Author: Foto Repórter

Curso de desenho desenvolve a criatividade das crianças

As lições de desenho são voltadas para crianças acima de 7 anos Foto: Divulgação
As lições de desenho são voltadas para crianças acima de 7 anos Foto: Divulgação

Incentivar a criatividade e a imaginação dos pequenos. Estes são alguns dos objetivos dos mini cursos de desenho para crianças, como os oferecidos pela Bora Criar Comunicação e Arte. “As crianças já gostam de quadrinhos e desenhos, heróis, princesas e monstros, e nós damos o caminho para que elas encontrem o próprio traço”, conta o publicitário e ilustrador Bruno Ancelmo, que ministra as aulas.

As lições, que são voltadas para crianças acima de 7 anos, vão desde o rascunho até a coloração, passando por noções de perspectiva. “São oferecidos dois módulos distintos. No primeiro, os pequenos aprendem a criar os personagens. No segundo, eles veem teorias narrativas e são incentivados a produzir sua própria história”, explica Bruno. Cada módulo conta com oito encontros, sendo um por semana durante os meses de agosto e setembro.

Conforme o ilustrador, a lotação das turmas são de até 12 crianças, para, assim, favorecer o acompanhamento individual. “Dessa forma o aproveitamento é maior, pois, de qualquer forma, são crianças e para prender a atenção delas o ideial é que não tenham várias delas”, diz Bruno, destacando que mais de 60 pequenos já participaram dos mini cursos, que começaram a ser ministrados em abril deste ano. “O retorno dos pais e das crianças também tem sido muito bom, o que é muito gratificante”, finalizada.

Serviço
Para os interessados em inscrever as crianças, as aulas acontecem na Vila Garden, na Rua 48, no bairro do Espinheiro. Mais informações nos telefones (81) 9 9114.8484 ou 9 9162.6142.

http://entretenimento.ne10.uol.com.br/

Jaime Calado deve eleger seu sucessor com folga

img_7439

O prefeito Jaime Calado, de São Gonçalo do Amarante -RN, deve eleger seu sucessor com folga nas eleições de 02 de outubro deste. O PR de Jaime já contabiliza com 10 partidos aliados ao projeto de eleger para a Prefeitura do Município, nas eleições de outubro, o ex-secretário Paulinho da Habitação.

Tendo Zenaide Maia como deputada federal da cidade, Paulinho terá uma campanha tranquila, e uma possível eleição.

A convenção para homologar a candidatura de Paulinho será neste domingo, 31, a partir das 16 horas no ginásio do conjunto Amarante.

Apesar de Zenaide Maia ter votado contra Michel Temer no impeachment de Dilma, o ex-deputado federal João Maia, seu irmão, deve seguir acordado com Henrique Alves do PMDB de Temer. O que poderá manter as portas de Brasília abertas a São Gonçalo. Por outro lado, a cidade tornou-se a porta de entrada do Estado, quando se trata de chegada de aeronaves.

 

PF do Rio prende suspeito de ligação com terrorismo

alx_policia-federal-lava-jato-operacao26_original2-e1469193051756

Veja – A Polícia Federal do Rio de Janeiro prendeu nesta quarta-feira um homem suspeito de ter ligações com o terrorismo. De descendência libanesa, Chaer Kalaoun, de 28 anos, foi detido em sua casa no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense,  e encaminhado à sede da PF no Rio,  onde permanece até a manhã desta quinta-feira.

A prisão aconteceu a apenas nove dias da cerimônia de abertura da Olimpíada, que começa no dia 5 de agosto.  O advogado de Kalaoun, Edison Ferreira, disse que seu cliente foi preso por causa de uma postagem no Facebook na qual lamentou a destruição de uma mesquita por um atentado terrorista.

