Category: Educação

O Fies muda para conter rombo bilionário

Pátio da universidade Mackenzie, em São Paulo
Educação: rombo com inadimplência no Fies deve passar de R$6 bilhões ao anos em 2026 (Alexandre Battibugli/EXAME.com)

Começam nesta terça-feira as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies. Serão oferecidas 75.000 vagas para estudantes de baixa renda para o segundo semestre deste ano em instituições de ensino superior, com as mesmas regras do último semestre. Pode se inscrever quem fez Enem a partir de 2010, não tirou zero na redação e fez mais de 450 pontos no total. A partir do próximo semestre, no entanto, o governo passará a adotar um novo modelo para fornecer o financiamento.

Por um lado, a ideia é beneficiar pessoas com renda familiar de até três salários mínimos per capita, passando a oferecer juros iguais ao índice de inflação, quando até agora eram de 6,5% ao ano. Por outro, o governo garante o pagamento ao descontar a prestação diretamente em folha depois que o beneficiado conseguir seu primeiro emprego como formado. São 100.000 vagas nessa modalidade.

O governo também criou o “Fies regional” para estudantes com renda familiar mensal de até cinco salários mínimos per capita, com 150.000 vagas no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e juro de 3%, mais a variação monetária, e 60.000 vagas para as outras regiões com juros ainda não definidos, mas um pouco maiores.

A mudança se deu porque, de acordo com o governo, o modelo adotado até aqui se mostrou “insustentável”. Para o ministro da Educação, Mendonça Filho, ele se transformou em um “rombo fiscal absolutamente sem controle”. De fato, em 2016 a inadimplência chegou a 53%. Um estudo do ministério da Fazenda mostra que o custo dessa inadimplência deve passar dos 3 bilhões de reais ao ano em 2023 e chegar a 6,4 bilhões em 2026. Considerando despesas administrativas e subsídios, o impacto total no orçamento federam deve passar dos 11 bilhões de reais em 2024, se mantendo nesse patamar por alguns anos.

 

Fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/o-fies-muda-para-conter-rombo-bilionario/

Conexão Enem leva educação ao interior do RN

Levar educação para todo o estado. Esse é o objetivo do Conexão Enem, programa da TV Assembleia e que prepara estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio. Neste sábado (8), o programa fez, pela primeira vez, aulas presenciais fora de Natal. Os estudantes da comunidade de Coqueiros, em Ceará-Mirim, foram os escolhidos para participar da manhã de conhecimento, que ocorreu dentro do programa “Assembleia e Você”.

Transmitida ao vivo pela TV Assembleia, as aulas de matemática e português tiveram, ao todo, três horas de duração. Os professores Raphael Moreira (matemática) e Emanuele Gomes (português) apresentaram o conteúdo, tiraram dúvidas e responderam questões relacionadas ao conteúdo do exame.

O coordenador do Conexão Enem, professor João Maria Lima, enalteceu a iniciativa do Poder Legislativo em levar ao interior do Rio Grande do Norte as aulas do programa.

“Em três anos, é a primeira vez que o Conexão Enem vai ao interior presencialmente, apesar de chegar às casas de todo o estado através da TV Assembleia. Nossas aulas pela TV continuam e são prioridade, mas chegar ao interior, além de estimular o estudo entre a população dessas cidades, é uma forma de contribuir mais estreitamente para o aprendizado”, disse João Maria Lima.

Além das aulas presenciais no interior do estado, o Conexão Enem também formará turmas para aulas em Natal, tanto dentro do cronograma do programa, quanto através da parceria com a Secretaria de Educação do RN, no projeto #QueroAprender.

“Seguimos com as aulas na TV todas as quintas-feiras, ao vivo, com reprises às sextas, sábados e domingos. Porém, nosso objetivo é também ampliar esse leque de opções aos estudantes e levar o conhecimento ao máximo de pessoas que conseguirmos”, disse João Maria Lima.

