as informações são de que ele se queixa da falta de estrutura para sair candidato ao governo; pois já que o senador José Agripino desistiu de ser candidato a reeleição, agora fica aberta uma vaga para disputar o senado.

Aí os planos de Jâcome começa a saí dos trilhos. Jâcome seria candidato ao senado para acomodar a bancada da IEADERN.

Ainda segundo as informações, Carlos Eduardo vai tentar ser o segundo senador na chapa com Fátima Bezerra, ao lado de Dra. Zenaide Maia. Aí fica pesada a chapa de Fátima, que passará a ter um Alves e um Maia.Tudo que ela lutou contra por esses últimos 20 anos.

PSDB reúne nesta sexta-feira sua Executiva Estadual para deliberar rumos da sigla na eleição de outubro

Foto: Laurivan de Sousa

Acontece nesta sexta-feira (29), na Presidência do PSDB que fica no bairro Tirol, a reunião da Executiva Estadual da sigla, como foi antecipadamente divulgada.  No encontro será confirmado o nome do ex-senador Geraldo Melo para concorrer a uma das vagas ao Senado Federal. Todos os pré-candidatos do PSDB, deputados, prefeitos e lideranças que integram a legenda participaram das discussões e apoiaram as diretrizes partidárias, deixando o encaminhamento das decisões para a Executiva Estadual.

“O PSDB é um partido forte e que cresceu por ouvir as bases e respeitar democraticamente suas lideranças. Ouvimos todos os nomes que vão concorrer às eleições estaduais deste ano, sentamos com os prefeitos que integram a legenda e estamos levando o encaminhamento da sigla para a reunião da Executiva Estadual, que é integrada pelos deputados, prefeitos, vice-prefeitos e nomes que fazem o PSDB do Rio Grande do Norte”, informou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, que preside o partido no Estado.

A chapa proporcional do PSDB para a Assembleia Legislativa é a mais forte até agora apresentada por todos os partidos. Candidatos à reeleição, Raimundo Fernandes e Gustavo Fernandes, com atuação na região do Alto Oeste. Já Tomba Farias sai de Santa Cruz e do Trairi com grande votação. Duas mulheres vão integrar a nominata: as deputadas Márcia Maia e Larissa Rosado, que são atuantes na Assembleia Legislativa. O decano José Dias, aumentou suas bases no Estado. Gustavo Carvalho tem bases sólidas no Potengi, Alto Oeste e Médio. O médico Tiago Almeida, que tem bases no Seridó será candidato pela primeira vez. Já Ezequiel Ferreira, que preside a Assembleia Legislativa é votado na Grande Natal, Seridó, Agreste, Mato Grande, nas regiões Central e Salineira, além de apoios novos em Mossoró.

O deputado federal, Rogério Marinho é candidato à reeleição. Além de sair muito forte da região Metropolitana, ampliou bases no Seridó, Oeste e Potengi. Ex-deputada federal, Sandra Rosado tentará mais um mandato na Câmara. Hoje, vereadora em Mossoró, Sandra já pegou a estrada no Alto, Médio e Oeste Potiguar em buscas de ampliar bases. Em 2014, Sandra conseguiu 52 mil votos e ficou na suplência.

No Rio Grande do Norte, o PSDB conta com 33 prefeitos e vice-prefeitos, 109 vereadores, inclusive com representação em Natal, Mossoró, Parnamirim, Ceará-Mirim, Maxaranguape, Nísia Floresta e colégios eleitorais importantes como Currais Novos, Nova Cruz, Touros, Apodi, São Miguel, Angicos, Lajes e São Tomé, no Potengi. Os Diretórios Municipais e as Comissões Provisórias do PSDB estão presentes em todas as regiões reforçadas recentemente no Agreste, Trairi, Alto, Médio e Oeste Potiguar, além das regiões Potengi, Seridó, Salineira e Mato Grande.

O palanque da IEADERN está unido; seus políticos vão votar em Jâcome para o senado

Resultado de imagem para Jâcome e Miranda

Segundo informações que recebemos ainda ontem, os políticos da IEADERN estão unidos em torno da pré-candidatura de Antônio Jâcome (PODE) ao senado. Jacozinho já anda programando a substituição de seu nome pelo nome da esposa, Mariana Faustino Procópio, para ser candidata a deputada estadual. Mariana é neta do falecido e ex-senador João Faustino.

