Category: Saúde

Idosos podem ter que pagar mais em plano de saúde

Resultado de imagem para Idoso
Foto: Internet

Relatório apresentado nessa quarta-feira na Câmara dos Deputados para reformular a Lei de Planos de Saúde prevê o fim da proibição do reajuste de mensalidade após os 60 anos. O texto, preparado pelo deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), permite que o reajuste seja feito, passada essa faixa etária, em cinco parcelas quinquenais. O texto também prevê reduzir o valor de multas pagas pelas operadoras em caso de negativa de atendimento.

O relatório, com quase 200 páginas, muda de forma significativa a lei atual, de 1998. Feito após 12 reuniões públicas, o texto agora aguarda a contribuição de deputados. Elas poderão ser feitas por meio de destaques e votos em separado.

No reajuste, para evitar abusos, a proposta estabelece que o valor da última faixa de aumento por idade seja, no máximo, seis vezes maior do que a mensalidade paga pelo grupo mais jovem. Dos 47,3 milhões de usuários de planos, 13% são idosos.

A ideia, que tem aprovação do ministro da Saúde, Ricardo Barros, é vista com cautela por especialistas de Saúde e Defesa do Consumidor. À reportagem, Barros, afirmou ser favorável à revisão. “Não tem almoço grátis”, disse ele, na ocasião.

“É preciso avaliar ainda o texto para saber se a medida será benéfica ou não ao usuário do plano”, diz Igor Britto, advogado do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Além do fim do veto do reajuste a idosos, o texto prevê reduzir o valor das multas pagas por operadoras em caso de negativa de atendimento, um dos motivos que mais levam consumidores a acionar a Justiça. Pela proposta, a multa não poderá exceder dez vezes o valor do procedimento. E, em caso de reincidência, no máximo 30 vezes o valor do procedimento. Para Mário Scheffer, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), isso incentiva a negativa. “A lei tem como finalidade justamente impedir que uma conduta seja posta em prática. A proposta dá recado oposto: recusem que a multa não será muito alta.”

 

Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2017/10/19/interna_politica,909753/projeto-preve-reajuste-em-plano-de-saude-de-idosos-e-multa-menor.shtml

RN participa do maior programa nacional de aceleração de projetos de inovação

O Rio Grande do Norte, através do aplicativo Bomédico, está entre os finalistas da Aceleração InovAtiva Brasil, um programa de aceleração para negócios inovadores. Este mês, os representantes do aplicativo participaram de um Bootcamp, que é mais uma das etapas de seleção de projetos de inovação.
Rilton Campos, diretor da Global Gapps Markerting, responsável pelo aplicativo, explicou que o Bomédico, aplicativo que organiza todo o processo de atendimento médico, tem o diferencial de já estar implantado e de já apresentar resultados. “Muitos concorrentes ainda estão com a ideia. Nós já temos um produto. É bom saber que estamos representando o nosso Estado numa área que poucos conhecem. Sinal que também temos potencial”, completou.
Programa de Aceleração InovAtiva é realizada pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com execução da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi). Os participantes estão passando por um processo de mentoria e capacitação especializada para expandir o projeto para outros Países, além de rodadas de negócios com investidores.
O aplicativo faz parte de uma plataforma de agendamento e gerenciamento de consultas que tem por objetivo promover uma maior agilidade na marcação, no gerenciamento das consultas e no relacionamento com os pacientes, reduzindo, assim, os custos operacionais. Nessa plataforma, o paciente se cadastra informando a sua cidade e plano de saúde, localiza o profissional por especialidade, subespecialidade e gênero, e com apenas um toque já agenda a consulta. Entre os benefícios diretos para os médicos estão: a disponibilidade da agenda, aumento na participação do mercado, criação de um canal de relacionamento direto com os pacientes (via atendente), preenchimento e organização da agenda, aumento do número de atendimentos e a redução dos custos administrativos.

Grupo Bonitas faz a I Exposição de Mulheres Bonitas que sofreram com o câncer

 

Uma exposição de mulheres que estão a combater o câncer e ao mesmo tempo revelar ao público do Rio Grande do Norte que é possível se tratar, e evitar a mastectomia; e ainda, mesmo que venha a acontecer podem permanecerem belas para o mundo, sobreviverem a dor e ao preconceito.

I Expo Mulheres Bonitas aconteceu na noite dessa, última, segunda-feira (09) às 19 horas, no Praia Shopping. A mostra relatou a superação de 23 pacientes oncológicas que se apresentarão com determinação após a passagem por uma experiência que exige muita confiança tanto em si quanto aos procedimentos médicos.

