Category: Política

Hermano parabeniza Fátima e torce para que o RN seja mais justo

O deputado Hermano Morais, do MDB, fez um pronunciamento na sessão solene desta terça-feira (30) fazendo um balanço das eleições do último domingo (28). Ele parabenizou a governadora eleita Fátima Bezerra (PT) e também o candidato Carlos Eduardo Alves (PDT). Ele disse torcer para que o Estado seja um lugar melhor e mais justo.

“No último domingo tivemos um momento democrático do país, elegendo Bolsonaro presidente e Fátima governadora. Que os dois possam ter êxito em seus governos”, afirmou. O deputado também falou sobre a Comissão de Educação, que ele preside da Casa Legislativa. “Amanhã faremos uma reunião extraordinária para colocar todas as matérias em discussão”, informou.

Hermano Morais também parabenizou as duas iniciativas da Casa Legislativa na manhã desta terça-feira: a sessão solene que homenageia o Outubro Rosa e o lançamento da Campanha de conscientização sobre o autismo: “Entenda o ritmo de cada um”.

Pós-eleição: o que acontece entre o resultado e a posse da nova governadora e deputados estaduais

As eleições 2018 terminaram neste domingo (28). Entretanto, o processo de transição dos cargos continua até janeiro de 2019, quando os candidatos eleitos para o Poder Executivo iniciam os trabalhos.

Para o Governo do Estado, Fátima Bezerra (PT) será empossada cerimônia na Assembleia Legislativa. De acordo com a Constituição Federal, os mandatos para o Poder Executivo iniciam sempre em primeiro de janeiro.

Antes de deixar o cargo, o atual chefe do Executivo designa uma equipe de transição para que o próximo a ocupar a gestão tenha acesso às informações necessárias para a administração pública. A regra vale tanto para o presidente quanto para governadores. O objetivo é que o candidato eleito possa inteirar-se do funcionamento dos principais órgãos e entidades, além dos direitos e obrigações que vai herdar no novo governo.

No caso da Assembleia Legislativa, as legislaturas começam sempre em 1º de fevereiro do ano seguinte ao da eleição e terminam sempre em 31 de janeiro, quatro anos depois. Na primeira sessão, o rito será protocolar, de posse de cada um dos 24 de deputados. Posteriormente, segue-se a eleição para presidente da Mesa Diretora.

Nesse meio tempo, O Tribunal Regional Eleitoral diplomará os eleitos dia 19 de dezembro, ato pelo qual a Justiça Eleitoral atesta que os candidatos foram efetivamente eleitos pelo povo e, por isso, estão aptos a serem empossados no cargo.

Eleitores

Os eleitores que não votaram em algum dos turnos das eleições 2018 devem fazer uma justificativa até 60 dias após cada votação, ou seja, até 6 de dezembro para o primeiro turno e 27 de dezembro para o segundo. O Requerimento de Justificativa Eleitoral pode ser baixado no site da Justiça Eleitoral (justifica.tse.jus.br) e deve ser acompanhado por um documento que comprove o motivo de não votar.

Também é possível fazer uma justificativa online. Neste caso, o eleitor deve usar o Sistema Justifica do TSE para apresentar o Requerimento, informar os dados pessoais e anexar a documentação digitalizada para comprovar a ausência nas urnas.

 

Assessoria

Para Ezequiel, com a vitória de Fátima Bezerra nas urnas agora é baixar as bandeiras e trabalhar pelo RN

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira (PSDB), externou sua alegria em ter contribuído para a construção da consagradora vitória da professora Fátima Bezerra (PT) como a primeira governadora de origem popular do Estado.

“Demos nosso irrestrito apoio à Fátima. Agora é hora de trabalhar. É urgente a necessidade de se baixarem as bandeiras e buscar resoluções para a grave crise que o estado enfrenta nos mais diversos setores”, disse.

No plano nacional Ezequiel Ferreira parabenizou o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e conclamou para que a bancada federal do Rio Grande do Norte, unida, procure caminhos para beneficiar os potiguares com ações da União a começar pelo Pacto Federativo com mais recursos para Estados e Municípios. “Pacto este que o próprio presidente eleito assumiu compromisso em seu discurso assim que foi anunciado o resultado”, disse Ezequiel.

