Archive for outubro 13th, 2020

A Covid-19 não mais assombra: Aglomerações em festas e eventos políticos sem uso de máscara marcam feriado prolongado no RN

Algumas imagens até parecem de carnaval fora de época, mas são da campanha política no Rio Grande do Norte em meio à pandemia da Covid-19. Durante o feriado prolongado que acabou nesta segunda-feira (12), políticos e eleitores esqueceram do coronavírus e foram às ruas e promoveram arrastões. Festas também foram registradas em várias cidades do estado e a máscara de proteção, que é obrigatória, não era usada pela maioria das pessoas.

Foram registrados eventos políticos com aglomerações em Grossos, Tangará, Serra do Mel, São José de Campestre, Umarizal, Patu, Tibau do Sul, entre outros municípios. Em Tibau do Sul, imagens mostraram motoristas bebendo e dirigindo ao mesmo tempo durante carreata.

Aglomeração durante evento político no interior do Rio Grande do Norte — Foto: Reprodução

Aglomeração durante evento político no interior do Rio Grande do Norte — Foto: Reprodução

Os mesmos políticos que endureceram as regras de distanciamento social, de fechamento do comércio, e que perderam alguns cidadãos de suas cidades para a Covid-19 agora afrouxaram as medidas a ponto de esquecer que o vírus continua em circulação – a diferença é que não mais na mesma intensidade de contaminação.

G1RN

Sine oferece 43 vagas de emprego em Natal e Região Metropolitana nesta terça (13)

Carteira de trabalho — Foto: Heloise Hamada/G1
Carteira de trabalho — Foto: Heloise Hamada/G1

G1RN – O Sistema Nacional de Empregos (Sine) está oferecendo 43 vagas de trabalho nesta terça-feira (13) em Natal e na Região Metropolitana.

Para concorrer às vagas, é necessário que o candidato se cadastre no portal Emprega Brasil, do Ministério do Trabalho e Emprego. Além de pelo site, o cadastro pode ser feito pelos aplicativos de celular Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Sine não está com atendimento presencial para vagas de emprego.

Veja as vagas

  • Ajustador de oficina de cilindros – 1
  • Analista de recursos humanos – 1
  • Auxiliar de logística – 15
  • Auxiliar financeiro – 2
  • Cabeleireiro – 3
  • Comprador – 1
  • Eletricista bobinador – 1
  • Manicure – 8
  • Mecânico de máquinas pesadas (manutenção) – 1
  • Mecânico de motocicletas – 2
  • Montador de vidros – 1
  • Operador de retroescavadeira – 2
  • Pizzaiolo – 1
  • Podador de árvores na conservação de vias permanentes – 1
  • Técnico em manutenção de equipamentos de informática – 1
  • Vidraceiro de quadros e molduras (comércio varejista) – 2

José Dias cobra ação de combate aos crimes rurais no RN

O deputado estadual José Dias (PSDB) fez uso da palavra, durante sessão ordinária desta terça-feira (13), na Assembleia Legislativa, para tratar da insegurança rural no Rio Grande do Norte. De acordo com o parlamentar, os casos de roubo, assaltos e furtos nas áreas rurais do Estado têm sido um dos maiores problemas enfrentados pelo homem do campo.

“A realidade do homem do campo é muito preocupante. A insegurança é hoje uma das maiores preocupações e tem tirado o sono de muitas famílias que estão desamparadas”, disse.

José Dias ressaltou a necessidade de urgência na resolução do problema. “As quadrilhas estão agindo de forma exacerbada. Precisamos de providências para enfrentar esse drama que tem tirado a paz da população rural. Precisamos buscar recursos do orçamento para se criar um instrumento permanente de combate aos crimes rurais”, cobrou.

Escola da Assembleia será destaque no II Seminário virtual de Escolas de Governo

O pioneirismo da Escola da Assembleia Legislativa do RN será destaque no II Seminário virtual de Escolas de Governo, nesta quarta-feira (14), às 16h.  A Escola exibirá projetos de sua autoria em evento de nível nacional, promovido pela Rede de Escolas de Formação de Agentes Públicos de Minas Gerais, que começou no último dia 28 e vai até 19 de outubro.
 
