Category: Notícias

Incêndio destrói corredor e materiais de expediente em prédio da Defensoria Pública do RN

Prédio da Defensoria Pública do RN fica na Ribeira, na Zona Leste de Natal — Foto: Klênyo Galvão/Inter TV Cabugi

Um incêndio destruiu um corredor e material de expediente da Defensoria Pública do Rio Grande do Norte. O prédio danificado fica no bairro da Ribeira, na Zona Leste de Natal. Não há feridos, segundo o Corpo de Bombeiros.

De acordo com a assessoria de comunicação da Defensoria Pública, as chamas também destruíram um ar condicionado, cadeiras e muitos papéis ofício, que é parte de um material de expediente que estava encaixotado no corredor que foi atingido pelo fogo. Nenhum processo foi danificado.

A assessoria confirmou também que, após aproximadamente um ano em obras, a reforma do prédio foi inaugurada em maio de 2017.

Fonte: https://g1.globo.com

O que falta para Dirceu voltar à prisão?

José Dirceu
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Condenado em duas ações penais na Lava Jato em segunda instância, José Dirceu permanece solto basicamente por conta de dois diferentes recursos ainda pendentes de julgamento.

No caso mais antigo, decorrente de uma condenação de setembro de 2017 pelo TRF-4, a 30 anos de prisão por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro, ele foi solto por decisão do STF em junho.

Na época, a Segunda Turma viu “plausibilidade jurídica” no recurso contra a condenação apresentado ao STJ – essa apelação ainda não foi julgada e só depois disso o ex-ministro pode voltar a cumprir a pena.

Em uma condenação posterior, de novembro de 2017, o TRF-4 condenou Dirceu a 8 anos de prisão, por corrupção e lavagem. Neste caso, a defesa ainda pode apresentar um último recurso ao próprio tribunal.

No último dia 21 de fevereiro, a corte rejeitou embargos infringentes contra a condenação, mas sobre essa decisão, ainda cabem um outro embargo de declaração.

Só depois disso, o TRF-4 pode declarar o esgotamento da jurisdição de segunda instância e mandar executar a nova pena.

 

O Antagonista

Dnit declara situação de emergência na Ponte de Igapó, em Natal

Há 29 anos sem manutenção, Ponte de Igapó foi avaliada por técnicos do Crea em 2018 — Foto: Reprodução/Flávio Muniz/Inter TV Cabugi

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) declarou situação de emergência na Ponte Presidente Costa e Silva, mais conhecida como Ponte de Igapó, que passa sobre o Rio Potengi ligando as zonas Norte e Oeste de Natal. O ato foi publicado nesta sexta-feira (8) no Diário Oficial da União, apesar de ter sido assinado no dia 1º de março. Mesmo com a declaração, a ponte continua com tráfego aberto aos veículos.

No documento, o superintendente regional substituto do Dnit no Rio Grande do Norte, Danyel Flávio Lopes de Paiva ratificou uma declaração da situação de emergência feita pela coordenação de engenharia do órgão.

Os técnicos constataram comprometimento estrutural de pilares e vigas da estrutura. Do lado direito da ponte, foram notificados problemas em pelo menos 11 pilares, além de trechos de 1 metro das vigas entre os pilares P3 e P4, entre os pilares P4 e P5 e entre o pilar P16 e o encontro E2.

Do lado esquerdo da ponte, chamaram atenção dos técnicos trechos de 2 metros das vigas longitudinais de extremidade do tabuleiro ferroviário, “nos pontos próximos aos apoios entre os pilares P9 e P10, entre os pilares P10 e P11, entre os pilares P11 e P12, entre os pilares P12 e P13 e entre os pilares P13 e P14”.

G1 procurou o Dnit nesta sexta-feira (8). Segundo a assessoria do órgão, a situação de emergência será explicada em uma nota que será divulgada ao longo do dia.

Em fevereiro, o órgão informou que a situação da ponte estava sendo tratada com a mais alta prioridade e as intervenções de recuperação e reforço da estrutura ocorreriam com a maior brevidade possível.

Ainda de acordo com a nota da, o Dnit estava realizando uma adequação do projeto e orçamento necessários para realização de uma licitação que seria lançada neste mês. Ainda de acordo com a nota emitida naquela ocasião, a ponte havia passado por inspeção e concluiu-se que a estrutura não corria risco de ruir.

