Archive for junho 5th, 2018

Lawrence Amorim lança pré-candidatura a deputado federal pelo Solidariedade

O ex-prefeito de Almino Afonso, Lawrence Amorim, lançou ontem (4) sua pré-candidatura a deputado federal pelo Solidariedade na Zona Norte de Mossoró. Cercado de lideranças mossoroenses e da região Oeste, o pré-candidato reforçou seu desejo de representar o Rio Grande do Norte em Brasília.
“Reafirmo hoje meu compromisso com o nosso estado de levar um novo representante potiguar à Câmara dos Deputados, com novas propostas e ideias que realmente representem o nosso povo. O Rio Grande do Norte precisa de mudança”, destacou Lawrence.
Estiveram presentes a pré-candidata a governadora Clorisa Linhares, o vice-prefeito de Almino Afonso Alvanilson, a vereadora de Apodi e pré-candidata a deputada estadual Soneth, o vereador Ângelo de Dagmar de Apodi, o pré-candidato a deputado estadual de Baraúna Ezenildo Morais e as lideranças mossoroenses Celio Martins, Tomaz Neto, Narcizio Silva e Jadson.

Brasil chega à taxa de 30 assassinatos por 100 mil habitantes em 2016, 30 vezes a da Europa, diz Atlas da Violência

Atlas da violência 2018: homicídios (Foto: Juliane Monteiro/G1)

Pela primeira vez na história, o Brasil atingiu a taxa de 30 assassinatos para cada 100 mil habitantes, em 2016, segundo o Atlas da Violência 2018, com base em dados do Ministério da Saúde. Com 62.517 homicídios, a taxa chegou a 30,3, que corresponde a 30 vezes a da Europa. Antes de 2016, a maior taxa havia sido registrada em 2014, com 29,8 por 100 mil habitantes.

Segundo o estudo, elaborado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, nos últimos dez anos, 553 mil pessoas perderam a vida vítimas de violência no Brasil. Em 2016, 71,1% dos homicídios foram praticados com armas de fogo.

“O Brasil está entre as nações com as maiores taxas de homicídio do mundo. Se você olhar os dados mais recentes, vai ver que as tendências mundiais não mudam muito. A gente compete em geral, na América do Sul, com a Colômbia, mas que vêm de um círculo virtuoso porque tem experiências bem sucedidas de redução de homicídios, como o que vem acontecendo em Bogotá. E a gente só perde para Honduras e El Salvador, que são países com taxas de homicídios maiores”, diz Samira Bueno, diretora executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

A Organização Mundial da Saúde possui dados confiáveis apenas de parte dos países do mundo. A maioria dos países africanos, por exemplo, fica de fora dessa lista de dados de alta qualidade, o que dificulta comparações mais amplas. Ainda assim, com os números disponíveis, é possível ver que as taxas de mortes violentas são muito mais altas nas Américas do que no restante do mundo. A Europa e a Oceania tem os números mais baixos, sem alterações entre 2000 e 2013.

Considerando os dados de alta qualidade, a OMS traçou curvas para ver a evolução das mortes nos continentes e verificou os países mais violentos em 2012. Dos 14 destacados, 13 pertencem à América – e o Brasil é um deles.

Estados

Apesar de a taxa de 30 já ser muito alta, há uma discrepância entre as unidades da federação, onde em Sergipe, a taxa chega a 64,7Alagoas, 54,2 e Rio Grande do Norte, 53,4. Já São Paulo tem taxa de 10,9, Santa Catarina, 14,2, e Piauí, com 21,8.

Nos últimos dez anos, a taxa que mais cresceu foi no Rio Grande do Norte (alta de 256,9%) e a que a mais caiu foi no estado de São Paulo (queda de 46,10%). A variação é grande entre os estados. Apenas sete unidades da federação conseguiram reduzir o índice: São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Pernambuco, Paraná e Distrito Federal. Outros quatro estados tiveram altas acima de 100%: Tocantins, Maranhão, Sergipe e Rio Grande do Norte.

A taxa de homicídios de jovens por 100 mil habitantes é ainda pior: 65,5, com 33.590 jovens assassinados em 2016, aumento de 7,4% em relação a 2015.

