Category: Notícias

Número de mortes por terremoto na Itália aumenta para 159

Terremoto: outras 59 pessoas morreram em cidades da província de Ascoli, sobretudo nas de Arquata del Tronto e Pescara del Tronto
Terremoto: outras 59 pessoas morreram em cidades da província de Ascoli, sobretudo nas de Arquata del Tronto e Pescara del Tronto

Roma – O número de mortes causadas pelo devastador terremoto de magnitude 6 na escala Richter ocorrido na madrugada desta quarta-feira na região central da Itália aumentou para 159, segundo o mais recente boletim da Defesa Civil do país.

Somente na província de Rieti, onde fica a cidade de Amatrice, a mais devastada pelo violento tremor, houve 106 mortes, de acordo com o boletim.

Outras 59 pessoas morreram em cidades da província de Ascoli, sobretudo nas de Arquata del Tronto e Pescara del Tronto.

Comissão aprova projeto que proíbe cobrança de caução em internação hospitalar

unnamed (4)

A proibição da exigência de caução de qualquer natureza para internação de doentes em hospitais ou clínicas da rede privada do Estado, contida em Projeto de Lei de autoria do deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) e relatada pela deputada Cristiane Dantas (PCdoB) foi aprovada na reunião da Comissão de Educação. Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social, realizada na manhã desta quarta-feira (24).
“O atendimento à saúde deve ser prioridade acima de tudo. Essa cobrança de caução para internação de quem está precisando de atendimento chega a ser abusiva. Nem todo mundo utiliza cheque para cumprir essa exigência, o que causa constrangimentos para a família que muitas vezes tem que tomar dinheiro emprestado para que um familiar possa ser internado. Por isso a importância para a sociedade a aprovação desse Projeto de Lei” disse a deputada relatora.
Outras oito matérias foram aprovadas na reunião e outras doze foram distribuídas para os relatores.  Ao final, o presidente da Comissão, deputado Hermano Morais (PMDB) registrou que no primeiro semestre legislativo deste ano foram analisados, discutidos e votados 110 projetos.
“Realmente esta Comissão de Educação, com a colaboração dos assessores legislativos teve um resultado bastante produtivo. Além das matérias, tivemos ações de fiscalização, como a audiência pública que realizamos para discussão do Plano Estadual de Educação que foi aprovado no ano passado pela Assembleia Legislativa e entrou em vigor neste ano”,  disse  Hermano.

“Convite à Cultura“ traz crianças especiais à Escola da Assembleia

unnamed (3)

Inclusão social tendo a presença da música, do audiovisual e da oralidade como elementos principais. Assim esteve composto o cenário da 2ª edição do Projeto “Convite à Cultura”, realizado na manhã desta quarta (24), na Escola da Assembleia, que contou com uma bela e atenta plateia formada por crianças “especiais” e suas desprendidas mães, beneficiadas pela metodologia inclusiva da Escola Madre Fitzbach gerida pela Associação de Orientação aos Deficientes – ADOTE/RN.

Neste segundo encontro do “Convite à Cultura”, a emoção e o sentimento de igualdade tomaram conta de todos os presentes ao evento, com a presença especial de tão ilustre plateia. Emanuelle (seis anos), Túlio e Emmily (ambos com dez anos), Gabriel e João Victor (12 anos), e Paulo Eduardo (13 anos) – acompanhados de suas mães, exemplos vivos de desprendimento e desmedido amor materno –, mostraram o quanto é necessário e possível a inclusão de portadores das mais diversas “deficiências”, como síndrome de down, autismo e outras, no cotidiano e atividades desenvolvidos pela sociedade, que em pleno século XXI, ainda coloca barreiras e preconceitos para esse convívio.

O elemento musical ficou a cargo da brilhante apresentação do Coral da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que teve o privilégio de, logo na sua estreia na Escola da AL/RN, cantar para um público tão especial, que ao término de cada canção aplaudiu calorosamente o grupo. O coral, que tem à frente o regente Bruno Santos, interpretou clássicos da MPB, como: Coração do Estudante, Asa Branca e Meu querido, meu velho, meu amigo. A apresentação emocionou a todos, tornando-se perceptível através do brilho nos olhares das mães e seus filhos, e do restante da plateia composta por servidores da casa e convidados.

Convidado a participar do evento, por seu trabalho de apoio a Sociedade dos Cegos do RN, o Deputado Gustavo Fernandes se fez presente e enalteceu o “Convite à Cultura”, destacando a importância e a necessidade de ações inclusivas, referindo-se, de maneira elogiosa, ao projeto iniciado em julho pela Escola da Assembleia. “Esse projeto merece todo o nosso respeito e apoio. As barreiras para uma real inclusão social devem ser, urgentemente, derrubadas. Coloco o meu mandato à disposição para uma ampla discussão relacionada ao tema, que trata dos reais direitos desses seres humanos tão especiais. A inclusão social é de vital importância para o crescimento de qualquer sociedade, que deve ser justa e humana. Contem sempre comigo”, ressaltou o deputado.