Segundo Ferreira, Kalaoun é brasileiro, muçulmano, trabalha no ramo de comércio de roupas e já morou na adolescência no Líbano. “A Polícia não tem nenhuma acusação contra ele. Só pediram a prisão temporária para investigações preliminares. Mas não fizeram nenhuma busca na casa dele, nem apreenderam nenhum elemento de interesse criminal”, disse o advogado. Em 2014, o suspeito havia sido preso por porte ilegal de arma.

A PF foi procurada, mas ainda não forneceu nenhum detalhe sobre a prisão.

Motorista de ônibus leva facada em Natal; rodoviários protestam

onibus_2G1 – Um motorista de ônibus de 27 anos, e com pouco mais de cinco meses de serviço, foi esfaqueado durante um assalto na noite desta quarta-feira (27) na Zona Norte de Natal. Os ladrões fugiram. Revoltados com a violência, rodoviários fecharam uma das avenidas mais movimentadas da região e interromperam o trânsito. O sindicato da categoria prometeu fazer uma assembleia na manhã desta quinta (28) para se posicionar sobre o ocorrido.

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na Av. Felizardo Moura, próximo da ponte de Igapó. David Flávio Fernandes da Silva trabalha na empresa Guanabara. Ele fazia a linha 05 (Vale Dourado/Petrópolis) e parou o ônibus para dois rapazes entrarem. Já dentro do veículo, a dupla anunciou o assalto e começou a ameaçar os passageiros com uma faca. O motorista tentou se defender, mas foi golpeado. Os ladrões fugiram correndo.

A facada atingiu um dos braços e axila de David, que acabou perdendo muito sangue. Uma ambulância que passava pelo local prestou socorro e o motorista foi levado ao Hospital Santa Catarina. Em razão da gravidade, depois foi transferido para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, onde passou por cirurgia. Por telefone, a mãe de David falou que ele está fora de perigo.

A PM ainda fez buscas pelos criminosos, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Na Av. João Medeiros Filho, mais de 20 ônibus bloquearam o trânsito (Foto: Clayton Carvalho/Inter TV Cabugi)
Na Av. João Medeiros Filho, mais de 20 ônibus bloquearam o trânsito (Foto: Clayton Carvalho/Inter TV Cabugi)

Logo após a ocorrência, ainda antes das 22h, rodoviários de pelo menos três empresas fecharam a Av. João Medeiros Filho, em frente a Delegacia de Plantão da Zona Norte. Mais de 20 ônibus bloquearam o trânsito. A interrupção causou um grande congestionamento na região. A PM foi chamada e conseguiu controlar os ânimos.

Por que o vice de Carlos Eduardo tem que ser um deputado estadual

larissa_rosadoO pode-se interpretar em uma visão de Natal via capital do Oeste, Mossoró. É de que a indicação de um dos deputados do PMDB para ser vice de Carlos Eduardo, e a eleição deles, abre vaga para a ex-peemedebista Larissa Rosado entrar na vaga de deputado. Com isso Henrique pode fortalecer seu palanque em Mossoró e em Natal, já que Larissa tem voto também em Natal.

Carlos Eduardo insiste em Marcelo Queiroz para ser seu vice.

Justiça aceita denúncia contra Henrique Alves por improbidade

brasil-politica-henrique-eduardo-alves-20140314-15-original8-e1469639357820

Veja – A Justiça Federal de Brasília aceitou denúncia contra o ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves por improbidade administrativa. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) há doze anos com base em indícios de enriquecimento ilícito entre 1998 e 2002, período em que era deputado federal pelo PMDB. O processo havia sido interrompido depois que Alves apresentou um recurso apontando a prescrição dos fatos e questionando a legitimidade das provas apresentadas pelo MPF. Agora, o juiz Marcelo Rebello Pinheiro, da 16ª Vara Federal, decidiu dar continuidade ao caso.

