Category: Segurança

Polícia Federal investiga se Adélio teve ajuda no ataque a Bolsonaro

Resultado de imagem para Bolsonaro  e Adélio
Foto: da internet

Com a quebra do sigilo telefônico e de dados, a Polícia Federal vai aprofundar as investigações sobre Adélio Bispo de Oliveira, que confessou ter esfaqueado, na última quinta-feira (6), o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), em Juiz de Fora (MG).

Ainda não foi revelado quem está pagando os honorários dos quatro advogados que o defendem: Fernando Magalhães, Zanone Oliveira Júnior, Marcelo da Costa e Pedro Possa.

Os advogados disseram que foram contratados por um fiel da igreja Testemunhas de Jeová de Montes Claros, frequentada pela família de Adélio. Em comunicado à imprensa, a igreja Testemunhas de Jeová no Brasil disse que não contratou os advogados e que nem Adélio nem sua família são seguidores da igreja. “Portanto, a declaração do advogado de que foi contratado por Testemunha de Jeová, conforme veiculada pela mídia, não é verídica”, diz a nota.

Juíza quebra sigilo de dados de celulares do agressor de Bolsonaro

Adelio Bispo de Oliveira, preso após atentado contra Bolsonaro (Foto: Reprodução/GloboNews)
Adelio Bispo de Oliveira, preso após atentado contra Bolsonaro (Foto: Reprodução/GloboNews)

 juíza Patrícia Alencar Teixeira de Carvalho, da 2ª Vara Federal de Juiz de Fora, autorizou a quebra do sigilo dos dados de quatro celulares e um notebook usados por Adélio Bispo de Oliveira, autor do atentado ao candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro.

Com a decisão, a Polícia Federal poderá rastrear ligações, mensagens e contatos que Adélio fez antes do atentado, gravados na memória dos aparelhos.

Ainda não há decisão sobre eventual quebra de sigilos bancário e telefônico, que poderia revelar transações financeiras e ligações recebidas ou efetuadas em períodos específicos.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta sexta (7) que Adélio pode ter agido sozinho, mas a PF investiga outros dois suspeitos, que podem ter colaborado com o atentado.

Os investigadores que acompanham de perto o caso dizem que há “possibilidade do agressor ter recebido treinamento ou auxílio de organização criminosa”.

Fonte: https://g1.globo.com/politica/eleicoes/2018/noticia/2018/09/08/juiza-quebra-sigilo-de-dados-de-celulares-do-agressor-de-bolsonaro.ghtml

Suspeito de participar da execução de PM é morto em Caraúbas, RN

Kauã Bruno Ferreira de Lima, o 'Cocada' (Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação)
Kauã Bruno Ferreira de Lima, o ‘Cocada’ (Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação)

Morreu no final da tarde desta quarta-feira (5), ao trocar tiros com policiais militares na cidade de Caraúbas, na região Oeste potiguar, um homem suspeito de participação no assassinato do cabo da PM Ildônio José da Silva, crime ocorrido no dia 16 do mês passado durante um assalto a um ônibus de estudantes na RN-117. Kauã Bruno Ferreira de Lima, mais conhecido como ‘Cocada’, de 18 anos, era um dos 9 suspeitos que ainda estão sendo procurados.

A PM disse que chegou a Kauã – que estava escondido em uma casa no bairro Leandro Bezerra – após ele ter assaltando uma mulher, crime cometido pela manhã na comunidade Alto de São Severino. Ao tentar escapar do cerco, o suspeito atirou contra os policiais, que revidaram. Kauã foi baleado e socorrido para o hospital, mas não resistiu ao ferimento.

