Category: Segurança

Mãe cadeirante e filho são mortos a tiros na Grande Natal

download

Mãe e filho, uma cadeirante de 62 anos e um homem de 31, foram assassinados a tiros na noite desta quarta-feira (4) em São Gonçalo do Amarante, cidade da Grande Natal. De acordo com a Polícia Militar, as vítimas foram baleadas na frente da casa onde moravam. Ninguém foi preso.

O duplo homicídio aconteceu na rua Joaquim Rodrigues da Silva, no bairro de Santo Antônio dos Barreiros. Segundo a PM, Carlos Antônio Borges de Sousa foi perseguido por dois criminosos e tentou entrar em casa para escapar dos tiros. Ana Carlos Borges, mãe de Carlos, estava próximo à porta da residência e também foi atingida. Ela não andava e usava uma cadeira de rodas desde que sofreu um AVC.

De acordo com a equipe do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), Carlos levou 11 tiros. A Polícia Militar informou que ele tinha tinha envolvimento com o tráfico de drogas e que isso pode ter motivado o assassinato. A Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar o caso.

Celular é achado com ex-governador do RN preso em quartel da PM

freire1

Um celular foi apreendido com o ex-governador Fernando Freire nesta segunda-feira (2) dentro do quartel do Comando Geral da Polícia Militar, no bairro do Tirol, na Zona Leste de Natal.Freire está preso desde julho de 2015 e foi condenado a mais de seis anos de prisão por envolvimento no esquema fraudulento que ficou conhecido como ‘Máfia dos Gafanhotos’.

Fiscalizações em unidades da PM no estado estão sendo feitas devido a uma determinação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Na sexta-feira (22), a visita aconteceu na unidade de custódia da Polícia Militar, que fica na Zona Norte da cidade. Lá, foram encontrados celulares e um aparelho roteador, além de irregularidades estruturais. Já na segunda (2), a fiscalização aconteceu no Comando Geral da PM, onde foi encontrado um celular com o ex-governador Fernando Antônio da Câmara Freire.

Medidas
Jorge Tonel, promotor da Auditoria Militar, explicou que autos de apreensão foram feitos nos locais inspecionados e que serão abertos procedimentos investigatórios. Além disso, o juiz responsável pela execução da pena dos presos flagrados em irregularidade será comunicado para a tomada de providências disciplinares. As fiscalizações prosseguirão em todas as unidades da Polícia Militar no Rio Grande do Norte.

Do G1

Com celular de preso, GOE negocia com traficantes e prende casal no RN

Apresentação1

G1 – Um casal foi preso e uma adolescente apreendida suspeitos de tráfico de drogas na tarde desta terça-feira (3) na Zona Sul de Natal. Numa residência no bairro de Ponta Negra, agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais (GOE) – unidade de elite da Secretaria de Justiça e Cidadania – encontraram 4 quilos de pasta base de cocaína. A droga foi avaliada em quase R$ 200 mil, segundo Leonardo Alves, diretor do GOE.

Leonardo explicou que os suspeitos foram presos após trocarem mensagens com a direção da Penitenciária Estadual de Alcaçuz  por meio do celular de um preso. O aparelho foi encontrado no pavilhão 3 da unidade durante uma intervenção feita pelo GOE logo após umatentativa de fuga ocorrida pela manhã. Alcaçuz, maior presídio do estado, fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.

Além de aparelhos celulares, os agentes também encontraram várias facas artesanais dentro do pavilhão. “Um dos celulares chamou a nossa atenção porque não parava de tocar. Ivo Freire, que é o diretor de Alcaçuz, atendeu e nós dois começamos a trocar mensagens com a pessoa do outro lado da linha. Então marcamos um encontro em frente ao estádio Frasqueirão, na Rota do Sol”, revelou Leonardo.

Ainda segundo o diretor do GOE, por volta das 15h os agentes encontraram uma jovem de 20 anos no lugar marcado. Ela os levou para uma casa no bairro de Ponta Negra, onde estavam uma adolescente de 14 anos e um rapaz de 23. Com eles, foram apreendidos 4 quilos de pasta base de cocaína. Os três foram detidos e levados para a Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) e autuados por tráfico de drogas.

