Category: Policial

Vigilante derruba assaltantes e impede roubo a banco em Mossoró

banco

Três homens foram presos na tarde desta sexta-feira (18) ao tentarem roubar malotes do Banco do Nordeste, agência que fica no Centro da cidade de Mossoró, na região Oeste potiguar. Um dos vigilantes se agarrou com os criminosos e derrubou dois deles. O terceiro foi preso em seguida, após ser identificado pelas imagens das câmeras de segurança.

Em contato com o G1, o sargento Valdo Caetano, do 2º Batalhão da PM, contou que os três homens entraram na agência desarmados. “Aconteceu por volta das 16h, quando a agência estava encerrando o atendimento. Naquele momento, os seguranças do banco estavam saindo com alguns malotes. Foi quando um dos assaltantes tentou tomar a arma de um dos vigilantes. O segurança, que estava esperto e percebeu a ação do bandido, conseguiu jogá-lo no chão. Um segundo ladrão foi pra cima, mas foi dominado e também jogado no chão. Na queda, um dos assaltantes cortou a cabela a bater no chão. Ele foi atendido e passa bem”, contou o policial.

Ainda de acordo com o PM, o terceiro suspeito foi preso minutos depois, quando a equipe de segurança analisou as imagens do circuito interno da agência. “Pelas imagens eles viram que havia um terceiro indivíduo, que também estava dentro do banco. Ele foi identificado e também foi preso”, acrescentou o sargento Valdo.

O policial disse ainda que um carro estava do lado de fora dando apoio ao trio, mas o motorista fugiu quando começou a confusão. A PM ainda fez buscas pela região, mas nenhum outro suspeito foi encontrado.

Do G1

Operação em 7 estados prende autores de crimes raciais contra atriz Taís Araújo

tais_araujo

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) e com apoio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) deflagrou hoje (16) uma operação em seis estados, além do Rio, para prender criminosos apontados como autores de ataques racistas pela internet dirigidos à atriz Taís Araújo em sua página no Facebook.

As informações indicam que pelo menos três pessoa já foram presas e um menor apreendido. Outro envolvido está preso desde dezembro do ano passado pelo crime de pedofilia. As investigações apuraram que os ataques racistas eram premeditados e que o mesmo grupo teria sido responsável por ataques de cunho racista à jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju, também da rede Globo.

A operação é coordenada pelo delegado titular da DRCI, Alessandro Thiers, e conta com a participação de policiais civis dos estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia e Minas Gerais. Estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão e 11 de busca e apreensão nos sete estados.

Segundo informações da Polícia Civil do Rio de Janeiro, durante as investigações, os agentes descobriram que as ofensas dirigidas à atriz foram premeditadas pelo grupo, criado “com uma única finalidade: praticar ataques de cunho racista em perfis de redes de relacionamento, no facebook e no whatsApp”.

Ainda de acordo com a polícia, o grupo atuava incitando seus membros a cometer crimes de discriminação racial. “Os incitadores criavam grupos secretos e temporários para potencializá-los e ainda chegavam a informar maneiras de mascarar a conexão no intuito de tentar dificultar o rastreamento, objetivando a impunidade por tais crimes”.

Para delegado, morte de garoto em falésia na Grande Natal foi acidental

joao_XOzoB9D

Responsável pela investigação da morte do adolescente João Pedro Lima Pontes, de 14 anos, encontrado morto nesta terça-feira (15) em meio às falésias da praia de Cotovelo, no litoral Sul potiguar, o delegado Marcel Gouveia, da 2ª Delegacia de Parnamirim, disse acreditar que a morte do garoto foi um acidente.

De acordo com o delegado, o fato do corpo do adolescente ter sido encontrado ao lado dos pertences é um indicativo de que ele não foi alvo de uma ação criminosa. “Provavelmente trata-se de um fatídico acidente. Vamos esperar passar o momento de luto da família para voltar a ouvir os pais. Quando eu estive no local e conversei com familiares nos foi dito que ele era um menino bom e sem nenhum historico de depressão”, disse Marcel.

Já a família, acredita que foi um crime. “Nós acreditamos que foi assassinato. Ele não tinha envolvimento com nada errado, era muito inocente”, disse Marcos Pontes, pai do adolescente. João Pedro morava em Pium, localidade próxima à praia de Cotovelo. De acordo com Marcos, João era um menino tranquilo, obediente e estudioso. O adolescente completaria 15 anos em junho. “Ele tinha ido para escola pela manhã, fez as atividades da escola e saiu para caminhar na praia”, falou o pai.

