Archive for junho 27th, 2018

Pastor da IEADERN diz que o governador é pequeno caso negue a legenda a Jacozinho

Resultado de imagem para Pastor Cicero Miranda
Pr. Miranda diz que governador terá um gesto pequeno se negar legenda a Jacozinho / Foto: Karla Viegas

O pastor Francisco Miranda, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus que está em Mossoró – IEADERN – foi o escolhido para responder ao governador Robinson Faria, PSD, caso este venha negar a legenda para o deputado estadual Jacozinho, que tentará disputar a reeleição, como se a igreja tenha direitos legais de questionar as decisões partidárias.

“Espero de Robinson uma atitude maior. Não quero acreditar que ele seja capaz de usar de uma PEQUENEZ e assim atrapalhar a vida pública de um jovem político que tão bem iniciou”, disse o Pr. Miranda em entrevista ao blog Rede News 360, defendendo os projetos deles, de alguns pastores que estão trabalhando para levar Jâcome e Jacozinho em coligações separadas; contrariando os ideais partidários.

Quanto ao deputado federal Antônio Jâcome ele disse ser uma oportunidade boa para que o político da IEADERN saia ao lado do Garibaldi Filho disputando a segunda vaga para o senado, principalmente com o apoio do senador José Agripino, que desistiu da reeleição para sair candidato a deputado federal. Disse que Jâcome receberá o apoio do MDB e do DEM.

“A mim ele [Antônio Jácome] disse que está mesmo decidido a disputar o Senado, haja vista a viabilidade que ele aponta e que eu percebo que ele tem razão, uma vez que o senador José Agripino assegurou o total apoio do seu partido, o DEM, com seus mais de 30 prefeitos no estado; o senador Garibaldi, que será seu companheiro de chapa, garantiu pedir o segundo voto para Jácome, aos 46 prefeitos que o MDB possui no RN”. Falou o porta-voz dos pastores que fazem da igreja um palanque político. 

Achamos que nem o governador Robinson Faria, nem o pré-candidato ao governo Carlos Eduardo (PDT) são meninos na  política para que aceitem que pai e filho subam em palanques diferentes, já que assim as candidaturas ao governo ficarão em segundo plano..

Na verdade esse projeto só levaria benefícios para o palanque da IEADERN sem nenhum proveito para os dois pré-candidatos ao governo.

O que diz o Pr. Miranda. Que Jâcome ganhará apoio do DEM que tem 30 prefeitos e do MDB que tem 46; mas não diz o que a IEADERN poderá dá em troca aos possíveis candidatos ao cargo de governador. Que eles terão que aceitarem os palanques divididos em detrimento ao projeto particular da igreja. É isso que deixa entender o porta-voz dos pastores.

Não há garantia de transferência do votos automático. Lembrem-se do que aconteceu em 2006. Jâcome era vice-governador de Wilma de Faria, e saiu candidato a deputado estadual no palanque da Guerreira. Quando Wilma foi com Garibaldi para o segundo turno, Jâcome foi a Garibaldi e lhe garantiu os votos dos evangélicos para a vitória. Garibaldi acreditou; mas perdeu também no segundo turno.

O povo evangélico não segue o voto de cabresto. A maioria dos eleitores que votam nos políticos evangélicos são de credos católicos e de outros. Apenas uns 15% votam em candidatos evangélicos. Nada de pessoal contra a candidatura de Jâcome, que completa, agora, 30 anos de vida pública; nem contra os demais políticos evangélicos. Mas tudo contra os pastores que negociam a boa fé dos evangélicos, e os enganam, quando apenas os familiares desses pastores são o beneficiados.

Sancionada lei que derruba terceiro dígito no preço de combustíveis no RN

O consumidor potiguar deverá experimentar um impacto positivo nos gastos com combustível em razão de lei aprovada na Assembleia Legislativa e sancionada pelo Governo do Estado. De autoria do deputado Gustavo Fernandes (PSDB), o dispositivo impede a fixação de terceiro dígito na casa decimal dos centavos sobre o preço da gasolina praticado nas bombas de combustíveis.

Para ilustrar com um exemplo, um posto de combustível que tenha litro da gasolina fixado em R$ 4,449 teria que retirar a última casa decimal, para R$ 4,44. O impacto financeiro seria o seguinte: um tanque de 50 litros custaria R$ 222,45 no primeiro caso e R$ 222 no segundo. Em um ano, a economia poderia chegar a R$ 20.

“Não se pratica terceiro dígito em nenhuma outra mercadoria. Por que precisamos ter esse modelo para combustíveis, um bem tão essencial ao consumidor? A resposta é que não precisamos. Essa lei traz mais transparência para o consumidor e, apesar de pequena, gera economia”, defendeu o deputado Gustavo Fernandes.

O padrão atual remonta à década de 1990, quando foi decidido pelos três dígitos como forma de melhor absorver o processo de produção, distribuição e venda dos combustíveis. A partir da sanção da lei, em 26 de junho, o dispositivo passa a valer no Rio Grande do Norte dentro de 90 dias.

