Archive for janeiro 24th, 2020

Suspeito se apresenta à polícia, confessa assassinato de professor no litoral do RN e é liberado

Eliezel Urbano foi assassinado a facadas em casa na praia de Barreta, em Nísia Floresta, na madrugada da quarta (22). — Foto: Redes sociais

Um dos suspeitos de ter matado o professor Eliezel Urbano, de 42 anos, se apresentou à Polícia Civil nesta quinta-feira (23) e confessou ter esfaqueado a vítima durante uma briga, em uma casa da praia de Barreta, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal. O crime aconteceu na madrugada de quarta-feira (22). Como não foi preso em flagrante, o homem acabou sendo liberado.

Segundo a Polícia Civil, dois dos três homens que estavam na casa com o professor e um colega dele se apresentaram à delegacia, acompanhados de advogado. Um confessou que esfaqueou o professor enquanto o outro declarou que não teve participação no crime. O terceiro suspeito também teria tido envolvimento na briga, mas ainda não foi encontrado.

O crime aconteceu na madrugada da quarta-feira (22), durante uma bebedeira na casa de praia. A vítima sofreu pelo menos oito cutiladas, de acordo com a polícia. Eliezel estava em uma casa com outro amigo professor e a dupla teria chamado outros três rapazes para beberem juntos. Conforme a polícia, Eliezel era homossexual e teria assediado um dos rapazes, que não gostou e começou uma confusão, na qual a vítima foi esfaqueada.

De acordo com a Delegacia de Nísia Floresta, o assassino confesso não permaneceu preso porque livrou o flagrante e agora só pode ser detido por força de mandado judicial. Mais informações sobre as investigação não foram dadas.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

RN fecha 3,1 mil vagas em dezembro, mas encerra 2019 com saldo de 3,7 mil empregos formais

O Rio Grande do Norte fechou 3.133 vagas formais de trabalho em dezembro de 2019, mas encerrou o ano com saldo positivo de 3.741 empregos, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Economia. Quem mais criou vagas ao longo do ano, o setor de Serviços também foi o que mais demitiu em dezembro.

Ao longo de 2019, o estado registrou um total de 149.222 contratações, contra 145.481 demissões, gerando o saldo de 3,7 mil novas vagas – crescimento de 0,88%. Ao fim dos 12 meses, a capital Natal fechou 1.904 vagas, enquanto Parnamirim, na região metropolitana, teve criação de 1.943 novos empregos.

No acumulado do ano, o setor de Serviços foi o que mais criou empregos no estado, com saldo de 2.161 novas carteiras assinadas, seguido pela Construção Civil (951), pela Agropecuária (384), Serviços Industriais de Utilidade Pública (217) e Comércio (109).

Na contrapartida, a Administração Pública encerrou os 12 meses com saldo negativo (-39). O mesmo caminho seguido pela Indústria de Transformação, que fechou 35 vagas, e pelo setor de Extração Mineral (-7).

Veja o saldo de empregos por setor em 2019, no RN

  • Extrativa Mineral: -7
  • Indústria de Transformação: -35
  • Serviços Industriais de Utilidade Pública: 217
  • Construção Civil: 951
  • Comércio: 109
  • Serviços: 2.161
  • Administração Pública: -39
  • Agropecuária: 384

Total: 3.741

Dezembro

Apesar de liderar a geração de vagas ao longo do ano, o setor de Serviços também foi responsável pela maior parte do saldo negativo de dezembro passado. Dentro dos 31 dias, foram fechadas 1.912 vagas – saldo de um total de 6.084 demissões contra 4.172 contratações.

A Agropecuária foi o segundo setor que mais demitiu, gerando saldo negativo de -786 empregos formais, seguida ainda pela Indústria de Transformação (-379), pela Construção Civil (-207), pelos Serviços Industriais de Utilidade Pública (-5) e Administração Pública (-3).

Os únicos setores que tiveram saldo positivo no mês foram o Comércio (100) e a Extrativa Mineral (59), mas não foram suficientes para reverter os dados negativos.

Com isso, o mês de dezembro fechou com saldo negativo de 3.133 vagas formais – o pior resultado desde 2016, quando o saldo foi de – 3.321.

Municípios

A capital potiguar registrou o fechamento de 1,9 mil vagas de emprego formais ao longo do ano. Somente em dezembro, o saldo negativo foi de -2501.

Na região metropolitana de Natal, São Gonçalo do Amarante contratou mais que demitiu em dezembro, mas também registrou saldo negativo no acumulado do ano, com redução de 225 empregos.Saldo de empregos em 2019 por município no Rio Grande do Norte. Números acumulados entre janeiro e dezembro do ano passado, a partir de 50 vagas, positivas ou negativas Assu ,Caicó, Ceará-Mirim, Currais Novos. Mossoró, Natal Parnamirim, Santa Cruz, São Gonçalo do Amarante ,São José de Mipibu-3k-2k-1k01k2k3kFonte: Caged

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Governo do RN publica troca de titular na Secretaria de Mulheres e Direitos Humanos

Arméli Brennand (de cinza) deixa o cargo de secretária das Mulheres e dá lugar a Eveline Almeida de Souza Macedo (de preto). — Foto: Governo do RN/Divulgação

O Governo do Rio Grande do Norte oficializou, com atos publicados no Diário Oficial desta sexta-feira (24), a troca de titulares na Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.

Com a mudança, a promotora aposentada Arméli Marques Brennand deixa o cargo de confiança e dá lugar a Eveline Almeida de Souza Macedo, que já foi vice-prefeita de Natal. Os atos de exoneração e nomeação são assinados pela governadora Fátima Bezerra (PT).

Em suas redes sociais, a governadora afirmou que Arméli pediu para deixar o cargo para cuidar da saúde, mas atendeu ao convite para permanecer no Executivo e passa a atuar ao lado do vice-governador Antenor Roberto (PCdoB) no assessoramento do Plano Estadual de Segurança Pública. Não houve nomeação no Diário Oficial.

“É um desafio que levarei com muita responsabilidade e disposição. É uma alegria imensa participar de uma gestão na qual acreditamos e sonhamos juntos”, afirmou a nova secretária.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Criança de um ano morre afogada depois de cair em viveiro de peixes na Grande Natal

Menino de um ano e quatro meses morreu após cair em viveiro de peixes em Ceará-Mirim, nesta quinta (23) — Foto: Arquivo da família

Uma criança de um ano e quatro meses morreu afogada depois de cair em um viveiro de criação de peixes na zona rural de Ceará-Mirim, na Grande Natal, na tarde de quinta-feira (23). A mãe disse que o menino sumiu e depois de procurado em todos os cômodos da casa, foi encontrado dentro de um poço onde o vizinho cria peixes.

A vítima do afogamento é Cássio Victor Rocha da Silva, de um ano e quatro meses. Lílian Rocha da Silva, mãe da criança, disse que ela e o menino foram dormir e que, quando acordou, não achou a criança.

Em seguida, Lílian disse que encontrou o corpo do filho no viveiro em que o vizinho cria peixes e ainda tentou reanimá-lo, mas a criança já estava sem vida. O corpo de Cássio foi levado para o Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) em Natal e liberado na noite de quinta.

Desempregada e recebendo benefícios sociais como única fonte de renda, Lílian criou dois dos três filhos com a ajuda da mãe. Sem condições, a outra filha de 9 anos seguiu para adoção. A mulher ganhou um caixão mas não tinha verba para pagar o táxi que levou o corpo do menino, a funerária e os gastos com velório e sepultamento.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/