Author: Foto Repórter

Isolda Dantas solicita Delegacia de Defesa da Criança e Adolescente para Mossoró

A deputada Isolda Dantas (PT) está solicitando ao Governo do RN, através da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social do RN (Sesed) que seja instalada uma Delegacia de Polícia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) em Mossoró. A parlamentar argumenta que a única delegacia especializada para essa parcela da população se situa em Natal, dificultando o atendimento.
 
“Por questões de logística, vê-se que é impossível atender satisfatoriamente todo o Estado. Nesse sentido, Mossoró, além de ser a segunda maior cidade do nosso Estado está distante 281 km da capital”, justifica a deputada.
 
Isolda defende que ao receber uma unidade da DCA, a medida irá contribuir com o atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência de toda a região. A deputada cita que o Disque 100 recebe quase 50 denúncias diárias, no País, relatando crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes.

Nelter Queiroz demanda fortalecimento da segurança pública em Lagoa Nova

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a ser encaminhando para o Governo do Estado e para a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), solicitando a destinação de mais um veículo e aumento do efetivo policial no município de Lagoa Nova.

De acordo com o parlamentar autor do pedido, trata-se de pleitos de relevante importância e que requerem sensibilidade e urgência para concretização. “O município e a população necessitam de maiores investimentos em segurança pública, principalmente por Lagoa Nova ter fortes potenciais turísticos por ser localizado em região serrana”, justificou.

Lagoa Nova tem a quinta maior população da região do Seridó potiguar, com 15.749 habitantes, de acordo com estimativas 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por 364 votos a 130, Câmara decide manter na prisão o deputado Daniel Silveira

Câmara decide manter na prisão o deputado Daniel Silveira

Câmara dos Deputados decidiu nesta sexta-feira (19) manter na prisão o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Foram 364 votos a favor da manutenção da prisão, 130 contra e 3 abstenções. Depois de anunciar o resultado, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que a decisão vai mudar o comportamento dos deputados.

O placar superou em 107 votos o mínimo exigido para a aprovação do parecer da relatora, deputada Magda Mofatto (PP-GO), que recomendou manter preso o parlamentar — eram necessários pelo menos 257 votos (maioria absoluta; metade mais um) dos 513 deputados.

Um dos principais defensores do presidente Jair Bolsonaro na Câmara, Silveira foi preso em flagrante na noite de terça-feira (16) no Rio de Janeiro pela Polícia Federal após divulgar um vídeo no qual fez apologia ao AI-5, instrumento de repressão mais duro da ditadura militar, e defendeu a destituição de ministros do STF — reivindicações inconstitucionais.

A prisão determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, foi confirmada por unanimidade pelo plenário do tribunal e mantida após audiência de custódia.

A Constituição prevê, no entanto, que a prisão em flagrante de parlamentar deve ser submetida ao plenário da Câmara para que decida se a mantém ou não.

‘Daniel Silveira transformou o mandato em plataforma de discurso de ódio’, diz relatora

‘Daniel Silveira transformou o mandato em plataforma de discurso de ódio’, diz relatora

Relatora

Em seu parecer, a relatora do caso, deputada Magda Mofatto (PSL-GO), defendeu a manutenção da prisão do parlamentar. “Meu voto é pela preservação da eficácia da decisão proferida pelo ministro Alexandre de Moraes […] e confirmada à unanimidade pelo plenário do STF”, afirmou.

Na avaliação dela, Silveira usa o mandato como “plataforma para propagação do discurso do ódio”.

“Temos entre nós um deputado que vive a atacar a democracia e as instituições e transformou o exercício do seu mandato em uma plataforma para propagação do discurso do ódio, de ataques a minorias, de defesa dos golpes de estado e de incitação à violência contra autoridades públicas”, disse.

Ela destacou que nenhuma autoridade está “imune à crítica”, mas que é preciso separar a crítica contundente do “verdadeiro ataque às instituições democráticas”.

“Nenhuma autoridade, é preciso deixar claro, está imune à crítica, seja ela o presidente da República, os presidentes das casas dos poderes legislativos, os parlamentares, os ministros do STF, os magistrados ou os membros do Ministério Público, mas é preciso traçar uma linha e deixar clara a diferença entre a crítica contundente e o verdadeiro ataque às instituições democráticas”, afirmou a deputada.

