Category: Notícias

Onda de ataques no RN já soma 47 presos, diz Secretaria de Segurança

presos_ataques_0hmUDVD
Detidos estão sendo apresentados à Polícia Civil (Foto: PM/Divulgação)

G1 – Trinta e quatro adultos presos e 13 adolescentes apreendidos. São estes os números mais recentes de detenções divulgados pela Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) após o início dos ataques ao sistema de transporte e prédios públicos do estado. A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governado como motivo para os atentados.

O primeiro ataque foi registrado no início da tarde da sexta-feira (29), quando um micro-ônibus foi incendiado na BR-304, em Macaíba. Desde então, mais de 40 ações criminosas já foram contabilizadas em 16 cidades. Além de dezenas de veículos queimados na capital e no interior, postos da PM e delegacias da Polícia Civil também se tornaram alvos dos criminosos, assim como unidades bancárias. Um dos acessos ao Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, também foi alvo. Bandidos queimaram pneus no meio da estrada.

Também em Natal, no prédio da Delegacia Geral da Polícia Civil, pelo menos 10 carros foram incendiados. Segundo a Sesed, os veículos destruídos eram fruto de apreensões. O prédio do Tribunal Regional Eleitoral de Parnamirime a Câmara Municipal de São Paulo do Potengi também foram alvos.

Em entrevista à Inter TV Cabugi logo após o início dos ataques, o governador Robinson Faria declarou: “Não vamos recuar. Já declarei aqui: confio na polícia. A força policial tem toda a liberdade de atuar para garantir a segurança da população”.

Por causa dos ataques ocorridos durante a noite do sábado e madrugada deste domingo, os ônibus deixaram de circular em Natal.

Garrafas com coquetel molotov e galões com combustíveis foram apreendidos com vários suspeitos (Foto: PM/Divulgação)
Garrafas com coquetel molotov e galões com combustíveis foram apreendidos com vários suspeitos (Foto: PM/Divulgação)

Prisões
As prisões mais recentes aconteceram já na manhã deste domingo (31). Três homens foram detidos com galões de combustível. Em Santa Cruz, na noite do sábado (30), seis pessoas, sendo um adulto e cinco adolescentes, também foram detidos. O grupo foi abordado por policiais quando se preparava para atear fogo em um prédio público da cidade. Com eles, a PM apreendeu duas armas de fabricação caseira, facas e recipientes contendo combustíveis.

Na zona Norte de Natal, policiais militares frustraram uma tentativa de explosão à agência bancária da Caixa Econômica que fica na Av. Tomaz Landim. Um artefato foi implodido pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE).

Outros suspeitos, conduzidos para averiguação, foram detidos em Monte Alegre, Macaíba,Parnamirim, Parelhas, Santa Cruz e Natal. Com eles a PM apreendeu motos roubadas, arma e recipientes de combustíveis. Todos os detidos estão sendo apresentados à Polícia Civil que está realizando os procedimentos necessários para elucidar cada caso.

Governador grava vídeo e diz que as notícias de que os bandidos estão atacando podem ser mentirosas

b86894eabb5193d980339d680f3b2ee1-e1454021395706O governador Robinson Faria ao gravar um vídeo com o objetivo de tranquilizar o povo norteriograndense, findou dizendo que muitas notícias são falsas. O governador não tendo como resolver o problema, só falta dizer que os donos dos ônibus tocaram fogo nos seus próprios empreendimentos, só pra prejudicar o governo.

Veja o vídeo!

