Archive for setembro 27th, 2019

Governo do RN propõe aumento de 23% para policiais e bombeiros militares

Governo do RN propõe aumento de 23% para policiais e bombeiros militares — Foto: Demis Roussos/Governo do RN

O Governo do Rio Grande do Norte enviou para aprovação da Assembleia Legislativa um projeto de lei que concede reajuste salarial para os policiais e bombeiros militares do estado. Caso aprovado, o aumento será de 23%, sendo parcelado em seis vezes, de forma gradativa, até 2022.

O objetivo é reduzir distorções salariais. O projeto também prevê redução do tempo para que os militares alcancem promoções dentro de suas respectivas corporações. Pela proposta, por exemplo, um soldado da PM que atualmente precisa de 10 anos para subir ao posto de cabo, teria a promoção conquistada com 8 anos de serviço.

Salários

Abaixo, veja como ficará os salários de PMs e bombeiros com o aumento de 23%.

Praças

  • Soldado: R$ 3.571,82
  • Cabo: R$ 4.464,78
  • 3º Sargento: R$ 5.357,74
  • 2º Sargento: R$ 6.250,69
  • 1º Sargento: R$ 7.143,65
  • Subtenente: R$ 8.929,56

Oficiais

  • 2º Tenente: R$ 9.822,51
  • 1º Tenente: R$ 10.715,47
  • Capitão: R$ 12.501,38
  • Major: R$ 14.287,29
  • Tenente-coronel: R$ 16.073,21
  • Coronel: R$ 17.859,12
  • No final da carreira, um coronel pode chegar a receber R$ 23.302,10

Parcelas

Pela proposta enviada aos deputados, fica o reajuste parcelado da seguinte forma:

  • 2,5% a partir de março de 2020
  • 2,5 % a partir de novembro de 2020
  • 3,50 % a partir de março de 2021
  • 3,50% a partir de novembro de 2021
  • 4,50% a partir de março de 2022
  • 4.58% a partir de novembro de 2022

Fonte: https://g1.globo.com

Emater-RN prorroga inscrições para o Programa de Aquisição de Alimentos

O Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater-RN) prorrogou as inscrições para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Leite). O novo prazo – que agora se estende até o dia 11 de outubro – foi publicado na edição desta sexta-feira (27) no Diário Oficial do Estado. Os editais estão disponíveis no site da Emater (clique AQUI).

O PAA Leite é fruto de um convênio celebrado entre a Emater e o Governo Federal. O objetivo é promover a agricultura familiar, a agropecuária e a política de assistência social do Rio Grande do Norte por meio do desenvolvimento da cadeia produtiva do leite bovino.

Informações do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Leite) executado em 2018

  • Investimento do programa R$ 4.644.651,51
  • Litros de leite adquiridos: 2.243.793
  • Entidades que participaram: 639
  • Agricultores familiares cadastrados: 308
  • Empresas de laticínios cadastradas: 7

Diretor-geral da Emater-RN, Cesar Oliveira destaca que a ação atua fortemente para recuperar e fortalecer a atividade pecuária no estado, integrando os pequenos produtores. “Além disso, quanto mais o agricultor diversificar suas fontes de renda, melhor será para ele e sua família”, acrescenta.

Os agricultores familiares portadores da Declaração de Aptidão ao PRONAF (DAP) interessados em participar da seleção, podem obter informações pelo telefone (84) 3232-2210, ou diretamente nos escritórios locais ou regionais da instituição, das 8h às 12h (exceto sábados, domingos e feriados), e apresentar os documentos abaixo relacionados:

  • Cópia da Declaração de Aptidão ao PRONAF – DAP – válida
  • Cópia do RG e CPF do produtor
  • Proposta de Comercialização
  • Ficha sanitária do IDIARN

PAA Leite

O PAA Leite é a modalidade por meio do qual o Governo Federal compra o leite produzido por cooperativas ou associações da agricultura familiar e/ou de agricultores individuais que, após beneficiamento, é doado gratuitamente a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial, como os centro de referência de assistência social (CRAS), e pelos equipamentos de alimentação e nutrição, como os restaurantes populares, bancos de alimentos e cozinhas comunitárias.

