Author: Foto Repórter

Após decisão judicial, PMs começam a voltar às ruas no RN

Equipe de policiais militares deixa o 9º Batalhão da PM, em Natal, na manhã desta terça-feira, 19. (Foto: Reprodução)

Após decisão da Justiça do Rio Grande do Norte que determinou a prisão de policiais que promovam e defendam a paralisação iniciada no dia 19 de dezembro, policiais militares começaram a deixar os batalhões da região metropolitana de Natal para fazer patrulhamento, durante a manhã desta terça-feira (2). Algumas equipes permaneceram nas unidades.

A Justiça também determinou multa diária de R$ 100 mil para as associações que representam os militares. Apesar de as associação de militares negarem que haja uma greve, reforçaram que a operação ‘Segurança com Segurança’ – segundo a qual os militares só devem atuar com carros e equipamentos em condições de uso – continua.

Policiais militares, civis e bombeiros do estado estavam paralisados desde o dia 19 de dezembro, em protesto contra atrasos salariais. Sem policiamento nas ruas, houve aumento da violência. Foram registrados de arrombamentos, assaltos e homicídios. No último final de semana, o governo federal enviou 2,8 mil homens e mulheres das Forças Armadas para reforçar a segurança no estado.

Policiais civis, que atuam em regime de plantão desde o dia 20 de dezembro, tiveram reunião com a delegada-geral de polícia na manhã desta terça-feira (2) e agendaram uma assembleia para o período da tarde.

No início da manhã, dois dos cinco carros do 9º BPM deixaram a unidade. Segundo os policiais, as outras viaturas não estavam em condições de uso. Nas horas seguintes, três carros saíram do 1º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo patrulhamento na Zona Leste da capital, e cinco viaturas do 5º Batalhão tomaram as ruas na Zona Sul da capital. As confirmações são dos comandantes e oficiais das unidades.

Até a metade da manhã, o 4º Batalhão na Zona Norte da capital não tinha carro circulando nas ruas. De acordo com os policiais, os veículos estavam sendo adequados para uso.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia

Gêmeos nascem em anos diferentes no Hospital de Clínicas

(Foto: Jairo Nascimento / Rede Massa) - Gêmeos nascem em anos diferentes no Hospital de Clínicas
(Foto: Jairo Nascimento / Rede Massa)

A vendedora Michele Ferreira Maciel Ribeiro tem agora filhos da mesma idade, mas nascidos em anos diferentes. A primeira mãe de 2018 em Curitiba passou por uma experiência diferente ao dar à luz gêmeos no Hospital de Clínicas.

Samuel nasceu às 23h44 do dia 31 de dezembro de 2017, com 2,810 quilos e 47 centímetros; já Sara, o segundo bebê, chegou às 0h06 dessa segunda-feira, 01 de janeiro  de 2018, com 2,755 quilos e 48 centímetros. Os gêmeos nasceram após 38 semanas de gestação, em parto normal.

A diferença de tempo entre os nascimentos foi de 22 minutos. Um fato possivelmente comum que antes de termos uma comunicação tão rápida, como a da internet, o WhatSapp,  ficava apenas entre a vizinhança dos pais.

Mãe e bebês passam bem.

 

Fonte: https://massanews.com/noticias/plantao/gemeos-nascem-em-anos-diferentes-no-hospital-de-clinicas-vzlO5.html

Militar é encontrado morto em alojamento das Forças Armadas no RN

Mudança na Segurança. Homens do Exército fazem patrulhamento nas ruas de Natal para conter onda de violência – Tripé Fotografia  

Um militar foi encontrado morto em alojamento das Forças Armadas montado em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Ele participava da Operação Potiguar III — ação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) determinada pelo presidente Michel Temer no dia 29 de dezembro para conter a onda de crimes ocorridas durante a paralisação de policiais militares e civis no estado. O movimento de protesto das forças de segurança estaduais teve início no dia 19 de dezembro. Até o dia 31, 94 homicídios foram registrados no período da paralisação.