“Encontramos as pegadas pela noite e fomos seguindo. Não eram apenas as pegadas dele que estavam no chão, ele estava sendo acompanhado por alguém, mas não sabemos quem. Ele saiu de casa desacompanhado. Não conseguimos chegar até o final porque em uma parte o barro é mais duro e as pegadas sumiram”, explicou. Apenas no início da tarde desta terça um familiar conseguiu, pela praia, chegar até o local aonde o corpo estava.

O corpo do adolescente de 14 anos foi encontrado no início da tarde desta terça-feira (15) em meio às falésias da praia de Cotovelo, no litoral Sul do Rio Grande do Norte. João Pedro estava desaparecido desde à noite desta segunda (14).

Do G1

Após descobrir doença grave, jovem comete suicídio em Ouro Branco

renatha (2)

Segundo as primeiras informações, a jovem Renatha Souza, natural da cidade de São José do Sabugi/PB, cometeu suicídio na cidade de Ouro Branco/RN, onde estaria residindo atualmente. O fato ocorreu no final da manhã de hoje (15).

Segundo pessoas próximas à Renatha, ela descobriu uma doença grave, o que a deixou bastante abalada nos últimos dias. Lendo um relato escrito por ela no seu perfil do Facebook, é possível perceber que a jovem temia o afastamento dos amigos.

“Eu sei que muita coisa vai mudar, muitas pessoas irão se afastar e uma hora ou outra eu vou ter que aceitar e deixar a ficha cair, serei forte e sempre seguirei em frente”, postou ela. Renatha aproveitou um momento que estava sozinha na residência se enforcou.

Líderes de facção do RN são levados para presídio federal em Rondônia

b86894eabb5193d980339d680f3b2ee1-e1454021395706

Dez presos, apontados como líderes de uma facção criminosa do Rio Grande do Norte, foram transferidos na manhã desta terça-feira (15) para o Presídio Federal de Porto Velho, emRondônia.

O pedido de transferência, feito pelo Ministério Público Estadual, foi acatado pelo juiz federal Walisson Gonçalves Cunha, corregedor do Presídio Federal de Porto Velho. Segundo o próprio MP, os presos levados para Rondônia estavam custodiados na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, Penitenciária Estadual de Parnamirim, em Parnamirim, e Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó.

O MP explica que as transferências dos detentos são resultado das investigações da Operação Alcateia, realizada no dia 4 de fevereiro deste ano e que resultou na decretação da prisão preventiva de 39 pessoas, além do sequestro de 79 contas bancárias. “A decisão reconhece elementos que apontam para a efetiva existência dessa organização criminosa e do impacto de sua atuação na ordem pública e no âmbito do sistema penitenciário potiguar”, afirmou o Ministério Público.

O isolamento dessas lideranças, ainda de acordo com o MP, “é uma ação de exemplaridade penal e, portanto uma contribuição do Judiciário para o processo de retomada do controle das unidades prisionais do Estado a cargo do Poder Executivo”.

Além da operação Alcateia, o MP também é responsável por uma investigação semelhante, batizada de operação Alcatraz, deflagrada em dezembro de 2014 – na qual também foram detectadas facções ordenando crimes dentro e fora de presídios mantidos pelo Estado. Juntas, as duas operações já resultaram em mais de 400 denúncias contra pessoas apontadas como integrantes de organizações criminosas.

Corpo de adolescente desaparecido no RN é encontrado em falésia

Corpo foi encontrado em meio às falésias de Cotovelo, praia do litoral Sul potiguar (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Corpo foi encontrado em meio às falésias de Cotovelo, praia do litoral Sul potiguar (Foto: Anderson Barbosa/G1)

O corpo de um adolescente de 14 anos foi encontrado na manhã desta terça-feira (15) na praia de Cotovelo, no litoral Sul do Rio Grande do Norte. De acordo com a Polícia Militar, o corpo foi encontrado por um morador sobre as pedras, em meio às falésias, por volta das 12h30.

De acordo com o tenente Moisés, do 3º Batalhão da Polícia Militar, o corpo foi identificado como sendo de João Pedro Lima Pontes, que estava desaparecido desde segunda-feira (14). Ainda de acordo com o tenente, a família foi até o local e identificou o corpo.

“O corpo tinha sinais aparentes de espancamento, mas como ninguém presenciou nada só será possível afirmar o que houve após a perícia ser concluída”, afirmou o tenente.