As fotografias de rosto retratam a alegria pela vida e, de certa forma, é uma comemoração pela transformação ocorrida com cada uma delas após a experiência de uma doença dolorosa, mas curável.

Das 23 mulheres retratadas, 19 foram acometidas pelo câncer de mama e as quatro restantes se dividem entre o câncer de útero, endométrio, intestino e um tipo raro e incurável diagnosticado como leiomiosarcoma (ou câncer das partes moles). “Mesmo o “Outubro Rosa” sendo alusivo ao câncer de mama, incluímos pacientes de outros tipos da doença porque vimos nelas a vontade de levar essa mensagem de vida e de superação que tanto estimamos”, explicou a criador do Grupo Bonitas Adilza Holanda, e também responsável pela realização da exposição.

Justiça autoriza família do DF a plantar maconha para tratar jovem de 16 anos

Exemplar de Cannabis sativa, planta regularmente conhecida como maconha (Foto: Thinkstock)
Exemplar de Cannabis sativa, planta regularmente conhecida como maconha (Foto: Thinkstock)

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal autorizou, nesta quinta-feira (5), que uma mãe plante maconha para tratar a doença neurológica da filha, de 16 anos. Desde a infância, a jovem sofre com crises convulsivas, dor crônica e paralisia dos pés e das mãos. A permissão foi dada por três desembargadores da 1ª Turma Criminal, por unanimidade.

Segundo a advogada que representa a família, Daniela Tamanini, o composto produzido em casa aproveita dois princípios ativos presentes na maconha – o canabidiol (CDB) e o tetrahidrocanabidiol (THC). O primeiro ajuda a evitar as convulsões, e o segundo ameniza a dor crônica enfrentada pela jovem.

Sem o uso regular dessas suas substâncias, a família conta que a adolescente chega a ter 40 convulsões seguidas em uma única manhã. Ao longo dos últimos 16 anos, os pais recorreram a tratamentos convencionais, sem sucesso.

Fonte: https://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/justica-autoriza-familia-do-df-a-plantar-maconha-para-tratar-jovem-de-16-anos.ghtml

Mãe que se recusa a vacinar filha é presa; entenda a polêmica

Rebecca Bredow se recusou a cumprir ordem judicial para vacinar filho de nove anos
Rebecca Bredow se recusou a cumprir ordem judicial para vacinar filho de nove anos Foto: WXYZ

Uma mãe do Estado americano de Michigan foi condenada a sete dias de prisão depois de ter se recusado a cumprir uma ordem judicial para vacinar o filho.

Rebecca Bredown não queria que o menino, de nove anos, recebesse imunização, apesar de já ter concordado com o procedimento com o pai da criança, de quem é divorciada.

A lei de Michigan permite que pais não vacinem ou atrasem a vacinação dos filhos por crenças pessoais. O assunto tem causado polêmica; na Europa e nos Estados Unidos têm havido cada vez mais relatos de pais que optam por não vacinar seus filhos.

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/mundo/mae-que-se-recusa-a-vacinar-filha-e-presa-entenda-a-polemica,411339c35b4adfe9fcfd767571de051e57qcuvgx.html

Sesi promove campanha do Outubro Rosa com unidades móveis

O câncer de mama é a doença com maior incidência e mortalidade na população feminina em todo o mundo, depois do câncer de pele não melanoma. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), só no ano de 2016, no Brasil, foram diagnosticados 57.960 casos novos de câncer de mama em mulheres, sendo o mais frequente nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Conforme as Diretrizes para a Detecção Precoce do Câncer de Mama, publicada em 2015, a mamografia ainda é o método mais indicado para rastreamento na rotina de prevenção. O Projeto Cuide-se Mais – Prevenção do Câncer, do Sesi, já diagnosticou, desde 2014, mais de 60 mil pessoas em cidades de todo o Paraná, com mamografias e exames de papanicolau, PSA (Antígeno Prostático Específico) e análise de pele para prevenir também os outros tipos de câncer.

Foto: DINO

Atualmente, existem três unidades móveis do Cuide-se Mais em operação no Paraná. Desde 2014, o programa oferece parcerias com indústrias para a conscientização e agendamento de exames para empresas parceiras do Sesi. De acordo com a coordenadora do projeto, Fabiana Tozo, são feitos em média, 90 exames por dia, e entre os serviços oferecidos está o diagnóstico inicial de câncer de mama, de pele, colo de útero e próstata. “Os exames feitos na empresa funcionam com agendamento prévio para cada funcionário. Como alguns demandam preparação, entramos em contato com o departamento de Recursos Humanos, para que se verifique o número de funcionários interessados em participar. E então organizamos exames”, explica.