"Peço desculpas a todo Brasil. Um momento passional", diz deputado Daniel Silveira

“Peço desculpas a todo Brasil. Um momento passional”, diz deputado Daniel Silveira

Defesa

Em sua defesa, Daniel Silveira pediu desculpas pelo ato diversas vezes e afirmou estar arrependido.

“Já disse que me arrependi. E me arrependi, de fato. Não estou sendo demagogo ou hipócrita. Já solicitei aos pares a desculpa, a quem se sentiu ofendido. E também pedi desculpas a todo o povo brasileiro, que assim se sentiu ofendido”, disse o deputado por vídeo da prisão onde se encontra, no Rio de Janeiro.

Ele também apelou aos colegas que “não relativizem” a imunidade parlamentar. “Pode abrir precedências catastróficas”, disse Silveira.

Pró e contra

Durante a sessão, vários deputados se manifestaram sobre a situação de Daniel Silveira.

Fernanda Melchionna (PSOL-RS) defendeu a manutenção da prisão do deputado.

“Eu acho que o relatório da deputada Magda apontou bem vários ataques às liberdades democráticas cometidos pelo Daniel Silveira. Portanto, nós do PSOL votaremos e lutaremos pela manutenção da prisão desse criminoso delinquente. Votaremos também no Conselho de Ética. Aliás, representamos já pela cassação do seu mandato”, disse a parlamentar gaúcha.

Bibo Nunes (PSL-RS) discursou favoravelmente à soltura do colega de partido.

“Não estamos julgando o que ele falou. Ele mesmo disse que errou. Estamos aqui para dizer se a prisão é certa ou errada. Na minha opinião, essa prisão é totalmente despótica, autoritária”, disse Nunes.

G1

Pelo Código Penal Brasileiro o deputado Daniel Silveira sofreria menos se invés de dizer bobagem contra o STF tivesse matado um dos ministros

Resultado de imagem para Daniel Silveira
Preso ilegalmente por dizer besteira contra o STF/ Foto da Internet

O Brasil é um país que pouco valoriza a vida de um ser humano. Tudo é apenas questão de retórica para debate e discussão, mas na prática, se o deputado federal, Daniel Silveira (PSL), invés de ter dito aquelas agressões contra os ministros do STF (particularmente achei imbecil), tivesse matado um deles, sofreria bem menos pela a proteção que o Código Penal dá a um réu acusado de homicídio.

Veja o que está acontecendo com a deputada federal Flordelis (PSD-RJ). Ela é uma das principais acusadas de planejar a morte do esposo, o Pr. Anderson Gomes, e anda pela Câmara Federal exercendo seu mandato com uma tornozeleira eletrônica.

Resultado de imagem para Flordilis de tornozeleira na Câmara Federal
Flordelis anda circulando de tornozeleira na Câmara Federal/ Foto da Internet

Em outro cenário você pode ver o que ocorreu com o suposto maluco Adélio Bispo por tentar contra a vida do então candidato a presidente, na época do fato, Jair Messias Bolsonaro. Recebeu uma medida de segurança cautelar, apreensão por loucura, mas daqui alguns dias um psiquiatra o declara curado e ele vai circular entre seus amigos.

Resultado de imagem para a facada  de bolsonaro
Bolsonaro poderia ter morrido nesse momento, e nada teria acontecido com o criminoso / Foto da Internet

O que dizer da morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, do PSOL, e seu motorista, que foram mortos em uma tocaia. As investigações seguem com os mesmos discursos que não dão em nada. Só acusações politiqueiras.

Resultado de imagem para mommento da morte de Marielle Franco e Anderson, cmo ficou o carro
Marielle Franco foi covardemente assassinada / Foto da Internet

Veja o caso do assassinato do prefeito Celso Daniel, do PT. Até essa data a família espera uma solução para o caso, todas as testemunhas do caso já estão mortas.

Resultado de imagem para Celso Danie morto][
Há quase 20 anos familiares de Celso Daniel espera pela justiça / Foto da Internet

O que dizer da morte do então candidato a presidente do Brasil, Eduardo Campos (PSB), que de forma inexplicável seu avião caiu com uma suposta pane de desorientação aérea dos pilotos. A maioria do povo brasileiro não acreditou nisso.

