Category: Política

Ezequiel Ferreira participa da festa de homologação da chapa Dr. Tiago e Drª Guia, em Parelhas

Convenção em Parelhas2

Em Parelhas, distante 232 quilômetros da capital, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, participou no final da tarde deste domingo (24), do lançamento por parte do grupo de oposição da pré-candidatura a prefeito de Dr. Tiago Almeida, e de sua vice, Drª Guia. O evento foi no ginásio Ovídio Dantas, no centro da cidade, que ficou completamente tomado pelos apoiadores que vestiram-se de vermelho, a cor predominante da campanha de Dr. Tiago, que tem como lema: “Vai começar um no tempo”.

“Na política as pessoas tem que ser jovens não só na idade, mas também nas ideias. E Dr. Tiago além de ser jovem na idade é também jovem nas ideias. Dr. Tiago está preparado para administrar Parelhas. Como médico Dr. Tiago cuida das pessoas, dos mais simples, é conhecedor das ruas, bairros e comunidades rurais de Parelhas fazendo o atendimento junto ao povo”, destacou Ezequiel Ferreira.
A aliança em torno dos nomes dos médicos é composta pelos seguintes partidos: PSDB, PSD, PR, PP, DEM, PSB, PRB e Solidariedade. Dr. Tiago Almeida é ortopedista, será candidato pela primeira vez e é uma das principais apostas do partido Democratas no RN. A companheira de chapa de Dr. Tiago é a dentista Drª Guia do PR.
Ao chegar à cidade de Parelhas, Ezequiel Ferreira de Souza foi recepcionado por lideranças de vários municípios da região Seridó. Entre elas: Amazan Silva (Jardim do Seridó), Judas Tadeu (Caicó), Alexandre Dantas (Carnaúba dos Dantas), Eurinete Santos (Ouro Branco), Hudson Pereira (Santana do Seridó), além de Dr. Tiago e Drª Guia de Parelhas.
Também participaram da convenção que homologou os nomes de Dr. Tiago e Drª Guia para administrar Parelhas, o senador José Agripino (DEM), o deputado federal, Felipe Maia (DEM), o ex-deputado federal, João Maia (PR), e o deputado estadual, Vivaldo Costa (PROS)

Ezequiel Ferreira apoia chapa Joãozinho e Ana Maria, em Cerro Corá

Convenção em Cerro Corá1

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), visitou Cerro Corá, distante 180 quilômetros da capital, na região Seridó, na manhã deste domingo (24) para participar da vibrante convenção que homologou a chapa: Joãozinho (PMDB), prefeito, e Ana Maria (PR), vice, no Cine Canário, na coligação Todos Unidos por Cerro Corá.

“Estamos vivenciando um momento no país que é hora de darmos as mãos. Agora é hora de acertar. Cerro Corá está nesse caminho trazendo alguém que tem competência e responsabilidade como Joãozinho. A união de Joãozinho e Ana Maria é a junção que tem a cara do povo de Cerro Corá que é sério, trabalhador e honesto”, frisou Ezequiel Ferreira, ao lado do atual prefeito de Cerro Corá, Raimundo Marcelino Borges (o Novinho), (DEM) do deputado federal Walter Alves (PMDB), do Secretário de Estado do Esporte e do Lazer (SEEL), Francisco Canindé de França (PCdoB).

Em Cerro Corá o candidato a prefeito é o atual vice-prefeito, Joãozinho, João Batista de Melo Filho. A Coligação recebe o apoio do atual prefeito, Novinho, e já tem a participação do PSDB, PMDB, DEM, PR, PRB, PCdoB, Solidariedade, PDT e PROS.

A coligação Todos Unidos por Cerro Corá apresentou 16 nomes para disputar 9 vagas na Câmara Municipal da cidade. O candidato Joãozinho já administrou Cerro Corá por 4 vezes, é casado, administrador e a sua vice Ana Maria é ex-vereadora, foi vice-prefeita e sindicalista. Cerro Corá tem 8.586 eleitores.

Por carta aberta militantes do PT demitem o partido

PT-rachado

FOLHA DE SP – 19/07

Caros companheiros,

Vocês sabem que eu nunca faltei à luta. Nas primeiras vezes em que Lula concorreu à Presidência da República, quando ninguém acreditava que um operário sem estudo pudesse alcançar tal cargo, eu estava lá, entregando santinhos, militando, confiando.