Dependendo do resultado do diagnóstico, se o paciente estiver em um nível mais crítico, ele é encaminhado para hospitais parceiros do projeto. Segundo dados do Cuide-se Mais, entre 2014 e 2016, já foram encaminhados mais de 800 casos para exames complementares em hospitais. Desse número, 564 são mulheres. Um dos médicos parceiros do projeto é o radiologista Jocelito Ruhnke. Para ele, campanhas como essa resultam em diagnósticos com maior chance de resolução, já que em 95% dos casos há chance de cura, se o câncer tiver um parecer precoce. “A medicina evolui a cada dia, mas a conscientização da população ainda é o mais importante. Não adianta existir método para cura, se o paciente não faz exames de rotina ou tem receio de ir ao médico”, explica.

Agenda 

O Sesi organiza a agenda das unidades móveis pelas cidades, conforme as solicitações das empresas. Em outubro, o serviço vai passar por algumas cidades como Maringá, Cianorte, Curitiba, Telêmaco Borba, Cascavel e Francisco Beltrão. Após o mês do Outubro Rosa, o projeto Cuide-se Mais continua e as empresas interessadas podem buscar mais informações em www.sesipr.org.br/cuide-se-mais e procurar a unidade Sesi mais próxima para agendamento da visita ou pelo telefone (41)3271-8918.

SOBRE O SISTEMA FIEP 

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. As Faculdades da Indústria têm se firmado como organização que contribui para o desenvolvimento das indústrias e o desenvolvimento da sociedade.

 

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/dino/sesi-promove-campanha-do-outubro-rosa-com-unidades-moveis,0ef3b90d7612d01f054b997c0d194725nexayuwk.html

Mutirão de mamografias gratuitas tem início na Assembleia Legislativa

A dona de casa Maria de Fátima, 59, foi uma das primeiras mulheres a ser atendida na manhã desta quarta-feira (4) na unidade móvel Savana Galvão, equipada com um mamógrafo digital e estacionada na lateral da Assembleia Legislativa. Ela estava no Centro da Cidade para resolver questões pessoais quando se deparou com a ação promovida pelo Poder Legislativo em parceria com o Grupo Reviver.

“Na verdade eu já vinha tentando marcar o exame através do SUS, mas estava demorando muito. Para minha sorte e graças a Deus apareceu isso aqui. Está muito difícil marcar”, disse a dona de casa enquanto aguardava a vez de realizar o exame.

De hoje (4) até o dia 12 de outubro, a unidade móvel estará estacionada na frente da Assembleia Legislativa realizando um mutirão de mamografias gratuitas, um dos principais exames para detecção de câncer de mama. A ação inicia a programação do Outubro Rosa e tem como objetivo atender a alta demanda criada pela dificuldade de acesso das mulheres para conseguir atendimento desde a prevenção até o tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A voluntária do Grupo Reviver Arlene Dantas Bezerra ressalta a importância da realização do exame. “O quanto antes essa doença for tratada, melhores as chances de cura. O tratamento existe, só precisamos fazer cuidar de nós mesmas”, diz.

Quem deve fazer a mamografia

As mulheres acima dos 50 anos devem levar cartão SUS, documento oficial com foto e comprovante de residência. Já as mulheres dos 40 aos 49 anos, além destes documentos, devem portar também a solicitação do médico.

Os laudos serão entregues nos mesmos locais onde os exames forem realizados conforme datas informadas às pacientes e calendário posteriormente divulgado à imprensa.

Com os resultados das mamografias em mãos, o Grupo Reviver, desde a primeira edição do mutirão realizada em 2015, acompanha todas as mulheres que necessitam de exames complementares e prestam todos os esclarecimentos e direcionamento quanto ao tratamento.

A unidade móvel Savana Galvão é equipada com um mamógrafo digital, e uma reveladora para que os filmes sejam impressos e posteriormente laudados para serem entregues às pacientes. Em 2015, foram realizados 3.600 exames e, em 2016, foram 2.002, e, em 2017, a expectativa é realizar mais de 2 mil exames.

A ação percorrerá as quatro regiões administrativas da capital potiguar e irá também a Taipu e Guamaré com 70 atendimentos diários sempre das 8h às 18h.

