Archive for maio 9th, 2020

Ubaldo Fernandes propõe campanha de racionalização do consumo de água

 Com a pandemia do coronavírus, aumentou também o consumo de água entre os norte-rio-grandenses. Pensando nisso, o deputado Ubaldo Fernandes (PL) propôs um Projeto de Lei para que o Governo do Estado promova uma campanha educacional sobre o consumo inteligente da água.

“Uma das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) é para lavar as mãos por, pelo menos, 20 segundos, várias vezes ao dia. Isso fez com que a população abrisse mais as torneiras. Num Estado em que a seca é uma constante, esse maior consumo de água nos preocupa”, diz o deputado Ubaldo Fernandes.

De acordo com o projeto, a Campanha de Racionalização de Consumo de Água será implementada por meio de peças publicitárias de cunho educativo, inseridas nos veículos de comunicação em geral. Prevê ainda atividades educativas e informativas no âmbito da rede pública de ensino do Estado, extensível à rede pública municipal de ensino, por meio de convênio; além de parcerias com municípios ou outros entes públicos ou privados.

“Nosso objetivo é informar a população de maneira a desenvolver a consciência sobre a necessidade de reduzir o consumo de água. O importante é estimular a população a reaproveitar as águas servidas”, justifica o deputado. Para isso, a campanha contaria com o apoio e parceria fundamental da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

A campanha prevê ainda a instrução sobre os usos para os quais pode ser destinado esse recurso, estimulando a instalação de sistemas de captação, armazenamento e uso de águas pluviais, prestando orientação e apoio técnico à população.

Aplicativo da Caixa Federal erra e deixa muita gente “em análise” sem receber seu benefício

Faz um mês que muita gente carente se escreveu e não recebeu ainda o auxílio emergencial/ Foto da internet

Desde o mês passado quando foi emitido o aplicativo da Caixa Federal para pagar o auxílio emergencial ao povo carente e desempregado por causa do Covid, que tem muitos necessitados não estão recebendo os 600 reais porque o aplicativo está falhando. Fica apenas com a mensagem: “Em analise”. Isso precisa de uma resposta mais precisa da Caixa Econômica Federal.

Na última quinta-feira o presidente Bolsonaro sendo informado do assunto, qualificou como a minoria as pessoas que estão nessa analise. Sabemos que é a minoria, mas não cabe ao presidente não considerar que essa minoria está passando fome tanto quanto a maioria que já recebeu o benefício estava.

Bolsonaro erra muto por analisar as questões de um Brasil imenso como nosso, por não ver que o pouco que é atingido sofre as consequência de uma falta dos gestores que auxilia ao governo.