Fonte: https://g1.globo.com

Albert Dickson presta homenagem a dirigentes da Igreja Evangélica

Uma das principais marcas da Igreja Evangélica, os Círculos de Oração e  Comissões de Visita receberam homenagem proposta pelo deputado Albert Dickson (PROS). A solenidade aconteceu na manhã desta sexta-feira (27), no plenário da Assembleia Legislativa.

“Hoje no Brasil são mais de 30 mil círculos de orações e passados mais de 80 anos do seu início, o círculo de oração continua sendo um farol para as Assembleia de Deus no Brasil. São milhares de mulheres anônimas que fazem com que essa igreja cresça e perpetue o evangelho no Brasil”, disse o parlamentar.

Na solenidade algumas participantes do ministério da oração foram homenageadas. A origem do círculo remonta a 1942, quando uma das evangélicas iniciou um grupo de oração para cuidar de uma enferma.  Hoje no Brasil são mais de 30 mil círculos de orações só nas Assembleias de Deus.

Assessoria

Governo do RN pede prorrogação de prazo para aderir a modelo cívico-militar em escolas

Governo Federal quer implementar sistema cívico-militar em 54 escolas do país — Foto: Reprodução/RRTV

O governo do Rio Grande do Norte vai pedir a prorrogação do prazo para indicar escolas estaduais para aderir ao modelo cívico-militar proposto pelo governo federal. O prazo para o envio do ofício informando sobre a adesão termina nesta sexta-feira (27), mas o Estado alega que precisa de detalhes sobre como vai funcionar esse modelo antes de participar.

O Poder Executivo do RN solicitou as informações depois que a União emitiu o comunicado sobre o projeto. Segundo a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seec), ainda não houve resposta do Ministério da Educação para este pedido.

Através da assessoria de imprensa, a Seec disse que vai enviar ainda nesta sexta (27) o pedido de prorrogação, e que vai reiterar também a necessidade de saber detalhes do funcionamento do modelo cívico-militar.

O governo federal quer implementar o sistema em 54 escolas, duas de cada unidade federativa do país. O processo de adesão é voluntário e são os estados que definem quais escolas devem fazer parte do projeto.

Porém, na edição piloto, em 2020, as instituições de ensino com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e em situação de vulnerabilidade social, em comparação com outras escolas do mesmo estado, têm preferência para a adequação.

Verba

O MEC tem um orçamento de R$ 54 milhões para o programa em 2020, R$ 1 milhão por escola. O dinheiro será investido no pagamento de pessoal em umas instituições e na melhoria de infraestrutura, compra de material escolar, reformas, entre outras pequenas intervenções.

Segundo o Ministério, as escolas em que haverá pagamento de pessoal serão aquelas em que terá parceria entre o MEC e o Ministério da Defesa, que contratará militares da reserva das Forças Armadas para trabalhar nas escolas. A duração mínima do serviço é de dois anos, prorrogável por até dez, podendo ser cancelado a qualquer tempo. Os profissionais vão receber 30% da remuneração que recebiam antes de se aposentar.

Os estados podem disponibilizar também policiais e bombeiros militares para apoiar a administração das escolas. Nesse caso, o MEC repassará a verba ao governo, que, em contrapartida, terá que investir na infraestrutura das unidades.

Fonte: https://g1.globo.com

No Dia Nacional de Doação de Órgãos, Assembleia destaca luta em defesa da ação

Comemora-se hoje (27) o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos, que tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância de ser um doador de órgãos e poder ajudar milhares de pessoas que aguardam nas filas de transplante pela oportunidade de recomeçarem suas vidas.

Reconhecendo a relevância do assunto, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte já teve o incentivo à doação de órgãos como tema de campanha institucional, em julho de 2017: “Doe órgãos. Salve vidas”.

A campanha de conscientização do Legislativo, que foi veiculada em mídias tradicionais, digitais, móveis e fixas, como outdoors e back bus (ônibus), explicou como poderiam ser feitas a doações, quando elas eram indicadas e forneceu informações que ajudaram a desmistificar o procedimento, como a inexistência de mutilação e de custos.  