A morte do militar ocorreu na madrugada desta segunda-feira, dia 1º de janeiro. Segundo o G1, o Exército confirmou a morte, mas não informou o nome, a idade e a patente do militar. A motivação da morte também não foi informada pelo Exército. O ministro da Defesa, Raul Jungamn, disse que o caso está sendo investigado:

— Ainda não temos informações concretas. Mas o que já podemos informar é que não houve um crime — declarou o ministro em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/militar-encontrado-morto-em-alojamento-das-forcas-armadas-no-rn-1-22245006#ixzz52zsP1Ch5
stest

stest

Sesed e PM vão cumprir decisão que decreta prisão de policiais que colaboram com paralisação no RN

Coletiva aconteceu na tarde desta segunda-feira (1) (Foto: Lucas Cortez/ G1 RN)
Coletiva aconteceu na tarde desta segunda-feira (1) (Foto: Lucas Cortez/ G1 RN)

Entrevista coletiva nesta segunda-feira (1), a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) e o Comando Geral da PM informaram que a partir desta terça-feira (2) irão cumprir a decisão judicial decretada pelo desembargador Cláudio Santos, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), que determina a prisão de policiais que incitem e defendam a paralisação no estado, que foi iniciada no dia 19 de dezembro.

A secretária da Sesed, Sheila Freitas, entende que é crucial o fim da paralisação dos policiais civis e militares. Como justificativa, ela cita as duas ordens judiciais que determinam a volta imediata dos servidores aos postos de trabalho. A primeira foi decretada pela desembargadora Judite Nunes no dia 24 de dezembro, que considerou o movimento ilegal e, a mais recente, estabelecida pelo desembargador Cláudio Santos, neste domingo (31), que determina punições para os servidores que colaborarem com a paralisação.

“Nós preparamos essa coletiva para que os policiais tenham conhecimento do teor das decisões. Que é imperioso amanhã (terça-feira) a reabertura das delegacias, é imperioso que se vá para os batalhões e se faça o patrulhamento”, disse Sheila Freitas, que ressaltou que a paralisação não acontece em todo o estado, mas em Natal, Grande Natal e parte de Mossoró.

Já o comandante-geral da PM, Osmar de Oliveira, declarou que reconhece os problemas estruturais enfrentados pelos policiais e os atrasos salariais, mas que não pode ir contra duas decisões da Justiça. “Eu não posso fechar os olhos para duas decisões judiciais e deixar minha tropa caminhar ao abismo, achando que alguém vai salvá-la no final. É preciso uma reflexão”, alegou.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/sesed-e-pm-vao-cumprir-decisao-que-decreta-prisao-de-policiais-que-colaboram-com-paralisacao-no-rn.ghtml

Governador do RN dá sinais de fragilidade na democracia entregando comando da segurança para o Exército

Resultado de imagem para Exército nas ruas de natal
Foto: Magnus Nascimento

Com um decreto assinado na data de ontem, 29, transferindo o comando da segurança pública do Estado para o Exército, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, deu um sinal de que a democracia, no Estado, está abalada.

Trata-se de um decreto monocrático da parte do governador, visto que não foi consultada a casa do povo, a Assembleia Legislativa. Possivelmente por causa do caos estalado na falta da segurança do Estado, da instabilidade que se encontra o governo do RN. Mas isso é um mal sinal para o regime democrático.

Pela Constituição Federal só quem pode decretar intervenção nos Estados-membros e o Distrito Federal, como também o estado de sítio, é o presidente da República Federativa do Brasil; isso com a aprovação do Congresso nacional. É claro que estamos falando de uma autorização de intervenção em apenas as pastas que envolvem a segurança pública do Estado, tanto nas ruas como nos presídios.

O Exército brasileiro recebe ordem direta do presidente do Brasil. Logo, o comando da segurança estando nas mãos do Exército, está autorizado uma semi-intervenção por parte do senhor governador do RN, passando o comando para o presidente do país; o que ao nosso ver, é uma atitude inconstitucional. Visto que os poderes legislativos não foram consultados.

Com o decreto autorizando a passagem do comando para o Exército, na pessoa do General de Brigada Ridauto Lúcio Fernandes, ficam com poderes destituído temporariamente as secretárias de segurança pública e a secretaria de justiça e cidadania. Essas duas pasta ficam sem os devidos comandos legais. Já que tudo que diz respeito a segurança agora quem responde é o General do Exército acima já mencionado.

