Author: Foto Repórter

RN: Comércio fica fechado até 4 de junho para ser quebrado e gerar mais desempregos, esse é projeto do governo do PT

Comércio no Alecrim segue funcionando neste sábado (21) — Foto: Pedro Vitorino/Cedida
Comércio no Alecrim segue funcionando neste sábado (21) — Foto: Pedro Vitorino/Cedida

Com o intuito de, possivelmente, justificar a falta de capacidade de administrar o Estado do Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra (PT) aliada com a política do fecha tudo até que quebre mais o Estado, sem ter claramente um estudo científico, já que desde março determina o fechamento das instituições públicas e privadas, das empresas geradoras do comércio, o que gera o aumento do desemprego, sempre adiando constantemente o fim da quarentena, o que qualquer estudante acadêmico saberia que há uma falta de ciência para justificar essa administração irresponsável, salvo a política de destruir a economia do Brasil juntamente com o projeto do governador João Dória, de São Paulo, que deseja ver o governo federal em frangalhos. Fátima adiou o fim da quarentena para 04 de junho, isto é, é meio ano perdido para todo povo norteriograndense.

Diante do crescente número das mortes identificadas pelo Covid, o que não há mais são as mortes por causa naturais como é comum ocorrerem a cada mês e ano.

As aulas das redes pública e privada, que foram suspensas em 18 de março, permanecem assim até o dia 31 de maio. A Secretaria Estadual de educação pode autorizar a antecipação das férias na rede pública. Já que a maioria dos professores sindicalistas, seguidores de Fátima detestam trabalhar, como ela que nunca deu aula, sendo apenas militante político.

Desde março, do primeiro decreto, estão suspensos os funcionamentos de restaurantes, lanchonetes, praças de alimentação, praças de food trucks, bares e outros estabelecimentos do tipo, a não ser para entrega em domicílio ou como pontos de coleta do próprio consumidor. Mesas e cadeiras não podem ser disponibilizadas.

Fonte: G1RN

Lideranças parlamentares discutem ações para período pós-pandemia

No horário reservado às lideranças durante sessão ordinária por Sistema de Deliberação Remota (SDR) realizada nesta terça-feira (19), foram debatidos assuntos como a situação do turismo no Rio Grande do Norte pós-pandemia, o uso da cloroquina, o plano de emergência de auxílio aos artistas potiguares e, ainda, o atentado sofrido por blogueiro no interior do RN.

O deputado Hermano Morais (PSB) voltou a destacar sua preocupação com a situação do turismo pós-pandemia no Rio Grande do Norte. Ele pediu mais facilidade de acesso ao crédito para os empresários do setor, bem como melhorias na infraestrutura.

“Ontem tivemos a oportunidade de ouvir uma preleção e um debate com o empresário do turismo, George Gosson, e ele falou sobre a participação desse segmento tão importante para o Rio Grande do Norte. O turismo foi a primeira atividade atingida no mundo e será uma das que por último sairá desta crise. Temos que pensar em ações a respeito, em curto, médio e longo prazo. Para curto prazo, o que foi sugerido pelo empresário, foi o acesso ao crédito, que estão até sendo oferecidos, mas com extrema dificuldade de acesso”, explicou o deputado.

Além disso, o parlamentar sugeriu algumas medidas que podem preparar o RN para a retomada de sua economia no turismo, como a melhoria da infraestrutura. Ele deu exemplo de algumas ações que precisam ser realizadas, como a restauração do Forte dos Reis Magos, a obra do Museu da Segunda Guerra Mundial, do Museu da Rampa, restauração das praças históricas. Também lembrou a necessidade de investimento na interiorização do turismo, com destaque para o turismo religioso. Hermano Morais aproveitou para informar que requereu ao Governo do Estado informações sobre a situação do Forte dos Reis Magos, do Museu da Rampa e do Aviador.