Resultado de imagem para avião de Campos cai
Eduardo Campos era um candidato em ascensão quando seu avião caiu / Foto da Internet

De igual modo a queda da aeronave em que viajava o ministro do STF Teori Zavascki, em um momento de lazer. Até hoje isso não passa de um acidente. Caso tenha havido um assassinato, o Brasil nunca irá saber. Ninguém do STF procura de fato ver o que aconteceu.

Resultado de imagem para avião caiu com Zavascki
Populares tentaram em vão salvar o pessoal do avião, entre as vítimas o ministro do STF Teori Zavascki /Foto da Internet

Milhões de brasileiros perdem suas vidas nas mãos de assassinos, seja por homicídios ou latrocínios, e essas investigações, na sua maioria, não dão em nada.

Ademais, a Lei Penal Brasileira é muito branda para quem mata uma pessoa. Começa com uma pena de 6 a 20 anos em acordo com o artigo 121, caput, do CP. Caso tenha alguma qualificadora a pena pode ir de 12 a 30 anos.

Mas o que é isso diante de uma vida ceifada, que por muitas vezes são jovens ainda na sua adolescência como o caso de Eloá que foi morta pelo ex-namorado quando ela tinha apenas 15 anos.

Resultado de imagem para caso Eloá
Eloá suplicava pela vida nas mãos de seu assassino/ Foto da Internet

Por isso digo que esse é um país do faz de conta, acreditando que tudo vai dar certo. Exemplo: caso esse Daniel tivesse matado o ministro Alexandre de Moraes, um dos mais detestado pelo povo brasileiro. Agora ele estaria recebendo a visita dos Direitos Humanos, estariam vendo se ele sofria de algum distúrbio mental, e em menos de 10 anos estaria andando livre nas ruas.

Uma pena que o Congresso Nacional não atente para o que faz a cada dia que se passa, não fortalecendo a nossa democracia, não fortalecendo as Leis em favor do povo brasileiro, deixando que cidadãos de bem fiquem acuados por medo de ir e vir, ora com medo dos bandidos, agora, ora com medo de algum ministro do STF.

Segundo a CNN, Câmara Federal pretende endossar prisão ilegal do STF

Resultado de imagem para deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) e Lira
Deputado federal Carlos Sampaio (PSDB) se queixa por ter sido preterido como relator / Foto da Internet.

Uma confusão na Câmara Federal por causa da escolha da relatoria da comissão que irá, segundo a CNN, endossar a prisão ilegal do deputado Daniel Silveira (PSL) feita pelo STF.

Pelo o que parece o Congresso irá ficar de joelhos para o STF, contrariando as independências e a igualdade entre os poderes. Tudo contra a Constituição.

A resistência de líderes e caciques do Centrão ao nome do deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) foi um dos motivos que levaram a uma reviravolta na escolha do relator do parecer sobre a prisão de Daniel Silveira (PSL-RJ) no plenário da Câmara.

Na noite desta quinta-feira (18), Sampaio chegou a ser anunciado e confirmou à CNN que seria o relator. Na manhã desta sexta-feira (19), porém, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), indicou oficialmente como relatora a deputada Magda Mofatto (PL-GO).

Segundo apurou a CNN, lideranças do Centrão reclamaram que o relator deveria ser um deputado do grupo que apoiou a eleição de Lira para presidência da Câmara, e não um parlamentar que fez campanha para Baleia Rossi (MDB-SP), como Sampaio.

Procurador de Justiça licenciado, o tucano é do mesmo partido do governador paulista, João Doria (PSDB), e entrou em atrito com alguns deputados do Centrão durante a tramitação do pacote de 10 medidas de combate à corrupção na Câmara, entre 2016 e 2017. Na época, Sampaio criticou a articulação para anistia à prática de caixa 2.

À CNN, o presidente da Câmara negou que tenha havido uma troca de relator. Segundo ele, Sampaio “simplesmente não tinha sido oficialmente indicado”. Lira afirmou ainda que a mudança não deve alterar a tendência da Casa de manter a prisão de Daniel Silveira.