Jovens

Se levarmos em conta apenas homens jovens de 15 a 29 anos, a taxa vai a 280,6. De acordo com o Atlas, os homicídios respondem por 56,5% da causa de óbito de homens entre 15 a 19 anos. Em dez anos, de 2006 a 2016, 324.967 jovens foram assassinados no Brasil.

Para Samira, tanto o Atlas, como o 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em outubro de 2017, com dados sobre 2016, mas baseado em números das polícias, mostram que o perfil da vítima mantém uma tendência: 7 em cada dez vítimas são negras, a maioria jovens e do sexo masculino.

“O aumento dos homicídios é expressivo, se você for olhar 2015 e 2016, a gente salta de 59 mil para 62 mil, tem um crescimento de 5,8. Se comparar com os registros policiais, o próprio anuário já indicava esse aumento, mas em 2016 o sistema de saúde mostra até mais mortes do que o próprio registro policial indicava”, diz Samira.

Cruzes foram fincadas para simbolizar os homicídios contabilizados em 2016 (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)
Cruzes foram fincadas para simbolizar os homicídios contabilizados em 2016 (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

Raça e gênero

A taxa de homicídios de negros equivale a 2,5 vezes a de não negros. Em 2016, a taxa de homicídios de negros foi de 40,2 enquanto a de não negros não passou de 16. É possível dizer que 71,5% das pessoas assassinadas a cada ano no país são pretas ou pardas.

De 2006 a 2016, enquanto a taxa de homicídio de negros cresceu 23,1%, a taxa entre não negros teve redução de 6,8%.

O mesmo acontece entre mulheres negras, quando em 10 anos a taxa de homicídio aumentou 15,4% entre elas, e queda de 8% entre as mulheres não negras.

Para Samira, um dos principais pontos do estudo é que ele mostra dados que reforçam a desigualdade na sociedade brasileira.

“Cada vez mais uma diferença brutal entre as vítimas. Homicídios de não negros reduzem ao passo que o passo de homicídios entre os negros está crescendo. Mulheres negras têm incremento, passo que mulheres não negras têm redução”, diz.

“Eu diria que o aumento da violência letal tem se traduzido principalmente em um reforço dessa desigualdade, que faz parte de um racismo estrutural, cuja face mais perversa é a violência letal, ou seja, uma vulnerabilidade muito maior de negros do que de não negros aos assassinatos de forma geral”, completa.

Negros são as maiores vítimas de assassinatos no Brasil  (Foto: Infográfico: Juliane Monteiro/G1)Negros são as maiores vítimas de assassinatos no Brasil  (Foto: Infográfico: Juliane Monteiro/G1)

Negros são as maiores vítimas de assassinatos no Brasil (Foto: Infográfico: Juliane Monteiro/G1)

Estupros e armas

Segundo o estudo, 68% dos registros no sistema de saúde se referem a estupros de menores de idade e quase um terço dos agressores das crianças (até 13 anos) são amigos e conhecidos da vítima e outros 30% são familiares mais próximos, como pais, mães, padrastos e irmãos. Quando o algoz era conhecido da vítima, 54,9% dos casos tratam-se de estupros que já vinham acontecendo e 78,5% dos casos ocorreram na própria residência.

O Atlas mostra que entre 1980 e 2016 cerca de 910 mil pessoas foram mortas por perfuração de armas de fogo no país. “Uma verdadeira corrida armamentista que vinha acontecendo desde meados dos anos 1980 só foi interrompida em 2003, quando foi sancionado o Estatuto do Desarmamento”, diz o estudo.

Na década de 80, a proporção de homicídios girava em torno de 40% e o índice cresceu ininterruptamente até 2003, quando atingiu o patamar de 71,1%, ficando estável até 2016.

“Naturalmente, outros fatores têm que ser atacados para garantir um país com menos violência, porém, o controle da arma de fogo é central. Não é coincidência que os estados onde se observou maior crescimento da violência letal na última década são aqueles em que houve, concomitantemente, maior crescimento da vitimização por arma de fogo”, diz o estudo.

Deputados se pronunciam sobre eleições suplementares no RN

As eleições suplementares realizadas no domingo, 03, em cinco municípios do Rio Grande do Norte, para escolha de prefeitos e vice-prefeitos, foram destacadas da sessão desta terça-feira (5), no plenário da Assembleia Legislativa. O pleito determinado pela Justiça Eleitoral, definiu os gestores dos municípios de João Câmara, Parazinho, Galinhos, Pedro Avelino e São José de Campestre.

