Category: Policial

Acusado de matar advogada a pauladas no RN tem júri marcado

Vanessa Ricarda de Medeiros tinha 37 anos (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Vanessa Ricarda de Medeiros tinha 37 anos (Foto: Anderson Barbosa/G1)

G1 – O policial militar Gleyson Alex de Araújo Galvão, acusado de matar a advogada Vanessa Ricarda de Medeiros, de 37 anos – crime ocorrido na madrugada de 14 de fevereiro de 2013 – já tem data marcada para sentar no banco dos réus. O júri popular está agendado para as 9h do dia 8 de novembro, no fórum de Santo Antônio, cidade distante 70 quilômetros de Natal. Ex-namorada do PM, Vanessa foi espancada a pauladas dentro de um motel da cidade. A violência chocou o Rio Grande do Norte.

Verbena Rúbia, uma das irmãs de Vanessa Ricarda, falou com o G1 assim que ficou sabendo da data do julgamento do PM. “Todos os dias consulto esse processo. Quando vi, senti uma dor forte no peito. Finalmente essa data foi definida. Agora, nos sentimos aliviados em saber que a Justiça vai ser feita e que ele finalmente vai para o tribunal pagar o que fez com nossa família e com a minha irmã, porque essa dor vamos carregar para o resto de nossas vidas”, declarou.

A acusação
De acordo com a acusação, Gleyson Galvão ficou chateado com o fato de a advogada ter se recusado a fazer sexo com ele na frente de uma outra pessoa. “Assim, ele atacou a vítima de surpresa, desferindo pauladas em sua cabeça”, relata a denúncia feita pelo Ministério Público. Ainda de acordo com o MP, “ficou evidenciado o motivo fútil, a utilização de meio cruel e a utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima como qualificadoras do crime de homicídio”.

Gleyson tem 36 anos. Detido em flagrante no dia do crime, ele encontra-se atualmente no Presídio Militar, carceragem que fica dentro do terreno onde funciona o quartel do Bope, a cavalaria e o canil da PM, na Zona Norte de Natal.

Por várias vezes a defesa do réu tentou colocá-lo em liberdade, alegando problemas mentais. Contudo, os pedidos foram negados pelo juiz Ederson Batista de Morais. Para o magistrado, o quadro de insanidade não foi comprovado. Na decisão, ele destacou que em mais de seis anos de trabalho como policial militar, Gleyson Araújo nunca precisou ser afastado para se tratar de nenhum problema relacionado à saúde mental. Além disso, o fato de o policial ter ensino médio completo, já ter cursado o ensino superior e ter sido aprovado em concurso público de “significativa dificuldade”, pesam contra a instauração do incidente de insanidade. O juiz ressalta também que o acusado “sequer soube dizer qual o distúrbio que em tese o acometia, mesmo sendo pessoa de relevante grau de instrução”.

O crime
Funcionários do Motel Cactus, onde a advogada Vanessa Ricarda foi espancada, acionaram a guarnição depois que escutaram uma discussão do casal. “Eles ouviram a mulher gritando e nós fomos chamados”, contou o tenente Everthon Vinício, do 8º Batalhão da PM.

Gleyson Alex de Araújo Galvão (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Gleyson Alex de Araújo Galvão

Ainda segundo o oficial, o PM foi encontrado na área comum do prédio onde funciona o motel. O tenente contou também que Gleyson apresentava sinais de embriaguez e manchas de sangue pelo corpo. “Ele vestia somente um short, que estava todo sujo de sangue”, afirmou.

Ao entrarem no quarto, os policiais encontraram a advogada desacordada e ensanguentada. “O rosto dela estava bastante desfigurado e os objetos do quarto revirados”, relatou o delegado Everaldo Fonseca.

O corpo de Vanessa Ricarda foi enterrado no cemitério público da comunidade de Santo Antônio da Cobra, distrito a 18 quilômetros de Parelhas, na região Seridó potiguar.

