Category: Saúde

Casos de chikungunya crescem 546% no RN em 2019; estado tem maior número de registros no Nordeste

Fêmea do Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus — Foto: Pixabay/Divulgação

Os casos da febre chikungunya atingiram números alarmantes no Rio Grande do Norte em 2019, segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. Com 13.250 casos registrados em 2019, o estado lidera a região Nordeste em número de casos. São 377,8 casos a cada 100 mil habitantes.

Apesar do grande número de casos, oito óbitos foram registrados no Rio Grande do Norte, o equivalente a 42,11% dos óbitos na região Nordeste. O relatório diz que a Bahia também relatou oito mortes. Em 2018, no mesmo período, foram notificados 2.050 casos no RN; uma média de 58,9 casos por 100 mil habitantes. Neste período foram apenas dois casos com morte, segundo o relatório.

A nível nacional, apenas o Rio de Janeiro teve mais registros. Foram 84.309 casos no estado carioca, média de 488,3 casos a cada 100 mil habitantes. Os dados divulgados pelo Ministério correspondem ao período de 30 de dezembro de 2018 a 2 de novembro de 2019.

Dengue e zika vírus

Foram registrados 31.264 casos de dengue no Rio Grande do Norte, uma incidência de 891,5 casos por 100 mil habitantes. O estado fica atrás de Bahia (65.132) e Pernambuco (36.698) e ocupa a terceira posição no número de registros na região Nordeste. Em 2018 foram 22.011 registros, média de 632,7 casos a cada 100 mil pessoas.

O relatório apontou que o RN foi o segundo estado da região Nordeste com mais casos de zika vírus, atrás apenas da Bahia. Foram 1.229 até 24 de outubro deste ano. No mesmo período de 2018, 522 casos prováveis foram notificados.

O G1 RN entrou em contato com a Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Secretaria de Saúde confirma dois novos casos de sarampo no RN

As manchas vermelhas são o sintoma mais óbvio do sarampo — Foto: Getty Images via BBC

A secretaria Estadual de Saúde Pública confirmou mais dois casos de sarampo no Rio Grande do Norte, passando para seis o total já registrado no Estado. De acordo com o novo Boletim Epidemiológico sobre a doença divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública, o número de casos notificados é 85, dos quais 52 foram descartados e 27 permanecem em investigação.

Os dois casos mais recentes confirmados são de duas pessoas do sexo masculino, um com 30 anos, de Natal, e o outro com 29 anos residente em Parnamirim. O paciente de Natal teve contato com o homem de 54 anos, primeiro caso de sarampo no Estado registrado em julho deste ano e que teve histórico de viagem a São Paulo. Já o homem de 29 anos teve o caso notificado em setembro, também após viagem à cidade paulista.

Os outros já confirmados e divulgados anteriormente pela secretaria foram uma criança de 6 anos, do município de Macaíba, uma criança de 1 ano e 6 meses, residente no município de Tibau do Sul – em ambos os casos a fonte de infecção ainda está em investigação –, e de uma mulher de 19 anos, do município de Extremoz que também teve contato com o senhor de 54 anos.

Imunização

A confirmação dos dois novos casos é um alerta importante para que a população do Rio Grande do Norte continue procurando as Unidades Básicas de Saúde para receber a vacina da tríplice viral.

Para ampliar a atualização da caderneta vacinal, o Ministério da Saúde deu início à Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. Até o momento, o Estado tem cobertura vacinal de 73,43% em crianças de um ano – recentemente, o ministério modificou a forma de cálculo da cobertura.

A partir do dia 18 de novembro, começa a etapa para adultos na faixa etária de 20 a 29 anos de idade, que ainda não atualizaram a caderneta de vacinação. O “Dia D” está marcado para 30 de novembro.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Saiba o que o chá de folha de louro pode fazer por sua saúde

Foto/Reprodução

A folha de louro é uma presença habitual nos pratos brasileiros. Dos mais simples, aos mais complexos, o louro ajuda a dar mais sabor de alimentos, sobretudo ao feijão e carnes. 