Apesar da morte do suspeito, a Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região (Apram) confirmou que a recompensa, no valor de R$ 11.400,00, continua valendo para quem der informações que levem à prisão os assassinos do cabo. Agora, são 8 os procurados:

Associação de Praças da PM de Mossoró e Região divulgou fotos dos procurados e está oferecendo recompensa de R$ 11.400 (Foto: Foto: Associação de Praças da PM de Mossoró e Região/Aspram)
Associação de Praças da PM de Mossoró e Região divulgou fotos dos procurados e está oferecendo recompensa de R$ 11.400 (Foto: Foto: Associação de Praças da PM de Mossoró e Região/Aspram)
  • Vantuir Lima, 23 anos
  • Antônio Alcivan Fernandes Júnior (‘Juninho Mangueira’), 18 anos
  • Wilhiam Bezerra de Lima (‘Belo das Mirandas’), 24 anos
  • Danilo Soares da Silva Fernandes,18 anos
  • Lucivan Dantas (‘Rabicó’), 18 anos
  • Judson Rodrigues Vieira (‘Juca Ladrão’), 24 anos
  • Obimael (‘Bibi das Mirandas’), 23 anos
  • Adolescente de 17 anos

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2018/09/06/suspeito-de-participar-da-execucao-de-pm-durante-assalto-a-onibus-e-morto-em-caraubas-rn.ghtml

O matador adolescente Champinha e o crime que chocou o Brasil

Arte: exposta na Internet

FICHA CRIMINAL
Nome – Roberto Aparecido Alves Cardoso (1987)
Local de atuação – Brasil
Mortes – 1

1. Champinha (Roberto Aparecido Alves Cardoso) nasceu em Embu-Guaçu (SP) em 1986. Teve uma infância pobre e, desde garoto, já apresentava sinais de psicopatia: uma professora relatou que presenciou o garoto maltratando animais com frieza. Ele também foi acusado de assassinar um morador de rua, mas o crime jamais foi comprovado

2. No início de novembro de 2003, Liana Friedenbach, de 16 anos, e Felipe Silva Caffé, de 19, decidiram passar um final de semana acampando perto de um sítio abandonado em Embu-Guaçu. Como a família de Liana não aprovava o namoro, ela mentiu seu destino. Champinha e seu amigo Pernambuco (Paulo César da Silva Alves) estavam saindo para pescar quando avistaram o casal e decidiram assaltá-lo

3. Ao descobrirem que o casal não tinha muito dinheiro, Champinha e Pernambuco decidiram sequestrar os dois. Liana sugeriu que os criminosos pedissem um resgate à sua família e os libertassem. Os quatro foram para a residência de Antonio Matias de Barros, outro comparsa, que foi o primeiro cativeiro do crime

4. Na primeira noite do cativeiro, Pernambuco violentou sexualmente Liana, enquanto Felipe permanecia em outro quarto. Champinha não se envolveu nessa ação. Na manhã seguinte, os bandidos concluíram que Liana era a única peça importante do sequestro e Pernambuco executou Felipe no matagal com um tiro na nuca. O corpo foi abandonado na mata. Liana foi levada para outro local, de um novo comparsa, Antônio Caetano da Silva

5. Pernambuco fugiu para São Paulo e Champinha retornou para o cativeiro com Liana – momento em que a estuprou pela primeira vez. Ao mesmo tempo, o pai da garota descobriu que ela havia ido acampar e, acreditando que o casal poderia ter se perdido, acionou o COE (Comando de Operações Especiais), que deu início a uma busca na região. Eles acharam a carteira e o celular de Liana e as roupas dos estudantes

6. No terceiro dia de cativeiro, Liana foi estuprada coletivamente por Champinha, Antônio Caetano e também por Aguinaldo Pires (outro comparsa). Mesmo sem saber do sequestro, o irmão de Champinha, que conhecia seus problemas comportamentais, o alertou sobre a movimentação de policiais na região. Champinha disse a ele que Liana era sua namorada e que a levaria para a rodoviária, mas esse não era seu plano

7. Na madrugada do dia 5 de novembro, Champinha levou a vítima para o mesmo matagal em que matou Felipe. Ele tentou degolá-la e, ao falhar, desferiu golpes de faca nas costas e no tórax. Mas ela morreu de traumatismo craniano, quando Champinha golpeou sua cabeça com o lado cego da faca. Os corpos das vítimas só foram encontrados cinco dias depois – e os suspeitos foram localizados e presos em 10 de novembro