Segundo Ezequiel Ferreira para enfrentar os desafios da gestão governamental será preciso experiência, habilidade para negociar com contrários, união com quem pensa diferente e soma de novas proposições quando se tem o objetivo comum, que é tirar o Rio Grande do Norte da crise.

Para o presidente da Assembleia, o processo eleitoral tem que deixar de ser traumático e drástico nas relações entre políticos. “O nós contra eles tem que acabar. A verdade não está só no verde, no vermelho, no azul, no amarelo, no branco. Cada um tem sua verdade. Se somarmos, elas corrigem rumos. Assim vive e sobrevive uma sociedade sadia e que trabalha pelo bem- comum. É neste espírito que aqui estamos, e já convocamos todos para arregaçar as mangas pelos próximos quatro anos”, conclamou.

“Todos sabem das necessidades nos setores da Educação, da Saúde, da Segurança Pública, do ajuste das contas do estado, com déficit nas alturas. É preciso reverter o desemprego e enfrentar 7 anos de estiagem.  Enfrentar todas estas demandas requer força e união. Não há outro pensamento neste arco de alianças que consagrou Fátima Bezerra nas urnas, neste domingo”, disse Ezequiel.

Para o deputado, nestas eleições, a maior lição vem do eleitorado. O Rio Grande do Norte tem grandes necessidades. Muitas de décadas. “É preciso deixar muito claro para o eleitor qual o projeto governamental que se deseja para os próximos anos e quais forças e a correlação política para executá-lo”, disse Ezequiel Ferreira enfatizando que como apoiador de Fátima Bezerra estará cooperando enquanto legislador no processo de transição governamental com a gestão Robinson Faria que se encerra em 31 de dezembro deste ano.

‘Teremos um governo de diálogo’, diz Fátima Bezerra (PT) após ser eleita governadora do RN

Resultado de imagem para Fátima Bezerra e Ezequiel Ferreira
Foto: da Internet

Governadora eleita no Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) agradeceu aos votos dos potiguares e afirmou que vai administrar o estado com diálogo, em entrevista na noite deste domingo (28), após a confirmação da vitória. “O RN pode ter a certeza de que serei a governadora de todos e todas, dos que votaram em mim, e dos que não votaram também. Teremos um governo de diálogo, um governo de união, para construir um RN que tenha paz, segurança, dignidade e empregos para o nosso povo”, declarou.

Fátima Bezerra (PT) foi eleita governadora do Rio Grande do Norte em segundo turno, neste domingo (28). Ela recebeu 1.013.092 votos, ou 57,58% dos válidos e Carlos Eduardo (PDT), 746.432 votos (42,42%). Veja a apuração completa aqui.

A futura governadora do RN comentou o fato de ser a única mulher eleita para liderar um estado, no país. “Eu tenho muita consciência desse momento político que o RN vive. Tem outro aspecto que me emociona muito. O fato de eu ser a única mulher que vai compor o colegiado de 27 governadores no nosso país. E justamente na terra de Nísia Floresta e do primeiro voto feminino do Brasil”, destacou.

“A maioria do povo do RN resolveu fazer uma mudança, no sentido de eleger uma professora de origem humilde que tem mais de trinta anos de vida pública pautada por honestidade, espírito público e seriedade. E isso não vai mudar neste momento político que estamos vivendo”, declarou em entrevista coletiva, após a vitória.

Fátima Bezerra tem 63 anos. É professora, pedagoga e atualmente ocupa o cargo de senadora da república pelo Rio Grande do Norte. Ela nasceu em 19 de maio de 1955 em Nova Palmeira, na Paraíba, mas mora no Rio Grande do Norte desde a adolescência. Se filiou ao PT em 1981 e entrou na carreira política-eleitoral após atuação no sindicato dos professores do estado.