Quando, depois de sucessivas derrotas e já quase desistindo de nosso grande projeto de país, Lula decidiu afrouxar os ideais socialistas e ceder ao inescrupuloso mercado financeiro para ter uma chance de vencer, eu apoiei. Ouvir a “Carta ao Povo Brasileiro” sendo lida pelo nosso líder doeu, admito. Mas eu sabia que nossa causa era maior do que qualquer amarra ideológica.

Ver, no desfecho das eleições de 2002, o rosto de todos os intelectuais e de toda a elite que duvidava de Lula e desprezava o PT foi uma das coisas mais gratificantes da minha vida. Apesar do nojo das classes engravatadas, refratárias a qualquer tipo de mudança, a esperança venceu. Tínhamos, finalmente, a oportunidade de realizar no presente todos os sonhos do país do futuro.

Infelizmente, o choque de realidade não demorou a aparecer. Logo percebi que, ainda que nosso partido tivesse alcançado o poder, a corja conservadora ainda tomava conta do Congresso, e aquela elite que sempre lutou para que fôssemos marginalizados da política ainda tinha poder.

Governar não seria tarefa fácil.

Foi com essa realidade em mente que, mais uma vez, dei meu voto de confiança ao PT quando o escândalo do mensalão estourou. O esquema era necessário para garantir que todas as pautas sociais e progressistas do nosso governo avançassem. Era roubo? Sim, era. Mas não por interesse pessoal. Pelo contrário! Era pelo sonho de um país melhor.

Já estávamos abrindo mão da economia, mantendo políticas neoliberais —heranças malditas do governo de Fernando Henrique—; não podíamos entregar o social. Foi necessário. Tão necessário, é preciso dizer, como nossas parcerias com obeliscos do retrocesso, como Paulo Maluf e Fernando Collor.

Nos anos 90, criticamos a relação de um com a ditadura e lutamos pelo impeachment de outro. Pragmatismo. Lula fez o que precisava ser feito.

Aos trancos e barrancos, o primeiro governo Dilma manteve as conquistas do companheiro Lula. Apesar de não ter sido abençoada com o mesmo carisma, ela soube comandar o país. Mesmo quando errava, ia até o fim. Sempre teve em mente que recuar, em qualquer circunstância, é uma demonstração de fraqueza.

Mas é claro que o sonho não poderia durar para sempre. Depois de vencer a segunda eleição, os porcos do mercado financeiro obrigaram Dilma a colocar um dos seus no governo: Joaquim Levy. O pragmatismo do nosso querido PT havia, mais uma vez, nos forçado a esquecer as promessas de campanha e a ceder para o retrocesso do neoliberalismo.

Como se isso não bastasse, ainda tivemos de ceder ao conservadorismo parasita do PMDB. Eduardo Cunha, ex-companheiro que já chegou até a ser o bastião de Dilma nas igrejas evangélicas, traiu nosso projeto e venceu a presidência da Câmara, impondo uma derrota inaceitável ao amigo Arlindo Chinaglia. Todos sabem que é o governo quem deve decidir o comando da Câmara. A traição do peemedebista não poderia ser perdoada.

Foram os princípios petistas que impediram nossos deputados de salvar Cunha no Conselho de Ética. Nesse momento, preferi ficar do lado da ideologia de Rui Falcão a escolher o pragmatismo de Dilma Rousseff. Nossa presidenta sinalizava um acordo com o então presidente da Câmara para que ele não levasse à frente o processo de impeachment. Mas a crença de que a punhalada nas costas que havíamos levado no início do ano
não poderia ser esquecida felizmente prevaleceu.

Começamos, então, a tomar as ruas e a estampar os jornais contra o golpe. Nossa militância nunca esteve tão motivada. Estufamos o peito e apontamos o dedo na cara de todos aqueles que nos chamavam de corruptos e os chamamos de golpistas. Mostramos que assaltar a democracia é muito mais grave do que assaltar os cofres públicos. Desgastamos a imagem de Cunha e forçamos o traidor a renunciar. Nossa presidenta foi afastada, mas conseguimos dar o troco.

Depois deste momento de glória, veio a decepção. Sem um presidente da Câmara para atacar e sem uma presidenta da República para defender, acabamos perdendo boa parte de nosso fôlego. Até aí, tudo bem. Já passamos por coisa pior. Nosso grande líder, Lula, ao que parece, conseguirá fugir das mãos de Sérgio Moro, marionete do imperialismo americano, e é o favorito para as eleições de 2018.