Uma das maiores universidades catarinenses pode chegar ao RN nos próximos meses

O advogado Luiz Gomes, com atuação no mercado potiguar, esteve esse final de semana em Santa Catarina prestigiando a posse da doutora Luciane Ceretta, como nova reitora da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). O jurista explicou que o encontro também serviu para reforçar os laços com a instituição de ensino superior que pode vir a se instalar em solo potiguar nos próximos meses.
De acordo com Luiz, as negociações já estão avançadas e ele acredita que a vinda da instituição vai garantir mais oportunidade para o povo potiguar. “Já estamos conversando com a Unesc há algum tempo, mas agora as conversas avançaram e podemos ter a universidade em breve em terras potiguares. Para nós será uma grande satisfação poder trazer uma das maiores universidades do Brasil para o RN. Serão mais vagas no ensino superior e só quem ganha com isso é o povo potiguar”, disse.
Durante o evento também foi empossado o novo vice-reitor Daniel Preve. Os dois foram eleitos no dia 7 de junho por professores, estudantes e funcionários da Instituição para um mandato de quatro anos.
Em 2016, a Unesc foi classificada pelo Ranking Universitário Folha( RUF) como a melhor universidade catarinense não pública no quesito pesquisa. Já em nível nacional, no mesmo segmento, a Unesc é a sexta melhor universidade brasileira entre as não públicas. A Unesc também apareceu no Censo de Educação Superior do MEC 2015, em primeiro lugar no quesito internacionalização entre as Instituições de Ensino Superior privadas do Sul do Brasil. Em 2016, o Ministério da Educação (MEC) considerou os cursos da Unesc como de excelência – a maioria deles cursos recebeu notas 4 ou 5, de um máximo possível de 5 no CC (Conceito de Curso).

Prazo para inscrição em lista de espera do SISU termina hoje

Resultado de imagem para SISU

Hoje é o últimos dia para os candidatos à segunda edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) se inscreverem na lista de espera. Podem participar os candidatos que não foram selecionados na chamada regular ou que foram aprovados somente para a segunda opção de curso, tendo ou não se matriculado. A convocação dos aprovados está prevista para o próximo dia 26.

Para participar, basta acessar a página do Sisu na internet. É necessário ter em mãos o número de inscrição e a senha do Enem de 2016. A lista de espera do Sisu é restrita à primeira opção de vaga do candidato.

Concluída a manifestação de interesse, será emitida uma mensagem de confirmação. A convocação dos selecionados para a matrícula caberá às próprias instituições de educação superior. Assim, é importante que os participantes acompanhem as convocações feita por elas.

Sisu

Sistema informatizado do Ministério da Educação, o Sisu oferece vagas no ensino superior público com base na nota do Enem. Ao todo, serão ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

Nesse processo, valerá a nota do Enem 2016. Para participar, os candidatos não podem ter tirado 0 na redação do Enem. Além disso, algumas instituições estabelecem notas mínimas para ingresso em determinados cursos. No ano passado, mais de 6 milhões fizeram o Enem.

 

Fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/prazo-para-inscricao-em-lista-de-espera-do-sisu-termina-hoje/

Núcleo de Artes do IFRN Santa Cruz abre inscrições para projeto de aulas com instrumentos musicais da instituição

ifrn-fachada-central

O Núcleo de Artes do campus Santa Cruz do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) está com inscrições abertas para um curso livre de música que tem como finalidade a formação de uma banda filarmônica no campus.

Este é o segundo ano que o campus desenvolve o curso e terá duas turmas sendo capacitadas. Uma delas é com alunos que vem tendo aulas desde ano passado, com cerca de 10 estudantes, e a outra será com alunos novatos que já podem fazer a inscrição.

Para quem se interessa em ter aulas com instrumentos musicais, basta procurar o Núcleo de Artes do IFRN, que funciona no próprio campus, bloco A, e efetuar a inscrição gratuita. São 60 vagas disponibilizadas e o pré-requisito básico é ter mais de 12 anos e de preferencia aluno de escola pública.