A ADOTE/RN esteve representada pela coordenadora pedagógica, Katiene Miranda, responsável pela vinda à Escola da AL das crianças e mães atendidas pela instituição. Na ocasião, destacou a necessidade de mais eventos inclusivos, como o de hoje. “É uma honra para a ADOTE está aqui na Escola da Assembleia, participando de tão importante e necessária ação. Acreditamos que a inclusão deva ser feita a partir da fase infantil. Esse projeto é um enorme alento para todos nós, envolvidos nesse contexto, tratarmos de maneira séria e honesta a inclusão desses seres tão lindos, com os quais aprendemos muito”, declarou, emocionada, Katiene.

Durante a programação foi reproduzido o documentário “Amor Azul: um vídeo-documentário sobre amor, autismo, pais e filhos”, que trata da relação de amor, renúncia e desprendimento entre pais (em sua esmagadora maioria mães), que renunciam a tudo, para viver, de maneira exclusiva, em função dos seus filhos especiais. O doc emocionou a todos, mas principalmente as mães atendidas pela ADOTE/RN, que se viram nos papeis das mães personagens do vídeo reproduzido.

Portador da síndrome de down, Paulo Eduardo da Costa (13 anos) – garoto carinhoso, alegre e atento – revelou, à maneira de sua linguagem própria, ao final da programação, como são seus dias na ADOTE e as impressões que teve do evento de hoje. “Faço tarefa, almoço, brinco na quadra com a bola, no computador faço jogo e pinto. Gostei e foi muito legal. A música é linda. Gostei do filme muito”.

“Eventos como o de hoje, na segunda edição do nosso projeto piloto Convite à Cultura, mostra que a nossa intenção de levarmos educação, em primeiro lugar, arte e cidadania, primeiramente aos nossos servidores, e comunidade como um todo, está surtindo efeito. Vê a satisfação e felicidade de crianças especiais e de suas mães atendidas pela ADOTE, por terem participado ativamente da programação, revela a necessidade, cada vez maior, para ações voltadas à inclusão”, enaltece Carlos Russo, diretor da Escola da Assembleia.

Gilmar Mendes diz que proposta defendida por Moro é coisa de ‘cretino’

Foto: José Cruz / AB
Foto: José Cruz / AB

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), afirmou nesta terça (23) que integrantes do Ministério Público Federal devem “calçar as sandálias da humildade”. Classificou ainda de “cretino” quem criou proposta de combate à corrupção defendida pelo juiz Sergio Moro e pelo coordenador da Lava Jato no Paraná, o procurador Deltan Dallagnol.

“É aquela coisa de delírio. Veja as dez propostas que apresentaram. Uma delas diz que prova ilícita feita de boa fé deve ser validada. Quem faz uma proposta dessa não conhece nada de sistema, é um cretino absoluto. Cretino absoluto. Imagina que amanhã eu posso justificar a tortura porque eu fiz de boa fé”, disse o ministro.

Mendes refere-se ao pacote de projetos de lei entregue ao Congresso por integrantes do Ministério Público Federal em março com mais de dois milhões de assinaturas de apoio. O pacote propõe a adoção de novos instrumentos de investigação para combater a corrupção. Um dos principais entusiastas das chamadas “dez medidas contra a corrupção” é o procurador Deltan Dallagnol.

Um dos tópicos do texto flexibilizaria a utilização de provas obtidas ilicitamente, desde que não haja má fé por parte do investigador que a colheu. A proposta em questão tem apoio de Sergio Moro, responsável pela Lava Jato. O magistrado saiu em defesa da medida, por exemplo, quando participou de audiência na Câmara, no último dia 4.

Assim como disse à Folha de S.Paulo, Mendes voltou a criticar a decisão do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, de suspender as negociações de um acordo de delação premiada com ex-executivos da empreiteira OAS após vazamento de detalhes confidenciais.

“Não acho que seja o caso suspender a delação ou prejudicar quem esteja disposto a contribuir à Justiça. Tenho impressão de que estamos vivendo momento singular […] Depois, esses falsos heróis vão encher os cemitérios, a vida continua”, afirmou o ministro.

Na opinião de Mendes, os investigadores foram os responsáveis pelo vazamento de informações publicadas pela revista “Veja” revelando que o ministro do STF Dias Toffoli foi mencionado em depoimento de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS.

“E as investigações do vazamento daquelas prisões preventivas, onde estão? Já houve conclusão? O resumo da ópera é: você não combate crime cometendo crime. Ninguém pode se achar o ‘o’ do borogodó. Cada um vai ter seu tamanho no final da história. Um pouco mais de modéstia, calcem as sandálias da humildade”, criticou Mendes, referindo-se aos investigadores.