O problema é que, na última disputa pela presidência da Câmara, perdemos até o discurso. Criticamos duramente todos os deputados que votaram a favor do impeachment, estampamos cartazes de protesto com seus rostos e literalmente cuspimos em suas imagens. Os deputados petistas, então, resolvem apoiar Rodrigo Maia, deputado do DEM, partido golpista que foi a ponta da lança que derrubou Dilma Rousseff.

Já não bastasse a contradição de continuar votando numa democracia teatral – todos sabemos que golpes sempre são sucedidos por ditaduras –, nossos companheiros ainda escolhem votar em alguém que contribuiu para a nossa queda e que outrora chamamos de golpista.

Isso, para mim, meus amigos, é o fim. Se dissesse que não foi um prazer estar ao lado de vocês, nas trincheiras, durante todos esses anos, estaria mentindo. Minha desilusão não é com vocês, é com o PT. Com este PT, melhor dizendo.

Um partido que não é capaz de se comprometer com sua própria militância é um partido morto. Me nego a cair junto com aqueles que jogaram a nossa luta na lata do lixo.

Ezequiel Ferreira mobiliza força-tarefa em prol do Hospital de Currais Novos

unnamed (3)

Dando continuidade à busca de soluções para as demandas do Hospital Regional Dr. Mariano Coelho, em Currais Novos, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), nesta quinta-feira (21), no gabinete da presidência, intermediou e cobrou medidas efetivas para a obstetrícia, clínica médica, traumatologia, fornecimento de insumos e aumento de cota de combustíveis para os veículos da unidade hospitalar que é referência para a região Seridó.

“Mesmo diante das dificuldades financeiras, entendo que o Governo do Estado deve priorizar os setores de saúde, segurança e pagamento dos servidores. No caso do Hospital de Currais Novos se estabeleceu uma força-tarefa com a cooperação da Sesap, da prefeitura de Currais Novos e da secretaria de saúde do município. E as soluções já estão sendo encaminhadas”, destacou o presidente da Assembleia na reunião que contou com a participação de Denise Aragão, secretária adjunta da Saúde do Estado, do prefeito de Currais Novos, Vilton Cunha, da secretária de saúde de Currais Novos, Sueleide Pinheiro, o diretor administrativo do hospital, Alex Gomes, e Rafael Apolônio, coordenador hospitalar da Sesap.

A secretária adjunta da Saúde Pública, Denise Aragão, colocou a estrutura da Sesap a disposição para agilizar as ações e medidas necessárias e emergenciais para melhorias no Hospital. “A clínica médica foi resolvida assim como os exames laboratoriais. As escalas de obstetrícia e traumatologia estão com os recursos assegurados e é necessário agora o profissional médico para recompor as escalas. E quando aos insumos a logística será revista e a cota e combustível para o hospital foi ampliada de 50 para 70 litros”, pontuou a secretária adjunta de Saúde Pública do Estado.

O prefeito Vilton Cunha (PSB) se mostrou satisfeito com o empenho pessoal do deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, para resolver as demandas do Hospital Regional. “O esforço de Ezequiel Ferreira tem sido importantíssimo para que a Secretaria Estadual de Saúde se sensibilize para nossos problemas. E a prefeitura será parceira para somar esforços na busca do bem comum da população”, disse o prefeito.
A secretária municipal de saúde de Currais Novos, Sueleide Pinheiro, vai agilizar os processos que serão encaminhado à Sesap, com o apoio de um servidor da Secretaria de Estado. “Historicamente temos carência de profissionais. Mas vamos dar as mãos e encaminhar soluções”, enfatizou, para isto será feito um levantamento de uma série histórica de procedimentos para, se for o caso, rever a lotação do quadro de médicos e o padrão da unidade hospitalar.

O Hospital Regional Dr. Mariano Coelho realiza atendimento de urgências clínica infantil e adulta, cirúrgicas, obstétricas e traumatológicas, com 96 leitos cadastrados. Mensalmente são servidas 16 mil refeições mensais, mais de 300 internações e cerca de 4 mil atendimentos na urgência.

