Assembleia Legislativa presta homenagem aos 83 anos do IBGE

O deputado Allyson Bezerra (Solidariedade) propôs sessão solene que homenageou os 83 anos de fundação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta-feira (24), no auditório Cortez Pereira, na sede da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O IBGE é um instituto público da administração federal brasileira criado em 1934 e instalado em 1936 com o nome de Instituto Nacional de Estatística; seu fundador e grande incentivador foi o estatístico Mário Augusto Teixeira de Freitas. O nome atual data de 1938. A sessão contou com a presença de servidores do IBGE que foram homenageados.

Allyson Bezerra falou da importância do IBGE para o estado e para o país e parabenizou os servidores que, segundo ele, vestem a camisa da instituição. “Fico feliz em ver pessoas que se dedicaram tanto tempo à instituição. Nós fizemos essa proposição para que a Casa Legislativa pudesse conhecer a importância que tem o IBGE para nossa população. Quando eu lembro do IBGE, eu lembro que ele passa na casa de todos nós brasileiros. Talvez muitas pessoas não saibam dizer o que ele faz, mas é certeza que o IBGE apresenta dados para cada uma dessas pessoas. O IBGE faz um trabalho que nenhum outro instituto do mundo acaba fazendo, que é analisar geografia com estatística”, disse.

Quem falou em nome do IBGE e representou os homenageados foi o chefe da Unidade Estadual do Instituto, Damião Ernane de Souza, que aproveitou para mencionar o censo demográfico 2020, onde mais de um milhão de lares potiguares serão visitados. “O que de mais nobre o IBGE faz é cumprir sua missão de retratar o Brasil. O IBGE conta com a contribuição primordial da sociedade que os recebe em suas residências cotidianamente, além de contar com outros colaboradores. Os dados do IBGE têm um propósito fundamental de subsidiar os entes públicos e a sociedade na orientação e reorientação das políticas públicas brasileiras. A instituição realiza um conjunto de pesquisas e disponibiliza para a sociedade várias informações. Para se ter uma ideia, existe uma lei que obriga o brasileiro a prestar informações ao IBGE, mas a instituição não utiliza desse instrumento por gozar de forte credibilidade na sociedade brasileira”, discursou. Ele também falou da importância dos servidores que compõem o IBGE.

Assessoria