 

 

Justiça barra acampamento do MST em parque de Porto Alegre no julgamento de Lula

Resultado de imagem para Lula

São Paulo, 29 – A Justiça Federal barrou acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no julgamento do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal da Lava Jato, em Porto Alegre. Em decisão liminar, o juiz Osório Ávila Neto acolheu requerimento em ação civil da Procuradoria da República e interditou o Parque Maurício Sirotsky Sobrinho , proibindo no local conhecido como Parque da Harmonia instalações do MST desde já e até três dias depois do julgamento do ex-presidente, marcado para o próximo dia 24.

Lula foi condenado em primeira instância, pelo juiz Sérgio Moro, a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do caso triplex – imóvel situado no município de Guarujá (SP) que o petista afirma não ser dele.

Contra a condenação, a defesa de Lula recorreu ao Tribunal da Lava Jato, o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), que fica em Porto Alegre e tem jurisdição em Curitiba, base e origem da célebre operação. A Procuradoria também apelou, por uma pena maior para o ex-presidente.

O juiz demonstra preocupação com eventuais atritos entre apoiadores e contrários de Lula. “Certamente não seria adequado deferir-se a permanência dos dois movimentos antagônicos no mesmo local. Se for este o caso, deve-se dar preferência à que ali se manifeste o movimento dos apoiadores do ex-presidente, eis que há muito já anunciaram sua intenção de ali comparecer. Resta, pois, aos órgãos de segurança prepararem-se de modo adequado para atender responsavelmente a situação que se desenha, e nos termos que lhes propõe a vida democrática. Ações de vândalos e violentos, se ocorrerem, devem ser enfrentadas de modo tópico. Tenho, pois, atento às questões envolvidas, por deferir apenas o pleito de alínea a.3, em sua totalidade, uma vez que se mostra salutar sob o aspecto da segurança pública a restrição de acesso do público nas ruas que lindeiam o prédio do Tribunal nos dias solicitados pelo Ministério Público Federal.”

O magistrado deferiu parcialmente a liminar, para o fim de que seja estabelecida área de isolamento para o trânsito e permanência dos manifestantes, correspondente à área formada pelo polígono entre a Rua Edvaldo Pereira Paiva, Avenida Loureiro da Silva e Avenida Augusto de Carvalho, e “proibir, imediatamente e até três dias após o julgamento do recurso, a formação de acampamento no interior do Parque Maurício Sirotski Sobrinho (Parque Harmonia) e em seus terrenos e estacionamentos lindeiros ao parque e ao Tribunal Regional Federal e às instituições públicas situadas nas adjacências”.

 

Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2017/12/29/interna_politica,927751/justica-barra-acampamento-do-mst-em-parque-de-porto-alegre-no-julgamen.shtml

Gustavo Fernandes participa da inauguração de creche-conceito em Apodi

O deputado estadual Gustavo Fernandes (MDB) participou, na noite desta sexta-feira (29), da inauguração do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Profa. Carmelita Ferreira de Lima, em Apodi, ao lado do prefeito Alan Silveira (MDB) e da vice Hortência Regalado (DEM).
Considerada uma creche-modelo, pela infraestrutura adotada, o CMEI vai receber 250 crianças. Serão seis salas de creche, duas salas pré-escolar, salas para laboratório de informática e de leitura, anfiteatro, playground, além de toda a parte administrativa. A ideia da gestão municipal é atender crianças entre 3 anos e 5 anos e 11 meses.
O deputado parabenizou o prefeito pelas obras realizadas em Apodi. “Alan, você é um prefeito que tem feito muito. Todos os dias a gente vê você em obras. São obras em todos os cantos da cidade. A sua gestão ao lado da vice-prefeita Hortência está mostrando que Apodi pode voltar a crescer. Essa creche que era um sonho da cidade se tornou realidade graças ao seu empenho, esforço e trabalho”, parabenizou.
A obra foi iniciada na gestão da ex-prefeita Gorete Silveira em 2011 através da parceria com o Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). A creche teve o custo total de R$ 1,9 milhão, sendo R$ 800 mil de recursos próprios do município.

Salário mínimo terá em 2018 menor reajuste do Real

Resultado de imagem para Dinheiro
Foto: da Internet

Da Exame

Brasília – O reajuste do salário mínimo em 2018 será o menor desde a criação do Plano Real, em 1994. No último dia útil do ano, o presidente Michel Temer assinou decreto que eleva o mínimo em 1,81%, de R$ 937,00 para R$ 954,00. Além de ser o menor aumento em 23 anos, o reajuste será inferior à inflação acumulada nos últimos 12 meses pela primeira vez desde 2011.