Antes do Senado, Fátima foi eleita deputada estadual duas vezes consecutivas, nas eleições de 1994 e 1998. Em 2002, disputou pela primeira vez um cargo na Câmara Federal. Ganhou e foi eleita outras duas vezes, em 2006 e 2010, sempre pelo Rio Grande do Norte. Entre as candidaturas vitoriosas no Legislativo, disputou a Prefeitura de Natal nos anos de 1996, 2000, 2004 e 2008, mas perdeu nas quatro ocasiões.

Em 2014, com 808.055 votos potiguares (54,84% dos válidos), Fátima foi eleita senadora. Ela poderia permanecer no cargo até 2022, mas decidiu se candidatar ao governo do estado. Eleita, a professora assumirá pela primeira vez um cargo do Poder Executivo – a única governadora eleita no país em 2018.

“Quero agradecer ao povo do Rio Grande do Norte que foi o grande protagonista dessa vitória tão expressiva que a gente acaba de ter. Ao povo do Rio Grande do Norte, o meu mais profundo agradecimento. Nossa candidatura nasceu do sentimento popular. Nossa candidatura expressava isso: esperança por mudança. E o povo do Rio Grande do Norte confirmou isso hoje nas urnas”, disse.

 

Fonte: http://www.apodiario.com.br/2018/10/teremos-um-governo-de-dialogo-diz.html

Confira algumas propostas do presidente eleito Bolsonaro

Resultado de imagem para Bolsonaro
Foto: da Internet

Da Exame

Jair Bolsonaro foi eleito neste domingo (28) presidente do Brasil. Com 99,8% das urnas apuradas, o candidato do PSl conquistou 55,15% dos votos, contra 44,85% de Fernando Haddad (PT).

Bolsonaro será o chefe do Poder Executivo pelos próximos quatros anos e receberá a faixa presidencial no dia 1º de janeiro de 2019. Veja algumas das propostas do presidente eleito com base no programa apresentado ao TSE e entrevistas concedidas durante a campanha:

Segurança e direitos humanos

Bolsonaro defende a liberdade de escolhas “desde que não interfiram em aspectos essenciais da vida do próximo”. Segundo ele, essa liberdade deve alcançar escolhas afetivas, políticas, econômicas ou espirituais e acrescenta que uma nação mais fraterna e com menos excluídos é mais forte. Em seu programa de governo, diz que a política de direitos humanos será redirecionada com prioridade para a defesa das vítimas da violência, como a reforma do Estatuto do Desarmamento e o direito de as pessoas terem armas para usar em “legítima defesa”. Ele também defende a redução da maioridade penal para 16 anos, é contrário à progressão de penas e as saídas temporárias de presos em datas especiais, os chamados saidões.

Economia

Uma das principais propostas é a privatização ou extinção de estatais. Segundo Bolsonaro, a ideia é reduzir o pagamento de juros, que custaram R$ 400,8 bilhões em 2017, com a venda de ativos públicos. Em relação à reforma da Previdência, defende a implantação, no país, de um modelo privado de capitalização do setor. Como proposta para o sistema tributário do país, o programa fala em unificar impostos e simplificar o sistema de arrecadação de tributos. Uma das promessas é reduzir de forma gradativa os impostos, por meio da eliminação e unificação de tributos, “paralelamente ao espaço criado por controle de gastos e programas de desburocratização e privatização”. O assessor econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes, que deve assumir como ministro da Economia, disse, em conversa com investidores, que a intenção é criar uma alíquota única de 20% no Imposto de Renda, que passaria a incidir sobre quem ganha acima de cinco salários mínimos.

Bolsonaro pretende criar um novo tipo de carteira de trabalho, batizada de “carteira verde e amarela”, que seria voltada ao jovem quando ingressasse no mercado de trabalho. Por essa carteira, o contrato individual de trabalho teria prevalência sobre a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), mas sem violar dispositivos trabalhistas previstos na Constituição.

Pretende instituir uma renda mínima para todas as famílias brasileiras, em valor acima do benefício pago pelo programa Bolsa Família.

