Category: Política

Gustavo Carvalho requer ações para Santa Maria e Frutuoso Gomes

unnamed (16)

O deputado Gustavo Carvalho (PSDB) chamou atenção do Governo do Estado, por intermédio de requerimentos apresentados à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, para levar ações de interesse público aos municípios de Santa Maria, na região Central, e Frutuoso Gomes, no Oeste.

Para Frutuoso Gomes o parlamentar está solicitando a reforma de quadras de esportes, além de uma ambulância. Para Santa Maria, ele pede a perfuração de um poço e a restauração de um cata-vento.

“A solicitação se dá em razão da má conservação das quadras de esportes”, justifica o deputado, que encaminhou o requerimento às Secretarias de Estado da Infraestrutura (Sin) e do Esporte e Lazer (Seel).

Para o parlamentar, o Governo pode atender ao pleito a partir de parceria com o município para a realização do serviço de cobertura nas quadras das comunidades de Logradouro, Candeia e Mumbaça de Cima.

Já para a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) o deputado solicita a doação de um novo veículo, justificando que o município de Frutuoso Gomes conta com apenas uma ambulância antiga e funcionando precariamente para atender a uma população de 4 mil habitantes.

“Um novo veículo representará melhora significativa nas condições de remoção dos usuários do Serviço Único de Saúde (SUS), permitindo o transporte adequado de gestantes de alto risco, pacientes oncológicos acamados e pessoas com deficiência”, explica.

Para o município de Santa Maria, o deputado Gustavo Carvalho requer à Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) a perfuração e instalação de um poço na comunidade de Jurumenha, além da restauração do cata-vento do poço da comunidade.

Assessoria

‘Temer terá de se ajoelhar para Cunha’, diz Dilma

BBtBbyQ.imgNa primeira entrevista concedida 18 dias depois de ser afastada, a presidente afastada Dilma Rousseff fez duros ataques ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a quem, segundo ela, “Temer terá de se ajoelhar”. A entrevista foi concedida na última quinta-feira ao jornal “Folha de S. Paulo”, e publicada na edição antecipada deste domingo.

“O Eduardo Cunha é a pessoa central do governo Temer. Isso ficou claríssimo agora, com a indicação do André Moura (para líder do governo na Câmara). Cunha não só manda, ele é o governo Temer. E não há governo possível nos termos do Eduardo Cunha” disse ela, completando: “Vão ter de se ajoelhar”.

Dilma disse ter sido traída por Michel Temer. Perguntada se seu vice tinha lhe traído, respondeu: “Óbvio. E não foi no dia do impeachment, foi antes, em março. Quando as coisas ficaram claríssimas”, disse ela, emendando: “Você sempre acha que as pessoas têm caráter”.

Sobre as conversas vazadas entre o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, e líderes do PMDB, como ex-ministro Romero Jucá e o presidente do Senado, Renan Calheiros, a presidente disse que os áudios revelam que o partido de Michel Temer pretendia, ao assumir o governo, barrar as investigações da Lava-Jato.

“Eles (os áudios) mostram que a causa real para o meu impeachment era a tentativa de obstrução da operação Lava-Jato por parte de quem achava que, sem mudar o governo, a sangria continuaria”, disse ela, referindo-se principalmente à Jucá, que perdeu o cargo após ser flagrado tratando do que eloe chamou de “delimitar” as investigações.

Dilma diz ainda acreditar que poderá voltar à Presidência. “Nós podemos reverter isso. Vários senadores, quando votaram pela admissibilidade, disseram que não estavam declarando (posição) pelo mérito (das acusações). Então eu acredito”.

Dilma voltou classificar de golpe o processo que levou ao seu afastamento. “Sinto muito, sabe, sinto muuuuuito se uma das características do golpe é detestar ser chamado de golpe”. Dilma, reforçou a tese de que não houve crime de responsabilidade na sua gestão.

Sobre as medidas na economia tomadas pelo novo governo, Dilma foi irônica: “O pato tá calado, sumido. O pato está impactado. Nós vamos pagar o pato do pato, é?”. Sobre a emoção quando deixou o Palácio do Planalto, disse: “Eu não choro, não. Nas dores intensas, eu não choro. Cada um é cada um, né?”.

Áudios provam o golpe… do PT contra o erário

ManifestacaoMarcoLulaAndreTambucciFotosPublicas

Os historiadores fascinarão os brasileiros do futuro quando puderem se pronunciar sobre os dias atuais sem se preocupar em saber o que vai sobrar depois que a turma da Odebrecht começar a suar o dedo. O relato sobre o apocalipse do PT no poder encontrará a exatidão no exagero. Buscará paralelos na dramaturgia grega ao relatar como o petismo saiu da História para cair na vida.