Familiares e amigos acompanharam o enterro da advogada Vanessa Ricarda (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Familiares e amigos acompanharam o enterro da advogada Vanessa Ricarda (Foto: Anderson Barbosa/G1)

Suspeito admite assassinato e revela como matou auditor no interior do RN

14233668_590925144410916_929558371_o

Após mostrar onde estava o corpo do auditor Dinarte Bezerra, o principal suspeito do assassinato resolveu colaborar ainda mais com a polícia. Segundo o delegado Luiz Fernando, responsável pela investigação, o operador de telemarketing desempregado Dayvson André Silva de Oliveira, de 23 anos, confessou o crime. “Ele admitiu. Disse que matou a vítima após um desentendimento. Depois, levou o corpo até o local indicado e o enterrou”, afirmou. Os detalhes do assassinato constam em depoimento, mas não serão divulgados em respeito à família do auditor.

dinarte1

Dinarte Bezerra da Silva Filho tinha 36 anos, trabalhava na Riachuelo e morava com a família em Natal. A serviço, viajou no dia 21 de agosto para Mossoró, cidade da região Oeste potiguar. Foi a última vez que o viram com vida. O carro de Dinarte foi encontrado quatro dias depois do desaparecimento. Estava na cidade de Bento Fernandes, que fica a 200 quilômetros deMossoró. Desde então, a família passou a cobrar respostas sobre o paradeiro de Dinarte.

O corpo do auditor só foi encontrado no último dia 14. Estava enterrado em um sítio na zona rural Taipu, município distante pouco mais de 50 quilômetros de Natal. Foi o própio Dayvson quem apontou o local da cova. Segundo o Instituto Técnico de Perícia (Itep), Dinarte sofreu asfixia mecânica por estrangulamento.

Do G1RN

Em meio a tiroteio, bala perdida atinge idosa de 86 anos em Mossoró, RN

Vítima foi levada para a UPA do bairro Belo Horizonte, onde recebeu os primeiros socorros (Foto: Alcivan Vilar/Fim da Linha)
Vítima foi levada para a UPA do bairro Belo
Horizonte, onde recebeu os primeiros socorros
(Foto: Alcivan Vilar/Fim da Linha)

Uma idosa de 86 anos foi baleada durante um tiroteio na noite desta segunda-feira (19) em Mossoró, cidade do Oeste potiguar. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi atingida na perna e não corre risco de morrer.

O crime aconteceu por volta das 21h no bairro Alto da Conceição. Segundo a PM, um grupo de usuários de drogas estava dentro de um matagal quando um homem se aproximou atirando. Um adolescente correu e foi perseguido pelo atirador. Ele foi atingido nas costas e a idosa, que estava na rua, foi baleada na coxa direita.

A idosa foi levada para a UPA de Belo Horizonte, onde recebeu os primeiros socorros. Em seguida, foi transferida para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Segundo a polícia, o adolescente fugiu. O atirador não foi encontrado.

Do G1RN

Para não morrer, homem corre para sacristia de igreja no RN.

Imagens da transmissão da missa em Almino Afonso mostram a correria e o pânico causados pelos disparos (Foto: Igreja Sagrado Coração de Jesus de Almino Afonso)
Imagens da transmissão da missa em Almino Afonso mostram a correria e o pânico causados pelos disparos (Foto: Igreja Sagrado Coração de Jesus de Almino Afonso)

A comunidade católica de Almino Afonso, município do Oeste potiguar, viveu momentos de pânico durante uma missa realizada na noite deste domingo (18). Para não ser morto, um homem correu de dois atiradores e se refugiou dentro da sacristia de uma igreja da cidade. A celebração estava sendo transmitida ao vivo em uma rede social da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, que registrou a correria após os disparos

Além do pânico, as imagens gravadas durante a missa também mostram o padre pedindo calma aos fiéis. “A polícia já foi chamada. As pessoas que tentaram atirar não estão mais aqui. Vamos nos acalmar. Quem atirou não vai ficar aqui, com certeza já foi embora”, disse. A missa foi encerrada após a confusão.

A Polícia Militar informou que os atiradores fugiram após o alvo se esconder na igreja e que ninguém foi baleado. Contudo, há relatos de que algumas pessoas se machucaram durante a correria.

A polícia já identificou os dois homens responsáveis pelos tiros, mas até o momento nenhum deles foi preso.

