Category: Segurança

Vereadora do PSOL, Marielle Franco, é assassinada a tiros no Rio

Marielle Franco, vereadora do PSOL morta no Rio de Janeiro
Marielle Franco: A vereadora, de 38 anos, tinha atuação pautada pela defesa de negros e pobres e denunciava a violência contra essa população. (Luna Costa/Marielle Franco/Facebook/Divulgação)

Da Exame.Abril

Rio – A vereadora Marielle Franco, (PSOL-RJ) e que era uma severa crítica da intervenção do Exército na segurança pública do Rio de Janeiro, foi assassinada a tiros na noite de quarta-feira, no Estácio, na região central da cidade.

Marielle, uma conhecida ativista dos direitos humanos e que foi a quinta mais votada nas eleições de 2016, foi baleada quando transitava em seu veículo por uma rua da cidade após ter participado de um ato político.

No ataque também morreu o motorista do seu veículo, enquanto uma assessora da política, identificada como Fernanda Chaves, foi atingida por estilhaços.

A Polícia Civil do Rio informou que o ataque foi realizado por homens armados que estavam em outro veículo e que fizeram os disparos e fugiram sem roubar nada.

Embora os investigadores tenham admitido que não há indícios de se tratar de um assalto, até o momento o crime não foi qualificado como atentado político.

O ataque aconteceu um dia depois a vereadora voltar a criticar a intervenção na segurança do Rio de Janeiro em mensagem nas redes sociais.

“Outro homicídio de um jovem que pode entrar na conta da polícia. Matheus Melo estava saindo da igreja. Quantos jovens precisarão morrer para que essa guerra aos pobres acabe”, questionou Marielle.

A vereadora, que se caracterizou em sua carreira política pelo seu trabalho em defesa dos direitos humanos, especialmente das mulheres negras como ela, já tinha publicado outras mensagens questionando a violência da Polícia no estado.

A legisladora, uma socióloga de 38 anos, nascida no Complexo da Maré, uma das áreas mais violentas da cidade, era a relatora da comissão do Conselho criado para fiscalizar as operações policiais após o início da intervenção militar.

O assassinato de Marielle aconteceu quase um mês depois que o presidente Michel Temer, decretasse uma intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro para combater a onda de violência que afeta o estado.

“A atuação de Marielle como vereadora e ativista dos direitos humanos orgulha toda a militância do PSOL e será honrada na continuidade de sua luta”, afirmou a direção do partido, através de um comunicado, pedindo uma investigação rigorosa das circunstâncias do crime.

Vigilante é morto a tiros dentro de hospital da região Oeste potiguar

Júnior Felix Rocha tinha 46 anos. (Foto: Arquivo pessoal)
Júnior Felix Rocha tinha 46 anos. (Foto: Arquivo pessoal)

Do G1RN

Um vigilante foi morto a tiros no Hospital Regional de Assu, na região Oeste potiguar, na noite desta quarta-feira (14). Segundo a Polícia Militar, o homem foi identificado como Júnior Felix Rocha, de 46 anos. Ele teve sua arma levada. Ninguém foi preso.

Ainda de acordo com a PM, Júnior Felix estava trabalhando, quando um homem chegou na unidade de saúde e atirou contra ele. Na fuga, o criminoso levou a arma do vigilante. A vítima chegou a ser socorrida no próprio hospital, mas não resistiu.

Uma equipe da Delegacia de Plantão de Mossoró esteve no local, e de acordo com as primeiras provas levantadas, o crime foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte).

Motorista é baleado dentro de terminal de ônibus na Zona Norte de Natal

Motorista foi baleado dentro do terminal rodoviário de Nova Natal, na Zona Norte da capital potiguar (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)

Um motorista de 35 anos foi baleado dentro do terminal de ônibus localizado em Nova Natal, Zona Norte da capital potiguar, na manhã desta terça-feira (13). A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Santa Catarina.

Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu por volta das 7h50. O motorista da linha 64 havia parado para fazer um lanche. Além dele, havia um passageiro no local.

