Ezequiel Ferreira prestigia posse de Cassiano Arruda como imortal da Academia de Letras

unnamed (2)
O jornalista e escritor, Cassiano Arruda Câmara, tomou posse na noite desta segunda-feira (18), como novo integrante da Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANL), ao assumir a vaga que pertencia ao amigo, ex-deputado estadual e jornalista Agnelo Alves (1932 – 2015). A cerimônia, presidida pelo advogado e poeta Diógenes da Cunha Lima, foi concorrida e prestigiada por amigos, familiares, jornalistas, intelectuais e figuras da cena política do Estado.

“Cassiano alcança a imortalidade com todo direito e justiça. Jornalista, publicitário, professor e escritor, Cassiano Arruda é um dos mais influentes em sua profissão. Foi desejo do destino que lhe coubesse substituir o também brilhante jornalista e deputado estadual, Agnelo Alves. Como sempre fez e faz, Cassiano Arruda dará orgulho aos seus pares na Academia Norte-rio-grandense de Letras”, disse Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), deputado e presidente da Assembleia Legislativa.

Além do presidente da Assembleia Legislativa, participaram do evento o desembargador, Cláudio Santos do TJRN, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, ministro do STJ, Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, deputado federal, Felipe Maia (DEM), reitora da UFRN, Ângela Cruz, Claudia Santa Rosa, secretária estadual de Educação e o ex-ministro Henrique Alves, entre outras autoridades.

Cassiano não para um instante de produzir.  Aos 72 anos, todos os dias redige a coluna Roda Viva, participa do telejornal da TV Tropical e tece comentários sobre temas cotidianos na Rádio CBN. E agora o jornalista explicou que pretende lançar seu terceiro livro. Será uma coletânea de reportagens que marcaram época em Natal, produzida nos períodos em que trabalhou na Tribuna do Norte e no extinto Diário de Natal. A editora Flor de Sal, conduzida por Adriano de Souza e Flávia Assaf, está preparando a edição deste livro.

Cassiano Arruda Câmara tem dois livros publicados. O primeiro é “Um Repórter na Roda Viva: do Tipo Móvel ao Notebook” (Chegança, 2002) e “Hotel de Trânsito (Flor de Sal, 2009).

Crédito da Foto: Eduardo Maia