Símbolo de nobreza e de imortalidade, esta erva aromática tem propriedades terapêuticas há muito tempo reconhecidas.

A folha de louro contém propriedades diuréticas, anti-inflamatórias, antirreumáticas, digestivas, hepáticas, expectorantes e estimulantes. O ingrediente também possui minerais como o potássio e o magnésio e vitaminas como vitamina B6, vitamina B9 (ácido fólico/folato) e vitamina C.

O seu maior benefício é o seu poder relaxante. As folhas de louro podem amenizar o stress e a ansiedade, por exemplo.

A infusão de folha de louro pode beneficiar o sistema gastrointestinal porque promove a liberação da urina, o que contribui com o processo de liberação de toxinas do organismo. Os compostos orgânicos dentro das folhas de louro também carregam enzimas que podem colaborar no combate à perturbação estomacal e aliviar a síndrome do intestino irritável, diminuindo o inchaço e os gases.

Noticias ao Minuto


Dermatologista alerta sobre riscos de inflamações na pele e saúde após contato com óleo nas praias nordestinas

Alergias, dermatites na pele, doenças respiratórias e no trato digestivo. Esses são os risco de doenças após o contato com o óleo no litoral do Nordeste que vem sendo retirado das praias por voluntários sem cuidado apropriado. De acordo com o dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia no RN (SBDRN), Dr. Leonardo Ribeiro, a maior preocupação é com a pele, já que o contato direto com o óleo é prejudicial à saúde.

“Para retirar o óleo das praias é preciso estar com luvas, botas, máscaras e roupas adequadas ao manuseio, bloqueando o contato com o produto químico com componentes ainda não identificados. Só assim, podemos prevenir dermatites e alergias na pele e respiratórias”, aponta o médico.

A recomendação médica também é estendida a questão do banho no mar nos nove estados nordestinos atingidos pelo derramamento de óleo que contém componentes tóxicos. “Mesmo não estando visível no momento do banho, pode ocorrer a diluição do óleo na água do mar e o contato também é maléfico, em proporções diferentes. Há relatos sobre trato digestivo, respiratório e na pele”, destaca Dr. Leonardo. Ele também lembra que em caso de contato, o ideal é lavar a pele do corpo com abundância de água e sabão neutro.

Além das dermatites, a exposição ao óleo pode gerar vermelhidão, irritações, ressecamento, coceiras e até queimaduras na pele, podendo perdurar por semanas. Estudos apontam que o óleo também pode provocar obstrução nos poros e erupções na pele, identificadas por médicos dermatologistas.

É preciso lembrar que o petróleo contem compostos benzeno, tolueno e xileno e são questionados que a longo prazo podem desencadear outras doenças.

Dr. Leonardo também recomenda atenção no momento da retirada do óleo da pele, muitas vezes feita com uso de solventes como querosene, gasolina, álcool, acetona e produtos para móveis, que não devem ser utilizados na pele.

Entre as recomendações do dermatologista também estão de evitar contato direto com o óleo na água, areia e solo nas praias do litoral nordestino.

Dermatologista Dr. Leonardo Ribeiro

Assessoria

Saúde feminina e câncer de mama serão debatidos de palestra gratuita no dia 30

A saúde feminina e a prevenção ao câncer de mama serão debatidos em palestra gratuita promovida pela clínica Persona Dermatologia no próximo dia 30 de outubro as 18h30min no auditório do Tyrol Bussiness Center, em Natal. O tema será abordado pelas médicas Dra. Lisieux Nóbrega (ginecologista e obstetra) e Dra. Teresa Crisina Andrade (mastologista), especialistas em saúde feminina.

Estatísticas da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacam que mais de meio milhão de pessoas são diagnosticadas com câncer a cada ano. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (Inca), alerta para o número de 57.960 novos casos por ano.

