Archive for junho 11th, 2018

O pré-candidato a deputado federal pelo Solidariedade, Lawrence Amorim, aproveitou o último fim de semana para visitar amigos e lideranças em municípios potiguares

O pré-candidato a deputado federal pelo Solidariedade, Lawrence Amorim, aproveitou o último fim de semana para visitar amigos e lideranças em municípios potiguares. A agenda incluiu visita à Natal, Tangará, Japi, Coronel Ezequiel e Poço Branco. Em todos os lugares Lawrence recebeu o apoio da população em seu projeto de representar o RN na Câmara dos Deputados.
Em Tangará, o pré-candidato andou pelas ruas da cidade e concedeu entrevista ao radialista Paulinho, ocasião em que destacou para os ouvintes a importância de votar consciente em outubro. Em Japi foi recebido pelo amigo e suplente de vereador Ítalo, que também declarou apoio ao projeto de candidatura de Lawrence.
Já em Coronel Ezequiel, Lawrence prestigiou a Caprifeira do município, que durante todo o fim de semana movimentou a economia e agropecuária da região. Lá foi recebido pelo amigo Luizinho e presidente do Solidariedade da cidade, Túlio. No domingo (10) participou da cavalgada da Samambaia em Poço Branco, onde foi recebido pelo ex-prefeito Fernando Cândido, seus filhos Halysson e o vereador Galego Cândido.

Dez ícones do esporte potiguar são agraciados com medalha Marinho Chagas

No lançamento e entrega da Medalha do Mérito Esportivo Marinho Chagas, na Assembleia Legislativa, a trajetória de personalidades que abrilhantaram o futebol potiguar foi destaque na sessão solene conduzida pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB). A solenidade da manhã desta segunda-feira (11), no plenário da Casa, prestigiou dez ícones do passado e do presente que comprovadamente deram relevante contribuição ao Estado.

Logo após as homenagem, foi aberta oficialmente a exposição relacionada à Copa do Mundo, do acervo do jornalista Alexandre Gurgel, que prossegue até o próximo dia 22, no Salão Nobre, com relíquias do maior evento mundial do futebol.

“A prática esportiva inspira respeito ao próximo, construindo conceitos de cidadania, com regras bem definidas, do respeitar e ser respeitado. Por tudo isso, o Rio Grande do Norte, por meio desta Casa Legislativa, sente-se honrado em agraciar ilustres personalidades do futebol e do mundo esportivo”, afirmou o presidente do Legislativo do RN. O parlamentar afirmou que o Estado é celeiro de muitas personalidades que ajudaram e ajudam a tornar o esporte mais fascinante.

“O esporte é também incentivo essencial para a convivência e para abrir oportunidades para novos atletas. Além de afastar a juventude das drogas e do mundo do crime, contribui para melhor qualidade de vida e saúde. Reconhecer as pessoas que o enaltecem e incentivam a sua prática é o mínimo que devemos fazer”, afirmou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

Francisco das Chagas Marinho, ou Marinho Chagas, denomina a honraria, lançada hoje, por ser reconhecido como o maior nome da história do futebol potiguar. Nascido em Natal, foi lançado para o futebol pelo Riachuelo, pequeno clube da Grande Natal.  Despontou no ABC Futebol Clube, de onde saiu em 1970, para vestir camisas de grandes clubes do futebol mundial, como Botafogo e Fluminense do Rio de Janeiro, São Paulo Futebol Clube e Cosmos de Nova York. Foi ganhador por três vezes como melhor lateral-esquerdo do Brasil.

O filho do craque, Marcelo Fernandes Marinho, falou em nome de todos os homenageados. “É uma imensa honra para mim poder estar nessa Casa, num momento de homenagem ao meu pai e a outros que bravamente marcaram seus nomes nas páginas da imprensa desportiva do nosso Estado”, afirmou. Marcelo Marinho disse que ao criar a medalha, a Assembleia cumpria um nobre gesto de justiça e de reconhecimento para aqueles que durante décadas se dedicaram de corpo e alma ao esporte. “Finalizo agradecendo mais uma vez com o coração inundado de sentimentos de gratidão e felicidade”, encerrou.