No início desta semana, o PT imaginou que poderia reescrever a história a partir da gravação de uma conversa em que Romero Jucá insinua para Sérgio Machado que a queda de Dilma e a ascensão de Temer poderia resultar num “pacto” para “estancar a sangria” da Lava Jato. Está confirmado o golpe, alardearam Dilma e os petistas.

Passaram-se os dias. Sobrevieram as gravações dos diálogos que Machado travou com Renan Calheiros e José Sarney. Veio à luz a delação do ex-deputado Pedro Corrêa, do PP. Antes que pudesse comemorar uma mudança dos ventos, o PT viu-se enredado num redemoinho que o devolveu rapidamente à defensiva.

Numa das conversas colecionadas por Machado, Sarney declarou que a própria Dilma pediu dinheiro à Odebrecht para nutrir a caixa registradora de sua campanha e remunerar o marqueteiro João Santana. Previu que madame será abatida numa confissão da turma da empreiteira, “metralhadora ponto 100”.

Em sua delação, Corrêa iluminou o submundo em que Lula se meteu para comprar apoio congressual com dinheiro roubado da Petrobras. Estilhaçou a retórica do “eu não sabia” ao relatar reuniões em que o morubixaba do PT apartou brigas dos aliados por dinheiro ilegal e ordenou a nomeação de diretores larápios para a estatal petroleira.

Quando puder relatar à posteridade tudo o que sucedeu, a História descreverá uma fantástica sequência de fatos extraordinários acontecidos com pessoas ordinárias —em todos os sentidos. E concluirá que houve, de fato, um golpe no Brasil. Um golpe do PT e da quadrilha que gravitou ao seu redor contra o erário.

Resposta em comum em Brasília: “Eu não conheço esse homem, nunca estive com ele”.

Ex-deputado federal Pedro Correia causa amnésia em boa parte dos políticos em Brasília
Ex-deputado federal Pedro Correia causa amnésia em boa parte dos políticos em Brasília

Essa é uma das respostas em comum dada por todos os denunciados pelo ex-deputado federal, Pedro Correia, do PP,  preso pela Lava Jato.

Dilma diz: nunca esteve com esse homem

Michel diz: nunca estive com ele em lugar inadequado

Renan diz: não fiz sugestão nem uma a ele

Cunha diz: nunca estive em reunião com ele

Aécio diz: eu? Nunca estive com ele

Mercadante diz: não sei nem quem é ele

Sarney diz: não sabia que estava sendo gravado. Disse coisa com objetivo apenas para tentar acalmá-lo.

Tiririca diz em Jô: não sei o que está acontecendo lá em Brasília.

É pra sorrir…

Ninguém viu, ninguém sabe quem é, não sabem o que está acontecendo…

O Brasil precisa seguir em frente.

Com a palavra: a justiça brasileira.

Que a justiça seja feita.

Temer vai criar departamento na PF para combater violência contra a mulhe

temer_givaldo1

O presidente da República em exercício, Michel Temer, anunciou nesta sexta-feira (27) a criação de um departamento na Polícia Federal para coordenar o combate a crimes contra a mulher.

Por meio de sua conta no Twitter, ele repudiou “com a mais absoluta veemência” o estupro coletivo da adolescente de 16 anos, cometido por 33 homens.

“Vamos criar um departamento na Polícia Federal tal como fiz com a delegacia da mulher na Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Ela vai agrupar informações estaduais e coordenar ações em todo país”, escreveu o presidente em exercício.

De acordo com a assessoria de Temer, ele pretende contar com a atuação de mulheres nesse trabalho. Além disso, o presidente em exercício está verificando como será o formato da área, que terá uma estrutura dentro do Ministério da Justiça para coordenar o combate ao crime contra a mulher.

Assembleia promove eventos em alusão ao Dia da Enfermagem

unnamed (15)

Propostos pelo deputado estadual Carlos Augusto Maia (PSD), eventos na Assembleia homenageiam o Dia da Enfermagem, comemorado no dia 12 de maio. Nesta segunda-feira (30), às 9h, acontece uma sessão solene em alusão à data. No mesmo dia, ás 14h, audiência pública discute o ensino à distância na área no auditório da Casa.