Sampaio se diz surpreso

Em nota, Sampaio disse ter sido surpreendido com “essa decisão de mudança de relator”. Segundo ele, a troca teria ocorrido no final da noite de ontem, “quando já estava fazendo a análise de todos os aspectos processuais e de mérito” que envolvem o processo contra Silveira.

“Registro que minha surpresa decorreu, principalmente, pelo fato da minha indicação ter sido feita durante uma discussão do colégio de líderes, sendo que foi o próprio presidente Arthur Lira quem me ligou, perguntando se eu aceitava a escolha, ao que, prontamente, respondi que sim”, disse.

À CNN, Lira afirmou que a ligação foi feita para sondar Carlos Sampaio, que teria pedido um tempo para pensar. De acordo com o presidente da Câmara, o deputado tucano não teria dado uma resposta posteriormente, o que o levou a escolher Madga Mofatto.

CNN

Assaltantes roubam carro e atropelam casal durante fuga em Natal

Hospital Walfredo Gurgel (Arquivo) — Foto: Priscylla Miranda/Inter TV Cabugi
Hospital Walfredo Gurgel (Arquivo) — Foto: Priscylla Miranda/Inter TV Cabugi

Um casal foi atropelado por criminosos em fuga, na noite desta quinta-feira (18), na Zona Sul de Natal. Homem e mulher ficaram feridos e foram socorridos ao Hospital Walfredo Gurgel.

De acordo com a polícia, assaltantes haviam roubado uma caminhonete minutos antes em um posto de combustíveis na marginal da BR-101, na altura do conjunto Mirassol.

Na fuga, em alta velocidade, eles acabaram batendo o veículo em uma moto, onde seguia um casal: um homem de 22 anos e uma mulher de 20, que voltavam do trabalho.

A batida aconteceu na avenida Salgado Filho, próximo ao cruzamento com a avenida Nascimento de Castro. Os bandidos deixaram as vítimas no local, feridas, e seguiram em fuga. Nenhum suspeito foi preso.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e enviou duas ambulâncias ao local, onde o casal foi atendido. Ambos tiveram ferimentos leves e foram levados ao Hospital Walfredo Gurgel para receber atendimento e passar por exames.

G1RN

Covid-19: Por incapacidade do governo do Estado do RN, 7 municípios endurecem regulamentos contra a liberdade de ir e vir povo

Município de João Câmara, no RN, registrou cinco mortes por Covid-19 em quatro dias — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi
Município de João Câmara, no RN, registrou cinco mortes por Covid-19 em quatro dias — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Com a falta de resposta positiva por parte do governo do Estado do Rio Grande do Norte, de Fátima Bezerra (PT) em adquirir melhores condições de socorro para o povo que está a mercê da sorte há quase um ano que passou, em busca de soluções contra o coronavírus, 7 municípios do interior publicaram novos decretos prorrogando ou endurecendo as medidas no combate a Covid-19, entre esta quinta (18) e sexta-feira (19).

Nos documentos, as prefeituras citam o aumento do número de casos confirmados da doença como justificativa para a publicação dos novos decretos.

Riachuelo:

No município de Riachuelo, o decreto institui o toque de recolher, proibindo a circulação de pessoas após às 21h. Além disso, estão proibidos eventos pelos próximos 30 dias; restaurantes, lanchonetes e até templos religiosos só podem funcionar com 40% da capacidade; bares e academias de ginásticas ficam fechados pelos próximos 15 dias. Riachuelo tem 6 óbitos e 290 casos confirmados da Covid-19.

Caiçara do Rio do Vento:

Cancelaram shows, festas e qualquer tipo de comemoração com aglomerações, sejam públicas ou privadas, pelos próximos 30 dias.

No decreto também há restrições na capacidade de pessoas em estabelecimentos como restaurantes, lanchonetes supermercados e farmácias. Nos estabelecimentos comerciais, fica proibida a entrada de mais de duas pessoas da mesma família por vez.

O município também proibiu o uso de som automotivo em vias públicas; restringiu número de pessoas em templos religiosos e suspendeu funcionamento de academias durante 15 dias. O decreto informa que a vigilância sanitária, responsável pela fiscalização, tem autorização para interditar os estabelecimentos. Segundo dados da Sesap, Caiçara do Rio do Vento tem 118 casos confirmados da Covid-19 e 3 óbitos.

