Category: Política

Ciro Gomes: namorada do filho dele é presa após furtar roupas de luxo em São Paulo

339569d503777365b448-foto

jornalista Maria Gabriela Mendonça de Lyra, 26, neta do ex-deputado federal João Lyra, e atual namorada do filho de Ciro Gomes, foi presa na quinta-feira (22) no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo, sob acusação de furto.

Segundo a informação divulgada no programa Brasil Urgente, apresentado por José Luiz Datena, Maria Gabriela estava em posse de duas peças de roupas no valor de R$ 5 mil. Ela teria tentado deixar a loja sem ser percebida.

O namorado de Maria Gabriela chegou a ir ao local tentar pagar as peças de roupa, mas não houve acordo.

A jovem foi presa em flagrante por furto qualificado e levada para a carceragem do 89º Departamento de Polícia, no Morumbi. O habeas corpus saiu no final da tarde e Gabriela foi liberada após pagar fiança.

O advogado de Maria Gabriela disse que houve um engano, já que a moça estava perturbada psicologicamente, e que ninguém iria dar declarações.

Fonte: cearanews7.com/

Na ONU, Dilma não cita golpe, mas fala de “retrocesso”

Dilma Rousseff: "Sou grata a todos os líderes que expressaram solidariedade"
Dilma Rousseff: “Sou grata a todos os líderes que expressaram solidariedade”

Por Rita Azevedo da Exame.com

São Paulo — A presidente Dilma Rousseff  discursou na manhã dessa sexta-feira na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York. Ela participa da cerimônia de assinatura do Pacto de Paris, um acordo sobre mudanças climáticas fechado durante a COP 21, realizado no ano passado.

A expectativa era se Dilma falaria ou não sobre a crise política e o processo de impeachment, aprovado na Câmara dos Deputados no último domingo. Ela centralizou todo o discurso sobre o acordo climático, mas, ao final, disse que não poderia terminar sua fala “sem mencionar o grave momento que vive” o país.

Ela citou os brasileiros como um povo “com grande apreço pela liberdade” e que saberá “impedir qualquer retrocesso”:

“A despeito disso, quero dizer que o Brasil é um grande país, com uma sociedade que soube vencer o autoritarismo e construir uma pujante democracia. Nosso povo é um povo trabalhador, e com grande apreço pela liberdade. Saberá, não tenho dúvidas, impedir quaisquer retrocessos”.

Durante a tarde, a presidente dará entrevista a jornalistas estrangeiros. Depois, ela volta ao Brasil.

A íntegra do discurso no vídeo abaixo

“Senhor secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon,

Senhor presidente da França e presidente da COP21, presidente François Hollande,

Senhoras e senhores chefes de Estado e de governo participantes dessa cerimônia de assinatura do Acordo de Paris,

Senhoras e senhores integrantes de delegações,

Senhoras e senhores,

Carlos Augusto Maia solicita ao Governo do Estado ações da Caern e DER

unnamed (2)

O deputado estadual Carlos Augusto Maia (PSD) apresentou requerimentos à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa para serem encaminhados a órgãos do Governo do Estado como a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) e ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

À Caern o parlamentar está solicitando o saneamento básico da rua Raimundo Chaves, no bairro de Candelária, em Natal, justificando a necessidade de garantir melhores condições de saúde para a comunidade, evitando a contaminação e proliferação de doenças, e garantindo a preservação do meio ambiente.

Ao DER, o deputado Carlos Augusto está requerendo a implantação asfáltica com 700 metros de extensão ligando o Marco Zero, na BR-101, ao Farol do Calcanhar, no município de Touros.

Segundo o parlamentar, a obra é necessária por ser o trecho uma via de acesso a um ponto turístico do Estado. “Com a efetivação desta obra, haverá melhorias no deslocamento da população dos municípios circunvizinhos, como também dos demais que trafegam pela referida rodovia”, justifica o deputado.

Ministro do STF determina quebra de sigilos do presidente do DEM

joseagripino

G1 – O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, determinou a quebra dos sigilos fiscal e bancário do presidente do DEM, senador José Agripino Maia (DEM-RN), líder da oposição no Senado, referentes ao período de 2010 a 2015, e de mais 15 pessoas e empresas ligadas ao parlamentar.