Assessoria

TSE divulga limites de gastos de campanha e contratação de pessoal nas Eleições 2016

97855406-4cac-4b9d-aae6-cc70768e4c30

Foram publicadas no Diário de Justiça Eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral (DJe/TSE) as tabelas atualizadas com os limites de gastos de campanha e de contratação de pessoal nas Eleições Municipais de 2016, conforme previsto na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97). Os valores divulgados pela Justiça Eleitoral foram apurados considerando aqueles efetivamente declarados na prestação de contas da campanha eleitoral de 2012. Cabe ao TSE fazer o cruzamento de dados das informações e divulgar os valores.

Após a publicação dos valores preliminares de gastos de campanha, o TSE atualizou os valores de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de acordo com o parágrafo 2º, art. 2º, da Resolução TSE nº 23.459/2015.

O índice de atualização dos limites máximos de gastos foi de 33,7612367688657%, que corresponde ao INPC acumulado de outubro de 2012 a junho de 2016. Para os municípios de até 10 mil eleitores e com valores fixos de gastos de R$ 100 mil para prefeito e R$ 10 mil para vereador, o índice de atualização aplicado foi de 8,03905753097063%, que corresponde ao INPC acumulado de outubro de 2015 a junho de 2016, visto que esses valores fixos foram criados com a promulgação da Lei nº 13.165/2015 (Reforma Eleitoral 2015).

A respeito da fixação dos limites de gastos, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, destaca que a Justiça Eleitoral e a sociedade terão importante papel na fiscalização da aplicação dos recursos eleitorais. “Nós não dispomos de fiscais na Justiça Eleitoral para dar atenção a todos eles [gastos]. A própria sociedade terá que fiscalizar. E como a disputa é muito acirrada, já que as disputas em municípios são, às vezes, mais acirradas que as nacionais, então é provável que haja ânimo de violar a legislação, especialmente na ausência de uma fiscalização mais visível. Por isso, a própria comunidade terá que se incumbir dessa tarefa”, afirma.

O presidente do TSE também faz um alerta sobre a possibilidade de crescimento no número de casos de caixa 2 nas Eleições 2016, uma vez que, em muitos municípios, os valores que poderão ser gastos serão bem menores do que no último pleito. “Se de fato houver apropriação de recursos ilícitos em montantes significativos, pode ser que esses recursos venham para a eleição na forma de caixa 2, ou mesmo disfarçada na forma de caixa 1, porque o que vamos ter? Vamos ter doações de pessoas físicas. Pode ser que recursos sejam dados a essas pessoas para que elas façam doações aos partidos políticos, ou aos candidatos. Isso precisa ser olhado com muita cautela”, pontua o ministro Gilmar Mendes.

Limites para contratação de pessoal

A Reforma Eleitoral 2015 também estipulou limites quantitativos para a contratação direta ou terceirizada de pessoal para prestação de serviços referentes a atividades de militância e mobilização de rua nas campanhas eleitorais, em consonância com o art. 36 da Resolução TSE nº 23.463/1995.

Segundo a Lei das Eleições (Lei n° 9.504/1997), em seu art. 100-A, parágrafo 6º, para fins de verificação dos limites quantitativos de contratação de pessoal não são incluídos: a militância não remunerada; pessoal contratado para apoio administrativo e operacional; fiscais e delegados credenciados para trabalhar nas eleições; e advogados dos candidatos ou dos partidos e das coligações.

Acesse aqui os limites de gastos por município.

Projeto da Assembleia oferece lazer e cidadania a estudantes de escolas públicas no mês de julho

unnamed (2)

A Assembleia Cidadã, projeto da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, volta a desenvolver atividades em escolas públicas do Estado no mês de julho. Dias 25, 27 e 28, as escolas estaduais Castro Alves, em Natal, Presidente Roosevelt, em Parnamirim, e Clóvis Trigueiro, em São José de Mipibu receberão a segunda etapa do “Lazerania”, com atividades socioeducativas para crianças, adolescentes, pais e professores.

“A primeira etapa do projeto visitou essas mesas escolas, onde pudemos fazer o diagnóstico da situação de cada uma. Depois, chegamos com atividades recreativas e palestras. Agora, o Lazerania oferecerá aos alunos, pais e professores mais ações de integração”, explica Magaly Cristina, coordenadora da Assembleia Cidadã. De acordo com ela, nas próximas edições, em agosto, também serão promovidas atividades de intervenção psicológica e social, no projeto denominado “Semear”.