“Também é missão do Poder Legislativo promover ações de bem-estar para a população. No Rio Grande do Norte, como em todo o País, ainda predominam o desconhecimento e os preconceitos a respeito da doação de órgãos. Por isso, ao implementar a campanha, procuramos esclarecer os cidadãos e provocar reflexões sobre o tema”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

Números
De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através da Central de Transplantes do RN, entre janeiro e junho deste ano, o número de transplantes de córnea foi o maior, com 74 procedimentos, seguido de 58 transplantes de rim e 43 de medula óssea.

Atualmente, o Rio Grande do Norte é o terceiro do Nordeste em número de doações de órgãos, com 18,4% por milhão de população (pmp), ficando atrás do Ceará e de Pernambuco.

Em relação aos cadastrados na lista ativa de espera, existem, no RN, 195 pacientes aguardando por um transplante de córnea, 221 à espera de um transplante renal e 75 pessoas aguardando um transplante de medula.

Doação de sangue
Atenta à importância da doação de sangue e buscando sensibilizar novos doadores, a Assembleia Legislativa também promove sistematicamente ações conjuntas para a coleta de sangue junto aos servidores legislativos e à população. As campanhas buscam contribuir para o reforço do estoque de bolsas de sangue do Hemonorte. A iniciativa da campanha é do setor de Saúde da Casa, sensibilizada com o reduzido estoque de sangue registrado pelo Hemonorte.

Quem pode doar
Para doar sangue, as pessoas devem ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos de idade precisam de consentimento do responsável legal); ser saudáveis; pesar acima de 50 kg; ter dormido 6 horas na noite anterior; não ter tomado vacinas nos últimos 40 dias; evitar alimentos gordurosos antes da doação; não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores; e apresentar um documento oficial com foto.

Assessoria

Janot diz que chegou a ir armado ao STF para matar Gilmar.

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot disse nesta quinta-feira, 26, ao Estadão que, no momento mais tenso de sua passagem pelo cargo, chegou a ir armado para uma sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de matar a tiros o ministro Gilmar Mendes. “Não ia ser ameaça não. Ia ser assassinato mesmo. Ia matar ele (Gilmar) e depois me suicidar”, afirmou Janot. 
Segundo o ex-procurador-geral, logo depois de ele apresentar uma exceção de suspeição contra Gilmar, o ministro difundiu “uma história mentirosa” sobre sua filha. “E isso me tirou do sério.” 
Em maio de 2017, Janot, na condição de chefe do Ministério Público Federal, pediu o impedimento de Gilmar na análise de um habeas corpus de Eike Batista, com o argumento de que a mulher do ministro, Guiomar Mendes, atuava no escritório Sérgio Bermudes, que advogava para o empresário. 
Ao se defender em ofício à então presidente do STF, Gilmar afirmou que a filha de Janot – Letícia Ladeira Monteiro de Barros – advogava para a empreiteira OAS em processo no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo o ministro, a filha do ex-PGR poderia na época “ser credora por honorários advocatícios de pessoas jurídicas envolvidas na Lava Jato”. 
“Foi logo depois que eu apresentei a sessão (…) de suspeição dele no caso do Eike. Aí ele inventou uma história que a minha filha advogava na parte penal para uma empresa da Lava Jato. Minha filha nunca advogou na área penal… e aí eu saí do sério”, afirmou o ex-procurador-geral. 
Janot disse que foi ao Supremo armado, antes da sessão, encontrou Gilmar na antessala do cafezinho da Corte. “Ele estava sozinho”, disse. “Mas foi a mão de Deus. Foi a mão de Deus”, repetiu o procurador ao justificar por que não concretizou a intenção. “Cheguei a entrar no Supremo (com essa intenção)”, relatou. “Ele estava na sala, na entrada da sala de sessão. Eu vi, olhei, e aí veio uma ‘mão’ mesmo”. 
O ex-procurador-geral disse que estava se sentindo mal e pediu ao vice-procurador-geral da República o substituir na sessão do Supremo. A cena descrita acima não está narrada em detalhes no livro Nada menos que tudo (Editora Planeta), no qual relata sua atuação no comando da Operação Lava Jato. Janot alega que narrou a cena, mas “sem dar nome aos bois”. 
O ex-procurador-geral da República diz que sua relação com Gilmar já não era boa até esse episódio, mas depois cortou contatos. “Eu sou um sujeito que não se incomoda de apanhar. Pode me bater à vontade… Eu tenho uma filha, se você for pai…” 
Procurado, Gilmar Mendes não havia se pronunciado até a publicação da reportagem. 