Fonte: http://hojeemdia.com.br/

Militares deixam RN após ataques; Governo solicita Força Nacional

Tropas federais participaram da Operação Potiguar, na Grande Natal (Foto: Fabiano de Oliveira/ G1)
Tropas federais participaram da Operação Potiguar, na Grande Natal (Foto: Fabiano de Oliveira/ G1)

G1 – Após 21 dias, os 1200 homens das Forças Armadas que integraram a Operação Potiguar começam a deixar o Rio Grande do Norte. A saída dos militares será ainda na manhã desta quarta-feira (24). A ação, que teve por objetivo patrulhar as principais vias da Grande Natal e os pontos turísticos e o aeroporto de Natal, foi iniciada após uma série de ataques criminosos em todo o Rio Grande do Norte.

Para substituir os militares, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, se reuniu na noite desta terça (23), em Brasília, com o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, e solicitou a vinda da Força Nacional para o Estado. “O governador foi pessoalmente entregar os ofícios para que solicitar que homens da Força Nacional venham reforçar a segurança pública do nosso Estado”, confirmou ao G1 a secretária do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha.

Segundo Tatiana, os ofícios não tratam de números. “Não especificamos a quantidade de homens da Força Nacional, mas reforçamos a necessidade da vinda deles”. Segundo o próprio Governo do Estado, a necessidade da reforço se dá para que seja possível continuar o projeto de instalação de bloqueadores de telefone celular nas principais unidades prisionais do RN.

‘Missão cumprida’
Na segunda (22), o comandante da Operação Potiguar, general de Brigada Jayme Otávio Queiroz, disse ao G1 que a ação foi bem sucedida. “A missão dada foi excelentemente cumprida. Chegamos ao Rio Grande do Norte em uma situação de conflito, com ataques criminosos, danos a patrimônio, insegurança. Vamos deixar o Estado com a paz restabelecida, com tudo dentro da normalidade”.

O general Jayme disse que todo o planejado para a ação dos militares foi executado. “Nossa missão é cuidar das principais vias, pontos turíticos, corredores bancários e aeroporto. Segundo dados dos órgãos de segurança, além de termos a paz restabelecida, houve uma reução nos registros de ocorrências policiais nesses pontos. Ou seja, nossa presença inibiu a ação do crime organizado”, falou.

Os militares da Operação Potiguar eram provenientes de batalhões do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira dos Estados de Pernambuco e da Paraíba, além do interior do Rio Grande do Norte.

Para o general Jayme, como a situação de normalidade voltou ao RN, não haveria mais necessidade de ser prorrogada a permanência dos militares nas ruas das cidades da Grande Natal. “Caso os ataques voltem a ser registrados, o governador do Rio Grande do Norte precisaria refazer o pedido à Presidência da República para que as Forças Armas ou até mesmo a Força Nacional auxiliem as polícias locais. As pessoas voltaram a trabalhar, a ir para as escolas, à praia com tranquilidade. A partir de agora, as políciais estaduais têm plenas condições de garantir a segurança da população”.

Ataques
A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária de Parnamirim, feita no dia 28 de julho, é apontada pelo governo do estado como a principal motivação para os ataques. O primeiro aconteceu no dia 29, quando um micro-ônibus foi incendiado em Macaíba, cidade da Grande Natal. Desde então, a Secretaria Estadual de Segurança Pública já contabiliza 118 atos criminosos em 42 cidades potiguares. Ainda segundo a Sesed, 112 pessoas já foram presas suspeitas de envolvimento nos crimes.

Os casos mais recentes atribuídos à facção que reivindica os ataques aconteceram na madrugada do dia 15, quando um caminhão foi incendiado em frente a uma oficina no bairro de Felipe Camarão, e um carro queimado no bairro Bom Pastor, ambos na Zona Oeste de Natal. No mesmo dia, em Venha-Ver, na região do Alto Oeste, um ônibus escolar foi incendiado no conjunto Santo Expedito. O veículo era antigo e havia sido arrematado em um leilão. O dono disse que o objetivo era transformar o ônibus em uma lanchonete no estilo food truck.

Os principais alvos dos criminosos eram ônibus, carros, prédios da administração pública e bases policiais em todo estado. Um dos acessos ao Aeroporto Internacional Aluízio Alves, e até mesmo a vegetação do Morro do Careca – um dos principais cartões-postais do RN – também já sofreram atentados.

Transferências
Apontados como chefes da facção, 21 detentos foram transferidos para as penitenciárias federais de Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). Outros cinco presos, também apontados como chefes da facção, foram transferidos no início do mês para a Penitenciária Federal de Mossoró.