O trabalho Norte-rio-grandense inscrito no seminário foi o “Conectando Saberes”, desenvolvido pelos servidores João Maria de Lima, Kassia  Kamilla e Leonardo Araújo. Ele relata a experiência da Assembleia Legislativa do RN, por meio da sua Escola, com os projetos Conexão Cidadã, Conexão Parlamento e Conexão Enem.
 
Para o diretor da Escola da Assembleia, professor João Maria de Lima, é muito importante para o Legislativo Potiguar que sua instituição de ensino tenha visibilidade em encontros e seminários, ainda que virtuais, por todo o Brasil.
 
“Nós temos conseguido divulgar, há um bom tempo, tudo que fazemos não só pela capacitação dos nossos servidores, mas também pela cidadania, democracia e Educação do Rio Grande do Norte. E essa participação no seminário é muito positiva, já que também é nosso trabalho aproximar a Assembleia Legislativa do seu povo, como nos orienta o presidente Ezequiel Ferreira”, destacou João Maria.
 
Os projetos apresentados no evento abordarão os seguintes temas: Metodologias ativas; Escola de Governo, EAD e práticas cooperativas; Educação a distância em Escolas de Governo: relatos de experiências; Formação de agentes educacionais para EAD; Design educacional; Avaliação em EAD; Modalidades híbridas nas Escolas de Governo; As publicações científicas nas Escolas de Governo e Ação para a cidadania nas Escolas de Governo.

Ezequiel garante apoio à classe produtiva, a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa

A Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte entregou o projeto de Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, de forma oficial, ao presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), nesta terça-feira (13). O ato formal foi realizado para pedir celeridade em torno da matéria, que agora seguirá para votação em plenário. A ação contou com a presença dos parlamentares que integram o colegiado e dos líderes da classe produtiva potiguar.

“A Assembleia está, mais uma vez, dando a sua contribuição ao crescimento do RN. Fizemos uma Frente com deputados comprometidos e este é o resultado. Estamos em um estado que precisa retomar a sua economia e vamos pautar esta matéria devido a sua urgência e necessidade. Aos empreendedores, contem sempre com a Assembleia nas pautas que forem a favor do RN”, disse Ezequiel Ferreira.

Presidente da Frente Parlamentar, coube a Kleber Rodrigues (PL) realizar a entrega do documento a Ezequiel. Antes, o deputado realizou uma pequena apresentação do projeto e dos debates realizados até agora. “Importante registrar o empenho do presidente Ezequiel em dar celeridade a este projeto, assim como a contribuição de cada entidade aqui representada na produção desta Lei que beneficiará quase 200 mil pequenas empresas potiguares”, disse.

Segundo Kleber, o projeto permitirá a desburocratização do sistema – permitindo aos pequenos negócios um tratamento diferenciado junto ao poder público -, além de autorizar que compras governamentais sejam feitas em empresas potiguares. A estimativa é que o Governo do RN utilize mais de R$ 1 bilhão com compras feitas fora do Estado. A ideia é que este recurso passe a ser utilizado para fomentar os negócios no próprio território potiguar. A Lei prevê ainda a criação de um fundo financeiro para garantir o pagamento do poder público.

Presente ao encontro, o superintendente do Sebrae-RN, Zeca Melo, enfatizou a importância do ato realizado na Assembleia. “É mais uma etapa vencida. Esperamos que ela seja aprovada e sancionada para, em seguida, lutarmos para que a Lei se transforme em realidade. Mas, é importante agradecer pelo apoio e empenho do presidente Ezequiel”, disse.

A reunião contou ainda com as presenças dos deputados Francisco do PT, Hermano Morais (PSB), George Soares (PL) e coronel Azevedo (PSC). Pela classe produtiva, estiveram no encontro o presidente da Fecomércio-RN, Marcelo Queiroz, o presidente da Faern, José Vieira, o presidente da Fiern, Amaro Sales, o vice-presidente da Fiern, Heyder Dantas, o presidente da CDL-Natal, José Lucena, a vice-presidente da CDL Natal, Maria Luísa Fontes, presidente da Federação das Associações Comerciais do RN, Itamar Manso.