Essa é a primeira de uma série de palestras voltadas aos cuidados com a saúde e bem estar. E já que o mês de outubro lembra a campanha do câncer de mama, a Persona alerta sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. “É importante cuidar da saúde das nossas pacientes e das mulheres. A palestra informativa destaca os cuidados preventivos como autoexame e a regularidade nas consultas médicas”, destaca o dermatologista e diretor da clínica Persona, Dr. Leonardo Ribeiro.

Outros temas ligados à saúde feminina como a menopausa e a sexualidade feminina também serão comentados.

A entrada é gratuita e a inscrição pode ser feita pelos telefones 3322-195 ou 98895-7999

Assessoria

RN segue com 4 casos confirmados de sarampo e tem 53 em investigação, aponta boletim

Dia D da vacinação é neste sábado (19) — Foto: Daniel Castellano/SMCS

O Rio Grande do Norte segue com quatro casos confirmados de sarampo e aumentou de 47 para 53 os casos em investigação. É o que aponta o boletim mais recente da subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige) divulgado nesta quinta-feira (17) pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Os dados são referentes aos casos até o dia 12 de outubro. Os números de casos confirmados seguem iguais desde o boletim do dia 12 de setembro, mas os investigados aumentaram. O último boletim havia sido divulgado no dia 2 de outubro.

Ao todo, a Sesap foi notificada de 82 casos neste ano. Desses, 25 já foram descartados – os demais são referentes aos confirmados e em investigação.

Segundo a Secretaria, a maior parte dos casos em investigação estão na região Metropolitana de Natal, seguida por Natal e pelo Seridó potiguar, principalmente no município de Currais Novos.

Campanha de vacinação

O Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo será neste sábado (19) em todo o Brasil. O público-alvo da primeira etapa da campanha são crianças que possuem de seis meses a até 5 anos. É necessário levar documento de identificação e carteira de vacinação.

O Diário Oficial da União (DOU) publicou na quarta-feira (16) que o Ministério da Saúde liberou R$ 3,4 milhões para os municípios do RN fortalecerem as vacinas Tríplice Viral, controle de surto e interrupção da cadeia de transmissão de sarampo.

Fonte: https://g1.globo.com

Ministério da Saúde libera R$ 3,4 milhões para ações contra o sarampo no RN

O Ministério da Saúde liberou R$ 3,4 milhões para os municípios do Rio Grande do Norte fortalecerem as ações de ampliação da cobertura vacinal da Tríplice Viral e de prevenção, controle do surto e interrupção da cadeia de transmissão do sarampo. A portaria com a lista com os valores, por cidade, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (16).

50% dos recursos disponibilizados serão liberados em 30 dias. Para receber os outros 50% os municípios precisam cumprir duas metas: alcançar 95% de cobertura vacinal, da primeira dose da tríplice viral, que previne sarampo, rubéola e caxumba, em crianças de 12 meses de idade; e informar o estoque das vacinas de poliomielite, tríplice e pentavalente às Secretarias de Saúde dos Estados e ao Ministério da Saúde.

A portaria determina ainda que os Estados devem acompanhar a cobertura vacinal de seus respectivos municípios, adotando, no âmbito de suas competências, as medidas necessárias para garantir o acesso e fortalecer as ações de imunização de rotina nos serviços da Atenção Primária à Saúde.

Sarampo no RN

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), publicado em 11 de outubro, o RN tem 4 casos confirmados de sarampo, e 47 casos em investigação.

Fonte: https://g1.globo.com

Outubro Rosa 🎀 Mutirão de mamografias gratuitas na ALRN

A @Assembleiarn promove esta semana, em parceria com o Grupo Reviver, um mutirão de mamografias em frente à Casa Legislativa
.
🗓 O atendimento ocorrerá de hoje até sexta-feira (dia 18), das 7h as 17h com distribuição de 70 fichas por dia (as fichas são distribuídas todos os dias a partir das 6h30 da manhã)
.
🚑 A realização do exame é gratuita para mulheres de 40 a 69 anos. Veja a documentação necessária:

  • Documento de identidade com CPF
  • Cartão do SUS
  • Comprovante de residência
  • Requisição médica (apenas para mulheres de 40 a 49 anos)
    .
    👩🏼‍⚕ Lembrando: a mamografia é um dos mais eficientes exames na detecção de câncer e outras alterações das mamas e deve ser realizado anualmente.
    .