Deputados aprovam projeto que regula plantão judiciário do TJRN

unnamed (1)

Aprovado pelos deputados na sessão plenária desta terça-feira (23) projeto de iniciativa do Tribunal de Justiça (TJRN) que altera a redação do artigo 112 da Lei Complementar 165/99, dispondo sobre os feriados forenses e regulando o plantão judiciário. Outra matéria originada do Tribunal de Justiça e aprovada na Casa estabelece que os cargos comissionados de assessor judiciário, correspondentes ao nível PJ-002 serão privativos de bacharel em Direito.  Os parlamentares também aprovaram o projeto de lei complementar 015/16, oriundo do Executivo, que dispõe sobre a lei orgânica da Procuradoria Geral do RN e o Estatuto dos Procuradores.

Com relação ao projeto do TJRN que regula o plantão judiciário, estabelece que nos feriados forenses e nos dias em que não houver expediente a Corregedoria irá designar juízes para conhecer as medidas urgentes em geral. Quanto ao rodízio no plantão do Segundo Grau, este será definido pelo regimento interno da instituição para os feriados, finais de semana e dias em que não houver expediente.

De iniciativa do presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) foi aprovado o projeto de lei que dispõe sobre a proibição do uso de algemas em presas parturientes que estão sob custódia.

Outras matérias relativas à utilidade pública e sessões solenes foram aprovadas esta manhã. De iniciativa da deputada Cristiane Dantas (PCdoB) foi aprovado requerimento propondo sessão solene em homenagem aos 10 anos da Lei Maria da Penha, para o dia 31 de agosto e homenagem aos médicos e outros profissionais do RN que atuaram na campanha Julho Verde, de prevenção ao câncer de cabeça e pescoço.

Após ter braços amputados, jovem vira designer gráfico; ‘Não há limites’

Edilson desenvolveu a habilidade de fazer as coisas com os pés (Foto: Fernanda Zauli/G1)
Edilson desenvolveu a habilidade de fazer as coisas com os pés (Foto: Fernanda Zauli/G1)

G1 – Um acidente de trabalho em 2006 mudou completamente a vida do soldador Edilson Jesus, na época com 23 anos. Após sofrer três descargas elétricas, ele teve os dois braços amputados, passou por onze cirurgias, é colostomizado (quando o intestino grosso fica fora do organismo e as fezes são coletadas em uma bolsa que fica no abdômen) e usa sonda para urinar. Nada disso fez com que ele perdesse a vontade e a alegria de viver. Edilson se reinventou, desenvolveu a habilidade de fazer as coisas com os pés e hoje é designer gráfico. “A vida é maravilhosa. Não há limites pra ninguém. Eu amo a vida. Eu tive uma nova oportunidade e quero aproveitar muito bem cada dia”, diz.

Edilson trabalhava no reparo de um outdoor na entrada da cidade de Caicó, onde mora até hoje, quando o cabo de ferro que ele segurava acertou um fio de alta tensão da rede elétrica. Na primeira descarga elétrica um colega de trabalho de Edilson caiu do andaime onde estavam, a 6 metros de altura, teve traumatismo craniano e morreu. Edilson não conseguia se mexer e continuou pendurado na estrutura do outdoor. Outras duas descargas elétricas atingiram o soldador que naquele momento já não sentia mais as pernas. Uma hora e dez minutos se passaram até o socorro chegar.

“Enquanto eu estava lá em cima passou um filme da minha vida na cabeça. Eram pequenos flashs, coisas que eu nem lembrava mais. Eu achei que ia morrer”, conta. Edilson foi socorrido e levado para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. Da internação até a alta foram 180 dias. Entre tratamentos e cirurgias, Edilson se tornou um exemplo de vida já no hospital. O bom humor, mesmo diante da gravidade do caso, fazia com que as enfermeiras levassem outros pacientes para conversar com ele para se animarem.

Após a alta, Edilson teve que se adaptar à nova realidade. Com a ajuda da família e dos amigos,  foi superando, aos poucos, as barreiras que apareciam. Muitas das coisas que antes Edilson fazia com as mãos, ele aprendeu a fazer com os pés: atender o telefone, escrever e até digitar. Sem perder a vontade de viver, ele continuou na organização do bloco de carnaval que sempre fazia. Um dia, quatro anos depois do acidente, quando foi mandar fazer a camiseta do bloco, ele levou um “chá de cadeira” para ser atendido porque não tinha a arte da camiseta pronta.

“Saí de lá disposto a aprender a fazer uma arte e comecei a mexer no computador. Passei noites estudando, me aperfeiçoando, fazendo testes, até conseguir criar uma arte. Quando eu levei o desenho para a gráfica eles me perguntaram quem tinha feito e eu respondi: ‘fui eu’. Ninguém acreditou”, conta Edilson.

Foi então que surgiu a ideia de trabalhar como designer gráfico. Os trabalhos começaram a aparecer, foram aumentando, e hoje ele consegue uma renda extra – além da aposentadoria – com o serviço de designer gráfico. Edilson acredita que no começo as pessoas o contratavam mais por curiosidade, pra ver como ele mexia no computador com os pés, mas o tempo foi passando e os clientes continuaram aparecendo. O escritório fica anexo à casa onde ele mora. “O trabalho é uma terapia. É muito bom acordar e saber que eu posso produzir, criar alguma coisa”, diz.

