‘Foi dada a resposta necessária’, diz porta-voz da PM após operação que deixou 25 bandidos mortos em Varginha

Capitã Layla Brunella detalhou operação em entrevista à Jovem Pan News

A porta-voz da Polícia Militar de Minas Gerais, Capitã Layla Brunella, detalhou a operação que terminou com a morte de 25 suspeitos em Varginha, no interior do Estado, neste sábado, 31. Em entrevista ao Headline News, da Jovem Pan, ela explicou que a quadrilha planejava um assalto a banco no estilo novo cangaço nos próximos dias. A ação teve o apoio da Polícia Rodoviária Federal e do Batalhão de Operações Especiais da Polícia. “Os nossos serviços de inteligência monitoraram essas quadrilhas de maneira conjunta e chegaram a um denominador comum da possibilidade de ocorrência desse delito”, afirmou. “Nós fomos recebidos a tiros em dois pontos diferentes aqui na cidade de Varginha e foi dada a resposta necessária para conter essa agressão. Lembrando que a gente tem essa preocupação com a vida do cidadão de bem, que seria –  provavelmente durante a noite ou nos próximos dias – alvo da ação desses criminosos”, declarou a porta-voz. “Os nossos agentes agiram de pronto, com todas as informações da inteligência, e impediram que uma barbárie, como já aconteceu em outros Estados, se repetisse aqui em Minas”, completou. A capitã Layla Brunella informou que, além do armamento pesado, foi encontrado um grande número de galões de combustível e explosivos, que serão detonados no local onde os suspeitos estavam localizados. Segundo a PM, nenhum agente foi ferido na ação.

Leave a Comment