Contrariando os partidos políticos pastores da IEADERN tentam lançar Jâcome para o senado

Resultado de imagem para Albert e Carla dickson com Pastor Martim
Os deputados Jâcome e Jacozinho; no meio o presidente da IEADERN/ Foto: da Internet

Alguns pastores da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte -IEADERN, na sua minoria, mas do alto clero, incluindo o seu presidente, estão tentando lançar o nome do deputado federal Antônio Jâcome (PODEM) para o senado ao lado da chapa do pré-candidato ao governo, Carlos Eduardo (PDT); nome ainda a ser confirmado pelos que organizam a pré-candidatura do então prefeito de Natal.

A sugestão do nome de Jâcome para senado no palanque de Carlos Eduardo trouxe um conflito com o governador Robinson Faria (PSD), que tem apoiado o deputado estadual Jacozinho (PSD), filho de Jâcome; podendo ser negada a legenda para Jacozinho. Já que neste caso, pai e filho ficariam com partidos e coligações separadas; mas coligados pela organização religiosa da IEADERN, aonde um pedirá voto para o outro, deixando os candidatos ao governo em segundo plano.

A igreja será usada como um palanque, como se fosse um partido, que venha a favorecer a todos os políticos evangélicos, com Albert Dickison (PROS) e Jacozinho para deputados estaduais; Carla Dickison (PROS) para deputada federal e Antônio Jâcome para o senado.

A maioria dos evangélicos não gostam de ser usados como moeda eleitoral; mas isso não constrange os seus líderes que procuram manter nos cargos comissionados os seus familiares.

O deputado Albert tem a seu favor, no meio evangélico, o fato de contra seu nome ainda não existir nenhum escândalo, enquanto o nome de Jâcome, diferentemente do seu filho, Jacozinho, tem alguns escândalos protagonizado no segmento evangélico, chegando até a ser excluído da igreja no ano de 2010. Isso foi noticiado.

Resultado de imagem para Albert com Pastor Martim alves
O presidente da IEADERN recebendo homenagem do deputado Albert Dickison . Foto: na Internet; de Magnus Nascimento

Alguns pastores de outras denominações se aborrecem por ouvirem dizer que Jâcome, para o senado, é uma escolha do segmento evangélico. Eles dizem que a escolha da IEADERN não indica as preferências das demais igrejas, como as Batistas, Presbiterianas, Missão Evangélica, Universal, Deus é Amor, Mundial, Internacional da Graça, Paz e Vida, Adpaz e outras.

Presidente da IEADERN com a vereadora Carla Dickison

A nosso ver, as igrejas eram para apenas pregarem a fé e a paz de Cristo e deixar a política para os partidos. As igrejas devem ser abertas para todos os políticos como visitantes para ouvirem a palavra de Deus. Mas nenhum pastor deveria se comprometer partidariamente contra ou a favor desse ou daquele político. Os políticos católicos podem ser bem recebidos por pessoas de fé evangélica, assim como os políticos evangélicos também recebem votos de pessoas de outros credos.

A política é para o Estado na sua administração; enquanto a fé, a religião é para o povo independentemente de ser um Estado.  Não deveria ser confundido como está acontecendo nos dias atuais entre alguns evangélicos; principalmente entre alguns pastores da IEADERN.

Médico ortopedista, Tiago Almeida defende que PSDB caminhe junto para reforçar nomes da sigla no interior

Pré-candidato a Assembleia Legislativa diz que todos os deputados são favoráveis a melhor aliança para partido crescer

Médico ortopedista que atua na Grande Natal, Dr. Tiago Almeida vai disputar pela primeira vez mandato de deputado estadual. Aos 39 anos, ele sai de Parelhas, hoje com quase 17 mil eleitores com uma grande votação. Em 2016, o jovem médico concorreu a prefeito e conseguiu 49,45% dos votos do terceiro maior colégio eleitoral do Seridó.

“Vamos colocar nosso nome para a população do Seridó e do Rio Grande do Norte ter uma nova opção para ajudar a melhorar a saúde pública do nosso Estado. Trabalhei no Hospital Walfredo Gurgel, maior unidade de Urgência e Emergência do RN. Também conheço unidades importantes da região metropolitana como o Hospital Deoclécio Marques, onde trabalhamos com cirurgias ortopédicas. Hoje, estamos percorrendo o interior e conhecemos a situação da saúde em mais de 80 municípios”, afirma Dr. Tiago.

Sobre os caminhos do PSDB para 2018, Dr. Tiago defende a unidade partidária. “Participamos de uma reunião do partido e todos os deputados concordaram na união e fazer uma melhor aliança para fortalecer nossa legenda. O PSDB tem um nome majoritário que é Geraldo Melo para o Senado. Como são duas vagas, o partido vai unir forças para conseguir uma representação no Estado”, argumenta o médico.

Em relação a possíveis alianças, Dr. Tiago acha mais prudente caminhar com partidos como o PR, o PP e o PSD. “Se houver essa união do PSDB, que tem uma grande nominata somando com o PR de João Maia, o PP de Rosalba Ciarlini e o PSD do governador Robinson Faria, com certeza a aliança fará a maioria dos deputados estaduais e também dos federais. Temos que ajudar ao Rio Grande do Norte a sair da crise sem promessas que não poderão serem cumpridas”, enfatiza o médico.