O deputado Dr. Bernardo (Avante) destacou em seu pronunciamento a informação de que o blogueiro João Marcolino havia sofrido uma tentativa de homicídio no município de Caraúbas. O parlamentar aproveitou para pedir providências à segurança estadual para “severas investigações sobre o caso”. De acordo com Dr. Bernardo, é o terceiro atentado sofrido pelo blogueiro. Ele não se feriu porque estava em um carro blindado, que foi alvo de vários tiros.

“Que a segurança do Estado tome providências urgentes, sob pena de vermos a democracia prejudicada em nossa região. É preciso que se investigue para saber se realmente tem uma conotação política. Quero aqui me solidarizar com João e dizer que nosso mandato está fazendo tudo aquilo que pode fazer. Espero que, de uma vez por todas, possamos descobrir quem são os mentores dessa tentativa absurda de tentar calar as pessoas. As pessoas têm que ter a liberdade de imprensa, de ir e vir e de se expressar”, disse.

Já o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) pediu que o Rio Grande do Norte passasse a adotar a cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento de pessoas infectadas pela Covid-19. “Diversos países no mundo já estão fazendo o uso terapêutico na fase inicial desses medicamentos. É muito importante destacar isso. São fármacos que estão sendo empregados e estão sendo eficazes no tratamento contra a Covid-19. A própria China está distribuindo para a Rússia. A Itália está distribuindo, a Espanha, a França e aqui no Brasil também, como o município de São Paulo. Não é um remédio de direita nem de esquerda, está salvando vida no mundo todo”, falou.

Ainda durante o horário das lideranças parlamentares, o deputado estadual George Soares (PL) informou que apresentou requerimento ao Governo do Estado para a implantação de um programa de emergência e auxílio aos artistas profissionais da música do RN. “É uma das atividades que terão maior dificuldade de retornar pós-pandemia, porque todo evento requer aglomeração de pessoas. Infelizmente não tenho prerrogativa de criar um programa, então faço essa sugestão e encaminho ao governo, para que dê um apoio a esses profissionais”, disse.

Juiz extingue ação que pedia ‘lockdown’ em Natal e no Rio Grande do Norte

Bairro Alecrim na manhã do último sábado (9) em Natal. Associação de comerciantes se posiciona contra lockdown.  — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O juiz Luiz Alberto Dantas Filho, da 5ª vara da Fazenda Pública de Natal, extinguiu a ação que pedia a decretação de lockdown na capital potiguar e região metropolitana. O magistrado reconheceu a ilegitimidade legal do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde) para promover a ação civil pública. Com isso, não houve julgamento de mérito.

O Sindsaúde pode apelar ao Tribunal de Justiça do RN.

Na ação, o Sindsaúde apontou que o estado tem um dos piores índices de isolamento social na região Nordeste e que o lockdown seria a medida necessária para evitar a disseminação do coronavírus e, consequentemente, mais mortes. A intenção da entidade era de que o isolamento mais rígido tivesse o prazo de 15 dias e compreenderia o bloqueio total da capital potiguar e demais municípios da área metropolitana.

Contrários ao lockdown

Várias associações, federações e sindicatos se manifestaram na ação contrárias ao pedido de lockdow feito pelo Sindsaúde: Associação dos Empresários do Alecrim, Associação das Empresas dos Pólos Industriais do RN (Aspirn), Federação das Câmara de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL RN), a Câmara de Dirigente Lojistas de Natal (CDL Natal), CDL Jovem Natal, Federação das Associações Comerciais (Facern) e Associação Comercial Empresarial do Rio Grande do Norte (ACRN), Sindicato dos Médicos e Sindicato da Indústria da Construção Civul (Sinduscon).

Apenas o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancário do Rio Grande do Norte se aliou à defesa do pleito do Sindsaúde.

