Archive for junho 26th, 2018

Souza denuncia perseguição a professores que fizeram greve em Areia Branca

O deputado estadual Souza (PHS) se pronunciou, na sessão desta terça-feira (26), sobre a greve de professores no município de Areia Branca, na região Salineira do Rio Grande do Norte. Ele lembrou que a Prefeitura sempre pagou o piso nacional da categoria, mas agora não implantou o piso nacional para os professores de nível superior.

“A prefeita, durante os 60 dias de greve, sequer recebeu os professores”, denunciou o deputado. “O piso é um direito que os professores conseguiram de 2009 para cá e é muito triste quando a gente sabe que sempre foi implantado. E,  agora a Prefeitura não paga”, declarou Souza.

O parlamentar ressaltou que, apesar da Prefeitura entrar com ação na Justiça, o desembargador Vivaldo Pinheiro não reconheceu a ilegalidade do movimento, mesmo determinando o retorno dos profissionais às salas de aula. “Os professores estão nas salas de aula por força da Justiça, e mesmo depois de retornarem a Prefeitura está perseguindo os que fizeram greve”, concluiu Souza em seu discurso.

Jaçanã – Durante o pronunciamento no plenário da Assembleia, o deputado Souza comemorou a assinatura de convênio para obras de pavimentação no município de Jaçanã, fruto de uma emenda do mandato dele no valor de R$ 100 mil. Ele relatou ainda a entrega de uma ambulância e a licitação da Caern para distribuição de água. “São ações do nosso mandato que se concretizam em Jaçanã”, disse o deputado.

Assessoria

Assembleia Legislativa destaca trajetória do ex-deputado Brilhante

A partida do ex-deputado Francisco Brilhante, nessa segunda-feira (25), encerrou a trajetória de um homem que se ocupou em sua vida pública com a preocupação em planejar e agir preventivamente.

Brilhante fez jus ao seu nome e se dispôs a iluminar os caminhos que percorreu. Foi deputado na legislatura de 1991-1995 e não se vinculou a uma área específica para atuar na esfera pública.

Na educação, atuou junto aos órgãos do setor reforçando a necessidade de ações na retaguarda que preparassem o aluno para o futuro. Foi dele a ideia de levar às bibliotecas públicas instrumentos de integração com a comunidade.

Na saúde, defendia políticas que promovessem o desafogamento das unidades hospitalares. Atuou junto à Secretaria Estadual de Saúde postulando medidas preventivas como o projeto que vetou a queimada de cana-de-açúcar em regiões habitadas, para impedir doenças respiratórias.

Como parlamentar, pensou à frente de seu tempo e entendeu que a sociedade precisaria de instrumentos para assegurar o bem estar de todos. Idealizou e levou ao plenário da Assembleia Legislativa projeto de lei que criou o Fundo Estadual para Defesa do Meio Ambiente.

Brilhante morreu aos 76 anos por complicações de câncer em Natal. Transitando nos dois lados do desenvolvimento social, ao deixar a vida pública, abraçou a iniciativa privada. Deixou três filhos, amigos e saudades.

Assessoria

Polícia Civil e Força Nacional fazem operação na Comunidade do Mosquito, em Natal

Operação na Comunidade do Mosquito na manhã desta terça-feira (26) (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi ) 

A Polícia Civil e Força Nacional iniciaram uma operação de combate ao tráfico de drogas na Comunidade do Mosquito, na Zona Oeste de Natal, no início da manhã desta terça-feira (26). Um homem foi retirado da comunidade enrolado em um lençol ensanguentado e encaminhado para o pronto-socorro.

A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) informou que a operação foi de combate ao tráfico. Drogas, balanças e armas caseiras foram apreendidas. Dois homens e uma mulher foram conduzidos a delegacia.

Polícia Civil e Força Nacional fazem operação na Comunidade do Mosquito  (Foto: Kleber Teixiera/Inter TV Cabugi )
Polícia Civil e Força Nacional fazem operação na Comunidade do Mosquito (Foto: Kleber Teixiera/Inter TV Cabugi )

Fonte: https://g1.globo.com

Política Estadual de Economia Solidária é tema de debate na Assembleia

A Política Estadual de Economia Solidária (Ecosol), instituída pela Lei 8.798/2006, de autoria do deputado Mineiro Lula (PT), e sua regularização através da criação do Fundo Estadual de Ecosol foram discutidas na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (25). Proposta pelo parlamentar Mineiro, em parceria com o Fórum Potiguar e o Conselho Estadual de Economia Solidária (Ceeps/RN), a audiência também homenageou o professor Paul Singer, um dos fundadores do PT e considerado “pai” da Economia Solidária nos governos Lula e Dilma.