Calendário do Mutirão de mamografias

4 a 12 de outubro – Assembleia Legislativa, Cidade Alta
13 de outubro – UNI-RN (por trás da Escola Doméstica), Tirol
16 a 18 de outubro – Unidade Básica de Felipe Camarão
19 e 20 de outubro – Policlínica Zona Sul, Avenida Airton Senna
23 a 25 de outubro – Policlínica Dr. Zeca Passos, Ribeira
26 e 27 de outubro – Escola de Governo, Centro Administrativo
30 e 31 de outubro e 1 de novembro – Policlínica Zona Norte, Avenida Florianópolis
2 e 3 de novembro – Centro de Saúde do Gramoré, Avenida Guaratinguetá
6 e 7 de novembro – Cidade de Guamaré
8 de novembro – Cidade de Taipu

 

Assessoria

​Mulheres com câncer se mostram em exposição durante o Outubro Rosa

  • O Grupo Bonitas realiza durante todo o período do movimento Outubro Rosa uma exposição itinerante de fotografias de pacientes oncológicas.

    As fotos de 23 mulheres revelam histórias de vitória e superação, mesmo que recheadas de dor, desvelando que é possível sim se curar de um câncer e voltar a usufruir de uma vida saudável e tão boa ou até melhor quanto a de antes.

    I Expo Mulheres Bonitas apresenta personagens com idade entre 26 e 54 anos que enfrentaram uma das provas mais difíceis para o ser humano, olhar a possibilidade da morte de frente, encarrar a realidade e, superar as circunstâncias advindas desta experiência, e por isso, elas se transformaram, verdadeiramente, em belas heroínas.

    A mostra vai percorrer os shoppings mais populares da cidade com o objetivo de atingir um maior e mais diversificado público e assim desmistificar a doença a respeito da finitude, ao mesmo tempo em que reforçará o alerta a respeito da prevenção do câncer.

    Todas as modelos da I Expo Mulheres Bonitas foram submetidas ou ainda estão em tratamento contra o câncer e, cada uma, a seu modo, atravessaram as etapas da doença desde as primeiras emoções, após o recebimento do diagnóstico, passando pelo tratamento até a cura.


  • Fotógrafas

    I Expo Mulheres Bonitas não tem fins lucrativos, todos envolvidos na organização são voluntários, o que inclui a equipe de seis fotografas formada por Ana Cláudia Albuquerque, Eleonora Marques de Siqueira, Katherine Carvalho, Rose Medeiros, Sônia Regina e Verônica Barreto que se uniram em um mutirão para realizar as sessões de fotos expostas neste exemplar e na mostra itinerante.

    “Espero que a exposição seja linda e, acima de tudo, que atinja a nossa meta de levar uma mensagem de superação, será uma semente na vida de cada mulher que passar por ela e assim ver diminuir o número de pessoas acometidas com esta doença”, explicou a criadora do Grupo Bonitas, Adilza Holanda.

  • I Expo Mulheres Bonitas
    Abertura
    Data: 09 de outubro
    Horário: 19 horas
    Local: Praia Shopping

    Programação
    09 a 14 de outubro – Praia Shopping
    16 a 20 de outubro – Via Direta
    25 a 29 de outubro – Partage North Shopping
    30 e 31 de outubro – OAB/RN

    Contato para entrevista:
    Adilza Holanda – (84) 99135-6035
    Iris Letiere – (84) 99422-2266
    Wanuzia Melo – (84) 99911-0162

‘Vaquinha’ para Letícia atinge valor planejado, mas campanha continua

O dinheiro será usado para as sessões de fototerapia e medicamentos - Foto: Reprodução | Facebook

Vaquinha realizada pela dona de casa Janete do Vale, de 33 anos, para ajudar nas despesas do tratamento da filha, a pequena Letícia, de 10 anos, que sofre de dermatite atópica crônica, ultrapassou o valor de R$ 7 mil. Pouco mais de R$ 2 mil acima do planejado para o tratamento da fototerapia – procedimento que utiliza luzes especiais.

Porém, o valor levantado ainda não é o suficiente para todas as despesas médicas. Janete falou ao portal A TARDE que, apesar do valor arrecadado ultrapassar o objetivo, a dona de casa busca outras alternativas para o tratamento da filha. Enquanto pelo Sistema Único de Saúde (SUS) os exames demorariam cerca de 30 dias, na rede particular o prazo é de 7 dias. “Ela pode sofrer muito até que os exames sejam feitos. O risco é grande. Na rede particular é em uma semana; seria melhor pra ela”, ponderou.