Foi quando chegou um homem em uma motocicleta, atirou quatro vezes contra o motorista e fugiu em seguida. Ferido, o motorista foi socorrido pelo Samu e levado ao hospital.

Pelas características, policiais e testemunhas não acreditam que ele tenha sido vítima de assalto, já que o criminoso apenas chegou ao local e atirou contra a vítima.

Segundo colegas e familiares, a vítima estava em estado grave. O G1tentou atualizar o estado de saúde com o hospital, mas não teve as ligações atendidas.

O caso ainda será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: https://g1.globo.com/

Escola de enfermagem é alvo de arrastão na Zona Leste de Natal

Alunos de uma escola de enfermagem foram alvos de um arrastão na manhã desta terça-feira (13) no bairro Tirol, na Zona Leste de Natal. Segundo a PM, os criminosos fugiram com celulares, carteiras, bolsas e joias das vítimas.

Em contato com a Inter TV Cabugi, uma das vítimas disse que três homens chegaram à escola, que fica na Av. Deodoro da Fonseca, como se estivessem interessados em fazer a matrícula, e foram direto para o setor administrativo. Foi quando anunciaram o assalto. Ao todo, 10 alunos, dois professores e três funcionários foram roubados.

A Polícia Militar chegou a montar um cerco na avenida Jaguarari, mas até a última atualização desta matéria nenhum dos ladrões havia sido localizado.

Fonte: https://g1.globo.com

Estudante de 19 anos é morto a tiros quando voltava de escola na Grande Natal

Mateus da Silva Albuquerque tinha 19 anos (Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução)
Mateus da Silva Albuquerque tinha 19 anos (Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução)

Do G1RN

Um estudante foi morto a tiros na noite desta segunda-feira (12) quando voltava da aula, em São Gonçalo do Amarante, município da Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, Mateus da Silva Albuquerque tinha 19 anos. Ninguém foi preso.

Ainda de acordo com a PM, o jovem caminhava pela Rua das Petúnias, em Cidade das Rosas, por volta das 21h30, quando foi baleado. Ele morreu próximo de casa. Os moradores não falaram a forma como o crime aconteceu, apenas disseram ter ouvido os tiros.

A PM não soube informar como os assassinos fugiram.

Segundo o fantástico o governador Robinson é suspeito de envolvimentos em diversas corrupções no RN

Resultado de imagem para Robinson faria
Foto: da Internet

Acabou de passar no Fantástico. O governador Robinson Faria recebia entre 100 a 180 mil Reais desviados dos cofres públicos, acusa a reportagem em que a polícia federal, autorizada pela justiça, gravou Rita das Mercês recebendo dinheiro de Adelson  Freitas. Segundo ele, era dinheiro mando pelo próprio governador.

As gravações e entrevistas comprometem, em muito, o governador Robinson; segundo a reportagem, ele está envolvido em três operações que combatem a corrupção realizadas pela polícia federal, a Dama de Espada, onde um assessor do governador foi flagrado entregando 5 mil Reais no apartamento de Rita, que segundo ela era para seu filho Gustavo Villaroel. O assessor de Robinson ao sair do apartamento de Rita diz a ela que poderia ficar tranquila que o governador iria resolver tudo.

Na reportagem também aparece uma gravação telefônica entre Robinson Faria e Rita das Mercês, onde o governador, na época candidato ao governo (2014), promete a Rita que iria tirá-la da Assembleia Legislativa para levá-la para o governo. Promessa que findou não acontecendo.

Este pagamento mensal de R$ 5 mil era feito em troca de silêncio de Rita sobre a corrupção, pagamento este que durou entre 2015 e 2017, disse Rita das Mercês ao Ministério Público Federal (MPF).

A segunda investigação que envolve Robinson é denominada de Operação Candieiro que envolve outro filho de Rita, Gutson Reinaldo, que também virou delator após ter sido preso por participação em um esquema de corrupção.

Em 2015 ele foi alvo da investigações e preso. A Operação Candeeiro investiga desvios de R$ 35 milhões no Idema (Instituto de Meio Ambiente do Rio Grande do Norte).