A quebra de sigilos foi apresentada no mês passado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que investiga desde outubro de 2015 o suposto envolvimento do senador com fraudes na obra da Arena das Dunas, estádio construído em Natal para a Copa de 2014.

Por meio de sua assessoria, Agripino afirmou ao G1 que “as providências requeridas vão acelerar o processo de esclarecimento dos fatos investigados”. “Tenho certeza que tornarão clara a improcedência da acusação que me é feita, de conduta irregular na construção da Arena das Dunas”, declarou.

Entre as pessoas que também tiveram os sigilos quebrados estão o filho de Agripino, o deputado federal Felipe Maia (DEM-RN), assim como outros familiares do senador, assessores parlamentares e servidores públicos. Duas das empresas atingidas com a quebra de sigilo são do deputado e outras são ligadas ao filho dele ou estão, segundo a Procuradoria Geral da República, “em nome de interpostas pessoas – laranjas”.

O G1 também procurou a assessoria do deputado Felipe Maia, e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.

No pedido de quebra dos sigilos, Rodrigo Janot apontou “operações suspeitas de lavagem de dinheiro” envolvendo o senador e destacou que elas ocorreram “exatamente na época de campanhas eleitorais, em 2010 e 2014”.

“Isso, igualmente, indica que os pedidos de doações eleitorais feitos pelo parlamentar à OAS, prontamente atendidos, podem constituir, na verdade, solicitações e repasses de propina, de forma dissimulada”, completa o procurador.

Janot citou ainda relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontou depósitos fragmentados e movimentação atípica. Além disso, o procurador transcreveu trecho do relatório que afirma que depósitos em espécie em contas do senador sugerem “tentativa de burla dos mecanismos de controle e tentativa de ocultação da identidade do depositante”.

‘Valores ilícitos’
Ao pedir a quebra dos sigilos, Rodrigo Janot também afirmou que a apuração até o momento aponta um “complexo esquema de recebimento de valores ilícitos para várias pessoas, mediante a utilização de diversas empresas, com a finalidade de ocultar a origem e o destino final dos recursos envolvidos”. Para Janot, em razão disso, “mostra-se essencial a descoberta da verdade, com o acesso aos dados fiscais e bancários dos implicados na situação”.

“Investigações envolvendo crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, como é a hipótese dos autos, passam necessariamente pela análise dos dados fiscais e bancários. […] O único meio eficaz de prova visualizado neste momento, para o rastreamento da origem e, sobretudo, do destino dos recursos envolvidos consiste no afastamento dos sigilos mencionados”, destacou Janot.

Relator do inquérito, o ministro Luís Roberto Barroso concedeu o pedido e determinou a expedição de ofícios ao Banco Central e à Receita Federal na semana passada. Os documentos foram digitalizados no processo, que não corre em segredo de Justiça, pelo setor responsável do Supremo nesta semana.

Para o ministro, a Procuradoria mostrou que a prova coletada até o momento “aponta para a presença de indícios de condutas que, aparentemente, se subsumem à descrição de crimes de lavagem de dinheiro”.

“Com efeito, há nos autos informações de operações financeiras realizadas pelo investigado que consubstanciariam indícios da prática de lavagem de dinheiro. Como explicitado pelo procurador-Geral da República, estes elementos, aliados aos demais indícios coletados, recomendam o aprofundamento da investigação com o deferimento da medida requerida”, diz o ministro na decisão.

Ex-gestores podem ter nomes ligados a importantes obras no Estado

unnamed (1)

O ex-governador, Iberê Ferreira de Souza, e o engenheiro civil, Ubiratan Pereira Galvão, são homenageados em Projeto de Lei apresentado pelo presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). Avenida e adutora receberão nome de ex-governador e ex-prefeito, respectivamente, em reconhecimento as atuações de destaque, caso o Governo do Estado aprove a iniciativa.

“Iberê foi um homem público íntegro, apaixonado pela vida e pela defesa da justiça social. Sua vida pública foi marcada pela incansável defesa dos interesses do Rio Grande do Norte e do nosso povo”, justificou Ezequiel Ferreira.

Na primeira proposta apresentada ao Governo do Estado, fica denominado ‘Governador Iberê Ferreira de Souza’ o prolongamento da Avenida Prefeito Omar O’Grady, localizada entre a Avenida dos Xavantes e a BR-101, zona Sul de Natal.