Em maio do ano passado, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) constatou problemas estruturais na ponte. O Crea realizou uma vistoria e identificou a corrosão das vigas de sustentação da estrutura, e uma ferrugem acentuada, mas considerou que não era possível dizer se a estrutura tinha risco de desabamento.

Com 606 metros de extensão e 12 metros e meio de largura, a Ponte de Igapó recebe, diariamente, cerca de 80 mil veículos, 37 linhas de ônibus e 13 viagens de VLT. A última manutenção na Ponte de Igapó foi realizada em 1990. De lá pra cá, os moradores não têm conhecimento de nenhum reparo feito na estrutura.

Fonte: https://g1.globo.com

Com explosivos, quadrilhas atacam quatro bancos e agência dos Correios no interior do RN

Banco do Brasil foi uma das agências bancárias atacada em São José de Mipibu — Foto: Redes Sociais

Quadrilhas atacaram quatro bancos e uma agência dos Correios na madrugada desta sexta-feira (8) em duas cidades do Rio Grande do Norte. Em São José do Mipibu, na Grande Natal, os alvos foram om Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Já em Marcelino Vieira, na região Oeste, os criminosos atacaram o Bradesco e a agência dos Correios da cidade.

Segundo a Polícia Militar, o primeiro ataque aconteceu em Marcelino Vieira, por volta de 2 horas. Lá, a base da PM também foi alvo de disparos. Pouco tempo depois, ocorreram as explosões nas agências de em São José de Mipibu. Ainda não se sabe os valores levados nas duas cidades. Ninguém foi preso.

Ainda de acordo com a PM, pelo menos três carros foram usados pela quadrilha que agiu em São José de Mipibu. Os bandidos promoveram um intenso tiroteio pelas ruas da cidade, também atiraram contra a companhia da PM e ainda atearam fogo em dois carros e espalharam grampos na estrada durante a fuga para impedir a ação da polícia.

Fonte: https://g1.globo.com

 

Casos de violência doméstica aumentam no RN; ‘desmaiei de tanta dor’, diz mulher que teve o couro cabeludo arrancado à faca

Dona de casa ainda se recupera da agressão que sofreu. Ela teve quase que a metade de todo o couro cabeludo arrancado à faca — Foto: Ediana Miralha/Inter TV Cabugi

“Ele me tirou de casa à força, me puxou pelo braço e me levou para o mato. Eu não queria falar com ele. Levei um soco no olho e ele mandou eu abaixar a cabeça. Eu não queria, mas ele me pegou pelo braço e me forçou. Então, com uma faca, ele cortou meu couro cabeludo. Eu achava que iria morrer, chorava bastante. Implorei para ele não fazer aquilo comigo, mas ele não deu ouvidos. Desmaiei de tanto sangue, de tanta dor. Depois, não lembro mais de nada”.

As palavras acima foram difíceis de falar. Houve pausa, silêncio, lágrimas. Houve indignação, revolta e medo… muito medo. O nome ela prefere não revelar, mas a dor vem com detalhes. São de uma jovem dona de casa de 24 anos. Os últimos 9 foram ao lado dele, do agressor, e boa parte vivida em meio à violência doméstica – uma violência que preocupa cada vez mais.

No Rio Grande do Norte, apesar de os casos de assassinatos de mulheres mostrarem uma redução de 37,5% nos últimos dois anos (veja mais números abaixo), os números de denúncias de ameaças e agressões físicas registrados pela Coordenadoria de Defesa das Mulheres e das Minorias (Codimm) – órgão vinculado à Secretaria de Segurança e Defesa Social (Sesed) aumentaram 5,4% neste mesmo período.

O escalpelamento

O escalpelamento aconteceu no dia 25 de janeiro, na zona rural de Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal. Segundo a jovem, inconformado com o fim da relação, o companheiro da vítima invadiu a casa onde ela estava, junto com familiares, e a arrastou pelo braço para dentro de um matagal. Lá, com uma faca, o homem arrancou o couro cabeludo da mulher. De tanta dor, ela diz ter desmaiado, e só lembra de já ter acordado no hospital. O agressor foi preso poucos dias depois, e deve ser indiciado por tentativa de feminicídio.