Nesse caso, há também acusação contra o deputado estadual Ricardo Motta que assumiu a presidência da Assembleia Legislativa do RN durante o governo de Rosalba Ciarline, quando o atual governador era o vice de Rosalba; Ricardo e Robinson são acusados por Gutson, filho de Rita.

A terceira investigação que envolve o governador é a Lava Jato, quando ele foi acusado de ter recebido propina da JBS. Segundo a denúncia ele recebeu, juntamente com seu filho, deputado federal Fábio Faria o valor de 10 milhões de Reais.

Governo do RN renova pela 6ª vez decreto de calamidade no sistema prisional

Em janeiro, presos protagonizaram um massacre na maior unidade prisional do RN, a Penitenciária de Alcaçuz. (Foto: Josemar Gonçalves/Reuters)
Em janeiro, presos protagonizaram um massacre na maior unidade prisional do RN, a Penitenciária de Alcaçuz. (Foto: Josemar Gonçalves/Reuters)

Do G1RN

O Governo do Rio Grande do Norte renovou pela 6ª vez o decreto de calamidade no sistema penitenciário do Estado. De acordo com a publicação, que saiu no Diário Oficial desta sexta (9), a prorrogação é válida por mais 180 dias.

Com o decreto, o Poder Executivo tem a possibilidade de contratar serviços com dispensa de licitação para o custeio de projetos no âmbito do sistema prisional. Desde o ano de 2015 o Governo vem renovando o decreto a cada 180 dias.

Helicóptero faz voo rasante e PMs interceptam assaltante em fuga na Via Costeira, em Natal

Helicóptero Potiguar 1 ajudou a localizar o fugitivo (Foto: PM/Divulgação)

O helicóptero Potiguar 01, da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, ajudou a Polícia Militar a localizar e apreender um adolescente em fuga na manhã desta sexta-feira (9) na Via Costeira, na Zona Leste de Natal, corredor que dá acesso aos maiores hotéis da cidade.

A interceptação aconteceu após o menor ter participado de um roubo a um policial civil na Avenida da Integração, na Zona Sul. A arma do agente, uma pistola, foi encontrada com o adolescente, que tem 17 anos. Um revólver também foi apreendido.

Pistola roubada do policial civil foi recuperada (Foto: PM/Divulgação)
Pistola roubada do policial civil foi recuperada (Foto: PM/Divulgação)

Segundo a assessoria de comunicação da PM, o policial civil estava em uma motocicleta a caminho do trabalho, na 11ª DP, quando dois homens o abordaram. A dupla também estava em uma moto. Eles tomaram o veículo do policial e a mochila que ele carregava. Não satisfeitos, ainda obrigaram o agente a deitar no chão e o revistaram, foi quando encontraram a arma dele.

Após tomarem a arma, a PM disse que o policial conseguiu sair correndo, momento em que os assaltantes começaram a atirar. O agente não foi ferido, mas um dos bandidos, na fuga, acabou batendo a moto em que estava em um carro e caiu. Bastante machucado, ele acabou preso e foi socorrido ao hospital.

Já o comparsa, o adolescente, abandonou a moto do policial no local e entrou em um outro carro que passava pela avenida, rendeu o motorista e o obrigou a dirigir em direção ao bairro de Mãe Luíza.

Acionado, o Potiguar 1 conseguiu localizar o veículo em fuga quando passava pela Via Costeira. “O helicóptero voou muito baixo, quase pousando na pista, o que acabou obrigando o motorista a parar o carro. Foi quando os PMs que estavam na aeronave saltaram e detiveram o assaltante. Além de libertar o motorista, que tinha sido feito refém do bandido, recuperamos a pistola do policial e ainda apreendemos uma segunda arma, que estava com o assaltante”, acrescentou o tenente-coronel Eduardo Franco.