8. Aguinaldo Pires foi condenado a 47 anos e três meses de reclusão por estupro. Antônio Caetano da Silva recebeu 124 anos de reclusão por diversos estupros e Antonio Matias foi sentenciado a seis anos de prisão e um ano, nove meses e 15 dias de detenção por cárcere privado, favorecimento pessoal, ajuda à fuga dos outros acusados e ocultação da arma do crime. Pernambuco pegou 110 anos e 18 dias por homicídio qualificado, sequestro, estupro e cárcere privado. Champinha, menor de idade, foi condenado a três anos na Fundação Casa

QUE FIM LEVOU?

Um laudo apontou transtorno de personalidade antissocial e leve retardo mental em Champinha, que, hoje, vive em uma Unidade Experimental de Saúde, sob os cuidados do Estado.

 

Do Blog: devemos ser a favor da redução da menor idade penal. Haja vista, os menores de 18 anos estão cometendo crimes com o objetivo de alvorar a bandeira da impunidade, o que não é interessante para a sociedade brasileira.

 

FONTES: Redenews360, Tribunal de Justiça de São Paulo, Tribunal de Justiça do Distrito Federal, Folha, Globo e Terra

Dois assaltantes morrem e um é preso durante troca de tiros com a PM em Caicó, RN

Criminosos foram cercados por policiais militares; houve troca de tiros e dois assaltantes acabaram mortos (Foto: Rosivan Amaral/Caicó em Foco)
Criminosos foram cercados por policiais militares; houve troca de tiros e dois assaltantes acabaram mortos (Foto: Rosivan Amaral/Caicó em Foco)

G1RN – Dois ladrões morreram e um foi preso em meio a uma troca de tiros com policiais militares em Caicó, cidade da região Seridó potiguar. O confronto aconteceu no final da noite desta segunda-feira (3) durante um assalto a uma residência no bairro Paraíba. Os mortos ainda não foram identificados.

Segundo a polícia, os próprios moradores perceberam a presença dos bandidos e avisaram aos vizinhos, que imediatamente chamaram a PM. Como o batalhão fica perto da casa, não demorou muito e imóvel foi cercado. Contudo, os criminosos atiraram contra as guarnições. Houve revide e dois bandidos acabaram mortos. Um terceiro assaltante se entregou e foi preso.

Com os criminosos foram apreendidos uma espingarda calibre 12 e um revólver. Objetos roubados foram recuperados.

Morre em Natal menina de 2 anos atingida por bala perdida na cabeça

Paula Isamara Mendes tinha 2 anos de idade e foi vítima de bala perdida em Parnamirim, na Grande Natal (Foto: Arquivo da família)
Paula Isamara Mendes tinha 2 anos de idade e foi vítima de bala perdida em Parnamirim, na Grande Natal (Foto: Arquivo da família)

G1RN – A menina Paula Isamara Mendes, de 2 anos de idade, teve a morte cerebral confirmada na noite desta segunda-feira (3) pelo Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal. Ela estava internada desde o sábado (1º), quando foi atingida por uma bala perdida na cabeça.

Josilma de Oliveira, mãe da menina, diz que estava com a filha e mais alguns familiares comemorando o aniversário da avó da criança, em frente a uma casa no bairro Bela Vista, em Parnamirim, no momento em que ela ela foi atingida.

A mulher conta que dois homens passaram na frente do imóvel em uma moto, inicialmente olhando quem estava lá. Em seguida eles voltaram e atiraram. Um homem também foi atingido pelos tiros. Ele foi levado ao Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim. Josilma também foi levada para o hospital, pois fraturou o pé quando prestava socorro à filha.

Após a confirmação da morte de Paula Isamara, os parentes prestaram queixa na 1ª Delegacia de Parnamirim, que abriu inquérito para apurar o crime.