GOVERNADOR GARANTE SEGURANÇA EM TRANSPORTE PUBLICO NESTE SÁBADO

5fc595f4-fb7a-4856-8bc0-6e703ee3c6be
O governador Robinson Faria determinou durante reunião com o Gabinete de Gestão Integrada, na noite desta sexta-feira (29), que a força policial do Rio Grande do Norte aja fortemente para conter possíveis atos violentos de facções ou grupos criminosos tanto na capital, na Grande Natal ou no interior do estado. A reunião, realizada na sede do GGI, no Centro Administrativo, contou com a participação de representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Sejuc, Gabinete Civil, Polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros e Ministério Público.
O GGI concentra o monitoramento das câmeras espalhadas pelos principais corredores de Natal e recebe informações em tempo real das ações policiais, registrando a atualização do número de abordagens ou prisões. À cúpula da segurança pública, o governador Robinson Faria reafirmou que todo o efetivo está empenhado em reprimir atos de violência e tem a liberdade para garantir, dentro dos princípios legais, a circulação dos cidadãos.
“Estamos aqui reunidos nesse momento de crise mostrando que essa parceria entre diversos atores é fundamental. Os casos que estamos vendo nas ruas são uma resposta dos bandidos porque instalamos, como medida preventiva, o bloqueador de celulares no Presídio de Parnamirim para evitar que os apenados continuem emitindo ordens de dentro das unidades prisionais e crimes continuem sendo praticados aqui fora. Não vamos recuar. Vamos mostrar que o estado não está emparedado. Dei liberdade para a polícia trabalhar para defender o cidadão”, enfatizou.
Robinson Faria declarou ainda que a adoção de medidas mais severas foi necessária para dificultar que os criminosos agissem. “Tomamos medidas corajosas para coibir de uma vez por todas essas ordens de dentro dos presídios. O enfrentamento passa por esse estágio de retaliação, mas ele é necessário porque nosso objetivo é acabar com a escalada da violência”, adiantou o chefe do Executivo Estadual.
O secretário de Segurança do RN, Ronaldo Lundgren, explicou que a operação da polícia também tem ramificações no interior do estado. “Já começamos a prender pessoas e frustrar ações criminosas. Tudo está acontecendo como o previsto. Nosso planejamento está pronto para atender tanto Natal como o interior do RN”.
Transporte coletivo
Uma reunião realizada mais cedo com representantes das empresas de ônibus e o Sindicato dos Transportes garantirá a livre circulação dos coletivos neste sábado (30). A partir da 5h, os terminais de passageiros receberão reforço policial para assegurar o funcionamento das linhas de transporte público.
“A normalidade da rotina da cidade precisa ser mantida a todo momento. Não podemos nos render a esse tipo de ameaça, esse tipo de ação dos criminosos. Muitas vezes elas são incrementadas por uma onda de mensagens e boatos, mas vamos fortalecer a segurança nos principais terminais da cidade e que foram previamente indicados pelo Sintro para garantir que as pessoas possam circular livremente”, encerrou Ronaldo Lundgren.

Além dos ônibus os bandidos atacaram posto de saúde escola e delegacia

Alem dos sete ônibus que foram incendiados no início da noite de ontem, os bandidos atacaram diversos outros locais, tanto na capital como o interior do Estado do rio Grande do Norte.

Um posto de saúde de Cidade Nova, uma delegacia foi metralhada. chegam notícias pelas redes sociais de que houve ataques em Caiçara do Norte, a duas corretas de transportar substâncias inflamáveis. Em Tangará alguns carros foram alvos dos bandidos.

Muitos focus do terror espalhados em todo RN.

 

 

 

Vário focos de ônibus incendiados em Natal

b86894eabb5193d980339d680f3b2ee1-e1454021395706As redes sociais fazem sua vez de reportagem.

Um morador da Zona Norte de Natal filmou um incêndio que possivelmente será de mais um ônibus que foi ateado fogo.

Informações dão conta de que já aconteceram seis outro incêndios, inclusive um no Alecrim.

Veja o vídeo

 

Quem tem que provar é o MP e a PF, diz Lula em evento em SP

lula_seminario_-_bancarios_nelson_antoine_estadao_conteudo_ZflZR8I (1)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa de evento no hotel Holiday Inn, na zona norte de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (29) (Foto: Nelson Antoine/Frame/Estadão Conteúdo)

G1 – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (29) que o Ministério Público (MP) e a Polícia Federal (PF) têm de provar as acusações feitas contra ele. A afirmação foi feita horas depois de o juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, aceitar denúncia apresentada pelo Ministério Público e transformar Lula e outras seis pessoas em réus por, segundo a acusação, tentar obstruir a Justiça tentando comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

“Eu não quero falar dos meus problemas pessoais, para não transformá-los em problemas coletivos, mas enquanto estou aqui conversando com vocês fiquei sabendo que foi aceita uma denúncia contra mim de obstrução de Justiça. Vamos ver, eu não conheço”, disse nesta sexta-feira (29), durante discurso no Seminário Nacional do Sistema Financeiro e Sociedade, na Zona Norte de São Paulo. “Eu não ia tocar no assunto, mas eu já cansei. Eu não tenho que provar que eu tenho apartamento. Quem tem que provar é a imprensa que acusou, o Ministério Público que falou que eu tenho, a Policia Federal que diz que eu tenho.”