Fonte: https://g1.globo.com

População carcerária feminina do RN aumenta 45% em 10 anos

 Edvânia Emanoela de Oliveira Trajano, 18 anos de idade, grávida há sete meses, foi presa por tráfico no RN (Foto: Igor Jácome/G1)
Edvânia Emanoela de Oliveira Trajano, 18 anos de idade, grávida há sete meses, foi presa por tráfico no RN (Foto: Igor Jácome/G1)

Do G1RN

Comecei a traficar para não roubar”. A frase é de Edvânia Emanoela de Oliveira Trajano, que tem 18 anos e há dois meses está presa no Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, por tráfico de drogas. Grávida de sete meses do segundo filho, a menina deixou o primeiro, que tem três anos, sob os cuidados da mãe dela. O pai das crianças também está em uma unidade prisional, também por tráfico. Os dois foram detidos juntos.

O número de mulheres presas no Rio Grande do Norte quase dobrou em dez anos, de acordo com os dados do Ministério da Justiça e da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc). Para a Defensoria Pública do Estado, a cooptação das facções criminosas e a política de “encarceramento em massa” têm contribuído para o aumento da população carcerária feminina. Porém o que mais leva as mulheres para a cadeia são as influências e coações de companheiros. Assim como foi com Edvânia.

Segundo dados do MJ, no ano de 2008 havia no Rio Grande do Norte 283 mulheres presas nas unidades prisionais do Estado. Em 2018, de acordo com a Sejuc, são 518 internas. O aumento é de 45,3% na década.

A Sejuc informou também que a maior parte delas está encarcerada por crimes relacionados às drogas: tráfico ou associação ao tráfico de entorpecentes. Segundo a Secretaria, a maioria tem entre 18 e 26 anos de idade e baixa escolaridade com ensino fundamental incompleto. No que diz respeito à classe social, a Sejuc afirma que elas integram a classe média baixa e a classe baixa.

Execução de PMs chega ao número de 6 em dois meses este ano; PM foi morto ontem na ZN

William Soares era lotado no 4º Batalhão da PM, em Natal (Foto: Arquivo Pessoal)
William Soares era lotado no 4º Batalhão da PM, em Natal (Foto: Arquivo Pessoal)

Mais de dois policiais estão sendo executado, na hora em que estão de folga, a cada mês no Estado do Rio Grande do Norte. O 6º PM foi morto na noite de ontem, 28, no bairro de Pajuçara, Zona Norte de Natal. Isto é, no último dia do segundo mês de 2018.

O cabo William Soares, lotado na Companhia Independente de Guarda, estava reunido com amigos na varanda da casa de um deles, assistindo o futebol, quando os dois assassinos chegaram em uma moto para executá-lo.

Segundo informações repassadas por testemunhas, o PM tentou cumprir o protocolo, solicitando para que os bandidos retirassem os capacetes. Mas os bandidos atiraram contra ele antes que ele conseguisse sacar sua arma.

O PM foi levado para o hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimento vindo a óbito.

O homicídio está sendo investigado pela delegada Patrícia de Melo Gama, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A delegada não soube informar se algum dos criminosos foi baleado, já que em nenhum hospital houve a entrada de suspeitos com ferimento de arma de fogo.

23 PMs foram mortos nos anos de 2016 e 2017, 17 destes foram mortos o ano passado. No caso, está sendo multiplicado o assassinado de PMs nos Estado.

 

Fonte: G1

Ezequiel Ferreira cobra transferência de policiais civis para município de Currais Novos

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), voltou a cobrar a reposição do quadro de policiais civis em Currais Novos. Na tarde desta quarta-feira (28), o parlamentar teve encontro com a secretária de Segurança do Estado, Sheila Freitas, e com o comandante da Polícia Militar, coronel Osmar de Oliveira, que trataram sobre questões de segurança no interior potiguar. O presidente saiu satisfeito do encontro.

“O retorno dos policiais civis que saíram de Currais Novos é um pleito que fizemos logo quando ocorreu a transferência. Os profissionais tinham o bom trabalho reconhecido na cidade e região, por isso insistimos com o pedido. Contamos com o retorno dos agentes o mais rapidamente possível”, disse Ezequiel.

O primeiro pedido para o retorno do profissionais a Currais Novos foi feito em dezembro do ano, logo após o parlamentar tomar conhecimento da transferência de dois policiais civis de um efetivo já reduzido na cidade. Desde então, Ezequiel solicita da Sesed o retorno dos policiais, que atendem Currais Novos, Lagoa Nova e Cerro Corá, no Seridó potiguar. No encontro desta quarta-feira, Sheila Freitas garantiu que o pedido será atendido.