Saúde

Bolsonaro diz que as ações planejadas terão como foco “eficiência, gestão e respeito com a vida das pessoas” e que é possível fazer mais com os recursos atualmente disponíveis. Outra proposta é adotar o chamado Prontuário Eletrônico Nacional Interligado em postos, ambulatórios e hospitais para reduzir os custos ao facilitar o atendimento futuro por outros médicos em diferentes unidades de saúde, além de permitir cobrar maior desempenho dos gestores locais. Defende também o credenciamento universal de médicos e instituição de carreira de Estado para médico.

Em relação ao Mais Médicos, o plano de governo prevê que “nossos irmãos cubanos serão libertados” e que suas famílias poderiam imigrar para o Brasil desde que os profissionais sejam aprovados no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida). Os médicos cubanos passariam a receber integralmente o valor pago pelo governo brasileiro e que, atualmente, é redirecionado, via convênio com a Organização Pan-americana da Saúde (Opas), para o governo de Cuba.

Meio ambiente e Agricultura

No programa de governo apresentado à Justiça Eleitoral, Bolsonaro não fez menção direta ao tema meio ambiente, mas apontava caminhos para agricultura. O novo presidente pretende criar uma “nova estrutura federal agropecuária”, que vai englobar diversas pastas. Durante a campanha, defendeu a junção dos ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura, mas nos últimos dias admitiu que poderá manter o Ministério do Meio Ambiente. O candidato do PSL também disse que pode flexibilizar a legislação que regula a exploração econômica de áreas verdes preservadas, inclusive na Amazônia, e não concederá novos territórios para indígenas e quilombolas. Na área de agricultura, a proposta é atender as demandas de “segurança no campo; solução para a questão agrária; logística de transporte e armazenamento; uma só porta para atender as demandas do agro e do setor rural; políticas especificas para consolidar e abrir novos mercados externos e diversificação”.

Educação

O plano de governo diz que educação básica, do ensino infantil ao médio, será prioridade. Defende a educação a distância para o ensino fundamental como alternativa “para as áreas rurais onde as grandes distâncias dificultam ou impedem aulas presenciais”. Para o ensino superior, Bolsonaro diz que as universidades precisam gerar avanços técnicos para o Brasil, por meio de parcerias e pesquisas com a iniciativa privada. Em entrevistas, defendeu a diminuição das cotas raciais em universidades e concursos públicos. Bolsonaro quer que conteúdo e método de ensino “precisam ser mudados. Mais matemática, ciências e português, sem doutrinação e sexualização precoce”. Ele pretende resgatar a disciplina de Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira nas escolas.

Ciência e tecnologia

Para Bolsonaro, o modelo de pesquisa e inovação no Brasil está “esgotado”. Em vez de os recursos do setor serem organizados por Brasília, defende o fomento de “hubs” tecnológicos nos quais universidades se aliam à iniciativa privada “para transformar ideias em produtos”. Os programas de mestrado e doutorado deverão ser feitos “sempre perto das empresas”. Propõe investimento na exploração de energia renovável solar e eólica no Nordeste e pesquisa e desenvolvimento em grafeno e nióbio.

Política externa

Defende que o Ministério das Relações Exteriores precisa estar a serviço de valores que sempre foram associados ao povo brasileiro. A outra frente, diz o programa, será fomentar o comércio exterior com países que possam agregar valor econômico e tecnológico ao Brasil, como os Estados Unidos. No âmbito regional, o plano de Bolsonaro prevê aprofundamento da integração “com todos os irmãos latino-americanos que estejam livres de ditadura” e países “sem viés ideológico”. Sobre o Mercosul, afirmou que não se pode “jogar para o alto” o acordo. “O que não pode é continuarmos usando acordos como esse em função de interesses ideológicos como o PT fez”, criticou.

 

Nota de agradecimento de Carlos Eduardo

Resultado de imagem para Carlos Eduardo Alves
Foto: da Internet

Quero expressar profunda gratidão aos norte riograndenses que confiaram em nossas propostas, nossas ideias, na nossa capacidade administrativa e deram o seu voto ao 12, na confiança de que, das urnas, nasceria um Rio Grande do Norte pautado pela ética, a gestão eficiente e a tolerância zero com a corrupção.