O reajuste anunciado discretamente em um decreto presidencial surpreende ao trazer aumento menor que o sinalizado pelo próprio governo. Em agosto, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) previa aumento do mínimo para R$ 979,00 – aumento nominal de 4,48%. Uma semana depois, porém, o governo revisou a previsão para baixo e tirou R$ 10 do salário ao reduzir o valor para R$ 969,00 – o que indicaria aumento de 3,41%.

O valor anunciado na tarde desta sexta-feira, 29, porém, é ainda menor. Do valor revisado pelo próprio governo, foram retirados mais R$ 15. Portanto, o governo reduziu o novo mínimo que passará a ser pago aos trabalhadores em R$ 25 ao longo dos últimos meses.

Até a quinta-feira, 28, o menor reajuste anual do mínimo havia sido concedido em 1999, quando aumentou 4,62%. A inflação acumulada em 12 meses era, porém, menor que o reajuste: 3,14%. Por isso, apesar de pequeno, o reajuste garantiu aumento real de 1,48% aos trabalhadores e pensionistas naquele ano.

Desde então, o mínimo sempre teve aumento superior à inflação exceto em 2011, quando subiu 5,88% e ficou ligeiramente abaixo da inflação de 5,99%.

No Plano Real, o maior aumento nominal do mínimo ocorreu em 2003, quando o salário subiu 20%, ao passar de R$ 200,00 para R$ 240,00. Quando o real foi adotado como a moeda brasileira, em julho de 1994, o mínimo era de R$ 64,79.

No decreto assinado nesta sexta-feira, o governo também detalha o valor diário mínimo pago ao trabalhador que passará a ser de R$ 31,80 e a hora trabalhada, em R$ 4,34. Esses valores são usados como referência para os novos contratos intermitentes de trabalho – quando o empregado atua por hora ou dia e, por isso, deve receber pelo menos proporcional ao salário mínimo.

Turistas e natalenses acreditam que food parks são uma atração familiar na cidade

Uma das alternativas gastronômicas de Natal que mais cresce são os food trucks e, pensando em reuní-los em um espaço amplo e agradável, surgiram os food parks. Em uma pesquisa de consumo realizada pela Grifo Comunicação junto aos turistas e natalenses na Casa do Careca e no Jardim Ponta Negra, 71% consideraram o espaço como uma atração noturna para a família.
Pelos levantamentos realizados de forma estimulada, que é aquela que os entrevistados têm acesso às opções, com os próprios frequentadores dos dois food parks, 22% consideraram os food parks um bom espaço para comer, 4% se mostraram indiferentes e 3% afirmaram não ter gostado do conceito.
O turista Emmanoel Cabral, do Espírito Santo, está em Natal com a mulher e os dois filhos. Ele acredita que capital potiguar carece de opções noturnas para a família e disse que os food parks também são opções na terra dele. “A gente já passeou de buggy, já visitamos lagoas e praias, fizemos muita coisa, mas sempre de dia. De noite não tínhamos uma opção. Viemos aqui há dois dias e estamos voltando novamente”, contou.
Os dois food parks situados em Ponta Negra, na avenida Roberto Freire, funcionam de segunda a segunda, das 18h à meia noite, com música ao vivo e várias opções gastronômicas de todas as partes do mundo. A pesquisa da Grifo Comunicação foi feita com 100 frequentadores do espaço entre os dias 13 e 16 de dezembro.

Sem garantia de recursos federais, governo do RN não cumpre calendário de pagamento de servidores

Robinson Faria, governador do Rio Grande do Norte (Foto: Thyago Macedo/G1)
Robinson Faria, governador do Rio Grande do Norte (Foto: Thyago Macedo/G1)

Do G1RN

Sem nenhuma garantia da vinda de recursos federais para o Rio Grande do Norte, o governo do estado não conseguiu cumprir o calendário de pagamento dos servidores. O calendário divulgado pelo governo do RN previa para esta sexta (29) o pagamento do restante da folha de novembro e para 10 de janeiro o pagamento do 13º. No entanto, após a suspensão do repasse por parte do governo federal, a administração estadual pagou, nesta sexta, apenas o salário dos servidores que recebem até R$ 4 mil.