Ceará: 14 crianças menores de 6 anos foram assassinadas em 2020, número é o maior desde 2010

Crianças vítimas da violência no Ceará em 2020; já foram 14 neste ano, até setembro, mais do que nos nove anos anteriores — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução
Crianças vítimas da violência no Ceará em 2020; já foram 14 neste ano, até setembro, mais do que nos nove anos anteriores — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução

Atingidas por balas e feridas por arma branca. No Ceará, esse ano, 14 crianças que sequer tinham chegado aos 6 anos de idade e foram assassinadas. Elas foram vítimas precoces da violência em 2020, ano no qual mais crianças nessa faixa etária foram assassinadas desde 2010. Os dados são de um levantamento do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência, da Assembleia Legislativa do Ceará.

Dentre as vítimas, duas tinham apenas 5 anos. Em três situações, as crianças sequer tinha 12 meses de vida.

Das 14 vítimas, nove foram atingidas por disparo de arma de fogo. Uma menina de 5 anos foi agredida com arma branca. Duas outras meninas e dois meninos foram mortos com uso de outros meios não informados, segundo aponta o levantamento que considera os registros da Secretaria da Segurança.

Além de Fortaleza, os homicídios aconteceram em oito cidades diferentes. Seis crianças foram mortas em Fortaleza, as outras em Beberibe, Caucaia, Granja, Guaiúba, Itarema, Maracanaú, Russas e Tauá.

O coordenador da equipe técnica do Comitê de Prevenção e Combate à Violência, Thiago de Holanda, reforça que é com tristeza e indignação que o Comitê lança esses dados.

“Isso mostra que essas crianças estão vivendo em situação de vulnerabilidade, nessas comunidades, e mostra que essa vulnerabilidade pode ter se agravado neste período de isolamento, onde as crianças não estão indo para a escola e escola é um lugar de proteção. Estão mais expostas ao domínio de grupos armados nos territórios, confronto com a polícia. Tanto crianças, como mulheres e idosos.”

G1CE

Eleições 2020: os planos dos candidatos a prefeito de Natal para a saúde

Candidatos a prefeito de Natal — Foto: G1 RN
Candidatos a prefeito de Natal — Foto: G1 RN

Do G1RN

Afrânio Miranda – Podemos

Em seu possível governo, Afrânio afirma que vai informatizar e modernizar a gestão, com conexão dos serviços de saúde em tempo real, com prontuário eletrônico e digital, além de entrada e saída de equipamentos, insumos, serviços e medicamentos. O candidato também quer implantar critérios técnicos para nomeações em cargos de direção e descentralização da gestão dos distritos sanitários. Além disso, ele quer ampliar o programa saúde da mental, práticas integrativas, atenção à saúde do idoso, da criança, da mulher e do adolescente; melhorar acesso à saúde bucal, além do consultório de rua para apoio às pessoas em vulnerabilidade.

Ele também prevê incentivo aos testes de saúde para combate a doenças infecto contagiosas, sexualmente transmissíveis, prevenção de gravidez precoce e vacinação. Outra proposta é a abertura de concurso público para contratar médicos e enfermeiros, com foco para as áreas de infectologia e pediatria e parcerias com universidades para abertura de vagas de estágios remunerados e não remunerados. Reestruturação e reequipamento das farmácias das unidades básicas é outra promessa.

Álvaro – PSDB

Entre suas propostas para o possível segundo mandato, Álvaro Dias prevê a construção do Hospital Municipal de Natal, com 240 leitos, além de um hospital veterinário na nova sede do Centro de Controle de Zoonoses. O candidato também afirma que vai informatizar o sistema de marcação de consultas e exames para todas as 58 unidades de saúde do município, além de renovar o parque tecnológico e a frota de ambulâncias do Samu municipal. Outra proposta é a ampliação do números de UTIs Neo Natal, além de leitos de alta complexidade e de Saúde Mental.