Criança de 2 anos é atingida por bala na cabeça durante aniversário da avó em Parnamirim, RN

Menina de 2 anos atingida por bala na cabeça foi levada ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal (Foto: Murilo Meireles/Inter TV Cabugi)
Menina de 2 anos atingida por bala na cabeça foi levada ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal (Foto: Murilo Meireles/Inter TV Cabugi)

G1RN – Uma menina de 2 anos de idade foi atingida por um tiro na cabeça na tarde deste sábado (1º), em Parnamirim, Região Metropolitana de Natal. A criança foi levada para o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, onde foi submetida a uma cirurgia permanece internada.

Josilma de Oliveira, mãe da menina, diz que estava com a filha e mais alguns familiares comemorando o aniversário da avó da criança, em frente a uma casa no bairro Bela Vista, quando ela foi atingida.

A mulher conta que dois homens passaram na frente do imóvel em uma moto, inicialmente olhando quem estava lá. Em seguida eles voltaram e atiraram. Um homem também foi atingido pelos tiros. Ele foi levado ao Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim. Josilma também foi levada para o hospital, pois fraturou o pé quando prestava socorro à filha.

Criança de 12 anos comete suicídio em Extremoz

Foto: da Internet

Uma criança de 12 anos suicidou-se na noite desta quinta-feira (30), em Extremoz.
A jovem Yorrana era filha de Ademir  e residia no Alto Extremoz. Ela estudava na Escola Almirante Tamandaré.

Segundo informações se enforcou por causa do desafio da boneca MOMO.
A coordenação da Escola Almirante Tamandaré comunica que nesta sexta-feira não haverá aula.
A cidade de Extremoz está consternada pela tragédia.
Em Recife um garoto de 9 anos foi vítima da mesma forma. (F.São Paulo)

Especialistas dizem que essa boneca é um vírus que rouba os dados dos celulares e que depois começa a enviar mensagens dizendo que se a vítima não cumprir os desafios, as mensagens delas vai ser espalhadas na rede da internet. No caso, as crianças que pensam ter maiores complicações em suas postagens, por medo, começa a seguir as orientações que finda com a morte por  enforcamento.

Alerta aos pais e as escolas. Esse é um dever de todos nós, de proteger nossas crianças.

 

Fonte: F. S. Paulo/ Tribuna de Notícias

 

Homem é morto a tiros em frente a padaria na Zona Sul de Natal

Crime aconteceu na frente de uma padaria na rua Oiti, em Cidade Satélite   (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)
Crime aconteceu na frente de uma padaria na rua Oiti, em Cidade Satélite (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)

Um  homem foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (30) na calçada de uma padaria na rua Oiti, no conjunto Cidade Satélite, bairro Pitimbú, na Zona Sul de Natal. A vítima foi identificada como José Juvenal de Sena Júnior, de 42 anos.

Segundo a Polícia Militar, testemunhas disseram que os assassinos estavam em um HB20, que parou na frente do estabelecimento. Foi quando a vítima chegou e entrou na padaria. Na saída, após fazer uma compra, os homens que estavam no veículo atiraram e partiram em disparada.

A PM ainda fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte: G1RN

PM prende quadrilha de assaltantes em flat na Zona Sul de Natal

Material foi apreendido pelos PMs do Batalhão de Choque dentro do flat em Ponta Negra (Foto: Divulgação/PM)
Material foi apreendido pelos PMs do Batalhão de Choque dentro do flat em Ponta Negra (Foto: Divulgação/PM)

G1RN – Quatro homens foram presos na manhã deste domingo (26) suspeitos de realizarem vários assaltos em Natal e outras cidades da Região Metropolitana. Eles estavam hospedados em um flat no bairro de Ponta Negra, Zona Sul da capital potiguar.

De acordo com o sargento Adriano Chaves, do Batalhão de Choque da Polícia Militar, a ação começou após uma denúncia. “Recebemos a informação de que o grupo de homens que fez vários assaltos durante a noite (do sábado) em Capim Macio estava hospedado em um flat e fomos até lá”, conta.

Ainda segundo o sargento, ao chegarem no prédio, que fica no conjunto Alagamar, foram recebidos por um morador, que autorizou a entrada. Em seguida, os PMs foram até o apartamento indicado, onde encontraram os suspeitos e o material roubado.