A segunda proposta denomina ‘Engenheiro Ubiratan Pereira Galvão’ o Sistema Adutor Acari/Currais Novos, do Manancial Gargalheiras. “Filho de Currais Novos, o seridoense Ubiratan Galvão foi um profissional de destaque, sua vida foi marcada por relevante contribuição à Engenharia do nosso Estado, sendo um dos primeiros docentes da UFRN em sua área, dirigiu o Dnocs, a Alcanorte e foi prefeito de Natal”, ressaltou o deputado.

Iberê Paiva Ferreira de Souza

Graduado em Direito, foi deputado estadual e federal, Secretário de Governo nas administrações de Lavoisier Maia, Garibaldi Filho e Wilma de Faria. Atuou como chefe da Casa Civil na administração de Lavoisier Maia. Foi vice-governador e em 2010, assumiu o comando do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Ubiratan Pereira Galvão

O ex-prefeito de Natal e professor da UFRN, Ubiratan Pereira Galvão, foi um dos primeiros docentes nomeados da primeira escola de engenharia do RN e também professor fundador de Engenharia da cadeira de Mecânica dos solos. Atuou como engenheiro chefe do 5º distrito de obras do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Solenidade na Assembleia vai homenagear Dia do Contabilista

unnamed

Em alusão ao Dia do Contabilista, comemorado em 25 de abril, a Assembleia Legislativa vai promover uma sessão solene na próxima segunda-feira (25) para homenagear profissionais da contabilidade. A solenidade acontece no Plenário Clóvis Motta, às 10h, por proposição do deputado George Soares (PR), que possui formação na área.

“O contabilista é o profissional qualificado para cuidar dos aspectos quantitativos e qualitativos do patrimônio das empresas e que registra todos os atos e fatos de natureza econômico-financeira dos empreendimentos”, justifica George Soares.

O parlamentar explica que o profissional de contabilidade, além de buscar a sua graduação, tem a preocupação e o cuidado de atualizar-se continuamente para garantir sempre a excelência da prestação de seus serviços.

“Ao propormos a homenagem à categoria não pretendemos fazer um mero registro, mas sim enaltecer o profissional da contabilidade que, muitas vezes, mesmo sem o necessário e correto reconhecimento, contribui com a construção e desenvolvimento dos nossos municípios, dos estados e do país”, avalia.

Durante a solenidade, serão homenageados dez profissionais da contabilidade com atuação no Rio Grande do Norte. São eles os contadores Adonis Luiz de Paiva Cabral, Everton Gomes dos Santos, Franklin de Vasconcelos Silva, Josélia Maria Rodrigues de Andrade, Signey Cézar Lopes, Marcos Cézar C. de Matos, Maria das Graças do Vale, Max Rocha de Medeiros, além dos técnicos contábeis Josenildo A. de Souza e Railton L. de Souza.

De acordo com dados do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), o Brasil possui aproximadamente 485 mil contadores e cerca de 80 mil empresários contábeis.

Dilma chega a NY para afrontar a “Constituição Brasileira” dizendo que há golpe contra seu governo

images-cms-image-000493362

A presidente Dilma Rousseff foi aos Estados Unidos para denunciar ao mundo que está havendo um golpe em curso no Brasil; Isto é, a presidente não só acusa os deputados federais e senadores do Brasil, como não deixa de acusar na ONU, o Superior Tribunal Federal, já que o processo da Impeachment contra ela foi analisado pelos ministros do Supremo.

images-cms-image-000493377Dilma foi recebida na noite de ontem (21) em Nova York de forma calorosa por um grupo de pessoas que a esperavam com rosas e cartazes contra o impeachment, em frente à residência do embaixador do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Patriota, onde ficará hospedada.

Dilma também vai, de forma indireta, acusar o povo que se veste de verde e amarelo e vão às ruas contra a corrupção e seu governo, e gritam à favor do Brasil.

Milhões de brasileiros querem Dilma, Temer e Cunha, fora do poder do Brasil.

O povo brasileiro estão contra todos os políticos que não respeitam a nação do Brasil, e ferem a Constituição.

A presidente vai prestar um dos maiores desserviço a pátria brasileira, falando mal de seu povo em reunião com vários representantes internacionais.