A dona de casa ainda se recupera. Sem metade do couro cabeludo, ela precisou passar por cirurgia. Pele de uma das coxas foi retirada pra fazer enxerto. Foram 24 dias internada, dois deles na UTI. E ela sabe que o cabelo arrancado não vai mais crescer.

“Depois que eu disse para ele que não dava mais certo a gente ficar juntos, eu já comecei a me esconder na casa de parentes. O medo de morrer era grande. Até que ele me achou. Eu gostava bastante do meu cabelo, mas ainda não parei para pensar como vai ser sem ele. Dói bastante. Não consigo nem falar”, disse ela.

Mas, ainda segundo a própria jovem, a falta do cabelo é o de menos. A preocupação dela é com o futuro, em se manter viva, e com a família. “O mais importante é que eu tô viva e tenho meus filhos ao meu lado. Só os meus filhos me dão força de vencer e de ser uma outra mulher. Tenho vontade de ir para longe e de começar outra vida, mas não tenho condições”, acrescentou.

Ainda sobre o ex-companheiro, a jovem contou à polícia que ele chegava em casa quase sempre agressivo e que batia nela. “Ele bebia e usava drogas. Muitas vezes me batia na frente das crianças. Eu não gostava mais dele. Dei queixa dele, mas ele não foi preso. Agora, vivo com medo de soltarem ele e ele me procurar e me matar. Ele disse que onde eu estiver vai me achar e me matar aos poucos. Não me sinto segura com a medida protetiva. Isso não vai manter ele longe de mim. Ele não respeita nada”, disse.

Fonte: https://g1.globo.com

Itep-RN faz homenagem ao Dia das Mulheres e emissão de RGs é exclusiva para o público feminino nesta sexta (8)

Setor de identificação do Itep prepara atendimento exclusivo para o público feminino nesta sexta (8), Dia Internacional das Mulheres — Foto: Itep-RN/Divulgação

Em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, comemorado em 8 de março, a emissão de carteiras de identidade (RGs) nesta sexta-feira, em todo o Rio Grande do Norte, será exclusiva para o público feminino sem a necessidade de prévio agendamento. Homens só serão atendidos se houver ordem judicial.

No estado, o setor de identificação do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) atende cerca de 2 mil pessoas por dia. Deste total, 65% são mulheres.

Segundo o Itep, o número de mulheres atendidas pelo setor de identificação do Itep é maior que o dos homens por alguns motivos:

  • São elas as que mais procuram pelos programas sociais, como o Programa do Leite e o Bolsa Família;
  • São elas as que mais visitam os presos nas cadeias;
  • São elas as que mais fazem parte do Crédito Amigo, serviço oferecido pelo Banco do Nordeste;
  • São elas as que mais fazem as matrículas dos filhos nas escolas;
  • Em casos de exames e consultas, elas também são maioria.

Abaixo, veja quais os documentos necessários para a emissão de uma carteira de identidade e onde fazer a solicitação. Confira:

O que precisa?

Qualquer cidadão brasileiro, nato, pode solicitar a confecção da carteira de identidade, seja 1ª, 2ª ou 3ª via. Para isso, é preciso ir em algum posto de atendimento do Itep nas Centrais do Cidadão. São 20 em todo o Rio Grande do Norte.

Para solicitar a 1ª via da identidade é preciso estar de posse da Certidão de Nascimento ou Casamento (documento original), comprovante de residência, duas fotos 3×4 e CPF. Para a 2ª ou 3ª vias, também é preciso conhecer o número do RG 1ª via e pagar uma taxa, que custa R$ 25 para a 2ª via ou R$ 35 para a 3ª via. Idosos a partir de 60 anos completos não pagam.

Caso a primeira identidade tenha sido confeccionada em outro estado, não é possível solicitar a 2ª via no Rio Grande do Norte. Nesta situação, será confeccionada uma 1º via com numeração própria do Itep-RN.

A emissão de identidades para estrangeiros é feita apenas na sede do Itep, localizada no bairro da Ribeira. Os documentos exigidos são os mesmos, porém é obrigatório que a Certidão de Nascimento do requerente seja transcrita em cartório.

Onde solicitar?