O problema é que o governador Robinson Faria ameaçou não liberar  a legenda para Jacó Jâcome pelo fato do pai dele, Antônio Jâcome, se declarar pré-candidato ao senado ao lado de Garibaldi Filho, e com apoio a pré-candidatura de Carlos Eduardo (PDT) ao governo do Estado do Rio Grande do Norte.

O deputado Albert Dickison e a vereadora Carla Dickison já declararam seus primeiros votos a Jâcome para o senado.

Agora seguem os nomes para para disputar ao senado: bem indicado nas pesquisas está a deputada federal Zenaide Maia (PHS) que vota para o governo no nome de Fátima Bezerra, PT; o senador Garibaldi Filho que segue para reeleição apoiando Carlos Eduardo Alves; Geraldo Melo que tem o apoio dos oito deputados estaduais que hoje estão no PSDB; Raimundo Fernandes, Gustavo Fernandes, Gustavo Carvalho, Márcia Maia, Larissa Rosado, Tomba Faria, José Dias e Ezequiel Ferreira, este ultimo presidente da Assembleia Legislativa e do PSDB; também com o apoio do deputado federal da legenda, Rogério Marinho; agora o novo nome lançado esta semana para o senado, Antônio Jâcome que terá o apoio da bancada da IEADERN.

Dos prováveis candidatos ao senado, os nomes mais fortes estão o de Garibaldi Filho, que sempre consegue seu espaço e o de Geraldo Melo, este último por causa da estrutura da legenda do PSDB que trará muita sustentação política em todo o Estado.

Hermano sugere obrigatoriedade do cartão de vacinação em matrícula de alunos

O deputado Hermano Morais (MDB) destacou nesta quinta-feira (28), no plenário da Assembleia Legislativa, o projeto de lei de sua autoria que sugere que a matrícula de crianças na Rede Pública Estadual de Ensino seja condicionada à apresentação da caderneta de vacinação por parte dos pais ou responsáveis pelo aluno. Segundo o parlamentar, a medida tem propósito orientativo, buscando erradicar as doenças infanto-juvenis.

“A proposta visa estabelecer a obrigatoriedade de apresentação do cartão de vacinação da criança no ato da matrícula no ensino fundamental. A ideia não é coibir ou criar dificuldades, mas sim verificar a ausência de vacinas e dessa forma orientar para que os pais procurem os postos de saúde para regularizar a vacinação dessas crianças”, explica Hermano.

De acordo com o deputado, o Ministério da Saúde aponta atualmente para uma queda nos índices de vacinação infantil nos últimos anos, fato que, segundo ele, pode trazer de volta a ocorrência de doenças já erradicadas nas últimas décadas, como por exemplo a poliomielite.

“Queremos com esse projeto cumprir com aquilo que não vem sendo cumprido e garantir a saúde infanto-juvenil no que diz respeito à vacinação. Precisamos erradicar e prevenir essas doenças. Com a verificação no ato da matrícula, será possível corrigir essa falha e assegurar a vacinação que está a disposição na Rede Pública de Saúde”, concluiu.

Assessoria

Policial civil é morto a tiros ao tentar evitar assalto na Zona Sul de Natal

O policial civil Newton Brasil de Araujo Junior foi socorrido, mas não resistiu (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um policial civil foi morto a tiros na madrugada desta quinta-feira (28) ao tentar evitar um assalto nas proximidades da 5ª Delegacia de Polícia, localizada no bairro Lagoa Nova, Zona Sul de Natal. O agente estava de serviço.

De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu pouco depois da meia noite em uma praça. O policial, identificado como Newton Brasil de Araújo Júnior, de 38 anos, estava a caminho da delegacia com o colega de trabalho para devolver a viatura quando visualizou dois criminosos assaltando um casal.

Uma troca de tiros foi iniciada e o policial Brasil foi atingido. Ele foi socorrido ao Pronto Socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu. Ninguém foi preso.

Este é o 17º agente de polícia morto em 2018 no Rio Grande do Norte. Ao todo, foram 15 PMs e dois agentes de Polícia Civil.

