Archive for junho 2nd, 2018

Bandidos tocam fogo em ônibus em Bairro Nordeste, Natal/RN

ônibus é incendiado no Bairro Nordeste/ Foto: Whatsapp

Segundo informações, alguns bandidos atearam fogo em um ônibus da empresa Guanabara que passava pelo Bairro Nordeste, Natal/RN. P fato aconteceu na tarde de hoje.

Há um áudio circulando no Whatsapp onde bandidos ameaçam tocar o terror em Natal e só livrar a população. Parece terem decretado guerra contra o Estado. Dizem que vão matar policiais.

POLICIAL É EXECUTADO 

Hoje, 02, por volta de meio dia um policial foi morto com cerca de 5 tiros, alguns na cabeça. O soldado Kelves Freitas de Brito integrava o policiamento tático da PM do Rio Grande do Norte. Mas foi pego de surpresa na execução.

O que o governador vai fazer?

Há informações de que a secretária da Secretaria de Segurança Pública está no exterior, de férias, mas já está voltando.

Kelves Freitas de Brito integrava a Força Tática do 3º Batalhão da PM do Rio Grande do Norte (Foto: Divulgação/PM)
Kelves Freitas de Brito integrava a Força Tática do 3º Batalhão da PM do Rio Grande do Norte (Foto: Divulgação/PM)

Petrobras eleva preço da gasolina em 2,25% nas refinarias

A Petrobras anunciou a elevação de 2,25% no preço da gasolina comercializada nas refinarias. Com a alta, o litro da gasolina A nas refinarias passará de R$ 1,9671 para R$ 2,0113, a partir deste sábado (2), segundo informou a companhia. Trata-se da 2ª alta seguida após uma sequência de 5 quedas.

Na quarta-feira, a estatal havia anunciado aumento de 0,74% no preço da gasolina. Na terça-feira, os preços tinham sido reduzidos em 2,84%. Desde o início de maio, já foram anunciadas 14 altas e 6 quedas no preço da gasolina. Veja tabela abaixo:

Evolução dos preços cobrados pela Petrobras nas refinarias  (Foto: Reprodução/Petrobras)
Evolução dos preços cobrados pela Petrobras nas refinarias (Foto: Reprodução/Petrobras) 

Já o preço do diesel seguirá em R$ 2,1016 o litro nas refinarias até o dia 7 de junho, conforme ficou estabelecido pelo programa de subvenção ao combustível anunciado pelo governo, que prevê redução de R$ 0,46 no preço do diesel por 60 dias.

O repasse dos preços cobrados nas refinarias para as bombas depende das distribuidoras e dos donos dos postos. Nas últimas semanas, os cortes anunciados pela Petrobras não foram sentidos pelos consumidores, em meio à crise de abastecimento provocada pelos protestos dos caminhoneiros.

Fonte:  https://g1.globo.com

Juiz de Brasília condena Eduardo Cunha, Henrique Alves, Lúcio Funaro e mais dois

O juiz Vallisney Oliveira, da Justiça Federal de Brasília, condenou o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ) e mais quatro pessoas por envolvimento na cobrança de propina de empresários em troca de contratos com a Caixa Econômica Federal

Saiba abaixo quem foi condenado, o crime atribuído, a pena de prisão e a multa a ser paga:

  • Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara: Violação de sigilo funcional, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro (pena: 24 anos e 10 meses, em regime fechado, mais multa de R$ 7 milhões como reparação do dano);
  • Henrique Eduardo Alves, ex-presidente da Câmara: Lavagem de dinheiro (pena: 8 anos e 8 meses de prisão, em regime fechado, mais multa de R$ 1 milhão como reparação do dano);
  • Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa: Violação de sigilo funcional, corrupção passiva e lavagem de dinheiro (pena: 9 anos e 8 meses, em regime fechado, seguindo termos da delação. Teve redução de 2/3 em razão do acordo);
  • Lúcio Funaro, operador financeiro: Violação de sigilo funcional, corrupção ativa e lavagem de dinheiro (pena: 8 anos, 2 meses e 200 dias; cumprirá prisão domiciliar conforme termos da delação. Teve redução de 2/3 em razão do acordo);
  • Alexandre Margotto, empresário e ex-auxiliar de Funaro: Corrupção ativa (pena: 4 anos, em regime aberto, considerando termos da delação. Teve redução de metade em razão do acordo).

>> Saiba mais abaixo as versões dos condenados

A decisão do juiz foi tomada em um processo no âmbito da Operação Sépsis, que apura o pagamento de propina para liberação de recursos do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal.

Operação Sépsis

A operação teve como base delações de Fábio Cleto e de Nelson Mello, ex-diretor da empresa Hypermarcas.

De acordo com investigadores, Fabio Cleto informava os nomes das empresas que pediam financiamento com recursos do FGTS a Lúcio Funaro, que procurava as empresas e pedia propina para agilizar a liberação do dinheiro.

Fonte: https://g1.globo.com