“Agora cabe à Polícia Civil investigar e descobrir de quem era o celular que apreendemos em Alcaçuz”, finalizou Leonardo Alves.

Vários celulares e facas artesanais foram encontrados durante a revista feita no pavilhão 3 de Alcaçuz (Foto: Divulgação/GOE)
Vários celulares e facas artesanais foram encontrados durante a revista feita no pavilhão 3 de Alcaçuz (Foto: Divulgação/GOE)

Tráfico em presídios
No dia 19 de fevereiro deste ano, em uma operação  coordenada pela Denarc, a Polícia Civil doRio Grande do Norte admitiu que parte das drogas comercializadas na Grande Natal vem de São Paulo, e que todo um esquema logístico estava sendo coordenado de dentro dos presídios do estado. Denominada de ‘Barreiros’, a operação foi resultado de uma investigações que durou um ano. Ao longo deste tempo,  mais de 100 pessoas foram presas – 30 delas (26 homens e 4 mulheres) somente no dia 19, quando a operação foi realizada. E destas 30 prisões, 13 foram executadas dentro de presídios, ou seja, suspeitos que já se encontram encarcerados receberam uma nova voz de prisão. Os mandados foram cumpridos em Natal, Ceará-Mirim e Parnamirim.

Bandidos invadem computador da esposa de Temer

marcela

Bandidos virtuais invadiram o computador pessoal da eventual primeira-dama do País, Marcela Temer, roubando-lhe todo o conteúdo. A Polícia Civil de São Paulo suspeita de crime político, mas, para tentar despistar, os bandidos passaram a fazer chantagem, ameaçando tornar públicas as trocas de mensagens com familiares, além de senhas e até fotografias. Os investigadores já identificaram a origem dos invasores.
Computadores em São Bernardo e Santo André, em São Paulo, são apontados como autores da invasão que vitimou Marcela Temer. Nada havia de mais no computador, dizem fontes próximas a Temer, mas o crime pode revelar escândalo de espionagem sem precedentes.

‘Quebrarei a zona de conforto dos presos’, diz secretário da Sejuc no RN

wallber

“Temos que mexer com esses presos. Puni-los administrativamente. Suspender visitas. Quebrarei a zona de conforto dos presos”. A declaração é de Wallber Virgolino da Silva Ferreira, de 37 anos. Ele, que é delegado de Polícia Civil na Paraíba, foi anunciado no último final de semana como novo secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, em substituição ao advogado Cristiano Feitosa, que deixa a Sejuc para assumir a Secretaria Estadual de Administração.

Ao G1, com exclusividade, Virgolino disse que já está de malas prontas e deve se mudar para Natal ainda esta semana. “Estou esperando apenas o governador da Paraíba me liberar”, afirmou.

Nesta terça-feira, Virgolino comentou a nova tentativa de fuga registrada na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, o maior presídio do sistema prisional potiguar. Um grupo de detentos conseguiu sair do pavilhão 3 e tentou cavar um buraco no pé do muro da unidade. Guardas perceberam a movimentação e conseguiram impedir a debandada. “Isso é só falta de fiscalização e comprometimento. Mudança de mentalidade e adoção de procedimentos de rotina somados a punição de presos e agentes”, afirmou.

Ainda de acordo com o delegado, uma medida imediata que deverá ser tomada por ele quando assumir a Sejuc será determinar que um trator, do tipo escavadeira, passe ao redor de Alcaçuz para que eventuais túneis sejam descobertos e destruídos. “Tem que passar um trato em volta dos pavilhões que os túneis apareceram. Concretar o chão das celas. Transferir presos como forma de punir pra ficarem longe da família, etc”.