Fonte: https://www.blogdojoaomarcolino.com

Óleo encontrado em praias do RN não é do Brasil, indica Ibama

Foto/Reprodução

As manchas de óleo que estão aparecendo em praias do Rio Grande do Norte e de outros estados do Nordeste não são do Brasil. É o que indica o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), após análise feita pela Petrobras.

Em nota, a estatal do petróleo destacou que “que o material encontrado não é produzido e nem comercializado pela companhia”. No entanto, não informou como o resultado foi obtido.

Fonte: http://www.novacruzoficialrn.com.br

Centenário de fundação da Escola de Comércio de Natal foi celebrado no Legislativo

Homenagear os cem anos de criação da Escola de Comércio de Natal. Esse foi o objetivo da sessão solene promovida pela Assembleia Legislativa, através do mandato do deputado George Soares (PL), na tarde desta quinta-feira (26), no Plenário da Casa.

“Nossa Escola de Comércio foi uma instituição fundamental na formação de inúmeras gerações de profissionais da contabilidade e do comércio do RN. Além disso, ela representou, a partir de 1917, uma verdadeira revolução educacional, com reflexos fundamentais na própria economia do Rio Grande do Norte”, destacou George Soares.

O parlamentar lembrou que, antes da Escola, a formação técnica dos contabilistas potiguares era realizada em capitais, como Recife e Salvador, fato que limitava o surgimento de novos profissionais, diante dos elevados custos que isso representava para as famílias, mesmo as de boas condições financeiras.

O Legislativo fez ainda um reconhecimento à vida e à obra do principal criador da Escola de Comércio de Natal, Ulysses Celestino de Góis.

“Ulysses de Góis foi uma das figuras mais emblemáticas do nosso estado no século 20. Foi professor, contabilista, servidor público, cooperativista, jornalista, escritor, sindicalista, líder em tudo que fez. Ele foi também o educador visionário que criou, em 1919, a Escola de Comércio de Natal, fez nascer em 1957 a Faculdade de Ciências Contábeis e Atuariais de Natal e, ainda, foi um dos fundadores do Conselho Estadual de Educação e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte”, frisou o deputado.

Ainda de acordo com o parlamentar, Ulysses Celestino de Góis foi um dos pioneiros no cooperativismo potiguar ao criar, em 1926, a Caixa Rural Operária de Natal. Além disso, em 1946 ele fundou o Sindicato dos Contabilistas e foi seu primeiro presidente. No fim da vida, em 1988, ainda fundou a Academia Norte-Rio-Grandense de Ciências Contábeis.

Falando em nome dos homenageados, Jânea Maria de Souza começou seu discurso contando sua história como aluna da Escola de Comércio. “Após a conclusão nós fomos galgar nosso sucesso, mas as amizades continuam. Uns partiram, mas os outros continuam contribuindo para o engrandecimento do nosso Estado”, disse, emocionada.

Agradecendo o legado deixado pelo professor Ulysses de Góis à Contabilidade brasileira, Jânea de Souza lamentou a extinção da Escola de Comércio. “É muito triste que a escola tenha sido sucateada e transformada em outras unidades. Mas ainda há esperança. Seria interessante criarmos na Ribeira uma escola que siga o exemplo e seja produtiva para os jovens potiguares, principalmente os que ficam por ali, soltos e sem esperança”, sugeriu.

Jucileide Ferreira Leitão, presidente da Academia Norte-Rio-Grandense de Ciências Contábeis, homenageou os professores, funcionários e alunos à época da fundação da Escola de Comércio de Natal.

“A contabilidade potiguar, hoje representada por mais de dez mil profissionais, tem muito a agradecer pela criação da Escola de Comércio. Por isso, nada mais justo que prestarmos todas as homenagens aos primeiros professores, funcionários e alunos, que deram vida à instituição”, enfatizou.