“A população mostrou que estava revoltada com a saída do prefeito Maurício Caetano (DEM), que na minha opinião pessoal, foi afastado injustamente”, disse o deputado estadual Gustavo Fernandes (PSDB), referindo-se ao prefeito cassado que ajudou a eleger para o cargo o ex-secretário de Saúde, Manoel Bernardo (DEM) e a vice-prefeita Aninha de Berré (DEM). “A população revoltada com a saída de Maurício derrotou dois grupos políticos adversários de uma vida toda”, ressaltou Gustavo.

O parlamentar explicou em seu pronunciamento que os ex-prefeitos de João Câmara e sempre adversários, Ariosvaldo Targino – Vavá (DEM) e Gorete Leite (PSD), se uniram mas não conseguiram eleger o candidato que apresentaram. “A população não se deixa mais enganar”, disse o parlamentar, ressaltando que o pleito suplementar comprovou o surgimento de Maurício Caetano como nova liderança do município, já que, em sua eleição, obteve maioria de quase mil votos contra o segundo colocado, e nas eleições de agora a maioria da chapa apoiada por ele foi de quase 2.300 votos.

Outro deputado que se pronunciou sobre as eleições suplementares foi Tomba Farias (PSDB). Ele parabenizou o prefeito eleito em Pedro Avelino, Alexandre Sobrinho (MDB), e o vice Elson Trindade (PSB). Tomba destacou ainda as lideranças do município que atuaram na campanha. “A hora é de arriar as bandeiras, trabalhar e executar o que foi prometido na campanha e se irmanar nessa grande vitória da reconstrução de Pedro Avelino”, concluiu Tomba.

O deputado Dison Lisboa (PSD) também se pronunciou sobre o resultado das urnas, e parabenizou o eleito no município de São José de Campestre, Neném Borges (MDB). “Quero desejar a ele e sua equipe uma profícua administração”, disse. O deputado aproveitou para destacar o aniversário de seu pai, o agropecuarista Rui Lisboa, que está completando 73 anos. “Um homem de muita luta e trabalho”, concluiu Dison.

Mineiro destaca fábrica de briquetes em Ipanguassu como alternativa sustentável

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta terça-feira (5), o deputado Mineiro Lula (PT) afirmou que no Rio Grande do Norte, a questão hídricas ainda é um dos principais problemas ambientais que afeta o equilíbrio o desenvolvimento da nossa economia. Durante a sessão plenária, o parlamentar também destacou a fábrica de briquetes que está funcionando em Ipanguaçu.

“Ou a gente muda o padrão de relação da sociedade e do Estado com os recursos hídricos, ou não vamos sair desse patamar em que nos encontramos. Precisamos pensar essas questões relacionadas ao desenvolvimento do meio ambiente. Temos que pensar o planeta, os países, o Brasil, o Nordeste e o Rio Grande do Norte à luz da sustentabilidade, do equilíbrio entre as demandas do desenvolvimento e a questão central é a preservação dos nossos bens naturais”, ressaltou Mineiro.

Ao destacar a fábrica de briquetes em Ipanguaçu, Mineiro parabenizou a experiência e sugeriu que seja amplamente divulgada. “Estou muito satisfeito com o que vi. É um trabalho embrionário e tem tudo a ver com a questão ambiental, pois substitui grande parte da lenha utilizada nas cerâmicas”, afirmou o parlamentar.

O briquete, por ser considerado um substituto da lenha, é também chamado de “carvão ecológico”. Resulta da secagem e prensagem de resíduos de madeira e ao final tem alto poder calorífico.

Governo conclui pagamento de 87% da folha de maio até sábado

O Governo do Estado conclui até o próximo sábado (09) o pagamento de maio de 98 mil dos 112 mil servidores do Estado, o que equivale a 87% da folha. Os 23 mil servidores da Educação, Detran, Ipern, Idema e DEI já receberam o salário em 30/05, dentro do mês trabalhado.

Nesta quarta-feira (06) recebem os servidores da área de segurança: SESED, SEJUC, PC, PM, CBM, ITEP e policiais do GAC e da Vice-Gov (ativos, inativos e pensionistas PM e CBM). Sábado (09) recebem todos os servidores da Saúde, independente da faixa salarial, e os demais servidores que recebem até R$ 4 mil, ativos e inativos. O pagamento dos servidores que ganham acima de R$ 4 mil será divulgado em breve.