Paul Singer faleceu em 16 de abril deste ano, deixando um legado em defesa da Economia Solidária como política de inclusão, desenvolvimento com sustentabilidade e justiça social.

“Vivemos um momento de muitos retrocessos e de destruição de várias Políticas Públicas que havíamos conquistado nos últimos anos. Uma delas é a Economia Solidária. O que nos resta, além de resistir, é reafirmar essa agenda e buscar novos caminhos, nova estratégias. A força da Economia Solidária vem da base, mas a implementação das Políticas Públicas vem do Estado”, argumentou Mineiro.

Segundo o professor Roberto Marinho, do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Paul Singer era um utópico militante, no sentido de que ele vislumbrava uma sociedade diferente para si e sua comunidade.

A respeito da Economia Solidária, o professor afirmou que ela faz uma ponte entre economia e solidariedade. “É uma utopia militante, é um trabalho em cooperação. Paul Singer tinha uma visão de que se a Economia Solidária se isolasse dos outros movimentos sociais ela iria se perder. Por isso precisamos nos unir e nos aproximar dos outros movimentos populares”, explicou Roberto Marinho.

Presidente da Federação dos Artesãos do RN, Edilza Fernandes ressaltou a importância e o significado de Paul Singer para todos. Além disso, a presidente falou dos desafios enfrentados no dia a dia e da assistência necessária à manutenção das 16 instituições interligadas à sua instituição.

“A maioria das associações tem muitos problemas administrativos e financeiros. Enquanto Federação nós procuramos dar o respaldo necessário, mas o problema é que as Políticas Públicas a nosso favor ainda são muito frágeis, e as associações não podem viver só de assistencialismo”, advertiu Edilza Fernandes.

Enfatizando o trabalho e os desafios da Central de Comercialização da Agricultura Familiar e Economia Solidária (CECAF), a sua presidente, Fátima Torres, disse que os principais objetivos da entidade são gerar renda e fortalecer os valores do trabalho no campo.

“Nós produzimos de 50 a 80 toneladas de alimentos mensalmente. Mesmo em época de estiagem, temos uma Central de Agricultura Familiar funcionando. E nós queremos mais. A intenção é transformar a CECAF em referência de produtos regionais, com valor agregado”, explicou a presidente.

Fátima Torres também ressaltou os desafios das 12 cooperativas da CECAF. “Nós precisamos, primeiro, comercializar de forma coletiva para diminuir os custos. Depois, é preciso ter acesso às Políticas Públicas. Falta crédito e assistência técnica, e ainda assim estamos funcionando e crescendo. Precisamos cobrar uma política efetiva para a Economia Solidária”, concluiu.

Já o consultor do Programa de Economia Solidária da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), José de Arimatéia, detalhou o significado e as características da atividade.

“Esse tipo de economia busca qualidade de vida, saúde, cultura, lazer, além da participação política nesse processo. É um modo de produção baseado na cooperação e autogestão. Na Economia Solidária, a renda é partilhada e gerada pelo grupo. O protagonismo é dos direitos humanos, das mulheres, da juventude, do artesanato, de uma agricultura familiar e mais sustentável”, explicou.

“Todos nós sonhamos com justiça, solidariedade, cooperação e direitos do cidadão. A gente quer a regularização da Lei Estadual de Economia Solidária. Só pedimos o que está na lei. Só isso”. Essas foram palavras da presidente do Conselho Estadual de Economia Popular Solidária, Lidiane Freire.

A presidente disse ainda que seus representados querem o funcionamento regular do Conselho, a efetivação de uma política orçamentária e de um Plano Estadual que possibilite a construção de estratégias e ações para o implemento da Economia Solidária no estado.

Ao final da audiência, o deputado Mineiro Lula sugeriu que o Fórum Estadual de Economia Solidária elabore um conjunto de propostas para tentar pautar o debate eleitoral deste ano, que “será um momento importante para definir os rumos do RN e do Brasil”.

 

Assessoria

Estudantes criam embalagem biodegradável feita com folhas de cajueiro e são premiadas

Estudantes potiguares são premiadas com projeto de embalagem feita com folha de cajueiro (Foto: Reprodução/Inter TV Costa Branca ) 

Estudantes de Mossoró, no Oeste potiguar, desenvolveram uma embalagem biodegradável feita com folhas de cajueiro e foram convidadas para apresentar o projeto em Londres, na Inglaterra. Diferente da embalagem de isopor, que demora em média 400 anos para se decompor no meio ambiente, a de cajueiro demora cerca de 30 dias.