Perfil
Wallber Virgolino da Silva Ferreira tem 37 anos e é formato em Direito pelo UNIPÊ de João Pessoa. É delegado da Polícia Civil da Paraíba há 11 anos. Conhecido como ‘linha dura’, é especialista em segurança pública, em ciências criminais, gestão pública e prisional e especialista em inteligência policial. Atuou no Grupo de Operações Especiais – GOE da PC/PB. Foi advogado militante da OAB/PB, professor da Escola Penitenciária da PB, Tutor Senasp, Corregedor Geral do Detran-PB, delegado da DHPP-PB, Secretário de Administração da Prefeitura de Coremas-PB, Secretário de Justiça e Cidadania da PB e Delegado Seccional de Polícia Civil da Região do Brejo na PB.

Do G1

Maior penitenciária do RN registra mais uma tentativa de fuga

alcacuz

A Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior prisídio do Rio Grande do Norte, registrou  uma tentativa de fuga na madrugada desta terça-feira (3). Detentos do pavilhão 3 tentaram escapar, mas foram impedidos pelos policiais militares que trabalham nas guaritas. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.

A tentativa de fuga aconteceu por volta das 4h40. Um grupo de presos saiu do pavilhão 3 e tentou escapar por um buraco escavado próximo ao muro da unidade, mas os PMs perceberam a ação.

“Um dos problemas em Alcaçuz é a pouca iluminação. É necessário que se troque todos os postes ao redor da penitenciária”, disse o Sargento Francisco Gonçalves, comandante da guarda.

presos

Fuga
Na manhã desta segunda-feira (2), três presos tiveram melhor sorte e conseguiram escapar de Alcaçuz. Eles pularam o muro da quadra do pavilhão 4, se arrastaram até o pé do muro e cavaram um buraco. Já do lado de fora, a sorte acabou. Agentes penitenciários e policiais militares partiram em busca dos detentos e conseguiram recapturar os três que haviam escapado.

Sistema em calamidade
O sistema penitenciário potiguar não passa por um bom momento. E faz tempo. Em março de 2015, após uma série de rebeliões em várias unidades prisionais, o governo decretou estado de calamidade pública e pediu ajuda à Força Nacional. Para a recuperação de 14 presídios, todos depredados durante os motins, foram gastos mais de R$ 7 milhões. No entanto, o sistema permanece em crise. Seis meses depois, o decreto de calamidade foi prorrogado por mais 180 dias e a permanência da Força Nacional também renovada.

Já no dia 17 de março deste ano, o governo do Rio Grande do Norte voltou a renovar o decreto de calamidade no sistema prisional potiguar e mais uma vez pediu socorro à Força Nacional. A renovação da calamidade, por mais seis meses, foi assinada pelo governador Robinson Faria. O documento diz que a renovação tem por objetivo “legitimar a adoção e execução de medidas emergenciais que se mostrarem necessárias ao restabelecimento do seu normal funcionamento”.

Do G1

Militar da reserva morre atropelado enquanto lavava carro em Natal

mili1

Um oficial aposentado da Marinha morreu atropelado na manhã deste domingo (1º) no bairro de Candelária, na Zona Sul de Natal. Ele estava lavando o carro na frente de casa quando foi atropelado. O motorista fugiu sem prestar socorro.

Alcides Vieira dos Santos, de 76 anos, estava lavando o carro na frente de casa na Avenida Prudente de Morais. Por volta das 5h40, um carro branco passou pelo local e atropelou o idoso. Em seguida, o motorista fugiu sem prestar socorro.

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte está investigando o caso.

Mulher é morta a tiros dentro de táxi na Zona Leste de Natal

taxi

Uma mulher de 22 anos foi assassinada a tiros na noite deste domingo (1º) dentro de um táxi no bairro das Rocas, na Zona Leste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, um homem também foi baleado e socorrido. Ninguém foi preso.

Segundo a PM, o crime aconteceu por volta das 21h. Dois criminosos se aproximaram do táxi em uma motocicleta e atiraram. A mulher, identificada como Rosilene Alves Ramalho dos Santos, morreu no local.

A polícia informou que um homem, que também estava dentro do carro, foi baleado e socorrido ao Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. A PM não deu informações sobre o taxista.

A Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) ainda não sabe as motivações do crime e vai investigar o caso.