Resultado de imagem para Salário
Foto: da Internet

Jornalista expõe acervo sobre copas do mundo na Assembleia Legislativa

“As últimas pepitas desse fabuloso tesouro, representadas pelas formas de quase trezentas versões de romances que coletamos nas mais diversas regiões”. O trecho é a explicação do poeta e folclorista Deífilo Gurgel (1926-2012) sobre uma de suas últimas obras, o Romanceiro Potiguar. Porém, a descrição também caberia a um acervo esportivo que começou a ser coletado pelo próprio Deífilo e que, a partir do dia 11 de junho, será exposto por um de seus filhos na Assembleia Legislativa.

Apaixonado por futebol desde criança, o jornalista Alexandre Gurgel herdou do pai a curiosidade sobre o esporte. Torcedor do Flamengo e da Seleção Brasileira, Deífilo Gurgel presenteou o filho, então com 9 anos, com duas revistas sobre as copas de 1958 e 1962, além de um vinil com as narrações dos gols do mundial do Chile, quando o Brasil conseguiu o bicampeonato. Desde então, Alexandre Gurgel segue ampliando o acervo e fará a exposição na Casa Legislativa.

“É um acervo sobre as copas, mas também curiosidades sobre os jogadores, sobre a Seleção Brasileira, o futebol potiguar e a passagem de craques de primeira linha pelo Rio Grande do Norte”, explica Alexandre Gurgel.

No material a ser exposto, contam 15 camisas da Seleção Brasileira, entre réplicas e originais, referentes a períodos distintos. Dentre elas, a primeira utilizada em copas, ainda na cor branca. Além disso, haverá réplicas das taças Fifa e Jules Rimet, fotos, álbuns, vídeos em VHS, bonecos em miniaturas dos jogadores, vinis com narrações dos jogos das copas e até medalhas originais alusivas aos mundiais de 1950 e 1974.

“Têm algumas coisas que vão chamar muito a atenção de quem for observar a exposição, como o vinil com a narração da final da Copa de 1974 em alemão, outro com a narração do milésimo gol de Pelé, além de ingressos dos jogos entre Brasil e Bolívia pelas eliminatórias de 1981, que ocorreu no Rio de Janeiro, e 2016, que foi em Natal. É interessante para se comparar as diferenças ao longo dos anos”, analisa o colecionador.

Sobre o futebol potiguar, Marinho Chagas recebe maior destaque. Melhor lateral da copa de 1974, “a Bruxa” tem grande espaço no acervo, inclusive com um vinil em que o ex-jogador canta duas canções. “Não era um talento como cantor, mas vale a pena conferir”, brinca Alexandre Gurgel.

Exposição

O material será exposto no Salão Nobre da Assembleia Legislativa entre os dias 11 e 22 de junho, com entrada gratuita. A abertura oficial da exposição ocorre logo após a Sessão Solene para lançamento e entrega da Medalha do Mérito Esportivo Marinho Chagas, que será destinada a pessoas que comprovadamente tenham oferecido, na área do esporte, contribuição relevante ao Estado.

Entre os homenageados, estão três ícones do esporte que já faleceram: o volante Dequinha, mossoroense e ex-jogador do ABC e Potiguar de Mossoró, que participou da Copa de 1954; Marco Antônio, o “Garotinho da Copa”, locutor esportivo que atuou na mídia potiguar; além do próprio Marinho Chagas, que dá nome à honraria e teve na carreira, além da participação na Copa de 1974, importantes passagens por ABC, Náutico, Botafogo, Fluminense, São Paulo e New York Cosmos.

Além deles, serão homenageados ainda os jornalistas Everaldo Lopes, Luiz Bezerra e Rosaldo Aguiar, e também craques do presente e do passado: o ex-ponta-esquerda Luis Ribeiro Pinto Neto, o Lula, que começou a carreira no Ferrovário de Natal, profissionalizando-se no ABC e chegando à Seleção Brasileira, onde disputou 13 jogos; o ex-lateral-esquerdo Nonato, nascido em Mossoró, com passagens por Baraúnas, ABC, América, Cruzeiro, Fluminense e Seleção Brasileira; o ex-meia Souza, nascido em Itajá, criado na base do América e que fez sucesso por Corinthians, São Paulo, Atlético Paranaense, Flamengo e Seleção Brasileira; além do meia Rodriguinho, criado na base do ABC, hoje principal jogador do Corinthians e que figura na lista de suplentes da seleção brasileira para a Copa de 2018.

