Archive for maio 22nd, 2020

Projeto de Lei quer instituir Semana de Sensibilização e Defesa dos Portadores de Doenças Intestinais

Atento à causa do Maio Roxo, mês de conscientização e luta contra as Doenças Inflamatórias Intestinais (DIIs), o deputado Hermano Morais (PSB) subscreveu Projeto de Lei para instituir uma semana de sensibilização e defesa dos portadores dessas enfermidades no calendário do RN.

A campanha do Maio Roxo visa chamar a atenção da sociedade para a causa e buscar melhorias na qualidade de vida dos pacientes de DIIs. O mês acompanha o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal – 19 de maio – data instituída em 2010 e lembrada em mais de 50 países de todo o mundo.

Segundo Hermano, no RN a estimativa é de 50 a cada 100 mil habitantes, totalizando uma média de 600 pessoas só na capital potiguar. “Nesse sentido, a prevenção e o apoio ao desenvolvimento de estudos sobre as causas e manifestações das DIIs são de extrema importância. Orientação e esclarecimento são fundamentais, pois contribuem para a promoção da saúde e qualidade de vida”, ressaltou. 

Buscando incentivar a mobilização das autoridades públicas estaduais para ampliar o conhecimento da sociedade sobre as DIIs, Hermano Morais promoveu, no final do ano passado, uma audiência pública para tratar sobre o tema. E o resultado dos debates com médicos especialistas, portadores e autoridades do Estado foi a protocolização do Projeto de Lei 402/2019, que objetiva instituir a Semana de Sensibilização e Defesa dos Portadores de Doenças Inflamatórias Intestinais.

A expectativa é de que o PL seja aprovado na Assembleia Legislativa e siga para aprovação e posterior sanção do Governo do Estado, ainda em 2020.

Doenças Inflamatórias Intestinais (DIIs)    

Sintomas que geralmente estão associados a intolerâncias ou má digestão (diarreia crônica, náusea, dor abdominal, perda de peso e apetite) precisam ser avaliados com ajuda profissional, já que as alterações intestinais podem representar um risco, caso não sejam tratadas precocemente. Ainda pouco divulgadas, as DIIs podem ser definidas como um grupo de doenças crônicas que causam processo inflamatório no trato gastrointestinal.

“As Doenças Inflamatórias Intestinais envolvem duas principais enfermidades: Doença de Crohn e Retocolite Ulcerativa. São patologias crônicas, que atingem o trato digestório, de causa desconhecida, que podem estar ligadas a fatores hereditários e imunológicos, podendo ser agravadas pelos hábitos de vida. Elas ainda não têm cura, mas o diagnóstico precoce e o tratamento adequado podem permitir seu controle e proporcionar melhor qualidade de vida aos pacientes, que podem até vir a ficar completamente assintomáticos”, explica a nutricionista e presidente da Associação Estadual DII RN, Carla Monteiro.

Ainda de acordo com a nutricionista, as DIIs acometem principalmente os jovens em plena atividade, limitando temporária ou definitivamente suas ocupações habituais, influenciando seus comportamentos na escola, no trabalho, no relacionamento social e familiar, na autoimagem e na atividade sexual. Estudos recentes apontam que, no Brasil, as Doenças Inflamatórias Intestinais atingem 13,25 em cada 100 mil habitantes. No mundo, essa condição atinge mais de 5 milhões de pessoas, segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP).

Covid-19: Comitê do Nordeste quer fechar totalmente Natal e Mossoró com pretexto de evitar mais contaminação

Comitê Científico do Nordeste sugeriu lockdown em cidades do Rio Grande do Norte — Foto: Reprodução
Por que esses cientistas não fazem alusão aos possíveis números de contaminados assintomáticos? Por omissão propositiva do caos?

ALERTA AO RN – Com governos formados na sua maioria pelo PT, sem ter rumo de que tipo de ciência de fato participam, pois já se passaram mais de 60 dias e nada de solução em nenhum dos Estados que monitoraram, agora, após incentivar o caos do desemprego e da fome em tantos outros lugares, este Comitê do Nordeste quer o pior para o Estado do Rio Grande do Norte.

Podemos dizer com toda certeza: esses cientistas então envergonhados pelo que propagam. Se nossa opinião é de apenas vivências, não há nada de grandeza nessa hora, neste comitê que não sabem de nada, salvo o tranca tudo.

Fechar não foi a solução nos EUA, Itália, França, Inglaterra e Espanha, por que então seria certo aqui, no RN? O governador de Nova Iorque declarou que mais de 66% dos que se contaminaram estavam em confinamento.

Querem nos adoecer, e todas as autoridades que se rederem a esse tipo de proposta estará fadada ao fracasso na vida pública. O povo do RN voltará a se levantar. Que falta faz uma guerreira como Wilma de Faria.

O povo do RN tem que reagir! Segundo Dr. Anthony Wong, estão nos empurrando para o inverno, quando estaremos com maior circulação de demais vírus respiratórios, de gripes, que juntos com o coronavírus podem matar mais pessoas. Não duvidem! Eles querem a nossa morte.

Fonte: G1RN

Covid-19: Vivaldo solicita instalação de cabines de desinfecção na entrada de todos os estabelecimentos de saúde

Foto cedida

O deputado Vivaldo Costa (PSD) apresentou um requerimento na Assembleia Legislativa para pedir a governadora Fátima Bezerra (PT) a instalação de cabines de desinfecção na entrada de todos os estabelecimentos de saúde, públicos ou privados, no Rio Grande do Norte. A solicitação do parlamentar tem como objetivo auxiliar no enfrentamento do Covid-19.