Em cela com 30 em Natal, detento é achado morto após ‘barulho estranho’

Complexo Penal João Chaves, na Zona Norte de Natal (Foto: Caroline Holder/G1)
Complexo Penal João Chaves, na Zona Norte de Natal (Foto: Caroline Holder/G1)

Um preso foi encontrado morto na madrugada deste domingo (1º) dentro da carceragem do setor de triagem do Complexo Penal Dr. João Chaves, na Zona Norte de Natal. Segundo a direção da unidade, 30 presos estavam na cela. Com mais este caso, chega a 9 o número de presos mortos dentro do sistema penitenciário potiguar somente este ano.

“Era umas quatro horas da madrugada quando os agentes penitenciários ouviram um barulho estranho. Foram verificar e já encontraram o preso enforcado”, afirmou o diretor Eider Brito.

Ainda segundo o diretor, o preso morto foi identificado apenas como Fabiano de Araújo. “Chamamos a polícia e o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), que é quem realmente pode confirmar o que aconteceu, se foi suicídio ou se o detento foi assassinado”, ressaltou Eider.

O diretor acrescentou que nesta segunda-feira (2) será instaurada uma sindicância para apurar o que houve. “Como são 30 presos, acredito que poderemos descobrir com mais facilidade o que aconteceu na madrugada”, disse Eider, suspeitando que o preso não tirou a própria vida.

2015
Ano passado, 28 homens morreram dentro de unidades carcerárias do RN. Deste total, 25 foram assassinados a facadas ou encontrados enforcados, mortos em condições suspeitas. Outros dois morreram soterrados após o desabamento de um túnel na Penitenciária Estadual de Alcaçuz. E, no início de 2015, um adolescente morreu ao ser baleado em uma unidade para cumprimento de medida socioeducativa durante uma tentativa de resgate no Ceduc de Caicó. Os números são da Coordenadoria de Análises Criminais da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Sistema em calamidade
O sistema penitenciário potiguar não passa por um bom momento. E faz tempo. Em março de 2015, após uma série de rebeliões em várias unidades prisionais, o governo decretou estado de calamidade pública e pediu ajuda à Força Nacional. Para a recuperação de 14 presídios, todos depredados durante os motins, foram gastos mais de R$ 7 milhões. No entanto, o sistema permanece em crise. Seis meses depois, o decreto de calamidade foi prorrogado por mais 180 dias e a permanência da Força Nacional também renovada.

Já no dia 17 de março deste ano, o governo do Rio Grande do Norte voltou a renovar o decreto de calamidade no sistema prisional potiguar e mais uma vez pediu socorro à Força Nacional. A renovação da calamidade, por mais seis meses, foi assinada pelo governador Robinson Faria. O documento diz que a renovação tem por objetivo “legitimar a adoção e execução de medidas emergenciais que se mostrarem necessárias ao restabelecimento do seu normal funcionamento”.

Fugas
Além das unidades depredadas e da superlotação, as fugas também se tornaram um problema constante para o Estado. Somente este ano, 185 detentos já escaparam do sistema prisional potiguar. A média é de 11 fugitivos por semana.

Até carro de auto escola é apreendido durante blitz da Lei Seca em Natal

Carro de auto escola e um Corolla com a mala cheia de cervejas estão entre os 16 veículos apreendidos durante a operação (Foto: Divulgação/PM)
Carro de auto escola e um Corolla com a mala cheia de cervejas estão entre os 16 veículos apreendidos durante a operação (Foto: Divulgação/PM)

Sete motoristas foram presos na madrugada deste domingo (1º) ao serem flagrados dirigindo sob efeito de álcool e 96 carteiras de habilitação recolhidas durante mais uma Operação Lei Seca realizada em Natal. Ao todo, 16 veículos também foram apreendidos, entre eles um Celta que pertence a uma auto escola e um Corolla com a mala carregada de cervejas. Também foi rebocado para o pátio do Detran um Peugeot, cujo carro acabou com os dois pneus dianteiros furados ao subir no canteiro numa tentativa de escapar da fiscalização.