Policiais assassinados em 2018

  • 1 – Cabo Carlos Alberto Araújo da Costa, de 48 anos. Foi morto a tiros no dia 7 de janeiro no bairro das Rocas, na Zona Leste de Natal. Ele era lotado na Companhia Independente de Policiamento de Turismo (CIPTUR).
  • 2 – Sargento André Mário Dantas Siqueira, de 40 anos. Foi morto a tiros no dia 15 de janeiro em uma festa no bairro Golandim, em São Gonçalo do Amarante. O policial trabalhava na Companhia Independente de Policiamento de Guardas.
  • 3 – Sargento José Ailton de Lira, de 51 anos. Foi morto a tiros no dia 26 de janeiro na comunidade de Jacaré Mirim, em São Gonçalo do Amarante. Ele trabalhava no patrulhamento da cidade de Ceará-Mirim.
  • 4 – Sargento da reserva Itagibá Maciel de Medeiros, de 54 anos. Foi morto a tiros na manhã do dia 29 de janeiro no município de Extremoz, na Grande Natal.
  • 5 – Cabo Darlan Santana Carvalho, de 40 anos. Morreu na tarde do dia 29 de janeiro após ser baleado na cabeça, pela manhã, em uma tentativa de assalto a uma farmácia no bairro Planalto, na Zona Oeste de Natal.
  • 6 – Cabo William Soares, de 40 anos. Foi morto no dia 28 de fevereiro no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal. Ele assistia a um jogo de futebol na casa de um amigo quando trocou tiros com criminosos.
  • 7 – Sargento da reserva Luiz Valdécio Faustino, de 57 anos. Foi morto no dia 23 de março em Mossoró. Ele transitava de moto, ao lado do aeroporto da cidade, quando foi perseguido e assassinado.
  • 8 – Soldado Caroline Pletsch, de 32, era da PM de Santa Catarina. Ela e o marido, que também é PM, foram alvos de um assalto a uma pizzaria na Zona Norte de Natal e baleados. O crime aconteceu no dia 26 de março. Ela ainda foi socorrida, mas não resistiu. O marido sobreviveu.
  • 9 – Cabo Dioclécio Ferreira da Lima Júnior, de 40 anos. Foi morto durante um assalto na saída de um banco na Zona Sul de Natal, crime ocorrido no dia 4 de abril. Um dos bandidos levou um malote de dinheiro que estava com ele. O cabo ainda foi socorrido, mas não resistiu.
  • 10 – Sargento da reserva Helton Cabral da Silva, de 42 anos. Foi morto a tiros no dia 8 de abril em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal. O dono da cigarreira onde ele estava também morreu.
  • 11 – Sargento José Edivaldo do Nascimento, de 46 anos. Foi morto no dia 21 de abril. Baleado durante uma tentativa de assalto no bairro Alecrim, na Zona Leste de Natal, ele ainda foi socorrido, mas não resistiu e morreu no hospital.
  • 12 – Subtenente da reserva Raimundo Ribeiro da Silva, de 65 anos. Foi executado a tiros no dia 4 de maio. O crime aconteceu dentro de uma granja na zona rural de São Gonçalo do Amarante.
  • 13 – Cabo Waldembergue Cruz de Lima, de 45 anos. Foi morto a tiros na noite do dia 8 de maio ao sair de um salão onde havia acabado de cortar o cabelo. O crime aconteceu no conjunto Nova Natal, na Zona Norte de Natal.
  • 14 – Soldado Kelves Freitas de Brito. Foi executado na manhã do dia 2 de junho. O crime aconteceu no bairro Cohabinal, em Parnamirim, na Grande Natal.
  • 15 – Cabo Melqui Djalcy Rodrigues, de 41 anos de idade. Foi morto no dia 8 de junho com tiros na cabeça, em uma loja de materiais de construção no bairro Cidade Nova, Zona Norte da capital.
  • 16 – Policial civil aposentado José Renildo Santos Moraes, de 54 anos. Foi morto a tiros no dia 23 de junho após reagir a assalto na Av. das Fronteiras, Zona Norte de Natal. O policial ainda foi socorrido, mas não resistiu.
  • 17 – Policial civil Newton Brasil de Araújo Júnior, de 38 anos, foi morto a tiros na madrugada do dia 28 de junho ao tentar impedir um assalto nas proximidades da 5ª DP, na Zona Sul de Natal. Ele estava de serviço e ainda foi socorrido, mas não resistiu.