Priscila, Douglas e Edilson moram juntos  (Foto: Fernanda Zauli/G1)
Priscila, Douglas e Edilson moram juntos (Foto: Fernanda Zauli/G1)

Assembleia resgata documentos históricos do século passado

Crédito da Foto: Eduardo Maia
Crédito da Foto: Eduardo Maia
História documental está sendo levantada desde 1901 até hoje
Mais de 100 anos de história, que inclui a origem dos municípios potiguares, a história do Parlamento e dos próprios potiguares. O trabalho de resgate e preservação está sendo feito pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte através do levantamento e catalogação de um acervo que remonta ao século passado, exatamente ao ano 1901. O acervo textual, bibliográfico, audiovisual, sonoro, informático e cartográfico do parlamento, desde essa data até os dias atuais, está sendo levantado num trabalho realizado pela Gerência e Serviços Gerais de Arquivos, vinculada à Secretaria Administrativa da Casa.

A equipe de sete servidores fez um curso preparatório especialmente para cumprir esta missão, numa parceria da Assembleia Legislativa com a UFRN. Eles estão se debruçando sobre um volume de documentos que corresponde a 581 metros lineares de arquivos. São papeis e outras formas documentais que compõem partes de uma história que após a catalogação, será devidamente preservada e posteriormente disponível em arquivos digitalizados para consulta do Parlamento e da própria população. Além de documentos administrativos, o acervo inclui fitas cassete, fitas VHS, mapas, CDs, entre outros.

O trabalho vem sendo realizado minuciosamente, por ordem cronológica decrescente, a partir de 2016 em direção aos anos iniciais. Uma parte já está concluída. Até o ano 2010 os documentos já passaram pelo detalhado processo de limpeza para remoção de ácaros.

O primeiro passo está sendo a cuidadosa higienização e organização dos documentos, para que não sejam danificados. As regras seguem as normas do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), do Ministério da Justiça, vinculado ao Arquivo Nacional. “Participamos de um curso oferecido em parceria com a UFRN e a partir daí começamos a organizar o arquivo”, afirma Voltaire Maia.

A história dos municípios do RN também consta do acervo documental. Após a conclusão deste trabalho, com a catalogação e digitalização concluídas, todos os dados estarão disponíveis para consulta não só do Parlamento, mas de todos os interessados.

Condenada por desvio de R$ 14 mi, Carla Ubarana volta a ser presa no RN

Carla Ubarana e George Leal foram presos na tarde desta segunda (22) em Natal (Foto: Ana Silva/Tribuna do Norte)
Carla Ubarana e George Leal foram presos na tarde desta segunda (22) em Natal (Foto: Ana Silva/Tribuna do Norte)

G1 – A ex-chefe da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte Carla de Paiva Ubarana Araújo Leal e o marido dela, George Leal, foram presos novamente na tarde desta segunda-feira (22) em Natal. A prisão foi realizada por agentes da Delegacia Especializada de Capturas (Decap). De acordo com o TJRN, as possibilidades de recurso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) se esgotaram, o último recurso foi julgado na última sexta-feira (19) e os mandados de prisão foram expedidos.

Carla Ubarana foi condenada a 9 anos e 4 meses em regime fechado e George Leal a 6 anos e 4 meses em regime semiaberto. George foi preso quando saía da faculdade. Já Carla Ubarana foi presa em casa.

Os dois foram condenados em 2013, pela 7ª vara criminal de Natal, por fraudes na divisão de Precatórios do TJRN. Segundo a denúncia do Ministério Público, Carla encabeçava um esquema que desviou, de acordo com a sentença, R$ 14.195.702,82 do TJRN.

Carla Ubarana deve ficar presa na ala feminina do Complexo Penal Dr. João Chaves. Já o marido dela, George Leal, deve ser levado para o Centro de Detençaõ Provisória de Parnamirim.

Fórum “Pensar Brasil” da Assembleia é adiado

unnamed (3)

O evento “Pensar Brasil – Fórum Legislativo”, que aconteceria na próxima quinta-feira (25), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, foi adiado por motivos de saúde do palestrante, o economista Luiz Carlos Mendonça de Barros, ex-ministro e ex-presidente do BNDES.

O projeto, de iniciativa do Poder Legislativo estadual, pretende pensar o futuro do Brasil a partir dos cenários e implicações sociais, políticas e econômicas do Rio Grande do Norte e será retomado ainda neste semestre.

Sejuc confirma fuga de 32 presos do Pereirão, em Caicó

Penitenciária Estadual Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o ‘Pereirão’ (Foto: Sidney Silva)
Penitenciária Estadual Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o ‘Pereirão’ (Foto: Sidney Silva)

Trinta e dois presos fugiram na madrugada desta segunda-feira (22) da Penitenciária Estadual Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o ‘Pereirão’, que fica na cidade de Caicó, região Seridó potiguar. A informação foi confirmada pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). Para escapar, os detentos usaram um túnel aberto a partir do pavilhão C.

