Category: Segurança

Veículo da senadora Fátima Bezerra é tomado de assalto

26139038750_4cfa36f2ab_k

O Veículo Da Senadora Fátima Bezerra, Uma Hilux Ano 2012, Placa NOB 4694 E Cor Preta, Foi Tomado De Assalto Ontem, Por Volta Das 18h De Ontem. O Motorista Da Parlamentar A Deixou No Aeroporto Internacional De São Gonçalo Do Amarante E Se Dirigia Para Deixar O Veículo Na Garagem Do Escritório Da Senadora. Nas Proximidades Da Igreja Universal, No Bairro De Lagoa Nova, Bandidos Renderam O Motorista, Levaram O Carro, Celular E Documentos. O Fato Ocorreu Próximo A Delegacia Do Roubo De Veículos.

Espetacular: Com leitura de livros, detentos do RN concorrem a prêmio nacional

Presos do Complexo Penal Agrícola Dr. Mário Negócio concorrem ao prêmio (Foto: Divulgação/Sejuc)
Presos do Complexo Penal Agrícola Dr. Mário Negócio concorrem ao prêmio (Foto: Divulgação/Sejuc)

Detentos do Rio Grande do Norte estão concorrendo ao Prêmio Innovare 2016 – cujo objetivo é o reconhecimento e a disseminação de práticas transformadoras que se desenvolvem no interior do sistema de Justiça do país. Participam do projeto, denominado ‘Releitura – Remissão pela Leitura e Produção de texto na Execução Penal’, 56 presos do Complexo Penal Agrícola Dr. Mário Negócio, maior presídio de Mossoró. Para cada livro lido, o interno tem quatro dias diminuídos da pena que ele tem que cumprir. Porém, é preciso provar que entendeu o que leu. Ao final de cada leitura, o preso faz uma resenha contando a história.

Como funciona?
O preso inscrito no projeto tem prazo de 21 a 30 dias para ler uma obra, que pode ser literária, clássica, científica ou filosófica. Ao final, deve apresentar uma resenha sobre o livro escolhido. A comissão organizadora da unidade prisional, composta por pedagogos, avalia se o conteúdo está compatível com a obra e se não houve plágio. Em seguida, o resultado da avaliação é enviado ao juiz competente, responsável pela decisão final a respeito da remissão.

Alrivaneide Lourenço, diretora da penitenciária, acrescentou que o preso/leitor pode ler quantos livros quiser, mas o benefício só é concedido, no máximo, 12 vezes por ano. “Ou seja, pelo projeto, ele só pode ter reduzido 48 dias de prisão a cada ano”, explicou.

Os livros obtidos pelo projeto chegam à penitenciária por meio de doações. Mais de 400 obras já foram arrecadadas desde setembro do ano passado.

A tiros de pistola e espingarda, agente penitenciário é executado no RN

agente

Um agente penitenciário foi executado a tiros na noite deste sábado (25) na cidade de São Paulo do Potengi, distante pouco mais de 70 quilômetros de Natal. David Max da Silva Ramos, de 27 anos, estava em um bar com amigos quando foi surpreendido pelos assassinos. Pelo menos quatro pessoas, de dentro de um carro, se aproximaram e abriram fogo. Segundo a Polícia Militar, no local do crime foram encontradas munições de pistola calibre 9 milímetros (de uso restrito do Exército brasileiro), de pistola 380 e de espingarda calibre 12.

Em contato com o G1, o policiamento da cidade informou que o agente tinha audiência marcada com a Justiça na próxima semana para resolver o problema de uma briga com um ex-presidiário. Contudo, ainda não se sabe o real motivo para o crime.

Amigos de David disseram que ele trabalhava em Natal, na Escola Penitenciária. Ele deixa mulher e três filhos. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de São Paulo do Potengi.