O ex-presidente acrescentou que “eles é que têm que apresentar documento de compra, pagamento de prestação, algum contrato assinado”. “Porque, se eu não tiver, em algum momento eles é que terão que me dar de presente uma chácara e um apartamento, e aí eu ganharei de graça, quem sabe essas coisas que eles dizem que eu tenho. É por isso que eu não manifesto, porque é eles que tem que provar, não sou eu quem tem que provar.”

Apesar de começar seu discurso citando a denúncia, o ex-presidente comentou em seguida sobre o apartamento em Guarujá e o sítio em Atibaia atribuídos a ele e que são alvos de investigação da PF, mas que não têm relação com a acusação aceita nesta sexta pela Justiça. Lula tornou-se réu, segundo a Procuradoria, por tentativa de obstruir a Justiça ao tentar comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Além do ex-presidente, também viraram réus o ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), o ex-chefe de gabinete de Delcídio Diogo Ferreira, o banqueiro André Esteves, o advogado Edson Ribeiro, o pecuarista José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai. Eles são acusados de tentar obstruir a Justiça tentando comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Defesa
É a primeira vez que Lula vira réu na Lava Jato. Por meio de nota, os advogados do ex-presidente da República afirmaram que o petista já esclareceu, em depoimento à Procuradoria Geral da República, que ele “jamais interferiu ou tentou interferir em depoimentos relativos à Lava Jato”.

Ainda de acordo com os defensores de Lula, “a acusação se baseia exclusivamente em delação premiada de réu confesso e sem credibilidade, que fez acordo com o Ministério Público Federal para ser transferido para prisão domiciliar” (leia ao final desta reportagem a íntegra da nota divulgada pela defesa do ex-presidente).

Denúncia
A denúncia acusa os sete de três crimes: embaraço à investigação de organização criminosa que prevê pena de três a oito anos; patrocínio infiel (quando advogado não defende corretamente interesses do cliente – os outros foram considerados coautores), que prevê pena de seis meses a três anos; e exploração de prestígio, que prevê pena de um a cinco anos.

Comunicação da Assembleia amplia divulgação de notícias do legislativo e registra crescimento nas redes sociais

unnamed

Estreitar as relações entre a população e o Poder Legislativo. Esse tem sido o trabalho da Comunicação da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Através das ações do setor, todo o trabalho desenvolvido pelos parlamentares em plenário e em audiências públicas chega ao conhecimento dos potiguares. Em 2016, a ampliação das ferramentas tecnológicas e de divulgação contribuíram para dá mais visibilidade às ações do Legislativo Potiguar.

Em sete meses, a Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa produziu mais de 780 matérias sobre assuntos relacionados ao Legislativo que foram publicadas no Portal da Assembleia, em revistas, jornais e blogs. Os pronunciamentos dos deputados, discussões através de audiências públicas, sessões solenes, além dos projetos e requerimentos discutidos na Casa – em plenário e nas comissões – chegaram ao conhecimento dos potiguares através das plataformas de Comunicação.

A coordenadora de Comunicação da Assembleia, a jornalista Marília Rocha, trabalhou no incremento da comunicação no legislativo. Além do mailing com mais de 2 mil jornalistas e veículos cadastrados, o encaminhamento de notícias através do aplicativo WhatsApp, Facebook, Twitter e Instagram vem contribuindo para que as informações sobre as ações do Legislativo cheguem com mais velocidade para potiguares e de forma direta, na palma da mão. “Ampliamos o envio de notícias e tivemos um crescimento significativo da interação nas redes da Casa, e com isso, estamos conseguindo divulgar o trabalho do Poder Legislativo para a população em todo o Rio Grande do Norte. Essa é a nova realidade de transparência e proximidade com as pessoas, uma regra diária do trabalho na comunicação da Assembleia”, destaca Marília Rocha.