Desenvolvido em 2016, o projeto chamado Embacaju surgiu com o objetivo de aproveitar as folhas. “Minhas amigas e eu vimos que existia uma casa de convivência para a pessoa idosa no nosso bairro e lá tinha muito cajueiro. As folhas caíam e eram queimadas, jogadas no lixo”, explicou a estudante do terceiro ano do ensino médio Ekarinny Medeiros, que desenvolveu o projeto com as colegas Evely Yara Oliveira Silva e Natália Alves de Lima, orientadas pela professora Luisa Kiara.

O projeto já rendeu vários prêmios. Em 2017, o trio venceu a categoria Ciências Ambientais da 32ª Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia. “É muito gratificante ver a garra e empenho dessas alunas”, disse a professora orientadora do projeto.

Este ano, as jovens foram convidadas para apresentar o projeto em um evento que vai acontecer em Londres, na Inglaterra. “Saber que um projeto feito em uma escola pública pode representar o país é uma alegria imensa”, disse Ekarinny. O único problema é o custeio da viagem. “Consegui falar com o governador do estado e ele falou que daria certo o custeio. Estamos aguardando porque precisamos pagar tudo até o dia 29 de junho”, relatou.

A Secretaria Estadual de Educação informou que oferece assistência financeira a estudantes através do projeto Ciência para Todos no Semiárido Potiguar, porém as alunas não foram cadastradas. Por isso, o custeio da viagem ainda está sendo analisado.

Fonte: https://g1.globo.com

Presidente da Frente da Água, Galeno Torquato convoca vistoria às obras da transposição no RN

 

 As chuvas recentes contribuem para o abastecimento dos reservatórios estaduais e trazem alento a população castigada pela seca, mas também podem evidenciar problemas estruturais capazes de comprometer a captação das águas. Exemplo parecido é o recente rompimento de um canal da transposição do São Francisco no município de Custódia, em Pernambuco. Atento à essa situação, o presidente da Frente Parlamentar da Água na Assembleia Legislativa, deputado Galeno Torquato (PSD), prevê uma visita em breve às obras da transposição no Rio Grande do Norte.

“Com as últimas chuvas e a expectativa pela chegada das águas do Rio São Francisco ao Rio Grande do Norte, é preciso que o Estado esteja devidamente preparado para receber e distribuir esse recurso sem contratempos. A espera pela água já é muito longa e esse é o momento para vistoriar a estrutura e certificar que os equipamentos hídricos estão prontos para a transposição no RN”, explica Galeno, convocando para o próximo mês a visita da Frente Parlamentar às obras.

No início de junho, o ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, anunciou para outubro desse ano a chegada das águas da transposição ao Estado. Até lá, o Rio Grande do Norte precisa concluir duas obras essenciais: o ramal do Apodi, que depende de recursos na ordem de R$ 2,2 milhões, a serem assegurados por meio de emenda coletiva da bancada federal; e a liberação de verba para a Barragem de Oiticica, que necessita de aporte extra no valor de R$ 238 milhões, resultantes de ações não previstas no projeto inicial.

“Precisamos do empenho máximo da bancada federal potiguar em busca de alternativas que possam assegurar os recursos necessários para a conclusão dessas obras, fundamentais para oferecer, enfim, segurança hídrica ao nosso Estado”, observa o deputado.

No Rio Grande do Norte, as águas do São Francisco chegarão através de dois ramais. Um que vai perenizar o Rio Piranhas/Açu e abastecer a Região Seridó e a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, e outro, o Ramal do Apodi, abastecendo os municípios do Médio e Alto Oeste. Mais de 500 mil pessoas serão beneficiadas com a obra no Estado potiguar.

Assessoria

José Agripino abri espaço para atrair outras legendas para Carlos Eduardo

Resultado de imagem para Agripino
Foto: da Internet

O senador José Agripino Maia resolveu abrir espaço na chapa que  está para compor para o pré-candidato ao governo Carlos Eduardo Alves (PDT). Ele desistiu de sair candidato ao senado, vai sair para deputado federal, com o objetivo de favorecer as coligações na qual deseja eleger Carlos para governo do RN.

Neste caso, o deputado Felipe Maia poderá ser o vice de Carlos. Mas a visão do senador é atrair o partidão do PSDB para o seu lado, o qual etá com muitos prefeitos e vereadores em todo o Estado.

Agripino abiu a oportunidade de Geraldo Melo ser senador pelo PSDB, com seu apoio e do senador Garibaldi Filho. Mas o PSDB ainda está para fazer sua decisão com quem vai para o governo. Se com Robinson Faria ou com Carlos Eduardo.