Políciais militares realizam o isolamento do corpo e aguardam a chegada dos peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep).

Diogo Nóbrega tinha 26 anos (Foto: Reprodução/Facebook)

2º caso em um mês
Este é o segundo caso em menos de um mês em que populares encontram corpos com sinais de violência em na praia de Cotovelo. Em 21 de fevereiro, o corpo de Diogo Rosembergh da Silva Nóbrega, de 26 anos, foi encontrado no mesmo trecho da praia, localizada na Grande Natal.

A perícia feita pelo Itep apontou que o professor morreu em razão de um traumatismo cranioencefálico de ação contundente. Ou seja, foi vítima de uma agressão que causou fratura no crânio e dano físico ao cérebro. A perícia descarta a possibilidade de afogamento, mas não aponta se o professor foi assassinado ou cometeu suicídio.

Do G1

Homem se ‘interessa’ por vítima e é preso após devolver celular no RN

A vítima tirou foto do suspeito na motocicleta
A vítima tirou foto do
suspeito na motocicleta

G1 – Um homem de 25 anos foi preso nesta segunda-feira (14) em Parnamirim, na Grande Natal, suspeito de roubar o celular de uma mulher e, em seguida, devolver o equipamento. A vítima informou à Polícia Militar que o suspeito ficou interessado por ela e pediu o número do telefone após entregar o aparelho.

“Ele anunciou o assalto. Mandou eu entregar o celular e andei dois minutos, ele voltou para devolver o celular. Ele disse que tinha se comovido porque eu tinha um filho, viu as fotos do meu filho e disse que gostou muito de mim. Ficou puxando assunto, conversando comigo”, disse a vítima.

A mulher resolveu dar o número do telefone. Enquanto o homem estava anotando, a vítima tirou uma foto dele na motocicleta. Segundo a PM, o criminoso teria cometido outros assaltos ainda na segunda-feira. Ele também é suspeito de roubar uma loja de informática e outra de roupas.

A vítima que teve o celular devolvido ligou para o suspeito e marcou um encontro. “Ligamos para a polícia e quando ele chegou, eu o segurei”, disse um tio da mulher. O suspeito já respondia na Justiça por roubo. Segundo a polícia, ele estava em liberdade condicional.

Polícia Militar prende suspeito de estuprar quatro mulheres

RicardoAlexandrePauloDiasP

Uma coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) detalhou a investigação conduzida pela Delegacia Especializada em Atendimento a Mulher (Deam), da Zona Norte de Natal, que resultou na prisão de Ricardo Alexandre Paulo Dias, conhecido como Pezão, de 39 anos.

Ele é acusado de ter estuprado e roubado quatro mulheres, com idades entre 26 e 50 anos, em menos de um mês. Todas as vítimas são moradoras da zona Norte de Natal e foram violentadas quando estavam em suas residências.

O homem foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, no último sábado (12), por policiais militares do 4º. Batalhão de Polícia Militar após o repasse de informações pela Polícia Civil, que identificavam o acusado. Ele foi detido quando estava em uma casa abandonada, no conjunto Vale Dourado.

“Ricardo Alexandre estava preso pelo crime de roubo e foi para o regime semiaberto no dia 12 de fevereiro. Já no dia 13, ele estuprou a primeira vítima. Em seguida estuprou mais três mulheres, nos dias 25 de fevereiro, 27 de fevereiro e 07 de março. Logo após os estupros, ele roubava pertences e dinheiro das vítimas que estavam nas casas”, detalhou a delegada que conduziu a investigação, Ana Alexandrina Gadelha Gonçalves.

Segundo a polícia, para consumar os crimes, o acusado escolhia casas que estavam com as portas abertas. Ele usava um simulacro de arma para intimidar as vítimas das casas e escolhia a mulher que queria estuprar. “Ricardo Alexandre amarrava os moradores que estavam nas residências, os trancava em cômodos e estuprava a vítima escolhido. Além da violência usava, ele passava muito tempo na casa da vítima. Em um caso, ele chegou a ficar mais de sete horas cometendo a violência sexual”, detalhou a delegada Ana Alexandrina Gadelha Gonçalves.

Ainda de acordo com a polícia, após o cometimento dos estupros, o acusado roubava as vítimas e moradores, fazendo um arrastão na casa. Ele conseguiu subtrair celulares, dinheiro, mochilas e roupas, além de ter roubado uma motocicleta de um dos parentes das mulheres estupradas.