As inscrições seguem até sexta-feira. As aulas serão ministradas as segundas e terças-feiras em dois horários: das 8h às 9h para a turma com alunos iniciantes e das 9h às 10h para alunos da turma avançada.

 

Fonte:http://ediponatan.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17288

Enem: candidatos têm até hoje (24) para pagar taxa de inscrição

Termina nesta quarta-feira (24/5) o prazo para que os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) paguem a taxa de inscrição. O registro é confirmado somente após o pagamento, que pode ser feito em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios. Os candidatos devem estar atentos aos horários estabelecidos pelas instituições onde vão quitar a taxa.

Alunos da rede pública se beneficiam de palestra com dicas para o Enem

A atividade parlamentar dos deputados estaduais no Rio Grande do Norte continua batendo recorde. No primeiro semestre de 2016, aos números do trabalho das comissões, do plenário e dos requerimentos da 61ª Legislatura evidenciam que os parlamentares estão atentos aos anseios da sociedade.  Do dia 2 de fevereiro – quando iniciaram os trabalhos do semestre até agora – os parlamentares já registraram 1.409 atos legislativos.
“O balanço que fazemos do primeiro semestre deste ano é o melhor possível. A nossa missão é, acima de tudo, defender os interesses do Rio Grande do Norte. Por isso, a Casa tem números surpreendentes quando o assunto é trabalho, mostrando que os deputados estão cada dia mais atuantes na Assembleia”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Segundo o balanço da Secretaria Legislativa, 1.243 requerimentos com solicitações de benefícios para a população foram registrados. Os parlamentares apresentaram ainda 113 Projetos de Leis Ordinárias, 18 Projetos de Leis Complementares, 18 Projetos de Resolução e 1 Projeto de Emenda à Constituição (PEC).

De acordo com o balanço apresentado, 43 projetos foram avaliados pelos deputados nas comissões permanentes e aprovados em plenário. Os projetos foram promulgados e se transformaram em Lei, como é o caso da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que recebeu 5 emendas do Parlamento.

Outro dado relevante do trabalho da Assembleia Legislativa é o número de audiências Públicas promovidas pela Casa. No primeiro semestre, 18 audiências debateram temas importantes como a Microcefalia, o endividamento do Governo e prefeituras com empresas terceirizadas, a cardiopatia congênita, a cultura do estupro contra mulheres e a situação das UTIs infantis. Nessa última, a solução veio dos próprios deputados com a destinação de emendas individuais somando quase R$ 3 milhões para a criação de novas vagas de leitos de UTIs.

Assessoria

75% das crianças com menos de 4 anos estão fora da escola

Crianças brincam em favela no Rio de Janeiro
Crianças: os anos iniciais de estudo facilitam o processo de alfabetização e contribuem para que concluam o ensino fundamental (Mario Tama/Getty Images/Getty Images)

Das 10,3 milhões de crianças brasileiras com menos de 4 anos de idade, 7,7 milhões (75%) estão fora da escola.

Os dados são da pesquisa “PNAD 2015 – aspectos dos cuidados das crianças de menos de 4 anos de idade”divulgados neste quarta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A pesquisa aponta que a maioria das crianças pequenas está perdendo o período ideal de estímulos que podem ajudá-las a romper com o ciclo de pobreza.

Os anos iniciais de estudo facilitam o processo de alfabetização e contribuem para que concluam o ensino fundamental, afirmam especialistas em educação.

O levantamento mostra, contudo, que 61,8% dos responsáveis pela criança tinham interesse em matriculá-las. Na faixa etária dos 3 anos, essa intenção chegava a 78,6% dos responsáveis.

O levantamento é o primeiro do IBGE que analisou os cuidados com crianças pequenas. As mulheres são as cuidadoras de 83,8% das crianças com menos de 4 anos.

Há diferenças regionais – no Sul, 20,7% das crianças eram cuidadas por homens; no Nordeste, a proporção foi de 11,9%. Os cuidados de 85,6% dessas crianças ficaram a cargo de pessoas com idades entre 18 e 39 anos.