Em 2004, quando foi proposta, a ação do MPF argumentou que o patrimônio declarado por Alves não era compatível com a renda do então parlamentar e apontou: transferência patrimonial dissimulada; despesas e gastos em montante superior à receita declarada; e titularidade dissimulada de sociedades comerciais, contas-correntes, investimentos, movimentação financeira e cartões de crédito em instituições financeiras com sede na Suíça, nos Estados Unidos e em paraísos fiscais, bem como por meio de empresa off-shore  sem que fossem identificadas as saídas de divisas do país. Também foi ressaltado o fato de a ex-esposa de Alves Mônica Azambuja ter as despesas pagas pelo ex-marido e recebido a quantia de 1,5 milhão de reais entre 2002 e 2003 como indenização em divórcio – valor superior a quatro vezes sua receita anual, segundo o MPF.

Em relação à prescrição dos fatos, o magistrado explicou em sua decisão, tomada em 6 de julho e divulgada nesta quarta-feira, que, de acordo com a lei, o prazo para ação de improbidade administrativa começa a correr após o término do último mandato do parlamentar. Como Alves foi deputado federal por onze mandatos consecutivos (1971-2014), a prescrição só teria começado a contar há dois anos. Ao explicar por que aceitou o pedido do MPF para que fosse levantado o sigilo do caso, o magistrado afirmou que o processo “exige a publicidade justamente para que se possa dar o direito ao povo de conhecer a fundo as atitudes de seus representantes políticos”.

Em junho deste ano, Henrique Eduardo Alves pediu demissão do cargo de ministro do Turismo após ser citado pelo ex-presidente da Transpetro e delator da Lava Jato Sérgio Machado.

Dilma entrega nesta quinta defesa de fase intermediária do impeachment

f-dilma-a-20140726.jpg.pagespeed.ce.4T7TShlZxB

Gustavo Garcia do G1, em Brasília

A defesa da presidente afastada Dilma Rousseff tem até as 18h30 desta quinta-feira (28) para entregar as alegações finais da petista na fase intermediária do processo de impeachment. O documento será entregue à comissão especial do Senado que analisa o caso.

O prazo inicial para entrega das alegações finais se encerrava nesta quarta-feira (27). No entanto, o presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), concedeu, a pedido da defesa, mais um dia para o envio das considerações finais. O advogado de Dilma, o ex-ministro José Eduardo Cardozo, solicitou mais prazo porque o site do Senado, onde estão disponibilizados documentos do processo, ficou indisponível no final de semana.

Segundo apurou o G1, nas alegações finais, a defesa de Dilma vai tentar reforçar a tese de que a petista não cometeu crime de responsabilidade ao praticar as “pedaladas fiscais” – atraso de pagamentos da União para bancos públicos nos subsídios concedidos a produtores rurais por meio do Plano Safra – e ao editar decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso Nacional.

Para isso, os advogados da petista vão incluir, nas alegações finais, o recente pedido do Ministério Público do Distrito Federal para que a Justiça Federal arquive uma investigaçãoaberta para apurar se houve crime em operações de crédito feitas por autoridades do governo da presidente afastada Dilma Rousseff nas chamadas “pedaladas fiscais”.

Para o procurador da República Ivan Cláudio Marx os atrasos de pagamentos não configuraram crime por não se tratarem de operações de crédito. A acusação tem dito que as pedaladas são empréstimos bancários, o que é vedado pela Lei de Responsabilidade Fiscal e, por isso, caracterizam crime de responsabilidade.

No entanto, no despacho, Marx afirma que as operações configuram improbidade administrativa porque tinham a intenção de melhorar artificialmente as contas públicas da União em período eleitoral, configurando, assim, improbidade administrativa, um delito civil.

Desvios
Outro elemento que será explorado pela defesa é uma declaração da líder do governo no Congresso, senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), à Rádio Itatiaia de Minas Gerais, na qual ela afirma que o afastamento de Dilma não aconteceu por causa de “pedaladas”, mas por falta de apoio político e popular.