“O deputado já nos cobra isso há alguns meses e até o fim de março a solução estará resolvida. Os policiais haviam sido transferidos para Acari, mas a própria população da cidade (Currais Novos) também queria o retorno deles, por serem pessoas já experientes e com o trabalho reconhecido. O pleito será atendido”, explicou a secretária Sheila Freitas.

Homem baleado durante assalto morre no hospital em Natal

Antônio Pereira do Nascimento, de 52 anos, foi baleado durante assalto em Natal (Foto: Arquivo da família)
Antônio Pereira do Nascimento, de 52 anos, foi baleado durante assalto em Natal (Foto: Arquivo da família)

Morreu na manhã desta quarta-feira (28), em Natal, um homem que foi baleado ao tentar fugir de um assalto na madrugada desta terça-feira (27), quando saia de casa para o trabalho. O caso aconteceu no bairro Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte da capital.

O motorista Antônio Pereira do Nascimento, de 52 anos, tinha sido socorrido ao Hospital Santa Catarina, onde passou por cirurgia e estava internado, mas não resistiu ao ferimento na barriga e faleceu por volta das 5h30 desta quarta.

A vítima estava saindo para o trabalho, na madrugada de terça, quando foi abordada por assaltantes. Segundo a família, o homem tentou fugir, foi baleado e ainda espancado pelos criminosos. Um vizinho de Antonio, que também saía de casa no mesmo horário, teve o carro levado pelos bandidos, que fugiram. Nenhum suspeito foi preso até o momento.

Antonio Nascimento foi socorrido ao hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, mas não resistiu aos ferimentos (Foto: Ediana Miralha/Inter TV Cabugi)
Antonio Nascimento foi socorrido ao hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, mas não resistiu aos ferimentos (Foto: Ediana Miralha/Inter TV Cabugi)

Como estava baleado, o motorista foi levado por parentes ao hospital. De acordo com a família, Antonio passou por cirurgia e seu quadro de saúde estava evoluindo bem. Ele chegou a conversar com a família, após a cirurgia. Porém, durante a madrugada, o motorista teve uma piora e faleceu no início da manhã.

Antonio trabalhava transportando areia para uma empresa de fabricação de concreto. Era casado e deixou três filhas.

Polícia Federal pediu prisão de Jaques Wagner, mas TRF-1 negou

A PF suspeita que Jaques Wagner tenha levado R$ 82 milhões de valores desviados das obras do estádio Arena Fonte Nova. Foto: Edílson Rodrigues/CB
A PF suspeita que Jaques Wagner tenha levado R$ 82 milhões de valores desviados das obras do estádio Arena Fonte Nova. Foto: Edílson Rodrigues/CB
A Polícia Federal pediu a prisão do ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT), do secretário de Casa Civil do Estado, Bruno Dauster, e de um empresário. As solicitações foram negadas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), responsável pelos mandados que deflagraram nesta segunda-feira (26), a Operação Cartão Vermelho.
O superintendente da PF, na Bahia, Daniel Justo Madruga, afirma que os investigadores, inicialmente, queriam a condução coercitiva dos três suspeitos. Como a medida está suspensa desde dezembro, por decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal requereu a prisão temporária.
“Nós entendíamos que nesse momento seria importante a condução coercitiva dos investigados para que eles depusessem hoje sem a possibilidade de combinar nenhum tipo de resposta, mas por decisão do Supremo Tribunal Federal as conduções coercitivas estão suspensas. Não se pode adotar esse tipo de medida. Nós entendíamos que era necessária a condução. Não havendo a possibilidade de condução, alternativamente se pediu a prisão temporária que foi negada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região”, afirmou Daniel Madruga.
O petista foi alvo de mandado de busca e apreensão da operação e teve sua residência e seu gabinete na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do governo do Estado vasculhados. A PF suspeita que Jaques Wagner tenha levado R$ 82 milhões de valores desviados das obras do estádio Arena Fonte Nova. O ex-governador chefiou o Estado entre 2007 e 2014.

