Ex-secretário-geral da ONU e Nobel da Paz, Kofi Annan morre aos 80 anos

Foto: da Internet

O ex-secretário-geral da ONU e vencedor do prêmio Nobel da Paz, o ganês Kofi Annan, morreu neste sábado, aos 80 anos, segundo confirmaram fontes da família aos meios de comunicação locais.

Na conta oficial do Twitter de Annan, seus familiares publicaram uma mensagem na qual confirmaram que a morte aconteceu após o ex-secretário passar por tratamento em um hospital da Suíça.

No entanto, a família de Annan não divulgou a doença que acometeu o antigo líder das Nações Unidas e pediu “privacidade neste momento de luto”.

“Com grande tristeza, a família Annan e a Fundação Kofi Annan anunciam que Kofi Annan, antigo secretário-geral da ONU e prêmio Nobel da Paz, se foi em paz neste sábado, 18 de agosto, após uma curta doença”, explicaram os familiares.

“A sua esposa, Nane, e os seus filhos, Kojo, Ama e Nina, estiveram ao seu lado durante os seus últimos dias”, acrescenta a mensagem.

A Organização Internacional para as Migrações (OIM), agência da ONU, também divulgou a notícia e lamentou “a perda de um grande homem, um líder e um visionário”.

“Uma vida bem vivida, uma vida que merece ser celebrada”, acrescentou a instituição em sua conta do Twitter.

Annan se manteve em atividade até os seus últimos dias, liderando a delegação da ONG The Elders, fundada por Nelson Mandela, que esteve no Zimbábue durante o processo eleitoral no final de julho.

O primeiro líder subsaariano da ONU entrou na organização em 1962 e foi ascendendo nas fileiras da organização até chegar à Secretaria-Geral em 1997, função que desempenharia até 2006.

Enquanto esteve à frente da organização, iniciou um programa para reformar a instituição e impulsionou o apoio da comunidade internacional à África e à luta contra a Aids.

Em 2001, Annan foi agraciado com o prêmio Nobel da Paz junto à ONU por “seu trabalho por um mundo melhor organizado e mais pacífico”.

*Via Jovem Pan / Foto: EFE

 

Fonte: http://redenews360.com.br/2018/08/ex-secretario-geral-da-onu-e-nobel-da-paz-kofi-annan-morre-aos-80-anos/