Do G1RN

Tiroteio deixa três pessoas feridas em mercado público de Parnamirim, RN

b86894eabb5193d980339d680f3b2ee1-e1454021395706

Morta no RN, aluna de enfermagem teve ‘ferimento craniano transfixante’

Valéria Patrícia de Azevedo (Foto: Arquivo Pessoal)
Valéria Patrícia de Azevedo (Foto: Arquivo Pessoal)

A polícia confirmou que o corpo da mulher encontrada na quinta-feira (15) em meio a um matagal às margens da BR-110, a seis quilômetros de Mossoró, cidade da região Oeste potiguar, é mesmo o da manicure e estudante de enfermagem Valéria Patrícia de Azevedo, de 20 anos. A jovem estava desaparecida desde o último domingo, dia 11. Ainda não há pistas sobre o assassino ou motivação para o crime. Sabe-se apenas que quem matou Valéria usou uma arma de fogo. Nesta sexta-feira (16), a assessoria de comunicação do Instituto Técnico de Perícia (Itep) revelou que ela levou um tiro transfixante no crânio.

Sobre a necropsia feita no corpo de Valéria, o Itep explicou que, quando o cadáver foi encontrado, chegou-se a cogitar a possibilidade de a vítima ter sido morta por esganadura, mas o médico legista que fez a perícia suspeitou que esse poderia não ser o verdadeiro motivo da morte e encaminhou o corpo para exames mais detalhados em Natal. “Na Declaração de Óbito, o médico legista definiu como causa da morte um ferimento craniano transfixante, produzido por disparo de arma de fogo”, afirmou a assessoria do Itep.

Entenda o caso
Valéria foi vista pela última vez com vida no domingo, dia 11. Segundo o pai dela, Francisco Railton de Azevedo, a filha havia saído de moto da casa onde morava, no bairro Planalto 13 de Maio. “Por volta das 12h30 ela foi fazer uma faxina na nova casa que comprou junto ao marido no bairro Sumaré”, relatou. Já por volta das 14h30, a motocicleta da Valéria foi encontrada em uma estrada carroçável no bairro Bom Jesus. Desde então, a jovem foi considerada desaparecida. Amigos, parentes e a própria polícia passaram a fazer buscas pela universitária.

O corpo de Valéria foi encontrado na manhã da quinta-feira (15). Estava em meio a um matagal que fica às margens de uma estrada de terra que liga a BR-110 ao loteamento Frei Damião, a 6 quilômetros da área urbana de Mossoró. Ao lado do cadáver, de acordo com o Itep, foram encontrados restos de um envelope bancário. O marido da estudante disse à polícia que a mulher havia sacado R$ 500 pouco antes de desaparecer.

Do G1RN

Auditor assassinado no RN sofreu asfixia mecânica por estrangulamento

dinarte1
Dinarte Bezerra da Silva Filho tinha 36 anos (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

O auditor fiscal Dinarte Bezerra da Silva Filho, de 36 anos, cujo corpo foi encontrado na noite desta quarta-feira (14) enterrado em uma propriedade rural no município de Taipu, distante pouco mais de 50 quilômetros deNatal, sofreu asfixia mecânica por estrangulamento. A causa da morte foi confirmada pela assessoria de comunicação do Instituto Técnico de Perícia (Itep). O principal suspeito do crime é Dayvson André, de 23 anos, com quem a vítima mantinha uma relação amorosa. Foi ele quem mostrou à polícia o local da cova. Nesta quinta-feira (15), ele teve a prisão temporária convertida para preventiva.

14233668_590925144410916_929558371_o
Dayvson André, de 23 anos, apontou o local onde o corpo estava enterrado (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
 “Ele mostrou onde o corpo estava, mas disse que só vai falar sobre o crime propriamente dito em juízo”, ressaltou Luiz Fernando, responsável pela investigação. “Além da autuação por homicídio, ele também foi autuado por ocultação de cadáver”, acrescentou o delegado.

Apesar do silêncio do suspeito, o delegado acredita que mais alguém participou do crime. “Pode até não ter sido na hora do homicídio, mas na hora de esconder o corpo”, ressaltou.

