Educação: ‘Quem continuar na guerra, batendo, está fora’, diz Abraham Weintraub ao assumir MEC

Abraham Weintraub e Ricardo Vélez Rodríguez durante a cerimônia de transmissão de cargo no Ministério da Educação — Foto: Andre Sousa/MEC
Abraham Weintraub e Ricardo Vélez Rodríguez durante a cerimônia de transmissão de cargo no Ministério da Educação — Foto: Andre Sousa/MEC

Ao assumir oficialmente nesta terça-feira (9) o comando do Ministério da Educação, o novo ministro, Abraham Weintraub, disse que não aceitará divergências internas, e que quem criar brigas ou discordar dos rumos da pasta “está fora”.

Weintraub recebeu o cargo oficialmente em cerimônia com o antecessor, Ricardo Vélez Rodríguez. Antes da transmissão do cargo, ele foi empossado no ministério pelo presidente Jair Bolsonaro.

“A gente vai pacificar o MEC. Como funciona a paz? A gente está decretando agora que o MEC tem um rumo, uma direção, e quem não estiver satisfeito com ela vai ser tirado. Existe, sim, obrigação de uma pessoa que está no time. Ela pode ter as convicções pessoais que for. Eu tenho as minhas convicções pessoais”, declarou o ministro.

G1

Leave a Comment