Ezequiel Ferreira participa da Festa de São João Batista em Assu

 ezequiel_saojoao_assu_2016_01

ezequiel_saojoao_assu_2016_00

O deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, esteve em Assu, município do Vale do Açu, nesta quinta-feira (23), onde participou da programação religiosa da Festa de São João Batista, padroeiro da cidade. Ao lado do deputado estadual George Soares (PR), do pré-candidato a prefeito, médico Gustavo Soares (PR) e vereadores, Ezequiel vivenciou o tradicional São João de Assu, um dos mais antigos do mundo.

Com o tema “São João, precursor do rosto misericordioso do Pai”, a festa do padroeiro do Assu comemora este ano 290 anos de fé e tradição. A paróquia de São João Batista é administrada pelo padre Raimundo Alexandre de Oliveira, Padre Netinho, com quem Ezequiel e George Soares conversaram após a celebração.

A festa em Assu é uma das expressões mais fortes da cultura popular do Rio Grande do Norte, onde atrai visitantes do país inteiro. “O São João em Assu é conhecido como o mais antigo do mundo. Além de promover a nossa cultura, a festa é importante para a economia local. Muita gente aproveita o evento para trabalhar no próprio negócio, criando uma renda adicional”, afirmou Ezequiel, que após a celebração religiosa visitou a feirinha na Praça São João Batista. A maratona de shows e apresentações culturais na capital do Vale do Açu segue até o próximo sábado (25).

Ezequiel também mostrou o trabalho e ações que são desenvolvidas pela Assembleia Legislativa, em prol do desenvolvimento do interior do Estado. “O Vale do Açu é uma região importante. O deputado George Soares usa seu mandato para ser a voz em defesa dos interesses desta região. Ele honra seu povo por isso é digno do nosso respeito e da nossa atenção, quando apresenta pleitos na Casa Legislativa”, comentou.

Na Praça São João Batista em Assu, Ezequiel ainda concedeu várias entrevistas para rádios locais, enaltecendo o trabalho que vem fazendo no Poder Legislativo e falou da importância dos festejos juninos para o turismo e a economia da região.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Dono de borracharia é morto e flanelinha baleado em Natal

alecrim

O dono de uma borracharia foi morto a tiros e um flanelinha baleado na manhã desta sexta-feira (24) após um assalto frustrado no bairro do Alecrim, na Zona Leste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, ninguém foi preso.

Segundo a PM, o crime aconteceu na rua dos Caicós, perto da Vila Naval. Dois bandidos em uma moto tentaram roubar uma mulher, mas o flanelinha percebeu a ação e evitou o assalto. A dupla se afastou e, em seguida, retornou ao local e atirou.

O flanelinha, ainda não identificado, estava sentado na calçada da borracharia e foi baleado.  O dono do estabelecimento também foi atingido, mas não resistiu. Ele foi identificado como Francisco Edivaldo dos Santos, de 48 anos.

Duas ambulâncias do Samu foram chamadas para atender a ocorrência. O flanelinha foi socorrido, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde dele.

A PM fez buscas na região, mas até o momento ninguém foi preso.

Potiguar está desaparecido há 11 dias no mar; família suspeita de homicídio

pescador

A família do pescador potiguar Alevildo dos Santos Gama, de 32 anos, está procurando por ele, que está desaparecido há 11 dias. Ele saiu para pescar com quatro homens paraibanos em uma embarcação chamada ‘Andrezinho 1º’ e não voltou. A família suspeita que ele tenha sido assassinado.

De acordo com Manoel Agenilson, irmão do pescador, Alevildo estava pescando no dia 11 na praia de Acaú, na Paraíba. “Mas o desaparecimento aconteceu em Cabedelo”, disse. Ainda segundo o irmão, os pescadores deram duas versões sobre o ocorrido. “A primeira é de que todos estavam dormindo e, quando acordaram, meu irmão não estava mais no barco. E a segunda é que ele teria discutiro com alguém do bar e pegou uma boia e se jogou em alto mar sozinho”, disse.