DO G1rn

Temer diz que não cortará direito trabalhista

O presidente Michel Temer afirmou que irá combater os críticos que acusam o seu governo de querer retirar direitos dos trabalhadores. Em um duro discurso, o peemedebista afirmou, ontem, que irá desmentir versões “que correm pelas ruas” e que é desagradável imaginar que “somos um governo cidadão tão estupidificado, tão idiota que chega ao poder para restringir os direitos dos trabalhadores, para acabar com saúde e para acabar com educação”.
Temer pediu ainda que os deputados e senadores de sua base aliada usem as tribunas da Câmara e do Senado para rebater as acusações de que a proposta enviada ao Congresso para estabelecer um teto para os gastos públicos afetará o montante dos recursos destinados à saúde e à educação.
“E eu digo com isso, e peço licença para dizer que isso é inadmissível, porque, quando nós falamos em teto de gastos, estamos falando da totalidade dos gastos. Do teto de gastos públicos. É preciso que tenhamos consciência disso. Os deputados e senadores vão para a tribuna e contestem aqueles que possam eventualmente vilipendiar os fatos”, afirmou.
O presidente subiu o tom quando falou sobre o imbróglio causado pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que afirmou, em reunião com sindicalistas, que os trabalhadores poderiam ter uma carga horária de até 12 horas. O presidente rebateu a tese e explicou que a carga horária seria apenas para as categorias que aceitassem em convenção e com dias de folgas estabelecidos.
O presidente ressaltou que as informações correm em velocidade muito maior hoje em dia por causa das redes sociais, que, para ele, “têm poder extraordinário”. “Essas vozes todas desconhecem que a responsabilidade fiscal é pressuposto de qualquer sistema público, de saúde e educação. Desconhecem que a proposta do teto não obriga qualquer redução de gastos em saúde e educação. E que a volta do crescimento do País reverberá em financiamento mais abundante para os serviços públicos”, disse após citar o programa de concessões lançado nesta terça.
No Congresso Nacional das Relações Empresas-Cliente, em São Paulo, o presidente da rede varejista Riachuelo, Flávio Rocha, disse que o Brasil precisa de propostas de flexibilização das leis trabalhistas. Para o executivo, seria possível gerar mais empregos no Brasil se a legislação permitisse novos tipos de contrato de trabalho, e defendeu que o atendimento nas lojas poderia ser melhor gerido com mudanças trabalhistas.
“O varejo como um todo lida com uma dificuldade grande, algo que está em pauta nesta semana, que é o fato de a legislação trabalhista ser feita sob a lógica industrial, e isso está revelando sua inadequação para o varejo e os serviços”, comentou Rocha. Ele considerou que há picos ao longo de um dia no fluxo de clientes nas lojas do varejo, mas que a legislação atual obriga escalas de trabalho que não atendem a essas flutuações.
A mudança da legislação trabalhista é uma das bandeiras do grupo de grandes redes de varejo representadas pelo Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV). Em outras ocasiões, a entidade já defendeu a implementação de modelos de contratação para jornadas de trabalho mais curtas e temporárias, que atendessem a períodos de demanda mais intensa.

No RN, achado corpo que pode ser de aluna de enfermagem desaparecida

patricia
Valéria Patrícia de Azevedo, 20 anos, desapareceu no domingo (11) em Mossoró (Foto: Arquivo Pessoal)

G1 – Um corpo de uma mulher, com visíveis sinais de violência, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (15) em meio a um matagal que fica às margens de uma estrada de terra que liga a BR-110 ao loteamento Frei Damião, a 6 quilômetros de Mossoró, cidade da região Oeste potiguar. A polícia acredita que o corpo seja da estudante de enfermagem e manicure Valéria Patrícia de Azevedo, de 20 anos, desaparecida desde o domingo (11).

De acordo com peritos do Instituto Técnico de Perícia de Mossoró, o pescoço da mulher estava quebrado e o corpo já em avançado estado de putrefação. As roupas que vestiam o cadáver foram reconhecidas como as mesmas que a estudante usava no dia em que desapareceu.

Ao lado do cadáver, ainda de acordo com o Itep, foram encontrados restos de um envelope bancário. O marido da estudante disse à polícia que a mulher havia sacado R$ 500 pouco antes de desaparecer.

Segundo Francisco Railton de Azevedo, pai de Valéria, a filha havia saído de moto da casa onde morava no bairro Planalto 13 de Maio. “Por volta das 12h30 de domingo, ela foi fazer uma faxina na nova casa que comprou junto ao marido no bairro Sumaré”, relatou. Já por volta das 14h30, a motocicleta da Valéria foi encontrada em uma estrada carroçável no bairro Bom Jesus.