Presos assassinados em Alcaçuz ‘rasgaram a camisa’ e criaram nova facção, diz delegado

Segundo a Sejuc, mortos foram identificados como Lázaro Luís de França Ferreira, mais conhecido como “Nego Lázaro”, e Shakespeare Costa de França, o 'Sheik' (Foto: Sejuc/Divulgação)
Segundo a Sejuc, mortos foram identificados como Lázaro Luís de França Ferreira, mais conhecido como “Nego Lázaro”, e Shakespeare Costa de França, o ‘Sheik’ (Foto: Sejuc/Divulgação)

Os  dois presos mortos neste final de semana dentro do Complexo Penal Alcaçuz/Rogério Coutinho Madruga, no Rio Grande do Norte, haviam recentemente deixado o Primeiro Comando da Capital (PCC) para fundarem uma nova facção criminosa: a ‘Legião do Norte’. A informação foi confirmada ao G1 pelo delegado Eloy Xavier, titular da Delegacia de Polícia Civil de Nísia Floresta, onde fica a penitenciária.

“Rasgaram a camisa”, disse o delegado ao confirmar, também, que a criação dessa nova facção está sendo considerada parte do inquérito como a principal motivação para o duplo homicídio.

Ainda de acordo com o delegado, por enquanto não é possível dizer se a Legião do Norte é alguma ramificação ou se possui aliança com a facção Família do Norte, que surgiu nos presídios do Amazonas.

A Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), por sua vez, disse que “não reconhece facções”, e que “todos os internos de suas unidades são apenas presos sob a tutela do Estado”.

Os dois detentos mortos foram encontrados enforcados com lençóis e pendurados em grades durante uma ronda feita na noite do domingo (25). Os corpos, no entanto, só foram removidos para perícia durante a madrugada desta segunda (26). Eles foram identificados como:

  • Lázaro Luís de França Ferreira, de 34 anos, mais conhecido como “Nego Lázaro”
  • Shakespeare Costa de França, de 24 anos, chamado de ‘Sheik’. Ele havia escapado de Alcaçuz durante as rebeliões de janeiro. Na época, além dos 26 mortos, a Sejuc divulgou os nomes de 54 detentos considerados fugitivos da penitenciária.

Leia mais no G1/RN

PF desarticula grupo que traficava drogas via Correios a partir de Natal

Polícia Federal faz operação em Natal (Foto: PF/Divulgação)
Polícia Federal faz operação em Natal (Foto: PF/Divulgação)

A polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (22), em Natal, uma operação com o objetivo de desarticular um grupo que traficava drogas via Correios. Segundo a PF, a quadrilha enviava cocaína, LSD, ecstasy, metanfetaminas para vários estados do país. A operação foi denominada Designer Drug.

De acordo com a PF, 30 policiais estão cumprindo 10 mandados judiciais de busca e apreensão, e 3 mandados de prisão (preventivas e temporárias) em diferentes regiões da capital potiguar. As investigações foram iniciadas no ano de 2014, a partir de apreensões feitas pelos Correios de encomendas tratadas como “refugo”, expressão dada aos objetos postais que não tiveram seus destinatários encontrados e nem foram recebidos de volta pelos remetentes.

Ainda segundo a Polícia Federal, ao serem submetidas ao aparelho de raios X, as encomendas revelavam conteúdo suspeito, possivelmente substância entorpecente. Durante o trabalho da perícia, a PF constatou, ainda, que os insumos químicos para a fabricação das drogas vinham do exterior, especialmente da China e da Alemanha, sendo aqui misturados a outros componentes e resultando nas drogas sintéticas ilícitas.

Operação Designer Drug

De acordo com a Polícia Federal, o nome da operação é uma alusão às novas drogas sintéticas que possuem o mesmo efeito fisiológico dos entorpecentes proscritos no Brasil, mas que, por sua estrutura química diversa, constituem um outro tipo de substância não prevista na Portaria n.o 344/98 da ANVISA

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/pf-faz-operacao-contra-grupo-suspeito-de-fazer-postagens-para-traficar-drogas.ghtml