“Por que o governo saiu? Na minha tese, não teve esse negócio de pedalada. O que teve foi um país paralisado, sem direção e sem base nenhuma para administrar. A população não queria mais, e o Congresso não dava a ela os votos necessários para tocar nenhuma matéria. O país não podia ficar parado”, disse a senadora.

Com a inclusão da declaração, a intenção da defesa é demonstrar que houve desvio de finalidade na abertura do processo de impeachment.

Além disso, para dar corpo à tese de desvio de poder, os advogados vão citar o discurso derenúncia de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à presidência da Câmara dos Deputados. O peemedebista afirmou que abrir o processo de impeachment foi “um ato de coragem que teve a Câmara” sob o seu comando.

“Não tenho dúvidas, inclusive, de que a principal causa do meu afastamento reside na condução desse processo de impeachment”, completa a carta de Cunha.

Das alegações finais, deverão constar ainda trechos das gravações feitas pelo ex-diretor da Transpetro Sérgio Machado. Nos áudios, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) sugere um“pacto” da classe política para estancar a sangria causada pela operação Lava Jato, na qual é investigado. Esse esquema, segundo a defesa, passaria pela destituição de Dilma do governo.

Cronograma
Na fase intermediária do processo, chamada de “pronúncia”, o colegiado ouviu os depoimentos de testemunhas, solicitou documentos para produção de provas, realizou perícia e acompanhou a leitura da defesa pessoal da presidente afastada.

As alegações finais da acusação já haviam sido entregues no último dia 12. No documento, os juristas Hélio Bicudo, Janaína Paschoal e Miguel Reale Júnior voltaram a afirmar que Dilma cometeu crime ao editar decretos de crédito suplementares e ao praticar “pedaladas”.

Depois das alegações da defesa, abre-se o prazo para elaboração do parecer do relator do caso na comissão especial, Antonio Anastasia (PSDB-MG). O parecer, que deverá ser concluído na próxima segunda-feira (1º) e lido ao colegiado na terça-feira (2), deverá dizer se Dilma deve ou não ir a julgamento final.

Veja os próximos passos da fase intermediária do impeachment:

Quinta-feira (28/7): Entrega das alegações finais da defesa de Dilma Rousseff;
De 29/7 a 1º/8: Período para elaboração do parecer do relator Antonio Anastasia;
Terça-feira (2/8): Leitura do parecer na comissão especial;
Quarta-feira (3/8): Senadores do colegiado discutem o parecer;
Quinta-feira (4/8): Votação do parecer na comissão;
Sexta-feira (5/8): Leitura do parecer no plenário principal do Senado;
Terça-feira (9/8): Início da discussão e votação do parecer no plenário (sessão pode se estender pela madrugada de quarta-feira (10/8).

Julgamento final
Se, na sessão que terá início no dia 9 de agosto, o plenário principal do Senado aprovar, por maioria simples, eventual parecer dizendo que a denúncia contra a petista é procedente, Dilma vai a julgamento final.

Deverá, então, ser concedido um prazo aos autores da denúncia para que apresentem, em até 48 horas, uma peça chamada, no jargão jurídico, de libelo, que nada mais é do que uma consolidação das acusações e provas produzidas. Eles também deverão apresentar um rol de testemunhas.

Em seguida, a defesa terá 48 horas para apresentar uma resposta, a contrariedade ao libelo, e também uma lista de testemunhas.

Todo o processo é encaminhado para o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, a quem caberá marcar uma data para o julgamento e intimar as partes e as testemunhas. Deverá ser respeitado um prazo mínimo de dez dias para se marcar o julgamento.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), já disse em entrevista a jornalistas que o julgamento final deverá ter início entre os dias 25 e 27 de agosto, e pode ter de quatro a cinco dias de duração, com intervalos entre um dia e outro.