PSDB lançará Geraldo Melo para o Senado e apresenta chapa proporcional mais forte para as eleições deste ano

Foto: Laurivan de Sousa

Todos os pré-candidatos participaram de uma reunião na Presidência do PSDB Potiguar, nesta segunda-feira (25), para definir estratégias e agendar a Convenção Estadual da sigla. No encontro, foi confirmado o nome do ex-senador Geraldo Melo para concorrer a uma das vagas ao Senado Federal. À tarde, os prefeitos da legenda também participaram das discussões e apoiaram as diretrizes partidárias e deixaram o encaminhamento das decisões para a Executiva Estadual, que foi convocada para a sexta-feira (29).

“O PSDB é um partido forte e que cresceu por ouvir as bases e respeitar democraticamente suas lideranças. Ouvimos todos os nomes que vão concorrer às eleições estaduais deste ano, sentamos com os prefeitos que integram a legenda e vamos levar o encaminhamento da sigla para a reunião da Executiva Estadual, que é integrada pelos deputados, prefeitos, vice-prefeitos e nomes que fazem o PSDB do Rio Grande do Norte”, informou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, que preside o partido no Estado.

A chapa proporcional do PSDB para a Assembleia Legislativa é a mais forte até agora apresentada por todos os partidos. Candidatos à reeleição, Raimundo Fernandes e Gustavo Fernandes, com atuação na região do Alto Oeste. Já Tomba Farias saiu de Santa Cruz e do Trairi com grande votação. Duas mulheres vão integrar a nominata: as deputadas Márcia Maia e Larissa Rosado, que são atuantes na Assembleia Legislativa. O decano José Dias, aumentou suas bases no Estado. Gustavo Carvalho tem bases sólidas no Potengi, Alto Oeste e Médio. O médico Tiago Almeida, que tem bases no Seridó será candidato pela primeira vez. Já Ezequiel Ferreira, que preside a Assembleia Legislativa é votado na Grande Natal, Seridó, Agreste, Mato Grande, nas regiões Central e Salineira, além de apoios novos em Mossoró.

Para deputado federal, Rogério Marinho é candidato à reeleição. Além de sair muito forte da região Metropolitana, ampliou bases no Seridó, Oeste e Potengi. Ex-deputada federal, Sandra Rosado tentará mais um mandato na Câmara. Hoje, vereadora em Mossoró, Sandra já pegou a estrada no Alto, Médio e Oeste Potiguar em buscas de ampliar bases. Em 2014, Sandra conseguiu 52 mil votos e ficou na suplência.

No Rio Grande do Norte, o PSDB tem hoje o deputado federal Rogério Marinho, a maior bancada estadual com os deputados José Dias, Márcia Maia. Larissa Rosado, Raimundo Fernandes, Tomba Farias, Gustavo Fernandes, Gustavo Carvalho e Ezequiel Ferreira, este presidente da Assembleia Legislativa.

O partido ainda conta com 33 prefeitos e vice-prefeitos, 109 vereadores, inclusive com representação em Natal, Mossoró, Parnamirim, Ceará-Mirim, Maxaranguape, Nísia Floresta e colégios eleitorais importantes como Currais Novos, Nova Cruz, Touros, Apodi, São Miguel, Angicos, Lajes e São Tomé, no Potengi. Os Diretórios Municipais e as Comissões Provisórias do PSDB estão presentes em todas as regiões reforçadas recentemente no Agreste, Trairi, Alto, Médio e Oeste Potiguar, além das regiões Potengi, Seridó, Salineira e Mato Grande.

Operação MP desarticula esquema de adulteração de quilometragem de veículos

Resultado de imagem para Hodômetro de veículos
Foto: da Internet

G1RN – O Ministério Público do Rio Grande do Norte iniciou na manhã desta terça-feira (26) uma operação para desarticular um esquema de fraudes contra consumidores relativo à prática de adulteração de marcadores de quilometragem de veículos, os hodômetros.

Interceptações feitas com autorização judicial apontam que, em apenas 45 dias, pelo menos 202 veículos tiveram seus hodômetros adulterados. A operação, denominada Vitruvius, cumpriu seis mandados de prisão preventiva e outros 50 de busca e apreensão nas cidades de Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e ainda em João Pessoa, capital da Paraíba. As investigações ainda estão sob segredo de Justiça.

A operação apura crimes contra as relações de consumo, associação criminosa e estelionato. Durante o período das interceptações, foram identificados mais de 150 participantes das fraudes, a maior parte deles empresários do ramo de revenda de veículos usados.

Os carros adulterados foram identificados através dos diálogos captados nas interceptações telefônicas e mediante diligências e filmagens realizadas em campo pela equipe do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN.