Archive for novembro 13th, 2019

Secretaria de Saúde confirma dois novos casos de sarampo no RN

As manchas vermelhas são o sintoma mais óbvio do sarampo — Foto: Getty Images via BBC

A secretaria Estadual de Saúde Pública confirmou mais dois casos de sarampo no Rio Grande do Norte, passando para seis o total já registrado no Estado. De acordo com o novo Boletim Epidemiológico sobre a doença divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública, o número de casos notificados é 85, dos quais 52 foram descartados e 27 permanecem em investigação.

Os dois casos mais recentes confirmados são de duas pessoas do sexo masculino, um com 30 anos, de Natal, e o outro com 29 anos residente em Parnamirim. O paciente de Natal teve contato com o homem de 54 anos, primeiro caso de sarampo no Estado registrado em julho deste ano e que teve histórico de viagem a São Paulo. Já o homem de 29 anos teve o caso notificado em setembro, também após viagem à cidade paulista.

Os outros já confirmados e divulgados anteriormente pela secretaria foram uma criança de 6 anos, do município de Macaíba, uma criança de 1 ano e 6 meses, residente no município de Tibau do Sul – em ambos os casos a fonte de infecção ainda está em investigação –, e de uma mulher de 19 anos, do município de Extremoz que também teve contato com o senhor de 54 anos.

Imunização

A confirmação dos dois novos casos é um alerta importante para que a população do Rio Grande do Norte continue procurando as Unidades Básicas de Saúde para receber a vacina da tríplice viral.

Para ampliar a atualização da caderneta vacinal, o Ministério da Saúde deu início à Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. Até o momento, o Estado tem cobertura vacinal de 73,43% em crianças de um ano – recentemente, o ministério modificou a forma de cálculo da cobertura.

A partir do dia 18 de novembro, começa a etapa para adultos na faixa etária de 20 a 29 anos de idade, que ainda não atualizaram a caderneta de vacinação. O “Dia D” está marcado para 30 de novembro.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Coronel Azevedo destaca Grupo de Acompanhamento das manchas de óleo no RN

As manchas de óleo encontradas nas praias do Rio Grande do Norte voltaram ao debate na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (13). Dessa vez, o deputado Coronel Azevedo (PSC) usou a tribuna para destacar o trabalho do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama).

“Desde setembro que essas instituições se empenham em minimizar os efeitos desse derramamento de óleo na costa potiguar. Essa semana, mais de setecentos fuzileiros navais entraram nessa luta. Um trabalho que merece nosso reconhecimento e nosso louvor”, discursou o deputado.

O deputado informou ainda que o RN foi o segundo estado do Nordeste com aparecimento de manchas no litoral e que imediatamente, os integrantes do Grupo de Acompanhamento e Avaliação iniciou os trabalhos no litoral potiguar.

Coronel Azevedo trouxe ainda os números que mostram a grandiosidade da operação. Segundo o parlamentar, até o momento mais de 4.800 militares da Marinha, 34 navios, sendo 30 da Marinha e 4 da Petrobras, 22 aeronaves, sendo 11 da Marinha e 6 da Força Aérea Brasileira, 3 do Ibama e 2 da Petrobras, além de 5 mil militares e 140 servidores do Ibama, 80 do ICMBIO e 440 funcionários da Petrobras, atuam diariamente nessa grande operação.

“De acordo com o levantamento feito pelo Ibama, foram contabilizadas, aproximadamente, 4 mil e 400 toneladas de resíduos de óleo retirados das praias nordestinas, até o momento. Vale o registro e os parabéns aos nossos militares das Forças Armadas pelo empenho e dedicação na defesa do nosso país”, ressaltou.

Ainda em seu discurso e tratando de outro tema, o parlamentar destacou, o que considerou mais um avanço do governo Federal. “Mês passado o presidente Jair Bolsonaro esteve em missão oficial na China onde tratou de assuntos pertinentes à nossa economia”, disse.

Coronel Azevedo disse que a exportação de frutas, carne e vegetais para a China vai aumentar. “Sabemos que o presidente Jair Bolsonaro tem enfrentado várias dificuldades no campo político-econômico, mas uma coisa há de destacar: ele não tem desistido de reestruturar nosso país, que foi sucateado ao longo de nefastas gestões”, finalizou.

Assessoria

Câmara Municipal aprova construção de Hospital Municipal de Natal em área de preservação ambiental

Câmara Municipal aprova construção de Hospital Municipal de Natal em área de preservação ambiental — Foto: Elpídio Junior/Câmara Municipal de Natal

A Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (12) a construção do Hospital Municipal de Natal em uma área situada na Zona de Proteção Ambiental – 1 (ZPA1), no bairro Pitimbu, Zona Sul da capital potiguar. O secretário de Meio Ambiente e Urbanismo da capital, Thiago Mesquita, participou da sessão para explicar o porquê da escolha dessa área específica.

“Já que se trata da ocupação de uma Zona de Proteção Ambiental e existem muitas dúvidas técnicas em relação a isso, nós viemos esclarecer os questionamentos. Se viu que essa área é pública e pertence ao município, está em um eixo de mobilidade urbana, que consegue interligar as quatro regiões, além de ser perto de outros hospitais, da UPA. Estamos falando de um complexo hospitalar e não somente um hospital isolado”, disse o secretário.

A expectativa é que a unidade hospitalar tenha 200 leitos, sendo 30 de UTI. O recurso para a implantação é federal na ordem de R$ 30 milhões.

Uma emenda apresentada pelo vereador Preto Aquino (Patriota) autoriza a construção apenas do Hospital Municipal no terreno escolhido, ou seja, nenhum outro empreendimento poderá ser construído no local.

“O Projeto de Lei tinha certa dúvida, dos vereadores, se a área poderia ser destinada para algum outro fim que não fosse o hospital. Por isso foi criada essa emenda autorizando a construção apenas do Hospital municipal do Natal”, explicou Preto.

No total, foram apresentadas cinco emendas pelos vereadores, das quais, duas foram encartadas na votação. A outra emenda aprovada é de autoria do vereador Sueldo Medeiros (PHS) e determina que o tratamento dos resíduos sólidos ou resíduos líquidos poluidores seja enquadrado nos requisitos do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

O projeto de lei segue agora para sanção do prefeito Álvaro Dias (MDB).

Francisco do PT vai debater a questão habitacional no RN

A Assembleia Legislativa do RN vai realizar, nesta quinta-feira (14), às 14h, uma audiência pública para debater “A questão habitacional no RN”. Proposto pelo deputado Francisco do PT, o debate busca soluções em torno da problemática que se agravou após os cortes de recursos no Programa “Minha Casa, Minha Vida”.

“Apesar dos avanços alcançados com os programas habitacionais implantados nos governos Lula e Dilma, no período de 2003 a 2015, o Brasil e o RN ainda têm um déficit habitacional preocupante. Após 2016, esse problema foi agravado com os cortes de recursos no Programa “Minha Casa, Minha Vida”, que em alguns estados levou praticamente à paralisação desse e de outros projetos habitacionais que vinham sendo executados pelo governo federal”, alertou Francisco do PT.

Segundo o parlamentar, o anúncio do corte de 45% nos recursos do Orçamento da União para habitação em 2020 agrava o problema, ainda mais se considerar que a crise econômica e o crescimento do desemprego têm levado as famílias mais pobres a não dispor de nenhuma condição de pagar locação de imóveis.

“Diante disso, urge discutir essa questão para que busquemos alternativas para esse grave e crescente problema. Afinal, estamos falando do direito de seres humanos a terem um lugar para viver e que está consagrado na Constituição Federal e na Declaração Universal dos Direitos Humanos”, acrescentou Francisco do PT.

Assessoria