Há ainda um apontamento para um empobrecimento das famílias com crianças pequenas. Entre os domicílios que não têm crianças com menos de 4 anos, 40,9% tinham renda per capita de até um salário mínimo.

Entre as residências que tinham crianças nesta faixa etária, 73,9% tinham renda de até um salário mínimo. No País, o rendimento médio mensal domiciliar per capita dos domicílios com crianças pequenas era de R$ 715; ou 53% do valor daqueles em que não havia crianças (R$ 1.348).

A pesquisa mostrou também que a permanência da criança na própria casa teve redução com o aumento da idade – de 91,8% entre as que tinham menos de 1 ano para 60,7% entre as que tinham 3 anos.

As famílias que mantinham suas crianças em casa tinham rendimento médio mensal de R$ 550 per capita; as que deixavam em outro domicílio, ganhavam R$813; e as que matricularam as crianças em creche ou escola, recebiam R$ 972 per capita.

Ainda de acordo com a pesquisa, 52,1% das crianças ficaram sob a responsabilidade de quem tinha trabalho formal ou informal. Mas quando o responsável era uma mulher, essa proporção caía para 45%; se era homem, subia para 89%.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/75-das-criancas-com-menos-de-4-anos-estao-fora-da-escola/

Escola da Assembleia abre inscrições para cursos de pós-graduação

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo para servidores públicos legislativos, nos cursos de Pós-Graduação em Gestão Pública e Poder Legislativo. Com duração de dois anos, os cursos terão aulas – pela primeira vez na Escola, em apenas um final de semana por mês, com o objetivo de abranger o maior número possível de servidores da Casa e das Câmaras Municipais do RN.

As inscrições serão feitas no período de 27 de março a 14 de abril, na sede da Escola da Assembleia, localizada na Rua Açu, 426, Tirol. A lista com a relação de inscritos e o resultado da classificação geral dos candidatos será publicada na edição do Boletim Legislativo Eletrônico no dia 20 de abril de 2017. A divulgação estará disponível no site da Assembleia com seus respectivos prazos de recursos, conforme o cronograma apresentado no edital divulgado em fevereiro deste ano.

“Essa será a primeira turma de final de semana. O nosso objetivo é atender o maior número de parceiros e câmaras municipais, para isso, o curso será realizado um final de semana por mês”, destacou  o diretor da Escola da Assembleia, Carlos Russo.

Serão 60 vagas para  o curso “Gestão Pública” e 15 para “Poder Legislativo”, ambas destinadas a graduados em cursos superiores que conferem o grau de Bacharel, Licenciado ou Tecnólogo, realizados em instituições brasileiras de ensino superior, modalidade presencial ou à distância, devidamente autorizados e reconhecidos pelos órgãos competentes.

Os candidatos selecionados serão convocados pela direção da Escola da Assembleia dentro do limite de vagas, respeitados os prazos previstos no edital, para entrega de documentação comprobatória das informações prestadas no ato da inscrição.

Outras informações na sede da Escola, localizada na Rua Açu, 426, Tirol, no endereçowww.al.rn.gov.br ou pelos telefones 3232-1001 / 3201 -6369.

 

Assessoria

Inep divulga notas dos treineiros do Enem nesta segunda-feira

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulga nesta madrugada as notas dos treineiros – candidatos que ainda não concluíram o ensino médio – no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os resultados estarão disponíveis, segundo a autarquia, à 0h de segunda-feira (20) na Página do Participante.

As notas do Enem dos demais candidatos foram divulgadas no dia 18 de janeiro. Os treineiros, no entanto, têm o resultado divulgado depois para que não possam participar dos processos seletivos para vagas no ensino superior público, como Sistema de Seleção Unificada (Sisu), e bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). As vagas no ensino superior são voltadas apenas àqueles que concluíram o ensino médio.