O corpo encontrado será periciado ainda nesta quinta para confirmar a identificação e a causa da morte. O delegado da Delegacia de Homicídios Rafael Arraes e o delegado da 1ª DP de Mossoró devem se reunir para definir a linha de investigação, caso seja confirmado que o corpo é mesmo o de Valéria.

Corpo foi encontrado em uma estrada de terra que liga a BR-110 ao loteamento Frei Damião, a seis quillômetros de Mossoró.  (Foto: Marcelino Neto/O Câmera)
Corpo foi encontrado em uma estrada de terra que liga a BR-110 ao loteamento Frei Damião, a seis quillômetros de Mossoró (Foto: Marcelino Neto/O Câmera)

Suspeito aponta cova e polícia acha corpo de auditor desaparecido

Dinarte Bezerra estava desaparecido desde o dia 21 de agosto (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Dinarte Bezerra estava desaparecido desde o dia 21 de agosto (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

G1 – A Polícia Civil localizou, na noite desta quarta-feira (14), o corpo do auditor fiscal Dinarte Bezerra, de 36 anos, desaparecido desde o dia 21 de agosto, quando viajou a trabalho para Mossoró, na região Oeste do estado. Segundo o delegado Luiz Fernando, responsável pelo caso, o suspeito indicou o local onde o corpo estava enterrado na zona rural de Taipu, município localizado a 50 quilômetros de Natal.

Ao G1, o delegado informou que Dayvson André, de 23 anos, apontou o local da cova. “Como o prazo da prisão temporária estava acabando, uma psicóloga começou a conversar com o suspeito. Depois de três dias, ele acabou confessando”, disse o delegado. Dayvson havia sido preso em Parnamirim com os cartões de crédito da vítima. “Ele usou em lojas e até para pagar um tratamento odontológico”, afirmou. O delegado solicitou a conversão da prisão temporária em preventiva.

Auditor fiscal de uma rede de lojas de departamento, Dinarte Berreza foi visto pela última vez saindo de um hotel em Mossoró na madrugada do domingo, dia 21 de agosto. Ele morava com a família em Natal, mas estava na cidade do Oeste potiguar a trabalho. O carro de Dinarte foi encontrado quatro dias depois do desaparecimento na cidade de Bento Fernandes, a 200 quilômetros de Mossoró.

Dayvson André, de 23 anos, apontou o local onde o corpo estava enterrado (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Dayvson André, de 23 anos, apontou o local onde o corpo estava enterrado (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Polícia recupera R$ 37 mil de malote roubado em supermercado no RN

Durante a operação, a Polícia Civil recuperou R$ 37 mil roubados no assalto ao carro-forte (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
Durante a operação, a Polícia Civil recuperou R$ 37 mil roubados no assalto ao carro-forte (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

G1 – R$ 37 mil. Este foi o valor recuperado pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (13), durante a operação que prendeu um suspeito de assalto a um supermercado da Grande Natal nesta segunda (12). De acordo com a polícia, o homem de 22 anos é um dos criminosos que trocou tiro e baleou os seguranças do carro-forte que transportavam o valor para o supermercado.l

O suspeito foi preso na zona rural de São José de Mipibu, na Grande Natal. Os R$ 37 mil foram encontrados na casa onde o suspeito foi encontrado. Munição também foi apreendida no local.

O carro usado para dar fuga aos criminosos após o crime também foi encontrado. Ele foi abandonado em Nova Parnamirim, na Grande Natal. No mesmo bairro, a Polícia Civil apreendeu uma caminhonete que teria dado apoio na fuga.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as investigações apontam que pelo menos oito homens participaram da ação.

Assalto
O crime aconteceu na noite dessa segunda (12). Armados, os assaltantes roubaram malotes de dinheiro que seriam transportados por um carro-forte que estava no estacionamento. Três vigilantes foram baleados.

Imagens das câmeras de segurança do supermercado mostram o momento em que três assaltantes correm em direção às escadas rolantes, no estacionamento do supermercado. Foi exatamente às 19h19. Eles atiram e três vigilantes são atingidos. Em seguida, a quadrilha rouba os malotes e foge em um carro que dava apoio.

Os vigilantes feridos foram socorridos, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde deles. A polícia informou que pelo menos cinco criminosos participaram do assalto. Ronaldo Lundgren, secretário estadual de Segurança Pública, esteve no local e disse que a PM já estava em busca dos assaltantes.