Entre outras propostas, o candidato ainda afirma que quer fortalecer a assistência prestada à mulher no pré–natal, pré-parto, parto, pós-parto e puerpério, implantar os serviços de assistência ao parto de alto risco e os serviços de cirurgia ginecológica. Também é prevista criação de centros de referência para atendimento à mulher, aos idosos e o centro de diagnóstico por imagem, além de uma central de esterilização. Criação dos de serviços de referência para a população LGBTQIA+, aumento das equipes do Consultório na Rua e implantação dos consultórios móveis são outras medidas anunciadas.

Carlos Alberto – PV

Se eleito, Carlos Alberto pretende criar consórcios entre a Prefeitura de Natal e os demais municípios da Região Metropolitana para oferecer especialidades clínicas e os procedimentos médicos de baixa e média complexidade. Em seu plano, o candidato ainda prevê o planejamento e criação de uma rede de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), aliados a um conjunto de postos de saúde e hospitais, para atendimentos de urgência e emergência. Para isso, ele prevê a contratação de uma consultoria especializada em pesquisa operacional.

Também em consórcio com municípios da Grande Natal, ele afirma que vai priorizar construção de UPAs de maior porte, com custeio rateado pelos municípios, pela proporção de pacientes atendidos. Apesar disso, o candidato afirma que o foco da gestão terá ênfase na atenção básica. Além disso, aponta que a prefeitura deverá apoiar “fortemente” gestantes e também os recém-nascidos, a atenção pré-natal e as campanhas de aleitamento materno. Outra proposta é melhorar as condições de trabalho e infraestrutura aos agentes de saúde.

Coronel Azevedo – PSC

No seu plano de governo, Coronel Azevedo propõe ampliar o número de profissionais da saúde e o Programa Saúde da Família. Ele diz ainda que vai criar um centro para atendimentos de especialidades médicas e um centro de diagnóstico por imagem, para casos de raios-x e tomografias, por exemplo. Além disso, ele quer ampliar as parcerias entre hospitais públicos e privados, implantar um sistema informatizado e integrado na rede municipal de saúde e criar um centro de reabilitação de dependentes químicos com o auxílio de instituições religiosas.

Coronel Azevedo ainda propõe uma central de marcação de exames e consultas online e um programa de atendimento especial de gestante e crianças. Ele quer ainda ampliar o sistema de saúde bucal, o programa de atendimento à saúde da mulher e o sistema de saúde do idoso. Entre as propostas, estão as de criar centro de atendimento psiquiátrico, de pediatria e de recuperação em traumatologia. Ele afirma ainda ampliar a frota de ambulâncias e criar um centro veterinário e um de zoonoses e vacinação para animais domésticos, além de um cemitério.

Coronel Hélio Oliveira – PRTB

Entre as propostas, Coronel Hélio Oliveira prevê a criação do Corujão da Saúde, alugando clínicas e hospitais privados na madrugada, para reduzir a fila de exames. Além disso, ele quer fazer parcerias com o Corpo de Bombeiros e Forças Armadas para alocar médicos nos hospitais municipais. Ele garante ainda melhorar a infraestrutura de hospitais e unidades de saúde e buscar recursos na base federal para construir UPAs e adquirir equipamentos. O candidato propõe ainda a construção de um hospital dedicado a exames, cirurgias e consultas sem caráter de urgência.

Além disso, Coronel Hélio Oliveira quer retomar a passagem do carro “fumacê” no combate ao Aedes Aegypti e viabilizar a construção de uma maternidade para partos de baixa e média complexidade. Ele afirma ainda que vai implantar um calendário anual para castração de cães e gatos a preços acessíveis e vai realizar entrega de medicamentos para pacientes acima de 65 anos portadores de necessidades especiais em casa, além de digitalizar resultados de exames para evitar filas em laboratórios.