A Capitania dos Portos da Paraíba informou que as buscas foram encerradas. Nascido emTouros, Alevildo dos Santos Gama estava morando em Maceió há um ano. Ele tem uma filha de 10 anos. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Cabedelo.

Ação para localizar Fat Family deixa 5 mortos na Zona Oeste do Rio

nicolas
Nícolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, durante internação no Souza Aguiar (Foto: Reprodução/TV Globo) 

A operação da Polícia Militar para localizar o traficante Fat Family na manhã desta quarta-feira (22) deixou cinco mortos na Comunidade do Rola, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. De acordo com a PM, no início da ação os criminosos atiraram contra os agentes e houve confronto. Seis suspeitos foram atingidos e cinco não resistiram. O homem que ficou ferido foi levado para o hospital.

Os policiais prenderam também um homem que estava foragido da Justiça e foi levado para a 36ª DP (Santa Cruz). Foram apreendidos ainda um fuzil, três pistolas, uma granada e drogas a ser contabilizadas.

Desde o início desta manhã, homens de 21 batalhões da PM fizeram, pelo segundo dia consecutivo, uma megaoperação para tentar localizar Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, e os responsáveis por invadir, na último domingo (19) o Hospital Souza Aguiar, no Centro da cidade, e resgatar o suspeito. Ele chefia o tráfico na comunidade do Santo Amaro, no Catete, Zona Sul.

De acordo com informações da PM, os policiais atuavam em várias comunidades da Zona Norte, Central e na Baixada Fluminense.A invasão do hospital deixou um homem morto.

Transferências
Na manhã desta quarta, quinze presos custodiados no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste, foram transferidos para presídios federais fora do estado. Os presos são encaminhados para unidades de segurança máxima, em Catanduvas, no Paraná, o de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul e o de Porto Velho, em Rondônia.

A decisão da transferência ocorreu após uma suposta festa ter sido realizada na cadeia para comemorar a ação de criminosos no domingo (19) para resgatar o traficante Fat Family do Hospital Souza Aguiar. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) negou que tenha existido uma festa na galeria do presídio para comemorar o resgate do preso Nicolas Labre Pereira de Jesus.

“A secretaria possui imagens do sistema de monitoramento de câmeras do presídio que comprovam que tal comemoração não existiu”, informou a Seap.

Do G1

PF prende donos do avião que caiu com Eduardo Campos

noticia_142578_340x295

A Polícia Federal deflagrou hoje (21) a Operação Turbulência com o propósito de desarticular uma organização criminosa especializada em lavagem de dinheiro que atuava em Pernambuco e Goiás e que teria movimentado mais de R$ 600 milhões desde 2010.

Cerca de 200 policiais federais dão cumprimento a 60 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão, 22 de condução coercitiva e 5 de prisão preventiva. Também estão sendo cumpridos mandados de indisponibilidade de contas e sequestro de embarcações, aeronaves e helicópteros dos principais membros da organização criminosa.

Os mandados judiciais estão sendo cumpridos em 16 cidades pernambucanas, além do Aeroporto de Guararapes. A operação prendeu preventivamente os empresários João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, Eduardo Freire Bezerra Leite e Apolo Santana Vieira, os donos do avião que caiu com o ex-governador de Pernambuco e então candidato à Presidência da República, Eduardo Campos.

A investigação iniciou a partir da análise de movimentações financeiras suspeitas detectadas nas contas de algumas empresas envolvidas na aquisição da aeronave Cessna Citation PR-AFA. Esse avião transportava Eduardo Campos, em seu acidente fatal.

A PF constatou que essas empresas eram de fachada, constituídas em nome de “laranjas”, e que realizavam diversas transações entre si e com outras empresas fantasmas, inclusive com algumas empresas investigadas no bojo da Operação Lava Jato.