Faltou explicar em qual ciência se baseiam para fazer isso.

Brejinho:

Em Brejinho as medidas foram prorrogadas até o dia 5 de março. E em Boa Saúde, as determinações continuam válidas até o dia 21 de março. O município de Brejinho tem 5 óbitos confirmados pela Covid-19.

Boa Saúde:

Com três óbitos registrados, Boa Saúde segue com os mesmos decretos de Brejinho, usando as mesmas táticas passadas que em nada resolveu. Mas eles têm certeza do que estão fazendo, mesmo havendo passado um ano sem solução para os assuntos.

João Câmara:

Com o registro de cinco óbitos em uma semana, a prefeitura de João Câmara publicou um novo decreto nesta quinta-feira (18). O número de óbitos subiu de 20 para 25. Entre as medidas estão o fechamento das escolas particulares que tinham retomados aulas presenciais; fechamento de bares; proibição de venda de bebidas alcoólicas para consumo nos estabelecimentos; cancelamento de eventos públicos e privados que possam provocar aglomerações. O município tem uma população estimada em 35.160 pessoas.

Eles devem ter a certeza que dessa vez vão conseguir matar o vírus. Você acredita?

 Jardim de Angicos:

As medidas de ditaduras são tão cobiçadas que em Jardim de Angicos, que mesmo sem registros de óbitos resolveram adotar o trancamento.

O decreto determina que restaurantes, lanchonetes, praças de alimentação e bares só poderão funcionar através do delivery ou para retirada no local. Casas de eventos e salões de festa, academias e templos religiosos devem permanecer fechados.

O documento orienta ainda a limitação no quantitativo para a venda de produtos de higiene e alimentação, para evitar o esvaziamento do estoque.

São João do Sabugi:

Em São João do Sabugi, na região Seridó, estão suspensos eventos públicos e privados; vendedores ambulantes de outras cidades não poderão atuar nas feiras livres; bares e restaurantes só poderão funcionar com 50% da capacidade até às 22h. A fiscalização será feita através da vigilância com apoio da Polícia Militar. O descumprimento implica em multas e até no fechamento dos estabelecimentos. São João do Sabugi tem 346 casos confirmados da Covid-19 e 6 óbitos.

G1RN

Ezequiel Ferreira sugere reforma de escolas na região Seridó do RN

Presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira./ Crédito da Foto: João Gilberto

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), apresentou requerimento na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a ser encaminhando para o Governo do Estado e para a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer, solicitando as reformas das Escolas Estaduais Professora Ester Galvão, Tristão De Barros, Capitão Mor Galvão, Poeta Celestino Alves, Lions Clube e Centro Supletivo Professora Creuza Bezerra, no município de Currais Novos, região Seridó do Estado.

“Faço esse apelo ao Governo do Estado, por meio de sua Secretaria de Educação, que sejam realizadas as reformas nas escolas, com a finalidade de incentivar o maior interesse e melhor rendimento dos alunos da rede estadual”, justificou.

Segundo o deputado, as escolas citadas estão em insatisfatório estado de conservação, com rachaduras nas paredes, goteiras no telhado e com a parte hidráulica e elétrica deterioradas.

Após anúncio de aumento do preço da gasolina, potiguares fazem filas para abastecer carros

Carros fazem filas para abastecimento de gasolina em Natal e região metropolitana após anúncio de aumento do preço da gasolina. — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Carros fazem filas para abastecimento de gasolina em Natal e região metropolitana após anúncio de aumento do preço da gasolina. — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Após o novo aumento anunciado pela Petrobras no preço da gasolina, de 10%, potiguares fizeram filas para tentar abastecer carros e motos a preços menores em Natal e região metropolitana, na noite desta quinta-feira (18).

Alguns postos já apresentavam preços mais altos. Em um posto localizado na Coophab, em Parnamirim, cobrava R$ 5,69 por litro. Um frentista disse que o valor poderia chegar a R$ 6 nesta sexta-feira (19).

Porém, alguns estabelecimentos ainda vendiam gasolina por R$ 4,99 na capital. Alguns desses postos registraram filas durante a noite. Nos visitados pela Inter TV Cabugi, a espera era de pelo menos 20 minutos.