G1RN

No dia do combate ao abuso infantil, Assembleia destaca projetos e ações sobre o tema

Há vinte anos a data 18 de maio passou a marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, de acordo com a Lei nacional 9.970, de 2000. A data foi escolhida em homenagem à menina Araceli Sánchez Crespo, assassinada aos oito anos, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). As acusações de rapto, tortura, estupro e morte da criança foram atribuídas a jovens de classe média alta, que acabaram inocentados dos crimes. O caso emblemático virou símbolo da luta contra crimes de pedofilia e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Nesses 20 anos, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou projetos e debateu o tema em audiências públicas, além de reforçar, através de requerimento, sobre punição dos abusadores de menores e para aperfeiçoar a atual legislação.  Além disso, a ALRN, também abordou o tema com o debate em torno do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), solicitando a fiscalização e punição aos hotéis, motéis ou similares que hospedem crianças e adolescentes sem os pais ou responsáveis.

Outra ação do legislativo potiguar foi o apoio sediando o debate nacional da Câmara dos Deputados, na CPI dos Crimes Cibernéticos, com relatoria dos crimes contra crianças e adolescentes, do deputado federal da bancada potiguar, Rafael Motta (PSB). O debate rendeu destaque na mídia e amparo aos números que serviram de base para investigações no RN, já que os casos ocorriam com frequência nas redes sociais e internet.

Outro marco do Legislativo Potiguar foi a campanha institucional e educativa em 2018, promovida pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, “Todos contra o abuso infantil”, que foi amplamente divulgada com artes, cartilhas e vídeos educativos.

A maior parte dos abusos de nosso país acontecem no seio da família, por isso, esta situação de pandemia é o momento de termos um zelo especial por nossas crianças e adolescentes.

“Identificamos na sociedade Potiguar a necessidade de ampliar o olhar sob o combate ao abuso infantil. Além dos projetos e requerimentos que cobram efetiva ação no âmbito estadual, assumimos a responsabilidade de debater o tema em uma campanha institucional amplamente divulgada que conscientizou a população sobre a importância da denúncia para evitar o aumento de casos de exploração e abuso infantil no Rio Grande do Norte”, destaca o presidente Ezequiel Ferreira (PSDB).

Ao longo dos 20 anos, o tema foi debatido por diferentes métodos, sempre com a preocupação dos parlamentares em coibir o crime e garantir proteção das crianças e adolescentes do Estado. No exercício do mandato, os deputados Hermano Morais (PSB); a deputada Márcia Maia (PSB); Eudiane Macedo (Republicanos); Larissa Rosado (PSB); Jacó Jácome; Cristiane Dantas (Solidariedade), e demais parlamentares, tiveram atuação legislativa na área.

As crianças e os adolescentes representam 35% da população do Rio Grande do Norte. Apesar desse número, existem poucas ações de combate à violação de direitos no poder público, assunto amplamente debatido pela Frente Parlamentar Estadual em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da ALRN, presidida pelo deputado Hermano Morais (PSB).                         

O RN é também o quarto estado brasileiro com o maior número de denúncias de violação de direitos contra crianças e adolescentes. Com 193 denúncias para cada 100 mil habitantes, os números locais só ficam atrás dos do Distrito Federal, do Mato Grosso do Sul e do Rio de Janeiro. No estado, de acordo com a Delegacia Especial de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA), o número de inquéritos sobre abuso sexual envolvendo crianças ou adolescentes em 2019 cresceu em relação ao ano anterior.

Meninas entre oito e 15 anos são as principais vítimas. Esse tipo específico de violência sexual tem uma característica alarmante: um número significativo dos agressores é de familiares da vítima – pais, mães, padrastos, tios, avós.

O cidadão pode denunciar caso de violação de direitos contra crianças e adolescentes, pelo Disque Direitos Humanos, o Disque 100, procurar as promotorias, delegacias e/ou conselhos tutelares. A identidade de quem denuncia é preservada. Todos contra o abuso infantil.

Auxílio Emergencial: governo começa a pagar a segunda parcela do benefício

Pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial começará na ...
Foto da Internet

Começa a ser paga nesta segunda-feira (18) a segunda parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600. Os primeiros a receber serão os beneficiários do Bolsa Família cujo NIS é terminado em 1. Na terça, serão pagos os recursos aos beneficiários do bolsa com NIS terminado em 2.

