Covid-19: Parnamirim anuncia abertura de hospital de campanha sem respiradores. É pra rir ou pra chorar?

Hospital de Campanha de Parnamirim — Foto: Quezia Oliveira/Inter TV Cabugi
Hospital de Campanha de Parnamirim — Foto: Quezia Oliveira/Inter TV Cabugi

Após mais de 70 dias sem conseguir administrar a calamidade causada pela a Covid, o Município de Parnamirim vai inaugurar hoje o seu hospital de campanha com apenas 14 leitos clínicos, sem nenhuma UTI, isto é, sem respiradores.

Ontem, 31, a UPA de Nova Esperança, naquele município fechou as portas por causa, segundo eles, da superlotação.

Na terça-feira (26), a prefeitura recebeu dois respiradores (possivelmente do governo federal) e três monitores que serão utilizados na unidade. “A função desses leitos é, justamente, manter o paciente estável, até que ele possa ser transferido com segurança para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, disse a titular da saúde de Parnamirim.

Todavia, se passarem a cumprir o protocolo de uso dos medicamentos anunciado pelo Ministério da Saúde, a cloroquina, azitromicina, agora também a ivermectina no estado inicial dos sintomas poderão salvar centenas de vidas de ter que ir para os respiradores, e evitar até que haja óbitos.

G1RN