Há suspeita de que parte dos recursos que transitaram nas contas examinadas serviam para pagamento de propina a políticos e formação de “caixa dois” de empreiteiras. O esquema criminoso sob apuração encontrava-se ativo, no mínimo, desde o ano de 2010.

Tanto os presos como os conduzidos coercitivamente serão levados para a sede da Polícia Federal em Recife. Os envolvidos responderão, na medida de seu grau de participação no esquema criminoso, nos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Nominuto.com

‘Desesperador’, diz jovem que teve carro roubado em Natal

fawtte4rsyhy5eyerAs câmeras de segurança de um prédio localizado em Petrópolis, na Zona Leste de Natal, registraram o momento em que um jovem de 24 anos teve o carro roubado na última sexta-feira (17). O crime aconteceu por volta das 12h30. Veja o vídeo!

As imagens mostram o momento em que Arthur Vital estaciona a Amarok em um terreno que fica ao lado do prédio onde mora. Ele desce do carro e caminha poucos metros até o portão de entrada do edifício. O bandido chega enquanto Arthur aguarda que o portão seja aberto pelo porteiro.

“Quando eu percebi que ele ia me assaltar ele já levantou a camisa e colocou a arma na minha barriga. Ele já chegou pedindo a chave da Amarok”, disse Arthur. “É desesperador passar por isso. Uma pessoa que consegue comprar um carro, luta pra ter aquilo ali e do nada chega um cara e toma aquilo na porta da nossa casa”, disse Arthur.

A Amarok branca de placas QGC 4869 de João Câmara não foi encontrada.

Quatro são presos e 39 CNHs retidas em operação da Lei Seca em Natal

blitz2222

Quatro pessoas foram presas em uma blitz da Lei Seca realizada na madrugada deste domingo (19) na Zona Sul de Natal. De acordo com o capitão da PM Isaac Paiva, foram montados seis pontos de fiscalização nas proximidades da Avenida da Integração, em Candelária. Ao todo, 39 carteiras de habilitação foram apreendidas.

A blitz principal aconteceu na própria Avenida da Integração. “Os outros cinco pontos foram monstados nas ruas adjacentes para impedir que as pessoas conseguissem desviar da blitz”, informou o capitão Isaac Paiva. A blitz terminou por volta das 5h deste domingo.

Revólveres são furtados do Quartel Geral da PM no RN; comando apura

Quartel Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte)
Quartel Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte)

Pelo menos 11 revólveres foram furtados de dentro do Quartel Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O prédio fica no bairro Tirol, na Zona Leste de Natal. Em Boletim Geral publicado no dia 27 de maio, o coronel Dancleiton Pereira, comandante geral da corporação, determinou a instauração de um Inquérito Policial Militar (IPM) para “apurar responsabilidade de quem se achar em culpa”.

Um oficial da PM, que pediu para não ser identificado, relatou que as armas que sumiram fazem parte de um lote contendo 300 unidades. “Os revólveres estavam em duas caixas, cada uma com 150 armas. Uma das caixas foi violada e 11 revólveres desapareceram”, revelou. As 300 armas seriam doadas à Guarda Municipal de Natal.

Ainda de acordo com a fonte, ao lado do corpo de um homem assassinado recentemente em Natal, se encontrou um revólver cuja numeração coincide com o registro de uma das 11 armas furtadas da PM.

Por meio da assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), o comando da PM reforçou que o inquérito está em andamento e que, por enquanto, não será divulgado nenhum detalhe da investigação.

Polícia conclui inquérito de estupro coletivo no Rio com sete indiciados

Polícia divulga resultado do inquerito sobre estupro coletivo de jovem no Rio (Foto: Matheus Rodrigues/G1)
Polícia divulga resultado do inquerito sobre estupro coletivo de jovem no Rio (Foto: Matheus Rodrigues/G1)

A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (17), o resultado das perícias do caso da jovem de 16 anos que foi vítima de estupro coletivo no Morro da Barão, na Zona Oeste do Rio. A Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) recebeu todos os laudos periciais, inclusive o do celular de Raí de Souza, de 22 anos, um dos três suspeitos que estão presos pelo crime.