Assessoria

Outubro Rosa: Assembleia é parceira de mutirão de mamografia na Cidade Alta

 Usada para diagnosticar o câncer de mama, a mamografia é um exame não invasivo que captura imagens do seio feminino com o mamógrafo e importante aliado na prevenção. A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte é parceira do Grupo Reviver no mutirão de exames gratuitos de mamografia que será realizado a partir da próxima segunda-feira (14), até a sexta-feira (18).

Os exames serão realizados no horário das 7 às 17h, na unidade móvel que ficará estacionada na Praça 7 de Setembro, em frente à sede do Legislativo do RN. O resultado do exame será entregue no mesmo local, até 30 dias após a realização.

A mamografia é de extrema importância para prevenir o câncer de mama, pois nem sempre os nódulos são visíveis nódulos, mas a presença de microcalcificações de um tipo especial e outros achados podem se mostrar suspeitos para câncer. É recomendável a realização anual da mamografia de rastreamento a partir dos 40 anos.

Para conseguir realizar o exame na Unidade Móvel, as mulheres de 40 a 49 anos devem apresentar carteira de identidade, cartão do SUS, comprovante de residência e encaminhamento médico. Já as mulheres a partir de 50 anos poderão ser examinadas mediante apresentação do cartão do SUS, carteira de identidade e comprovante de residência.

Assessoria

Transplantados renais reclamam da falta de dois medicamentos no RN

Tracolimo e Sirolimo estão faltando na Unicat de Natal RN — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Pacientes transplantados renais do Rio Grande do Norte têm reclamado da falta de dois medicamentos, que fazem parte do tratamento, na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) neste início do mês de outubro: o Tracolimo e o Sirolimo. Segundo o diretor geral da Unicat, Ralfo Cavalcanti, que confirmou a ausência dos medicamentos na unidade, a previsão é de que o Tracolimo esteja à disposição nesta segunda-feira (7) e o Sirolimo no dia 14 de outubro para os pacientes. “O ideal é que não falte, mas temos o agendamento”, disse Ralfo Cavalcanti ao G1.

Segundo ele, a demora neste mês aconteceu por uma questão burocrática, já que o medicamento é enviado pelo Ministério da Saúde. Ele acredita, no entanto, que esse envio volte seja normalizado até o fim do ano. “O Ministério da Saúde tem tido mais dificuldade com esses medicamentos neste ano, mas não é comum esse atraso. Acredito que essa situação esteja regularizada nos próximos meses”, disse.

Um dos pacientes que procurou a Unidade e teve a negativa do medicamento foi Janeide Silva, que deveria ter recebido o Tracolimo no dia 3 de outubro – ela faz uso há quase seis anos. Segundo o filho dela, Victor Araújo, essa insegurança quanto a chegada do medicamento não é algo novo. “Sabemos que isso é recorrente por mais tempo, só que a evidência maior está desde o começo deste ano. Ela participa de um grupo de transplantados em que todos estão bem preocupados com a situação dos últimos dias”, explicou ele.

A reclamação dos usuários dos medicamentos é de que não havia sido dado prazo da chegada deles na Unicat. “É possível que algum funcionário tenha dito, por não saber, que não havia previsão. Mas ela estava agendada. Às vezes não procuraram para passar a informação correta e termina que o usuário fica em pânico numa situação dessas, já que a vida dele depende desse medicamento”, explicou o diretor geral da Unicat, Ralfo Cavalcanti.

Victor conta que a mãe dele toma o medicamento diariamente. Ele diz que ainda há o remédio na casa dela, mas vários amigos que fazem o mesmo tratamento já estão precisando de reposição.