Já os trabalhadores que estão no Cadastro Único e não recebem o Bolsa Família, assim como os que se inscreveram no Auxílio Emergencial através do site ou aplicativo, começam a receber a parcela apenas na quarta-feira (20).

O calendário da segunda parcela vale apenas para quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril. O governo não informou quando vai pagar a segunda parcela para quem receber a primeira depois desta data.

G1RN

Mãe e filha são assassinadas a tiros em Mossoró; ex-companheiro de uma das vítimas é o principal suspeito

Delegacia de Homicídios investiga o caso — Foto: Marcelino Neto/O Câmera
Delegacia de Homicídios investiga o caso — Foto: Marcelino Neto/O Câmera

Mãe e filha foram mortas a tiros em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, na noite de domingo (17). O duplo homicídio foi registrado no bairro Ouro Branco.

Segundo a Polícia Militar, o suspeito dos crimes encontrou a ex-sogra Maria Clécia Ferreira da Silva, de 49 anos, próximo a uma praça e atirou três vezes na cabeça da mulher por volta das 21h. Em seguida, o homem saiu em direção a casa da ex-companheira Jackeline Ferreira da Silva, de 21 anos, que também sofreu disparos e morreu dentro de casa.

Na residência havia ainda uma criança de nove meses dormindo em uma rede. A criança é filha de Jackeline e do suspeito. Segundo informações apuradas pela PM com pessoas próximas das vítimas, o casal disputava a guarda da filha e essa circunstância pode ter motivado os assassinatos.

O crime é tratado como duplo homicídio, mas poderá ser considerado feminicídio e homicídio, conforme as investigações da Polícia Civil. Após as mortes, o suspeito foi até uma casa na região, deixou um par de tênis, um par de luvas, roupas e o revólver calibre 38 usado no atentado antes de fugir. Ele já foi identificado e é considerado foragido.

G1RN

Mais um final de semana com manifestações do povo na frente do Planalto

Evento foi transmitido ao vivo nas redes sociais — Foto: © Reuters / Adriano Machado / Direitos Reservados

Em dia ensolarado em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro saiu do Palácio da Alvorada, residência oficial, para ver a manifestação de apoio ao seu governo em frente ao Palácio do Planalto. A presença do presidente da República foi transmitida ao vivo nas redes sociais a partir das 12h20.

“É muito gratificante, honroso da minha parte, do meu ministério, receber uma manifestação de apoio nesse sentido. Isso fortalece a todos nós aqui em Brasília numa busca de conseguir meios não só para combater esse vírus que tem ceifado vidas num momento que preocupa a todos nós, bem como proporcionar dias melhores para a nossa população através das boas políticas implementadas em especial pelo Poder Legislativo e pelo Poder Executivo”, ressaltou o presidente.

Bolsonaro disse que “não existe preço para nós, políticos, ter uma manifestação espontânea dessa maneira, vinda do coração, da alma do povo brasileiro que, repito, quer acima de tudo liberdade, quer democracia, quer o respeito”.

O presidente assegurou que o país vai se recuperar da crise provocada pela Covid-19. “Nós vamos conseguir mudar o destino do Brasil, apesar dessa crise que tem afetado o mundo todo.”

Além do presidente, estiveram no evento os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), e André Mendonça (Justiça e Segurança Pública).

Por Agência Brasil 

Deputado Getúlio Rego diz que áudio que circulou nas redes sociais não dele

Getúlio Rego diz que Rosalba não disputaria reeleição no atual ...
Foto da Intternet

NOTA DE ESCLARECIMENTO
Deputado estadual Getúlio Rêgo

Bom dia, amigos!

Está circulando um áudio atribuído a mim, na rede social WhatsApp, sobre um possível tratamento do novo coronavírus.

É FAKE! A voz não é a minha e eu jamais prescreveria, de forma irresponsável e genérica, um tratamento específico para um vírus nebuloso, que não sabemos muito bem como se comporta.