Fonte: https://g1.globo.com

Cristiane chama atenção para distribuição de cadeiras de roda pelo Centro de Reabilitação

Em pronunciamento na sessão plenária desta quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa, a deputada Cristiane Dantas (PPL) demonstrou preocupação com a distribuição de cadeiras de rodas feita pelo Centro Especializado de Reabilitação de Natal (antigo CRI). Segundo a parlamentar, a falta de pagamento dos telefones da unidade tem dificultado o contato com as famílias das crianças na fila de espera pelo equipamento.

“Faço um apelo para que o Governo do Estado tenha a sensibilidade em solucionar esse problema e realize o devido pagamento para que as linhas telefônicas voltem a funcionar. É importante também que as famílias cadastradas mantenham contato com o Centro para que as cadeiras não fiquem inutilizadas, pois com o passar do tempo elas podem estragar”, disse Cristiane.

De acordo com a deputada, o Centro de Reabilitação dispõe de cerca de 500 cadeiras adquiridas por meio de licitação e que só podem ser destinadas às crianças que já estavam previamente cadastradas e selecionadas, só podendo ser repassadas a outros beneficiários mediante trâmite burocrático que certifique a não localização da família para qual a cadeira de roda já estava destinada.

“Tudo isso apenas pelo fato dos telefones estarem cortados. As linhas telefônicas são essenciais para que o Centro possa restabelecer o contato com essas famílias e concluir a entrega dos equipamentos, proporcionando o mínimo de conforto para essas crianças”, concluiu ela.

Pastor da IEADERN diz que o governador é pequeno caso negue a legenda a Jacozinho

Resultado de imagem para Pastor Cicero Miranda
Pr. Miranda diz que governador terá um gesto pequeno se negar legenda a Jacozinho / Foto: Karla Viegas

O pastor Francisco Miranda, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus que está em Mossoró – IEADERN – foi o escolhido para responder ao governador Robinson Faria, PSD, caso este venha negar a legenda para o deputado estadual Jacozinho, que tentará disputar a reeleição, como se a igreja tenha direitos legais de questionar as decisões partidárias.

“Espero de Robinson uma atitude maior. Não quero acreditar que ele seja capaz de usar de uma PEQUENEZ e assim atrapalhar a vida pública de um jovem político que tão bem iniciou”, disse o Pr. Miranda em entrevista ao blog Rede News 360, defendendo os projetos deles, de alguns pastores que estão trabalhando para levar Jâcome e Jacozinho em coligações separadas; contrariando os ideais partidários.

Quanto ao deputado federal Antônio Jâcome ele disse ser uma oportunidade boa para que o político da IEADERN saia ao lado do Garibaldi Filho disputando a segunda vaga para o senado, principalmente com o apoio do senador José Agripino, que desistiu da reeleição para sair candidato a deputado federal. Disse que Jâcome receberá o apoio do MDB e do DEM.

“A mim ele [Antônio Jácome] disse que está mesmo decidido a disputar o Senado, haja vista a viabilidade que ele aponta e que eu percebo que ele tem razão, uma vez que o senador José Agripino assegurou o total apoio do seu partido, o DEM, com seus mais de 30 prefeitos no estado; o senador Garibaldi, que será seu companheiro de chapa, garantiu pedir o segundo voto para Jácome, aos 46 prefeitos que o MDB possui no RN”. Falou o porta-voz dos pastores que fazem da igreja um palanque político. 

Achamos que nem o governador Robinson Faria, nem o pré-candidato ao governo Carlos Eduardo (PDT) são meninos na  política para que aceitem que pai e filho subam em palanques diferentes, já que assim as candidaturas ao governo ficarão em segundo plano..

Na verdade esse projeto só levaria benefícios para o palanque da IEADERN sem nenhum proveito para os dois pré-candidatos ao governo.

O que diz o Pr. Miranda. Que Jâcome ganhará apoio do DEM que tem 30 prefeitos e do MDB que tem 46; mas não diz o que a IEADERN poderá dá em troca aos possíveis candidatos ao cargo de governador. Que eles terão que aceitarem os palanques divididos em detrimento ao projeto particular da igreja. É isso que deixa entender o porta-voz dos pastores.

Não há garantia de transferência do votos automático. Lembrem-se do que aconteceu em 2006. Jâcome era vice-governador de Wilma de Faria, e saiu candidato a deputado estadual no palanque da Guerreira. Quando Wilma foi com Garibaldi para o segundo turno, Jâcome foi a Garibaldi e lhe garantiu os votos dos evangélicos para a vitória. Garibaldi acreditou; mas perdeu também no segundo turno.