 

De Robson Pires

Enem 2017 será aplicado em dois domingos consecutivos

Resultado de imagem para Enem

O Ministério da Educação (MEC) anunciou mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que, este ano, será realizado em dois domingos consecutivos – dias 5 e 12 de novembro – e não mais em um único fim de semana. As inscrições estarão abertas de 8 a 19 de maio.

A medida deverá beneficiar os sabatistas, integrantes de religiões que guardam o sábado. Até o ano passado, eles tinham que ficar em uma sala até o sol se pôr e faziam as provas de sábado à noite.

Os candidatos interessados em fazer o exame devem pagar uma taxa de inscrição. São isentos do pagamento da taxa os estudantes concluintes do ensino médio em escolas públicas e os participantes de baixa renda.

Os estudantes isentos que não comparecerem e não justificarem a ausência perderão o benefício em 2018, caso queiram fazer a prova novamente.

As mudanças foram feitas com base em consulta pública realizada pelo ministério.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/enem-2017-sera-aplicado-em-dois-domingos-consecutivos/

MEC libera R$ 22,9 milhões para bolsas de ensino superior

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) vai receber R$ 22,94 milhões para pagamento de bolsas destinadas a estudantes do ensino superior. Os recursos foram liberados pelo Ministério da Educação nesta quinta-feira (23).

A maior parte da liberação financeira, R$ 14,15 milhões, vai beneficiar cerca de 18 mil estudantes cadastrados no programa Bolsa Permanência (PBP). O benefício é concedido a estudantes de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica, além de indígenas e quilombolas.

 

 

De Robson Pires

UFRN finaliza cadastro dos aprovados no Sisu nesta quarta-feira (8)

Campus central da UFRN, em Natal (Foto: UFRN/Divulgação)

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) finaliza o cadastramento dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) nesta quarta-feira (8). A maior instituição pública de ensino superior do estado dispôs 6.898 vagas para o período letivo de 2017.

O cadastramento é válido para 107 cursos em seis campi da UFRN. Do total de vagas, 3.440 serão ofertadas na ampla concorrência 3.458 pelo sistema de cotas.

Confira o edital de cadastramento na UFRN pelo SiSU 2017.1

As datas de atendimento variam de acordo com o campus para o qual seja destinada a vaga, distribuídas da seguinte forma: campi Natal e Macaíba nos dias 3, 6, 7 e 8. Campus Caicó ou curso multicampi de Medicina (Caicó, Currais Novos e Santa Cruz) nos dias 6, 7 e 8 e campi de Currais Novos e Santa Cruz nos dias 7 e 8.

A pró-reitoria de Graduação recomenda aos estudantes acessar o edital disponível em sisu.ufrn.br, onde poderão consultar dia e local do cadastramento, além dos documentos e declarações necessários. O horário de atendimento será das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h em todos os pontos de cadastramento.

Os que não foram aprovados na primeira chamada têm até o dia 10 de fevereiro para acessar o endereço eletrônico do Sisu (sisu.mec.gov.br), e manifestar interesse em participar da lista de espera para ocupação de vagas remanescentes. A lista de segunda chamada será divulgada pela UFRN no dia 18 de fevereiro, e o cadastramento acontecerá entre os dias 21 e 24 do mesmo mês.

 

ProUni oferece 214 mil bolsas no primeiro semestre; inscrições começam na terça

As inscrições para o processo seletivo do Programa Universidade para Todos (ProUni) serão abertas à 0h de terça-feira (31). Ao todo, serão oferecidas 214.110 bolsas de estudos no primeiro semestre deste ano. O período de inscrições se encerrará às 23h59 (horário de Brasília) de 3 de fevereiro. Segundo o Ministério da Educação (MEC), essa é a maior oferta de vagas desde a criação do programa.

Do total de bolsas ofertadas, 103.719 são integrais e 110.391, parciais – o governo federal cobre 50% da mensalidade. As inscrições devem ser feitas na página eletrônica do programa. O candidato deve informar o número de inscrição e a senha usados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. É possível escolher até duas opções de curso, por ordem de preferência.

