Archive for maio 28th, 2022

55% da população acredita que há chance de ocorrer fraude nas eleições deste ano, diz pesquisa

urna
Presidente Jair Bolsonaro coloca, constantemente, a segurança do sistema eleitoral brasileiro em dúvida / Nelson Jr./ ASICS/ TSE

Assim como o presidente Jair Bolsonaro (PL), 55% da população brasileira vê alguma chance de ocorrer fraude nas eleições deste ano. É o que aponta a pesquisa Datafolha divulgada na tarde desta sexta-feira, 27. Para 34% dos entrevistados, existe muita chance do pleito ser fraudado. Outros 21% acreditam que  um pouco de chance. Por outro lado, 43% afirmam não existir chance disso acontecer. Apenas 2% não souberam responder ou não opinaram. Entre os eleitores do atual mandatário do país, a percepção de 60% deles é de que existe muito risco de fraude, enquanto 21% dizem existir apenas um pouco. Para 16%, não há tal possibilidade. Entre os eleitores de Lula (PT), o cenário é inverso: a maioria, de 57%, descarta a situação, enquanto 21% afirmam ter uma grande possibilidade de fraude; 20% veem pouca. Nos dois recortes, 2% não souberam responder.

Com a proximidade do pleito e com o aumento das críticas desferidas pelo chefe do Executivo às urnas eletrônicas e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a porcentagem daqueles que não confiam no sistema eleitoral passou de 17% em março para 24% este mês. Concomitantemente, caiu de 82% para 73% a taxa dos que confiam no sistema, assim como a dos eleitores que confiam muito abaixou de 47% para 42%. Os que confiam pouco passou de 35% para 31%. Entre os entrevistados, 2% não opiniram. A pesquisa foi feita nos dias 25 e 26 de maio, com 2.556 entrevistados em 181 municípios entre a quarta-feira, 25, e esta quinta-feira, 26. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Contratada pelo jornal Folha de S. Paulo, o levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-05166/2022.

Jovem Pan

MPF identifica 16 falsos médicos em menos de quatro anos no RN

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Uma investigação do Ministério Público Federal do Rio Grande do Norte (MPF-RN) identificou e denunciou, no período de quatro anos, pelo menos 16 falsos médicos atuando no estado.

Nesta semana, o caso mais recente foi relatado pelo MPF. Era um profissional que, além do exercício ilegal da profissão, foi denunciado por falsificação de documentos públicos, uso de documentos falsos e fraude processual.

Segundo a investigação do MPF, o homem apresentou diploma de medicina e certificações falsos, supostamente emitidos por instituição da Bolívia, para obter a revalidação no Brasil, junto à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Ele atuou nove anos como médico no Brasil.

Universidades brasileiras e inquéritos policiais têm identificado fraudes semelhantes envolvendo diplomas de medicina falsos de universidades bolivianas. É uma espécie de padrão, segundo o MPF-RN.

“Existe uma quadrilha composta por advogados, tanto brasileiros quanto bolivianos, e falsificadores, que ofereciam esse serviço a pessoas que não tinham graduação em medicina e nem queriam passar pelo sacrifício de fazer um curso de graduação em medicina e depois obter uma especialização”, explicou o procurador da República Kleber Martins.

g1 RN / BG

Crianças e adolescentes participam de atividades educativas com uso da tecnologia

Foto cedida

A infância é a principal etapa da vida do ser humano; é nessa fase que se aprende os valores que são levados para a vida toda. Dessa forma, é imprescindível construir vínculos positivos nas relações de aprendizagem dos pequenos. A brincadeira, por exemplo, possibilita à expressão das emoções da criança, promove o conhecimento e auxilia no desenvolvimento da parte motora e de sua inteligência.

Sabendo da importância dos jogos educativos e brincadeiras na aprendizagem, a Legião da Boa Vontade (LBV) promoveu uma série de atividades durante a Semana Mundial do Brincar, que ocorreu na última semana de maio, em todas as suas unidades socioeducacionais com o tema “Confiar na Força do Brincar”, a proposta integra a agenda anual pela Aliança pela Infância.

Em Natal, os assistidos pela Entidade, tiveram uma semana recheada de brincadeiras, como amarelinhas dos bons sentimentos e de caracol; jogo da memória da diversidade; dominó gigante; jogos de dama, boliche, canguru (corrida de saco), e ainda, acesso as atividades de robótica.

O uso das tecnologias muito presente em nosso cotidiano, e para entender as profissões do futuro, os pequenos da LBV, participaram de uma oficina de Robótica, compreendendo as etapas de montagem, programação e realidade aumentada, com manuseio de robôs. Toda a ação foi coordenada pela Academia de Robótica.

Segundo a coordenadora do órgão, Luciana Raposo, o contato dos meninos e meninas da LBV com a robótica, contribui no desenvolvimento da coordenação motora, habilidades e aguça a criatividade. “Nem todas têm acesso a tecnologia, e inseri-las de forma correta no dia a dia, é muito importante para o crescimento delas”, declara a coordenadora. A menina Rayka, 11 anos, que integra o serviço Criança: Futuro no Presente da Instituição, falou como foi participar das ações educativas. “Com meus colegas brincamos com jogos de palavras como amor, afeto e gratidão, as vezes estamos tristes, e as brincadeiras que representam os sentimentos nos fortalecem e nos deixam felizes”, disse.

“Essa convivência lúdica e recreativa entre crianças e adolescentes, é fundamental para a fase do desenvolvimento, estimulando sentimentos positivos, habilidades e socialização. O Brincar é um direito que deve ser garantido à todas as crianças e adolescentes”, ressaltou a psicóloga da entidade, Virginia Kelly.

Saiba como ajudar a transformar para melhor a vida de milhares de crianças e adolescentes, que se encontram em situação de vulnerabilidade social, acessando o site www.lbv.org.br, ou visite pessoalmente a Unidade da Instituição, localizada à Rua dos Caicós, 2148 – Dix-Sept Rosado. Outras informações (84) 3613-1655