Fizemos uma campanha limpa e propositiva. Baseada na coragem e no sentimento de mudança, na nossa história que transformou Natal numa capital capaz de orgulhar seus filhos e seus visitantes. Foram quatro gestões fixadas no coração e na alma de sua gente.

Abri mão de meus quase três anos de mandato como prefeito por saber que, ao homem público verdadeiro, não é permitida a omissão da luta.

O Rio Grande do Norte chegou ao fundo do poço nos últimos quatro anos.

Me propus mudá-lo, percorrendo no calor, nas noites e madrugadas, o itinerário da esperança numa gestão voltada a todos, sem lados ou preconceitos ideológicos.

Agradeço à toda a equipe que esteve conosco, ao meu partido, o PDT e aliados, o PP, o DEM, o MDB, o Podemos e, no segundo turno, a relevante presença do PSL.

Agradeço a toda minha família, em especial à minha mulher Andréa, uma demonstração guerreira de amor em cada instante da jornada.  Agradeço aos meus filhos pelos dias em que não pude estar com eles, trabalhando para que cada filho do Rio Grande do Norte compreendesse nossa mensagem.

Cabe-me exercer a missão delegada pelo povo do meu Estado.

Irei cumpri-la.

À minha adversária, sinceros votos de êxito.

Na minha vida pública, aprendi a ganhar e a perder.

Desistir, nunca! Jamais!

Que Deus nos proteja e a todo o Rio Grande do Norte.

Carlos Eduardo

Ibope – RN, votos válidos: Fátima, 55%; Carlos Eduardo, 45%

O Ibope divulgou nesta sexta-feira (26) o resultado da pesquisa sobre o segundo turno da eleição para o governo do Rio Grande do Norte. O levantamento foi realizado entre quarta (24) e sexta-feira (26) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Na pesquisa anterior, Fátima tinha 54% e Carlos Eduardo, 46%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos Totais

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:

  • Fátima Bezerra (PT): 52%
  • Carlos Eduardo (PDT): 42%
  • Em branco/nulo: 4%
  • Não sabe: 3%

Rejeição

A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O Ibope perguntou: “Para cada um dos candidatos a governador do Rio Grande do Norte citados, gostaria que o(a) sr(a) dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele”?

Carlos Eduardo (PDT)

  • Com certeza votaria nele para governador do RN – 34%
  • Poderia votar nele para governador do RN – 17%
  • Não votaria nele de jeito nenhum para governador do RN – 37%
  • Não o conhece o suficiente para opinar – 10%
  • Não sabem ou preferem não opinar – 2%

Fátima Bezerra (PT)

  • Com certeza votaria nela para governadora do RN – 41%
  • Poderia votar nela para governadora do RN – 16%
  • Não votaria nela de jeito nenhum para governadora do RN – 33%
  • Não a conhece o suficiente para opinar – 9%
  • Não sabem ou preferem não opinar – 2%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 812 pessoas em 38 cidades
  • Quando a pesquisa foi feita: 24 a 26 de outubro
  • Registro TSE: BR-05542/2018
  • Registro no TRE/RN: RN‐04531/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: Inter TV Costa Branca
  • O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos.

Fonte: https://g1.globo.com/rn

TV Assembleia transmite aulões preparativos para o Enem a partir de 1º de novembro

O Conexão Enem, projeto da Assembleia Legislativa, prepara mais uma atividade de revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) voltada aos candidatos que vão fazer as provas. Os aulões, já tradicionais na agenda do Exame no Estado, tiveram data definida e vão, mais uma vez, reunir uma equipe de professores afiada no assunto.

O esforço por educação é uma das metas que foi traçada pela Assembleia Legislativa dentro de seu planejamento estratégico. A colaboração que o Poder Legislativo dá para os alunos que vão fazer a prova do Enem é uma expressão desse compromisso.

O primeiro aulão do Conexão Enem será no dia 1º de novembro, das 19h às 21h, e abordará a redação e os possíveis temas que serão objeto da prova. Na condução do programa estará o professor João Maria com dicas de estruturação do texto e argumentação de acordo com o que o avaliador espera do aluno.