Por falta de pediatras, hospital Maria Alice Fernandes fecha UTI

Segundo notícia do G1, o descaso com a saúde de todos no RN está demais. As crianças que precisarem de atendimento com urgência vão ficar à própria sorte.

tribuna_materia

A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, em Natal, está fechada temporariamente. A unidade, que já estava sem receber novos pacientes, transferiu os últimos quatro pacientes que ainda estavam internados para a UTI pediátrica do hospital Monsenhor Walfredo Gurgel nesta quarta-feira (27).

De acordo com uma nota divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), o que ocasionou o fechamento da UTI foi a falta de médicos pediatras intensivistas para completar a escala de plantões da unidade. Ainda de acordo com a Sesap, o atendimento só deve ser retomado na próxima semana.

Segundo a secretaria, medidas estão sendo adotadas para solucionar a falta de profissionais, como a contratação de médicos em outros estados na tentativa de completar a escala de plantões.

Com modificações no uso do FUNFIRN, líderes aprovam dispensa de tramitação

unnamed (2)

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (27), o colegiado de líderes da Assembleia Legislativa concordou com a dispensa de tramitação do Projeto de Lei Complementar que trata de modificações na utilização de recursos do Fundo Financeiro do Rio Grande do Norte (FUNFIRN) pelo Governo do Estado. Os deputados chegaram a um acordo após as explicações do secretário de Planejamento e Finanças, Gustavo Nogueira, que acatou as modificações sugeridas.

“Vai haver a dispensa de tramitação e a matéria deve ser votada em reunião extraordinária na tarde da próxima segunda-feira (1º) com as modificações propostas pelo colegiado de líderes. São mudanças no tocante ao limite financeiro de utilização e no prazo de devolução ao Fundo do que já foi utilizado até o momento”, explicou o deputado Tomba Farias (PSB), líder do bloco do PSB/SDD.

Assessoria

DOIS EXAMES PARA DETECTAR LEUCEMIA SÃO ADICIONADOS À TABELA DO SUS

313723

Dois exames para detecção do vírus HTLV-1 são incorporados à tabela de procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS).  A portaria foi publicada hoje (27) no Diário Oficial da União.

Segundo o texto, o SUS incorpora procedimentos laboratoriais para o diagnóstico da leucemia/linfoma de células T do adulto associado ao HTLV-1. A forma de transmissão do vírus HTLV-1 pode ocorrer pela relação sexual com uma pessoa infectada, pelo uso em comum de seringas e agulhas durante o uso de droga, e da mãe infectada para a o recém-nascido, principalmente pelo aleitamento materno.

 

 

 

onortao.com.br

 

Projeto trata da instalação de placas de alerta sobre uso de farol aceso durante o dia

unnamed (1)

Com o objetivo de alertar os motoristas que transitam pelas rodovias estaduais em relação à obrigatoriedade da utilização de farol aceso em luz baixa, também durante o dia, o deputado Gustavo Carvalho (PSDB) está apresentando Projeto de Lei que trata da instalação de placas neste sentido, alertando os motoristas sobre a nova legislação.
“A veiculação da informação nas rodovias evitará que motoristas desatentos à nova norma sofram as penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro. É de suma importância a instalação dessas placas”, justifica o parlamentar.
Gustavo lembra que a obrigatoriedade foi estabelecida pela Lei Federal 13.290, de 23 de maio de 2016 como uma medida de proporcionar maior segurança aos usuários de rodovias.
De acordo com o Projeto de Lei, as placas também informarão a gravidade da infração e a penalidade aplicada para quem não cumprir a obrigatoriedade de trafegar com os faróis dos carros acesos durante o dia.
A responsabilidade pela implantação das placas ficará a cargo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O deputado disse ainda que espera contar com a colaboração dos seus colegas da Assembleia Legislativa para que o projeto de sua autoria seja convertido em Lei.

