Dilma Rousseff demonstra parcialidade com possíveis crimes de lula ao visitar

dilma_reforma

A presidente Dilma Rousseff demonstrou ser parcial e cúmplice com possíveis crimes de Lula contra a Nação brasileira. Como pessoa e amiga do ex-presidente, Dilma poderia ser solidária; mas na condição de presidente do Brasil, ela nunca deveria ter se manifestado como fez.

Além de fazer declarações contra as ações da lei, ela foi até São Paulo visitar o Luiz Inácio Lula da Silva, e fazer acenos para seus partidaristas.

Uma presidente que é parcial a favor de suspeitos e  contra a lei não pode continuar a presidir a maior nação da América Latina.

Lula pode ser inocente, e se depois de inocentado, a presidente como amiga e partidarista poderia ser solidária como foi. Mas dizer que os que cumprem a lei nesse país estão exagerando, não foi uma conduta de uma líder, líder essa que deve ser de todos, não apenas de seu partido, no caso o PT.