A dona de casa segue acompanhando o tratamento da filha. Elas foram à unidade médica na manhã deste sábado, 30, onde foi alertada sobre a saúde da criança. “Ela (Letícia) ainda precisa de acompanhamentos. Teve febre hoje (sábado) pela manhã e segundo a doutora, a imunidade ainda está baixa. Tudo depende da evolução dela”, afirmou Janete.

São necessárias cerca de 30 sessões de fototerapia. O valor estimado das sessões em uma clínica particular sairia por R$ 5 mil, sem contar os medicamentos que ajudam no tratamento diário. Para ajudar na divulgação, a família da menina criou a página na rede social Facebook, “Ajude Let a voltar a sorrir” e as doações podem ser feitas no site: www.vakinha.com.br/vaquinha/ ajude-let-a-voltar-a-sorrir

Letícia sofre de dermatite atópica crônica (Foto: Reprodução | Facebook)

 

Fonte: http://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/1899516-vaquinha-para-leticia-atinge-valor-planejado-mas-campanha-continua

Projeto da Assembleia proporciona dia de lazer a idosos no Parque das Dunas

“É a segunda vez que participo dessa nobre ação da Assembleia Cidadã. Estou maravilhada com a programação do evento, principalmente com a oficina de arte da qual fiz parte. Eu não acreditava nunca que, à essa altura da vida, eu pudesse aprender e desenvolver meu lado artístico”, comemora Dona Dione Silva, de 65 anos. A aposentada faz parte do grupo de idosos da instituição “Conviver”, que assim como outros grupos da terceira idade, participam nesta quinta-feira (28) do projeto “Vivendo a Terceira Idade”, no Parque das Dunas.

A ação é uma iniciativa da Assembleia Cidadã em alusão ao Dia do Idoso, comemorado anualmente no mês de outubro, e consiste em oferecer um dia de lazer à pessoa idosa, disponibilizando programação diversificada voltada à qualidade de vida. De acordo com Suely Pimentel, que coordenou o projeto, a ação proporciona a integração entre os idosos.

“A Assembleia Cidadã promove um trabalho social voltado para certas camadas da sociedade, dentre elas, os idosos. Pensando nisso, realizamos hoje a segunda edição desse projeto, visando celebrar o Dia do Idoso através de uma programação de lazer e qualidade de vida que busca oportunizar o desenvolvimento de atividades que envolvam a aquisição de novos conhecimentos, convívio social, vivências artísticas e culturais”, explica Suely.

Participam da ação nove instituições potiguares que atendem a pessoa idosa, além dos idosos que comparecem individualmente ao evento, que é aberto ao público acima dos 60 anos. A programação no Parque segue durante todo o dia de hoje, contemplando palestras; oficinas de pintura em tela e pátina em porta retrato; cantinho da beleza com design de sobrancelha, esmaltação e corte de cabelo; clínica geral e aferição de pressão e glicose; jogos mesa; e atração musical.

O Dia do Idoso é comemorado em 1º de outubro, data que marca a promulgação do Estatuto do Idoso. A lei, instituída em 2003, é fundamental para chamar a atenção para a importância da proteção a esse público. O Legislativo Estadual é espaço de diversas proposições em favor da pessoa idosa, como o Projeto de Lei que visa instituir o Programa de Prevenção de Acidentes com Idosos.

Assembleia Cidadã

O projeto Assembleia Cidadã leva à população do Rio Grande do Norte ações de cidadania sem fins lucrativos, com atendimentos nas áreas de ação social, educação, cultura e lazer, além de contribuir com as escolas públicas do RN por meio de um diagnóstico exploratório das suas dificuldades sociais, a fim de minimizar problemáticas relativas à cidadania e educação, colaborando assim, para a promoção de uma comunidade escolar mais consciente de seus direitos e deveres.

Programação

Tarde (das 13h às 15:20h)

– Palestra MENTE SÃ e CORPO SAUDÁVEL, ministrado por Flávio Ferreira (Professor Tai Chi Chuan) – até às 13:20h.
– Pintura em tela com Romildo Felix (Pedagógo)
– Pátina em porta retrato com Cleide Marques (Artesã)
– Momento de beleza com Design de Sobrancelha, Esmaltação e Corte de Cabelo (SENAC)
– Saúde: aferição de pressão e glicose com a enfermeira Kércia Michelle e Clínica Geral com a Dra. Almira Araújo
– Cafuné Voluntário (RH ALRN), com Clarice e Nudinete.
– Jogos diversos (dama, dominó e xadrez)
(15:20h) –  Lanche
(15:30h às 16h) – Música com Atila (Assembleia Legislativa)

Assembleia Cidadã: programação especial marca Dia do Idoso no Parque das Dunas

Foto: Eduardo Maia

Em alusão ao Dia do Idoso, comemorado anualmente em outubro, a Assembleia Cidadã promove nesta quinta-feira (28), das 8 às 16 horas, no Parque das Dunas, a ação Vivendo a Terceira Idade. O evento visa proporcionar um dia de lazer à pessoa idosa, disponibilizando programação diversificada voltada à qualidade de vida, com palestras, oficinas, serviços de beleza, saúde, jogos e gincanas.