A segunda aula ocorre no sábado (3), das 17h às 19h, véspera da primeira etapa da prova, e será de revisão sobre as matérias que serão abordadas na primeira parte da prova objetiva, que trará as disciplinas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação, Ciências Humanas e suas Tecnologias.

A terceira aula será no dia 8, das 19h às 21h, e terá conteúdo voltado para Ciências da Natureza e suas Tecnologias / Matemática e suas Tecnologias. O horário dessa última aula ainda será definido.

Todos os aulões serão transmitidos pela TV Assembleia, que pode ser sintonizada nos canais 09 e 109 da Cabo, canal 16 da NET e 51.3 do sinal aberto.

Assessoria

Conheça os tipos de autismo, tema da nova campanha da Assembleia

 

Transtorno de desenvolvimento que é tema da nova campanha educativa da Assembleia Legislativa, o autismo ou Transtorno do Espectro Autista possui tipos ainda pouco conhecidos pela sociedade. De acordo com o Núcleo de Atenção Biopsicossocial da Casa, são cinco as variações: o infantil, a Síndrome de Rett, o Transtorno Desintegrativo da Infância, a Síndrome de Asperger e o clássico.

Segundo a psicóloga Helga Torquato, o tipo mais comum é o clássico, cujas características mais marcantes são a pouca socialização, o déficit na fala, a repetição de movimentos e o desvio de contatos visuais. “Diante de sintomas como esses, os pais ou responsáveis devem procurar especialistas. Para cada variação, há um tratamento, com o mesmo fundamento”, explica ela.

No caso da Síndrome de Rett, a irritabilidade crescente, a estabilização e até mesma a perda na aquisição de habilidades motoras são sinais de manifestação. Crianças com Transtorno Desintegrativo da Infância, por sua vez, apresentam um desenvolvimento aparentemente normal nos primeiros anos de vida, mas antes de completarem 10 anos de idade começam a manifestar uma profunda regressão na comunicação e nas habilidades sociais.

Tida como uma variação do autismo, a Síndrome de Asperger, como era antigamente conhecida, é definida pela presença de déficits persistentes na comunicação e na interação social. Crianças que a possuem têm dificuldade para interagir com outras pessoas e muitas vezes comportam-se de forma estranha em situações sociais. Portadores desse distúrbio geralmente não fazem amigos facilmente, pois têm dificuldade para iniciar e manter uma conversa.

Helga conta que, além dos tipos, há ainda os graus de autismo, que podem variar entre leve, moderado e severo. O que determina o grau, de acordo com a psicóloga, é o nível de dependência e de necessidade de suporte do paciente. “Independentemente do grau, o objetivo do tratamento é retirá-lo do isolamento no qual ele se coloca”, resume a profissional.

O autismo será discutido em audiência pública no próximo dia 30, às 9h, na Assembleia Legislativa. O atendimento às pessoas acometidas pelo autismo, o aumento no registro de casos e os esclarecimentos sobre o distúrbio serão alguns dos pontos em debate durante a discussão proposta pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB). Na audiência, o Legislativo também lança a campanha “Autismo: entenda o ritmo de cada um”.

 

Assessoria

DESCOBERTA. Veja os arquivos com milhares de VIDEOS e FAKES contra Bolsonaro para ser distribuídos pela esquerda

Descobertos arquivos no DRIVE com milhares de VIDEOS e FAKES contra Bolsonaro

Colaboradores da Revista Sociedade Militar descobriram na internet depósitos gigantescos de arquivos de texto, cartazes e vídeos para whatsapp para serem distribuídos pela esquerda em uma última tentativa de virar o jogo.

Ao mesmo tempo em que acusa BOLSONARO de usar as redes sociais, principalmente o whatsapp, para disseminar boataria, o PT disponibiliza arquivos com acesso restrito para que seus militantes distribuam material.

Se desejar acesse os drives para conferir.