Nesta ação, no mês de julho, serão oferecidas atividades como badminton, karatê, circuitos esportivos, jogos diversos e dança. “São atividades que permitem ampliar a capacidade de se expressar e de se comunicar do indivíduo, criando autoestima que vai servir de base por toda a sua vida”, explica a coordenadora. Além da Lazerania e do Semear, o projeto Saúde e Saber, promove serviços e ações preventivas, como a triagem nutricional, palestras, atendimento individual de saúde bucal para os alunos e atendimento individual de fonoaudiólogo para professores.

Assembleia Cidadã
O projeto Assembleia Cidadã nasceu a partir do compromisso que o Poder Legislativo Estadual tem com a promoção da cidadania à população do RN. Esta iniciativa contempla atendimentos gratuitos para a população de municípios do Rio Grande do Norte que apresentam carência em diversas áreas, como saúde, educação e ação social. “Dentro do planejamento estratégico desenvolvido por nossa gestão, decidimos ampliar os serviços da Assembleia Cidadã, colocando a Assembleia mais perto da população e mais atuante na promoção da cidadania”, afirma o presidente da Casa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Assessoria

A MORDOMIA DA FILHA DE DILMA

Dilmarousseff

Matéria de capa da IstoÉ desta semana revela que Paula Rousseff tem à disposição uma frota de veículos oficiais bancados com o dinheiro do contribuinte.

São oito carros de luxo blindados, quatro para o transporte e mais quatro que fazem escolta armada, além de dois motoristas e dois seguranças.

Ela usa os veículos diariamente para tarefas cotidianas, como ir ao mercado, ao petshop, à escola dos filhos e ao salão de beleza. A mordomia é ilegal e imoral.

Do http://m.oantagonista.com/

Deputados apresentam mais de mil atos legislativos no primeiro semestre de 2016

unnamed

A atividade parlamentar dos deputados estaduais no Rio Grande do Norte continua batendo recorde. No primeiro semestre de 2016, aos números do trabalho das comissões, do plenário e dos requerimentos da 61ª Legislatura evidenciam que os parlamentares estão atentos aos anseios da sociedade.  Do dia 2 de fevereiro – quando iniciaram os trabalhos do semestre até agora – os parlamentares já registraram 1.409 atos legislativos.

“O balanço que fazemos do primeiro semestre deste ano é o melhor possível. A nossa missão é, acima de tudo, defender os interesses do Rio Grande do Norte. Por isso, a Casa tem números surpreendentes quando o assunto é trabalho, mostrando que os deputados estão cada dia mais atuantes na Assembleia”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Segundo o balanço da Secretaria Legislativa, 1.243 requerimentos com solicitações de benefícios para a população foram registrados. Os parlamentares apresentaram ainda 113 Projetos de Leis Ordinárias, 18 Projetos de Leis Complementares, 18 Projetos de Resolução e 1 Projeto de Emenda à Constituição (PEC).

De acordo com o balanço apresentado, 43 projetos foram avaliados pelos deputados nas comissões permanentes e aprovados em plenário. Os projetos foram promulgados e se transformaram em Lei, como é o caso da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que recebeu 5 emendas do Parlamento.

Outro dado relevante do trabalho da Assembleia Legislativa é o número de audiências Públicas promovidas pela Casa. No primeiro semestre, 18 audiências debateram temas importantes como a Microcefalia, o endividamento do Governo e prefeituras com empresas terceirizadas, a cardiopatia congênita, a cultura do estupro contra mulheres e a situação das UTIs infantis. Nessa última, a solução veio dos próprios deputados com a destinação de emendas individuais somando quase R$ 3 milhões para a criação de novas vagas de leitos de UTIs.

Assessoria

Convenções partidárias têm início nesta quarta-feira no país

calendario-iconeAs convenções partidárias que irão definir os candidatos a vereador e a prefeito dos 5.570 municípios do país têm início nesta quarta-feira (20). Elas devem ocorrer até o dia 5 de agosto. Vários partidos em cidades espalhadas pelo Brasil marcaram sua convenção já para este primeiro dia do prazo.

Durante o período, os partidos se reúnem para decidir também as coligações a serem formadas para o pleito deste ano.

A partir desta quarta, os partidos e candidatos já poderão formalizar contratos que gerem despesas e gastos com a instalação física e virtual de seus comitês de campanha.

Os gastos, no entanto, só serão efetivados após a Justiça Eleitoral receber o CNPJ, a conta bancária específica para a movimentação financeira de campanha e os recibos eleitorais.