“Nossa equipe dedicou-se imensamente a este trabalho de investigação. Foi feito um grande trabalho de campo, pois não podíamos deixamos este homem livre, cometendo mais estupros. Caso mais alguma mulher tenho sido vítima dele, pedimos que compareça à Deam Zona Norte”, afirmou a delegada.

10 x 0 pra nois’, debocham presos de Alcaçuz após fugas bem sucedidas

presos O diretor de Alcaçuz se manifestou. “Diante dessa afronta, todos os pavilhões que tiveram fugas por túneis serão esvaziados. Será realizado o serviço de concretagem e as vistorias nos pavilhões serão intensificadas. Ainda serão feitas obras na parte externa para aumentar a segurança no perímetro do presídio. Foram mais de 10 anos de nenhum investimento na estrutura de segurança da unidade”, disse Ivo Freire.

Com estas fugas, chega a 131 o número de detentos que conseguiram escapar do sistema prisional potiguar somente este ano.

Segundo a Coape, presos que fugiram neste domingo usaram o mesmo túnel escavado para a fuga que aconteceu na quinta-feira (Foto: Divulgação/Força Nacional)
Presos que fugiram neste domingo usaram o mesmo túnel escavado para a fuga que aconteceu na quinta-feira passada (Foto: Divulgação/Força Nacional)

Porta é arrombada e três são mortos dentro de casa em Extremoz, no RN

b86894eabb5193d980339d680f3b2ee1-e1454021395706Três homens foram mortos a tiros na noite deste domingo (13) na cidade de Extremoz, na GrandeNatal. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos chegaram em um carro, arrombaram a porta da casa e atiraram. Ninguém foi preso.

O crime aconteceu por volta das 19h30 na rua Jerusalém, no loteamento Maanaim. De acordo com a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), criminosos chegaram ao local de carro e arrombaram a porta da casa das vítimas. Eles atiraram e dois homens morreram no local. O terceiro chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

Uma das vítimas foi identificada como Gildson José Melo Tavares. A polícia fez buscas, mas ninguém foi preso.

G1

Em presídio do RN, mulher esconde celulares em escovões

celular

Três escovões de madeira, daqueles comumente usados para lavar roupas, foram apreendidos na manhã deste sábado (12) durante uma revista na Penitenciária Estadual Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o Pereirão, em Caicó, cidade da região Seridó do Rio Grande do Norte. É que no meio das escovas, levadas para o presídio pela mulher de um detento, os agentes penitenciários descobriram três aparelhos celulares. A mulher foi levada para a delegacia da cidade.

Em contato com o G1, o agente penitenciário Ednaldo Cândido, vice-diretor da unidade, contou que a mulher foi autuada em flagrante por tentar entrar no presídio com objetos proibidos. Em seguida, após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), ela foi liberada. “Realmente ela foi muito engenhosa, mas nossos agentes são especialistas em revistas”, ressaltou.

Criatividade
No Rio Grande do Norte, agentes penitenciários já encontraram drogas, telefones e assessórios para aparelhos celulares escondidos nos lugares mais inusitados. Muitos dos casos foram noticiados pelo G1. Há registros de entorpecentes e telefones escondidos como recheios de maçãs e pedaços de carne assada, em sacos de biscoito, pacotes de cuscuz, bisnagas de pomada para coceira, cascas de ovos, colchões, bíblias, bananas,sandálias de borracha, tubos de pasta de dente, prendedores de cabelo, vasilhas de arroz,bolachas e até dentro de aparelhos de televisão, sem falar em inúmeros casos nos quais mulheres foram presas ao tentarem entrar com objetos proibidos escondidos nas partes íntimas.

 

Do G1

PF encontra cofre de Lula com crucifixo surrupiado do Planalto

cofre_lula

A Polícia Federal encontrou uma sala-cofre em uma agência do Banco do Brasil, em São Paulo, que guarda bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O acervo está guardado em 23 caixas lacradas desde janeiro de 2011 – mês em que o petista deixou a presidência.

No total, são 133 itens, incluindo joias e obras de arte que o ex-presidente recebeu de outros governantes enquanto estava no cargo. A descoberta foi comunicada pela PF ao juiz federal Sergio Moro em relatório que inclui fotos do local e de algumas peças.

Entre os itens encontrados no cofre está um crucifixo barroco. Segundo a coluna Radar, a obra esculpida por Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, desapareceu do Planalto depois da mudança de Lula. O cofre localizado no Banco do Brasil da Rua Líbero Badaró foi encontrado casualmente pela PF.