Natal

Central do Cidadão do Alecrim

  • Rua Coronel Estevam, 1233, Alecrim
  • Atendimento: De segunda à sexta-feira, das 7h às 17h

Central do Cidadão do Via Direta

  • Avenida Senador Salgado Filho, 2233, Lagoa Nova
  • Atendimento: De segunda à sexta-feira, das 9h às 19h20

Central do Cidadão da Zona Norte

  • Avenida Dr. João Medeiros, 2300, Potengi.
  • Atendimento: De segunda à sexta-feira, das 9h às 18h20

Apodi

  • Rua Floriano Peixoto, S/N. Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Alexandria

  • Rua Dom José Tomaz, 347, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Assu

  • Avenida Senador João Câmara, S/N, Centro
  • Atendimento: Terça-feira à sexta-feira, das 7h às 13h

Caicó

  • Rua José Nilton, S/N, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Caraúbas

  • Travessa Miguel Câmara, 22 A, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Currais Novos

  • Praça Cristo Rei, S/N, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Ceará-Mirim

  • Rua Rodolfo Garcia, 620, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

João Câmara

  • Rua Rita de Farias, S/N, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Macau

  • Avenida Centenário, S/N
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Macaíba

  • Rua JundiaÍ, S/N, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Mossoró

  • Avenida Wilson Rosado, Km 38, Terminal Rodoviário – Nova Betânia
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Estação Shopping

Atendimento: 12h às 18h

Nova Cruz

  • Praça Dix-Sept Rosado, 125, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h das 13h

Parnamirim

  • Avenida Tenente Medeiros, S/N, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Pau dos Ferros

  • Avenida Independência, 1640, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

São Paulo do Potengi

  • Rua Bento Urbano, 139, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Santa Cruz

  • Rua Trairí, 100, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

São José de Mipibu

  • Rua 15 de novembro, S/N, Centro
  • Atendimento: Segunda à sexta-feira, das 7h às 13h

Fonte: https://g1.globo.com

Imposto de Renda 2019: prazo para entregar declaração começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira (7) o prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda 2019, referente ao ano-base 2018. Os contribuintes que estiverem obrigados a entregá-la precisam fazer isso até 30 de abril.

Os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, receberão mais cedo as restituições do Imposto de Renda. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade.

A Receita Federal espera receber 30,5 milhões de declarações dentro do prazo legal neste ano. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo corresponde a 20% do imposto devido.

As restituições começarão a ser pagas em junho e seguem até dezembro para os contribuintes cujas declarações não caíram na malha fina.

Quem deve declarar?

  • Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado.
  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
  • Quem obteve, em qualquer mês de 2018, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem teve, em 2018, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • Quem tinha, até 31 de dezembro de 2018, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2018;
  • Quem optou pela isenção do imposto incidente em valor obtido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda;
  • Quem optar pelo declaração simplificada abre mão de todas as deduções admitidas na legislação tributária, como aquelas por gastos com educação e saúde, mas tem direito a uma dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitada a R$ 16.754,34, mesmo valor do ano passado.

Programa

A Secretaria da Receita Federal liberou no dia 25 de fevereiro o download do programa gerador do Imposto de Renda 2019. Do computador, o contribuinte pode baixar os programas do Windows, Multiplataforma (zip) e Outros (Mac, Linux, Solaris). Para os celulares, os programas estrão disponíveis para Android e IOS.

O programa para preenchimento da declaração é o mesmo para as duas formas de tributação (utilizando as deduções legais ou o desconto simplificado). No início do preenchimento, são apresentadas orientações sobre as formas de tributação e, ao final, quando for entregar a declaração, o programa apresentará quadro comparativo para que o contribuinte possa escolher a opção mais favorável.

O contribuinte pode fazer a importação de dados de 2018 para facilitar o preenchimento neste ano. A importação de dados substitui eventuais dados já digitados na declaração de 2019. Para evitar isso, a Receita recomenda fazer a importação antes de iniciar o preenchimento. Em caso de a última declaração ter sido retificada, é preciso substituir pelo número do recibo da última retificadora online.

Horário para envio da declaração

O Receitanet (programa para o envio da declaração) foi incorporado ao programa do IR 2019, não sendo necessária sua instalação em separado. A Receita informa, porém, que o serviço de recepção de declarações não funciona no período entre 1h e 5h da manhã (horário de Brasília).