A respeito do professor Ulysses de Góis, a presidente disse que “ele é a luz da Contabilidade brasileira”. “Hoje não temos placas que celebrem os feitos de Ulysses, mas isso não é necessário. O que importa para nós são os exemplos de ser humano e profissional deixados por ele”, concluiu.

Homenageados 
Antônio Capistrano
Arquibaldo Barbosa
Carlos Rosalvo de Oliveira Serrano
Dijosete Veríssimo da Costa
Ivanildo Alves Messias
Ivanilson Pessoa de Medeiros
Jânea Maria de Souza
José Jeová Soares
Manoel Corsino Filho (In Memoriam)
Ulysses Celestino de Góis (In Memoriam)

Assessoria

Globo confirma que demitirá Luciano Huck, se ele insistir em ser candidato contra Bolsonaro

Foto/Reprodução

Nesta quinta-feira, 26 de setembro, o jornalista Tales Faria publicou uma matéria no portal de notícias UOL em que afirma que o apresentador da TV Globo, Luciano Huck, voltou a se afirmar como futuro candidato à presidência da república. Ele teria se reunido com lideranças do PSDB, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, decidindo continuar na missão de pré-candidato.

De acordo com o jornalista do UOL, interlocutores de Huck teriam questionado se ele estaria disposto a largar o cargo de apresentador de televisão para a candidatura, e ele teria confirmado.

Caso isso realmente aconteça, Luciano Huck seria o maior adversário do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Bolsonaro, que vale lembrar, já tem uma birra com a Globo e ter contra ele um apresentador da emissora poderia até ser usado em sua argumentação.

Após a exposição do colunista de política do UOL, a Globo se pronunciou por meio de nota. O canal diz que jamais proibiu Luciano Huck de ser candidato, mas que o procurou sim para explicar novamente as regras da emissora.

Em nota, Globo confirma que procurou Luciano Huck e informa que apresentador será desligado do canal se vier candidato à presidência

A nota do canal deixa claro que se Huck sair para uma candidatura, ele não volta ao ar, perdendo ou ganhando a eleição. “A Globo o procurou para saber se de fato ele concorreria à Presidência e enfatizar que, se assim fosse, teria de se submeter às regras da emissora, segundo as quais a vida politico-partidária é incompatível com a permanência nos quadros da Globo, mesmo depois do processo eleitoral”, disse a emissora por meio de uma nota.

Fonte: http://www.diariovip.novacruzoficialrn.com.br

Governos Municipal e Estadual entregam cheques do Microcrédito nesta quinta-feira (26), em Felipe Guerra.

Uma parceria entre a Prefeitura de Felipe Guerra  e a Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN/RN), do governo do RN, beneficiou através do Programa Microcrédito do Empreendedor, dezenas de famílias felipenses. O ato ocorre nesta quinta-feira (26), às 15h, na sede do poder legislativo.
A diretora Márcia Maia explicou que o Microcrédito do Empreendedor é um programa que concede empréstimos com taxas de juros muito abaixo do mercado, de 1,5% ou 1,7% ao mês, com prazo de até 24 meses para quitar o financiamento, além de desconto de 100% dos juros para os empreendedores que pagarem as parcelas em dia. “É a única instituição financeira que concede juros zero para quem paga em dia”, afirmou.
O prefeito Haroldo Ferreira ressaltou a grandiosidade do momento e ratificou que sua administração sempre estará apoiado o empreendedorismo e assim o desenvolvimento de Felipe Guerra.
O Programa Microcrédito do Empreendedor é um projeto pioneiro planejado e executado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) e em parceria com a AGN. Ele financia em até R$ 3 mil o empreendedor informal e em até R$ 6 mil o empreendedor formalizado, com atendimento individual ou em grupos de três a cinco pessoas. As taxas de juros são de 1,5% ou 1,7% ao mês. 
O prazo para pagar o financiamento é de até 12 meses para quem não possui CNPJ, e 24 meses para os pequenos empreendedores que já atuam na formalidade. Além disso, quem paga o empréstimo em dia tem desconto de adimplência de 100% dos juros.