Assessoria

Em homenagem a Cascudo, ‘Quintal de Luís’ tem curta temporada em Natal

Espetáculo faz curta temporada no Parque das Dunas (Foto: Yuno Silva)
Espetáculo faz curta temporada no Parque das Dunas (Foto: Yuno Silva)

Nos 30 anos de encantamento de Luís da Câmara Cascudo (1898-1986), o GrupoEstação de Teatro faz uma homenagem ao pesquisador da cultura popular brasileira com a curta temporada do espetáculo “Quintal de Luís” no Parque das Dunas, em Natal. As apresentações acontecem nos dias 30 e 31 de julho, sábado às 16h30 e domingo às 10h. O acesso ao Parque das Dunas custa R$1,00.

O espetáculo de rua “Quintal de Luís” é uma homenagem ao mestre Luís da Câmara Cascudo, pesquisador, escritor e historiador, cuja obra é referência nacional noscampos da tradição oral, da gastronomia e da cultura popular.

A fábula é uma licença poética e lúdica que remonta uma brevíssima fração temporal, onde o protagonista, em um único suspiro, se propõe a peregrinar ao redor de si. Neste delírio último, do tamanho de um palco em forma de arena, um juízo inquisidor e febril se instaura. Criaturas que povoaram toda uma existência, fictícias ou verdadeiras, se apresentam como depoentes nesse tribunal da própria memória. Omomento escolhido para ilustrar tal condição, é um fato verídico, quando na década de 1920 um professor do Colégio Atheneu pediu a expulsão do professor Cascudo por ocupar os espaços da sala de aula com lobisomens, sacis e outras discrepâncias científicas, relacionadas na maioria das vezes aos costumes do povo e sua oralidade.

Serviço
Espetáculo ‘Quintal de Luís’
Local: Parque das Dunas
Data: Sábado (30) às 16h30 e Dominho (31) às 10h
O acesso ao parque custa R$ 1

Treze bairros de Natal recebem obras de esgotamento até dia 20 de agosto

Bairros da Zona Norte de Natal também serão beneficiados com obras de esgotamento sanitário (Foto: Caern/Divulgação)
Bairros da Zona Norte de Natal também serão beneficiados com obras de esgotamento sanitário (Foto: Caern/Divulgação)

Bairros e conjuntos das Zonas Oeste e Sul de Natal (Dix-Sept Rosado, Nova Cidade, Candelária, Lagoa Nova, Potilândia, Mirassol, Conjunto dos Professores, Ponta Negra e Capim Macio), e também alguns bairros da Zona Norte (Lagoa Azul, Pajuçara, Nossa Senhora da Apresentação e Potengi) estão recebendo serviços de implantação de redes de esgotamento sanitário. As obras começaram no dia 21 de julho e devem ser concluídas até 20 de agosto.

Segundo a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte, até agora já foram implantados 371,44 quilômetros de rede – o que representa 44,32% do total de extensão de rede programada para a capital potiguar.

O PMDB de Natal quer fazer um prefeito a força

garibaldi-e-henrique

Nesse final de semana se reuniram os primos, senador Garibaldi Filho, o ex-ministro Henrique Alves e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, para discutirem quem seria o vice de Carlos indicado pelo PMDB.

Carlos Eduardo colocou birra entre os dois apresentados pelos primos, os deputados peemedebistas Hermano Morais e Álvaro Dias.

Também, as notícias dão conta de que o prefeito convidou o deputado Albert Dickson do PROS para ser seu vice; o que foi desmentido pra lá e pra cá. Pois depois da conversa de Albert com Carlos em seu gabinete, e a divulgação do convite pelo próprio Albert. A assessoria de Carlos disse que não houve o convite; já o deputado, por sua vez, diz que houve.

Resumindo: o PMDB de Henrique garantiu fechar as torneiras de Brasília contra Carlos do PDT caso ele não aceite alguém do PMDB como vice na sua chapa. Isto é: quer eleger um prefeito por tabela, já que Carlos Eduardo também será candidato ao governo do Rio Grande do Norte em 2018.