Os links estão logo abaixo

https://drive.google.com/drive/folders/1A41ztn3MhhqLgZ-nfIsjAepWWwtLH9mC

https://drive.google.com/drive/folders/1CS1rVVWcDbfUu2QHZ9jSaS_daUgyUr6G

 

Fonte: https://www.sociedademilitar.com.br/wp/2018/10/descoberta-veja-os-arquivos-com-milhares-de-videos-e-fakes-contra-bolsonaro-para-ser-distribuidos-pela-esquerda.html

Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 56%; Haddad, 44%

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (25) o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta quarta-feira (24) e quinta-feira (25) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Pesquisa Datafolha - 25-10 - Votos válidos, segundo turno da eleição presidencial — Foto: Arte/G1

Fonte: https://g1.globo.com/politica/eleicoes/2018/noticia/2018/10/25/datafolha-para-presidente-votos-validos-bolsonaro-56-haddad-44.ghtml

Pesquisa Datafolha - 25-10 - Votos válidos, segundo turno da eleição presidencial — Foto: Arte/G1

Candidatos ao governo do RN no 2º turno se confrontam em debate da Inter TV Cabugi

Os dois candidatos ao governo do RN no segundo turno participaram do debate na Inter TV Cabugi — Foto: Pedro Vitorino
Os dois candidatos ao governo do RN no segundo turno participaram do debate na Inter TV Cabugi — Foto: Pedro Vitorino

Os candidatos ao governo do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo (PDT) e Fátima Bezerra (PT), participaram do debate da Inter TV Cabugi, na noite desta quinta-feira (25), em Natal. Este foi o último confronto público entre os dois postulantes ao cargo antes do segundo turno das eleições 2018, que ocorre no próximo domingo (28). A mediação foi do jornalista da Rede Globo, Ari Peixoto.

Fátima Bezerra (PT)

…Nós temos no domingo apenas dois caminhos a escolher. De um lado, o projeto do candidato que representa as oligarquias que estão no poder aí há 60 anos, o chamado governo de privilégios, governo que olha para três, quatro, ou cinco famílias. De outro lado, um projeto que representa a mudança, que é a nossa candidatura. Um projeto que significa governar para todos e para todas, mas com o olhar principalmente para os que mais precisam. Digo mais ao Rio Grande do Norte: 30 anos de vida pública, honradez, seriedade, decência, espírito público, maturidade, sabedoria…

Carlos Eduardo (PDT)

…Quero lhe dizer, norte-rio-grandense, que, com a experiência que tenho de vida pública, de ter realizado, onde ocupei cargos públicos, como deputado, secretário e como prefeito, nós sempre tivemos o reconhecimento da eficiência, do espírito público, do idealismo de fazer para melhorar a qualidade de vida das pessoas. E é com essa experiência que nós queremos ganhar as eleições e governar o Rio Grande do Norte, em sintonia com esse novo Brasil que está nascendo domingo, encerrando um ponto final no ciclo PT no Brasil, com a candidatura de Jair Bolsonaro e aqui no Rio Grande do Norte com a nossa candidatura…

 

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/eleicoes/2018/noticia/2018/10/25/candidatos-ao-governo-do-rn-se-confrontam-em-debate-da-inter-tv-cabugi.ghtml

Outubro Rosa é destaque na abertura da Semana do Servidor

Exemplos de superação do câncer de mama, alertas sobre formas de prevenção e lições de otimismo. O foco no Outubro Rosa marcou a programação desta quinta-feira (25) da Semana do Servidor na Assembleia Legislativa, que será aberta oficialmente na próxima segunda-feira (29).

A programação especial elaborada pela Comissão de Qualidade de Vida e Saúde da Casa segue até o dia primeiro de novembro e o dia de hoje é considerado o Dia D do Outubro Rosa e da campanha que o Legislativo do RN vem realizando para arrecadação de lenços, integrando-se na campanha nacional realizada pela União Nacional dos Legislativos Estaduais (Unale). Os lenços serão doados a uma instituição de apoio a pacientes com câncer.

