Eudiane Macedo cobra solução para a ponte Newton Navarro

Os elevados números de suicídios contabilizados na Ponte Newton Navarro voltaram à tona na Assembleia Legislativa, na sessão plenária desta terça-feira (19). A deputada Eudiane Macedo cobrou das autoridades a criação de políticas públicas que resolvam, de uma vez por toda, essa problemática e pediu à população que reflita antes de compartilhar fotos e vídeos de pessoas que cometem suicídio naquele local.

“É preciso uma ação enérgica e eficaz das autoridades públicas no combate a esses atos que vem ocorrendo com muita frequência naquele local. Pedir às pessoas que não publiquem nada em redes sociais sobre os suicídios na Ponte Newton Navarro. Pense que poderia ser sua mãe, seu pai, seu irmão, um familiar e o quanto isso aumentaria a sua dor”, orientou a deputada.

Ainda de acordo com a parlamentar, o compartilhamento de imagens e vídeos com cenas de pessoas que se suicidaram só traz prejuízos para a família da vítima e para aquelas pessoas que também estão com problemas de depressão. “Não contribui em nada! E é comprovado que quanto mais se divulga, mais casos acontecem”, destacou Eudiane Macedo.

“Precisamos entender que esta forma de desrespeito ao ser humano sem vida e, a exposição de imagens de cadáveres nas redes sociais é uma forma de ultraje, tal conduta pode ser perfeitamente enquadrada no crime de vilipêndio a cadáver”, finalizou a deputada.

De acordo com o artigo 212 do Código Penal Brasileiro, divulgar imagens e vídeos configura-se crime de vilipendio e traz inúmeras possibilidades de condutas para o enquadramento neste crime, pois vilipendiar quer dizer aviltar, profanar, desrespeitar, depreciar, desprezar, ultrajar o cadáver ou ter ação idêntica com relação às cinzas do mesmo (há entendimentos que o esqueleto também se encaixa nestes termos).

Assessoria

Leave a Comment