Segundo notícias já divulgada nas grandes mídias, no discurso de Dilma que fará nesta manhã (22), na assinatura do Pacto de Paris na Organização das Nações Unidas (ONU), ela deverá dizer que é vítima de um processo ilegal de destituição presidencial, comandado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), com o aval do vice Michel Temer (PMDB), a quem acusa de traição.

Ela esqueceu que o povão foram às ruas contra sua má administração e contra a corrupção.

94499_697x437_crop_54554b09ef0d0
Povão quer todos os corruptos fora da política brasileira.

Mulher de João Santana afirma que Mantega intermediou caixa 2 em 2014, diz jornal

Mônica Moura trocou o sorriso pela delação(Geraldo Bubniak/Agência o Globo)
Mônica Moura trocou o sorriso pela delação(Geraldo Bubniak/Agência o Globo)

Veja – Em tratativas para fechar um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Operação Lava Jato, a mulher do marqueteiro do PT João Santana, Mônica Moura, já prestou depoimento em que afirma que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega intermediou pagamento de caixa 2 para a campanha da presidente Dilma Rousseff em 2014. As informações são do jornal O Globo. O casal foi preso na 23ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Acarajé. Monica Moura ainda não formalizou o acordo.

A mulher de João Santana cuidava da parte financeira da Polis Propaganda e Marketing, empresa que fez as campanhas da presidente Dilma em 2010 e 2014. O casal é acusado de receber de 7,5 milhões da Odebrecht e do operador de propinas Zwi Skornicki por meio de uma offshore no Panamá, a Shellbill Finance. O Ministério Público Federal já denunciou a dupla pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa.

De acordo com o jornal, Mônica afirmou a procuradores federais em Brasília que Mantega se reuniu com ela e indicou repetidas vezes executivos de empresas que deveriam ser procurados por ela para fazer pagamentos. Os montantes não foram declarados à Justiça Eleitoral. Ao Globo, Mantega admite os encontros com Mônica, mas nega que tenha tratado de contribuições ilegais. Já a mulher de Santana afirma ter registrado detalhes das conversas em uma agenda que ainda não foi apreendida pela Polícia Federal.

Ela afirmou também que houve caixa 2 também na campanha presidencial de 2010 e nas campanhas petistas de Lula em 2006, Fernando Haddad em 2012, Marta Suplicy em 2008 e Gleisi Hoffmann em 2008. Ainda segundo ela, Mônica e o marido teriam recebido ao menos 10 milhões de reais fora da contabilidade em 2014 – 4 milhões, somente da Odebrecht.

STF inclui citações a Dilma, Lula e Temer nas investigações da Lava Jato

137e5d5ae8b5f84816c00d9fa018c420

Jornal da Globo – O ministro Teori Zavascki autorizou a inclusão, nas investigações da Operação Lava Jato, de trechos da delação do senador Delcídio do Amaral que citam a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e o vice-presidente Michel Temer.

Isso aconteceu no inquérito mais importante da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal e é aquele que apura se foi montada mesmo uma organização criminosa com a participação de políticos para fraudar as licitações da Petrobras.

A decisão do ministro Teori atendeu a um pedido do procurador-geral da República.
Rodrigo Janot disse que a delação de Delcídio revela detalhes do esquema do desvio de verbas em favor de políticos para dar sustentação ao governo e há trechos em que Delcídio cita o nome da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e do vice-presidente Michel Temer e agora todos esses fatos terão que ser esclarecidos e investigados.

Mas é bom frisar que isso não quer dizer que Dilma, Lula e Temer serão alvos do inquérito. Essa avaliação ainda terá que ser feita pelo procurador Janot ao longo da investigação.

O Instituto Lula disse que o ex-presidente já depôs neste inquérito e prestou todos os esclarecimentos às autoridades.

O advogado de Lula declarou que o ex-presidente não tem nenhuma relação com os delitos que estão sendo investigados.

A assessoria do vice-presidente Michel Temer disse que as menções de Delcídio do Amaral estão equivocadas e que o vice-presidente não tem nenhuma relação com os casos citados pelo senador.

O Palácio do Planalto não quis comentar.