O grande desafio dos cientistas do mundo é encontrar a cura para o coronavírus, mas não existe receita pronta ou resposta rápida.

Até o momento, não há vacinas ou medicamentos específicos para a COVID-19. Os tratamentos estão sendo investigados e serão testados por meio de estudos clínicos.

O isolamento social é a medida mais eficaz para conter o avanço do coronavírus, sobretudo neste momento em que as projeções matemáticas nos transparecem uma curva ascendente da doença.

Sejamos conscientes e responsáveis!

Grande abraço,

Getúlio Rêgo.

Covid-19: Colocar pacientes nos respiradores pode matar invés de salvar

Os hospitais da Espanha ficaram esperando por respiradores confiscados temporariamente pelas autoridades turcas — Foto: Getty Images via BBC
Os hospitais da Espanha ficaram esperando por respiradores confiscados temporariamente pelas autoridades turcas — Foto: Getty Images via BBC

A insegurança a cerca do tratamento da doença causada pelo coronavírus tem se torando um verdadeiro transtornos, e tem trazido muito pânico para a população brasileira.

O problema é que a princípio a busca pelos respiradores se tornou uma maratona em todo o mundo. Todos os países tentavam comprar o produto no mercado internacional. No Brasil, empresas montadoras passaram a produzir respiradores em quantidades.

O problema é que a dispneia que ataca o paciente com o Covid pode não ser causada por pneumonia. Em alguns pacientes o que acontece é um ataque ao vasos do sistema circulatório que como uma especie de trombos em todo pulmão pode ser a causa da falta de ar. Assim também como pode está acontecendo com pessoas que tem os rins atacados.

Segundo Dr. Anthony Wong, paciente com esses trobos no pulmão tem dificuldade na troca de oxigênios, os quais colocados em respiradores serão sufocados e levado a óbito. Isso foi advertido pela Itália. 80% dos pacientes em Nova Iorque e Reino Unidos que foram intubados morreram.

Então os médicos precisam administrar os remédios como a azitromicina e a hidroxicloroquina, que estão no protocolo para evitar que pessoas com o Covid tenham que ir para os respiradores.

A ciência falhou. Agora os grandes médicos terão que usar o que sabem e o que está a seu alcance para salvar vidas.

Covid-19: Homem de 29 anos morre em Natal: ‘Ele não acreditava na doença’, diz mãe

Rafael Michelson de Souza Gonçalves morreu na noite de sexta (15) com coronavírus — Foto: Arquivo da família
Rafael Michelson de Souza Gonçalves morreu na noite de sexta (15) com coronavírus — Foto: Arquivo da família

O motorista de aplicativo Rafael Michelson de Souza Gonçalves, de 29 anos, morreu com Covid-19 em Natal. Obeso, diabético e hipertenso, ele foi internado na última quarta-feira (13) e morreu na noite de sexta (15). Familiares de Rafael contaram que ele não acreditava na doença.

Na tarde deste sábado (16), amigos foram até a casa da mãe de Rafael prestar uma homenagem. Eles levaram fotos do amigo e fizeram uma oração. “Que Deus abençoe vocês e livre vocês dessa doença maldita que tirou o meu filho de mim. Eu aconselhava muito o meu filho sobre essa doença, mas ele não acreditava. Se cuidem, se previnam, para que a mãe vocês não venha a passar pelo que eu tô passando hoje”, disse Maria do Socorro de Souza Gonçalves, mãe de Rafael.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública, o Rio Grande do Norte registrava neste sábado (16) 3.004 casos confirmados e 136 mortes por Covid-19.

Segundo a família, Rafael sentiu os primeiros sintomas no dia 8 de maio. Ele procurou a UPA do Pajuçara, foi atendido e liberado. Ele disse para a família que estava com dengue. “Ele chegou a me dizer que estava com dengue, mas eu creio que ele já sabia o que era, mas não quis me dizer”, contou a mãe.