O povo evangélico não segue o voto de cabresto. A maioria dos eleitores que votam nos políticos evangélicos são de credos católicos e de outros. Apenas uns 15% votam em candidatos evangélicos. Nada de pessoal contra a candidatura de Jâcome, que completa, agora, 30 anos de vida pública; nem contra os demais políticos evangélicos. Mas tudo contra os pastores que negociam a boa fé dos evangélicos, e os enganam, quando apenas os familiares desses pastores são o beneficiados.

Sancionada lei que derruba terceiro dígito no preço de combustíveis no RN

O consumidor potiguar deverá experimentar um impacto positivo nos gastos com combustível em razão de lei aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada pelo Governo do Estado. De autoria do deputado Gustavo Fernandes (PSDB), o dispositivo impede a fixação de terceiro dígito na casa decimal dos centavos sobre o preço da gasolina praticado nas bombas de combustíveis.

Para ilustrar com um exemplo, um posto de combustível que tenha litro da gasolina fixado em R$ 4,449 teria que retirar a última casa decimal, para R$ 4,44. O impacto financeiro seria o seguinte: um tanque de 50 litros custaria R$ 222,45 no primeiro caso e R$ 222 no segundo. Em um ano, a economia poderia chegar a R$ 20.

“Não se pratica terceiro dígito em nenhuma outra mercadoria. Por que precisamos ter esse modelo para combustíveis, um bem tão essencial ao consumidor? A resposta é que não precisamos. Essa lei traz mais transparência para o consumidor e, apesar de pequena, gera economia”, defendeu o deputado Gustavo Fernandes.

O padrão atual remonta à década de 1990, quando foi decidido pelos três dígitos como forma de melhor absorver o processo de produção, distribuição e venda dos combustíveis. A partir da sanção da lei, em 26 de junho, o dispositivo passa a valer no Rio Grande do Norte dentro de 90 dias.

Contrariando os partidos políticos pastores da IEADERN tentam lançar Jâcome para o senado

Resultado de imagem para Albert e Carla dickson com Pastor Martim
Os deputados Jâcome e Jacozinho; no meio o presidente da IEADERN/ Foto: da Internet

Alguns pastores da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte -IEADERN, na sua minoria, mas do alto clero, incluindo o seu presidente, estão tentando lançar o nome do deputado federal Antônio Jâcome (PODEM) para o senado ao lado da chapa do pré-candidato ao governo, Carlos Eduardo (PDT); nome ainda a ser confirmado pelos que organizam a pré-candidatura do então prefeito de Natal.

A sugestão do nome de Jâcome para senado no palanque de Carlos Eduardo trouxe um conflito com o governador Robinson Faria (PSD), que tem apoiado o deputado estadual Jacozinho (PSD), filho de Jâcome; podendo ser negada a legenda para Jacozinho. Já que neste caso, pai e filho ficariam com partidos e coligações separadas; mas coligados pela organização religiosa da IEADERN, aonde um pedirá voto para o outro, deixando os candidatos ao governo em segundo plano.

A igreja será usada como um palanque, como se fosse um partido, que venha a favorecer a todos os políticos evangélicos, com Albert Dickison (PROS) e Jacozinho para deputados estaduais; Carla Dickison (PROS) para deputada federal e Antônio Jâcome para o senado.

A maioria dos evangélicos não gostam de ser usados como moeda eleitoral; mas isso não constrange os seus líderes que procuram manter nos cargos comissionados os seus familiares.

O deputado Albert tem a seu favor, no meio evangélico, o fato de contra seu nome ainda não existir nenhum escândalo, enquanto o nome de Jâcome, diferentemente do seu filho, Jacozinho, tem alguns escândalos protagonizado no segmento evangélico, chegando até a ser excluído da igreja no ano de 2010. Isso foi noticiado.

Resultado de imagem para Albert com Pastor Martim alves
O presidente da IEADERN recebendo homenagem do deputado Albert Dickison . Foto: na Internet; de Magnus Nascimento

Alguns pastores de outras denominações se aborrecem por ouvirem dizer que Jâcome, para o senado, é uma escolha do segmento evangélico. Eles dizem que a escolha da IEADERN não indica as preferências das demais igrejas, como as Batistas, Presbiterianas, Missão Evangélica, Universal, Deus é Amor, Mundial, Internacional da Graça, Paz e Vida, Adpaz e outras.