Associada-fundadora do Grupo Reviver, Idaísa Mota falou sobre sua experiência na descoberta e tratamento do câncer de mama, além de ensinar o autoexame. “O diagnóstico do câncer não é uma sentença de morte. Apesar de termos triplicado no RN o número de pacientes com câncer, reduzimos na mesma proporção as mortes. Para isso, é muito importante conhecer o corpo, fazer exames anualmente para o diagnóstico precoce” afirmou.

Ela é autora do livro Manual do Câncer de Mama, no qual relata sua experiência ao lidar com a doença e elenca dicas e direitos para as pacientes. Também participaram a diretora administrativa e financeira, Dulcinéa Brandão, o diretor de Políticas Complementares, Ricardo Fonseca e a presidente do programa de Qualidade de Vida, Raphaelle Brites.

“Aqui em nosso local de trabalho é onde passamos a maior parte do nosso tempo e a prevenção pode ser feita nas mínimas coisas, num bom relacionamento, na harmonia e nos cuidados diários”, afirmou Dulcinéa Brandão, que reforçou a integração de todos à campanha para arrecadação dos lenços. Ricardo Fonseca deu um depoimento emocionado sobre pacientes que acompanha e ressaltou a importância de uma postura otimista diante do diagnóstico, para melhor lidar com a doença. Raphaelle apresentou a equipe do programa de Qualidade de Vida, que está com outras ações programadas para o servidor.

Um dos pontos altos da programação foi a apresentação de dança das voluntárias do Grupo Despertar. O grupo tem atividades como reuniões, palestras educativas, acompanhamentos pré e pós-cirúrgico, visitas hospitalares, entre outros.

 

Assessoria

Comissão de Meio Ambiente aprova duasmatérias em reunião extraordinária

Duas matérias foram analisadas, votadas e aprovadas na reunião extraordinária da Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Interior realizada na manhã desta quinta-feira (25), presidida pela deputada Cristiane Dantas (PPL). Um deles é o Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre a Região Metropolitana de Natal e o Projeto de Lei Complementar que possibilita alteração na composição do Conselho Estadual do Meio Ambiente (CONEMA).
“Esse Projeto que relatamos para alteração no CONEMA é para a inclusão de um representante da Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte, no referido Conselho. Consideramos uma matéria oportuna, consistente e meritória uma vez que a FAERN é uma instituição de grande importância pelo seu caráter representativo dos produtores rurais”, considera o deputado Souza em seu parecer que foi aprovado.
A matéria que modifica a composição da Região Metropolitana de Natal, relatada pela deputada Cristiane Dantas inclui o município de Senador Georgino Avelino na RMN.
“O município de Georgino Avelino, conforme a justificativa do propositor da matéria, tem, praticamente a mesma composição geográfica e outros municípios integrantes da Grande Natal, tais como Monte Alegre, São José de Mipibu, Nísia Floresta e Vera Cruz”, escreve a relatora em seu parecer aprovado no plenário da Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Interior.

Assessoria

A polícia indiciou a jovem marcada com suástica por suspeita de falso testemunho

Suástica desenhada na vítima
Imagem do ferimento feito no corpo da vítima. REPRODUÇÃO/FACEBOOK

A estudante de 19 anos que MENTIU afirmando ter sido agredida com socos e tido o corpo marcado com um símbolo semelhante a uma suástica por três homens um dia depois do primeiro turno eleitoral, enquanto circulava por uma rua de Porto Alegre com uma bandeira de arco-íris na mochila e vestindo uma camiseta com os dizeres #Elenão, slogan contrário ao candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL) foi indiciada por denunciação falsa a polícia.

Ela denunciou o caso à polícia no dia seguinte, quando fez também um exame de corpo e delito, mas decidiu não levar a denúncia adiante pelas consequências psicológicas do ataque que afirmou ter sofrido. “Ela estava bem nervosa e assustada e até hoje não se recuperou”, diz a amiga que a incentivou a denunciar o caso, sem comentar as conclusões da investigação.

A investigação analisa se tem participação direta da campanha do adversário do Bolsonaro.

 

Fonte: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/10/24/politica/1540403913_043615.html