Divergência pode ser vista logo após entrega

Uma novidade neste ano é que os contribuintes poderão verificar no dia seguinte ao envio da declaração do IR 2019 se estão com alguma divergência. Essa informação até o ano passado era recebida por aviso após 15 dias da apresentação, segundo Renata Soares Leal Ferrarezi.

Para evitar que a declaração fique pendente na malha fina, a Receita indica que o contribuinte analise o extrato da declaração no dia seguinte ao envio para o Fisco.

Se o contribuinte identificar alguma pendência e verificar que o erro foi dele, poderá enviar imediatamente uma correção retificadora da declaração.

Quem corre mais risco de cair na malha fina são aqueles contribuintes que informam rendimentos e deduções diferentes daqueles encontrados no cruzamento de fontes pagadoras ou de fontes recebedoras.

Fonte:https://g1.globo.com

 

MPF recorre de decisão na 1ª instância da Justiça e pede condenação de professores da UFRN por improbidade

Reitoria da UFRN, Universidade Federal do Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu de uma decisão que absolveu dois professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) acusados de violar o regime de dedicação exclusiva da instituição e gerar prejuízo de R$ 456.840,13 aos cofres públicos.

De acordo com o a denúncia, os dois servidores receberam salário superior para se dedicar apenas à universidade, porém atendiam – como médicos – em clínicas privadas e em uma prefeitura da região metropolitana da capital.

Conforme o MPF, o Tribunal de Contas da União (TCU) já apontou que a UFRN é o caso mais grave, dentre as universidades e institutos federais, “em relação a servidores em situação irregular, por possuir outros empregos incompatíveis com o cargo ocupado.” Ainda assim, a sentença de primeira instância absolveu ambos, mesmo após a juíza admitir que, “de fato, houve descumprimento do regime de dedicação exclusiva por parte dos professores”.

A juíza da primeira instância considerou que em um dos casos, a atitude do servidor “não se enquadraria como ímproba”, se resumindo a mera “irregularidade administrativa”. Em relação ap outro, não haveria dolo, ou má-fé, em sua ação. Em decorrência disso, e de uma alegada prescrição, também foi negado o pedido de ressarcimento do prejuízo.

Recurso

O procurador da República Ronaldo Sérgio Chaves Fernandes recorreu da decisão considerando que ficou comprovado que ambos os professores tinham plena consciência da improbidade que cometiam, desde que assumiram seus cargos na universidade.

No regime de dedicação exclusiva (DE), de acordo com o Decreto 94.664/87, o servidor tem a obrigação de “prestar 40 horas semanais de trabalho em dois turnos diários completos e impedimento do exercício de outra atividade remunerada, pública ou privada”. Em contrapartida, esse profissional recebe salário maior que o oferecido a quem mantém mesma carga horária, porém sem dedicação exclusiva.

“Aquele que opta pelo regime de dedicação exclusiva sabe perfeitamente que está recebendo uma remuneração maior para não exercer outra atividade remunerada, pública ou privada, de modo que o seu dolo resta evidente quando burla esse comando, inclusive podendo rir e fazer troça daquele professor que optou pelo regime simples de 40h”, enfatiza o MPF.

Para o procurador, ao deixar de punir essas ilegalidades, a Justiça abre brecha para que todos os professores que optaram pelo regime de 40h venham a buscar esse regime, mesmo sem se dedicar exclusivamente à UFRN.

Fatos

Um dos professores exerceu, de março de 2000 até sua aposentadoria da universidade, em de abril de 2009, o cargo efetivo de médico pediatra da Prefeitura de Extremoz, ao mesmo tempo em que era docente do Departamento de Engenharia Elétrica da UFRN, com “dedicação exclusiva”.

Ele só veio a deixar o cargo de médico em 2011. “O próprio demandado, ao prestar depoimento em juízo, confirmou que exerceu o cargo de médico pediatra (…) e, indagado pelo juiz se tinha ciência sobre a ilegalidade de sua conduta, concordou que não seria legal.”

O outro professor é docente do Departamento de Pediatria da UFRN, submetido à jornada de dedicação exclusiva, desde maio de 1993 até os dias atuais, porém nunca deixou de realizar consultas em clínicas. Foi constatado seu vínculo com clínicas, instituto e um plano de saúde. O próprio médico confirmou o fato à Justiça. “Ao contrário do entendimento exposto na sentença (…), o dolo na conduta do referido demandado também resta inquestionavelmente demonstrado nos autos”, entende o MPF.