A prima de Rafael, Alice de Souza Honorato, conta que depois dessa primeira consulta ele continuou a vida normalmente, sem se isolar. Na quarta-feira (13) ele tomou café da manhã na casa dos tios, que são do grupo de risco, e seguiu para a UPA porque estava tossindo muito. “A partir daí ele não voltou mais pra casa. Foi transferido pro Hospital Municipal de Natal e morreu depois de uma parada cardíaca”, disse Alice.

Ainda de acordo com informações da família, Rafael ofereceu resistência pra ser entubado no hospital. “Eu conversava com ele por chamada de vídeo, ele não queria deixar os médicos entubarem ele”, contou Alice. “Ele não acreditava nessa doença. Antes dele ser internado nunca usou máscara, álcool em gel, nada disso”, disse a prima.

Rafael deixou uma filha de 8 anos. A declaração de óbito confirma a causa da morte como Covid-19.

G1RN

Exportações do RN caem 14% no primeiro quadrimestre de 2020; abril é o pior mês desde 2009

Formas de Exportação: Direta e Indireta – Efficienza – Comércio ...
Foto da Internet

Nos primeiros quatro meses de 2020, o Rio Grande do Norte registrou uma queda de 14,3% no valor das suas exportações, em relação ao mesmo período de 2019. Abril, já durante a crise do novo coronavírus, teve o pior valor de toda a série histórica iniciada em janeiro de 2009, com vendas de US$ 9 milhões para fora do país – valor quase 50% abaixo do registrado no ano anterior.

Os dados são do sistema ComexVis, do Ministério da Economia. Para se fazer uma comparação, até então, o valor mais baixo de exportações em 2020 tinha sido registrado em fevereiro e foi mais que o triplo de abril: US$ 30,2 milhões.

Já as importações aumentaram mais de 18% no quadrimestre. Ainda assim, o estado tem uma balança comercial – diferença entre o vendido e o comprado – com saldo positivo de US$ 51,9 milhões.

O único mês com saldo negativo foi abril, quando o volume de importações registradas no estado chegou a 11,6 milhões e, mesmo abaixo dos meses anteriores, ultrapassou o das exportações.

Ao todo, as exportações do estado em 2020 representaram US$ 109,3 milhões (dólares) – mais de R$ 633 milhões – enquanto as importações foram de US$ 57,4 milhões – mais de R$ 332 milhões.

Sorrento anuncia anticorpo contra a COVID-19 com resultado de 100% em teste in vitro

plasma coronavirus
STI-1499, um potente anticorpo anti-SARS-CoV-2, demonstrou capacidade de inibir completamente a infecção por coronavírus in vitro em estudos pré-clínicos.

A Sorrento Therapeutics anunciou que o STI-1499, um anticorpo anti-SARS-CoV-2, demonstrou ser capaz de inibir 100% do coronavírus em testes in vitro.

A Sorrento pretende gerar um coquetel de anticorpos que funcionaria como um “escudo protetor” (COVI-SHIELD) contra a infecção por coronavírus SARS-CoV-2 e permaneceria eficaz, mesmo que as mutações virais tornassem uma única terapia de anticorpo menos eficaz ao longo do tempo.

Sorrento tem examinado bilhões de anticorpos que possui em sua biblioteca proprietária de anticorpos totalmente humanos G-MAB. Até agora identificou centenas de candidatos a anticorpos que se ligam à subunidade S1 da proteína SARS-CoV-2 Spike.

Cerca de uma dúzia desses anticorpos demonstraram a capacidade de bloquear a interação da proteína S1 com a enzima conversora de angiotensina 2 humana (ACE2), o receptor usado para a entrada viral nas células humanas.

Esses anticorpos bloqueadores foram ainda testados quanto à sua capacidade de inibir a infecção pelo vírus SARS-CoV-2 em um modelo in vitro de infecção pelo vírus SARS-CoV-2.