Delegado Leocádio – PSL

Caso seja eleito, o Delegado Leocádio afirma que vai reformar as unidades básicas de saúde e implantar centros de especialidades médicas para expansão das consultas e exames especializados visando diminuir filas. O candidato diz ainda que vai realizar mutirões periódicos para consultas e cirurgias, além de aumentar o número de equipes de saúde da família, do atendimento domiciliar e dos agentes comunitários. Delegado Leocádio diz também que vai criar um comitê antidrogas e um programa integrado de atendimento aos dependentes. Ele também diz que vai implementar campanhas educativas em escolas, igrejas e clubes para prevenção ao uso de drogas.

O candidato diz ainda que vai zerar as filas para atendimentos e exames como raios-x e ultrassonografia e implementar um programa de saúde bucal. Além disso, ele diz que vai ampliar o efetivo de atendimento das policlínicas com serviços especializados de saúde. Delegado Leocádio também diz que vai atuar com os municípios da Região Metropolitana para expandir serviços de média complexidade.

Fernando Freitas – PC do B

Entre suas propostas, Fernando Freitas afirma que vai promover amplo acesso ao saneamento básico, fortalecer políticas de saúde do trabalhadores, das mulheres, da população negra, indígena, e em situação de rua. O candidato propõe estruturar pontos de atenção especializada à saúde em redes de atenção e diz ainda que vai efetivar ações de cuidado da saúde mental para apoiar demanda potencializada no pós-pandemia. Outra proposta é melhorar o acesso à assistência farmacêutica e fortalecer e estruturar o componente municipal do Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública.

Ele promete ainda melhorar a capacidade e leitos hospitalares, desenvolver um programa de valorização dos profissionais da saúde e realizar concursos públicos para o quadro de saúde. Consta também no plano de governo criar aplicativos em se possa realizar consultas e agendamentos na rede pública. Fernando Freitas visa dar ênfase ainda na atenção básica, na digitalização de cadastros e prontuários dos usuários, e na melhoria de distribuição de medicamentos. Ele propõe ainda melhorar a central de regulação para marcação de consultas com especialistas, exames e pequenas cirurgias.

Fernando Pinto – Novo

No seu plano de governo, Fernando Pinto promete reduzir a fila do SUS por meio de parcerias firmadas com hospitais privados em tempo ocioso. Ele também propõe controlar o estoque e a distribuição de medicamentos para os postos de saúde, hospitais e as UPAs por meio de softwares, visando diminuir o desperdício ou furto de medicamentos. Outra proposta é criar o aplicativo “Cidadão Interativo” para identificar o paciente através do Sistema de Identificação Única, como forma de facilitar a marcação de consulta e o atendimento médico e reduzir as filas ou burocracias.

O candidato ainda propõe a privatização das farmácias hospitalares e a ampliação das unidades de referência à saúde do idoso, também com a possibilidade de agendamento de consultas por aplicativo. Caso seja eleito, Fernando Pinto afirma que vai fazer uso intensivo da telemedicina na gestão em casos que não tenham prejuízos para pacientes e médicos. Outra proposta do candidato é a criação de UPAs móveis.

Hermano Morais – PSB

Caso seja eleito, Hermano Morais afirma que vai criar Núcleos de Saúde da Família nos bairros onde não há cobertura e avaliar a necessidade de novo concursos para a contratação de profissionais para esses atendimentos. Ele cita ainda que vai adotar protocolos clínicos e de encaminhamento na atenção primária básica. O candidato ´promete também melhorar as medidas na área de saúde mental e promover hábitos de vida saudável a fim de prevenir e reduzir fatos de risco associados às doenças crônicas. Para isso, promete aumentar, por exemplo, o número de equipamentos públicos para atividades físicas.

Outra proposta é criar um programa de visitas domiciliares no combate a dengue e para testagem de Covid-19. Hermanos Morais promete ainda otimizar, através de sistemas eletrônicos, os processos de aquisição de insumos hospitalares. Ele também diz que vai instituir um programa de gestão inteligente e transparente das filas, através de parcerias com a UFRN e outras unidades de desenvolvimento tecnológico, além de garantir que o prontuário eletrônico tenha cobertura em toda cidade.