ProUni

Criado em 2004, o programa oferece bolsa de estudo integral ou parcial (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. O programa é dirigido a egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular, na condição de bolsistas integrais.

O estudante precisa comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio para a bolsa integral e de até três salários mínimos para a parcial. A seleção ocorre duas vezes por ano.

 

agenciabrasil.ebc.com.b

Enem 2016: resultado com as notas individuais é liberado

Resultado de imagem para Enem

As notas com os resultados individuais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 foram divulgadas nesta quarta-feira (18). Para ter acesso, o participante precisa digitar CPF e senha no sitehttp://enem.inep.gov.br/participante. O resultado também pode ser conferido pelo aplicativo oficial do Enem.

Logo após a divulgação, a página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apresentou instabilidade. No Twitter, usuários reclamavam que não conseguiam checar as notas.

Por volta das 12h, a presidente do Inep, Maria Inês Fini, admitiu o problema. “A consulta está à disposição, embora nosso site esteja sofrendo inúmeros ataques de pessoas que torcem contra a educação brasileira”, disse Maria Inês Fini.

A presidente do Inep não deu detalhes de como ocorreram ou quem seriam os responsáveis pelos atos contra a página do Enem. “Estamos reagindo a esses ataques, tentando recuperar e colocar novamente no ar”, afirmou Maria Inês.

Segundo o site “Is it down right now”, que acompanha a estabilidade de serviços conectados, a página enem.inpe.gov.br chegou a ficar fora do ar para todo mundo. O problema no acesso começou por volta das 11h30. Por volta das 18h, as instabilidades ainda persistiam.

Dados e acesso

Os candidatos podem conferir as notas de cada uma das quatro provas – ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática – e da redação.

Para fazer a consulta, o participante deve fazer login no site do Enem com dados pessoais e senha. Quem perdeu o código pode resgatá-lo no botão “esqueci minha senha” disponível no sitehttp://enem.inep.gov.br/participante.

Usos das notas do Enem

As notas do Enem podem ser usadas para disputar vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificado (Sisu), ou ainda para bolsas e financiamentos em universidades privadas.

SISU
Inscrições: 24 a 27 de janeiro

PROUNI
Inscrições: 30 de janeiro a 2 de fevereiro

FIES
Inscrições: 6 a 9 de fevereiro

O Programa Universidade para Todos (Prouni) oferece bolsas de estudo na rede privada, e leva em contaa partir do desempenho no Enem e da situação socioeconômica do candidato. Com a nota do Enem, também é possível participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No Sisu 2017, estudantes que fizeram qualquer uma das três edições do Enem realizadas em 2016 poderão concorrer a uma das 238 mil vagas.

Candidatos com mais de 18 anos podem ainda usar o Enem para receber a certificação do ensino médio.

Queda no desempenho

Se considerada a média total dos participantes, houve queda na nota em ciências humanas e ciências da natureza. No mesmo critério, subiu o resultado geral em linguagens e em matemática.

Já em redação diminuiu o total de alunos que conseguiram nota mil, que é a máxima possível. O Inep ainda apontou que houve aumento significativo na parcela de participantes que tiraram nota zero.

Caderno de prova do Enem 2016 (Foto: )Caderno de prova do Enem 2016 (Foto: )

Caderno de prova do Enem 2016 (Foto: )

Mudanças no Enem 2017

Nesta quarta também foi aberta a consulta pública que vai reunir sugestões de mudanças no Enem. As contribuições podem ser enviadas em um formulário disponível no link http://www.inep.gov.br/. A consulta pública está aberta até 10 de fevereiro.

O MEC estuda maneiras de economizar na realização do próximo exame. Entre as decisões já tomadas está eliminar uma das funções do Enem: a certificação de conclusão do ensino médio.

A partir deste ano, pessoas maiores de 18 anos que não terminaram o ensino médio na idade regular deverão fazer o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Fonte:http://g1.globo.com/educacao/noticia/enem-2016-notas-ja-podem-ser-consultadas.ghtml