Com o material produzido na Comunicação, os veículos oficiais da Casa (TV Assembleia, Rádio Assembleia e Portal da Assembleia) têm atualização constante no noticiário. “A divulgação das ações da Assembleia em tempo real e para todos é o objetivo do nosso trabalho todos os dias na Casa. Sabemos da importância de informar com responsabilidade tudo que acontece no Poder Legislativo e queremos que a população acompanhe o seu cotidiano. Por isso estamos trabalhando em com todas as mídias para garantir que os potiguares continuem informados sobre o que é discutido e definido na Casa do Povo”, disse o coordenador de Imprensa e Divulgação da Assembleia, o jornalista Rodrigo Rafael.

O novo programa de rádio veiculado de segunda a sexta nas rádios do Estado e as coberturas especiais também marcaram o setor – que manteve população e veículos de imprensa atualizados em tempo real em eventos importantes – como abertura dos trabalhos legislativos em fevereiro; a discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO); a cobertura da prestação de contas dos secretários estaduais nas Comissões e audiências públicas de grande apelo.

Falando em comunicação e redes sociais, as mídias da @assembleiarn têm sido ferramentas importantes. Até julho deste ano, o Facebook da Assembleia atingiu quase 70 mil usuários por mês. No Instagram, onde há mais de 15 mil seguidores, o perfil @assembleiarn conseguiu mais 1.500 seguidores em 30 dias, com postagens diversas relacionadas ao Legislativo e também aos municípios do RN. No Twitter, quase 13 mil seguidores acompanham diuturnamente as ações da Assembleia em tempo real.

Para o próximo semestre, a Comunicação lançará novas ações incluídas no Planejamento Estratégico que direciona as ações de modernização idealizadas na gestão do presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). Uma das novidades será o novo layout do site da Assembleia que além do Portal da Transparência e das páginas da Escola da Assembleia, Procon Legislativo, Assembleia Cidadã irá contar com maior espaço para imagens das sessões e para o conteúdo produzido pela TV e rádio Assembleia.

As campanhas publicitárias educativas e de interesse sociais também devem ser concretizadas, a exemplo da campanha da adoção (que alcançou bons números no esclarecimento do processo de adoção e diminui a fila das crianças no RN) e de combate ao mosquito transmissor da zika e dengue.

Todo o conteúdo de comunicação produzido no Poder Legislativo pode ser acessado no aplicativo da Assembleia o (ALRN) e no Portal da Assembleia no al.rn.gov.br.

Presos do RN ameaçam motins contra bloqueadores de celular

Bloqueadores de celular foram instalados
Bloqueadores de celular foram instalados

A Secretaria de Justiça e da Cidadania do Rio Grande do Norte enviou um memorando a todos os diretores de penitenciárias e cadeias públicas chamando a atenção para a possibilidade de presos realizarem motins e rebeliões neste final de semana em todo o estado. O alerta foi emitido nesta quinta-feira (28) logo após a circulação, em redes sociais, de áudios supostamente gravados por criminosos em resposta à instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal (ouça os áudios acima).

No documento, assinado pela Coordenadoria de Administração Penitenciária, está escrito: “Cumprimentando-os, inicialmente, sirvo-me do presente para determinar que todas as direções de unidades prisionais e grupos de apoios, tenham maior atenção às suas unidades e que compareçam às mesmas devido a possíveis motins ou rebeliões que possam acontecer neste final de semana em todo Estado. Diante o exposto, determinamos, também, que as equipes de Agentes Penitenciários deverão ficar de sobreaviso para possível acionamento” (SIC).

Coape chama a atenção de diretores de unidades prisionais quanto à possibilidade de motins e rebeliões neste final de semana no Rio Grande do Norte (Foto: Reprodução)
Coape chama a atenção de diretores de unidades prisionais quanto à possibilidade de motins e rebeliões neste final de semana no Rio Grande do Norte (Foto: Reprodução)

O G1 também recebeu os áudios. Em um deles, um homem que se identifica como ‘Cabeça do Acre manda um recado:

– Então, família, um forte abraço do irmão ‘Cabeça do Acre’, pra essa grande família aí, maravilhosa aí do (   )… tô mandando essas fotos aí, pros irmãos aí, pra ver essa torre de bloqueio aí que tão colocando aqui no PEP, tá entendendo?… e que os irmãos fiquem ciente aí que, qualquer bloqueio, qualquer ‘pá’ aí, vamos botar o ‘bang’ pra funcionar. Firmeza? E o estado todo geral, tremer geral. Firmeza? É nós aí na fita, mano. E tamo junto. (SIC)

Em outra gravação, aparentemente feita por um detento da própria Penitenciária de Parnamirim, ele liga para um apessoa para avisar sobre os planos de ataques que estariam para acontecer em represália pela instalação dos bloqueadores, e diz:

– Olha, deixe eu dizer pra você… quando for depois de 6 horas da noite, você não saia de casa não, viu? Avisa aí pra suas amigas, pro pessoal que você gosta, sua mãe… não saia de casa não que, depois de 6 horas da noite vai ter um ataque grande aí, uma guerra aí no Rio Grande do Norte, viu? Tão botando um bloqueador aqui na cadeia, e vai ser dada uma resposta aí pro estado, entendeu? Porque foi avisado que não é pra ser botado esse bloqueador, e o governo do estado tá pensando que é brincadeira. Aí o bagulho vai ficar doido, entendeu? Aí eu tô lhe avisando porque eu gosto de você. Você sabe, né, a pessoa tando no meio da rua pode acontecer alguma coisa. E tando em casa tá guardadinha, né, cunhada? Fica com Deus. Um beijo bem gostoso, viu? Adoro você. (SIC)

Transferências
Secretário da Justiça e da Cidadania, Wallber Virgolino disse que a Sejuc tem conhecimento dos áudios que circulam nas redes sociais e que, “caso ocorra alguma insurgência dentro e/ou fora das unidades prisionais, a ordem é rechaçá-las em maior intensidade, pois o crime organizado está monitorado e o Estado vai antecipar qualquer conduta criminosa com rigidez”. Ainda de acordo com o secretário, uma das mediadas necessárias pode ser a transferência de detentos para presídios federais. “A ordem é jogar duro e firme contra a vagabundagem”, acrescentou.

Desemprego sobe para 11,3% no 2º trimestre, aponta Pnad, do IBGE

desempreo

G1 – O desemprego subiu para 11,3% no trimestre encerrado em junho, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é a maior já registrada pela série histórica da Pnad Contínua, que teve início em janeiro de 2012.

No trimestre encerrado em março, o índice de desemprego foi de 10,9% e no período de abril a junho de 2015, de 8,3%. No trimestre de março a maio, a taxa bateu 11,2%.

A população desocupada cresceu 4,5% em relação ao primeiro trimestre e chegou a 11,6 milhões de pessoas. Já na comparação com o 2º trimestre de 2015, o aumento foi de 38,7%.

Por outro lado, a população ocupada somou 90,8 milhões de pessoas e mostrou estabilidade em relação ao 1º trimestre e queda de 1,5% sobre o período de abrio a junho de 2015.

Segundo Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, a ocupação se manteve estável em relação ao trimestre anterior, no entanto, foi menor do que em 2015. “Com o crescimento da população em idade para trabalhar (1,3%) e a redução da população ocupada, o nível da ocupação no ano caiu de 56,2% para 54,6%.” A Pnad entrevista 211 mil domicílios em 3.464 municípios e 15.756 setores do país.

Também não houve alteração em relação à quantidade de trabalhadores com carteira assinada, que ficou em 34,4 milhões. Já na comparação com o mesmo trimestre do ano anteriro, esse número caiu 4,1%. De acordo com Azeredo, essa retração gera “um movimento de pressão” ao mercado de trabalho.

Em um ambiente de desemprego em alta, o rendimento médio dos trabalhadores acabou caindo e atingiu R$ 1.972. Sobre o 1º trimestre, a renda diminuiu 1,5% e em relação ao 2º trimestre do ano passado, 4,2%.

“Os trabalhadores estão ganhando menos. Você tem no segundo semestre massa de rendimento de trabalho circulando menos do que o que estávamos tendo no trimestre passado e no ano anterior. Isso vai reduzir consumo, gastos e vai refletir no comércio, na indústria, ou seja, vai criar esse círculo vicioso que você vê no mercado de trabalho”, analisou o técnico.