Fonte: https://g1.globo.com

Campanha contra o sarampo começa nesta segunda; foco é imunizar crianças e combater boatos

Foto: Reprodução/EPTV

Municípios de todo o Brasil começam nesta segunda-feira (7) a colocar em prática uma campanha nacional com o objetivo de garantir, até o dia 25 de outubro, que pelo menos 95% de todos os bebês e crianças com entre seis meses e cinco anos de idade recebam uma dose da vacina contra o sarampo.

Na sexta (4), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que, além de repassar verba na vacinação em si, também está investindo em pesquisas para entender o fenômeno dos pais que se recusam a vacinar os filhos.

Segundo ele, “é um mix de motivos” que levam famílias a tomar essa decisão, mas a consequência quem sofre é a própria criança, que fica desprotegida contra doenças contagiosas como o sarampo. Em 2019, das seis pessoas que morreram por sarampo, quatro tinham menos de um ano de idade.

“Quem é a vítima dessa ignorância é a criança, que tem direito à vacina. E o adulto que está fazendo isso está causando a morte da criança”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde, durante o lançamento da campanha nacional de vacinação contra o sarampo — Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

Geração atual de pais

Segundo ele, o problema dos boatos e relatos falsos que provocam a ignorância nas pessoas “é global, não é localizado”. Porém, no caso das vacinas no Brasil, ele afirma quem um dos indícios que podem levar pessoas a acreditar na desinformação que circula via redes sociais ou aplicativos como o WhatsApp é o fato de que a nova geração de pais não conviveu com doenças como o sarampo, a rubéola, a varíola e a poliomelite.

“A geração atual de pais, na faixa de 25 anos, 30 anos de idade, nunca conviveu com essas doenças. Diferente das avós, ou bisavós, que têm 70, 80 anos”, afirmou o ministro. “Eu tenho 55 anos, tenho amigos meus, que moravam na minha rua quando eu era criança, que tiveram pólio. Eu sei o que é, a sequela que deixa e o drama que foi aquilo.”

Mandetta lembrou ainda que, há algumas décadas, as mães comemoravam o acesso às vacinas “como conquistas para seus filhos”, e que populações em zonas rurais ou áreas remotas “saíam da fazenda, saíam de barcos da Amazônia” para conseguir garantir que seus filhos fossem vacinados.

‘Maior arma da humanidade’

O resultado desse esforço de vacinação das gerações anteriores teve, entre outros resultados, o fato de que os jovens atuais pudessem crescer sem conhecer os problemas provocados por doenças altamente contagiosas como o sarampo.

“Eu tenho no meu braço esquerdo a vacina de varíola. Todo mundo que nasceu depois de 1970 nem tem mais a marca. Você falar dessas coisas pras pessoas hoje parece coisa abstrata. Sarampo, caxumba, rubéola, elas não sabem”, disse o ministro. Ele afirmou que pretende realizar uma pesquisa nacional “para entender e poder trabalhar mais focado em qual é o motivo do brasileiro [para recusar a vacina]”. Segundo ele, são “valores, conhecimento, e um coeficiente de ignorância que vem através de ‘fake news’, que poluem” o debate em torno do tema.

Mandetta lembrou, porém, que a ciência já comprovou a eficácia e a segurança das vacinas, além dos riscos à saúde das pessoas, principalmente crianças, que não estejam com a carteira de vacinação em dia.

“Foi a vacina que mais evitou mortes, mais internações hospitalares. A vacina é de longe a maior arma da humanidade para ter diminuído a mortalidade infantil e aumentado a perspectiva de vida.” – Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde

Fonte: https://g1.globo.com

O que faz a barriga aumentar: 6 erros bobos que vão continuar te fazendo engordar

Foto da intermet

Alimentação, sedentarismo e até mesmo fatores emocionais podem ser responsáveis pelo aumento da barriga causado pelo acúmulo de gordura. Além de provocar desconforto estético para muitas pessoas, a adiposidade na região abdominal é perigosa, uma vez que está relacionada a problemas sérios de saúde, como doenças cardíacas, câncer e até morte prematura.

