CRISE: Grupo GLOBO reduz salários e demite por ‘chamada de vídeo’

Foto da Internet

A uma semana para as festas de fim de ano, o Grupo Globo decidiu reduzir a jornada de trabalho e, consequentemente, o salário dos colunistas Merval Pereira, Míriam Leitão, Ancelmo Gois e Bernardo Mello Franco. A informação é do jornal GGN.

Eles receberam a notícia na última terça-feira (15). Além do corte de salário, a Globo decidiu demitir uma dezena de profissionais, entre eles repórteres do “jornal O Globo”.

Estão na lista das demissões Gustavo Goulart (Rio), Bruno Calixto (RioShow), Célia Costa (Rio), Lucieni Varella (secretária), Helena Aragão (Segundo Caderno), Fátima Sá (Segundo Caderno), Jorge William (fotografia BSB), Sérgio Luz (RioShow), Flávio Freire (SP), Silvia Amorim (SP), Cristina Azevedo (Mundo) e Luciano Garrido (Rio/Extra).

De acordo com o colunista do Metrópoles Leo Dias, parte das demissões chegaram a ser feitas de forma online, por chamada de vídeo.

As demissões em massa ocorrem após uma sequência de cortes já feita pelo Grupo Globo este ano, que logo no início da pandemia, ofereceu a funcionários uma estabilidade de 6 meses em troca da redução de horas e de remuneração. Passado este tempo, a segurança de emprego já acabou para os profissionais.


Gazeta Brasil

Leave a Comment