“Participar do dia a dia da comunidade é fundamental para a Casa Legislativa. Nessas interações ocorrem a troca de experiências que geram benefícios para a coletividade. Interagir com os idosos é colher e compartilhar experiências de vida que muito podem contribuir para ações de cidadania”, salienta o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Para a ação, que chega agora à sua 2ª edição, foram convidadas nove instituições potiguares que atendem idosos. O evento é aberto ao público acima dos 60 anos de idade. A programação no Parque ocorre de forma concomitante, contemplando a palestra “Mente Sã e Corpo Saudável”; oficinas de pintura em tela e pátina em porta retrato; momento de beleza com design de sobrancelha, esmaltação e corte de cabelo; clínica geral e aferição de pressão e glicose; jogo de dama, dominó e xadrez; e atração musical.

O Dia do Idoso é comemorado em 1º de outubro, data que marca a promulgação do Estatuto do Idoso. A lei, instituída em 2003, é fundamental para chamar a atenção para a importância da proteção a esse público. O Legislativo Estadual é espaço de diversas proposições em favor da pessoa idosa, como o Projeto de Lei que visa instituir o Programa de Prevenção de Acidentes com Idosos.

Assembleia Cidadã

O projeto Assembleia Cidadã leva à população do Rio Grande do Norte ações de cidadania sem fins lucrativos, com atendimentos nas áreas de ação social, educação, cultura e lazer, além de contribuir com as escolas públicas do RN por meio de um diagnóstico exploratório das suas dificuldades sociais, a fim de minimizar problemáticas relativas à cidadania e educação, colaborando assim, para a promoção de uma comunidade escolar mais consciente de seus direitos e deveres.

Programação

Manhã (das 8h às 10:20h)

– Palestra “Mente Sã e Corpo Saudável”, (por Flávio Ferreira, professor Tai Chi Chuan) – até às 8:20h.
– Pintura em tela com Romildo Felix (Pedagogo)
– Pátina em porta retrato com Cleide Marques (Artesã)
– Momento de beleza com Design de Sobrancelha, Esmaltação e Corte de Cabelo (SENAC)
– Saúde: aferição de pressão e glicose com a enfermeira Kércia Michelle e Clínica Geral com a Dra. Almira Araújo
– Cafuné Voluntário (RH ALRN), com Clarice e Nudinete
– Jogos diversos (dama, dominó e xadrez)
(10:20h) – Lanche
(10:30h às 11h) –  Música com Atila (Assembleia Legislativa)

Tarde (das 13h às 15:20h)

– Palestra MENTE SÃ e CORPO SAUDÁVEL, ministrado por Flávio Ferreira (Professor Tai Chi Chuan) – até às 13:20h.
– Pintura em tela com Romildo Felix (Pedagógo)
– Pátina em porta retrato com Cleide Marques (Artesã)
– Momento de beleza com Design de Sobrancelha, Esmaltação e Corte de Cabelo (SENAC)
– Saúde: aferição de pressão e glicose com a enfermeira Kércia Michelle e Clínica Geral com a Dra. Almira Araújo
– Cafuné Voluntário (RH ALRN), com Clarice e Nudinete.
– Jogos diversos (dama, dominó e xadrez)
(15:20h) –  Lanche
(15:30h às 16h) – Música com Atila (Assembleia Legislativa)

Dia Mundial do Alzheimer – Oito mitos e verdades sobre a doença

alzheimer-1 (1)
Quebra-cabeça, de homem sênior, caindo aos pedaços representa o Alzheimer / Foto: Internet

Ontem, 21, foi celebrado o Dia Mundial do Alzheimer e para esclarecer algumas informações que podem nos confundir devido a alguns mitos da ‘sabedoria’ popular, a EUROIMMUN, laboratório especializado no diagnóstico de doenças autoimunes, infecciosas, alergias e genéticas, esclarece oito mitos e verdades sobre o Alzheimer.