As cabines atuam na eliminação de germes, bactérias e vírus através de uma nuvem de vaporização para “desinfetar” roupas e superfícies em geral. O produto não é tóxico, não tem cheiro e também não mancha roupas.

“Em função da disseminação do Covid-19 no Estado e do alto índice de contaminação entre as pessoas, é imprescindível a instalação de cabines de desinfecção na entrada de todos os estabelecimentos de saúde, sejam públicos ou privados. Isso diminuirá o contágio deste vírus. Algumas cidades já têm usado a ideia e dado certo”, contou Vivaldo.

Aprovado projeto de Isolda que institui Delegacia Virtual para enfrentamento à violência contra a mulher

Na sessão remota da Assembleia Legislativa de quarta-feira (20), foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei de autoria da deputada estadual Isolda Dantas (PT) que cria “Delegacia Virtual em Defesa das Mulheres”, com o objetivo de conter o avanço da violência contra a mulher no Rio Grande do Norte, especialmente durante o período de isolamento social, em função da pandemia da Covid-19.
 
Em diálogo construído com a SEMJIDH, Degepol e o Comitê de enfrentamento à violência doméstica e familiar, o mandato da deputada criou o Projeto de Lei para a implementação de uma Delegacia Virtual como um mecanismo para o registro da violência doméstica. Com a criação de um canal de comunicação via WhatsApp, o dispositivo assegura o recebimento de denúncias, registros de ocorrências, envio de fotos e documentos relativos aos crimes e situações de violência doméstica.
 
“Por uma série de fatores as mulheres têm muita dificuldade de realizar as denúncias. Neste período de isolamento a violência aumenta e é preciso ter mais atenção. As mulheres do Rio Grande precisam saber que não estão sozinhas. Nosso compromisso de luta e trabalho: se tem violência contra a mulher, a gente mete a colher!”, afirmou Isolda.
 
Agora, o PL aguarda sanção do Governo do Estado e a regulamentação da Polícia Civil, para que as mulheres potiguares tenham mais uma ferramenta em defesa de suas vidas.

RN: Governadora Fátima diz que reunião com Bolsoanro foi propositiva e que ele vai mandar auxílio para o Estado e os Municípios

Fátima Bezerra participa de reunião de governadores com o presidente Jair Bolsonaro — Foto: Divulgação
Fátima Bezerra participa de reunião de governadores com o presidente Jair Bolsonaro — Foto: Divulgação

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), considerou a reunião dos governadores dos estados do Brasil com o presidente da República Jair Bolsonaro como “propositiva”.

O encontro virtual com o presidente aconteceu nessa quinta-feira (21) e também contou com as presenças dos presidentes do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e dos ministros de Bolsonaro.

Segundo a governadora, o presidente Jair Bolsonaro assumiu o compromisso de sancionar o projeto de lei que trata do auxilio federativo aos estados e municípios. “Fizemos um apelo para que essa sanção ao projeto se dê imediatamente e para que esse repasse chegue o mais urgente possível junto aos estados e municípios”, disse Fátima.

G1RN

Escolas públicas do RN enfrentam obstáculos para implantar atividades remotas durante pandemia

Aluno Marcos Filho está no 9º ano e acompanha as aulas online — Foto: Arquivo pessoal
Aluno Marcos Filho está no 9º ano e acompanha as aulas online — Foto: Arquivo pessoal

A Secretaria de Educação do Rio Grande do Norte (Seec) autorizou, sob condições determinadas em portaria, as escolas a realizarem ensino não presencial com os alunos durante o isolamento social por causa da pandemia da Covid-19. No entanto, a modalidade não pode ser aplicada em todas as unidades, porque boa parte dos estudantes não dispõe de internet.

A portaria do Governo do Estado determinou que, pelo menos, 75% do corpo estudantil deve ter acesso às aulas à distância para que elas aconteçam. Segundo a Seec, a carga horária utilizada nessas eventuais atividades não presenciais vai valer no máximo 20% da carga horária anual do componente curricular.

O sistema tem funcionado na Escola Estadual Stela Wanderley, que fica em Neópolis, Zona Sul de Natal, apesar de não contemplar todos os estudantes. Com 326 alunos matriculados entre o 6º e o 9º ano do ensino fundamental, mas Juvania Borges, coordenadora pedagógica da escola, algumas turmas estão com 75% de adesão e outras chegam até 90%.

“Antes de abrirmos as turmas online fizemos o contato com as famílias para ver a possibilidade do acesso dos alunos a internet. Então conseguimos uma boa adesão. Mas o percentual nos surpreendeu”, conta.

O estudante Marcos Antônio Bezerra Filho, de 15 anos, da turma do 9º ano, diz que a experiência tem sido proveitosa. Marcos quer prestar a prova para ingressar no ensino médio do IFRN.

“Estou gostando, tenho aprendido o conteúdo. Quando voltarmos, não vamos ter que começar do zero”. Disse o aluno.

“Eu estou amando. Assim ele ocupa a cabeça, não fica sem ter o que fazer dentro de casa durante esse período”. Afirmou a diarista Cláudia de Góis, mãe de Marcos Filho.

Segundo ela, o pré-adolescente estava assustado com a Covid-19 e voltar aos estudos o tem ajudado nisso. “Ele ficava pensando que eu ia morrer, que coisas ruins iam acontecer. Agora está mais tranquilo”. Comentou.

G1RN