Capitão Styvenson Valentim apreende CNH de ex-misnistro Henrique Alves do PMDB

cnh

henrique1459205801

G1 – O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB) se recusou a fazer um teste de bafômetro ao ser parado em uma blitz realizada pela Polícia Militar e Detran na madrugada desta quinta-feira (21) na Zona Sul de Natal. “Como não soprou o aparelho, a carteira de habilitação dele ficou retida”, afirmou o capitão Styvenson Valentim, coordenador da Operação Lei Seca no estado. Seis policiais militares também foram autuados.

Ainda segundo o capitão, Henrique Alves tem até cinco dias úteis para ir ao Detran reaver o documento. “Sem o teste do bafômetro não ficou comprovada a ingestão de bebida alcoólica. Assim, ele não vai responder criminalmente. Mas, ele ainda vai responder administrativamente e vai pagar multa de R$ 1.915,40”, explicou Styvenson. O G1 tentou falar com a assessoria de Henrique, mas não conseguiu contato.

Ainda de acordo com o capitão, a blitz realizada na madrugada terminou com 16 pessoas presas e 132 CNHs recolhidas. A fiscalização aconteceu na rotatória da avenida Engenheiro Roberto Freire com a Rota do Sol, via de acesso às praias do litoral Sul potiguar.

Um carro oficial do Estado também foi apreendido. O veículo era conduzido por um policial militar, que também foi autuado por ser recusar a soprar o bafômetro. PMs da Paraíba, Pernambuco e de Brasília também irão responder administrativamente.

Arte bafômetro vale (Foto: Editoria de Arte / G1)

Lei Seca
As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa,  perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

VÍDEO e ÁUDIO: Robinson é vaiado e chamado de golpista em Assu

Dias após o PT romper com o seu Governo, o governador Robinson Faria (PSD) ainda tenta colher os frutos das ações do Governo Federal.

Nesta quarta-feira (20), Robinson foi à Assú, participar da entrega de 396 casas do Programa Minha Casa Minha Vida, onde recebeu vaias aos gritos de “golpista”.

O fato se referiu ao voto dado pelo deputado federal Fábio Faria (PSD), filho do governador, favorável ao impeachment da Presidente Dillma Rousseff (PT).

O empreendimento recém entregue ajudará a diminuir o déficit habitacional da capital do Vale do Açu, hoje estimado em 1500 moradias.

Também acompanharam o evento, o deputado estadual Ricardo Motta, o superintendente estadual do Banco do Brasil, Ronaldo Alves, o delegado federal do Ministério da Integração Agrária para o Rio Grande do Norte, Caramuru Paiva, e o deputado federal Antônio Jácome.

Com emenda aditiva, CFF aprova Conselho Estadual de Segurança

unnamed (40)

Emenda inclui representantes dos policiais civis e dos agentes penitenciários no CONESP

Com emenda encartada pelo relator, deputado Ricardo Motta (PSB), a Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) aprova Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre o Conselho Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (CONESP) na reunião desta quarta-feira (20).  A matéria será encaminhada ao plenário da Assembleia Legislativa para a votação terminal.
“Na emenda que encartamos, incluímos representantes de agentes públicos que trabalham na ponta do sistema de segurança, representados pelo Sindicato dos Policiais Civil e Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte”, afirmou o deputado Ricardo, logo após a aprovação da matéria por unanimidade.
O Conselho é um órgão público colegiado, consultivo e deliberativo, com funções de formular e propor diretrizes para as políticas públicas voltadas à promoção da segurança pública, prevenção e repressão à criminalidade.
Ainda na área de Segurança Pública, a CFF também aprovou o Projeto de Lei Complementar 02/2016 que cria o Sistema Estadual de Inteligência Pública (SEISP-RN), que foi relatado pelo deputado José Dias (PSDB).
A matéria que institui o Programa Transporte Cidadão foi baixada em diligência pelo seu relator, deputado Dison Lisboa (PSD). “Vamos requerer ao Executivo uma estimativa sobre o impacto financeiro e a sua adequação ao Plano Plurianual (PPA) e ao Orçamento Geral do Estado, para poder apresentar um parecer mais consistente”, afirmou Dison.
Participaram da reunião os deputados Tomba Farias (PSB), George Soares (PR), Ricardo Motta, José Dias e Dison Lisboa.

Assessoria

Kelps Lima propõe repactuação do Governo em prol de melhorias

unnamed (38)

O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) demonstrou preocupação com os rumos do Governo do Estado em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (20). O parlamentar propõe que o governador Robinson Faria (PSD) reinicie o Governo repactuando com a sociedade, poderes e agentes políticos do Estado.

