Ex-ministro Mendonça de Barros abre projeto “Pensar Brasil” da Assembleia

unnamed (4)

O ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ex-ministro das Comunicações, o engenheiro e economista Luiz Carlos Mendonça de Barros será o primeiro palestrante do projeto “Pensar Brasil – Fórum Legislativo”, organizado pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O evento de estreia será dia 25 de agosto, no auditório Cortez Pereira, a partir das 9h, com entrada franca, mediante inscrição pelo e-mail cerimonial.alrn@hotmail.com.

“Dentre as atribuições do legislador, pensar o futuro das próximas gerações é uma delas. Observando o cenário atual, projetando o futuro, vamos debater o Brasil a partir do Rio Grande do Norte. Vamos lançar luzes sobre o tão falado novo pacto federativo”, salienta Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), deputado e presidente da Assembleia Legislativa, ao mesmo tempo em que lança questionamentos para o debate: “Como a União poderá socorrer os Estados quando em 2015 suas despesas obrigatórias somaram 124% da receita? O federalismo atual, lastreado na transferência crescente de recursos da União para Estados e municípios, com base no IPI e Imposto de Renda se esgotou?”, questiona.

Para o secretário geral da Assembleia Legislativa, Augusto Carlos Viveiros, a provocação do deputado Ezequiel Ferreira é pertinente no momento em que os Estados necessitam promover reformas para sanear as finanças públicas observando a realidade e as demandas sustentáveis da sociedade. “Isto é o que se pode chamar de novo caminho, tendo em vista que parece ser senso comum entre os economistas que o atual modelo tem chegado ao fim. E para se buscar o novo as classes políticas, produtivas, assalariadas e gestoras devem estar pactuadas paras os novos desafios”, questiona o secretário geral da Assembleia.

SOBRE O PALESTRANTE
Graduado pela USP em engenharia de produção e doutor em economia pela Unicamp, Luiz Carlos Mendonça de Barros iniciou a carreira em 1967 como analista financeiro do Investbanco. Em 1972 passou a operar na Bolsa de Valores de São Paulo, através da corretora Patente, que fundou junto com três outros sócios. Em 1983 fundou o Planibanc, onde permaneceu como sócio até 1993. Neste ano, fundou o Banco Matrix junto com André Lara Resende, só se afastando da instituição em novembro de 1995, quando assumiu a presidência do BNDES.

Em abril de 1998, com a morte de Sérgio Motta, foi nomeado Ministro das Comunicações por Fernando Henrique Cardoso. Em 2001 criou a MBG & Associados, uma empresa que oferece cursos profissionalizantes à distância, em parceria com seu irmão e Lídia Goldeinstein. Também em 2001 fundou a editora Primeira Leitura, chefiando a organização da revista de mesmo nome (Revista Primeira Leitura), em parceria com Reinaldo Azevedo. A revista acabou extinta em junho de 2006.

Serviço
Pensar Brasil – Fórum Legislativo
Local: Auditório da Assembleia Legislativa
Hora: 9h
Data: 25/08/2016
Inscrições: cerimonial.alrn@hotmail.com
Mais informações: 3232-5782