O inquérito foi concluído e sete pessoas pessoas foram indiciadas. Os indiciados por estupro de vulnerável e divulgação de imagens são: Raí de Souza, que gravou e transmitiu o vídeo; Raphael Duarte Belo, que fez uma selfie e transmitiu o vídeo; e um menor conhecido como Perninha – neste caso, o processo será desmembrado e encaminhado para a Vara da Infância e da Juventude, e ele responderá por ato infracional análogo aos crimes.

Por estupro, serão indiciados Moisés Camilo de Lucena, conhecido como Canário, e um dos traficantes do Morro da Barão e Sergio Luiz da Silva, o Da russa, chefe do Morro da Barão. Outros dois serão indiciados por divulgação das imagens: Michel Brasil da Silva e Marcelo Miranda.

O jogador de futebol Lucas Perdomo Duarte, que chegou a ser preso, não vai ser indiciado por nenhum crime, por falta de prova.

“Hoje eu estou trazendo a conclusão do inquérito. É um crime que chocou o Brasil e vai fazer história no país, até pela forma hedionda que ele foi praticado”, afirmou a delegada Cristiana Bento. “A polícia trabalha com prova técnica. Foram sete indiciados neste crime. Por uma perturbação ou trauma pode ter ficado uma falsa memória. Se houver mais, estou apurando peças para eventuais participantes”, acrescentou.

Segundo a delegada, o celular do Raí era uma das principais fontes das investigação. “Raí em seu depoimento ele disse que tinha jogado fora. A gente sabia que era a principal fonte de prova o celular de Rai. A gente tinha que procurar a todo custo. Mais de dois mil perfis de Facebook e Twitter foram investigados”, afirmou.

“Arquivos e imagens encontradas no celular do Rai serão enviadas à Dcod [Delegacia de Combate às drogas] para investigar possível envolvimento com o tráfico de drogas da região”, disse a delegada Cristiana. A análise pericial do aparelho feita pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e entregue à delegacia nesta quinta-feira (16).

Cristiana Bento afirmou que a pena de estupro de vulnerável é de 15 anos, a produção do material é de oito anos e a transmissão é de seis anos.

Segundo a delegada, a vítima prestou três depoimentos à polícia. “Quando ela foi acolhida pelo programa de proteção, a polícia não entrou mais em contato com ela”. “A gente espera que a pena seja exemplar para que isso não volte a existir”, concluiu Cristiana Bento.

Início das investigações
Segundo o diretor geral das Delegacias Especializadas, Ronaldo Oliveira, o crime foi descoberto pelos policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos (DRCI).

“Eles fazem uma constância na internet e encontraram um vídeo que era uma barbárie. A partir do momento que foi identificado um crime que precisava de uma investigação mais profunda, foi solicitado uma delegada com uma expertise no assunto”, afirmou Oliveira, sobre a mudança da delegacia na investigação.

Segundo ele, o trabalho do delegado Alessandro Thiers, que iniciou as investigações pela DRCI e foi alvo de muitos questionamento, foi essencial. “O trabalho do Alessandro, apesar de muitos criticarem, foi muito importante para o trabalho da doutora Cristiana. Eles se complementaram”, afirmou Ronaldo Oliveira.

Thiers foi afastado das suas funções na especializada e está de férias. Quando voltar, Ronaldo Oliveira afirmou que ele receberá um “novo desafio”. O seu lugar foi assumido pela delegada Daniela Terra, que antes era titular da 33ª DP (Realengo).

Cronologia dos acontecimentos
De acordo com o que se sabe até agora, a adolescente saiu de um baile funk com Raí, o jogador de futebol Lucas Perdomo, de 20 anos, e mais uma garota às 7h da manhã de sábado, 21 de maio. Na festa, eles teriam feito uso de bebidas alcoólicas, maconha e cheirinho da loló (entorpecente feito com clorofórmio e éter). Os quatro foram a uma casa abandonada da comunidade do Morro do Barão.