Homenageados
No lançamento e entrega da medalha foram homenageados os jornalistas Everaldo Lopes, Luiz Bezerra e Rosaldo Aguiar, e também craques do presente e do passado: o ex-ponta-esquerda Luis Ribeiro Pinto Neto, o Lula, que começou a carreira no Ferrovário de Natal, profissionalizando-se no ABC e chegando à Seleção Brasileira, onde disputou 13 jogos; o ex-lateral-esquerdo Nonato, nascido em Mossoró, com passagens por Baraúnas, ABC, América, Cruzeiro, Fluminense e Seleção Brasileira; o ex-meia Souza, nascido em Itajá, criado na base do América e que fez sucesso por Corinthians, São Paulo, Atlético Paranaense, Flamengo e Seleção Brasileira; além do meia Rodriguinho, criado na base do ABC, principal jogador do Corinthians e que esteve entre os cotados para participar da Copa de 2018.

In memorian, além do próprio Marinho Chagas, ícones do esporte que já faleceram: o volante Dequinha, mossoroense e ex-jogador do ABC e Potiguar de Mossoró, que participou da Copa de 1954; Marco Antônio, o “Garotinho da Copa”, locutor esportivo que atuou na mídia potiguar.

Exposição
Réplicas das taças Jules Rimet e Fifa, medalhas das copas, camisas autografadas, fotos de jogadores da Seleção Brasileira, além de álbuns de figurinhas e um farto material visual estão expostos a partir de hoje e até o próximo dia 22 no Salão Nobre da Assembleia Legislativa. São peças que fazem parte do acervo pessoal do jornalista Alexandre Gurgel. O acervo fica aberto ao público das 8h às 15h e a entrada é gratuita.

Estatuto do Desarmamento fez aumentar as mortes por arma de fogo

Os indicadores nacionais de violência têm sendo sistematicamente utilizados para fundamentar as opiniões a respeito da revogação do Estatuto do Desarmamento.

Em uma série de audiências públicas realizadas, os números do Mapa da Violência – únicos tidos por oficiais no país – foram detalhadamente explorados, especialmente para refutar a ideia de que, com o estatuto, houve melhora do quadro geral de criminalidade.

Nas discussões, mostrou-se que o comparativo direto entre os períodos anterior e posterior à lei vigente revela um crescimento da taxa média de homicídios no país (1,36%) e elevação no uso de armas de fogo na prática destes crimes (9%).

Os indicadores vão além e comprovam que, desde o estatuto, os crimes letais com arma de fogo seguem aumentando em ritmo superior ao dos cometidos com outros meios, ultrapassando, inclusive, a taxa de crescimento registrada no total de assassinatos.

O primeiro ano de vigência do Estatuto do Desarmamento foi 2004, ano em que foram registrados no país 48.374 homicídios, sendo 34.187 com uso de arma de fogo.

Nove anos depois, em 2012, o Brasil registrou o recorde da série histórica, com 56.337 assassinatos, dos quais 40.077com emprego de arma de fogo.

O número total de homicídios no país, assim, aumentou 16,46% entre 2004 e 2012 (de 48.374 para 56.337) – período integralmente sob vigência do estatuto.

Já o número de assassinatos especificamente cometidos com arma de fogo registrou um incremento de 17,23% no mesmo período (de 34.187 para 40.077), acima, portanto, do aumento geral dos crimes de morte.

Os homicídios cometidos com outros meios foram os que cresceram menos, saindo de 14.187 para 16.260 casos – aumento de 14,61%.

Outros números:

2013 – 56.804 homicídios

2014 – 52.336 homicídios

2015 – 59.080

Os registros limitados ao período de sua vigência são claros ao evidenciar que não houve a mais ínfima contenção na evolução do uso de armas de fogo para a prática de crimes letais.

A drástica restrição legal à circulação de armas não conseguiu nem mesmo estabilizar estatisticamente seu uso criminal, o que, caso ocorresse, resultaria num crescimento das mortes com arma de fogo no mesmo ritmo do total de homicídios.

 

Fonte: https://www.diariodobrasil.org/numeros-comprovam-o-fracasso-do-estatuto-do-desarmamento/

Larissa propõe ações de prevenção de doenças durante o Mossoró Cidade Junina

Aproveitar a notoriedade do evento Mossoró Cidade Junina para desenvolver ações de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), AIDS e Hepatites Virais. Essa foi a temática de solicitação encaminhada pela deputada Larissa Rosado (PSDB) ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado da Saúde Pública. A ideia é utilizar a festividade como mecanismo de difusão de políticas preventivas de saúde.