Entre os anticorpos que mostram atividade neutralizante, um anticorpo se destacou por sua capacidade de bloquear completamente a infecção por SARS-CoV-2 de células saudáveis ​​nas experiências. O STI-1499 neutralizou completamente a infectividade do vírus em uma dose muito baixa de anticorpos, tornando-o um candidato principal para testes e desenvolvimento. Análises bioquímicas e biofísicas também indicam que o STI-1499 é um candidato potencialmente forte para um tratamento da COVID-19.

O STI-1499 provavelmente será o primeiro anticorpo no coquetel de anticorpos (COVI-SHIELD) que está desenvolvendo, como anunciado recentemente. Também é esperado que o STI-1499 seja desenvolvido como uma terapia autônoma (COVI-GUARD) devido à alta potência que ele exibiu em experimentos até o momento.

A atual unidade de fabricação de anticorpos a Sorrento, em San Diego, espera ser capaz de produzir até duzentas mil doses por mês. O objetivo da empresa é produzir até um milhão de doses, mesmo que haja risco, enquanto busca a aprovação do FDA.

A empresa também está buscando apoio governamental e parceiros farmacêuticos para aumentar a capacidade de fabricação da STI-1499, com o objetivo de fornecer dezenas de milhões de doses em um curto período para atender à grande demanda projetada.

“Nosso anticorpo STI-1499 mostra um potencial terapêutico excepcional e pode potencialmente salvar vidas após o recebimento das aprovações regulatórias necessárias. Estamos trabalhando dia e noite para concluir as etapas necessárias para que este tratamento seja aprovado e disponível ao público”, afirmou Dr. Henry Ji, Presidente e CEO da Sorrento.

As ações da empresa disparam até 240% nos EUA após o anúncio do potencial tratamento.

PFarma

Covid-19: Mundo registra mais de 4,5 milhões de casos, Brasil mais de 233 mil

O mundo hoje, 16, registrou mais de 4,5 milhões de casos de coronavírus, e o Brasil registrou mais de 233 mil. Mas segundo alguns estudiosos sobre o caso, esses números podem ser bem maiores. Há quem diga que por cada um que o sistema identifica há outros 350 que são assintomáticos, o que é totalmente possível, já que há mais de 85% da população que são assintomáticos.

Galeno cobra visita da Caern ao Açude do Bonito para retomar abastecimento em São Miguel

O deputado estadual Galeno Torquato (PSD) solicitou à Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) a visita técnica do órgão ao Açude do Bonito, em São Miguel, para averiguar a possível retomada do abastecimento do município através de suas próprias reservas hídricas.
 
O parlamentar destaca que, em face das chuvas ocorridas no município de São Miguel nos últimos dias que tem ocasionado o aumento da capacidade do Açude do Bonito e diante das perspectivas de um bom inverno, é necessária a realização de ações, tais como a recuperação de redes de distribuição na sede do município, instalação de bombas, revisão das instalações elétricas e recuperação das estações elevatórias.
 
De acordo com dados da Regional da Caern na região do Alto Oeste, o Açude do Bonito se encontra com 25% de sua capacidade.
 
“Em São Miguel, 13 carros pipa abasteciam 110 caixas d’água, beneficiando os mais de 25 mil habitantes e desde o dia 17 de janeiro de 2019 que esse abastecimento deixou de ser feito”, aponta Galeno Torquato.

Covid-19: RN tem 9.852 casos suspeitos, 3 mil casos confirmados e 136 mortes

O Rio Grande do Norte registra 3.004 casos confirmados e 136 mortes por coronavírus até este sábado (16). Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), mas o boletim epidemiológico não foi divulgado até a publicação desta matéria.

De acordo com a Sesap, em 24 horas foram registradas 14 mortes e 218 novos casos confirmados de coronavírus. Ao todo, são 66 óbitos estão em investigação em 30 cidade do RN.

Os casos suspeitos deram um salto de 8.988 na sexta (15) para 9.852 neste sábado (16). O Estado registra ainda 872 pacientes recuperados da doença.

G1RN