Às 10h do mesmo dia, Raí, Lucas e a outra menina decidiram sair do local, deixando para trás a menor, que ainda está sob o efeito de drogas.

Às 11h, a menina teria sido encontrada desacordada pelo traficante Moisés Camilo de Lucena, conhecido como Canário, de 28 anos. O homem pegou a jovem e a levou para outra casa. Ele teria sido o primeiro a estuprá-la.

As investigações apontam que a adolescente foi estuprada, no mínimo, duas vezes: no sábado pela manhã e no domingo, à noite. Os policiais acreditam que o número de envolvidos no crime possa ser maior.

Quando a jovem foi violentada na noite de domingo, Raí chegou em uma casa da comunidade acompanhado de Raphael Duarte Belo, de 41 anos, e de um homem identificado como Jefinho. Neste segundo momento, eles abusaram da adolescente, gravaram vídeos e tiraram fotos.

Adolescente de 16 anos deixa o hospital Souza Aguiar com a mãe após estupro coletivo no Rio (Foto: Gabriel de Paixa/Agência O Globo)
Adolescente de 16 anos está no programa de proteção do governo (Foto: Gabriel de Paixa/Agência O Globo)

Acusado de matar policial civil em Natal foge de quartel militar da PM

Iriano Feitosa foi morto em fevereiro deste ano (Foto: Ana Paula Nelson/Arquivo Pessoal)
Iriano Feitosa foi morto em fevereiro deste ano (Foto: Ana Paula Nelson/Arquivo Pessoal)

G1 -O policial civil Tibério Vinícius Mendes de França, acusado pela morte do também policial civil Iriano Serafim Feitosa, assassinado no dia 3 de fevereiro deste ano no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal, fugiu da prisão na manhã desta sexta-feira (17). A prisão fica dentro do mesmo terreno onde funciona o quartel do Bope, a cavalaria e o canil da PM, na Zona Norte da cidade. A Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sesed) informou que está apurando a fuga e que o policial é considerado fugitivo da Justiça.

Tibério Vinícius Mendes de França (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Tibério Vinícius fugitivo

A fuga
Ainda de acordo com a Sesed, Tibério foi visto pela última vez durante uma contagem de presos feita pela manhã. Já numa segunda contagem, próximo ao horário do almoço, ele não foi mais encontrado. A secretaria informou também que uma sindicância será instaurada para apurar as devidas responsabilidades e que buscas, com apoio da Polícia Civil estão sendo feitas na tentativa de localizar o policial fugitivo.

Tibério estava preso desde o dia 22 de março. Em audiência de instrução e julgamento marcada para esta sexta-feira, o juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, da 3º Vara Criminal, deveria decidir se o policial iria ou não a júri popular. O policial também é apontado pela Polícia Federal como suspeito de envolvimento com grupos de extermínio, investigação que faz parte da operação Thanatus, deflagrada em dezembro do ano passado.

Relembre o caso

Iriano foi morto no dia 3 de fevereiro quando dirigia o carro dele pela Av. Xavantes, no conjunto Cidade Satélite, Zona Sul de Natal.

Esposa do policial, a advogada Ana Paula Nelson contou que estava no carro no momento do atentado. “Acho que o crime não foi planejado para ser ali, daquela forma. Esse policial se aproveitou de um descuido do meu marido. Ele se aproximou sozinho em uma moto e, sem parar, efetuou vários disparos. Como os tiros foram do lado onde estava o Iriano, ele foi atingido mais vezes e eu acabei sendo baleada duas vezes”, lembrou.

