‘Estou me sentindo desafiado’, diz governador sobre violência no RN

4753577

 

O governador Robinson Faria disse estar indignado com a onda de violência no Rio Grande do Norte e anunciou que fará mudanças na equipe. Em entrevista ao RNTV 1ª edição desta quinta-feira (21) ele informou que vai se reunir com a cúpula da segurança pública nesta tarde para tratar dessas mudanças.

“Essa indignação da população também é a mesma do governador. O meu sentimento também é de revolta, de tristeza, eu também sou cidadão, sou pai de seis filhos e não me conformo. Isso aumenta bastante a motivação do governador, eu estou me sentindo desafiado, isso faz eu tomar medidas de adequações, inclusive de mudanças na equipe”, disse o gestor.

Robinson Faria disse que o governo vem investindo em segurança, mas que os resultados alcançados estão abaixo da expectativa. Segundo ele, 3.300 policiais militares foram promovidos no ano de 2015 e o governo investiu em condições técnicas como armamento, equipamentos e veículos. “Tudo o que estava ao alcance do poder público a gente cumpriu”, afirmou.

Durante a entrevista o governador lamentou a morte da estudante universitária Maria Karoline Álvares de Melo, de 19 anos, que foi morta na tarde desta quarta (20) durante um assalto na Zona Norte de Natal. “Segurança pública eficaz é aquela que evita acontecer, não a que encontra o assasino. Porque a pessao já morreu, não vai trazer a vida dela de volta. Eu quero uma polícia que faça a segurança preventiva para dar a percepção de segurança para quem mora no RN”.

Ele disse ainda que mandou instaurar uma sindicância para apurar as constantes fugas no sistema prisional “para apurar o que está por trás dessas fugas nos presídios”. Uma nova fuga foi registrada nesta quinta na Penitenciária de Alcaçuz, a maior unidade prisional do estado.

Do G1