Os candidatos poderão gastar um valor limitado a cada município. O TSE divulga também nesta quarta-feira o teto para cada cidade do Brasil.

Processos eleitorais
A Lei das Eleições também determina que a partir desta quarta os processos eleitorais tenham prioridade de tramitação e julgamento em relação aos demais. São exceção apenas os habeas corpus e mandados de segurança.

A lei estabelece que juízes e promotores, a partir dessa data, não podem deixar de cumprir os prazos definidos. O descumprimento constitui crime de responsabilidade e é objeto de anotação funcional para efeito de promoção na carreira.

Além das polícias judiciárias, os órgãos da Receita federal, estadual e municipal, os tribunais e órgãos de Contas auxiliarão a Justiça Eleitoral na apuração dos delitos eleitorais, com prioridade sobre suas atribuições regulares.

Sistema e enquetes
Também estará disponível nesta quarta o download, no site do TSE, do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE). A ferramenta deve ser utilizada por candidatos e partidos políticos para registrar a movimentação financeira da campanha e gerar a prestação de contas eleitoral.

Já as enquetes referentes ao processo eleitoral estão proibidas. Segundo a definição, enquete é a simples coleta de opiniões de eleitores sem nenhum controle de amostra e sem a utilização de método científico para sua realização. Esse tipo de consulta depende apenas da participação espontânea do interessado.

Já a pesquisa eleitoral, que está permitida e deve ser registrada, requer dados estatísticos realizados junto a uma parcela da população de eleitores, com o objetivo de comparar a preferência e a intenção de voto a respeito dos candidatos que disputam determinada eleição.

A divulgação de enquetes e sondagens em desacordo com as regras previstas na legislação eleitoral pode ser punida com o pagamento de multa, que varia de R$ 53 a R$ 106 mil.

Nelter Queiroz propõe divulgação da campanha Julho Amarelo

unnamed (5)

Com base no mês instituído como ‘Julho Amarelo’, o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) solicitou à secretária estadual de Saúde Pública, Eulália Alves, a realização de uma campanha educativa na mídia e nas repartições públicas de competência do governo estadual, visando a conscientização da população do Rio Grande do Norte sobre os malefícios das hepatites virais causados à saúde humana. O requerimento do parlamentar apresentado à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa também foi encaminhado ao governador Robinson Faria.

“De nossa autoria, a lei número 9.969, de 28 de julho de 2015, instituiu o mês “Julho Amarelo” no calendário oficial do Estado, com a finalidade de possibilitar a conscientização da população”, justificou o deputado.

O deputado Nelter Queiroz, quando apresentou a lei no ano passado, justificou que a intenção era que o mês de julho seguiria a mesma linha das campanhas ‘Outubro Rosa’, com ações de prevenção ao câncer de mama, e ‘Novembro Azul’, com ações de conscientização à classe masculina para se prevenir contra o câncer de próstata.

Assessoria

Projeto cultural da Escola da Assembleia estreia com homenagem a Deífilo Gurgel

unnamed (4)

Poeta Manoel de Barros também será homenageado na estreia do Convite à Cultura, amanhã (20)
O nome do mais novo projeto da Escola da Assembleia – que será lançado nesta quarta-feira (20), diz bem a que se propõe: Convite à Cultura.  No evento inaugural, o projeto exaltará o Mês do Escritor, com homenagem aos poetas  Deífilo Gurgel, potiguar, que este ano completaria 90 anos, e Manoel de Barros, poeta pantaneiro, que em dezembro faria 100 anos.

O primeiro evento que abrirá o calendário do projeto contará na plateia com alunos do 2º ano do ensino médio, da Escola Estadual Prof. Francisco Barbosa, de São José de Mipibu. Eles participaram das oficinas de música, teatro e pintura oferecidas pela Escola da Assembleia, inseridas no projeto “O Poder da Cidadania”.

O evento inaugural terá participação da jornalista e poeta Michelle Ferret, que fará palestra sobre a vida e obras literárias dos poetas homenageados. Participarão do evento, numa mesa de discussão, o também poeta Plínio Sanderson e o jornalista Alexandre Gurgel, filho de Deífilo. Na ocasião serão reproduzidos os documentários “Sintonia com Deífilo Gurgel” e “Só 10% é mentira” sobre Manoel de Barros.