Em seu perfil no Instagram, a nutricionista funcional Patricia Davidson afirma que a gordura abdominal é, de fato, difícil de ser eliminada e pode aumentar se alguns erros não forem corrigidos. Conheça alimentos e hábitos que fazem a barriga aumentar:

O que atrapalha a perda de gordura da barriga

  1. Dieta pobre em frutas, legumes e verduras: os alimentos, ricos em fibras, são fundamentais no cardápio de quem deseja emagrecer e perder barriga, pois ajudam no bom funcionamento do trato intestinal, evitando o excesso de volume abdominal.

2. Consumo elevado de carboidratos refinados e açúcares: a ingestão exagerada de alimentos do gênero causa acúmulo de adiposidade abdominal porque produzem resistência à insulina, fazendo com que o corpo armazene mais gordura na região.

3. Consumo elevado de gorduras ruins: elas também contribuem para o aumento da gordura abdominal e causam prejuízos à saúde. É importante, portanto, dar preferência a gorduras boas, como as presentes em alimentos como azeite de oliva e abacate, por exemplo.

4. Desidratação: para perder gordura na barriga é preciso bebe bastante água durante o dia. Além de eliminar toxinas, combater o inchaço e melhorar o funcionamento do intestino, a boa hidratação é importante para que o cérebro não confunda sede com fome.

5. Inatividade física: abandonar o sedentarismo melhora a saúde como um todo e ajuda na perda da gordura abdominal. Para perder barriga, em vez de apenas realizar séries de abdominais, aposte em atividades alternadas, com treinos de cardio e força, para facilitar a queima de gordura.

6. Distúrbios do sono: dormir poucas horas por noite também faz com que você acumule gordura abdominal. O descanso regula hormônios relacionados ao apetite, melhora o funcionamento do metabolismo e alivia o estresse.

Diário Vip NC

Outubro Rosa: Grupo Reviver promove mutirão de mamografias em 4 municípios do RN

Grupo Reviver faz mutirão de mamografias no RN — Foto: Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste/Divulgação

O Grupo Reviver dá início nesta quarta-feira (2) a um mutirão de mamografias que vai passar por quatro cidades do Rio Grande do Norte. O mutirão faz parte das ações prevista no Outubro Rosa. O primeiro lugar de atendimento é na Policlínica da Zona Norte, de 2 a 5 de outubro, das 7h às 17h. Confira abaixo o calendário completo do mutirão.

“Levar os serviços até a população é uma forma de facilitar o acesso aos exames considerando que muitas vezes as pessoas não têm recursos se quer para pagar o transporte. Nossa demanda tem sido crescente tanto por causas epidemiológicas, como pelo empobrecimento da população que perdeu os planos de saúde e busca o SUS. Ter nossa unidade móvel própria é um momento ímpar”, afirmou a presidente do Grupo Reviver, Ana Tereza Fiúza Mota.

Atualmente a capacidade de atendimento do Grupo Reviver é de até 1300 mamografias por mês, em razão de credenciamento junto ao Ministério da Saúde e contrato de prestação de serviço firmado com a Prefeitura Municipal de Natal. As mamografias são destinadas às mulheres a partir dos 40 anos, que devem levar originais e cópias de documento oficial de identificação com foto, cartão do SUS, comprovante de residência e requisição médica. As mulheres a partir dos 50 anos não precisam da solicitação do médico. Diariamente são distribuídas 70 fichas e o atendimento é realizado das 7h às 17h.

No período de janeiro a julho de 2019, foram realizados 7.634 exames de mamografia.

Sobre o Grupo Reviver

Fundado em 2012, o Grupo Reviver – entidade privada sem fins lucrativos – tem o objetivo de auxiliar na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer em mulheres com dificuldades de acesso à saúde pública e à informação sobre a doença. Suas atividades são financiadas por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas, bem como através de parcerias com o poder público, incluindo o Sistema Único de Saúde (SUS). Aqueles que desejem contribuir podem fazer doações mensais a partir de R$ 30, bastando para isso se cadastrar no site.