O procurador lembra que, se desejassem exercer atividade remunerada fora da instituição, eles poderiam simplesmente abrir mão do regime de DE e optar pelo cargo de 20 ou 40 horas semanais. “Chegou a hora de pôr um basta nessa prática costumeira e nefasta”, destaca.

Ressarcimento

O MPF também alegou falha na sentença de primeira instância, que considerou ter havido uma suposta prescrição quanto ao ressarcimento dos danos. “O Plenário do Supremo Tribunal Federal (…) firmou a tese de que são imprescritíveis as ações de ressarcimento ao erário, fundadas na prática de ato doloso tipificado na Lei de Improbidade Administrativa.” O mesmo entendimento foi consolidado pelo Superior Tribunal de Justiça.

O recurso do MPF deverá ser encaminhado à apreciação do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.
Fonte: https://g1.globo.com

Após chuvas de fevereiro e março, nível de água da maior barragem do RN sobe 9%

Parede da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, em 2018 — Foto: Bruno Andrade
Parede da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, em 2018 — Foto: Bruno Andrade

O nível da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório de água do Rio Grande do Norte, que fica em Itajá, na região Oeste, subiu 9% do dia 21 de fevereiro até esta quarta-feira (6), período em que aumentaram as chuvas no estado.

Ao todo, o nível da água na barragem aumentou 35 cm, o que corresponde a um volume de 19,7 milhões de metros cúbicos de água. Os dados são do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), que administra o local.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves é a maior do Rio Grande do Norte. Ela passou a ter, após as chuvas de fevereiro e março, 495,7 milhões de metros cúbicos de água, o que representa 20,66% da sua capacidade. Antes desse período chuvoso, a barragem tinha 11,33% da sua capacidade ocupada – 9% a menos. A Armando Ribeiro Gonçalves suporta, ao todo, 2,4 bilhões de metros cúbicos de água.

Construído em 1983, o reservatório de água é responsável pelo abastecimento de 35 municípios e atende uma população de quase meio milhão de pessoas.

G1

Lula participa de velório do neto em cemitério de São Bernardo, SP

G1 – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, na manhã deste sábado (2), do velório e da cerimônia de cremação do neto, Arthur Lula da Silva, de 7 anos, que morreu vítima de meningite meningocócica. Escoltado, o ex-presidente chegou ao cemitério de São Bernardo do Campo (SP) pouco depois das 11h e saiu às 12h58.

Ao deixar o local, Lula acenou para simpatizantes. Depois, entrou em uma viatura do comboio policial. O helicóptero que levará o presidente Lula até o aeroporto de Congonhas decolou às 13h21 do heliponto da Volkswagen. Ao todo, 275 policiais militares participaram da operação de escolta.

Lula deixa velório do neto, em São Bernardo do Campo — Foto: Amanda Perobelli/Reuters
Lula deixa velório do neto, em São Bernardo do Campo — Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Legislativo alerta sobre importância da doação de medula óssea

Crédito da Foto: Divulgação

Sempre preocupada com as questões relativas à Saúde Pública, a Assembleia Legislativa chama a atenção, mais uma vez, para o tema da Doação, que foi assunto de campanhas realizadas pela Casa em anos anteriores. Assim como no caso da Doação de Órgãos, campanha executada em 2017 juntamente com a Central de Transplantes, e a de Doação de Sangue – também promovida em 2017, o Legislativo Estadual busca informar e incentivar os potiguares a serem doadores de medula óssea.

De acordo com informações do Hemonorte, órgão responsável pela execução, no Estado, da Política Nacional de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, o transplante de medula óssea é indicado para doenças relacionadas à fabricação de células do sangue e a deficiências no sistema imunológico.

Com isso, os principais beneficiados são pacientes com leucemias originárias das células da medula óssea, linfomas, doenças originadas do sistema imune em geral, dos gânglios e do baço, e anemias graves (adquiridas ou congênitas).

Ainda segundo dados fornecidos pelo Hemonorte, a probabilidade de se encontrar um doador de medula óssea compatível é de 1 para 100 mil. E conforme o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), existem no RN mais de 200 pacientes na fila de espera pelo referido transplante.