No local, foram apreendidos 10 celulares, câmeras de filmagem profissionais, equipamentos de gravação, três armas, um simulacro de pistola, chaves de carros, além de várias roupas, que teriam sido levadas na semana passada de uma loja que fica em Parnamirim por esse mesmo grupo de assaltantes.

Os quatro homens foram conduzidos para a Delegacia de Plantão da Zona Sul e autuados. Na garagem do prédio também foi apreendido um Gol, que, de acordo com a polícia, estava sendo usado pelos criminosos para cometer os assaltos.

Bandido que matou policial em Caraúbas diz que deu um tiro no cachorro se referindo ao policial

G1RN – “To vendo a hr esse povo entregar nois. só dei um tiro no cachorro”. A transcrição ao lado, na íntegra, é apenas uma das várias mensagens encontradas no aparelho celular de um dos suspeitos presos por participação direta no assalto a um ônibus escolar que terminou com a morte do cabo da Polícia Militar Ildônio José da Silva, de 43 anos. O crime aconteceu no dia 16 deste mês na RN-117, entre as cidades de Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado, na região Oeste potiguar.

Policial militar Ildonio José foi morto entre Caraúbas e Mossoró, interior do RN (Foto: Reprodução/redes sociais)
Policial militar Ildonio José foi morto entre Caraúbas e Mossoró, interior do RN (Foto: Reprodução/redes sociais)

O policial, que estava a caminho de uma faculdade em Mossoró, foi identificado pelos bandidos, retirado do veículo, deitado no chão e executado com vários tiros. O último disparo, na cabeça, foi de espingarda calibre 12.

O celular foi apreendido no dia seguinte ao assassinato. O aparelho pertence a um dos três presos pela Polícia Rodoviária Federal durante a abordagem a um Gol preto na BR-110, em Campo Grande, cidade vizinha a Caraúbas. O motorista foi indiciado por favorecimento. Já os outros dois, a polícia acredita que estavam no assalto e que também participaram da execução.

Bandidos arrombam loja de roupas e fazem reféns na Grande Natal

Loja de roupas arrombada em Parnamirim, na Grande Natal   (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi )
Loja de roupas arrombada em Parnamirim, na Grande Natal (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi )

G1RN – Uma loja de roupas foi arrombada na madrugada desta sexta-feira (24) no Centro de Parnamirim, município da Grande Natal. Os criminosos chegaram no estabalecimento em dois carros, por volta das 2h30, e renderam um grupo de pessoas que estavam lanchando na frente do ponto comercial.

Testemunhas contam que os bandidos quebraram uma porta de vidro da loja de roupas com uma churrasqueira e, em seguida, arrombaram a porta de rolo. Durante a ação, os criminosos obrigaram as vítimas a pegar as roupas e colocar dentro dos carros.

“Eles chegaram numa Amarok prata e em um Fiat Toro branco. No mínimo uns dez caras bem armados. O pessoal que tava no lanche até pensou que era polícia, porque eles estavam com touca ninja”, relata umas das testemunhas, que não quis ser identificada.

Ela acrescenta que os bandidos foram violentos e tentaram roubar o carro de um dos clientes da lanchonete, mas desistiram após uma parente da vítima desmaiar.

Os criminosos ainda atiraram contra pessoas que se aproximaram da rua, porém, ninguém foi ferido. Os bandidos não foram identificados.

Força Nacional descobre laboratório de falsificação de uísque na Grande Natal

Dentro do laboratório foram encontrados e apreendidos várias garrafas de uísque, rótulos, embalagens, seringas, além de vasta quantidade de produtos químicos utilizados na falsificação das bebidas (Foto: Força Nacional)
Dentro do laboratório foram encontrados e apreendidos várias garrafas de uísque, rótulos, embalagens, seringas, além de vasta quantidade de produtos químicos utilizados na falsificação das bebidas (Foto: Força Nacional)

G1RN: Policiais da Força Nacional, em atividade na região Metropolitana de Natal, encontraram um laboratório de falsificação de uísque na cidade de São Gonçalo do Amarante. A descoberta aconteceu na noite desta quarta-feira (22). Um homem foi preso.