  1. Alzheimer é uma doença genética

MITO. Apenas 2 a 5% dos casos de Alzheimer são causados por mutação genética, e mesmo assim sem correlação de hereditariedade. A maioria das desordens mentais, como o Alzheimer, são aleatórias e o fator de risco mais importante é a idade.

2. O primeiro sintoma da doença de Alzheimer é a perda de memória.

MITO. A perda de memória é um sinal comum do Alzheimer mas nem sempre é o sintoma inicial. A dificuldade de linguagem, desorientação no tempo e espaço, alterações de comportamento e humor e dificuldade de planejamento são em muitos casos os primeiros sintomas da doença.

3. Nem todos os problemas de memória são devido ao Alzheimer

VERDADEIRO. O Alzheimer é apenas uma das doenças que podem afetar a memória. O estresse, depressão, diabetes, doença da tireóide e outras demências como Doença de Parkinson e esclerose múltipla, podem afetar a memória.

4. Mulheres têm mais chance de desenvolver Alzheimer

VERDADEIRO. A doença de Alzheimer afeta duas vezes mais mulheres que os homens! O fato é que as mulheres vivem mais que os homens e um dos principais fatores de risco da doença é a idade.

5. Demências são consequências do envelhecimento

MITO. Primeiro devemos explicar que demência não significa loucura. Demência é um quadro diagnóstico cujo paciente apresenta perda cognitiva progressiva. As demências não são consequência do envelhecimento, apesar de comum, as demências não fazem parte do envelhecimento normal.

6. O diagnóstico do Alzheimer é muito difícil

FALSO. Não existe um único critério específico e confiável para o diagnóstico de Alzheimer, mas uma combinação de testes, e todos disponíveis na medicina laboratorial. A combinação de anamnese, perfil neuropsicológico, imagens cerebrais e biomarcadores de líquor (proteína total tau, tau fosforilada, Beta-amilóides 1-40 e 1-42) diferenciam o Alzheimer de outras demências ainda no estágio inicial da doença. Esses testes estão todos disponíveis no Brasil atualmente, converse com seu médico.

7. A doença de Alzheimer não tem cura.

VERDADEIRO. Apesar de não ter cura, alguns tratamentos podem retardar a evolução da doença e minimizar os sintomas. Por isso o diagnóstico precoce é um importante aliado para retardar a progressão da doença.

8. É possível evitar o Alzheimer.

PARCIALMENTE VERDADEIRO. Atividades cognitivas, alimentação saudável e exercícios físicos apesar de não impedirem o desenvolvimento da doença, contribuem para retardar o início e o aparecimento dos sintomas.

A EUROIMMUN disponibiliza os Biomarcadores de Alzheimer.

Sobre a EUROIMMUN

A EUROIMMUN AG é líder em diagnóstico laboratorial. Mais de 2.400 funcionários em todo mundo desenvolvem, produzem e distribuem sistemas de testes diagnósticos, software e soluções em automação. Os produtos da EUROIMMUN são utilizados no diagnóstico de doenças autoimunes, infecciosas e alérgicas em mais de 150 países, além de oferecer análises genéticas.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/mgapress/dia-mundial-do-alzheimer-oito-mitos-e-verdades-sobre-doenca/