Esta foi a segunda fuga da história do Pereirão. A primeira aconteceu no dia 14 de julho deste ano, quando presos escaparam por um túnel aberto a partir do pavilhão B, entre as guaritas 6 e 7.

Chama a tenção o fato de o presídio ser construído sobre um terreno rochoso, que naturalmente deveria dificultar escavações. Contudo, em maio deste ano, um túnel de aproximadamente 30 metros já havia sido descoberto durante uma revista realizada na penitenciária. Segundo o secretário Wallber Virgolino, titular da Secretaria de Justiça e da Cidadania, a escavação foi tapada, mas não concretada como deveria.

Com a fuga desta segunda, chega a 325 o número de presos que conseguiram escapar do sistema penitenciário potiguar somente este ano. Em 2015, fugiram 212. Alguns foram recapturados, mas nem a Secretaria de Justiça (Sejuc) nem a Secretaria de Segurança Pública (Sesed) conseguem precisar quantos foram encontrados e levados de volta aos presídios.

Fugas de 2016

– Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta: 102 fugitivos em 12 fugas (19 e 21 de janeiro, 21 e 24 de fevereiro, 10 e 13 de março, 10, 16, 18 e 23 de abril, 2 de maio e 8 de junho);

– Cadeia Pública de Natal, em Natal: 46 fugitivos em 1 fuga (12 de janeiro);

– Centro de Detenção Provisória da Ribeira, em Natal: 46 fugitivos em 5 fugas (12 de fevereiro, 7 de março, 25 de abril , 9 de maio e 31 de julho);

Penitenciária Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o ‘Pereirão’, em Caicó: 46 fugitivos em 2 fugas (14 de julho e 22 de agosto);

– Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio, em Mossoró: 24 fugitivos em 6 fugas (1º, 22, 29 e 30 de janeiro, 8 de março e 22 de abril);

– Cadeia Pública de Caraúbas, em Caraúbas:12 fugitivos em 2 fugas (5 de março e 6 de junho);

– Complexo Penal Dr. João Chaves, em Natal:9 fugitivos em 1 fuga (5 de junho);

– Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, em Parnamirim: 8 fugitivos em 2 fugas (25 de março e 7 de junho);

– Presídio Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta: 7 fugitivos em 1 fuga (27 de março);

– Cadeia Pública de Mossoró, em Mossoró: 6 fugitivos em 2 fugas (1º de março e 11 de abril);

– Cadeia Pública de Mossoró, em Mossoró: 4 fugitivos em 1 fuga (19 de julho);

– Centro de Detenção Provisória de Macau, em Macau: 4 fugitivos em 1 fuga (14 de janeiro);

– Centro de Detenção Provisória de Patu, em Patu: 4 fugitivos em 1 fuga (4 de abril);

– Centro de Detenção Provisória do Potengi, em Natal: 3 fugitivos em 2 fuga (17 de janeiro, 18 de maio);

– Centro de Detenção Provisória de Ceará-Mirim, em Ceará-Mirim: 2 fugitivos em 1 fuga (24 de janeiro);

– Centro de Detenção Provisória de Jucurutu, em Jucurutu: 2 fugitivos em 1 fuga (8 de agosto);

– Centro de Detenção Provisória de Candelária, em Natal: 1 fugitivo em 1 fuga (24 de junho);

Total: 325 fugitivos

Sistema em calamidade
O sistema penitenciário potiguar não passa por um bom momento. E faz tempo. Em março de 2015, após uma série de rebeliões em várias unidades prisionais, o governo decretou estado de calamidade pública e pediu ajuda à Força Nacional. Para a recuperação de 14 presídios, todos depredados durante os motins, foram gastos mais de R$ 7 milhões. Tudo em vão. As melhorias feitas foram novamente destruídas. Atualmente, em várias unidades, as celas não possuem grades e os presos circulam livremente dentro dos pavilhões.

Diretor da Faculdade Estácio de Sá em Natal recebe Título de Cidadão do RN

unnamed (1)

O diretor da Faculdade Estácio de Sá em Natal, Telmo Jeferson Schmitz, recebeu o título de cidadão norte-riograndense na manhã desta segunda-feira (22), na Assembleia Legislativa. A sessão solene, proposta pelo deputado Kelps Lima (Solidariedade) reuniu professores universitários.

Para o parlamentar, é importante reconhecer e retribuir àqueles que prestam serviço e se dedicam ao Estado e com ele contribuem. “A educação é um investimento de alto valor agregado. Sei, na vida pessoal, o quanto a educação tem reflexo inovador, por isso faço essa homenagem com muito orgulho, pois Telmo Jeferson investe em educação com qualidade com frutos que vamos colher durante muitos anos”, disse Kelps Lima.