O pagamento do restante da folha de novembro será feito na próxima semana, segundo informou o governo em nota, sem especificar o dia.

Assembleia Legislativa entrega ambulâncias a municípios potiguares

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte entregou, nesta quinta-feira (28), 61 ambulâncias doadas para vários municípios  do Estado com o objetivo de ajudar a saúde dos potiguares. A solenidade de entrega aconteceu na Associação Norte-Rio-Grandense de Criadores (Anorc), no Parque Aristófanes Fernandes.
O deputado estadual Gustavo Fernandes (MBD) conseguiu destinar três veículos para os municípios de João Câmara, Portalegre e Luis Gomes. “Ficamos felizes que trabalhamos junto à Assembleia Legislativa e que, agora, podemos ajudar esses municípios. Essas ambulâncias serão cruciais no atendimento aos munícipes e vão trazer benefícios para milhares de potiguares”, disse.
Os veículos foram adquiridos com recursos do Legislativo, visando melhorar a segurança no transporte de pacientes nos municípios do RN e ocorreu a partir da Lei nº 10.151/2017. A cerimônia de entrega contou com a participação de diversos prefeitos e secretários dos municípios potiguares.

Carlos Eduardo e Robinson Faria juntos de novo

Fotos Thaisa Galvão

Dá pra imaginar que o encontro entre o governador, Robinson Faria, e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, foi uma coincidência? Não dá. Esses dois já estiveram juntos várias vezes na política. Como o governador anda sem condições de ir para a reeleição, é possível que aconteça um acordo para que apoie o pré-candidato, Carlos Eduardo Alves para o governo em 2018.

O tempo dirá se estamos fazendo uma interpretação correta desse encontro genial. Os dois com pagamentos de funcionários atrasados.

Farmácias e drogarias já estão autorizadas a aplicar vacinas

Resultado de imagem para Vacina
Foto: da Internet

Farmácias e drogarias de todo o país já estão autorizadas a vacinar usuários em seus estabelecimentos. A regra passou a valer nesta quinta-feira (28/12), com a publicação, no Diário Oficial da União, da Resolução nº 197/2017 da Anvisa.

O documento esclarece as unidades interessadas no serviço e traz as normas para adequação de ambientes, procedimentos e profissionais, visando a obtenção das autorizações para vacinar pessoas.

Dentre as normas estabelecidas pela resolução, estão a exigência de inscrição no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES), disponibilizar o calendário nacional de vacinação e os tipos de medicamentos disponíveis aos clientes.

Outro requisito é o de possuir, no estabelecimento, sala especial com o aparato para aplicar medicamentos de imunização. Obrigatória também é a presença de profissional habilitado ao manuseio e aplicação das vacinas.

 

Fonte: https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/farmacias-e-drogarias-ja-estao-autorizadas-aplicar-vacinas-113659/

Suplemento de cálcio e vitamina D não reduz fraturas, diz estudo

Vitamina D
A recomendação de especialistas é obter esses nutrientes de forma natural por meio do consumo de laticínios e da exposição solar, para alcançar melhores resultados ósseos. (iStock/Getty Images)

Da Veja

Ao contrário do que se acredita, suplementos de cálcio e vitamina D não diminuem o risco de fraturas em idosos. De acordo com uma revisão de 33 estudos anteriores sobre o assunto, publicada na terça-feira no periódico científico JAMA, as evidências encontradas não suportam a associação entre a suplementação desses nutrientes e uma redução no risco de quebra no quadril, a espinha e em outras partes do corpo.

É comum que médicos receitem suplementos de vitamina e cálcio aos pacientes idosos para a manutenção da saúde óssea. Entretanto, para Jia-Guo Zhao, pesquisador do departamento de cirurgia ortopédica do hospital Tianjin, na China, e autor do estudo, os resultados mostram que nada substitui efetivamente um estilo de vida saudável na terceira idade. “É hora de idosos pararem de tomar suplementos de cálcio e vitamina D. Nós acreditamos que melhorar o estilo de vida, fazendo mais exercício, tomando mais sol e fazendo ajustes na dieta, pode ser mais importante que tomar suplementos”.