Após as apresentações dos documentários e as falas dos componentes da mesa, três livros de Deífilo, ofertados pela Biblioteca Márcio Marinho, da Escola da Assembleia, serão sorteados entre os presentes. São eles: Espaço e Tempo do Folclore Potiguar, Romanceiro Potiguar e Os Bens Aventurados.

“Todos já sabem que as portas da Escola estão abertas à comunidade para as nossas atividades acadêmicas. Agora, também, estamos convidando a população para vir desfrutar do nosso calendário cultural, a partir do próximo dia 20, quando estaremos, mensalmente, realizando eventos ligados à cultura do RN e do Brasil, com o lançamento do projeto Convite à Cultura”, declara o diretor da Escola da Assembleia, Carlos Russo.

SERVIÇO:
Lançamento do projeto “Convite à Cultura”
Local: Escola da Assembleia do RN
Dia: 20/07
Hora: 9h30
Tema: Vida e Obra de Deífilo Gurgel e Manoel de Barros
Debatedores: Michelle Ferret, Alexandre Gurgel e Plínio Sanderson

Assessoria

Ezequiel Ferreira prestigia posse de Cassiano Arruda como imortal da Academia de Letras

unnamed (2)
O jornalista e escritor, Cassiano Arruda Câmara, tomou posse na noite desta segunda-feira (18), como novo integrante da Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANL), ao assumir a vaga que pertencia ao amigo, ex-deputado estadual e jornalista Agnelo Alves (1932 – 2015). A cerimônia, presidida pelo advogado e poeta Diógenes da Cunha Lima, foi concorrida e prestigiada por amigos, familiares, jornalistas, intelectuais e figuras da cena política do Estado.

“Cassiano alcança a imortalidade com todo direito e justiça. Jornalista, publicitário, professor e escritor, Cassiano Arruda é um dos mais influentes em sua profissão. Foi desejo do destino que lhe coubesse substituir o também brilhante jornalista e deputado estadual, Agnelo Alves. Como sempre fez e faz, Cassiano Arruda dará orgulho aos seus pares na Academia Norte-rio-grandense de Letras”, disse Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), deputado e presidente da Assembleia Legislativa.

Além do presidente da Assembleia Legislativa, participaram do evento o desembargador, Cláudio Santos do TJRN, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, ministro do STJ, Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, deputado federal, Felipe Maia (DEM), reitora da UFRN, Ângela Cruz, Claudia Santa Rosa, secretária estadual de Educação e o ex-ministro Henrique Alves, entre outras autoridades.

Cassiano não para um instante de produzir.  Aos 72 anos, todos os dias redige a coluna Roda Viva, participa do telejornal da TV Tropical e tece comentários sobre temas cotidianos na Rádio CBN. E agora o jornalista explicou que pretende lançar seu terceiro livro. Será uma coletânea de reportagens que marcaram época em Natal, produzida nos períodos em que trabalhou na Tribuna do Norte e no extinto Diário de Natal. A editora Flor de Sal, conduzida por Adriano de Souza e Flávia Assaf, está preparando a edição deste livro.

Cassiano Arruda Câmara tem dois livros publicados. O primeiro é “Um Repórter na Roda Viva: do Tipo Móvel ao Notebook” (Chegança, 2002) e “Hotel de Trânsito (Flor de Sal, 2009).

Crédito da Foto: Eduardo Maia

Projetos de Ezequiel homenageiam ex-governador e engenheiro seridoense

unnamed (1)

O ex-governador, Iberê Ferreira de Souza, e o engenheiro civil, Ubiratan Pereira Galvão, serão homenageados dando nomes ao prolongamento da Prudente de Morais, em Natal, e a adutora Acari/Currais Novos, respectivamente. Em reconhecimento as atuações de destaque dos ex-gestores, os deputados estaduais aprovaram por unanimidade, na quinta-feira (14), o Projeto de Lei de iniciativa do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). O projeto seguirá para sanção do governador do Estado, Robinson Faria (PSD).

“Iberê foi um homem público íntegro, apaixonado pela vida e pela defesa da justiça social. Sua vida pública foi marcada pela incansável defesa dos interesses do Rio Grande do Norte e do nosso povo”, justificou Ezequiel Ferreira.

Na primeira proposta apresentada ao Governo do Estado, fica denominado ‘Governador Iberê Ferreira de Souza’ o prolongamento da Avenida Prefeito Omar O’Grady, localizada entre a Avenida dos Xavantes e a BR-101, zona Sul de Natal.