O estudante Zeus Medeiros, afirmou que costumava gastar cerca de R$ 200 por mês para abastecer o carro em Cruzeta, no interior no estado. Recentemente, quando mudou para Natal, o gasto com gasolina praticamente duplicou.

Em comunicado à imprensa, a Petrobras afirma que explicou que os reajustes fazem parte do alinhamento de preços com o mercado internacional e com a oscilação do dólar. Os reajustes já acumulam alta de 35%.

G1RN

Ezequiel agradece Governo por atender requerimentos de viaturas para PM e Patrulha Rural


O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), em nome de prefeitos de todas as regiões do Estado, enaltece o empenho da governadora Fátima Bezerra (PT) e da cúpula da gestão de segurança pública do Rio Grande do Norte, no tocante a estruturação e operacionalização para o combate as quadrilhas que estão atuando no interior e gerando sensação de insegurança.
 
Ainda no ano passado, Ezequiel requereu viaturas para reforçar as ações da Patrulha Rural ao secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Araújo, com o secretário adjunto, Osmir Monte, com o comandante da Polícia Militar, coronel Alarico e com o subcomandante da PM, coronel Mendonça. O coordenador do gabinete de segurança institucional da Assembleia Legislativa, coronel Pires, também participou da reunião. O Governo do Estado viabilizou quatro viaturas modelo S10 para atender todas as regiões do Estado, principalmente impedir assaltos nas propriedades rurais.
 
Nos últimos dias foram entregues pelo Governo do Estado, em contrato de locação com a PM, caminhonetas modelo S10. Para a Grande Natal foram contempladas as cidades de Parnamirim, Ceará-Mirim e Bom Jesus. Na região Seridó: Acari e Ouro Branco. No Agreste: Serra de São Bento, São José do Campestre, Santo Antônio, Brejinho, Pipa (Tibau do Sul). Para o Trairi: Tangará e no Mato Grande/Litoral Sul: Rio do Fogo e Touros. Algumas cidades como Currais Novos, João Câmara, Nova Cruz, Apodi, Parelhas, São Pedro, Angicos, Macau, Galinhos, Canguaretama, Nísia Floresta, Florânia, Extremoz ainda aguardam a substituições de viaturas, embora várias cidades já tenham sido contempladas com o modelo Mitsubishi L200.
 
“É uma luta constante a melhoria da segurança pública no Rio Grande do Norte. Como deputado faço constantes requerimentos para o incremento de viaturas para reforçar as ações da Patrulha Rural que precisa, neste momento, de mais apoio e equipamentos para fazer frente às ocorrências que têm assustado o agropecuarista, sem excluir esta ou aquela região”, disse Ezequiel Ferreira ao mesmo tempo em que agradece a chegada destas viaturas ao Governo do Estado e a equipe da Segurança Pública.
 
Durante o exercício do mandato de deputado estadual, o presidente da Assembleia Ezequiel tem solicitado reformas nas unidades militares e delegacias, aumento de efetivo, compra de armamento e viaturas para o enfretamento do crime.

Deputados falam sobre intolerância no País e desrespeito às medidas contra a Covid-19

No horário destinado aos deputados, na sessão ordinária que aconteceu nesta quinta-feira (18), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, pronunciaram-se os deputados Vivaldo Costa (PSD), Sandro Pimentel (PSOL) e Francisco do PT. O conteúdo dos pronunciamentos girou em torno da situação da pandemia, com previsão de aumentos de casos pós-carnaval; a proliferação do ódio e da intolerância no País e no Estado; bem como informações sobre a questão hídrica no RN.

O deputado Vivaldo Costa lamentou a situação da Covid-19 no Rio Grande do Norte. “Tivemos a primeira onda da doença, que causou muito sofrimento, e quando pensávamos que estava controlada, veio uma segunda onda. E, pelos estudos, essa segunda onda tem relação com aglomerações que aconteceram durante campanhas eleitorais e festas em datas comemorativas, porque muita gente não respeitou as medidas”, falou. “O RN teve um quadro lamentável, as autoridades estão apavoradas. A ocupação está muito alta e a Secretaria de Saúde do Estado teme piorar com a aglomeração do carnaval. Eu defendo a união dos prefeitos, governadora e Ministério da Saúde, para que haja um pacto pela vida”, alertou.