Presidente da IEADERN com a vereadora Carla Dickison

A nosso ver, as igrejas eram para apenas pregarem a fé e a paz de Cristo e deixar a política para os partidos. As igrejas devem ser abertas para todos os políticos como visitantes para ouvirem a palavra de Deus. Mas nenhum pastor deveria se comprometer partidariamente contra ou a favor desse ou daquele político. Os políticos católicos podem ser bem recebidos por pessoas de fé evangélica, assim como os políticos evangélicos também recebem votos de pessoas de outros credos.

A política é para o Estado na sua administração; enquanto a fé, a religião é para o povo independentemente de ser um Estado.  Não deveria ser confundido como está acontecendo nos dias atuais entre alguns evangélicos; principalmente entre alguns pastores da IEADERN.

Médico ortopedista, Tiago Almeida defende que PSDB caminhe junto para reforçar nomes da sigla no interior

Pré-candidato a Assembleia Legislativa diz que todos os deputados são favoráveis a melhor aliança para partido crescer

Médico ortopedista que atua na Grande Natal, Dr. Tiago Almeida vai disputar pela primeira vez mandato de deputado estadual. Aos 39 anos, ele sai de Parelhas, hoje com quase 17 mil eleitores com uma grande votação. Em 2016, o jovem médico concorreu a prefeito e conseguiu 49,45% dos votos do terceiro maior colégio eleitoral do Seridó.

“Vamos colocar nosso nome para a população do Seridó e do Rio Grande do Norte ter uma nova opção para ajudar a melhorar a saúde pública do nosso Estado. Trabalhei no Hospital Walfredo Gurgel, maior unidade de Urgência e Emergência do RN. Também conheço unidades importantes da região metropolitana como o Hospital Deoclécio Marques, onde trabalhamos com cirurgias ortopédicas. Hoje, estamos percorrendo o interior e conhecemos a situação da saúde em mais de 80 municípios”, afirma Dr. Tiago.

Sobre os caminhos do PSDB para 2018, Dr. Tiago defende a unidade partidária. “Participamos de uma reunião do partido e todos os deputados concordaram na união e fazer uma melhor aliança para fortalecer nossa legenda. O PSDB tem um nome majoritário que é Geraldo Melo para o Senado. Como são duas vagas, o partido vai unir forças para conseguir uma representação no Estado”, argumenta o médico.

Em relação a possíveis alianças, Dr. Tiago acha mais prudente caminhar com partidos como o PR, o PP e o PSD. “Se houver essa união do PSDB, que tem uma grande nominata somando com o PR de João Maia, o PP de Rosalba Ciarlini e o PSD do governador Robinson Faria, com certeza a aliança fará a maioria dos deputados estaduais e também dos federais. Temos que ajudar ao Rio Grande do Norte a sair da crise sem promessas que não poderão serem cumpridas”, enfatiza o médico.

Para Dr. Tiago, os prefeitos e lideranças que reforçam o PSDB no interior já deram carta branca para a Executiva Estadual traçar o melhor caminho que leve a vitória. “Reunidos em Natal, os prefeitos do PSDB deram o aval e defenderam que a melhor aliança para o senador Geraldo Melo, o deputado federal Rogério Marinho e a nominata que o PSDB vai apresentar será com o PSD e outras siglas”, frisa.

No Rio Grande do Norte, o PSDB tem hoje o deputado federal Rogério Marinho, a maior bancada estadual com os deputados José Dias, Márcia Maia. Larissa Rosado, Raimundo Fernandes, Tomba Farias, Gustavo Fernandes, Gustavo Carvalho e Ezequiel Ferreira, este presidente da Assembleia Legislativa.

O partido ainda conta com 33 prefeitos e vice-prefeitos, 109 vereadores, inclusive com representação em Natal, Mossoró, Parnamirim, Ceará-Mirim, Maxaranguape, Nísia Floresta e colégios eleitorais importantes como Currais Novos, Parelhas, Jucurutu, Nova Cruz, Touros, Apodi, São Miguel, Angicos, Lajes e São Tomé, no Potengi. Os Diretórios Municipais e as Comissões Provisórias do PSDB estão presentes em todas as regiões reforçadas recentemente no Agreste, Trairi, Alto, Médio e Oeste Potiguar, além das regiões Potengi, Seridó, Salineira e Mato Grande.