Justiça do Trabalho determina bloqueio dos salários do prefeito e secretários de Macau

Resultado de imagem para Túlio Lemos
prefeito Túlio Lemos / Foto: da Internet

O juiz da Vara do Trabalho da Comarca de Macau, Higor Marcelino Sanches, determinou hoje (5) o bloqueio do salário do prefeito e de todos os secretários municipais da cidade, até o montante de R$ 400 mil, em julgamento de ação trabalhista movida por um funcionário contratado pela Prefeitura de Macau.

De acordo com o juiz, a decisão foi tomada tendo em vista que há mais de trinta trabalhadores que também ingressaram com ações trabalhistas solicitando o pagamento de salários atrasados. “Trabalhadores sem receber suas verbas mais básicas, como salários dos últimos seis meses. A situação chegou a um estado crítico. Determino o imediato bloqueio do valor de R$ 400 mil, já que cada trabalhador tem, em média, um crédito salarial de R$ 15 mil a receber”, escreveu Higor Marcelino.

O magistrado determinou ainda que, para não haver prejuízo no atendimento das necessidades básicas da cidade, o boqueio de R$ 400 mil deve ser feito do salário do prefeito e de todos os secretários “até que a situação se normalize em relação ao pagamento dos contratos de prestação de serviço”.

Com a decisão, o Banco do Brasil está impedido de pagar os salários do prefeito e dos secretários de Macau.

Veja sentença:

 

Assembleia Legislativa vai debater situação das escolas públicas do Estado

A Assembleia Legislativa promove audiência pública nessa terça-feira (5), a partir das 15h30, com o tema “A situação das escolas da rede pública estadual do Rio Grande do Norte”. O debate, proposto pelo deputado Mineiro Lula (PT), é resultado de solicitação feita por estudantes secundaristas, que denunciam o ‘sucateamento’ das escolas estaduais.

“A audiência vai ser importante para chamar a atenção da sociedade para a situação precária das escolas estaduais no Estado. Para que essa realidade mude, é preciso que a sociedade reaja e cobre do Governo melhorias para garantir as condições e estruturas necessárias, fazendo com que os alunos possam frequentar as escolas e que professores e funcionários tenham condições de trabalho”, argumenta Mineiro Lula.

A audiência pública no Legislativo Estadual irá reunir representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte), União Municipal dos Estudantes Secundaristas (UMES), União dos Estudantes Secundaristas do Estado (UESP), Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas de Extremoz (AMES-Extremoz), Secretaria Estadual de Educação e Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Atuação Parlamentar

Fernando Mineiro tem a pauta da Educação como um dos principais eixos da sua atuação na Assembleia Legislativa, onde integra a Comissão de Educação, Ciências e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social. O parlamentar é autor de importantes leis na área, como a que regulamenta o programa Paz nas Escolas e a Lei do Livro, que busca fomentar o desenvolvimento cultural e estimular a produção de autores potiguares.

 

Assessoria

Fugitivo de Alcaçuz é encontrado dentro de buraco no quarto de uma casa na Grande Natal

Policiais encontraram Jean escondido dentro de um buraco escavado no piso do quarto (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Policiais civis de Macaíba conseguiram recapturar, em uma busca feita nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (5), um homem que fugiu da Penitenciária Estadual de Alcaçuz em 2015. Jean Gomes Chiola do Nascimento, de 39 anos, foi encontrado escondido dentro de um buraco (veja vídeo acima) escavado no quarto de uma casa no bairro Vila São José, em Macaíba, cidade da Grande Natal. O filho dele, que estava na residência, também foi preso.

“Quando batemos na porta, o filho demorou muito para abrir. Achamos estranho isso. Então decidimos fazer uma busca minuciosa no imóvel, e percebemos que havia algo errado no piso do quarto, embaixo do beliche. Quando tiramos parte do piso, achamos Jean dentro de um buraco”, relatou o delegado Normando Feitosa. Os agentes também encontraram um revólver calibre 38 e vários papelotes de drogas.