“A área da saúde sempre foi uma das nossas bandeiras de luta. Temos trabalhado para melhorar a estrutura do Hospital Deoclécio Marques em Parnamirim, que recebe demandas de diversos municípios do Estado, mas não basta apenas equipar sem pensar nos recursos humanos. Por isso, nesse momento destacamos os profissionais de enfermagem”, disse Carlos Augusto.

No dia 16 de maio, o parlamentar promoveu discussão sobre a valorização do profissional da enfermagem. O debate, que aconteceu na Assembleia, reuniu sindicalistas, enfermeiros, estudantes e gestores públicos e levantou questões como a busca de uma carga horária de 30 horas, melhores condições de trabalho e o pagamento do piso salarial nacional.

Assessoria

Projeto de Márcia Maia visa alertar jovens e adolescentes sobre cyberbullying

unnamed (14)

Alertar jovens e adolescentes em relação ao assédio moral e sexual, bem como o cyberbullying, é o objetivo de Projeto de Lei apresentado pela deputada Márcia Maia (PSDB) instituindo o Programa de Prevenção e Conscientização da Prática de Assédio Moral e Sexual, Cyberbullying, através da internet, nas escolas públicas e privadas do Estado.

“O assédio moral, a pornografia, o abuso, o programa e a exploração comercial estão tipificados na legislação penal e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Entretanto, não amedrontam os criminosos cibernéticos. Basta um click para que todo o acesso de conteúdo impróprio e agressivo chegue a qualquer pessoa e possa tomá-la vítima em potencial”, justifica a deputada.

Márcia lembra, no encaminhamento do seu Projeto, que desde o Império Romano até a colonização das Américas a exploração da infância e da juventude sempre se fez presente. Segundo justifica, com o advento da internet no mundo, bilhões de pessoas acessam informações e outros conteúdos com grande facilidade, fazendo uso tanto de conteúdos positivos quanto perniciosos. É nesse ambiente nocivo que pessoas inescrupulosas agem, principalmente com crianças e adolescentes.

“A proposição visa prevenir e inibir o avanço das modalidades criminosas, trazendo à baila a necessidade dos estabelecimentos de ensino informarem através de reuniões e palestras programadas, não só o perigo iminente destas ações, como também conscientizar da utilização moderada das redes sociais”, afirma Márcia Maia.

De acordo com um dos artigos do Projeto, haverá sempre que possível a participação, orientação e suporte das secretarias de Segurança, Educação, do Conselho Tutelar, da Vara da Infância e Juventude e demais órgãos de interesse e preservação da criança e do adolescente.

Ezequiel solicita melhoria de infraestrutura para São José do Campestre e Cruzeta

unnamed (3)

Com o objetivo de promover melhorias na área de infraestrutura de rodovias e transporte o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), propôs um conjunto de ações para os municípios de São José do Campestre e Cruzeta. As ações contemplam a pavimentação e drenagem de ruas, além da conclusão da reforma de uma ponte.

“A falta de pavimentação e drenagem em ruas urbanas prejudica e dificulta o tráfego e o acesso dos moradores. A realização de obras nesse sentido irão contribuir para valorização dos imóveis e para integração da comunidade”, destacou o deputado.

Em requerimentos, Ezequiel sugere que a ação de pavimentação e drenagem de ruas seja efetivada através de convênios entre os municípios de Cruzeta e São José do Campestre. “A realização de parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal leva para os municípios infraestrutura necessária, principalmente para as comunidades mais carentes e demonstra a participação que o Governo esta fazendo em parceria com os municípios distribuindo recursos e investindo na infraestrutura”, destaca.

O deputado solicita também a conclusão da reforma da ponte do rio Jacú, em São José do Campestre, região Trairi, paralisada desde 2014. “O objetivo é proporcionar maior segurança aos habitantes do bairro Paraíba, além de todos os habitantes do município de São José do Campestre que ali transitam”, disse. O equipamento, ressalta Ezequiel, é bastante utilizado e a atual estrutura encontra-se abalada devido ao desgaste por seu uso contínuo.

Sarney chama delação da Odebrecht de metralhadora ponto 100

size_810_16_9_sarney

Exame – Em mais um áudio obtido pelo jornal Folha de São Paulo, o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) afirmou ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que a delação premiada em negociação pela empreiteira Odebrecht seria “é uma metralhadora de [calibre] ponto 100”.

Nesta versão, o ex-presidente também relacionou a empresa a uma ação irregular que a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) teria feito durante uma de suas campanhas eleitorais.