A segunda proposta denomina ‘Engenheiro Ubiratan Pereira Galvão’ o Sistema Adutor Acari/Currais Novos, do Manancial Gargalheiras. “Filho de Currais Novos, o seridoense Ubiratan Galvão foi um profissional de destaque, sua vida foi marcada por relevante contribuição à Engenharia do nosso Estado, sendo um dos primeiros docentes da UFRN em sua área, dirigiu o Dnocs, a Alcanorte e foi prefeito de Natal”, ressaltou o deputado.

Iberê Paiva Ferreira de Souza

Graduado em Direito, foi deputado estadual e federal, Secretário de Governo nas administrações de Lavoisier Maia, Garibaldi Filho e Wilma de Faria. Atuou como chefe da Casa Civil na administração de Lavoisier Maia. Foi vice-governador e em 2010, assumiu o comando do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Ubiratan Pereira Galvão

O ex-prefeito de Natal e professor da UFRN, Ubiratan Pereira Galvão, foi um dos primeiros docentes nomeados da primeira escola de engenharia do RN e também professor fundador de Engenharia da cadeira de Mecânica dos solos. Atuou como engenheiro chefe do 5º distrito de obras do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Assessoria

Escola da Assembleia abre curso de música para crianças de 3 a 7 anos

unnamed

A Escola da Assembleia, que vem capacitando e formando estudantes e profissionais, numa parceria da Assembleia Legislativa com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, matriculou essa semana uma aluna muito especial. Ana Júlia, de apenas 3 anos, irá frequentar o curso de Música, integrando uma turma formada por crianças de 3 a 7 anos, dentro da programação acadêmica deste segundo semestre.

Foi o policial militar Welckson Charles quem levou a filha. “Eu vi a divulgação dos cursos no site da Escola da Assembleia. Quando vi esse curso não pensei duas vezes. Tem tudo a ver com a Ana Júlia e ela está na idade certa pra começar, tendo 3 anos e 11 meses”, justificou Welckson, que também tentou matricular a outra filha, mas não conseguiu porque ela tem 8 anos, ultrapassando o limite de 7 anos da turma.

O pai das meninas afirmou que não vai desistir e vai continuar acompanhando o lançamento dos cursos da Escola da Assembleia até que surja uma oportunidade para que ele possa matricular a filha mais velha. E não vai ser difícil do policial acompanhar as ações da Escola, já que ele também se matriculou e espera a divulgação das vagas para o curso básico de Espanhol.

“Quero aprender outra língua e essa oportunidade que a Assembleia Legislativa está nos dando de estudar gratuitamente é muito boa”, completou o candidato à vaga, reforçado pela economista aposentada Francisca Pereira Rodrigues, que estudou espanhol no semestre passado, e gostou tanto da experiência que resolveu voltar neste segundo semestre e se inscreveu para uma vaga no curso de Informática.

“Cursos gratuitos e de excelente qualidade”, afirmou a aposentada. “Aqui é muito bom. Primeiro porque é de graça e muita gente que não tem condições de pagar um curso privado pode estudar. Segundo porque a qualidade do ensino é ótima. Os cursos e os professores são excelentes”, avaliou Francisca

O curso de iniciação à música para crianças de 3 a 7 anos terá aulas aos sábados com a participação dos pais.

Assessoria

Fotos de atividades do presidente da Assembleia Legislativa do RN em Currais Novos

No dia de ontem, passamos o dia de trabalho com o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Ezequiel Ferreira.

Vejam no Facebook as demais fotos.

Deputada Ezequiel Ferreira acompanha o governador Robinson Faria em entrevista
O presidente da Assembleia Legislativa, o deputada estadual Ezequiel Ferreira acompanha o governador Robinson Faria em entrevista.
O presidente da Assembleia Lesgistavia, o deputada estadua Ezequiel Ferreira acompanha o governador do RN Robinson ao hospital de Currais Novos
O presidente da Assembleia Legislativa, o deputada estadual Ezequiel Ferreira acompanha o governador do RN, Robinson Faria ao hospital de Currais Novos.

 

O presidente da Assembleia Legislativa, o deputada estadual Ezequiel Ferreira acompanha o governador Robinson Faria
O presidente da Assembleia Legislativa, o deputada estadual Ezequiel Ferreira acompanha o governador Robinson Faria à feria de Currais Novos.

Vejam mais fotos clicando aqui!