Câmeras de segurança registraram a execução. O vídeo (veja acima) mostra o momento em que o o carro de Iriano reduz a velocidade para passar por uma lombada. Um motociclista fica ao lado do carro e efetua vários disparos de arma de fogo. Iriano morreu minutos após dar entrada no pronoto-socorro Clóvis Sarinho, em Natal. A advogada Ana Paula Nelson, viúva de Iriano, foi atingida por dois tiros – um na perna e outro no quadril.

 Iriano Serafim Feitosa estava dirigindo o carro, ao lado da esposa, quando foi baleado (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Iriano Serafim Feitosa estava dirigindo o carro, ao lado da esposa, quando foi baleado (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Imagéns mostram troca de tiros durante assalto a banco na Grande Natal

222

Veja Vídeo no G1

Imagens de câmeras de segurança, divulgadas nesta sexta-feira (17), mostram a troca de tiros envolvendo criminosos, policiais militares e um vigilante da agência do Banco do Brasil em Parnamirim, cidade da Grande Natal. A tentativa de assalto à agência aconteceu na terça (14), no bairro Cohabinal. De terno e gravata, um dos assaltantes foi morto. Outros dois foram baleados e presos. Segundo a PM, uma mulher, que também faria parte da quadrilha, conseguiu fugir.

Os vídeos mostram o momento em que dois policiais militares se aproximam da entrada da agência. Um dos PMs começa a atirar e, em seguida, os dois se afastam. Uma mulher sai do local rapidamente. Logo depois, um vigilante do banco aparece perseguindo dois dos assaltantes e eles trocam tiros. O vigilante corre para o outro lado da rua e um dos criminosos também atravessa a rua. Baleado, o ladrão cai próximo a um muro. As outras imagens mostram o vigilante se aproximando dos PMs após o confronto.

Um dos suspeitos de participar do assalto foi baleado; homens estavam vestidos de terno e gravata (Foto: Divulgação/PM)
Homens estavam vestidos de terno e gravata (Foto: Divulgação/PM)

Filho que matou mãe a facadas é condenado a 22 anos de prisão no RN

njadhwjas
Assassino da própria mãe é condenado

Acusado de matar a própria mãe a facadas e de incendiar a casa onde ela morava, Helenilson Donato da Rocha, de 47 anos, foi condenado a 22 anos e dois meses de prisão em regime fechado. Helenilson foi levado a júri popular nesta quarta-feira (15), passados mais de dois anos do crime.

O julgamento aconteceu desde a manhã desta quarta no Fórum Desembargardor Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal. Após serem ouvidas as testemunhas, o júri decidiu por condenar Helenilson a 17 anos e 6 meses pelo homicídio qualificado de Beatriz Rosalina da Rocha, de 80 anos, e 4 anos e 8 meses por incêndio qualificado. Além disso, o júri também estabeleceu o pagamento de 26 dias-multa.

O caso
O crime aconteceu no dia 9 de fevereiro de 2014 na casa da idosa, localizada no conjunto Pirangi, na Zona Sul da cidade. O corpo da aposentada foi encontrado carbonizado e com uma perfuração no pescoço. Helenilson, filho de Beatriz, foi autuado em flagrante por homicídio e incêndio criminoso.

A família pede justiça. “Acredito que ele seja um psicopata porque ele não se arrepende de nada que faz”, afirmou Hemistidan Donato da Rocha, filha da vítima e irmã do acusado.

Segundo o Ministério Público, o réu teria planejado o crime. “Ele premeditou o crime, já havia atentado contra a vida da nossa mãe. Pedimos a pena máxima porque ele já nos ameaçou. Ele disse que, assim que sair da cadeia, me mata. E ninguém duvida, ele vai matar todos se sair”, concorda Hemistidan.

Corpo de Bombeiros foram chamados para controlar incêndio que matou idosa em Pirangi, na zona Sul de Natal (Foto: Elizama Cardoso/Inter TV Cabugi)
Crime aconteceu em fevereiro de 2014 no conjunto Pirangi, na Zona Sul de Natal (Foto: Elizama Cardoso/Inter TV Cabugi)