“Nesse caso, ao que eu sei, o único em que ela [Dilma] está envolvida diretamente é que falou com o pessoal da Odebrecht para dar para campanha do… E responsabilizar aquele [inaudível]”, diz o jornal.

Além de Sarney, Renan Calheiros (PMDB-AL) também menciona o fato de que uma eventual delação da empreiteira atingiria a presidente Dilma.

Sarney afirma, ainda segundo o jornal, que “tudo isso” era de responsabilidade do governo. “Esse negócio da Petrobras, só os empresários que vão pagar, os políticos? E o governo que fez isso tudo, hein?”, indagou o ex-presidente.

No assunto, Sérgio Machado disse que Lula “acabou”. “O Lula acabou, o Lula coitado deve estar numa depressão”, concordou Sarney.

Machado usou as conversas realizadas em março deste ano justamente com esses interlocutores para fechar um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República. O contrato foi homologado pelo ministro do STF Teori Zavascki nesta terça-feira (24).

Como resposta ao jornal, em nota, o ex-presidente Sarney diz que não tem como responder às perguntas pontuais feitas pela Folha por não conhecer o inteiro teor dos áudios.

Comissão de Finanças discute Código de Segurança contra incêndio

Reunião contou com esclarecimentos do comandante do Corpo de Bombeiros do RN, coronel Otto Ricardo Saraiva de Souza

unnamed (2)

Projeto de lei oriundo do Governo do RN, que institui o Código de Segurança contra Incêndio e Pânico do Estado do Rio Grande do Norte (COSIP) foi discutido na reunião da Comissão de Finanças e Fiscalização (FCC) nesta quarta-feira (24). O relator da matéria é o deputado Dison Lisboa (PSD) e o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do RN, coronel Otto Ricardo Saraiva de Souza, participou prestando esclarecimentos aos parlamentares sobre o papel da corporação em relação à segurança.

O deputado Dison Lisboa afirmou que o único ponto divergente é quanto à terceirização dos serviços e ressaltou que as explicações do comandante foram de muita valia para a elaboração do seu relatório, que será concluído para apreciação dos membros da comissão. “Esse projeto vem sendo discutido há dois anos e acredito que agora chegaremos a um termo final”, afirmou Dison.

O comandante reforçou que a celeridade na análise dos projetos, um dos pontos sempre alegados pelos que defendem a terceirização é uma realidade. A redução de prazos deixou a pauta praticamente zerada. Ele também fez reforçou o papel dos bombeiros. “Sempre deixei claro que a atividade de análise do projeto de incêndio não é atribuição da engenharia. Em vários estados brasileiros a análise é atribuição específica do corpo de bombeiros, que não adentra na questão da engenharia, mas se limita à questão da segurança contra incêndio”, defendeu coronel Otto Ricardo. Segundo ele, questões já alegadas como a demora na análise por parte da corporação, podem ser resolvidas com capacitação, gestão e ampliação do quadro de pessoal.

O comandante citou dados mostrando a celeridade do trabalho, um dos pontos mais alegados pelas entidades que defendem a terceirização, num comparativo entre a quantidade de projetos analisados nos anos de 2015 e 2016. No mês de março de 2015 foram analisados 198 projetos e neste ano 352, mais de 150% a mais. Em abril do ano passado foram 225 projetos analisados e neste ano 355.

O presidente da CFF, deputado Tomba Farias (PSB) e os demais membros da comissão, deputados Ricardo Motta (PSB), George Soares (PR) e Galeno Torquato (PSD) consideraram bastante elucidativas as explicações do comandante.

Debate do COSIP
Em outra oportunidade, o projeto, que revoga a Lei Estadual 4436, de 9 de dezembro de 1974, já foi discutido em Audiência Pública promovida pela Casa, reunindo entidades representativas da sociedade civil organizada que contribuíram na atualização da norma em discussão. O documento consiste na atualização dos conceitos previstos no Decreto 6.576, de 03 de janeiro de 1975, tendo como inovação o estabelecimento de medidas que há três décadas não estavam ainda disponibilizadas pela tecnologia de equipamentos preventivos contra incêndio.

A atualização prevê a padronização de serviços técnicos, maior segurança jurídica, expansão da abrangência de edificações e redução dos prazos para análises para até 60 dias, entre outros. As mudanças preveem a inclusão dos sistemas de detecção e alarme; o controle de fumaça e os sistemas de extinção por gases inertes, bem como as medidas de proteção passiva que não foram contempladas à época, dentre elas, o controle de materiais de revestimento e acabamento; a acessibilidade de veículos de combate a incêndio às edificações; a distância de segurança entre as edificações; a compartimentação horizontal e vertical e a exigência de equipes de intervenção (brigadas de incêndio).