“O caminho escolhido pelo Governo está errado. Minha sugestão é que o Governo seja reiniciado com a vantagem do conhecimento do governador sobre os problemas. Robinson precisa convocar a sociedade para um grande pacto, reconhecendo os erros, tendo humildade. Precisa reiniciar o Governo com altivez, com a liderança que um Estado em crise como o nosso precisa, convocando os prefeitos, senadores, deputados, chefes de poderes”, disse o parlamentar.

Kelps Lima comentou sobre os problemas do Governo, que segundo ele vive a maior crise na segurança e outros setores. “As secretarias estão sem comandantes, são cinco mortes por dia, o pior ano da segurança, o ano que mais teve fugas de penitenciárias, e há ainda a possibilidade de atraso de salários de servidores”.

O deputado estadual ressaltou ainda que a crise é uma oportunidade de melhorar e que se coloca à disposição para contribuir com sugestões, assim como outros deputados. “A Assembleia nunca faltou com o Governo e não faltará”, acrescentou.

Assessoria

Álvaro Dias defende uma reformulação na estratégia de atuação do Governo

unnamed (37)

O deputado estadual Álvaro Dias (PMDB) defendeu em pronunciamento, nesta quarta-feira (20), na Assembleia Legislativa, uma reformulação na estratégia de atuação do Governo do Estado. O deputado disse que está cada vez mais preocupado com os rumos que o Governo tem tomado.

“O Governo não tem permitido que nenhum órgão funcione a contento. O Rio Grande do Norte atinge os maiores níveis de analfabetismo. A Saúde também deixa a desejar. Temos denunciado constantemente as filas e macas nos corredores do Walfredo Gurgel”, fala Álvaro Dias.

O parlamentar criticou ainda a Segurança Pública e lamentou a morte do cabo da Polícia Militar, ocorrida ontem (19), em Caicó. Álvaro Dias destacou que o Governo precisa substituir os gestores das secretarias que não estão dando resultado.

Assessoria

Ezequiel Ferreira enaltece musculatura e fortalecimento do PSDB para 2016

aa53c972-c1aa-4ff4-b082-e6d658e83e2b

83c92918-c8a7-42d6-904e-3569499a5d86

Ao participar da coletiva de imprensa sobre o crescimento do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), no Rio Grande do Norte, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, exaltou que o partido ganha musculatura e fortalecimento para as Eleições de 2016.

“Com o trabalho que já vinha sendo realizado pelo presidente, Valério Marinho e pelo presidente de honra, deputado federal Rogério Marinho, o PSDB está presente hoje em mais de 150 municípios potiguares. Foram mais de 1.200 novas filiações. Temos mais de 60 pré-candidatos a prefeito e 1.200 pré-candidatos a vereador”, enumerou o deputado nesta quarta-feira (20), salientando que partido tinha 3 prefeitos e 51 vereadores e recebeu a filiação de 10 prefeitos e 10 vice-prefeitos e 121 vereadores.

O crescimento coloca o PSDB como a maior bancada na Assembleia Legislativa com cinco deputados estaduais: além do próprio Ezequiel, José Dias, Márcia Maia, Gustavo Carvalho e Raimundo Fernandes. Todos eles presentes na coletiva de imprensa na sede do partido no bairro de Lagoa Seca, em Natal, recepcionados pelo presidente do partido, Valério Marinho, e pelo presidente de honra, deputado federal Rogério Marinho.

Questionado se o partido poderia passar a apoiar o Governo do Estado, em virtude do rompimento do Partido dos Trabalhadores com o governo Robinson Faria, Ezequiel Ferreira explicou que não houve esta sondagem por parte do atual governo. Mas assegurava o apoio da bancada na Casa Legislativa em todas as ações e iniciativas necessárias para solucionar as demandas cobradas pela sociedade potiguar.

“Cada deputado que chegou ao PSDB é oriundo de outros partidos como PSB, PMDB, PROS e PSD. Cada um tinha perfil de independência frente ao Governo, mas todos deram apoio às mensagens governamentais no ano que passou. Agora unidos e formando a maior bancada no Legislativo vamos contribuir com soluções num momento de crise e de dificuldades extremas em nome da população potiguar”, explica Ezequiel Ferreira.

Assessoria