Segundo o capitão Styvenson Valentim, barreiras de fiscalização foram montadas em pontos estratégicos de Cidade Verde e Ponta Negra, ambos na Zona Sul da cidade. “O motorista da auto escola soprou o bafômetro e o teste acusou um índice abaixo de 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido, o que caracteriza infração administrativa. Neste caso ele não vai preso, mas é multado em R$ 1.915,40”, explicou o comandante.

Já no caso do Corolla, que possui placas de São José de Mipibu, um casal estava no veículo. Styvenson disse que os dois sopraram o bafômetro e os testes também apontaram infração administrativa. Como não quiseram chamar ninguém para ir até a barreira pegar o carro, o automóvel foi levado para o Detran. “A surpresa veio quando abrimos a mala do carro para inspecionar o veículo. Dentro, encontramos vários isopores repletos de latas e garrafas de cerveja. Ou seja, os dois já haviam bebido e, possivelmente, ainda beberiam mais. Daí pra frente, só Deus sabe isso iria terminar”, acrescentou.

“E ainda teve o motorista de um Peugeot, que tentou fugir da blitz. Para escapar, ele inventou de subir com o carro no meio-fio, mas o carro estava rápido demais e ele acabou com os dois pneus da frente estourados”, lembrou. O capitão afirmou que o motorista foi autuado por direção perigosa, vai responder administrativamente e pagar multa pela ingestão de álcool – teste que deu abaixo do índice que é considerado crime – e o carro dele também foi levado para o pátio do Detran.”

Lei Seca
As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa,  perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

Acusados de 22 mortes no RN começam a ser julgados nesta quinta

Operação Hecatombe foi deflagrada em 2013 (Foto: Divulgação/Polícia Federal do RN)
Operação Hecatombe foi deflagrada em 2013 (Foto: Divulgação/Polícia Federal do RN)

G1 – Quatro homens, sendo dois deles policiais militares, começam a ser julgados nesta quinta-feira (28) em júri popular a ser realizado no Fórum Desembargador Miguel Seabra Fagundes, em Natal.Presos em 2013 durante a operação Hecatombe, investigação realizada pela Polícia Federal, os quatro fazem parte de um grupo de 18 pessoas acusadas de participação em 22 assassinatos e outras cinco tentativas de homicídio ocorridos no Rio Grande do Norte.

“O julgamento deve começar por volta das 9h. Mas, pela complexidade do processo, só deve terminar nesta sexta (29)”, disse a advogada Kátia Nunes, responsável pela defesa do PM Itagibá Maciel de Medeiros. Também começam a ser julgados nesta quinta o policial militar Rubens Bezerra da Rocha, o comerciante Moisés Severiano da Silva e o vaqueiro Osvaldo Galdino da Silva. Os outros 14 acusados aguardam julgamento em liberdade.

“O processo tem muitas falhas, erros que não dão segurança para uma condenação. Além disso, eu acredito na inocência de Itagibá”, afirmou a advogada.

Operação Hecatombe
A operação Hecatombe foi deflagrada no dia 6 de agosto de 2013 e prendeu 18 pessoas, entre elas seis policiais militares e um ex-PM. Segundo a Polícia Federal, reponsável pelas prisões, durante as investigações foram encontradas provas do envolvimento dos acusados em um grupo de extermínio responsável por 22 homicídios consumados e outras cinco tentativas de assassinato. No total, ainda foram apreendidas 29 armas, entre revólveres, pistolas, espingardas e um fuzil. Além disso, mais de 11 mil munições também foram encontradas.

Uma delegada de Polícia Civil, um promotor de Justiça e um agente da Polícia Federal estariam marcados para morrer. As investigações também apontaram que o grupo cobrava entre R$ 500 e R$ 50 mil para executar as vítimas.

Armas pertenciam a grupo de extermínio desmontado pela operação Hecatombe no RN (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Armas apreendidas durante a operação

 

A operação foi realizada nos municipios de Natal, São Gonçalo do Amarante, Parnamirime Cerro Corá. Ao todo, participaram da ação 215 policiais federais, sendo que 30 deles são do Comando de Operações Táticas Especializado em Operações de Alto Risco, de Brasília.