“O nosso estado apresentou, nos últimos cinco anos, um aumento significativo de casos dessas enfermidades. Só com Hepatites Virais, foram diagnosticadas cerca de 2.250 pessoas. E um dos métodos mais eficazes de combate a essas doenças, sem dúvida, é a prevenção”, argumenta Larissa.

Em seu requerimento, a parlamentar sugere ainda que sejam desenvolvidos ‘pit stops’ em locais específicos, que possuam intenso fluxo de pessoas, além de outras ações capazes de difundir a ideia de prevenção e sua importância como meio mais eficaz de não proliferação das referidas enfermidades.

“É extremamente relevante que sejam tomadas providências para conscientizar a população quanto à prevenção de IST, AIDS e Hepatites Virais. E nada melhor do que aproveitar a aglomeração de pessoas durante o Mossoró Cidade Junina para conseguir alcançar o maior número possível de potiguares, contribuindo, assim, com a melhoria da Saúde Pública do nosso estado”, conclui a parlamentar.

 

Assessoria

Corpo é encontrado dentro de porta-malas de táxi na Grande Natal

Corpo é encontrado dentro de táxi na região metropolitana de Natal (Foto: Redes sociais)

Um corpo foi encontrado dentro do porta-malas de um táxi deixado em uma estrada de terra em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal. O caso aconteceu na manhã desta segunda-feira (11) próximo à comunidade Ruy Pereira. A vítima ainda não foi identificada.

O taxi é de Extremoz, cidade que também fica na região metropolitana de Natal. Equipes da Polícia Militar estão no local. O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foi ao local para dar início à perícia e recolher o corpo.

O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: https://g1.globo.com/

Projeto de Jacó propõe disponibilidade de informações sobre produtos congelados

O Deputado Jacó Jácome (PSD) apresentou um projeto de lei na Assembleia Legislativa que propõe tornar obrigatório aos produtores de alimentos congelados informarem nas embalagens o peso anterior e posterior ao congelamento. A matéria já foi aprovada na Comissão de Administração Serviços Públicos e Trabalho.

“Os consumidores devem ter conhecimento de todas as informações relativas aos produtos adquiridos de forma transparente e este projeto visa garantir esse direito. Permite ao cidadão saber do acréscimo expressivo da quantidade de água no congelamento de carnes, aves, camarão e peixes”, explica o deputado.

De acordo com o projeto, o peso drenado deve ser impresso na embalagem com caracteres de mesmo destaque e tamanho dos utilizados para informar o peso do produto congelado. Por peso drenado entende-se a quantidade do produto declarada na embalagem, excluindo o peso da própria embalagem e de qualquer líquido, solução, caldo, vinagre, azeite, óleo, água ou suco como conservantes.

Jacó Jácome destaca ainda que o Código de Defesa do Consumidor elenca direitos que devem ser observados pelos fornecedores com a justificativa de não onerar ou deixar de prestar as informações necessárias no ato da aquisição.

 

Assessoria

Operação do MP investiga formação de cartel e fraude em licitações em Parnamirim, RN

Mandados judiciais são cumpridos na sede da Prefeitura de Parnamirim (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi) 

O Ministério Público do Rio Grande do Norte deflagrou na manhã desta segunda-feira (11) uma operação denominada Curto Circuito. A investigação é contra crimes de formação de cartel, fraude em licitações, corrupção ativa e passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro em Parnamirim, na Grande Natal. Policiais civis e militares, por meio do Núcleo Especial de Investigações Criminais (Neic), participam da operação.

Segundo o MP, a operação Curto Circuito é mais um desdobramento da operação Cidade Luz, deflagrada no dia 24 de julho de 2017 pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Natal, que investiga contratos firmados entre a Prefeitura de Parnamirim e uma empresa que presta serviços de manutenção da iluminação pública da cidade.

A operação Curto Circuito conta com a participação de 22 promotores de Justiça e tem o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRN e do MP de Pernambuco, além das PMs do RN e PE, e ainda da Polícia Civil potiguar.

Fonte: https://g1.globo.com