Comércio da Zona Norte de Natal cresceu 47% em 10 anos

Foto: Alex Régis

Em 10 anos, o número de negócios ativos na Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Norte (Jucern) localizados na Zona Norte de Natal, aumentou 47,33%. O quantitativo acompanha o aumento da população.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo de Natal estima que, em 13 anos – entre 2007 e 2020, o número de residentes nessa área da cidade cresceu 23,81%, o maior aumento entre as quatro zonas administrativas da capital.

Os negócios ativos se multiplicaram sucessivamente em uma década, segundo a Jucern. Em 2011, eram 4.225 empresas ativas. Os dados de 2021, mesmo ainda com o ano em curso, apontam 6.269 negócios ativos na Junta Comercial. O número, inclusive, já é maior do que todo o ano de 2020, quando a Jucern registrou 6.115 empresas em atuação – um crescimento de 2,51%.

Os bairros com maior número de negócios ativos atualmente são Potengi (2.135), Nossa Senhora da Apresentação (1.220), Pajuçara (990), Igapó (871), Lagoa Azul (793) e Redinha (258).Os principais são o comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios (com 215 empresas ativas), o comércio varejista de mercadoria em geral, com predominância de alimentos, como mercados, mercearias, mercadinhos e armazéns (com 189 negócios ativos) e o comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos, com 137 empresas atuantes na Junta Comercial.Somam-se a estes, restaurantes e similares (125); comércio varejista de materiais de construção (119); comércio varejista de produtos farmacêuticos (90); e comércio varejista de bebidas (86), dentre outros.

Do BG / Veja a matéria completa na Tribuna do Norte.

Leave a Comment