Todos os presos foram autuados por crimes de homicídio qualificado praticado por grupos de extermínio e constituição de grupo de extermínio. As penas máximas dos crimes cometidos pelos principais integrantes do grupo, se condenados, podem chegar a 395 anos de prisão.

Nas denúncias oferecidas à Justiça, o Ministério Público concluiu que os motivos das execuções eram os mais variados e iam desde crimes encomendados, disputas pelo controle de pontos de venda de drogas, brigas, discussões e até mesmo a queima de arquivo com a eliminação de testemunhas de crimes.

‘Milagre’, diz mãe de jovem baleado em assalto a ônibus escolar no RN

Maria Verônica Oscar, mãe de Jonas, disse que é um milagre o filho ter sobrevivido aos tiros (Foto: Eduardo Rodrigues/Inter TV Cabugi)
Maria Verônica Oscar, mãe de Jonas, disse que é um milagre o filho ter sobrevivido aos tiros (Foto: Eduardo Rodrigues/Inter TV Cabugi)

G1 – “É um milagre de Deus ele estar vivo”. As palavras são da merendeira Maria Verônica Oscar, mãe do jovem Jonas Fernandes Oscar Baracho, de 24 anos. Auxiliar de serviços gerais, o jovem levou quatro tiros na noite desta quarta-feira (27) durante um assalto a um ônibus escolar que transportava estudantes universitários de Natal para Extremoz, cidade da região metropolitana da capital potiguar. Um dos criminosos foi preso.

Jonas está internado no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, para onde foi socorrido. A mãe conta que o estado de saúde do filho é considerado estável e que ele não corre risco de morrer. Os tiros atingiram a cabeça, o abdômen e os dois braços do ASG. “A bala que atingiu a cabeça dele está alojada no céu da boca. Outra, no braço”, disse Maria.

Segundo o hospital, Jonas deve ser transferido para um hospital de Extremoz ainda nesta quinta-feira para fazer um raio-x. É que o aparelho do Walfredo Gurgel está quebrado. “Depois, ele volta para o Walfredo para fazer as cirurgias necessárias”, acrescentou a mãe.

“Só podemos pedir proteção a Deus, já que a insegurança no nosso estado aumenta todos os dias”, desabafou a merendeira. “Meu filho é trabalhador e não merecia ser baleado. Ele se levantou para proteger uma aluna que estava dormindo no momento dos disparos. É um milagre de Deus ele estar vivo”, acrescentou ao falar com o G1.

O assalto
O ASG, que trabalha na Faculdade Natalense de Ensino e Cultura (Fanec), foi baleado por volta das 23h. O ônibus alvo dos assaltantes transitava pela estrada de Pitangui, na entrada da comunidade de Contendas, quando o veículo retornava ao município de Extremoz. Quatro homens armados atiraram contra o ônibus no intuito de forçar o motorista a parar o veículo. Um carro da PM que passava pelo local perseguiu os criminosos. Um deles foi preso e levado para a Delegacia de Plantão da Zona Norte da capital. Os outros fugiram por uma região de mata fechada.

A Prefeitura de Extremoz informou que o ônibus transporta estudantes de Pitangui e comunidades vizinhas para faculdades e universidades em Natal. Quando as aulas acabam, o veículo retorna com os alunos para o município. Jonas, que estava de carona, voltava para casa. Ele mora em Pitangui.

Tiros atingiram o para-brisa e as vidraças na parte de trás do ônibus (Foto: Divulgação/PM)
Tiros atingiram o para-brisa e as vidraças na parte de trás do ônibus (Foto: Divulgação/PM)

Hermano Morais destaca audiência para discutir desafios da Cajucultura

unnamed (3)

A audiência pública que vai discutir os desafios da Cajucultura no Rio Grande do Norte foi tema de pronunciamento do deputado Hermano Morais (PMDB), nesta terça-feira (26), em sessão ordinária na Assembleia Legislativa. O parlamentar reforçou a importância do debate e destacou a necessidade de revitalização da atividade.