O deputado destacou que a falta de investimento em Educação no RN implica em mazelas para o Estado. “Muito mais que a entrega do titulo, agradeço à faculdade Estácio de Sá por fazer parte da construção de um Rio Grande do Norte melhor”, ressaltou Kelps Lima.

Telmo Schmitz tem graduação, especialização e mestrado em Administração pela Fundação Universitária de Blumenau. Nascido em Guarapuava (Paraná), mora há três anos em Natal. Ele chegou à cidade em abril de 2013, para desempenhar papel semelhante ao realizado na Estácio em Boa Vista, Capital de Roraima, Diretor Geral de Núcleo. Em 2015, passou a ser Diretor Geral do Núcleo Natal – João Pessoa objetivando ampliar as ações de expansão da faculdade e fortalecer a educação de ensino superior em graduação presencial, educação à distância, semipresencial e pós-graduação.

“Fico feliz em poder contribuir com uma parcela importante na construção de uma sociedade melhor. Espero construir cada vez mais com as pessoas que estão aqui e fazer a cada dia uma contribuição mais forte para o Rio Grande do Norte”, disse Telmo Schmitz.

Na ocasião, outros representantes da Estácio, entre gestores, diretores e coordenadores das quatro unidades Estácio no RN, também foram homenageados. O deputado Hermano Morais (PMDB) também esteve presente na homenagem.

Medalha inédita eterniza geração e reaproxima Seleção Brasileira e torcedores

image

Do Hoje Em Dia – Um dia para entrar para a história do futebol brasileiro. Assim pode ser definido o sábado, 20 de agosto de 2016. Num jogo de testar o coração de milhões de pessoas, não faltaram emoção e comemoração com gostinho de primeira vez. A vitória, nos pênaltis, foi apenas um tempero a mais na suada medalha de ouro da Seleção brasileira nos Jogos Olímpicos.

A conquista dos “meninos do Micale”, ou dos “amigos de Neymar”, se soar melhor, começou bem antes de a bola rolar. Apesar de engasgados com o 7 a 1 na semifinal da Copa do Mundo 2014, os anfitriões abriram a porta de casa e recepcionaram com educação e cordialidade os incômodos visitantes.

Do lado de fora do Maracanã, o movimento começou há três horas do apito inicial. Com os portões sendo abertos às 14h30, muita gente aproveitou para escolher o lugar da sorte e aproveitar todos os segundos da festa que estava por vir.

Enquanto o camisa 10 da Seleção não entrava em campo para mostrar todo o arsenal de dribles e jogadas, malabaristas e cantores anônimos é que ditavam o ritmo das comemorações no entorno do palco das cerimônias de abertura e fechamento da Olimpíada em terras brasileiras.

Quando a bola rolou, o grito de “o campeão voltou” agitou os quase 70 mil presentes ao estádio e empurrou o trio Luan, Gabriel Jesus e Gabigol para cima da defesa alemã. Em resposta, os europeus exploravam os contra-ataques e, com muito perigo, assustavam os donos da casa, salvos três vezes pelo travessão.

Quando o gol brasileiro pintou, numa cobrança de falta magistral de Neymar, parecia que o roteiro escrito não envolveria drama e superação. Mas não foi bem assim. Segurando as pontas até o início do segundo tempo, os brasileiros bobearam e acabaram cedendo o empate. Porém, nada que diminuísse o incentivo de quem vestiu verde e amarelo neste sábado.

Ansiedade
Os ponteiros do relógio passavam rapidamente – pelo menos na visão de quem sofria com a partida – e o tempo normal se esgotou. Demonstrando certeza de que no final tudo sairia bem, os brasileiros aplaudiram a equipe e novamente ecoaram aquele grito sobre a volta do campeão. Foi assim também nos 30 minutos seguintes.

Quando o árbitro indicou o fim da partida, o medo de uma derrota nos pênaltis ficou guardado dentro de cada torcedor. Como fizera desde o primeiro</CS> toque na bola, o brasileiro apoiou e deu confiança aos jogadores. E veio a recompensa.

Quando finalmente veio a confirmação da inédita medalha, cada um comemorou do seu jeito. Em campo, a tradicional volta olímpica, as selfies e a oração no círculo central marcaram a festa de atletas e comissão técnica.

No Japão, em 2020, e nas outras edições da Olimpíada, o caminho para o ouro não será mais uma terra desconhecida do futebol brasileiro.

Com novos rostos e numa nova era, o time canarinho entrará em campo com outro desafio: defender a tão sonhada primeira colocação.