Luta pela vida

Filho do servidor Possidônio José Rodrigues dos Santos, Leonardo Fernandes Santos, 25 anos, formado em Direito, é um dos guerreiros que esperam pacientemente por um transplante de medula óssea.

No dia 9 de agosto de 2018, pouco tempo depois da sua formatura, Leonardo foi internado e iniciou seu tratamento contra a LMA (Leucemia Mieloide Aguda).Desde então, Leonardo aguarda pela solidariedade e posterior compatibilidade com o doador para alcançar a cura.

Como se tornar um doador

– Ter entre 18 e 55 anos;
– Estar bem de saúde;
– Não ter doença infecciosa transmissível pelo sangue (como HIV ou hepatite)
– Não apresentar histórico de doença neoplásica (câncer), hematológica ou autoimune (como lúpus eritematoso sistêmico e artrite reumatoide);
– Apresentar documento oficial com foto;
– Preencher formulário com os dados pessoais, que precisam estar atualizados (Caso haja mudança de endereço, deve-se acessar a página do Hemonorte, no link “transplante de medula óssea”, e atualizar as informações);
– Após o cadastro, será coletada uma amostra de sangue de 4 ml para o teste de tipagem, que verifica a compatibilidade do doador;
– O teste fica cadastrado numa central e, quando for necessário, é realizada a comparação para verificação de compatibilidade.

 

Assessoria

Morre Jota Gomes, repórter policial

 

Foto: Facebook

Do tipo querido por muitos, Jota Gomes, que ficou conhecido pela sua mistura de informação e humor na difícil cobertura policial, não resistiu a mais um baque do coração. Morreu hoje, aos 60 anos, na UPA Potengi, onde estava internado.

A situação era grave tal que, após apelos da esposa Graciete, e a corrente dos amigos e admiradores, conseguiu a transferência dele para uma UTI. Mas, a delicada situação da saúde impediu a mudança. Conseguiu os antibióticos solicitados. Mas não foram suficientes. E ele se foi. Para a tristeza da gente.

Jota conviveu com a indesejada patologia grave e progressiva no coração. Lutou bravamente contra. Mas agora foi vencido.

A insuficiência de oxigenação de sangue atingia vários órgãos. Vitais.

A carreira

Nos tempos de repórter e apresentador de televisão, era o único autorizado pela polícia a entrar no então ‘Caldeirão do Diabo’, como era chamada a Penitenciária João Chaves, na zona norte da capital. Tinha o respeito – até – dos bandidos, os considerado mais perigosos, que ali moravam.

A fama começou em 1977, na Rádio Difusora de Mossoró, no programa Cidade Aflita.

Passo para desembarcar em São Paulo, onde apurou seu talento. A convite do Sistema Tropical de Comunicação, retorna a Natal.

Sua missão: disputar a audiência incontestável com outra lenda no rádio, Ubiratan Camilo, que atraia os ouvintes para a Cabugi.

Não demorou para despertar a atenção do ex-senador Carlos Alberto de Sousa. E foi brilhar na tela da TV Ponta Negra, com o estrondo do seu bordão: “Na Marca da Exclusividade”.

Descanse em paz, Jota, na exclusividade iluminada!

Autor(a): Eliana Lima

 

Fonte:http://www.portaldaabelhinha.com.br

Ônibus bate em poste de energia após motorista passar mal em Natal

Ônibus colidiu em poste após motorista passar mal, em Natal — Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi

Um ônibus da linha 63 bateu em um poste após o motorista passar mal, no início da manhã desta sexta-feira (1º), na Zona Oeste de Natal. Ninguém ficou ferido com gravidade.

O caso aconteceu no cruzamento das ruas Antônio Trigueiro e Professor Coutinho, no bairro Felipe Camarão, por volta das 6h.

De acordo com passageiros, o motorista passou mal, desmaiou e bateu no poste.

O homem foi socorrido à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro Cidade Esperança, está consciente e passa bem.

Com a batida, o poste localizado na esquina se partiu em três. Parte do bairro está sem energia e a Companhia de Energia do Rio Grande do Norte (Cosern) atua no local para retomar o abastecimento da região.

Fonte: https://g1.globo.com