Quadrilha explode caixa de banco dentro da Secretaria de Saúde do RN

Terminal ficou destruído, mas polícia não sabe informar se dinheiro foi levado pelos criminosos (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)
Terminal ficou destruído, mas polícia não sabe informar se dinheiro foi levado pelos criminosos (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)

G1 – Criminosos explodiram um caixa eletrônico do Banco do Brasil na madrugada desta quarta-feira (14) dentro do prédio da Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap), localizado no centro de Natal. De acordo com a Polícia Militar, ninguém foi preso.

O crime aconteceu por volta das 3h50. A Sesap fica na Av. Marechal Deodoro da Fonseca. Pelo menos quatro assaltantes quebraram a porta principal e invadiram o prédio. Em seguida, a quadrilha explodiu o terminal. Três vigilantes estavam no local e acionaram a PM.

A polícia ainda não sabe se os criminosos conseguiram levar o dinheiro do caixa.

Vigilantes baleados em supermercado estão fora de perigo

noticia_146312

O estado de saúde dos vigilantes baleados na noite de ontem (12) em ação criminosa no supermercado localizado na Avenida Maria Lacerda em Nova Parnamirim é considerado estável.

De acordo com informações da assessoria do Hospital Estadual Monsenhor Walfredo Gurgel, dois seguranças feridos durante confronto com bandidos deram entrada na unidade e passaram no centro cirúrgico, de onde foram para o Centro de Recuperação pós-operatório.

Ainda de acordo com a assessoria do hospital, um dos seguranças assinou um termo de responsabilidade e foi liberado. No entanto, o colega ferido continua em observação. O profissional está consciente, orientado e está fora de perigo.

Na noite desta segunda-feira (12), bandidos roubaram os malotes de uma casa lotéria, deixando três vigilantes baleados. O crime aconteceu no estacionamento do supermercado Nordestão, da avenida Maria Lacerda, em Nova Parnamirim, na região Metropolitana. A Polícia Militar realizou diligências na região, mas até o momento ninguém foi preso.

Do Nominuto.com

Família procura aluna de enfermagem desaparecida em Mossoró, RN

patricia
Valéria Patrícia de Azevedo (Foto: Arquivo Pessoal)

A família da estudante de enfermagem e manicure Valéria Patrícia de Azevedo, de 20 anos, busca informações sobre o paradeiro da jovem, que desapareceu na tarde deste domingo (11) após sair para limpar e organizar a nova casa em Mossoró, cidade do Oeste potiguar. Segundo a Polícia Militar, a motocicleta de Valéria foi encontrada ainda durante a tarde em uma estrada carroçável.

Francisco Railton de Azevedo, pai de Valéria, disse que a filha havia saído de moto da casa onde morava no bairro Planalto 13 de Maio. “Por volta das 12h30, ela foi fazer uma faxina na nova casa que comprou junto ao marido no bairro Sumaré”, relatou. Já por volta das 14h30, a motocicleta da Valéria foi encontrada em uma estrada carroçável no bairro Bom Jesus.

A 1ª DP de Mossoró está investigando o caso. Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro de Valéria Patrícia pode entrar em contato com a polícia através do 190.

 

 

Do G1RN

Mulher é morta a tiros em Jaçanã, RN; companheiro é suspeito

Eleika Talia foi morta a tiros em Jaçanã, distante cerca de 140 quilômetros de Natal (Foto: PM/Divulgação)
Eleika Talia foi morta a tiros em Jaçanã, distante cerca de 140 quilômetros de Natal (Foto: PM/Divulgação)

Uma jovem de 19 anos foi assassinada a tiros na noite deste domingo (11) em Jaçanã, cidade distante cerca de 140 quilômetros de Natal. De acordo com a Polícia Militar, Eleika Talia Venâncio Soares foi morta dentro de casa. O principal suspeito do crime é o companheiro da vítima.

Segundo o major Válber Pereira de Moura, comandante da PM na região, o assassinato aconteceu por volta das 21h dentro da casa da vítima, no centro da cidade. Principal suspeito do crime, o companheiro de Eleika já foi identificado pela polícia, mas ainda não foi preso. “Estamos fazendo buscas na cidade”, disse o major.

Natural de Currais Novos, Eleika Talia era dona de casa.