Ficha do Jogo

Brasil 1 (5)
Weverton; Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio e Douglas Santos; Walace, Renato Augusto, Luan e Gabriel Jesus (Rafinha); Neymar e Gabriel (Felipe Anderson). Técnico: Rogério Micale

Alemanha 1 (4)
Horn; Klostermann, Ginter e Suele; S. Bender, Toljan, Meyer, Brandt, Gnabry e L. Bender (Promel); Selke (Petersen)
Técnico: Horst Hrubesch

Gols: Neymar, aos 27 minutos do primeiro tempo; Meyer, aos 14 minutos do segundo tempo.
Árbitro: Alireza Faghani (Irã).
Cartões amarelos: Zeca e Gabriel (Brasil), Selke, Sven Bender, Suele e Prome (Alemanha).

Pênaltis:
BRASIL (5) – Renato Augusto, Marquinhos, Rafinha, Luan e Neymar).
ALEMANHA (4) – Ginter, Gnabry, Brandt, Suele

Exame de vista pode vir a detectar Parkinson antes mesmo de primeiros sintomas

 Foto: Marketing Grupo Hosp
Foto: Marketing Grupo Hosp

Pesquisadores de uma universidade britânica concluíram um estudo considerado animador por neurologistas: testes em ratos mostraram que um exame de vista simples pode vir a detectar a doença de Parkinson em um paciente antes mesmo de os primeiros sintomas se manifestarem.

Segundo a professora e pesquisadora-chefe do estudo Francesca Cordeiro, da University College London, roedores que ainda não tinham nenhum sintoma da doença passaram pelo exame e apresentaram alterações no fundo dos olhos.

Ela afirmou que o método é barato e não invasivo e que “é potencialmente uma descoberta revolucionária no que diz respeito a diagnósticos rápidos e tratamento no início de uma das doenças mais debilitantes do mundo”.

“Com isso, talvez possamos intervir muito mais cedo e tratar de uma maneira mais eficiente pessoas com essa doença devastadora.”

Atualmente, não há exames de imagem ou de sangue que concluam um diagnóstico de Parkinson.

‘Passo significante’

Arthur Roach, diretor de pesquisa da ONG Parkison’s UK, disse que há uma “necessidade urgente de um método simples e preciso para se detectar essa doença, principalmente nos primeiros estágios”.

“Apesar de a pesquisa ainda estar em seu estágio inicial e precisar ser testada em pessoas com Parkinson, um testes simples e não invasivo, exatamente como um exame de vista, poderia ser um passo significativo no tratamento da doença.”

Os pesquisadores disseram ainda que o método pode ser usado também para avaliar como os pacientes estão respondendo ao tratamento. O estudo foi divulgado na publicação Acta Neuropathologica Communications.

Os sintomas de Parkinson – que incluem tremores, rigidez muscular, lentidão nos movimentos e qualidade de vida prejudicada – geralmente surgem após as células cerebrais já terem sido danificadas.

Portal Terra –

Impostos serão discutidos semana que vem, diz Meirelles

size_810_16_9_henrique-meirelles
Henrique Meirelles: o ministro disse ser altamente plausível acreditar que o Senado aprove, até o fim deste ano, a PEC que zera o crescimento real dos gastos do governo

Exame – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira, 19, que não foi discutido hoje o tema de possíveis aumentos de impostos, mas que o governo provavelmente terá uma decisão sobre o assunto até a semana que vem, quando deve enviar a proposta do Orçamento de 2017 ao Congresso.

Meirelles participou de um encontro convocado pelo presidente da República em exercício, Michel Temer, com boa parte da equipe econômica e as principais lideranças do Congresso em São Paulo.

O ministro disse ser altamente plausível acreditar que o Senado aprove, até o fim deste ano, a proposta de emenda constitucional (PEC) que zera o crescimento real dos gastos do governo.

Segundo Meirelles, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que esteve no encontro, já havia apresentado um prognóstico de que a PEC deve ser votada em dois turnos até o início de novembro. Isso daria tempo para o Senado aprovar a matéria este ano, o que garantia sua validade já para 2017.

No encontro desta sexta-feira estiveram presentes, além do presidente da Câmara, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), que é presidente da Comissão Mista de Orçamento, o líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), e o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP).

No esquema apresentado nesta sexta por Meirelles, apesar da regra de crescimento real zero das despesas estar em vigor para o Orçamento para 2017, ficaram de fora dessa limitação os gastos com saúde e educação, que já possuem um piso determinado pela Constituição.

Isso indica que, em relação ao que aconteceria se a PEC estivesse em vigor, a nova formatação mostra um orçamento menos rigoroso e significa que o governo terá de cortar gastos em outras áreas para atingir a meta de um déficit total de R$ 139 bilhões no ano que vem.

Questionado sobre esse ponto, Meirelles não quis entrar em detalhes sobre o impacto fiscal e disse que o governo decidiu adotar a regra de gastos dentro do Orçamento de 2017 e anunciar isso hoje porque existem prazos legais que precisam ser seguidos sobre a peça orçamentária. “No momento o que vale é a Constituição. A PEC dos gastos ainda não foi aprovada, então nós temos que seguir a Constituição”.