“Chegamos ao imóvel graças a denúncias anônimas. As informações eram de que na casa havia um homem foragido da Justiça. E de fato havia. O Jean, que é mais conhecido como ‘Nêga An’, havia escapado de Alcaçuz em abril de 2015. Agora, com a prisão em flagrante dele e do filho dele, ambos serão encaminhados para o sistema prisional e ficarão à disposição da Justiça”, acrescentou Normando.

A fuga

Jean Gomes Chiola do Nascimento, de 39 anos, fugiu de Alcaçuz no dia 22 de abril de 2015. A fuga foi por um túnel aberto a partir do pavilhão 2. Além dele, escaparam 35 presos. O túnel tinha cerca de 55 centímetros de diâmetro e foi escavado a menos de 10 metros de uma das guaritas. Na época, foi uma das maiores fugas já registradas na unidade.

Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.

Fonte: https://g1.globo.com

Caicó será sede do maior pedal do RN

No próximo domingo (10) Caicó sedia a terceira edição do Circuito Eco VBike, batizado pelos participantes como o pedal mais arretado do Rio Grande do Norte, isso porque o foco da organização é voltado para o congraçamento e o apoio dos participantes. A largada acontecerá às 6h:30 da manhã da Ilha de Santana com previsão de chegada para a partir das 11h:30 da manhã, no mesmo local.

O evento, que já é tradição no Estado, entrou este ano para o calendário da Prefeitura Municipal encerrando a EXPOCAICÓ que destaca o potencial do Turismo de Negócios, Pedagógico, Gastronômico e Cultural.

A organização espera repetir em 2018 o mesmo sucesso dos anos anteriores. Estão inscritos 330 ciclistas vindos dos estados vizinhos da Paraíba, Ceará, Pernambuco e Alagoas, além de diversas equipes de diferentes cidades norte-rio-grandenses. A etapa terá um pouco mais de 40 quilômetros de extensão numa trilha totalmente autoguiada e sinalizada com placas, bandeiras, fitas coloridas e setas indicando por onde seguir. Ambulâncias, ônibus, carros e reboque vão estar estacionados em pontos estratégicos oferecendo, durante todo o caminho, apoio médico e mecânico motorizado.

Os pontos de apoio foram idealizados para oferecer ao ciclista o que precisa naquele determinado momento da trilha. Na primeira parada, por exemplo, serão oferecidos água de cocô, gelo e frutas. No 19º quilometro da trilha, mais uma parada, desta vez com massas e laticínios. O roteiro segue, chegando ao 25º quilômetros com parada para reposição de mix energético. No 30º km de extensão, proteção solar e mais reposição. No quinto e último ponto de apoio, repositor hidrolitico. Com isso, o participante pode se sentir a vontade em meio a paisagem característica da região. “Tudo é minuciosamente planejado para que os participantes saiam satisfeitos”, disse Virna Holanda, uma das colaboradoras do evento.

Celebre Vbike

Na noite anterior ao evento, no sábado (09), os ciclistas serão recepcionados em um espaço idealizado para que, no momento da entrega dos kits, possam “celebrar” o reencontro.

Celebre VBike vai acontecer na rua Otávio Lamartine, no horário das 17 às 21 horas, com tenda eletrônica e degustação de suplementos.

 

Ações solidárias Eco Vbike

As Aldeias Infantis SOS Brasil, uma Organização Não Governamental sem fins lucrativos que promove ações na defesa e garantia dos direitos de crianças, adolescentes e jovens por meio do desenvolvimento comunitário, com sede em Caicó vai oferecer aos participantes do Circuito Eco VBike hospedagem em suas instalações em troca apenas de um quilo de alimento não perecível.

Presente em 134 países e 12 estados do Brasil, além do Distrito Federal, a ONG tem uma campanha com doação de alimentos para as crianças acolhidas pelas Aldeias SOS.

O Café Solidário, que será servido por integrantes do Grupo de Apoio a Pessoas com Câncer, a partir das 5 horas da manhã na Ilha de Santana, terá parte da verba do evento revertida para as ações da associação.

Crédito das fotos: Nayara Lima

Serviço

O que: Circuito Eco VBike 

Onde: Caicó, saída da Ilha de Santana.

Quando: Domingo, 10 de junho.

Horário: 6 horas

 

Contato para entrevista:

Virna Holanda – (84) 99688-7553