Natal terá aplicativo de agendamentos de consultas médicas a partir de outubro

Rilton Campos, diretor da Global Gapps Markerting
A partir do próximo mês Natal passará a ter um aplicativo de consultas médicas que garantirá mais agilidade e mais comodidade tanto para os usuários/pacientes quanto para os próprios profissionais da saúde. O aplicativo Bomédico estará disponível gratuitamente para os sistemas  IOS (App Store) e Android (Google Play) a partir do dia 1º de outubro.
O aplicativo faz parte de uma plataforma de agendamento e gerenciamento de consultas que tem por objetivo promover uma maior agilidade na marcação, no gerenciamento das consultas e no relacionamento com os pacientes, reduzindo assim os custos administrativos. Rilton Campos, diretor da Global Gapps Markerting, responsável pelo aplicativo, explicou que o Bomédico vai organizar todo o processo de atendimento médico.
“Atualmente, os pacientes precisam buscar o médico em catálogos ou na internet e depois ligar para a clínica ou consultório para agendar a consulta. Aí é quando começa o tormento, pois na maioria das vezes não conseguimos nos comunicar com as atendentes nas primeiras ligações, exigindo muitas vezes que o paciente efetue mais de dez ligações para conseguir marcar uma consulta. Quando conseguimos marcar, surge outra dificuldade; o esquecimento da consulta marcada quando esta é agendada para uma data distante. Sem contar que as atendentes precisam perder tempo confirmando com cada paciente a consulta agendada, ou seja, é uma perda de tempo, de dinheiro e ainda um desgaste em todo o processo de marcação da consulta, que deveria ser algo simples. Diante de todas as dificuldades nós resolvemos aproveitar a falha do processo e apresentar exatamente uma solução para facilitar a vida dos pacientes, dos profissionais e das atendentes, já que o aplicativo se propõe a marcar a consulta on line, avisar ao paciente sobre a consulta na data anterior e pedir confirmação da presença para todos os pacientes do dia através de um só comando”, destacou.
Nessa plataforma, o paciente se cadastra informando a sua cidade e plano de saúde, localiza o profissional por especialidade, subespecialidade e gênero, e com apenas um toque já agenda a consulta.  Entre os benefícios diretos para os médicos estão: a disponibilidade da agenda, aumento na participação do mercado, criação de um canal de relacionamento direto com os pacientes (via atendente), preenchimento e organização da agenda, aumento do número de atendimentos e a redução dos custos administrativos.
Há pelo menos sete aplicativos de consultas médicas atuando nos grandes centros do país, com cerca de 6.000 profissionais cadastrados. Em alguns, os profissionais atendem em casa; em outros, só em clínicas e consultórios. Os serviços não tem custo adicional para o paciente, apenas  para o profissional de saúde, que paga um percentual sobre o valor da consulta efetiva que foi agendada pela plataforma e que varia de 5% a 20%. O Bomédico trabalhará com a menor margem: 5%.

“Lidei com vida e morte ao mesmo tempo”, diz mãe solo de quadrigêmeos

Luciane com a irmã, Deisi, e os quatro bebês (Foto: Reprodução - Instagram)

A administradora Luciane Carvalho, 37 anos, se tornou a “mamãe trevo”. Teve a sorte (e o desafio) de se tornar mãe de quadrigêmeos na corajosa aventura de se embrenhar pela maternidade solo. Como se não bastasse tanta emoção, sua gestação se desenrolou junto ao  último fio de vida de seu pai, diagnosticado com uma doença agressiva. Nascimento e morte. Presenças e ausência. Esperança e dor. Foi sobre tudo isso que ela falou em seu depoimento à Crescer:

“Desde muito cedo tive o sonho de ser mãe, mas quis esperar pelo momento certo. Sempre tive a intenção de construir uma família, ter um parceiro, um marido…  Sonhava com isso. E fui tentando alguns relacionamentos que não vingaram, por vários motivos.

Então, estabeleci uma meta para a maternidade: queria esperar até os 39 anos, quando já teria me organizado financeiramente e também estaria no limite de idade para ganhar um bebê sem correr maiores riscos.

 

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Curiosidades/noticia/2017/09/lidei-com-vida-e-morte-ao-mesmo-tempo-diz-mae-solo-de-quadrigemeos.html

Ministério da Saúde vai fazer auditoria nas UPAs do RN

UPA de São José de Mipibu aguarda ligação da Cosern (Foto: Marksuel Figueredo )
UPA de São José de Mipibu aguarda ligação da Cosern (Foto: Marksuel Figueredo )

O Ministério da Saúde está avaliando a situação de quatro dos cinco municípios potiguares que contam com obras de Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Eles poderão passar por uma auditoria do Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denassus) e serem obrigados a devolver os repasses federais, que somam R$ 10 milhões.

A maior parte das construções está parada ou atrasada, conforme apurou o G1. Os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento e atendem atualmente aos municípios de Assu, Caicó, Macau, Santo Antonio e São José de Mipibu. Algumas delas já estão em fase de conclusão, mas ainda dependem de um acordo entre vários municípios para começarem a operar. As prefeituras gestoras das obras alegam que não têm dinheiro para manter as unidades abertas com recursos próprios.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que foram repassados recursos para construção das UPAs referentes às duas primeiras parcelas, de um total de três. “Para receber a terceira e última parcela, é obrigatório que as gestões locais insiram no Sistema de Monitoramento de Obras da pasta (SISMOB) o atestado de conclusão de obras e comprovem o início de funcionamento das unidades, o que não aconteceu em nenhum dos casos”, ressaltou.

Laia mais no LinK: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/obras-de-upas-do-rn-devem-passar-por-auditoria-e-podem-ser-canceladas-diz-ministerio-da-saude.ghtml