“A seca e a praga da mosca branca estão frustrando a atividade no Rio Grande do Norte. Durante a audiência vamos discutir proposições como a criação de uma Câmara Setorial da cadeia produtiva da Cajucultura no Estado para colaborar com a revitalização da atividade”, disse Hermano Morais.

De acordo com dados apresentados em plenário pelo deputado, o RN exportou em 2011 cerca de 5,7 mil toneladas de castanha de caju fresca e sem casca. No ano de 2014, já em emergência por causa da seca, o Estado exportou pouco mais de 3,3 mil toneladas. Em 2015, de janeiro a outubro, aproximadamente 1,7 mil toneladas foram exportadas. “O fato é que hoje temos um prejuízo acumulado com a estiagem. Uma frustração de safra que deve aumentar ainda mais esse ano”, afirma.

O pronunciamento de Hermano Morais recebeu o apoio de outros parlamentares. Segundo George Soares (PR), a audiência pública “dará grande colaboração para que se possamos cobrar respostas rápidas e eficazes dos entes responsáveis”, falou. O deputado Souza (PHS) destacou a importância da atividade para a economia do Estado. Na oportunidade, José Adécio (DEM) também reforçou a necessidade de investimentos do Governo do Estado em segurança e saúde no RN.

A audiência pública para debater os desafios da Cajucultura no Estado acontece nesta quarta-feira (27), às 14h, no auditório da Casa Legislativa. O debate vai reunir legisladores, gestores, produtores rurais e representantes das entidades ligados ao setor agrícola.

Assessoria

Agentes encontram revólver dentro de cama de alvenaria em presídio do RN

pamn

Agentes penitenciários encontraram um revólver calibre 32 com a numeração raspada e 21 munições escondidos dentro de uma cama de alvenaria na Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. De acordo com a direção, a arma foi encontrada em uma cela com presos do regime fechado na manhã desta terça-feira (26).

Segundo a diretora da unidade Aurivaneide Lourenço, a arma foi apreendida durante uma revista de rotina na cela 3 do pavilhão 5. Os presos abriram um buraco em uma das camas de alvenaria da cela para esconder o revólver.

Ainda de acordo com a diretora, os agentes já haviam recebido informações sobre a existência de arma dentro da unidade. Além do revólver, um recipiente com 21 munições também foi apreendido na cela. A arma não estava municiada.

Segundo a diretora, o dono da arma ainda não foi identificado, mas uma sindicância interna vai ser instaurada para identificar quem era o dono e como ela entrou no presídio. O revólver foi entregue à Polícia Civil.

Erik Rodrigues de Araújo (esquerda) fugiu da Penitenciária Mário Negócio na última quarta-feira (20) após tentar matar a tiros Carlos Eduardo (Foto: Divulgação/Direção da Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio)
Erik Rodrigues de Araújo (esquerda) fugiu da Penitenciária Mário Negócio na última quarta-feira (20) após tentar matar a tiros Carlos Eduardo (Foto: Divulgação/Direção da Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio)

 

Mulher grávida assalta passageiros em ônibus na Zona Oeste de Natal, diz PM

bus

G1  -Uma grávida assaltou um ônibus na noite desta segunda-feira (25) na Zona Oeste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, a gestante estava acompanhada de um homem. Cerca de 15 passageiros foram roubados.

O ônibus faz a linha 73, que sai do Santarém, na Zona Norte da cidade, para Ponta Negra, na Zona Sul. Segundo a PM, o casal embarcou e anunciou o assalto próximo ao viaduto da Urbana, no bairro Nordeste.

Além de roubar o dinheiro do cobrador, os criminosos levaram pertences de 15 passageiros. Ninguém foi preso.

Outro assalto a ônibus foi registrado na noite desta segunda, já na Zona Norte. Quatro criminosos armados pararam um veículo da empresa Barros, que estava com funcionários de uma empresa. O grupo roubou os pertences das vítimas.