Ezequiel propõe ações de segurança, esporte e lazer para Ceará-Mirim e Florânia

unnamed (1)

Com o objetivo de promover segurança e incentivar o esporte e o lazer nos municípios de Ceará-Mirim e Florânia o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), apresentou dois requerimentos para beneficiar a população destas cidades.

“São ações que buscam melhorar a qualidade de vida da população das cidades de Ceará-Mirim e Florânia. Na segurança pública o enfrentamento à criminalidade na região precisa antes de tudo de mais efetivo policial e viaturas em condições de oferecer pronta resposta as ações delituosas e o esporte precisa de áreas para a sua prática”, destaca Ezequiel Ferreira.

Para Ceará Mirim, Ezequiel solicita uma viatura e efetivo policial militar na comunidade de Baixo Verde.  “As comunidades rurais estão bastante vulneráveis quanto à segurança pública”, destacou. A região possui um único posto policial, construído por um empresário local, e atende também as comunidades de Rio dos Índios, Boa Vista, Capoeira Grande, Coqueiros, Alto do Sítio, Sítio, Serrinha, Caiana e Aningas. “Portanto, sem policias e viaturas fica impossível o funcionamento do posto”, completa o deputado.

A recuperação geral na quadra poliesportiva localizada na Vila Jucuri é o benefício requerido pelo presidente da Assembleia para o município de Florânia, na região Seridó. “O equipamento que passa por desgastes em sua estrutura física, é o local onde os atletas exercitam o esporte amador na comunidade, como vôlei e futebol de salão e atividades culturais”, justifica. A Vila Jucuri tem cerca de 800 habitantes.

Ministro Henrique Eduardo Alves apoia obras em Genipabu e Pitangui

240516KlaussRego_Pref_Extremoz_RN_4415BPM

A continuação das obras de urbanização da orla de Genipabu, em Extremos (RN), foi um dos assuntos da audiência do prefeito Klauss Rego com o ministro Henrique Eduardo Alves. O projeto, que estava parado, foi orçado em R$ 1 milhão. Além de calçadão, a obra contempla a construção de quiosques que substituirão as antigas barracas de praia, espaço para comercialização de artesanato e banheiros públicos.

O prefeito também pediu a liberação de recursos para as obras já iniciadas de três praças na praia de Pitangui, no valor de R$ 975 mil.  A conclusão da sinalização turística do município foi outro assunto apresentado pelo prefeito Klauss Rego ao ministro do Turismo. O projeto custou R$ 493 mil ao MTur.

O ministro Henrique Alves reafirmou o apoio do MTur aos projetos locais reforçando a infraestrutura turística do município com novos equipamentos e sinalização adequada. Genipabu é um dos destinos mais procurados pelos turistas que vistam o Rio Grande do Norte. Entre as atrações locais, além das dunas e lagoas, estão os passeios de buggy e dromedários.

Gustavo Fernandes participa de solenidade de entrega do Prêmio Dr. Pinotti

unnamed

O deputado estadual Gustavo Fernandes (PMDB) participou, na manhã desta terça-feira (24), em Brasília, da solenidade de entrega do prêmio Dr. Pinotti para a Maternidade Escola Januário Cicco (Mejc), que é referência no Rio Grande do Norte.

Representando a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o parlamentar acompanhou a premiação ao lado do médico e diretor da instituição, Kleber Moraes. Ao todo, cinco instituições foram eleitas pelo Conselho Deliberativo da Câmara dos Deputados

“Esse prêmio é o reconhecimento de uma entidade responsável por atender milhares de mulheres potiguares. O trabalho da Maternidade Januário Cicco é referência em assistência às mulheres para o Brasil inteiro”,  destacou.

Concedido desde 2010, o prêmio leva o nome do médico ginecologista paulista José Aristodemo Pinotti (1934-2009), que se notabilizou por promover políticas voltadas para as mulheres nos diversos cargos públicos em que ocupou, como deputado federal e secretário de Saúde do Estado de São Paulo.

A premiação homenageia instituições que se destacam no atendimento às brasileiras. O evento faz parte da comemoração, no Congresso Nacional, pelo Dia Mundial de Combate à Mortalidade, celebrado em 28 de maio.