O parlamentar Sandro Pimentel voltou a comentar sobre um assunto que já havia mencionado mais cedo na sessão plenária, a publicação de um jornalista – em um jornal local – incitando a violência. Segundo ele, um fato lamentável, grotesco, brutal e criminoso, que vai responder criminalmente. “A agressão, o ódio e falta de democracia têm se agigantado no Brasil, infelizmente. Ninguém pode ser criminalizado por pensar diferente. Todas as pessoas têm o direito de odiar a Marielle Franco, o meu partido, a minha pessoa, quem quer que seja, mas elas têm o dever de respeitar. Eu não vou dizer para a população que se reúna para bater na cara de Bolsonaro, porque se eu fizesse isso eu estaria cometendo um crime. Incitar a violência é crime”, desabafou.

Ele mencionou também a prisão recente do deputado federal Daniel Silveira, do PSL, que, enfatizou Sandro Pimentel, tem uma ficha criminal enorme. “Ele pede o AI-5 e diz que tem o direito democrático de dizer o que ele disse. Olhe a confusão na cabeça dessa pessoa. Espero que continue preso, porque ele não merece ser agente público”.

Francisco do PT também comentou sobre o tema abordado por Sandro Pimentel e lembrou que os tempos estão estranhos, de apologia à morte, às armas, ao totalitarismo. “É muito preocupante a propagação de ódio. Estamos em uma pandemia onde pessoas perderam a vida. Enquanto isso, um deputado federal fazendo apologia à intolerância e um Governo Federal, em vez de canalizar as energias para garantir vacina para todo mundo, aproveita o carnaval para editar decreto de facilitação para aquisição de arma de fogo, como se isso fosse a prioridade do nosso País”, disse.

O deputado ainda falou sobre a questão hídrica, mencionando eventos que participou nos últimos dias sobre o assunto, entre eles, um encontro que aconteceu na Governadoria, na quarta-feira (17). De acordo com ele, na ocasião houve uma discussão sobre as preocupações com o andamento e conclusão das obras do eixo Norte da transposição do Rio São Francisco e sobre a importância da garantia de que o canal do Apodi possa ser construído, levando água para a região Oeste do Estado. Segundo Francisco do PT, também foi abordado sobre a necessidade de obras complementares à transposição que precisam ser realizadas. “É fundamental abraçarmos essa discussão”, enfatizou.

Equipe do Ministério do Desenvolvimento Regional visita Acari para conhecer potencialidades da cadeia produtiva

O prefeito da cidade de Acari, Fernando Bezerra (Solidariedade), que também é presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Seridó Oriental – AMSO, recebeu nesta quinta-feira (18), representantes do Programa Produzir Brasil, do Ministério do Desenvolvimento Regional. A caravana contou com a presença do economista Sérgio Costa, que é consultor externo e presta serviços ao MDR, além dos pesquisadores da UFRN Pablo Ruyz e Luciana da Costa e outras autoridades. Eles visitaram o Sítio Angicos onde discutiram a cadeia produtiva da avicultura no município.

A tarde aconteceu na sede da AMSO, em Currais Novos, outra reunião. Os técnicos avaliaram as potencialidades dos pequenos e médios produtores do Seridó na perspectiva de transformar a classe como protagonista, gerando emprego e renda na região.

Fernando Bezerra explicou que o Programa agregará valor ao que já é produzido na região. “O Ministério do Desenvolvimento Regional, através do Ministro Rogério Marinho, tem demonstrado muita proximidade com a realidade dos municípios brasileiros. Nesta quinta-feira os técnicos tiveram a oportunidade de conhecer a realidade local. Já existe algo planejado no próprio Ministério, mas eles vieram ver de perto. A Prefeitura é um facilitador deste processo. Somos colaboradores, a partir inclusive de atividades que já existem como a produção do ovo caipira em Acari”, contou.

O consultor Sérgio Costa disse que a equipe veio verificar in loco as potencialidades econômicas do município de Acari e a partir daí montar uma estratégia para chegar aos outros municípios. “Aproveitamos a visita para conversar com os empresários, produtores e verificar as ideias do Programa que estamos apresentando junto ao Ministério. Pretendemos trazer modelos que possam agregar valor aos produtos agropecuários aqui produzidos e assim possa acontecer um incremento na renda das famílias e os produtos possam ser escoados de uma forma mais profissional para que a economia possa se dinamizar.  