Jaidy Oliveira de Sousa – DC

Em seu plano de governo, Jaidy Oliveira Sousa promete zerar as filas de exames e cirurgias em convênios com a rede particular e criar serviços de policlínicas para otimizar o fluxo assistencial. A candidata diz ainda que vai fortalecer o centro especializado de atenção à saúde do idoso e ampliar atendimentos psicológicos e psiquiátricos com convênios com a rede particular de saúde para acompanhamento de casos de depressão, automutilação, álcool e outras drogas.

A candidata propõe também a criação de um serviço móvel de saúde, odontologia e oftalmologia, através da utilização de um ônibus. Ela diz ainda que vai capacitar servidores para atendimento humanizado. Outra proposta é a criação de duas unidades públicas de saúde animal, uma na Zona Norte e outra na Zona Sul, além da distribuição de medicamentos para animais com tutores sem condições financeiras. Também está prevista a criação de um cemitério para animais.

Kelps Lima – Solidariedade

Kelps Lima propõe que a gestão de saúde seja feita baseada em resultados e indicadores e visa criar um programa de saúde do trabalhador, para preservar a saúde e, assim, aumentar a produtividade. Ele afirma que vai também pactuar com os municípios da Região Metropolitana a prestação de serviços de saúde, inclusive em relação ao financiamento – através de parcerias, consórcios e cogestão – para otimizar a prestação de serviços e reduzir o impacto no orçamento. O candidato promete ainda buscar parcerias no Brasil e exterior para a modernização tecnológica dos atendimentos em saúde padronizando os atendimentos e aliviando as filas.

Outra proposta do candidato é instituir a política municipal de qualificação permanente de todos os profissionais da saúde, fazendo eles estarem conectados às melhores práticas e tecnologias da área. Ele afirma também que vai criar um consultório ambulante para ações de atenção a moradores que têm problemas com alcoolismo e uso de drogas. Kelps Lima também propõe ampliar os Centros de Atenção Psíquica e Social (CAPS) e formalizar parcerias com entidades sem fins lucrativos para ações de cuidado na área da saúde mental em regiões de maior incidência de usuários de crack e álcool.

Nevinha Valentim – PSOL

Entre suas propostas, Nevinha Valentim promete recuperar e ampliar a rede básica de atenção à saúde e fortalecer o programa de agente comunitário de saúde. A candidata também afirma que vai qualificar os servidores da saúde para atuação junto aos usuários de álcool e outras drogas numa perspectiva de redução de danos. Ela promete ainda a contratação imediata de mais servidores através de concursos públicos, além do cumprimento gradativo dos planos de carreira da categoria e o encerramento da terceirização para atividades fins.

A candidata propõe ainda realizar eleição direta para gestores e administradores nas unidades, com participação de servidores e comunidades diretamente envolvidas. No seu plano de governo, Nevinha Valentim promete ainda, caso seja eleita prefeita de Natal, que vai ampliar os Centros de Atenção Psíquica e Social (CAPS). Outra proposta presente para a saúde é o aumento da inserção de produtos orgânicos na merenda escolar.

Rosália Fernandes – PSTU

O plano de governo para a saúde da candidata Rosália Fernandes aponta, entre outras ações, que a prioridade será a atenção básica com ampliação da rede de atendimento à população e propõe aumentar para 25% a Receita Corrente Líquida para garantir um serviço de qualidade. A candidata também pretende garantir a estruturação das unidades básicas de saúde com equipamentos adequados, com equipes completas e abastecimento de todos insumos necessários ao atendimento.

Caso seja eleita, Rosália Fernandes diz que vai contratar todos os concursados e cadastro de reserva, e realizar um novo concurso público para suprir a necessidade de mais de 6 mil servidores. Ela afirma também que vai dar fim à privatização e terceirização na saúde e vai a estatizar hospitais, clínicas e laboratórios, além de colocar fim aos subsídios públicos para os serviços privados de saúde. A candidata propõe ainda de promover a eleição direta para a diretoria de todas as unidades da rede municipal de saúde.

Senador Jean – PT

Para a saúde, o candidato Senador Jean defende o fortalecimento da atenção primária e das redes de atenção à saúde, e propõe uma atualização tecnológica geral e medidas de aprimoramento inéditos para a saúde pública de Natal através da implantação de sistemas integrados de agendamentos, regulação, teleatendimentos e prontuários eletrônicos. O candidato pretende ainda assegurar a prioridade quanto à promoção das políticas de equidade e implementar programas de educação permanente em saúde, voltados à formação continuada.