Durante buscas na residência de Lula, em São Bernardo do Campo, em 4 de março, dia em que o petista foi conduzido coercitivamente pela PF para depor na Lava Jato, os agentes encontraram um documento que fazia referência ao cofre.

Ao encontrar a pista, a PF pediu a Moro autorização para estender a busca para o Banco do Brasil, e o juiz consentiu. “Foram encontradas nas caixas de papelão, de modo geral, peças decorativas, espadas, adagas, moedas, canetas e condecorações”, diz o relatório da PF, subscrito pelo delegado Ivan Ziolkowski, que ilustrou o documento com fotos de peças do acervo.

O relatório informa que “as caixas foram depositadas no dia 21 de janeiro de 2011 e foi informado que pertenciam à Presidência da República. Durante todo esse período o material não foi movimentado ou alterado. Relatou ainda que não há custo de armazenagem para o responsável pelo material”.

Fonte:Veja

Seis presos fugiram de Alcaçuz, confirma direção da penitenciária

Direção de Alcaçuz confirmou a fuga de seis presos. Informações sobre o paradeiro dos fugitivos podem ser comunicadas pelo 181 ou 190.
Direção de Alcaçuz confirmou a fuga de seis presos. Informações sobre o paradeiro dos fugitivos podem ser comunicadas pelo 181 ou 190.

A direção da Penitenciária Estadual de Alcaçuz confirmou a fuga de seis detentos na noite desta quinta-feira (10) após realizar uma contagem de presos dentro da unidade. Os presidiários conseguiram escapar através de um túnel localizado no Pavilhão 4.

Os presos foram identificados como Ebson Fábio Ribeiro da Costa, Eudes Rocha Bernardino de Sena, Francisco Adalberto da Silva Cardoso, Felipe de Lima Fernandes, Renato dos Santos e Felipe Anderson da Silva.

A Polícia Militar realizou diligências ainda na noite de ontem na tentativa de localizar os foragidos, mas até o momento ninguém foi recapturado. Qualquer informação que ajude na captura dos criminosos pode ser comunicada através do Disque Denúncia (181) ou pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) no número de emergência 190.

Pai é condenado a três anos de prisão após vender bebê para comprar iPhone

ter-ipones

Um morador, de 19 anos, da cidade de Tong’an, China, foi sentenciado a três anos de prisão após vender a própria filha, de apenas 18 dias, para comprar um iPhone e uma motocicleta. O rapaz recebeu a quantia de 23 mil yuans, o que equivale a pouco mais de R$ 40,4 mil, segundo o jornal Xiamen Daily.

Ainda de acordo com a publicação, o pai da criança procurou uma maneira de vender o bebê em um serviço de chat da China, o QQ. O comprador disse ao jornal que iria entregar a menina para a irmã dele. À época do crime, que ocorreu no ano passado, o bebê foi entregue para os avós maternos, pois a mãe era menor de idade.

No RN, homem é preso com pedras preciosas e dinheiro venezuelano

Homem estava com pedras preciosas (Foto: Divulgação/PRF)
Homem estava com pedras preciosas (Foto: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal prendeu nesta quarta-feira (9) um construtor de 64 anos que estava com dinheiro venezuelano e pedras preciosas. Segundo a PRF, o homem foi abordado durante uma fiscalização de rotina na BR-101, no município de São José de Mipibu, na Grande Natal.

De acordo com a PRF,  o construtor estava com a carteira de habilitação vencida. Ao fazer uma vistoria no carro, foram encontrados 34 pedras azuladas e 93 cédulas de 100 bolívares. Os policiais descobriram que as pedras foram objetos de uma troca, em que o construtor deu um terreno e uma máquina, valendo cerca de R$ 200 mil. O negócio foi realizado em dezembro de 2015, em Ponta Negra.

Os bolívares, moeda corrente da Venezuela, valem cerca de R$ 5.400 pela cotação oficial. Segundo o construtor, o dinheiro foi parte de pagamento de outra troca envolvendo terreno. Foram contadas 32 pedras lapidadas e 2 brutas, todas assemelhadas à turmalina paraíba.

O homem foi conduzido para a Polícia Federal. A PF providenciará a perícia das pedras. A PRF informou que, segundo informações do Ministério Público Federal da Paraíba, “estima-se que um quilate (0,2 grama) da pedra custa em média U$ 30 mil e pode chegar a custar até U$ 100 mil, dependendo das características da gema”. Foi registrada a ocorrência por usurpação de patrimônio da União, crime que prevê a pena de 1 a 5 anos de detenção.

Do G1