Domésticos, servidores e empregadores
O número de trabalhadores domésticos chegou a 6,2 milhões e cresceu 3,7% em relação ao ano passado. Na comparação o trimestre anterior, por outro lado, ficou estável.

Na contramão, a quantidade de trabalhadores no setor público cresceu 3% em relação ao 1º trimestre e chegou a 11,3 milhões. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve estabilidade.

O número de empregadores, que somou 3,7 milhões, caiu 7,3% sobre um ano antes, mas não variou em relação ao trimestre de janeiro a março de 2016.

Em tempos de desemprego, costuma subir o número de trabalhadores por conta própria. De abril a junho deste ano, esse número ficou em 22,9 milhões. O contingente ficou estável em relação ao trimestre de janeiro a março de 2016 e avançou 3,9% frente ao segundo trimestre de 2015.

“Esse segundo trimestre gera expetativa de redução da desocupação porque ele já está longe dos meses que você tem o componente sazonal atuando. Seria um mês onde a gente poderia ver uma certa recuperação do mercado de trabalho, mas isso não foi observado. A pressão no mercado de trabalho é forte”, analisou Cimar Azeredo.

União tem deixado obrigações com segurança pública para estados e municípios

seguranca_mossoro

O Tribunal de Contas da União (TCU) apontou como “preocupante” o fato de a União estar se retirando paulatinamente da assunção de obrigações, fazendo incidir maior ônus sobre os estados no que diz respeito à segurança pública no país. A Corte também encontrou problemas de transparência e da falta de dados estatísticos sobre o tema.

segurança pública“A participação relativa da União nos gastos em segurança caiu no período sob análise. Entre 2010 e 2014, ocorreu redução de 38% dos dispêndios da União. Em contrapartida, os desembolsos estaduais aumentaram cerca de 28% e os municipais mais do que duplicaram no mesmo período (aumento de aproximadamente 123%)”, destacou o relatório do Tribunal.

Quanto ao panorama orçamentário e financeiro, apesar do crescimento de 19,12% ocorrido nos gastos com segurança pública em 2014 comparativamente ao ano de 2010, considerando-se as despesas de todos os entes federados, o TCU constatou que não há como avaliar, por exemplo, se esse aumento deu-se em investimentos ou em despesas correntes (pessoal e encargos sociais).

http://www.robsonpiresxerife.com/

Presídio ganha torres para o bloqueio de sinal de celular

PEP

Tribuna do Norte – A Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc) iniciou a instalação das torres de bloqueio de sinal de telefonia celular nos arredores da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), na Região Metropolitana de Natal. A medida chamou a atenção de presos custodiados na unidade prisional que, além de fotografarem as estruturas, enviaram áudios em redes sociais convocando os membros do Sindicato do Crime para “botar o bang pra funcionar em todo o Estado”.

O titular da Sejuc, Wallber Virgolino da Silva Ferreira, negou que as torres bloqueiem o sinal de telefonia móvel, destacando que elas abrigarão sistemas de videomonitoramento por infravermelho para dar mais segurança ao presídio. Entretanto, fontes da TRIBUNA DO NORTE que atuam na Sejuc confirmaram que os equipamentos são, de fato, para bloquear o sinal de telefonia celular.

Em um dos áudios que circulam nas redes sociais desde a tarde de ontem, um suposto apenado que se identifica como “Cabeça do Acre” diz: “Aí! Então, família. Forte abraço aí do irmão Cabeça do Acre. Aí, então: tô mandando essas fotos pros irmão (sic) aí para antecipar aí a torre de bloqueio de celular que estão colocando aqui no PEP. Tão entendendo? Os irmão fique aí ciente que qualquer bloqueio, qualquer pá (sic) aí, vamo botar o bang pra funcionar. Firmeza? O estado todo geral, tremer geral. Firmeza? É nóis aqui na fita, mano. Estamos junto”, frisou o homem. Agentes penitenciários que atuam na custódia dos presos no PEP e em outras unidades prisionais mantidas pela Sejuc relataram que o clima nas penitenciárias é tenso e que há um “salve geral” em articulação que pode ocorrer neste fim de semana.