Para Dr. Tiago, os prefeitos e lideranças que reforçam o PSDB no interior já deram carta branca para a Executiva Estadual traçar o melhor caminho que leve a vitória. “Reunidos em Natal, os prefeitos do PSDB deram o aval e defenderam que a melhor aliança para o senador Geraldo Melo, o deputado federal Rogério Marinho e a nominata que o PSDB vai apresentar será com o PSD e outras siglas”, frisa.

No Rio Grande do Norte, o PSDB tem hoje o deputado federal Rogério Marinho, a maior bancada estadual com os deputados José Dias, Márcia Maia. Larissa Rosado, Raimundo Fernandes, Tomba Farias, Gustavo Fernandes, Gustavo Carvalho e Ezequiel Ferreira, este presidente da Assembleia Legislativa.

O partido ainda conta com 33 prefeitos e vice-prefeitos, 109 vereadores, inclusive com representação em Natal, Mossoró, Parnamirim, Ceará-Mirim, Maxaranguape, Nísia Floresta e colégios eleitorais importantes como Currais Novos, Parelhas, Jucurutu, Nova Cruz, Touros, Apodi, São Miguel, Angicos, Lajes e São Tomé, no Potengi. Os Diretórios Municipais e as Comissões Provisórias do PSDB estão presentes em todas as regiões reforçadas recentemente no Agreste, Trairi, Alto, Médio e Oeste Potiguar, além das regiões Potengi, Seridó, Salineira e Mato Grande.

Ezequiel Ferreira lembra da luta pela conclusão do abatedouro de Ceará Mirim

A construção do abatedouro em Ceará Mirim, na Grande Natal chega ao final e está para ser entregue à comunidade. Na visão do deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), que estimulou e requereu o equipamento atendendo pleito de anos da comunidade, a obra é importante pelo aspecto sanitário da produção pecuária do Vale do Ceará Mirim e também por impulsionar o setor que precisa de incentivo depois de ter atravessado os últimos 6 anos de seca.

“Precisamos de iniciativos para o convívio com o fenômeno da seca no Estado. E melhorar a infraestrutura das cidades para usufruto do produtor rural é um dos caminhos”, justifica Ezequiel Ferreira que também é presidente do Comitê de Ações de Combate à Seca da Assembleia.

Após ser inaugurado, o abatedouro de Ceará Mirim passará por um processo de concessão onerosa por parte da Prefeitura Municipal. “Este é um importante equipamento que chega à Ceará Mirim. Parceria entre a Emater e o munício”, disse Cátia Lopes, diretora do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater-RN, reconhecendo a empenho do deputado Ezequiel Ferreira em favor da obra.

O abatedouro de Ceará Mirim terá capacidade para receber até 100 animais por dia e até 3 mil/mês, entre bovinos, ovinos, caprinos e suínos, adquirindo o status de maior equipamento público do Rio Grande do Norte com essa finalidade. Dessa forma, a carne processada seguirá todas as normas de higiene, garantindo maior segurança alimentar aos consumidores. Entre construção e equipamentos, o abatedouro está orçado em mais de R$ 1 milhão.

Todos as partes dos animais poderão ser aproveitadas comercialmente, como também a água a ser utilizada no processo de abate que, após tratamento adequado, servirá para irrigação, por ser rica em NPK (nitrogênio, fósforo e potássio), em micro e macronutrientes. Outra proposta, a partir do abatedouro, é produzir adubo orgânico.

“Além do abatedouro de Ceará Mirim, estão para ser entregues as obras dos equipamentos de Acari e Florânia. Angicos em andamento. O abatedouro de Santa Cruz a comunidade recebe em agosto. O equipamento de Nova Cruz receberá a ordem de serviço nos próximos dias”, explicou a diretora da Emater-RN, Cátia Lopes, com relação as reivindicações do deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), para dotar os municípios de equipamentos tipo abatedouros foram necessários recursos oriundos de convênio entre a Emater-RN celebrado entre o Governo Federal, através dos Ministérios da Ciência e Tecnologia (MCTI) e Desenvolvimento Agrário (MDA).

Criminosos fazem arrastão em ônibus com universitários no Oeste potiguar

Arrastão aconteceu na noite desta terça-feira (26) em Caraúbas, no Oeste potiguar (Foto: Gidel Morais)

G1RN – Criminosos fizeram na noite desta terça-feira (26) um arrastão em um ônibus com estudantes da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) em Caraúbas, cidade do Oeste potiguar. De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes atiraram contra o veículo. Ninguém ficou ferido.

Segundo a PM, o arrastão aconteceu por volta das 18h30 na RN 233. Dois criminosos surgiram na estrada já atirando contra o ônibus, que precisou parar. Em seguida, a dupla roubou celulares, notebooks e bolsas de cerca de 40 estudantes.

Depois do arrastão, os criminosos obrigaram o motorista a digirir até uma estrada de barro, onde outros três bandidos estavam esperando em um carro para fugir. A polícia fez buscas, mas ninguém foi preso.