O candidato afirma ainda que vai estruturar as unidades para serem espaço de ensino, pesquisa e assistência. Outra proposta é adotar uma política municipal sistêmica sobre drogas, além de ampliar progressivamente o orçamento para a atenção psicossocial e fomentar a criação de centros de convivência para o acolhimento e inclusão social de pessoas e famílias com transtornos decorrentes do uso abusivo de álcool e outras drogas, priorizando as populações mais vulneráveis.

Covid-19: Apenas 43,8 das UTIs estão com casos apontados com a doença

Teste de coronavírus — Foto: Reprodução/RPC
Teste de coronavírus — Foto: Reprodução/RPC

Depois de tantas aglomerações acontecidas nos últimos 30 dias em Natal (uma na Praia de Ponta Negra), e em outros pontos turísticos como foi o caso de Pipa e muitas praias, o percentual de UTIs ocupadas continua baixo.

Segundo a Sesap, atualmente tem 181 pessoas que estão internadas por causa da Covid-19 no estado, sendo 147 na rede pública e 34 na rede privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 43,8% na rede pública e de 10% na rede privada.

Então o que está sendo discutido no mundo inteiro do ‘fecha tudo’ não tem nada haver com as contaminações da doença, mas uma discussão política, de deixar alguns países vulneráveis.

O que há hoje como uma forma segura de se livrar do vírus, é o efeito rebanho, o que é possível que já tenha acontecido.

O mundo tem mais de 26,2 milhões de pessoas confirmada com a imunidade. Infelizmente mais de 1 milhão de mortos que são apontados como causa da morte a Covid-19. Mas diante de 46,1 milhões de mortos de diversas doenças no mundo este ano, parece uma quantidade normal.

No Mato Grande, Ezequiel diz que onda azul chegou em Pedra Grande e em plena segunda-feira povo mostra que quer Pedro

O presidente estadual do PSDB, deputado Ezequiel Ferreira de Souza participou nesta segunda-feira (12) do grande comício de apoio a Pedro Henrique (PSDB) e Agrício (Republicano), candidatos a prefeito e vice-prefeito em Pedra Grande, na região do Mato Grande. O deputado federal Benes Leocádio, presidente do Republicanos do RN participou do comício.

“Com Pedro, Pedra Grande pode mais. É isto que vim aqui dizer ao povo desta querida terra, que pode contar com nosso mandato na Assembleia Legislativa, através de requerimentos, ações e emendas parlamentares para trazer melhorias. Pedro já foi vereador, é o atual presidente da Câmara Municipal e foi o vereador mais votado da história daqui. Tem tudo para fazer uma grande gestão na prefeitura”, discursou Ezequiel Ferreira, que também preside a Assembleia Legislativa.

Pedro Henrique disse que comício se faz com propostas e ideais, prestando contas à população do trabalho realizado, durante todo o mandato. O PSDB tem 10 nomes disputando vaga na Câmara Municipal de Pedra Grande: Ana de Manuca, Fabinho dos Barreiros, Felipe Vitor, Leleu, Lucia, Madson, Pedro Neto, Piaba , Prêta de João e Rubinho.

Por Pedra Grande o mandato do deputado Ezequiel Ferreira tem contribuído com ações para os setores de saúde, educação e segurança pública. Foi trabalho de Ezequiel a ida a água da adutora Boqueirão para a  praia de Enxu-queimado, a ações hídricas para a Zona Rural. Ezequiel tem sido um voz ativa para cobrar do Governo do RN melhorias para o município, para o setor de segurança, política de desenvolvimento do turismo com destaque para as Praias do Marco e Enxu Queimado, luta por mais infraestrutura, iluminação pública e pavimentação. E, para fortalecer o Turismo – ações de parceria com o Sebrae-RN e com o Consórcio Intermunicipal do Turismo do Litoral Norte (Citunorte).