Calendário de Mamografias do Outubro Rosa

  • 2/10 a 5/10 – Policlínica da Zona Norte Av. João Medeiros Filho, s/n
  • 7/10 e 8/10 – Conselho da Mulher Av. Antônio Basílio nº 2280
  • 9/10 e 10/10 – Candelária Rua Barão de Assu, s/n
  • 10/10 a 12/10 – Leningrado Rua São Bráulio s/n, Guarapes.
  • 14/10 a 18/10 – Assembleia Legislativa do RN Praça 7 de Setembro.
  • 19/10 – Fórum Jalles Costa Rua da Fosforita, 2327 Lagoa Nova, Natal
  • 21/10 a 23/10 – Câmara Municipal de Natal Rua Jundiaí, s/n, Petrópolis.
  • 24/10 a 27/10 – Secretaria Municipal de Saúde de Assu
  • 28/10 a 30/10 – Câmara Municipal de Mossoró
  • 31/10 a 1/11 – Secretaria Municipal de Saúde de Lajes

Fonte: https://g1.globo.com

Dia D da vacinação contra raiva em animais acontece no sábado (28) no RN

Segunda etapa da vacinação antirrábica — Foto: Prefeitura de Caruaru/Divulgação

O Rio Grande do Norte realiza neste sábado (28) o Dia D da campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos. A estimativa da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) é de vacinar, em 2019, 469.591 animais, sendo 337.702 cachorros e 131.889 felinos. A campanha teve início em 19 de agosto e vai até 18 de outubro.

Em razão de um feriado municipal, Mossoró, no Oeste, será a única cidade potiguar que vai realizar o Dia D em outra data: 19 de outubro.

Na Grande Natal, postos de vacinação vão funcionar das 8h às 17h. Para os municípios do interior, a população pode obter informações sobre os locais de vacinação, que estarão abertos diretamente nas secretarias de saúde de cada cidade.

Em agosto, o Ministério da Saúde comunicou à Sesap que o número de doses da vacina antirrábica (VARC) solicitadas pelo Programa Estadual de Controle da Raiva foi reduzido de 800 mil para 500 mil. Em todo o país, o envio de vacinas foi restrito a nove estados.

Segundo a Secretaria de Saúde, as doses enviadas ao Rio Grande do Norte atenderão a 59 municípios prioritários selecionados pela Sesap a partir de critérios orientados pela Coordenação Nacional do Programa de Controle da Raiva do MS. Ou seja, cidades com registro de raiva animal nos últimos três anos em, ao menos, um dos seguintes animais: cão, raposa ou morcego.

Outro critério adotado para escolha dos municípios é que eles tenham percentual de cobertura vacinal canina e/ou felina menor ou igual a 65% na última campanha.

Em 2019 o Rio Grande do Norte já registrou casos positivos de raiva em 69 animais, sendo 61 morcegos, 4 raposas, 2 bois, 1 égua e 1 cão. As listas de Postos de Vacinação abertos no Dia D na Grande Natal e a lista dos 59 municípios selecionados para campanha de vacinação antirrábica no RN em 2019 estão disponíveis no site da Sesap.

Fonte: https://g1.globo.com

Faculdade de Natal oferece atendimento de saúde gratuito

Uma faculdade privada de Natal está oferecendo atendimento de saúde ao público gratuitamente. A iniciativa faz parte de uma ação multidisciplinar envolvendo os cursos de Enfermagem, Psicologia e Serviço Social.

De acordo com a Uninassau Natal, os atendimentos serão realizados de terça-feira a sexta-feira, das 8h às 18h. Os serviços acontecerão na modalidade plantão, o que não requer prévio agendamento de consulta.

Ao buscar o projeto Clínica-Escola da Uninassau, o paciente será recebido por um plantonista e encaminhado para triagem, momento em que os sintomas são ouvidos e logo em seguida acontece o atendimento solicitado.

O programa de extensão vai funcionar no prédio localizado na Avenida Prudente de Morais, 3510, Lagoa Nova, próximo ao lado do banco Itaú. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone (84) 3344-7809.

Fonte: https://g1.globo.com