Fonte: https://www.blogdojoaomarcolino.com

Projeto que corrige distorções salariais na PM e Bombeiros é entregue na AL

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), reuniu-se com o Chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Raimundo Alves, tendo como pauta a entrega de um projeto de lei de iniciativa do Governo que reduz as distorções salariais e o tempo necessário para as promoções na carreira militar da Policia e do Corpo de Bombeiros. Representantes das associações ligadas a segurança pública participaram do evento.

De acordo com Raimundo Alves, essas correções salariais serão feitas de forma escalonada, nos próximos três anos e de forma crescente, permitindo que o governo do Estado chegue em 2022, promovendo uma equiparação salarial. Dentro do projeto está contemplada também a redução do tempo para as promoções dentro das carreiras dos policiais e bombeiros militares. Diminuindo o tempo de promoção do soldado para o cabo – de 10 anos para 8 anos; do cabo para o terceiro sargento – de 6 anos para 4 anos e nas demais carreiras deduzindo de 4 anos para 3 anos.

“O governo do Estado havia se comprometido com os policiais e bombeiros militares que em setembro iríamos trazer para a Assembleia um projeto de lei que finalizasse essas distorções e que promovesse mais dignidade para a categoria. Hoje viemos entregar o projeto e pedir, mais uma vez, o apoio desta Casa Legislativa para que este seja aprovado e permita que a Segurança Pública do RN vivencie um novo momento”, explicou Raimundo Alves.

O presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, destacou a importância do momento, ressaltando a seriedade do governo, ao tentar solucionar o problema da categoria e buscar uma alternativa, mesmo diante da atual conjuntura financeira pela qual passa o Rio Grande do Norte.

“É preciso render homenagens ao setor de segurança pública deste Estado. Os números nos mostram uma redução da criminalidade e isso é fruto do trabalho de excelência dos que fazem essa categoria. Hoje vocês nos dão exemplos de competência, inteligência e amadurecimento da categoria, em dialogar com o governo e com a Assembleia Legislativa, em busca de soluções, entendendo o momento de crise pelo qual passa o Governo do Estado”, destacou Ezequiel. Ferreira.

Presente na reunião, o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) destacou a luta da categoria e parabenizou o governo pelo projeto de lei, que, para o deputado, fará justiça por todo o trabalho que vem sendo realizado pelos policiais e bombeiros do RN.

“Parabenizar a posição do governo, mesmo que de forma tardia, que cumpre o que foi prometido e hoje dá um passo para que essas correções sejam feitas e, assim, o policial militar e o bombeiro do nosso Estado tenha um pouco mais de dignidade”, destacou Azevedo. 

Coronel Azevedo aproveitou a oportunidade para convidar os presentes para o lançamento da Frente Parlamentar da Segurança Pública, que será lançada na próxima segunda-feira (30), na Assembleia Legislativa.

“Seremos sete deputados desta casa atentos para defender as pautas da segurança pública. Sem dúvidas, essa Frente terá um papel muito importante para todos nós”, concluiu o parlamentar.
Já o deputado George Soares (PL), líder do governo na Assembleia Legislativa, destacou o esforço do governo do Estado em honrar esse compromisso com a categoria, mesmo estando vivendo uma das maiores crises financeira da história.

“O que vemos hoje é um diálogo verdadeiro entre as partes. Nunca na história desse Estado um governo se esforçou tanto para que o setor de segurança chegasse a um momento como esse”, frisou George.
Representando as associações presentes na reunião, o presidente da Associação dos subtenentes e sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBM/RN), Eliabe Marques, a notícia chega para a categoria como um alívio.

“Os policiais e bombeiros recebem essa notícia com muita alegria. Nós queremos reconhecer o esforço do governo, a parceria com a Assembleia e esperamos que essas medidas, chegando na ponta, chegando no policial, ela se reverta na melhoria do serviço prestado a população”, comemorou.

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, reforçou o compromisso dos 24 deputados em aprovar todos os projetos que interessem e tragam benefícios para a população do RN.
“Assim como sempre fizemos. Estamos prontos para dar celeridade a todos os projetos de Lei que representem benfeitorias para a nossa população. Assim será com esse, que hora recebemos e que tanto representa para a segurança pública de todo o nosso Estado”, concluiu.