Deputados aprovam regime de urgência para matéria do TJ e do IPERN

unnamed (13)

Matérias serão apreciadas conjuntamente pelas comissões temáticas da Casa
O projeto de lei propondo acordo de cooperação entre o Tribunal de Justiça do RN e o Governo do Estado para transferência de R$ 20 milhões que será incorporado ao Fundo Penitenciário e aplicado em investimento exclusivo na construção de 600 vagas prisionais será votado em regime de urgência pela Casa. Na sessão desta terça-feira (24) os deputados ainda aprovaram para também ser votado em regime de urgência matéria do Executivo que reestrutura o Regime Próprio de Previdência Social e reorganiza o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Rio Grande do Norte (IPERN).

“Com a aprovação das matérias de hoje a Casa Legislativa garante regime de urgência constitucional às matérias do Tribunal de Justiça e da questão previdenciária, respeitando o trâmite constitucional da Casa”, afirmou o presidente do Legislativo do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). Na próxima segunda-feira (30) haverá reunião conjunta das comissões temáticas para ciência das matérias, para sua distribuição e elaboração dos pareceres.

Vão se reunir a Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJ), Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) e Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho. Na terça-feira (31), outra reunião conjunta irá deliberar os pareceres e em seguida irão a plenário para anúncio e entrarem em votação na quarta-feira (1).

Os R$ 20 milhões transferidos do TJRN para o Executivo não tem natureza de empréstimo. Além de possibilitarem a construção de um presídio com capacidade para 600 presos, os recursos vão permitir a instalação de uma unidade APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) no Rio Grande do Norte

Assessoria

Temer anuncia as medidas econômicas de seu governo

23ad71ca3a31e554cc89a6b477968a08

O presidente interino Michel Temer anuncia nesta terça-feira (24/5) o pacote de medidas econômicas de seu governo. O objetivo central é cortar gastos e controlar a dívida pública. Em entrevista coletiva, ele afirmou que “está governando junto” com os parlamentares e negou a acusação de que está instituindo um “semiparlamentarismo”. Para ele, o importante é dar ao país uma “tranquilidade” institucional.

O ministro da Fazenda Henrique Meirelles diz que é importante agir rápido, mas que também é importante tomar medidas eficazes.

Prioridades
A reforma previdenciária é tema central no seu pacote de medidas. Haverá também limitação dos subsídios, de forma a economizar R$ 2 bilhões por ano. De acordo com Temer, as medidas indicadas foram feitas em “concordância” com a sociedade. Ele afirmou que para desenhá-las, debateu antes com as entidades sindicais.

Ao falar sobre a dívida do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) ao Tesouro Nacional, que chega a R$ 100 bilhões, o presidente interino afirmou que ainda cabe alguma “avaliação jurídica”.

Temer propõe a extinção de um fundo soberano com mais de R$ 2 bilhões. A ideia é usar esse dinheiro para cobrir o rombo do setor público.

Serão priorizados alguns projetos no Congresso. Um deles é sobre a governança dos fundos de pensão e das estatais, instituindo critérios rígidos para a indicação de dirigentes dos fundos, com a “meritocracia funcionando”.

Ao fim de seu discurso, Temer afirmou que “não tem compromisso com o erro”. E, caso erre, “consertá-lo-ei”, brincou.

Defesa
Temer aproveitou o início do anúncio para falar sobre os problemas que vêm abatendo o início de sua governança. Ele afirmou que “todos querem testar as instituições nacionais” e que muitos têm o desejo de impedir a aprovação do pacote de medidas. “Lamento dizer que muitos vão tentar tumultuar os trabalhos para impedir a votação”, disse.

Temer disse que é vítima de “agressões psicológicas” e pediu para que quem contestasse seu governo, que o fizesse por vias legais. Reafirmou que seu governo não é um “rompimento institucional”, mas sim a “consequência da Constituição”.

Ao fim da defesa de seu governo, o presidente interino disse que o país deve ser pacificado. “Não podemos admitir a guerra entre brasileiros, a disputa quase física”.

Jucá
O adiamento do pacote chegou a ser cogitado na segunda-feira (23) por conta da repercussão das conversas entre o agora ex-ministro Romero Jucá e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, em que ele supostamente fala da tentativa de barrar a Operação Lava Jato com o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

Mas prevaleceu a avaliação de que um novo adiamento do anúncio das medidas na véspera da votação da mudança da meta fiscal pelo Congresso Nacional agravaria a tensão no mercado financeiro com a ameaça de paralisia do governo.

Fonte: Metrópoles