A UFRN compõe o projeto através de um termo de cooperação onde uma equipe de pesquisadores serão parceiros, ajudando a viabilizar um modelo fiscal e institucional, desenvolvendo a cadeia produtiva e a formulação de políticas públicas.

Bolsonaro não entrará na briga provocada pelo deputado federal Daniel Silveira contra o STF

Resultado de imagem para Bolsoanor e Daniel
Foto da internet

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), decidiu não entrar na briga entre o STF e o deputado federal Daniel Silveira (PSL), que gravou um vídeo atacando todos os ministros do supremo, salvo o Fux.

Bolsonaro está em busca de conseguir governar o Brasil, e espera que o Congresso faça a sua parte. Não vai entrar em bola dividida.

Arthur Lira sinaliza que não vai contrariar STF em caso de Daniel Silveira

Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, se manifestou sobre o caso em seu perfil no Twitter na manhã desta 5ª feira (18.fev.2021)/ Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), sinalizou nesta 5ª feira (18.fev.2021) que não deve contrariar o STF (Supremo Tribunal Federal) no caso da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). Em uma publicação no Twitter, Lira afirmou que todos, na vida pública, são transitórios, ao contrário das instituições.

As instituições são permanentes. As instituições ficarão. Nesse sentido, não haverá nunca crise entre as instituições, sobretudo quando há a exata compreensão de que elas são maiores do que qualquer indivíduo“, afirmou. “Como na frase célebre de Churchill, a democracia é a pior forma de governo, com exceção de todas as demais.”

Lira tem uma reunião nesta 5ª feira (18.fev) com os líderes da Câmara para discutir a prisão de Daniel Silveira. O deputado do PSL foi detido por ordem do STF depois de ter feito um vídeo com xingamentos e ameaças a magistrados da Corte.

Ainda não foi decidido se uma sessão do plenário será ou não convocada imediatamente para deliberar sobre o caso. Como noticiou o Poder360 nesta 4ª feira (17.fev), os deputados querem esperar a realização da audiência de custódia de Silveira para discutirem a prisão na Casa.

A audiência está marcada para esta 5ª feira (18.fev) na sede da Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro. O responsável pela análise da prisão em flagrante do deputado será o juiz instrutor Aírton Vieira.

Se for preciso votar sobre a liberdade do deputado, é possível que a Câmara convoque a sessão ainda nesta 5ª (18.fev), depois da audiência. Se decidirem pela liberdade, Silveira ainda pode ser alvo de um processo no Conselho de Ética da Casa. Se a liberdade for negada, o deputado permanece preso e o processo judicial contra ele segue de acordo com as decisões do STF.

O deputado tem ainda um outro processo no Conselho de Ética. A Mesa Diretora da Câmara entrou com uma  representação por quebra de decoro na 4ª (17.fev).

Poder 360

Lira e Pacheco vão se reunir com Guedes, depois com Fux

O presidente da Câmara, Arthur Lira, e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco Lauriberto Pompeu / Congresso em Foco
.

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), vão almoçar daqui a pouco, às 13h, com o ministro da Economia, Paulo Guedes. No cardápio político, os rumos da pauta econômica no Congresso. O governo tem entre suas prioridades a aprovação da PEC Emergencial, que prevê cortes nas despesas públicas, como forma de viabilizar o auxílio emergencial.

O encontro ocorrerá na residência oficial do presidente do Senado. Após o almoço com Guedes, Lira vai se reunir com os líderes partidários, às 14h, para discutir a situação do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso na noite da última terça-feira (16) após fazer ataques e ameaças a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Os deputados pretendem esperar o desfecho da audiência de custódia do deputado, prevista para as 14h30. Caso a prisão seja confirmada na audiência, caberá à Câmara decidir se mantém ou não a prisão do parlamentar.

Ainda hoje, às 18h30, Lira e Pacheco vão se reunir com o presidente do Supremo, Luiz Fux. Os três devem discutir a atual crise entre os poderes, provocada pelas declarações de Daniel Silveira.

Congresso em Foco