Diante do compromisso reforçado por Ezequiel, o chefe da Casa Civil, Raimundo Alves, destacou o comprometimento dos deputados com a administração estadual.

“Somos poderes independentes e o governo reconhece a independência do Poder Legislativo. Mas é preciso destacar que a Assembleia Legislativa, na pessoa do presidente Ezequiel, tem sido grande parceiro do governo. Todas as decisões que o governo entende que precisa tomar e que envia para esta Casa tem contado com a parceria do presidente e dos deputados de forma muito solidária”, finalizou.

Além do presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira e do chefe da Casa Civil, Raimundo Alves, participaram da reunião os deputados estaduais George Soares, Coronel Azevedo e Cristiane Dantas (SDD), além de Larissa Rosado – chefe de gabinete da presidência da Assembleia Legislativa; Sargento M. Sousa – Presidente da APBMS; Guinaldo da Costa – Presidente da ASSPRA; Rodrigo Maribondo – Presidente da Associação dos Bombeiros; Sargento César Queiroz – Membro da ACS; Cabo Roberto Cleiton – Presidente da ACS; Capitão José Teotônio da Costa – Vice-presidente da ASOFME; Major Antoniel Moreira – Diretor da ASSOFME; Altair Rocha Filho – Assessor especial do Governo do Estado; Ana Carolina Monte – Procuradora do Estado.

Assessoria

66ª fase da Lava Jato apura lavagem de dinheiro praticada por funcionários do Banco do Brasil

Agentes da PF cumprem mandado de busca e apreensão em São Paulo pela 66ª fase da Lava Jato — Foto: Divulgação/PF

A 66ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta sexta-feira (27), apura lavagem de dinheiro praticada por doleiros e funcionários do Banco do Brasil, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF).

O G1 fez contato com o Banco do Brasil às 7h27, que informou que se manifestará assim que possível. O MPF informou que o Banco do Brasil colaborou com a operação com provas colhidas a partir de uma investigação interna.

São cumpridos sete mandados de busca e apreensão em São Paulo (SP) e um em Natal (RN). Os policiais federais cumprem essas ordens judiciais nas casas dos funcionários da instituição financeira e em uma agência de câmbio. Não há buscas em agência ou sede do Banco do Brasil.

Segundo o MPF, esta etapa da Lava Jato investiga três gerentes e um ex-gerente do Banco do Brasil que atuaram para facilitar a realização de operações de lavagem de dinheiro entre os anos de 2011 e 2014. As movimentações superaram R$ 200 milhões.

Os suspeitos, conforme a PF, atuaram em benefício de empresas que contratavam com a Petrobras e necessitavam de dinheiro em espécie para o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos.

‘Alerta Mínimo’

Esta nova etapa da Lava Jato foi batizada de “Alerta Mínimo”. Este nome faz referência aos alertas de operações atípicas do sistema interno do banco para o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) – que hoje se chama Unidade de Inteligência Financeira (UIF) – serem encerrados por meio de argumentos apresentados por gerentes de agência, sem apontar indícios de lavagem de dinheiro.

Nas investigações, de acordo com a PF, documentos revelados por colaboradores mostram que um doleiro produziu, pelo menos, R$ 110 milhões em espécie. O nome do doleiro ainda não foi informado. Esse dinheiro viabilizava o pagamento de propinas, segundo a PF.

Conforme a PF, a produção de dinheiro em espécie envolvia trocas de cheques que eram obtidos no comércio em São Paulo. Além disso, houve abertura de contas sem documentação necessária ou com falsificação de assinaturas em nome de empresas do ramo imobiliário.

A suspeita da PF é de que gerentes de agências bancárias participavam do esquema ao dar suporte às operações de desconto de cheques. Eles também, de acordo com a PF, elaboravam justificativas internas para evitar fiscalizações e ações de compliance.

Os funcionários, em troca, recebiam comissões dos operadores e vendiam produtos da agência para atingir metas, segundo a PF.

Fone: https://g1.globo.com