À TN, o secretário Wallber Virgolino disse que as torres não são para bloqueio de sinal de telefonia móvel. “Não são torres de bloqueio de celular. São torres para instalação de câmeras de videomonitoramento, inclusive, com infravermelho”, assegurou. Sobre os áudios que circulam nas redes sociais convocando os presos para rebeliões simultâneas, como as ocorridas em março de 2015, Wallber Virgolino disse que tinha “ouvido vários”, mas que não dará vez a “vagabundo”. “A estratégia está montada. Se agirem como estão dizendo, iremos dar uma resposta dura. Não iremos admitir nenhum vagabundo tirar onda com o Estado”, afirmou. Indagado sobre a instalação das torres de bloqueio de sinal de celular, visto que ele negou que os equipamentos fotografados pelos presos tivesse tal fim, ele assegurou que “dependiam de assinatura de contratos”.

http://www.robsonpiresxerife.com/

Policial civil acusado de matar colega em Natal é preso no sertão de PE

tiberio1
Tibério Vinícius

G1 – O policial civil Tibério Vinícius Mendes de França, acusado pela morte do também policial civil Iriano Serafim Feitosa, foi preso pela Polícia Federal na cidade de Cabrobó, no sertão de Pernambuco. Iriano foi assassinado a tiros no dia 3 de fevereiro deste ano no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. Tibério, de acordo com a PF, foi preso em flagrante portando documento falso.

Os detalhes da prisão de Tibério só serão repassados à imprensa nesta sexta-feira (29). “A prisão está confirmada. Ele se identificou com um documento falso. Não podemos adiantar outros detalhes porque o policial civil ainda está depondo. Todas as informações sobre a prisão serão repassadas nesta sexta”, falou ao G1 um policial federal de Pernambuco.

Tibério estava foragido desde o dia 17 de junho, quando fugiu da prisão dentro do mesmo terreno onde funciona o quartel do Bope, a cavalaria e o canil da PM, na Zona Norte da cidade. À época, a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sesed) informou que estava apurando a fuga e que o policial era considerado fugitivo da Justiça.

Ainda de acordo com a Sesed, Tibério foi visto pela última vez durante uma contagem de presos feita pela manhã do dia 17 de junho. Naquele mesmo dia, seria realizada a audiência de instrução e julgamento do policial pelo assassinato de Iriano. A Sesed informou que quando uma equipe da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) foi buscá-lo para a audiência, por volta das 10h, Tibério já não estava mais dentro da prisão.

No dia seguinte à fuga, a viúva de Iriano Feitosa disse ao G1 que se sentia medo constante. “O medo é constante, permanente. Ele já matou meu marido e atentou contra a minha vida. Nada o impede de me procurar e tentar mais uma vez me matar. Com esse criminoso solto, quem está presa agora sou eu”.

Tibério havia sido preso no dia 22 de março. O policial também é apontado pela Polícia Federal como suspeito de envolvimento com grupos de extermínio, investigação que faz parte da operação Thanatus, deflagrada em dezembro do ano passado.

Relembre o caso
Iriano foi morto no dia 3 de fevereiro quando dirigia o carro dele pela Av. Xavantes, no conjunto Cidade Satélite, Zona Sul de Natal.

Esposa do policial, a advogada Ana Paula Nelson contou que estava no carro no momento do atentado. “Acho que o crime não foi planejado para ser ali, daquela forma. Esse policial se aproveitou de um descuido do meu marido. Ele se aproximou sozinho em uma moto e, sem parar, efetuou vários disparos. Como os tiros foram do lado onde estava o Iriano, ele foi atingido mais vezes e eu acabei sendo baleada duas vezes”, lembrou.

Câmeras de segurança registraram a execução. O vídeo (veja acima) mostra o momento em que o o carro de Iriano reduz a velocidade para passar por uma lombada. Um motociclista fica ao lado do carro e efetua vários disparos de arma de fogo. Iriano morreu minutos após dar entrada no pronoto-socorro Clóvis Sarinho, em Natal. A advogada Ana Paula Nelson, viúva de Iriano, foi atingida por dois tiros – um na perna e outro no quadril.

 Iriano Serafim Feitosa estava dirigindo o carro, ao lado da esposa, quando foi baleado (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Iriano Serafim Feitosa estava dirigindo o carro, ao lado da esposa, quando foi baleado (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)