Segundo os policiais, o laboratório clandestino funcionava na Travessa das Rosas, no bairro Golandim, e foi descoberto após uma denúncia anônima. Um homem de 25 anos, que estava no local, foi preso e levado para a Central de Flagrantes.

Dentro do laboratório foram encontrados e apreendidos várias garrafas de uísque, rótulos, etiquetas, selos, lacres, embalagens, seringas, além de vasta quantidade de produtos químicos utilizados na falsificação da bebida.

Suspeitos de participação na morte de cabo da PM são presos na região Oeste potiguar

Cinco homens foram presos nesta sexta-feira (17) suspeitos de participação na morte do cabo da Polícia Militar Ildônio José da Silva, de 43 anos, crime ocorrido na tarde da quinta (16) na RN-117, entre as cidades de Caraúbas e Governador Dix-Sept Rosado, na região Oeste potiguar.

O PM foi assassinado durante um assalto a um ônibus escolar que transportava universitários para Mossoró. Testemunhas disseram que os bandidos executaram Ildônio porque ele foi reconhecido como policial. A arma dele, uma pistola, foi levada.

Suspeitos foram presos por agentes da PRF, depois conduzidos pela PM até a Delegacia da Polícia Civil da cidade de Caraúbas (Foto: Redes sociais )
Suspeitos foram presos por agentes da PRF, depois conduzidos pela PM até a Delegacia da Polícia Civil da cidade de Caraúbas (Foto: Redes sociais )

Se o Mateus que sequestrou o filho de Benes estivesse preso a história poderia ser diferente

Resultado de imagem para Preso
Foto: da Internet

Se o  Mateus da Silva Régis, de 17 anos, morto em confronto com policiais militares na tarde desta quarta-feira (15) durante o sequestro relâmpago que também vitimou o filho do ex-prefeito de Lages, Benes Leocádio, estivesse preso desde quando foi pego por seus primeiros crimes, algumas famílias estariam dormindo tranquilas, pois seus parente estariam vivos e em casa.

Exemplo: o Mateus foi preso no dia 04.08.2017 por está praticando furto na Cidade Alta, usando um simulador de pistola. Mas invés de ficar preso, foi liberado por ter apenas 16 anos.

Mas caso nosso Congresso Nacional tivesse revisto as punições, com  mais severidades, para os que cometem crimes, e até aprovado a lei que diminui para 16 anos a menor idade para responder por crimes, teríamos uma situação diferente.

  1. A policial militar Caroline Pltsch estaria viva, pois foi o Mateus quem a matou em uma Pizzaria na Zona Norte de Natal no dia 26.03.18;
  2. O esposo de Caroline não teira sofrido o atentado e sido quase morto, pois foi o Mateus que deflagrou contra ele os tiros. Hoje ambas as vítimas estariam andando felizes na sua cidade;
  3. Se o Mateus estivesse preso um comerciante de lan house em Pajuçara, Zona Norte de Natal, estaria vivo, pois foi vítima de Mateus que o matou para roubar no dia 12.04.18;
  4. Se o Mateus estivesse preso não teria também roubado um veículo e feito a vítima dirigir para ele até o destino que desejava, no dia 06.05.18;
  5. Se o Mateus estivesse preso o filho de Benes Leocádio estaria vivo, pois foi o Mateus que sequestrou o rapaz quando estava no Bairro de Tirol, na tarde de 15.08.18, quando o garoto foi  ao carro para pegar uns documentos; o filho de Benes foi morto no fogo cruzado entre o Mateus e a Polícia Militar;
  6. Ainda, se o Mateus estivesse preso, ele estaria vivo com as condições de se recuperar pela força do Estado, caso o Estado passasse a assumir de uma vez por todas as condições de um governo que protege o cidadão de bem e pune com severidade os criminosos.

O Estado Brasileiro precisa mudar de verdade!