Empresa investigada por desvio de dinheiro público recebeu mais de R$ 20 milhões de órgãos do RN

Mais de R$ 20 milhões. Esse foi o valor pago por órgãos estaduais pelo aluguel de estrutura de eventos, como palcos, estandes, pórticos, arquibancadas. Tudo a uma mesma empresa: a Prática Serviços de Eventos. Ela é alvo de pelo menos um processo no Tribunal de Contas do Estado (TCE), que, em auditoria, constatou um esquema de desvio de dinheiro no Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema). Mesmo assim, os contratos da empresa com o governo aumentaram 150% no ano passado.

“Nós verificamos que ela recebeu, entre 2012 e 2014, pagamentos indevidos da ordem de R$ 1,5 milhão. O que a comissão de auditoria apontou foi que, por meio de determinação por ofício, o Idema determinava transferência de recursos para a Prática sem que ela tivesse prestado serviço algum para o Idema. Então foi um desvio mesmo de recurso financeiro”, afirma Anne Carvalho, secretária de Controle Externo do TCE.

Anne Carvalho, do TCE, afirma que empresa é suspeita de desvios de R$ 1,5 milhão no Idema (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Anne Carvalho, do TCE, afirma que empresa é suspeita de desvios de R$ 1,5 milhão no Idema (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

A conclusão da auditoria do TCE bate com a delação de dois réus condenados por desvio de dinheiro do Idema na Operação Candeeiro. Gutson Reinaldo Bezerra e Clebson Bezerril disseram em depoimento que a Prática emitia notas para o Idema e não prestava o serviço.

“Esse trecho do depoimento deles foi incluído no relatório pela comissão de auditoria como mais uma evidência desse esquema entre o Idema e a Prática”, acrecenta Anne Carvalho.

Fonte: https://g1.globo.com

Leave a Comment